You are on page 1of 57

Microprocessadores

Microprocessadores
● O microprocessador (ou apenas processador) é um circuito
integrado programável multifuncional que realiza as funções
de cálculo e tomada de decisão de um computador;
● Um conjunto de Instruções determina o processamento dos
dados digitais de entrada e as saídas produzidas;
● Um microprocessador pode incorporar as funções de uma
unidade central de processamento (UCP) em um único
circuito integrado.
● Microprocessadores necessitam de componentes externos,
como por exemplo:
– Memória (volátil e permanente)
– Periféricos (I/O)...
– Basicamente possui a ULA (Unidade Lógica e Aritmética),
registradores e uma unidade de controle;

Microcontroladores
● São circuitos integrados que incorporam um
microprocessador e periféricos;
● Não necessitam de hardware externo para o seu
funcionamento;

Aplicações dos microcontroladores
• Em equipamentos/máquinas que possuem teclados e/ou
visores

www.useit.com/alertbox/200
40607_6_remotes.jpg

http://www.depositonaweb.com.br/wp-
content/uploads/elevador.jpg
http://sirletras.files.wordpress.com
/2008/11/elevador.jpg

Aplicações dos microcontroladores
• Em equipamentos/máquinas programáveis

http://www.movimatic.com.br/imgsgoogle/clp.jpg

br/carros_tunados/fotos- SAMSUNG.pt/ui/4/45/96/6 2493996_2-Imagemns-de- MAQUINA-LAVAR-ROUPA.jpg carros-tunados/ferrari-f430-tunada.jpg http://asia.olx.com/i/r/2005/dvr/390 86939/sc001.eti. http://www. Aplicações dos microcontroladores • Em equipamentos/máquinas que executam programas pré- definidos ou funções mais complexas http://images04.cnet.automotor.jpg .

cepa. Aplicações dos microcontroladores • Em equipamentos/máquinas que executam programas pré- definidos ou funções mais complexas http://www.gif http://coreiadonorte.wordpress.usp.com /2009/04/satelite1.jpg .br/energia/energia1999/Grupo4A/Image8 6.files.if.

Aplicações dos microcontroladores • Em equipamentos/máquinas que executam programas pré- definidos ou funções mais complexas http://www.ubergizmo.jpg .com/photos/2008/9/color-tamagotchi.

. Custo dos microcontroladores ● Valor mínimo da ordem de R$ 10. ● Valor máximo: depende do tipo de microcontrolador e aplicação.00.

Histórico • 1969 a BUSICOM (Cia Japonesa) encomenda alguns circuitos integrados (CI’s) à INTEL para o uso em calculadoras – A INTEL propôs que a função do CI seria determinada por um programa… • 1971 a INTEL compra os direitos da BUSICOM e lança o primeiro microprocessador de 4 bits denominado 4004 • 1972 a INTEL lançou o primeiro microprocessador de 8 bits denominado 8008 • 1974 a INTEL lançou o 8080. também de 8 bits • Motorola lançou o 6800. também de 8 bits .

Histórico • 1975 MOS Technology anunciou os microprocessadores 6501 e 6502 a um preço 7 vezes menor • 1976 a Zilog lançou o Z80. mesmo assim o Z80 continuou sendo superior . compatível com o 8080 • 1976 a INTEL lançou o 8085.

P8051AH%20%28refl%29.cpu- world. • PIC (Controlador Integrado de Periféricos).com/2009/03/pic 16f628a. http://www. Microcontroladores mais populares • 8051 (arquitetura). http://eduardocarneiro.jpg wordpress.files.com/CPUs/8051/L_Intel.jpg .

Definições • Bit: – É a abreviação de Dígito Binário em Inglês (Binary digit). • Um Byte pode representar números de 0 a 255. que corresponde ao valor lógico zero ou um. . • Byte: – Representação numérica composta de 8 bits.

– Assim. A. 0x3F.D. as 16 combinações possíveis de 4 bits são escritas com os dígitos hexadecimais. – O sufixo h ou o prefixo 0x pode ser usado para denotar que o número escrito está em hexadecimal Ex. 1Ah ou 0x00.E. 3Fh. 0x1A .B.F) para representar um número binário de 4 bits.C.: 00h. Definições • Hexadecimal: – Notação para números binários que utiliza 16 dígitos (0 a 9.

. que são interligados em paralelo.. quando não energizados perdem seu conteúdo. – Corresponde a um conjunto de flip-flops. – Dependendo do número de flip-flops interligados podem armazenar 8 bits (1 Byte) 16 bits (2 Bytes) 32 bits (4 Bytes) 64 bits (8 Bytes) 128 bits (16 Bytes) . geralmente do tipo D. – Os registradores são memórias voláteis. Definições • Registradores – São responsáveis pelo armazenamento de uma informação binária. . ou seja.

dividido internamento por 12. . determinado pelo sinal de relógio (clock). – A cada pulso de clock. uma função específica é executada. o que gera uma taxa de 1μs para cada instrução básica (instruções mais elaboradas podem requerer 2 ou 4 μs). ou grupo de pulsos. – O 8051. – Estes sistemas possuem osciladores internos que geram uma frequência conhecida e constante. Definições • Sistemas sequenciais síncronos – São aqueles que seguem um sincronismo (compasso). pode operar com clock de 12MHz. por exemplo.

Instrução Ação função e operando(s) Exemplo (genérico): SOME C e D Função Operandos . – Formada por uma função e operando(s). Definições • Instrução – Define uma única ação executada pelo microprocessador.

.: ● Leitura ou escrita de informação binária na memória.. Definições • Tipos de Instrução: – Dependem das operações a serem realizadas.. etc . ● Leitura ou escrita de informação binária em um registrador .. Ex. ● Operações aritméticas entre informações binárias. ● .. ● Operações lógicas entre informações binária.

outra operação CS\ = 0. operação de leitura RD\ = 1. Exemplo:RD\ = 0. tanto para fins de entrada como de saída. Definições • Representação dos sinais – Sempre que o nome de um sinal ou pino estiver com uma barra invertida “\” ao lado direito. significa que ele é ativo em nível lógico baixo “0”. dispositivo selecionado .

Elementos de um sistema microprocessado .

. Elementos de um sistema microprocessado Circuito de Reset: inicializa o sistema ao ligar ou sob comando externo.

Elementos de um sistema microprocessado Oscilador: gera os pulsos de clock para o sincronismo do sistema. .

para interromper o processamento e executar outro previamente acertado. . de outros periféricos. Elementos de um sistema microprocessado Interrupções: são entradas de sinal externo.

. Elementos de um sistema microprocessado Memória: Componente utilizado para armazenar dados e programa.

Elementos de um sistema microprocessado ● Memória: classificação quanto à volatilidade dos dados – Memória volátil (temporária) ● Ex.: memória RAM do computador – Memória não volátil (permanente) ● Ex.: Disquete. HD. EPROM. CD. DVD. ROM. E2PROM… .

Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória RAM estática: • Composta por flip-flops. . • Não requer refresh. • Exemplo: memória cache do processador.

• Devido a descarga do capacitor é necessário “regravar” os dados num pequeno intervalo. sendo esta operação denominada de refresh.jpg?w=1040 . impedindo que ela se perca rapidamente. http://ibxk.com.br/materias/iStock_00 0003591872XSmall. • Custo inferior em comparação às memórias RAM estáticas.Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória RAM (Random Access Memory) dinâmica: • Composta pela combinação de transistor e capacitor • O capacitor mantém a informação (0 ou 1) ativa.

• Possui custo final baixo. • A máscara é gerada por um processo fotográfico inerente ao desenvolvimento de circuitos integrados e define as suas conexões internas.Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória ROM (Read-only memory): • Gravada apenas no processo de fabricação. .

.Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória PROM (Programmable read-only memory): • Vem de fábrica “limpa” e pode ser gravada apenas uma vez pelo usuário. • Tem um custo superior às memórias ROMs.

cujo o software seja constantemente alterado até a finalização.com/cat alog/images_prod/big/EPROM.JPG . • Ideal para o desenvolvimento de protótipos.sterenshopusa. http://www. o que significa que é apagável pela exposição à luz ultravioleta. • Permite inúmeros ciclos de gravação e apagamento.Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória EPROM (Erasable programmable read-only memory): • Nome técnico é UV-EPROM.

jpg .com/Images/ban ner_Parallel. http://www. • Não necessita exposição à luz ultravioleta.Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória EEPROM (Electrically erasable programmable read-only memory) ou E2PROM : • Pode ser considerada uma ROM reprogramável eletricamente. porém tipicamente utilizada em Bytes. • Escrita bit a bit.atmel.

http://www.Elementos de um sistema microprocessado ● Memórias: classificação quanto à escrita e leitura dos dados – Memória Flash EEPROM ou Flash: • Semelhante a EEPROM porém com escrita bloco a bloco. por trabalhar com sistema bloco a bloco.com/c ontent/57041/sst28sf040-0.png . • Menor volume comparada a EEPROM. • Mais rápida em comparação a EEPROM.circuitspecialists.

Harvard: dados e programa ficam em memórias separadas. .Neumann: dados e programa ficam em uma mesma memória.Elementos de um sistema microprocessado A arquitetura de computadores pode ser do tipo: Von. com barramentos distintos de dados e programa.

Elementos de um sistema microprocessado Arquitetura .

). .Elementos de um sistema microprocessado ● Endereço de memória: – Indica o local onde são armazenadas informações (dados.. – Cada endereço identificado por um número. programas. ..

por exemplo).) estão ligados a mesma via de dados (barramento). por exemplo. portas de I/O.Elementos de um sistema microprocessado – Chip Select (CS\) • É um sinal (pino) presente na maioria dos dispositivos associados a microprocessadores. etc. Nível alto. Tri-state ou 3-state. por exemplo). 0 (0V. eles devem operar em três estados Nível baixo. circuito aberto). .. • O dispositivo que está utilizando o barramento tem CS\ = 0. pinos conectados ao barramento em nível lógico baixo/alto. • Como todos os dispositivos (RAM. pinos conectados ao barramento em Z (alta impedância). 1 (5V.. Z (alta impedância . EPROM. • Os dispositivos que não estão utilizando o barramento têm CS\ = 1.

Elementos de um sistema microprocessado Arquitetura .

. os quais serão utilizados para seleção do bloco de memória. expandindo o número de endereços de memória.Elementos de um sistema microprocessado • Expansão de memórias: – Consiste em agrupar duas ou mais memórias para aumentar a capacidade de armazenamento. – A expansão é realizada adicionando bits ao endereço.

.Elementos de um sistema microprocessado • Expansão de memórias – Exemplo: 4 memórias de 16 kbytes associadas para formar um bloco de 64 kbytes.A0: bits para o endereço dentro do bloco . A13.

Elementos de um sistema microprocessado • Expansão de memórias – Exemplo: 4 memórias de 16 kbytes associadas para formar um bloco de 64 kbytes. A13..A0: bits para o endereço dentro do bloco .

A0: bits para o endereço dentro do bloco .Elementos de um sistema microprocessado • Expansão de memórias – Exemplo: 4 memórias de 16 kbytes associadas para formar um bloco de 64 kbytes.. A13.

Elementos de um sistema microprocessado I/O: Interface de comunicação de entrada (IN) e saída (OUT) .

microfone.: teclado.: monitor.Elementos de um sistema microprocessado • I/O: – Interface de comunicação de entrada e saída: • Entrada (IN) Ex. … . som.. . mouse. • Saída (OUT) Ex..

Elementos de um sistema microprocessado • Dispositivos de I/O: – Os dispositivos de I/O podem ser tratados. . – No 8051 os pinos de I/Os são bastante limitados em quantidade e muitas vezes as I/Os são tratadas pela CPU como memórias. como se fossem memórias ou ter conexões (pinos) dedicadas às I/O. utilizando o mesmo barramento. por meio de técnicas de hardware e de software específicas. pelos microprocessadores. – Pode-se também tratar os dispositivos de I/O como memória.

– Desta forma. . leituras/escritas nos endereços reservados resultam em entradas/saídas de informações.Elementos de um sistema microprocessado • Dispositivos de I/O: – Um maneira de aumentar a capacidade de I/O do 8051 consiste em reservar certas partes da RAM externa para os circuitos de I/O.

Elementos de um sistema microprocessado • Multiplexação: – Consiste em utilizar o mesmo meio físico para a comunicação de diferentes informações (dados e endereços. as vias de dados (D0-D7) e a metade menos significativa da via de endereços (A0-A7) estão conectadas aos mesmos pinos do chip. . denominado assim AD0-AD7. – No caso do 8051. por exemplo) de forma sincronizada no tempo.

Elementos de um sistema microprocessado • Multiplexação: – No primeiro ciclo de máquina. – Com o pino G do latch (74LS373. a CPU do 8051 escreve nos pinos AD0-AD7 o Byte menos significativo do endereço (A0-A7) e leva o pino ALE ao nível lógico 1. circuito capaz de armazenar informações digitais) em nível lógico 1. . o valor binário da entrada do latch é conduzido à saída (Q0-Q7).

o microprocessador coloca nos pinos AD0-AD7 o Byte de dados. sem alterar o valor do endereço na saída (Q0-Q7) do latch. mantendo seu valor independente da entrada. .Elementos de um sistema microprocessado • Multiplexação: – Em seguida o pino ALE é levado ao nível lógico 0 (e consequentemente o pino G do latch também). com isto. – No ciclo seguinte. que passará a ser usado pelo sistema diretamente. a informação da saída (Q0-Q7) é retida.

. Elementos de um sistema microprocessado • Latch: – Componente eletrônico que tem a função de reter as informações na saída. permite a passagem da informação. • Quando inativa (pino G em nível lógico 0). independente da entrada. retêm a informação na saída. – Funciona como um porta que: • Quando ativa (pino G em nível lógico 1).

medir larguras de pulso. – O microprocessador 8051 possui incorporado dois temporizadores/contadores de 16 bits cada. que possui três temporizadores de 16 bits. . gerar pulsos periódicos.Elementos de um sistema microprocessado • Chips Temporizadores: – São chips dedicados à função de contar eventos. entre outras. com quatro possíveis modos de funcionamento. – O mais conhecido é o chip 8253. – São facilmente interfaceados e programados pela CPU. – O 8051 possui internamente também um canal de comunicação serial configurável pelo usuário.

Elementos de um sistema microprocessado • Buffer: – Circuito que tem por objetivo o armazenamento temporário de informações (buffers de impressoras. por exemplo). • Firmware: – Programa associado a um hardware para execução de funções específicas (firmware das impressoras. por exemplo). • Driver: – É um amplificador usado para acionar equipamentos a uma distância relativamente grande. . ou ampliar a capacidade de fornecimento de energia de uma porta.

usando as vias de dados e endereços do sistema.Elementos de um sistema microprocessado • DMA: – Método pela qual um dispositivo periférico solicita ao microprocessador o acesso direto a memória. sem que as informações passem pelo microprocessador. para leitura ou escrita. .

.Elementos de um sistema microprocessado • DMA: – Método pela qual um dispositivo periférico solicita ao microprocessador o acesso direto a memória. sem que as informações passem pelo microprocessador. para leitura ou escrita. usando as vias de dados e endereços do sistema.

Central Processing Unit (processador) – Responsável pelo processamento de todos os tipos de dados e pela apresentação do resultado do processamento. que realmente executa as operações aritméticas e lógicas entre dois dados.Elementos de um sistema microprocessado • CPU . . – Composto pela ULA.Unidade Lógica e Aritmética: – Unidade central do processador. • ULA . UC e memória cache.

– Informa à ULA a operação a ser executada. buscando a(s) informação(ões) na memória para que a ULA possa executar a instrução. – Depois. a unidade de controle vai para a próxima instrução e o ciclo se repete. – Em seguida.Elementos de um sistema microprocessado • UC .Unidade de Controle – Armazena a posição de memória que contém a instrução que está sendo executada. transfere o resultado de volta para o local apropriado da memória. .

us/im g366/4034/8051yw3.jpg .Elementos de um sistema microprocessado • Pinagem do 8051: http://img366.imageshack.