You are on page 1of 18

Gestão de obras

EBOOK - GESTÃO DE OBRAS

O MELHOR CONTEÚDO SOBRE CONSTRUÇÃO CIVIL


Eng Carlos

1
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

SUMÁRIO

Coordenação dos projetos de arquitetura e engenharia ............................................................................... 3


Estruturas de coordenação ........................................................................................................................... 5
Segunda parte ........................................................................................................................................... 5
Terceira parte ........................................................................................................................................... 5
Quarta parte ............................................................................................................................................. 6
Estudo preliminar ......................................................................................................................................... 7
O anteprojeto ............................................................................................................................................... 9
O projeto executivo .................................................................................................................................... 11
Canteiro de obras ....................................................................................................................................... 12
Aspectos a serem considerados na implantação ......................................................................................... 14
Instalações de infraestrutura ...................................................................................................................... 16

2
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

COORDENAÇÃO DOS PROJETOS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA

A coordenação de projetos e uma das áreas mais importante em uma obra ou projeto. Visto que
será esta a que você vai estar lidando e resolvendo uma série de problemas e inconveniências.

No entanto, existe uma série de tópicos que necessitam de atenção quando se fala sobre
coordenação de projetos. Principalmente nos nichos de arquitetura e engenharia.

Um dos pontos que sempre devem ser levantados, consiste em: antes de começar a fazer qualquer
planejamento ou coordená-lo, é preciso entender o papel de um coordenador.

É muito comum que coordenadores pensem que são como generais ou até mesmo chefes de outros
funcionários. O que não passa de um grande equívoco que colocará toda a sua obra em risco.

O coordenador é um mediador, é a pessoa que escuta todos os lados e não favorece pessoas, mas a
importância de cada setor.

Tendo sempre em mente que todas as áreas possuem importância, ou seja. Jamais sacrifique um
setor pelo bem de outro, a menos que não existam outras opções.

Outro ponto a ser observado é a passividade do profissional. Em alguns casos o coordenador age
como um tirano, em outros como um escravo.

E ambas as atitudes irão trazer malefícios ao seu projeto. Em suma, mantenha sempre em mente
que é papel do coordenador definir trabalhos, pedir avaliações, cobrar dos funcionários e garantir que
tudo seja feito adequadamente.

3
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

Quando falamos sobre coordenação de projetos na área de engenharia e arquitetura, é difícil não
citar a necessidade de experiência na área.

Pois essa é um fator determinante se você irá conseguir ou não identificar problemas, assim como
principalmente resolvê-los.

Uma saída para aqueles que estão começando na área, mas desejam se aprofundar em
coordenação, é investir em cursos, seja online ou presencial.

O importante é que possua uma base sólida antes de pegar os primeiros trabalhos. Também é
indicado que acompanhe outro profissional por um tempo. Dessa forma poderá visualizar como o trabalho
de controle e manejamento dos recursos da empresa são utilizados em um projeto.

4
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

ESTRUTURAS DE COORDENAÇÃO

Existem inúmeras maneiras de criar uma estrutura de coordenação, a seguir iremos demonstrar a
mais utilizada, explicando de forma prática.

Em suma, o primeiro a ser feito é o levantamento das informações. É necessário que elabore um
documento, da maneira que desejar, citando e justificando todos os motivos para realizar tal projeto.

O motivo desse documento ser necessário se dá pelo fato de que algo apenas pode resolver um
problema se você o conhecer.

É uma verdade que em alguns casos, os projetos nada mais serão do que movidos por motivos um
tanto quanto vazios. Mas nem todos eles são.

A maior parte dos projetos são feitos para resolver problemas, promover crescendo,
industrialização entre vários outros.

Logo, encontre o motivo por trás do projeto e o mantenha em mente a todo momento.

Também é necessário que todas as objeções tenham sido descobertas, assim como os objetivos do
projeto e hipóteses.

SEGUNDA PARTE

O trabalho agora apenas começou, e você precisa possuir embasamento teórico referente a
pesquisa realizada anteriormente.

Com esse conhecimento será possível estar estabelecendo programações, qualidade e vários outros
aspectos que dependerão exclusivamente ou não de você.

Também é importante que pesquise obras similares e as estude.

TERCEIRA PARTE

É necessário que entenda toda a metodologia utilizada para definir a programação e o


levantamento de dados no canteiro de obras.

Assim como a finalização de todo o estudo inicial a respeito do projeto.

5
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

QUARTA PARTE

É possível que antes de iniciar a coordenação você precise exercer outros trabalhos. No entanto,
assim que iniciar suas reais atividades, sempre haverá alguns pontos a serem seguidos, tais como:

 Conhecer sua equipe;


 Descobrir como trabalhar com a mesma, é uma verdade que nem sempre elas são iguais;
 Utilizar ferramentas de documentação, tal como XCase, FLow e outras;
 Manter todas as informações organizadas e fáceis de serem acessadas;
 Começar e continuar durante todo o trabalho a documentar em sua base, fontes e procedimentos
de operação;
 Sempre informar seus superiores o andamento do projeto. É importante que existe um período
definido para que o faça;
 Planeje antes de fazer qualquer coisa.

6
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

ESTUDO PRELIMINAR

O estudo preliminar se trata da primeira etapa do planejamento da obra. Sendo nele onde
verificações sobre o projeto serão feitas de forma abrangente e detalhada.

Dentro do estudo preliminar você deve começar fazendo a análise de viabilidade técnica e
econômica da construção, sempre se lembrando de abordar cada detalhe do mesmo, incluindo local,
outros estudos, fatores internos e externos entre vários outros.

Um dos maiores motivos para estar realizando essa análise se dá na descoberta de problemas já
existentes, assim como futuros problemas que possam estar vindo com o passar do tempo e ou início das
atividades.

Também é importante manter em mente que todos os estudos, análises e similares precisam ser
realizados com os melhores métodos possíveis.

Assim como eles devem ser utilizados para que as soluções e atividades a serem desenvolvidas seja
as melhores.

A seguir, você poderá conferir algumas características de projetos, estas que nem sempre estarão
presentes. No entanto, é importante conhecê-las:

 Escopo dos serviços;


 Local onde o projeto será executado, sempre discutido no estudo preliminar;
 Dificuldades do local assim como as facilidades do mesmo;
 Prazos de execução, mobilização e similares;
 Documentos que fazem parte do pedido, tais como projetos, planilhas e etc...
 Atribuições de responsabilidade, da contratante e contratada;
 Sistemas de pagamento;
 Sistemas de contratação;
 Critérios, seja de aceitação de serviços e ou medição;
 Serviços extracontratuais;
 Garantias de serviço;
 Entre outros.

Durante um estudo preliminar, será definido o tipo da construção, sua geometria e qual será o
sistema construtivo a ser utilizado.

7
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

Sendo também nesse momento quando o terreno será verificado, assim como a função da
construção.

Todas essas informações possuem um grande valor para definir se o projeto é viável ou não. Seja
para a equipe que o construirá ou para o cliente.

Após a obtenção dessas informações se dará início a definição de inúmeros outros detalhes como o
sistema estrutural, quais serão os materiais utilizados e os materiais.

8
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

O ANTEPROJETO

O anteprojeto é a etapa intermediaria de uma construção, consistindo na configuração definitiva da


proposta do projeto.

Seu formado é composto por uma série de desenhos que representam todo o projeto, trazendo
uma maior clareza a respeito daquilo que deve ser realizado.

É ele quem possui as informações necessárias para que o cliente aprove ou não o projeto, assim
como a autoridade competente.

Tendo isso em vista, você pode facilmente perceber a importância que o anteprojeto possui para o
projeto.

Você também precisa saber que o anteprojeto deve ser realizado depois do estudo preliminar. E
antes da execução do projeto em si. Visto que o projeto usará uma grande quantidade de informações que
estarão melhor detalhadas ao longo do anteprojeto.

Confira abaixo o que será necessário para estar realizando um projeto de sucesso:

 Planta de situação;
 Planta de corte transversal;
 Planta baixa;
 Planta de cobertura;
 Planta de corte longitudinal;
 Planta de localização do terreno;
 Planta de fachada;
 Entre outras.

É importante ter sempre em mente que nem sempre todas as informações são necessárias, assim
como em outros casos uma série de outras se farão necessárias.

Para ter certeza absoluta de que terá todo o necessário sempre conte com a ajuda de alguém que
já realizou um projeto similar anteriormente.

9
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

Também é possível estar obtendo informações na internet, seja por meio de artigos, vídeos e
muitos outros. O importante é que nunca prossiga da etapa de anteprojetos sem estar com todas as
dúvidas sanadas.

10
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

O PROJETO EXECUTIVO

Os projetos executivos contêm todas as técnicas necessárias para realizar um projeto, assim como
todas as suficientes.

O conteúdo de projeto executivo precisa ser claro, além de contar com todos os detalhes
construtivos para que a instalação, montagem, construção e a execução das obras seja a mais perfeita
possível, sempre seguindo o que foi informado no contrato.

O projeto executivo também completa as informações necessárias para que o projeto seja
finalizado.

Tais como detalhes precisos sobre interfaces de sistemas compostos. Desenhos com dados
construtivos baseados no projeto básico já aprovado.

Já sua constituição se resume em um relatório técnico, contendo a revisão e complementação do


memorial descritivo e do memorial de cálculo apresentados naquela etapa de desenvolvimento do projeto.

Também estará incluso um orçamento em detalhes sobre a execução dos serviços na obra, estes
que devem ter sido elaborados.

11
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

CANTEIRO DE OBRAS

O canteiro de obras é o lugar onde a construção e processos necessários para a finalização da


mesma serão feitos. Sendo ele uma das partes mais importantes de toda uma construção.

Assim como a sua organização. Esta que precisa ser estudada, planejada e somente então colocada
em prática.

Para profissionais que estão começando agora na área, pode não ser muito fácil entender a
importância de uma organização eficiente do canteiro de obras.

No entanto, você pode perceber essa importância quando objetos e pessoas precisam se
movimentar no canteiro de obras.

Visto que o quão longe uma pessoa estiver do material ou lugar onde precisa ir, mais ela demorará
para terminar um trabalho. Talvez seja perdido apenas um minuto nesse processo, mas caso várias pessoas
percam um minuto todos os dias, com o passar do tempo até mesmo dias terão sido perdidos.

Assim como material, uma vez que o simples movimentar de um material pode significar uma perda
dele ou de outro.

Tal como é o caso dos combustíveis.

Abaixo, você poderá conferir alguns tipos de locais, instalações e outros que fazem parte de um
canteiro de obras. Assim como a utilidade de cada um deles:

I. Tapume: Possui como destinação o fechamento de todo o canteiro de obras. Servindo para
impedir ou até apenas dificultar a entrada de outras pessoas e animais. Visto que a
movimentação “ilegal” dentro de um canteiro pode trazer inúmeros problemas e prejuízos.
Em suma, se trata de uma parede de madeira com pouca qualidade.
II. Almoxarifado: É o local onde será guardado todo o material utilizado na obra. Assim como
onde ocorrerá um controle sobre o uso do mesmo. Normalmente é uma pequena
construção provisória. Este local é de preferência para materiais que não podem ficar na
chuva, sol e similares. Tais como portas, janelas, tintas, gesso, cimento, grades entre vários
outros. Você pode utilizar uma construção já existente para o almoxarifado.
III. Escritório: Quando maior for a obra, maior será a necessidade de controle da mesma. Um
escritório é necessário para que plantas sejam guardadas e analisadas, assim como diários
de obras, controles de ponto, telefones, internet e outros. Também é o local onde será feito
grande ou toda a parte administrativa ligada a obra, podendo também estar atuando em
outras obras próximas.
IV. Banheiro: É obrigatório que exista um banheiro disponível para os funcionários, no entanto,
é possível que não existe um dentro do canteiro de obras. Mas normalmente é comprado ou
alugado banheiros químicos.

12
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

V. Casa de vigia: É o local que o profissional responsável pela segurança do canteiro de obras
fica. Podendo ser bastante trabalhado ou apenas uma guarita.
VI. Depósito de areia: É o local onde será depositado toda a área comprada para a obra, ou
parte dela. É necessário que essa área seja bastante estudada, visto que precisará ter acesso
à caminhões.
VII. Depósito de britas: O deposito de britas, deverá estar próximo ao local onde será utilizada
assim como deve estar em um lugar onde caminhões possam passar.
VIII. Depósito de aço: É o local onde será armazenado o aço a ser utilizado em toda a obra, em
alguns casos é necessário que esteja protegido da chuva. Também necessita estar próximo a
central de corte e dobragem de aço.
IX. Central de corte e dobragem de aço: Será o local utilizado para a confecção de armações
metálicas. Sendo a maior parte dos cortes manuais e/ou elétricos. É necessário que o local
seja protegido do sol, assim como as bancadas, equipamentos e possua tomadas. Também é
importante lembrar que uma grande quantidade de barras possuirá muitos metros, logo, o
local precisa ter um tamanho apropriado.
X. Central de preparo de concreto: é o local onde o concreto será preparado. Suas
características variam bastante de uma obra para outra. Podendo ser apenas um local com
uma betoneira, uma simples prancha de madeira ou até mesmo uma grande e complexa
instalação.
XI. Depósito de madeira: Assim como o nome sugere, este será o local onde a madeira será
armazenada, ele precisa possuir obrigatoriamente telhado.
XII. Carpintaria: Será utilizado para criar formas para concreto, assim como fazer
madeiramentos de cobertura entre vários outros. Suas características também variam
bastante, sendo a serra circular seu item quase sempre presente.

13
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS NA IMPLANTAÇÃO

O planejamento logístico é um dos principais responsáveis pela execução dos trabalhos e do fluxo
de material. Diminuindo todo o tempo gasto dentro de um canteiro de obras assim como a utilização de
recursos.

O mesmo vale para todos os outros tipos de planejamentos dentro de uma obra.

No entanto, é preciso fazer um estudo detalhado a respeito de vários pontos assim como foi citado
anteriormente. Para que alguns destes sejam analisados e considerados antes de haver a implantação do
projeto.

Quando se trata do projeto em si, as maiores considerações a serem feitas residem no orçamento,
mão de obra e recursos.

Sendo os três alguns dos pilares mais básicos e importantes para uma construção de sucesso.

E cada um deles irá precisar considerar seus próprios aspetos antes de dar início as atividades. Mas
sem dúvida alguma, a implantação do canteiro de obras, é atualmente um dos fatores mais importantes e
que devem receber uma quantia ainda maior de atenção.

Mesmo que o canteiro de obras seja apenas provisório, ele é fundamental para que todo o trabalho
seja bem realizado. O que torna necessário a existência de um grande planejamento do mesmo.

Tendo sempre em vista que um canteiro de obras é um “organismo” sempre mudando, evoluindo e
expulsando partes das quais não são mais necessárias.

E todas essas mudanças não devem serem feitas sem um planejamento. Antes do início das
atividades é necessário que as trocas de setores e locais dentro do mesmo sejam planejados.

Para que dessa forma possa existir uma implantação continua do canteiro de obras. Sem que o
mesmo possua áreas paradas ou prejudicadas.

A seguir, você poderá conhecer os principais fatores a serem considerados antes de uma
implantação:

I. As condições da obra: é preciso checar se o local pode e como será abastecido, assim como
verificar toda a área disponível e as possibilidades de acesso ao mesmo, sempre lembrando de que
muitas vezes veículos pesados precisaram entrar e sair.
II. Tipo e o tamanho da obra: Um dos pontos principais é saber o tipo e qual será o tamanho da obra,
visto que serão esses aspectos a definirem os insumos utilizados na construção.

14
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

III. Métodos de produção: Será utilizado uma produção em sequência, simultânea ou cadenciadas? É
preciso que essa informação seja encontrada o mais rápido possível.
IV. Técnicas de transporte: Quais são as dimensões e principalmente o peso dos materiais que
precisam ser transportados?
V. Tempo de construção: Um dos principais aspectos a ser observados, é preciso que já se tenha
definido o tempo que será utilizado para a finalização do projeto.
VI. Recursos disponíveis: Quais são os recursos disponíveis? Você precisa conhecer o número de
trabalhadores, máquinas e equipamentos disponíveis.

15
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

INSTALAÇÕES DE INFRAESTRUTURA

A instalação da infraestrutura irá variar conforme o tipo da sua construção.

Alguns autores consideram até mesmo a parte de planejamento como pertencentes a


infraestrutura. Levando essa a abranger desde programas de computadores à suportes em um canteiro de
obras.

Em suma, grande parte da infraestrutura de uma obra pode ser obtida pronta, restando para o
construtor, engenheiro ou similar apenas a montagem da mesma e ou utilização.

Com o avanço dos pré-moldados, tem se tornado cada vez mais comum a utilização de partes
prontas, seja para facilitar, agilizar ou até mesmo para diminuir os custos em uma obra.

Já a instalação de infraestrutura pode ser vista como a construção, montagem ou colocação dos
objetos, serviços e até mesmo trabalhadores em uma obra.

Fornecendo assim o necessário para que a obra seja iniciada sem problemas.

É preciso ter em mente que uma infraestrutura bem-feita pode ser a responsável por uma obra
bem-feita e sucedida. Visto que erros cometidos na montagem inicial de algo podem impactar todo o
trabalho de forma negativa.

Trazendo uma série de problemas para toda a construção.

É recomendável que uma pessoa experiente seja responsável pela instalação da infraestrutura, caso
seja você a fazer o trabalho e não possua experiência. Tente acompanhar o trabalho de alguém ou pedir
para que um veterano analise o seu trabalho.

Dessa forma você poderá diminuir as chances de cometer algum erro durante a instalação.

16
www.engcarlos.com.br
Gestão de obras

Você pode obter mais informações visitando a nossa plataforma

Eng Carlos

Entre em contato agora mesmo

Engº Carlos

Envie um e-mail para sac@engcarlos.com.br

Ou visite nosso site EngCarlos.com.br

17
www.engcarlos.com.br