You are on page 1of 4

José Carlos Marconato, Sandra Mara M.

Franchetti e Roberto José Pedro

Neste experimento são utilizados vinagre branco e hidróxido de sódio comercial para preparar tampões
com diferentes capacidades tamponantes. Extrato de repolho roxo (indicador ácido-base) é usado para a
verificação das propriedades desses tampões.


solução tampão, capacidade tamponante, ensino alternativo

Recebido em 21/8/03, aceito em 23/8/04

59

A
s soluções tampões são solu- Como agem os tampões? acetato, a base conjugada do ácido
ções que resistem a mudan- acético, é proveniente do sal. Portan-
Os tampões têm a propriedade de
ças de pH quando a elas são to, a ionização do ácido acético é
resistir a mudanças no pH. Isto ocorre
adicionados ácidos ou bases ou negligenciável frente ao excesso de
porque essas soluções contêm um
quando uma diluição ocorre. Essa sal (efeito do íon comum), assim co-
componente ácido e um básico em
resistência é resultado do equilíbrio mo é negligenciável a hidrólise do íon
sua constituição. Para que possamos
entre as espécies participantes do acetato frente ao excesso de ácido
entender o mecanismo de ação des-
tampão. Um tampão é constituído de acético. Por isso, é possível reescre-
sas soluções, vamos considerar o sis-
uma mistura de um ácido fraco e sua ver a expressão da constante de equi-
tema tampão ácido acético e acetato
base conjugada ou de uma base líbrio para o ácido acético, substi-
de sódio.
fraca e seu ácido conjugado. tuindo-se o termo [CH3COO–] (que
Desde que o sal (acetato de sódio)
representa a base conjugada do
Exemplos de soluções tampões é um eletrólito forte, em solução aquo-
ácido) por [Sal]:
Ácido acético + acetato de sódio sa estará completamente dissociado:

Ácido bórico + borato de sódio


Ácido cítrico + citrato de sódio
Ácido fosfórico + fosfato de sódio Assim, é possível verificar o que
O ácido acético estará em equilí- acontece com uma solução tampão,
Amônia + cloreto de amônio
brio com seus íons: composta por ácido acético e acetato
Os tampões têm um papel impor- de sódio, quando a ela for adicionado
tante em processos químicos e bio- CH3COOH(aq) um ácido ou uma base fortes.
químicos, nos quais é essencial a CH3COO–(aq) + H+(aq)
manutenção do pH. Assim, muitos Adição de ácido
A constante de ionização para o
processos industriais e fisiológicos ácido acético é dada por: Se um ácido for adicionado a um
requerem um pH fixo para que deter- tampão, ocorrerá uma elevação da
minada função seja desempenhada. concentração dos íons H+ no meio
Por exemplo, o sistema tampão (uma perturbação ao equilíbrio); de
HCO3–/H2CO3 é importante fisiologica- acordo com o princípio de Le Chate-
mente, uma vez que controla o trans- É importante ressaltar que, na lier, essa perturbação será neutrali-
porte de CO2 no sangue e o pH do solução tampão, a principal contribui- zada pela base conjugada do tam-
mesmo (Fiorucci et al., 2001). ção para a concentração de íons pão, restabelecendo o estado de

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Uma proposta experimental para soluções tamponantes N° 20, NOVEMBRO 2004
equilíbrio, e o pH da solução irá variar gada do ácido acético. Para a reação Materiais e métodos
pouco, conforme a reação abaixo: de dissociação do ácido acético em • Vinagre branco
meio aquoso descrita anteriormente, • Hidróxido de sódio comercial
pode-se escrever a seguinte cons- • Extrato de repolho roxo
tante de equilíbrio: • 1 copo plástico ou equivalente
de 50 mL
Adição de base • 3 copos plásticos ou equivalen-
tes de 500 mL
Se uma base for adicionada a um
Rearranjando essa expressão, • Seringas de 5 e 10 mL
tampão, ocorrerá uma elevação da
tem-se: • Solução de HCl 0,1 mol L-1
concentração dos íons OH– no meio
• Solução de NaOH 0,1 mol L-1
(uma perturbação ao equilíbrio); de
• Conta-gotas
acordo com o princípio de Le Chate-
• Balança técnica
lier, essa perturbação será neutraliza-
da pelo ácido acético do tampão, Preparação das soluções com
Aplicando-se -log10 em ambos os
restabelecendo o estado de equilí- diferentes capacidades tamponantes
lados da expressão acima e como por
brio, e o pH da solução irá variar pou- No Quadro 1, ilustra-se o proce-
definição pKa = -log10 Ka e pH = - log10
co, conforme a reação abaixo: dimento experimental para a prepa-
[H+ ], tem-se:
ração das soluções tampões de dife-
rentes concentrações.
Quando se adiciona hidróxido de
sódio à solução de ácido acético
É importante lembrar que existe ou (vinagre), ocorre a neutralização do
um limite para as quantidades de áci-
ácido, conforme reação abaixo:
do ou de base adicionadas a uma
solução tampão antes que um dos CH3COOH(aq) + NaOH(aq) →
60 CH3COONa(aq) + H2O(l)
componentes seja totalmente consu- ou, ainda,
mido. Esse limite é conhecido como
Neste experimento, propõe-se
a capacidade tamponante de uma
que as variações do pH das soluções
solução tampão e é definido como a
tampões com diferentes capacidades
quantidade de matéria de um ácido Esta é a equação de Henderson- tamponantes sejam acompanhadas
ou base fortes necessária para que Hasselbalch, apenas uma forma rear- através da utilização de indicadores
1 litro da solução tampão sofra uma ranjada da expressão da constante ácido-base (Lima et al., 1995; Terci e
variação de uma unidade no pH de equilíbrio Ka, porém extremamente Rossi, 2002; Dias et al., 2003).
(Skoog et al., 2001; Lima et al., 1995). útil no preparo de tampões, pois além
de permitir encontrar a proporção Resultados
pH dos tampões: equação de
exata dos constituintes para a obten-
Henderson-Hasselbalch ção do pH desejado, possibilita esti- Proposta A
Os sistemas tampões são esco- mar variações no pH dos tampões, Após a preparação dos tampões,
lhidos de acordo com a faixa de pH quando da adição de H+ ou de OH–. propõe-se que a abordagem do tema
que se deseja tamponar, utilizando- Também permite o cálculo rápido do tenha início demonstrando-se o que
se a equação de Henderson-Hassel- pH do tampão, quando a proporção
balch. Com o propósito da derivação dos componentes é conhecida.
dessa equação, algumas conside-
rações serão feitas a seguir. Objetivos
De acordo com a teoria de ácidos Permitir ao professor uma aborda-
e bases de Brönsted-Lowry, um ácido gem prática do tema soluções
(HA) é uma espécie química doadora tampões, através de uma proposta
de prótons (H+) e uma base (B) é uma experimental simples, passível de ser
espécie química aceptora de prótons. realizada em qualquer escola pública
Após o ácido (HA) perder seu próton, do Ensino Médio, utilizando materiais
diz-se existir como base conjugada de baixo custo e facilmente encon-
(A–). Da mesma maneira, uma base trados no mercado.
protonada é dita existir como ácido Além do assunto soluções tam-
conjugado (BH+). pões, este experimento permite ao
Segundo a teoria de pares conju- professor uma abordagem ampla de Quadro 1: Esquema do procedimento ex-
gados ácido-base de Brönsted- assuntos relacionados, conforme o perimental para a preparação das solu-
Lowry, o íon acetato é a base conju- quadro acima. ções tampões.

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Uma proposta experimental para soluções tamponantes N° 20, NOVEMBRO 2004
ocorre com o pH da água (uso de
indicadores ácido-base, extrato de re-
polho roxo) quando se adiciona a ela
um ácido ou uma base fortes, Figu-
ra 1. Na seqüência, repete-se o mes-
mo procedimento anterior, agora
substituindo a água pela solução tam-
pão, e observando que ocorre uma
resistência à mudança de cor da solu-
ção, porque existe um efeito tampo-
nante, Figura 2. Utilizando-se uma
solução tampão de concentração me-
nor, Figura 3, pode-se ainda verificar
a existência do efeito tamponante,
porém em proporções muito meno-
res, devido à baixa concentração do
tampão Figura 1. Efeito da adição de ácido e base à água + extrato de repolho roxo. (A) Adição
de 5 gotas de HCl 0,1 mol L-1. (B) Controle. (C) Adição de 5 gotas de NaOH 0,1 mol L-1.
Proposta B
Outro procedimento alternativo e
interessante para ilustrar a importante
propriedade dos tampões consiste na
utilização de um volume fixo dos tam-
pões de diferentes concentrações,
anotando-se o número de gotas de
ácido ou de base necessários para
61
que ocorra a mudança da cor inicial
da solução. O resultado desse
procedimento está apresentado na
Tabela 1, na qual é possível verificar
que quanto maior a concentração do
tampão utilizado, maior é o número
de gotas de ácido necessárias para
mudar a cor inicial, ou seja, para alte-
rar o pH inicial da solução. Esse pro-
cedimento pode ser repetido, adicio- Figura 2. Efeito da adição de ácido e base ao tampão (CH3COOH + CH3COONa)
nando-se agora uma solução de base 0,67 mol L-1 + extrato de repolho roxo. (A) Adição de 50 gotas de HCl 0,1 mol L-1. (B)
para demonstrar que os tampões Controle. (C) Adição de 50 gotas de NaOH ) 0,1 mol L-1.
resistem a mudanças no pH, seja pela
adição de um ácido ou de uma base.
Conclusôes
A realização deste experimento
permite ao aluno, além do preparo e
da verificação das propriedades das
soluções tampões, uma abordagem
sobre as diferentes formas de expres-
sar a concentração das soluções,
diluições, conceitos de ácidos e ba-
ses, reações químicas, estequiome-
tria, equilíbrio químico, pH e indica-
dores ácido-base.
Nota
Sobre os resíduos gerados nas ati-
vidades práticas: Cada vez mais tor- Figura 3. Efeito da adição de ácido e base ao tampão (CH3COOH + CH3COONa)
na-se necessário o planejamento dos 0,00067 mol L-1 + extrato de repolho roxo. (A) Adição de 2 gotas de HCl 0,1 mol L-1. (B)
experimentos pensando nos resíduos Controle. (C) Adição de 2 gotas de NaOH ) 0,1 mol L-1.

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Uma proposta experimental para soluções tamponantes N° 20, NOVEMBRO 2004
Tabela 1: Capacidade tamponante das diferentes soluções, frente à adição da solução
de HCl 0,1 mol L-1. Referências
50 mL do tampão (CH3COOH + CH3COONa) N° de gotas de HCl 0,1 mol L-1 DIAS, M.V.; GUIMARÃES, P.I.C. e
+ extrato de repolho roxo necessárias para observar alteração MERÇON, F. Corantes naturais: Extra-
da cor inicial ção e emprego como indicadores de
pH. Química Nova na Escola, n. 17, p.
0,67 mol L-1 1026 27-31, 2003.
0,067 mol L-1 107 FIORUCCI, A.R.; SOARES, M.H.F.B.
0,0067 mol L-1 12 e CAVALHEIRO, E.T.G. O conceito de
0,00067 mol L-1 2 solução tampão. Química Nova na Es-
cola, n. 13, p. 18-21, 2001.
gerados nessas atividades. Assim, a • Mostre que a ação dos tampões LIMA, V.A.; BATTAGIA, M.; GUARA-
CHO, A. e INFANTE, A. Demonstração
mudança de rotinas é necessária para é uma aplicação direta do princí-
do efeito tampão de comprimidos efer-
a preservação do meio ambiente. pio de Le Chatelier. vescentes com extrato de repolho roxo.
Nesta atividade prática, as solu- • Um tampão mantém constante Química Nova na Escola, n. 1, p. 33-
ções tampões preparadas possuem o pH de um meio indefinida- 34, 1995.
um pH aproximado de 4,7. Portanto, mente? SKOOG, D.A.; WEST, D.M. e HOL-
ao final do experimento, antes de des- • Considerando que a acidez mé- LER, F.J. Fundamentals of analytical
cartá-las na pia, é necessário neutra- dia do vinagre é de 4,0% m/v, chemistry. 7a ed. Nova Iorque: Saun-
lizá-las (adicionando hidróxido de faça os cálculos para demons- ders College, 2001. p. 205-209.
sódio diluído) até o ponto em que to- trar que essa percentagem TERCI, D.B.L. e ROSSI, D.V. Indica-
do o ácido acético do vinagre seja corresponde a 0,67 mol/L. dores naturais de pH: Usar papel ou
transformado em acetato de sódio. solução? Química Nova, v. 25, p. 684-
Isto ocorre quando o pH atinge um Agradecimentos 688, 2002.
valor entre 8,0 e 9,0. À Fapesp, processo n° 00/12415-0. Para saber mais
62 Questões para discussão José Carlos Marconato (marconat@rc.unesp.br), ba- BEYNON, R.J. e EASTERBY, J.S.
charel em Química e doutor em Ciências (Físico- Buffer solution: The basics. Oxford:
• Como a concentração de um Química) pela UFSCar, é docente do Departamento Bios Scientific Publishers, 1996.
tampão afeta a sua capacidade de Bioquímica e Microbiologia do Instituto de Bio- DAVENPORT, H.W. ABC da química
ciências da Universidade Estadula Paulista (DQM-
tamponante? ácido-básica do sangue. 5a ed. Trad.
IB-Unesp), em Rio Claro - SP. Sandra Mara M. Fran-
• Escreva as equações para mos- chetti (samaramf@rc.unesp.br), licenciada e bacha-
J.R. Magalhães. São Paulo: Atheneu
trar como um tampão constituí- rel em Química pelo Instituto de Química da Unesp, Editora, 1973.
do por NH3 + NH4Cl resiste a em Araraquara - SP, doutora em Ciências (Físico- HARRIS, D.C. Análise química quan-
mudanças no pH quando da Química) pela Unicamp, é docente do DQM-IB- titativa. 5a ed. Trad. C.A.S. Riehl e A.W.S.
Unesp. Roberto José Pedro, licenciado em Ciências Guarino. Rio de Janeiro: LTC Editora,
adição de um ácido e de uma Biológicas pela Universidade Metodista, é técnico 2001.
base. do DQM-IB-Unesp.

Abstract: Buffer Solution: An Experimental Proposal Using Low-Cost Materials - In this experiment white vinegar and commercial sodium hydroxide are used to prepare buffer solutions of different
buffering capacities. An extract of red cabbage (acid-base indicator) is used to verify the properties of these solutions.
Keywords: buffer solution, buffering capacity, alternative teaching

Nota
Vídeos de Química Nova na Escola
Foram lançados os quatro primeiros números
da coleção de vídeos de Química Nova na Es-
cola, durante o XII Encontro Nacional de Ensino
de Química, realizado em Goiânia em Julho p.p.
Os temas dos vídeos são inspirados em ar-
tigos dos Cadernos Temáticos de Química Nova
na Escola:
• Volume 1: As Águas do Planeta Terra;
• Volume 2: A Química dos Remédios, dos
Fármacos e dos Medicamentos;
• Volume 3: Polímeros Sintéticos;
• Volume 4: A Química da Atmosfera.
Outros 8 números dos cadernos estão em
fase final de produção e mais 4 vídeos comple-
tarão a primeira série dessa linha de produtos
audiovisuais de Química Nova na Escola.

QUÍMICA NOVA NA ESCOLA Uma proposta experimental para soluções tamponantes N° 20, NOVEMBRO 2004