You are on page 1of 34

Ana Carolina Rocha Meira

Biomédica
Especialista em Análises Clínicas

JEQUIÉ - BA
2018
INTRODUÇÃO
 Grupo de interesse na parasitologia
 Helmintos
 Protozoários
 Artrópodes
 Grupo de interesse na parasitologia

 Helmintos
 Schistosoma o Enterobius
 Fasciola o Strongyloides
 Taenia o Anciolostoma
 Echinococcus o Necator
 Hymenolepis o Trichuris
 Ascaris o Wuchereria
 Grupo de interesse na parasitologia

 Protozoários
 Trypanosoma
 Leishmania o Toxoplasma
 Giardia o Plasmodium
 Trichomonas o Cryptosporidium
o Balantidium
 Entamoe
 Grupo de interesse na parasitologia

 Artrópodes

 Triatoma o Aedes
 Lutzomyia
 Anopheles
 Culex
CLASSSIFICAÇÃO
 Classificação dos Seres Vivos:

Taxonomia
 É o estudo teórico da classificação, incluindo as respectivas
bases, princípios, normas e regras.
(Simpson)
 Filos de interesse à Parasitologia:
 Protozoa
 Filos de interesse à Parasitologia:

 Platyhelminthes
 25.000 espécies
 Hermafroditas
 Taenia saginata
 Taenia solium
 Filos de interesse à Parasitologia:

 Nematoda
 12.000 espécies
 Dióicos
 Wuchereria bancrofit
 Filos de interesse à Parasitologia:

 Acantocephala
 1150 espécies
 Parasita homens e animais
 Necator americanus
 Ancilostoma duodenale
 Filos de interesse à Parasitologia:

 Arthropoda
 1.500.000 espécies
 Vetores/Agentes Etiológicos
 Sarcoptes scabiei
 Phthirus pubis
 Nomenclatura Binominal

Gênero Espécie
 Segundo o modo de transmissão:

 Parasitos transmitidos entre pessoas;

 Parasitos transmitidos por solos contaminados;

 Parasitos transmitidos pela água, alimentos, mãos sujas ou


poeira;

 Parasitos transmitidos por vetores ou hospedeiros


intermediários.
(NEVES, 1998)
 Segundo o modo de transmissão:

 Parasitos transmitidos entre pessoas;

o Sarcoptes scabiei
o Phthirus pubis
o Phthirus humanus
o Trichomonas vaginalis

(NEVES, 1998)
 Segundo o modo de transmissão:

 Parasitos transmitidos pela água, alimentos, mãos sujas ou


poeira;
o Entamoeba histolytica
o Giardia lamblia
o Toxoplasma gondii
o Hymenolepis nana
o Taenia solium (cisticercose)
o Ascaris lumbricoides
o Trichuris trichiura
o Enterobius vermicularis

(NEVES, 1998)
 Segundo o modo de transmissão:
 Parasitos transmitidos por solos contaminados;

o Ancilostoma duodenale
o Necator americanus
o Strongyloides stercoralis

(NEVES, 1998)
 Segundo o modo de transmissão:
 Parasitos transmitidos por vetores ou hospedeiros
intermediários.
o Schistosoma mansoni
o Leishmania sp.
o Trypanossoma cruzi
o Plasmodium sp.
o Taenia solium
o Taenia saginata
o Wuchereria bancrofit

(NEVES, 1998)
 Porque estudar Parasitologia?
 Distribuição Geográfica das Verminoses:

ZONA DE ALTO RISCO ZONA DE MÉDIO RISCO

ZONA DE BAIXO RISCO


 Distribuição Geográfica da Malária

As condições ambientais são um fator determinante para a prevalência


de parasitoses, que ocorrem sobretudo nos países subdesenvolvidos ou em
desenvolvimento, gerando as chamadas doenças tropicais.

(AMATO NETO; CHIEFFI, 2006)


 Contraste Social
 Riqueza
 Pobreza
“...é na esteira da pobreza, da falta de educação e de
saneamento básico que as doenças parasitárias encontram
um campo fértil.”

Davi Pereira Neves


MODALIDADES DE PARASITISMO
 Quanto ao número de hospedeiros
Monoxênico Heteroxênico
 Quanto a especificidade parasitária:

Estenoxeno Eurixeno

Parasita espécies de Parasita espécies de


vertebrados muito vertebrados muito
próximas. diferentes.

Ex: Plasmodium sp Ex: Toxoplasma gondii


 Quanto a localização:
Endoparasitas Ectoparasitas

Mucosas e tecidos internos Pele ou na epiderme


 Quanto ao tipo de hospedeiro:

Definitivo Intermediário

O parasito se apresenta
em fase de maturidade O parasito se apresenta
ou em fase de atividade em fase larvária ou
sexual. assexuada.
 Quanto ao tipo de hospedeiro:

Definitivo Intermediário
AÇÃO PARASITO-HOSPEDEIRO

 Ação Espoliativa
 Ação Tóxica
 Ação Mecânica
 Ação Traumática
 Ação Irritativa
 Ação Enzimática
Doenças Parasitárias
 Sufixo “ose” + Gênero do agente etiológico:
 Nomenclatura
 Sufixo “ose” +Gênero do agente etiológico

o himenolepose • leishmaniose o pediculose


o teniose • tricomonose o tungose
o tricurose • criptosporidiose o sarcoptose...
o enterobiose • plasmodiose
o ascariose • balantidiose
o estrongioloidose • fasciolose
o necatorose • equinococose

(Kassaietal., 1988)
REFERENCIAS:
Ana Carolina Rocha Meira
Biomédica
Especialista em Análises Clínicas

JEQUIÉ - BA
2018