You are on page 1of 77

Troca Rápida de Ferramenta

SMED

Prof. Paulino G. Francischini

1
PRO
Troca Rápida de Ferramenta
(Setup)

Tempo de Setup:

Tempo entre a última boa produção de um produto e a primeira boa


produção de um próximo produto.

Tempo Total de Setup =


Setup + Processamento de Amostra + Ajustagem

OBJETIVO:
Tempo Total de Setup menor do que 5 minutos
2
PRO
Histórico

l Criado por Shigueo Shingo (1970)


l Aplicado pela primeira vez na Toyota Motor Co. (Sistema Toyota de
Produção)
l Em inglês: Single Minute Exchange of Die - SMED
l Também chamado de Tempo de Changeover
l Permite:
ü Diversificação da produção para atender demanda

ü Pequenos lotes

3
PRO
Tempo de Setup

Pára a Busca Busca Busca Limpa


máquina moldes material ferramenta moldes .....

TEMPO IMPRODUTIVO

Tempo de Setup

4
PRO
Tempo Total de Setup

Processa Inspe- Regula Processa


Set up amostra ciona amostra ..... Processa

1.ª peça
boa
LIXO/REPARO

Tempo Total de Setup

5
PRO
Tempo Total de Setup
Peças/min

Tempo
Tempo Total de Setup

6
PRO
Tipos de Setup

l Setup interno:
ü Deve ser feito com a máquina parada

Ø Soltar molde
Ø Retirar molde
Ø Prender molde
l Setup externo
ü Pode ser feito com a máquina ligada

Ø Buscar molde
Ø Buscar ferramentas
Ø Buscar material
Ø Limpar
7
PRO
Estágios Teóricos
Inicial 1 2 3
Setup interno e Setup interno e Converter setup Melhorar todas
externo não externo interno em as operações
diferenciados diferenciados externo elementares

Ext Preparação e
Ext Verificação Ext Ext

Int Fixação e
Setup remoção de
interno Ext ferramentas e
Int dispositivos
e setup
externo Int

Ext Posicionamento
Ajustagens, Int
Processamento
Int Int de amostras Int

8
PRO
Benefícios

l Redução do tempo de setup


l Eliminação dos erros de setup
l Maior padronização das atividades
l Maior liberdade na escolha dos operadores
l Aumento do índice de utilização das máquinas
l Maior simplicidade no armazenamento das ferramentas
l Aumento da segurança

9
PRO
Benefícios

l Fabricar lotes menores


l Reduz perda de produção
l Reduz tarefas improdutivas
l Proporciona capacidade adicional de produção
l Aumenta faturamento
l Reduz investimento em novas máquinas
l Proporciona investimento em estoque baixo

10
PRO
Dificuldades

l Falta de conhecimento
l Falta de método
l Falta de disponibilidade de técnicos
l Falta de alocação de tempo
l Ataque a efeitos e não a causas
l Preferir comprar novas máquinas e não melhorar as antigas

11
PRO
Atividades de Setup

1. Preparação, ajustes e verificação


2. Fixação e remoção de partes
3. Centralização, medição, calibração, aferição e condições de montagem
4. Processamento de amostra e novas ajustagens

12
PRO
Tempo por Estágio de Setup

Estágio %
Preparação e verificação 30
Fixação e remoção de dispositivos 5
Centralização, dimensionamento e 15
montagem
Processamento de amostras e 50
ajustagem

13
PRO
Exercício

Setup Produção Setup Produção Setup Produção

l A empresa trabalha 20 horas por dia, 22 dias por mês


l Velocidade de produção 1.800 peças por minuto
l Leva 30 minutos para trocar os estampos da Printer
l Faz-
Faz-se, em média, 3 trocas por dia
l Cada peça que a empresa vende, ganha R$ 0,05
l Calcule:
ü Quanto a empresa ganha a mais, em um ano, se a velocidade de produção
produção for de 2.050
peças por minuto
ü Quanto a empresa ganha a mais, em um ano, se reduzir o tempo de setup em 50%
(velocidade = 2.050 peças/min)
ü Qual é o ganho total da empresa, em um ano, com estas duas melhorias?
melhorias?

14
PRO
Exercício:
Cálculos

15
PRO
Melhorias:
Conceito Geral

l Priorização
l Padronização
l Eliminação
l Mecanização
l Operações em paralelo
l Setup interno Setup externo

16
PRO
Priorização:
Diagrama de Pareto

100

80

60
T.Change
40

20

0
8

6
rf

rf

rf

rf
T

17
PRO
Comparação:
Antes x Depois

100

80

60 Antes

40 Depois

20

0
T8 T2 T5 T1 T7 T3 T6 T4
18
PRO
Diagrama “Pizza”

Trf 8
Trf 2
Trf 5
Trf 1
Trf 7
Trf 3
Trf 6
Trf 4

19
PRO
Controle Visual

Tempo de Changeover
Tempo

Meta

Dias
20
PRO
Exercício:
Diagrama de Pareto

21
PRO
Passo 1: Separar Setup Interno e
Setup Externo

1. Analisar a operação de Setup


2. Listar as atividades que possam ser feitas
ü Com equipamento ligado

ü Com o equipamento desligado

22
PRO
Exercício:
Separar Setup Int. e Ext.
Setup de:
N.º de operadores: Tempo Gasto:
Setup Interno Setup Interno

23
PRO
Setup Externo:
Técnicas de Melhorias
l Utilização de procedimento padronizado de Setup
l Utilização de Checklist
l Verificação das condições de funcionamento dos componentes e
ferramentas a serem utilizados no Setup
ü Armazenagem e identificação clara dos componentes
ü Kits de ferramentas
ü Limpeza e lubrificação dos componentes
ü Pré-aquecimentos de moldes
l Melhorias no transporte de moldes e instrumentos utilizados
ü Reduzir a distância até o equipamento
ü Reduzir o esforço de transporte
ü Reduzir o esforço de encaixe

24
PRO
Procedimento Padrão:
Eliminar Tentativa e Erro

l Não depender da memória para realizar o Setup


l Não depender do operador com mais conhecimento
l Não depender a criatividade dos operadores quando acontecer
problemas já previstos ou solucionados anteriormente
l Realizar o Setup da maneira mais eficaz possível
l Planejar o Setup:
ü Setup com limpeza interna do equipamento

ü Setup sem limpeza interna do equipamento

25
PRO
Efeito da Falta de Padrão

Falta
Set Processar Inspe- Regular Processar
up
de
amostra cionar amostra ..... Processar
padrão

1.ª peça
boa
LIXO/REPARO

Tempo Total de Setup

26
PRO
Efeito do Padrão de Setup

Set up
padrão Processamento

1.ª peça
boa

27
PRO
Checklist

Produto:
N.º de operadores: Tempo Padrão:
Estampas: Tintas: Ferramentas:
E1453 T045 Chave 3/8”
E1564 T012 Chave 1/4”
E0465 T042 Espátula n.º 2
E1674 T002 Extrator

Bandejas: Outros: Obs.:


B015 4 Parafuso 1/4” Se houver troca de
4 Fixadores nº 3 tinta, ver P.09.002

28
PRO
Exercício:
Checklist

29
PRO
Identificação e Armazenagem de
Dispositivos
l Tempo gasto:
ü Para encontrar os dispositivos corretos

ü Para liberar o acesso e retirar os dispositivos corretos

ü Com a ajuda de outras pessoas para retirar e transportar os


dispositivos
ü Para localizar e utilizar ferramentas e instrumentos

ü Para encontrar a documentação necessária

ü Para encontrar a matéria-prima correta

30
PRO
Melhorias na Identificação e
Armazenamento

l Descartar moldes/ferramentas/materiais sem utilização (5S)


l Manter o local de armazenagem limpo
l Manter uma identificação clara e padronizada através de:
ü Etiquetas
ü Placas de identificação
ü Cores
l Manter o acesso liberado e facilitado aos dispositivos mais
utilizados
l Se possível, guardar os dispositivos e materiais mais utilizados
próximos ao equipamento

31
PRO
Facilitar o Acesso

? ? ?

32
PRO
Limpeza e Lubrificação

Garantir que todos os dispositivos estão e condições de uso

33
PRO
Kits de Ferramentas

l Próximo ao local de uso


l Somente o necessário
ü Facilmente visível e identificável

ü Se possível, fazer parte do equipamento

l Evitar:
ü Gavetas desordenadas

ü Caixas de ferramentas desordenadas

l Uso de carrinhos de ferramentas

34
PRO
Carrinho de Setup

35
PRO
Transporte de Dispositivos
Causas de perda de tempo:
ü Dispositivos longe do equipamento
ü Necessidade de esforço para acesso ou transporte
ü Transportador é inadequado

Ø Empilhadeira
Ø Pórtico
Ø Manual

Melhorias:
l Mesas com roletes
l Mesas giratórias

36
PRO
Redução de Transporte

Equipamento
Equipamento

Armário

Equipamento

Armário

37
PRO
Carrinho Transportador

Carrinho
Equipa transportador
mento
Armário

38
PRO
Carrinho Transportador Giratório

39
PRO
Elevador de Dispositivos

Carrinho
transportador

40
PRO
Reduzir Transporte

41
PRO
Exercício:
Setup Externo
Desenhe um dispositivo que melhore o Setup Externo de um
equipamento da empresa

42
PRO
Setup Interno:
Técnicas de Melhorias

l Operações em paralelo
l Fixar uma base
l Padronização de dispositivos
l Eliminar ajustes
ü Stops

ü Check pin

ü Gabaritos

l Sistema Cassette
l Dispositivos de posicionamento rápido

43
PRO
Fixar a Base

l Eliminar a principal causa de movimentos e desregulagens


l Proporciona ponto de referência fixo para padronização das regulagens

44
PRO
Mesa de Apoio Fixa

45
PRO
Folgas nos Dispositivos e na Base

Estampo

Fixador
sem folga

Folga nos
fixadores

46
PRO
Padronização de Dispositivos

Objetivo
l Evita regulagens desnecessárias
l Evita movimentar base de referência de regulagens
l Padroniza procedimento de Setup

Causa dos problemas


l Projeto de ferramental sem preocupação de padronização
l Falta de troca de informações entre produção e projeto

47
PRO
Padronização de Dimensões

Calços

48
PRO
Padronização de Fixadores

Base
Fixadores
Padronizados

49
PRO
Padronização de Ferramentas

50
PRO
Eliminar Ajustes

l Regulagens não especificadas e documentadas


l Na maioria das vezes, as regulagens diferem por máquina:
documentação é impraticável
l Falta de pontos de referência nas máquinas
l A cada regulagem, utiliza-se de tentativa e erro
l Perdas durante os ajustes para regular o equipamento
l Uso de instrumentos de medida durante os ajustes

51
PRO
Ajuste por Stop

Posição correta Estampo Stop


do estampo posicionado

52
PRO
Ajuste por Gabarito

L1 K L2 K

53
PRO
Ajuste por Guia

Posição correta Estampo Guias


do estampo torto

54
PRO
Eliminar Tarefas de Medição

55
PRO
Sistema Cassette

l Troca de subconjuntos prontos para serem incorporados ao


equipamento permitindo funcionamento imediato

Tarefa 1 2 3 4 5 6 7

Tarefa 1 2 3 4 5 6 7

Setup Externo

Setup Interno
56
PRO
Cassete

Novo funil
com resina
Limpeza
da resina Nova
resina

57
PRO
Cassette

Novos rolos
Limpeza limpos
da tinta

Nova
tinta
58
PRO
Dispositivos Rápidos

Evitar tempo despendido em


ü Afrouxar

ü Remover

ü Substituir

ü Apertar

59
PRO
Dispositivos de Posicionamento
Rápido

Evitar Incentivar
Rosca Engate rápido
Chave de boca Chave T ou L
Reposicionar chave Chave com catraca
Medidas diversas Medida única
Análise qualitativa de Análise estrutural de
fixadores fixadores

60
PRO
Check pin

61
PRO
Redução de Fixadores

62
PRO
Chave L e T

63
PRO
Outros Dispositivos

l Arruelas Tipo C
l Grampos de fixação
l Rosca fendida
l Fixação por encaixe em U

64
PRO
Exercício
Tarefa:
Desenhar triângulos e retângulos no centro de folhas de papel utilizando
utilizando os estampos
abaixo:

21 cm

6 cm
Fita crepe

8 cm
4 cm
3 cm
4 cm
29 cm
21 cm

14 cm
Base

6 cm
16 cm
13 cm (B)
(C)
Matriz (A)
65
PRO
Exercício
Procedimento:
1. Construir a Matriz (A) e os Estampos (B) e (C) em papelão (cuidado para não se
cortar)
2. Coloque os dois estampos,
estampos, a fita crepe, a caneta e as folhas de papel ao lado da
matriz
3. Dispare o cronômetro
4. Coloque o estampo (B) na matriz (A), centralize com o auxílio de
de uma régua e
prenda com fita crepe
5. Levante a matriz, coloque a folha de papel, feche a matriz, desenhe
desenhe o triângulo e
tire a folha de papel. Repita até conseguir 5 folhas com triângulos
triângulos
6. Sem parar o cronômetro, tire o estampo (B) e coloque o estampo (C)
(C) do modo já
descrito
7. Desenhe 5 folhas com retângulos
8. Trave o cronômetro quandoretirar a 5ª folha e comunique o tempo obtido ao
professor

66
PRO
Exercício

2ª Parte:
1. Agora, PROJETE e CONSTRUA uma forma de troca rápida dos estampos (B) e (C) na Matriz
(A). É obrigatório utilizar a mesma matriz e os mesmos estampos.
estampos.
2. Seguindo os mesmos procedimentos de posicionamento dos estampos e folhas, faça uma
cronometragem utilizando os dispositivos projetados
3. Informe o tempo obtido ao professor para comparação

67
PRO
Método de Análise
1. Definir o processo a ser estudado
2. Montar a equipe que tentará reduzir o tempo de total de setup
3. Observar e registrar as atividades atuais de changeover:
ü Listar os elementos do processo em uma planilha

ü Cronometrar individualmente os elementos

ü Relatar observações que se julgue importantes (processo/


setup)
4. Fazer uma representação gráfica dos tempos observados para
realizar o setup (barras, pizza, etc)

68
PRO
Método ...
5. Fazer uma avaliação da situação atual
ü Priorização Pareto
ü Visualização Fluxograma
ü Causas Espinha de peixe
ü Rastreamento Estratificação
ü Tendência Gráfico dispersão
ü Variabilidade Histograma
ü Padronização Check List

6. Com base na análise, desenvolver uma planilha de changeover rápido,


atacando as causas

69
PRO
Método ...
7. Marcar uma meta a ser atingida de tempo de changeover
8. Fazer um gráfico com:

ü Tempo de cada setup executado

ü Problemas atacados

ü As metas

ü As melhorias

ü Os próximos passos

70
PRO
Princípios do Setup Rápido
l Diferenciar elementos de preparação interna da preparação externa
l Remanejar o máximo possível os elementos internos para os elementos
externos
l Dinamizar os elementos internos remanescentes
l Dinamizar os elementos externos

71
PRO
Ferramentas para Análise

l Sugestões
l Diagramas
l Gráficos
l Vídeos

72
PRO
Sugestões

Permite:
l Todos os elementos da equipe contribuam
l Visualização das informações
l Flexibilidade na análise de todos fatos individualmente

73
PRO
Vídeos
Ferramenta de documentação
l As pessoas envolvidas devem saber que estão sendo filmadas. Explicar
Explicar por quê.
l Antes de gravar, estudar as atividades para saber os pontos e momentos
momentos--chave
a serem documentados
l Gravar o processo geral de troca de ferramenta.
l Gravar também atividades e partes específicas do corpo do operador
operador que está
envolvido na tarefa (movimentos das mãos, olhos, etc.)

74
PRO
Vídeos
l Todos os movimentos relevantes devem ser gravados
l Verificar se a gravação está correta
l Regravar segmentos que não ficaram claros
l Inserir a data e hora da gravação
l Agendar uma reunião com todos os operadores envolvidos para rever
rever a
gravação
l Pedir para o operador narrar o que está fazendo
l Pedir sugestões e informações adicionais sobre o que foi gravado

75
PRO
Exercício

Analisar o vídeo de um setup e sugerir 4 (quatro) melhorias


ü 2 melhorias no Setup Interno

ü 2 melhorias no Setup Externo

76
PRO
Sumário

l Diferenciar elementos de setup interno e externo


l Remanejar o máximo possível os elementos internos para elementos externos
l Otimizar os elementos internos
l Otimizar os elementos externos

77
PRO

Related Interests