You are on page 1of 3

PLANO DE ENSINO

CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA SEMESTRE / ANO: 2/2018


FORMAÇÃO: BACHARELADO
DISCIPLINA: MÁQUINAS E TRANSFORMADORES I
PERÍODO DO CURSO: 7º SEMESTRE CARGA HORÁRIA: 80
PROFESSOR: CLÁUDIA DE SOUZA AMARANTE TITULAÇÃO:ESPECIALISTA
COORDENADOR DO CURSO: DANIEL STRUFALDI BATISTA TITULAÇÃO: MESTRE

Ementa
Circuitos magnéticos. Introdução às máquinas elétricas rotativas. Princípios de conversão eletromecânica de
energia.
Objetivo – Competências e Habilidades
Objetivo:
Construção de uma sólida base que fundamente os princípios básicos de eletromecânica e de máquinas
elétricas para compreensão de muitas aplicações reais de máquinas elétricas.

Competências e Habilidades:
A partir deste Plano de Ensino, objetiva-se desenvolver nos discentes as seguintes competências:
1 - Especificar e projetar o uso de transformadores em diferentes sistemas;
2 - Conhecer sistemas onde são empregados transformadores;
3 - Identificar fisicamente um transformador;
4 - Documentar trabalhos técnicos envolvendo transformadores;
5 - Compreender e identificar o princípio de operação de um transformador.;
Com base nestas competências, espera-se que os discentes apresentem no processo as seguintes
habilidades pertinentes ao componente curricular:
1 - Aptidão em identificar um transformador;
2 - Analisar o uso de um transformador;
3 - Efetuar avaliações em um transformador;
4 -. Identificar um sistema onde é necessário o emprego de transformadores;
5 - Coordenar equipes de trabalho e serviços de engenharia envolvendo o emprego de transformadores;

Conteúdo Programático
1. Revisão
1.1. Circuitos trifásicos – Stephen J. Chapman
1.2. Geração de Tensões e Correntes Trifásicas
1.3. Tensões e Corrente em um circuito trifásico (ligação Y e Delta)
1.4. Relação de Potência em Circuitos Trifásicos (fase e linha)
1.5. Análise de Sistemas Trifásicos Equilibrados
2. Teoria e Circuitos Magnéticos
2.1. Lei de Ampère – Definição de grandezas magnéticas
2.2. Teoria do Magnetismo
2.3. Curva de Magnetização de Materiais Ferromagnéticos
2.4. O Circuito Magnético: Conceitos e Analogias
2.5. Unidade para Cálculos de Circuito Magnéticos
2.6. Cálculos de Circuito Magnéticos
2.7. O Parâmetro Indutância
2.8. Perdas por Histerese e Correntes Parasitas em Materiais Ferromagnéticos

3. Transformadores
3.1. Tipos e construção de transformadores
3.2. O transformador ideal
3.3. Teoria de operação de transformadores monofásicos reais
3.4. O circuito equivalente de um transformador
3.5. Parâmetros de Testes em Vazio
3.6. Sistema de medições por unidade
3.7. Regulação de tensão e eficiência de um transformador
3.8. Derivações de um transformador e regulação de tensão
3.9. O autotransformador
3.10. Transformador trifásico
3.11. Transformador trifásico montados a partir de 2 transformadores.

Metodologia de Ensino
Em uma abordagem histórico-crítica, a disciplina busca contribuir para que o acadêmico aprenda os
conhecimentos tal e desenvolva a capacidade de raciocinar, diagnosticar e solucionar problemas
relacionados à Engenharia. Os procedimentos de ensino dar-se-ão por meio de aulas expositivas, trabalhos e
dinâmicas em grupo, realizados em sala de aula e laboratório. Para tanto, utilizaremos quadro de giz,
revistas, jornais e Datashow
Avaliação do Processo de Ensino e Aprendizagem
A avaliação da aprendizagem, parte integrante do processo de ensino e de aprendizagem, dar-
se-á, também, por meio de instrumento específico designado Avaliação Multidisciplinar (AV3).
Este instrumento, constituído por questões objetivas e discursivas na forma de situações-
problema, contempla os componentes curriculares específicos e conhecimentos de formação
geral (eixos temáticos atualizados e em consonância com as Diretrizes do Enade), incidindo
sobre a frequência e o aproveitamento acadêmico do discente, traduzindo-se numa apreciação
sintética designada nota. Conforme disposto a seguir.

Primeiro Bimestre:

- AV1 (Trabalhos) – valor de 2,0;


- AV2 (Avaliação bimestral, com questões objetivas e discursivas) – valor de 8,0;

Segundo Bimestre:
- AV1 (Trabalhos) – valor de 2,0;
- AV2 (Avaliação bimestral, com questões objetivas e discursivas) – valor de 6,0;
- AV3 (Prova Multidisciplinar, com questões objetivas e discursivas) – valor de 2,0

1° BIMESTRE:
A nota do 1° Bimestre (MB1) dar-se-á da seguinte maneira: MB1 = (AV1 + AV2)
2° BIMESTRE:
A nota do 2° Bimestre (MB2) dar-se-á da seguinte maneira: MB2 = (AV1 + AV2 + AV3)

MÉDIA SEMESTRAL:
A NOTA SEMESTRAL (MS) SERÁ CALCULADA POR MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES DAS NOTAS
OBTIDAS NO 1° E 2° BIMESTRE, COMO SEGUE: MS = (MB1 + MB2) / 2

AVALIAÇÃO FINAL (EXAME):


O acadêmico terá direito à realização do exame (Ex) caso obtenha presença mínima de 75% e
média semestral entre 3,0 e 6,9. O exame será realizado unicamente por meio de prova teórica
e/ou prática individual e sem consulta, com nota atribuída de 0,0 a 10,0. A média final (MF) será
dada por meio de média aritmética simples entre a nota semestral e a nota do exame, da seguinte
forma: MF = (MS + Ex)/2.
Será considerado aprovado o acadêmico que atingir média final ≥ 5,0 (cinco).

Projetos Interdisciplinares ou Extensão e/ou Pesquisa


PIF- PROJETO NTERDISCIPLINAR FEITEP.

Referências Básicas
FITZGERALD, A. E.; KINGSLEY Jr. C.; KUSKO, A. Máquinas elétricas. 6 ed. Porto Alegre: Bookmann.
2006.
SIMONI, G. A. CREPPE, R.C. Conversão eletromecânica de energia. São Paulo: Érica, 2010
DEL TORO, V. Fundamentos de máquinas elétricas. Rio de Janeiro: LTC editora, 2013.

Referências Complementares
MELCOMIAN, Sarkis. Elementos de máquinas. 9 ed. São Paulo: Érica. 2009.
PAUL, Clayton R. Eletromagnetismo para engenheiros: com aplicações a sistemas digitais e interferência
eletromagnética. Rio de Janeiro: LTC editora, 2006.
KOSOW, Irwing L. Máquinas elétricas e transformadores. 15 ed. São Paulo: Editora Globo, 2005.
BIM, Edson. Máquinas elétricas e acionamentos. 2 ed. São Paulo: Elsevier, 2012.
FALCONE, Aurio G. Eletromecânica: volume 1. São Paulo: Blücher, 1979.

Cláudia Amarante Daniel Strufaldi Batista


PROFESSOR(A) COORDENADOR(A)

Maringá, Julho de 2018