You are on page 1of 58

https://en.m.wikipedia.

org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Cronologia do
antigo Oriente
Próximo

A cronologia do antigo Oriente Próximo
fornece um quadro de datas para vários
eventos, governantes e dinastias.
Inscrições individuais e textos
costumam registrar eventos em termos
de uma sucessão de oficiais ou
governantes, assumindo formas como
"no ano X do rei Y" Assim juntando
no ano X do rei Y . Assim, juntando
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

vários registros, chega-se a uma
Detectar idioma Português

cronologia relativa , relacionando datas
em cidades sobre uma área ampla. Para
o primeiro milênio aC, a cronologia
relativa pode ser vinculada a anos civis
reais, identificando eventos
astronômicos significativos. Uma
inscrição do décimo ano do rei assírio
Ashur-Dan III refere-se a um eclipse do
sol, e cálculos astronômicos entre o
intervalo de datas possíveis identificam o
eclipse como ocorrido em 15 de junho de
763 aC. A data pode ser corroborada
com outras menções de eventos
astronômicos e uma cronologia absoluta
segura estabelecida, que liga as
cronologias relativas ao nosso
g
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

calendário.
Detectar idioma Português

Para o terceiro e segundo milênio, a
correlação não é tão fixa. Um documento
chave é o tablete de Vênus de
Ammisaduqa , preservando o registro de
observações astronômicas de Vênus ,
preservado em numerosas tabuinhas
cuneiformes durante o reinado do rei
babilônico Ammisaduqa , conhecido
como o quarto governante depois de
Hammurabi no calendário relativo . Na
série, a conjunção da ascensão de Vênus
com a lua nova fornece um ponto fixo, ou
melhor, três pontos fixos, pois a
conjunção é uma ocorrência periódica .
O cálculo astronômico pode, portanto,
fixar, por exemplo, as primeiras datas do
,p p , p
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

reinado de Hamurabi desta maneira, seja
Detectar idioma Português

em 1848, 1792 ou 1736 aC, dependendo
se o "alto" (ou "longo"), " médio " ou
"baixo" (ou curto) cronologia "é seguido.

Para o 3º e 2º milênio aC, os seguintes
períodos podem ser distinguidos:

1. Início da Idade do Bronze : Uma série
de governantes e dinastias cuja
existência é baseada principalmente na
Lista de Reis Sumérios além de alguns
que são atestados epigraficamente (por
exemplo, En-me-barage-si ). Nenhuma
data absoluta dentro de uma certeza
melhor que um século pode ser atribuída
a este período.
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

2. Idade Média a Final do Bronze :
Começando com o Império Acadiano por
volta de 2300 aC, a evidência cronológica
torna-se internamente mais consistente.
Essencialmente, para este período, pode-
se traçar um bom quadro de quem teve
sucesso, e sincronismos entre a
Mesopotâmia , o Levante e a cronologia
mais robusta do Egito Antigo podem ser
estabelecidos. A atribuição de datas
absolutas é uma questão controversa; a
cronologia média convencional fixa o
saque da Babilônia em 1595 aC,
enquanto a cronologia curta fixa em 1531
aC.
3 O colapso da Idade do Bronze : uma
3. O colapso da Idade do Bronze : uma
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

"Idade das Trevas" começa com a queda
Detectar idioma Português

da dinastia babilônica III (Kassite) por
volta de 1200 aC, as invasões dos povos
do mar e o colapso do Império Hitita .
4. Início da Idade do Ferro : por volta de
900 aC, dados históricos, os registros
escritos tornam-se mais numerosos
mais uma vez, com a ascensão do
Império Neo-Assírio , permitindo a
atribuição certa de datas absolutas.
Fontes clássicas como o Cânon de
Ptolomeu , as obras de Beroso e a Bíblia
hebraica fornecem apoio cronológico e
sincronismos. Um eclipse em 763 aC
ancora a lista assíria de oficiais
imperiais.
Cronologias variantes da
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Idade do Bronze

Cronologia média das principais dominações

Devido à escassez de fontes em toda a
"Idade das Trevas", a história da Idade do
Bronze do Oriente Próximo até o final da
Terceira Dinastia Babilônica é uma
"cronologia flutuante". Em outras
palavras, ela se encaixa internamente
p ,
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

como uma "cronologia relativa", mas não
como uma "cronologia absoluta".

As principais escolas de pensamento
sobre o comprimento da Idade das
Trevas são separadas por 56 ou 64 anos.
Isso ocorre porque a principal fonte para
suas datas é a tabuinha Venus de
Ammisaduqa e a visibilidade de Vênus
tem um ciclo de 56/64 . Um trabalho
mais recente de Vahe Gurzadyan sugeriu
que o ciclo fundamental de 8 anos de
Vênus é uma métrica melhor. [1] (ver
atualização em [2] ) Há também alguns
estudiosos que descartam totalmente a
validade da tabuinha de Vênus de
Ammisaduqa. Houve outras tentativas de
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

ancorar a cronologia usando registros de
eclipses e outros métodos, mas eles
ainda não são amplamente suportados.
As principais cronologias alternativas
são definidas até a data do oitavo ano do
reinado de Ammisaduqa , rei da
Babilônia. Esta escolha então define o
reinado de Hamurabi .

A cronologia do meio (reinado de
Hammurabi, 1792–1750 aC) é
comumente encontrada na literatura, e
muitos manuais atuais sobre a
arqueologia e a história do antigo Oriente
Próximo continuam a usá-la. [3] [4] [5] [6] [7]
A cronologia alternativa "curta" (ou
"baixa") é menos comumente seguida e a
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

"longa" (ou "alta") e "ultra-curta" ( ou
"ultra-baixo") [1] cronologias são claras
visões minoritárias. Uma análise recente
combinando dendrocronologia e datação
por radiocarbono apontou para a
cronologia média como sendo mais
provável. Um refinamento adicional pelo
mesmo grupo mudou para a "cronologia
de baixo-médio", ou seja, 8 anos mais
baixo. [8] [9] [10] Como é mencionado
abaixo, no momento, não há cronologias
contínuas para o Oriente Próximo e uma
cronologia flutuante foi desenvolvida
usando árvores na Anatólia para a Idade
do Bronze e do Ferro. Até que uma
sequência contínua seja desenvolvida, a
q j ,
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

utilidade da dendrocronologia para
Detectar idioma Português

melhorar a cronologia do antigo Oriente
Próximo é limitada. [11] [12] [13] [14] Durante
grande parte do período em questão, as
datas da cronologia média podem ser
calculadas adicionando-se 64 anos à
correspondente cronologia curta (por
exemplo, 1728 aC na cronologia curta
corresponde a 1792 na cronologia
média) .

A tabela a seguir fornece uma visão geral
das propostas concorrentes, listando
algumas datas-chave e o desvio em
relação à cronologia curta:

Cronologia Ammisaduqa Year 8 Reino de Hamurabi Queda da Babilônia I ±

Ultra Baixo 1542 aC 1696–1654 aC 1499 aC +32 a

Curto ou Baixo 1574 aC 1728–1686 aC 1531 aC ±0a
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
Meio 1638 aC 1792–1750 aC 1595 aC −64 a

Longo ou alto 1694 aC 1848–1806 aC 1651 aC −120 a
Detectar idioma Português

As cronologias da Mesopotâmia, do
Levante e da Anatólia dependem
significativamente da cronologia do Egito
Antigo . Na medida em que há problemas
na cronologia egípcia, essas questões
serão herdadas em cronologias
baseadas em sincronismos com o Egito
Antigo.

Fontes de dados
cronológicos

Inscrição

Milhares de tabletes cuneiformes foram
encontrados em uma área que vai da
A tóli E it E t it ã
Anatólia ao Egito. Enquanto muitos são o
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

equivalente antigo de recibos de
mercearia moderna, estes comprimidos,
juntamente com inscrições em edifícios
e monumentos públicos, fornecem a
principal fonte de informação
cronológica para o antigo Oriente Médio.
[15]

Questões subjacentes

Estado dos materiais

Embora existam alguns objetos
relativamente imaculados, como você
pode ver no Louvre ou no Museu
Britânico, a grande maioria das tabelas e
inscrições recuperadas está em
condições muito piores. Eles foram
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

quebrados com apenas porções
encontradas, intencionalmente
desfiguradas e danificadas pelo tempo
ou pelos efeitos de serem enterradas no
subsolo. Muitos comprimidos não foram
nem mesmo assados na antiguidade e
devem ser cuidadosamente manipulados
até que sejam aquecidos
adequadamente. [16]

Proveniência

O local da recuperação de um item é
uma informação importante para os
arqueólogos. Infelizmente, dois fatores
colidem com isso. Primeiro, na
antiguidade, os materiais antigos eram
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
reutilizados como material de
Detectar idioma Português

construção ou preenchimento, às vezes
a uma grande distância do local original.
Em segundo lugar, a pilhagem tem sido
um fato da vida de sítios arqueológicos,
datando pelo menos de volta ao tempo
dos romanos. A proveniência de um
objeto saqueado é difícil ou impossível
de determinar.

Várias versões

Com o tempo, documentos importantes,
como a Lista de Reis Sumérios, foram
repetidamente copiados através das
gerações. Como resultado, às vezes há
várias versões de uma fonte cronológica
que diferem umas das outras. Pode ser
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

muito difícil determinar qual versão está
correta. [17]

Tradução

A tradução de documentos cuneiformes
é bastante difícil, especialmente dada a
natureza danificada de muitos materiais
de origem. Além disso, nosso
conhecimento das línguas subjacentes,
como acadiano e sumério, evoluiu com o
tempo, portanto, uma tradução feita
agora pode ser bem diferente de uma
feita em 1900 dC O resultado de tudo
isso é que pode haver discordância
sincera sobre o documento. realmente
diz. Pior ainda, muitos achados
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
arqueológicos ainda não foram
Detectar idioma Português

publicados, muito menos traduzidos.
Aqueles mantidos em coleções
particulares podem nunca ser.

Inclinação

Muitos de nossos importantes
documentos originais, como a Lista de
Reis Assírios, são produtos de
instituições governamentais e religiosas.
Eles costumam ter uma inclinação
embutida em favor do rei ou deus no
comando. Um rei pode até levar crédito
por uma batalha ou projeto de
construção de um governante anterior.
Os assírios, em particular, têm uma
tradição literária de sempre colocar a
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
melhor cara possível na história. Os
Detectar idioma Português

tabletes ou inscrições em questão ainda
têm valor, embora um tenha que manter
a inclinação em mente.

Listas de Reis

Manter listas históricas de governantes
era tradicional no antigo Oriente
Próximo.

Lista de Reis Sumérios

Abrange governantes da Mesopotâmia
de uma época "antes do dilúvio" até a
queda da dinastia Isin. Para muitas
cidades-estados iniciais, é a única fonte
de dados cronológicos. Um grande
problema é que muitos dos primeiros
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

governantes são listados com reinos
fantasticamente longos. Tem havido
alguma especulação de que isso decorre
de um erro que transcreve da base 60 a
aritmética dos sumérios para o sistema
baseado em decimal dos últimos
acádios. [18]

Lista do Rei da Babilônia

Esta lista lida apenas com os
governantes da Babilônia. Ele foi
encontrado em duas versões, a Lista de
Rei Babilônico A e a Lista de Rei
Babilônico B. As dinastias posteriores da
lista refletem os períodos Kassite e
Sealand da Babilônia. Há também uma
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
lista do rei da Babilônia do período
Detectar idioma Português

helenístico, que abrange a parte
posterior do primeiro milênio. [19]

Lista do Rei Assírio

Encontrado em várias cópias diferentes,
esta tabuinha lista todos os reis da
Assíria e seus comprimentos de reinado
de volta às névoas do tempo, com as
partes com dados razoáveis começando
por volta do século 14 aC. [20] Quando
combinada com as várias crônicas
assírias, a Lista de Reis Assírios ancora a
cronologia do primeiro milênio.

Lista de Reis do Vale do Indo

Uma lista de reis da Civilização do Vale
do Indo foi compilada por Laurence
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Waddell , mas não é geralmente aceita
ou bem vista pela academia
convencional. [21]

Crônicas

Muitas crônicas foram recuperadas no
antigo Oriente Próximo. A maioria é
parcial ou fragmentária, mas quando
combinada com outras fontes, fornece
uma rica fonte de dados cronológicos.
[22]

Crônica Sincrônica

Encontrado na biblioteca de
Assurbanipal em Nínive, registra a
interação dos impérios assírio e
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

babilônico, do ponto de vista assírio.
Embora seja útil, o consenso é que essa
crônica não deve ser considerada
confiável. [23]

Crônica P

Embora bastante incompleto, este tablet
fornece o mesmo tipo de informação
que a Crônica Sincronística Assíria, mas
do ponto de vista babilônico. [24]

Crônica Real de Lagash

A Lista dos Reis Sumérios omite
qualquer menção a Lagash , embora
tenha sido claramente uma grande
potência durante o período coberto pela
lista. A Crônica Real de Lagash parece
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

ser uma tentativa de remediar essa
omissão, listando os reis de Lagash na
forma de uma crônica. [25] Alguns
estudiosos acreditam que a crônica seja
uma paródia da Lista de Reis Sumérios
ou uma fabricação completa. [26]

Inscrições reais

Em geral, figuras políticas no antigo
Oriente Próximo gostavam de levar
crédito por obras públicas. Templos,
edifícios e estátuas construídas por um
governante provavelmente terão algum
tipo de inscrição mencionando seu
nome. Os reis também tinham a certeza
de registrar grandes feitos como
de registrar grandes feitos como
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

batalhas vencidas, títulos adquiridos ou
Detectar idioma Português

deuses apaziguados em alguma forma
de inscrição pública. Estes são muito
úteis no acompanhamento do reinado de
uma régua.

Listas de ano

Ao contrário dos calendários atuais, a
maioria dos calendários antigos era
baseada em quanto tempo o atual
governante estava no poder. Um ano
pode ser "o quinto ano no reinado de
Hamurabi". Como parte disso, cada ano
real recebeu um título, como "o ano em
que Ur foi derrotado". Na maioria das
vezes isso refletia uma ação do
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

governante. A compilação desses anos é
chamada de listas de datas. [27]

Lista de epônimo (limmu)

Na Assíria, um oficial real ou limmu era
selecionado todos os anos do reinado de
um rei. Muitas cópias dessas listas
foram encontradas. [28] [29] Naturalmente,
os detalhes nem sempre são claros. Às
vezes há muitos ou poucos limmū para a
duração do reinado de um rei e, às vezes,
as diferentes versões da lista de
epônimos discordam sobre um limmu.
Um exemplo é a Crônica do Eponym de
Mari . Existe agora uma lista de epônimo
revisada assíria que tenta resolver alguns
revisada assíria que tenta resolver alguns
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

desses problemas. [30]
Detectar idioma Português

Registros comerciais, diplomáticos e de
desembolso

Como é frequentemente o caso na
arqueologia, são os registros diários que
dão a melhor imagem de uma
civilização. Tabuletas cuneiformes
estavam constantemente se movendo ao
redor do antigo Oriente Próximo,
oferecendo alianças (às vezes incluindo
filhas para casamento), ameaçando a
guerra, agindo como documentos de
embarque para suprimentos mundanos
ou liquidando contas a receber. A
maioria foi descartada depois de usar a
maneira como descartávamos recibos
i d j d F li ó
indesejados. Felizmente para nós, os
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

comprimidos são duráveis e muitos são
bem preservados, mesmo quando
usados como material para
preenchimento de paredes em novas
construções.

Cartas de Amarna

O exemplo clássico. Uma série de
tabuletas cuneiformes foram
encontradas em Amarna, no Egito, a
cidade do faraó Akhenaton . Eles foram
escritos principalmente em acadiano, a
linguagem diplomática da época. Vários
governantes nomeados na região,
incluindo os reis da Assíria e da
Babilônia. Assumindo que os reis
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
corretos foram identificados, ele
Detectar idioma Português

bloqueia a cronologia do antigo Oriente
Próximo à do Egito, pelo menos a partir
do meio do segundo milênio.

Clássica

Algumas fontes de dados estão
disponíveis para nós a partir do período
clássico:

Beroso

Beroso era um astrônomo babilônico que
viveu no período helenístico. Ele
escreveu uma história da Babilônia que
não sobreviveu aos tempos modernos.
Felizmente, partes deste trabalho foram
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

preservadas por outros escritores
clássicos.

Cânone de Ptolomeu ou Canon dos
Reis

Este livro fornece uma lista de reis
começando por volta de 750 aC na
Babilônia e avançando pelos períodos
persa e romana, em um contexto
astronômico. É usado para ajudar a
definir a cronologia do primeiro milênio.

Bíblia hebraica

Não tendo o benefício de ser escrito em
argila e enterrado, os registros dos
hebreus têm uma camada adicional de
tempo para serem usados como fonte de
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

cronologia. Por outro lado, os hebreus
viviam praticamente em um território
diretamente na mira da Babilônia, da
Assíria, do Egito e dos hititas, dando-lhes
um assento na primeira fila para ações
na área. Principalmente de uso no
primeiro milênio e com o Novo Império
Assírio.

Astronómica

Tabuinha de Vênus de Ammisaduqa

Um registro dos movimentos de Vênus
durante o reinado de um rei da Primeira
Dinastia Babilônica. Usando-o, vários
estudiosos propuseram datas para a
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
queda da Babilônia com base no ciclo de
Detectar idioma Português

56/64 anos de Vênus. O mencionado
trabalho recente sugerindo que o ciclo
fundamental de 8 anos de Vênus é uma
métrica melhor, levou à proposta de uma
cronologia "ultra-baixa". [31]

Eclipses

Vários eclipses lunares e solares foram
sugeridos para uso na datação do antigo
Oriente Próximo. Muitos sofrem com a
imprecisão dos tablets originais ao
mostrar que ocorreu um eclipse real.
Nesse ponto, torna-se uma questão de
usar modelos de computador para
mostrar quando um determinado eclipse
teria sido visível em um site, complicado
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

por dificuldades na modelagem da
rotação lenta da Terra, Delta T. Um
evento importante é o eclipse de Nínive ,
encontrado em uma lista de limmu
assírio qe "Bur-Sagale de Guzana, revolta
na cidade de Ashur. No mês Simanu um
eclipse do sol aconteceu." Este eclipse é
considerado solidamente datado de 15
de junho de 763 aC. Outro evento
importante é o par Ur III Lunar / Eclipse
Solar no reinado de Shulgi . A maioria
dos cálculos para namoro usando
eclipses assumiu que a Tabuinha de
Vênus de Ammisaduqa é uma fonte
legítima. [1] [32]
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Dendrocronologia
Detectar idioma Português

A dendrocronologia tenta usar o padrão
de crescimento variável das árvores,
expresso em seus anéis, para construir
uma linha do tempo cronológica.
Atualmente, não há cronologias
contínuas para o Oriente Próximo. Uma
cronologia flutuante foi desenvolvida
usando árvores na Anatólia para as
Idades do Bronze e do Ferro. Até que
uma sequência contínua seja
desenvolvida, a utilidade para melhorar a
cronologia do antigo Oriente Próximo é
limitada. [33] [34] [35] [14] A dificuldade em
amarrar a cronologia aos dias atuais
está principalmente no período romano,
para o qual poucas amostras de madeira
para o qual poucas amostras de madeira
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

foram encontradas, e muitas delas são
importadas de fora. o Oriente Próximo.
[14]

Datação por radiocarbono

Como no Egito e no Mediterrâneo
oriental, as datas de radiocarbono são
executadas um ou dois séculos antes
das datas propostas pelos arqueólogos.
Não está claro qual grupo está certo, se
é um deles. [36] A disseminação de
técnicas de datação por carbono
baseadas em aceleradores pode ajudar a
esclarecer a questão. Outra frente
promissora é a datação do gesso de cal
d [37] R
das estruturas. [37] Recentemente, as
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

datas de radiocarbono da destruição
final de Ebla mostraram favorecer
definitivamente a cronologia do meio
(com a queda de Babilônia e Alepo em
cerca de 1595 aC), e não parecem cair
com a cronologia ultra baixa ( mesmo
evento em c. 1499 aC), embora seja
enfatizado que isso não deve ser visto
como um argumento decisivo. [38]

Outros métodos emergentes de datação
técnica incluem a datação por
Rehidroxilação , datação por
luminescência e datação por
archeointensidade (geomagnética). [39]
[40]
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Sincronismos

Egito

Pelo menos desde o reinado de Tutmés I
, o Egito teve um forte interesse pelo
antigo Oriente Próximo. Às vezes eles
ocupavam partes da região, um favor
retornado em dias posteriores pelos
assírios. Alguns sincronismos chave:

Batalha de Kadesh , envolvendo
Ramsés II do Egito (em seu quinto ano
de reinado) e Muwatalli II do império
hitita. Registrado por registros
egípcios e hititas. [41]
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Tratado de paz entre Ramsés II do
Egito (em seu 21º ano de reinado) e
Hattusili III dos hititas. Registrado por
registros egípcios e hititas. [42]
Amenhotep III (Amenophis III) casa-se
com a filha de Shuttarna II de Mitanni .
Há também um registro de mensagens
do faraó para Kadashman-Enlil I da
Babilônia na Carta de Amarna (EA1-5).
Outras cartas de Amarna ligam
Amenhotep III a Burnaburiash II da
Babilônia (EA6) e Tushratta de Mitanni
(EA17–29) também.
Akhenaton (Amenhotep IV) casou com
a filha de Tushratta de Mitanni (assim
como seu pai Amenhotep III) deixando
como seu pai Amenhotep III), deixando
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

vários registros sobre o assunto. Ele
também se correspondeu com Burna-
Buriash II da Babilônia (EA7-11, 15) e
Ashuruballit I da Assíria (EA15-16)

Há problemas com o uso da cronologia
egípcia. Além de alguns pequenos
problemas de extensão e sobreposições
de raças, há três longos períodos de
caos mal documentado na história do
antigo Egito, o Primeiro Período
Intermediário do Egito , o Segundo
Período Intermediário do Egito e o
Terceiro Período Intermediário do Egito ,
cujos comprimentos são não é bem
entendido. Isso significa que a
Cronologia Egípcia é composta de três
Cronologia Egípcia é composta de três
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

cronologias flutuantes.
Detectar idioma Português

Vale do Indo

Há muitas evidências de que a
civilização Harappan do Vale do Indo foi
negociada com a região. Isso é
demonstrado por selos de argila
encontrados em Ur III e no Golfo Pérsico.
[43] Selos e contas também foram
encontrados no local de Esnunna . [44]
Além disso, se a terra de Meluhha
realmente se refere ao Vale do Indo,
então há extensos registros comerciais
que vão desde o Império Acadiano até a
Dinastia Babilônica I.

Thera e Mediterrâneo Oriental
Thera e Mediterrâneo Oriental
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

As mercadorias da Grécia foram para o
antigo Oriente Próximo, diretamente na
Anatólia e pela ilha de Chipre, no restante
da região e no Egito. Um rei hitita,
Tudhaliya IV, chegou a capturar Chipre
como parte de uma tentativa de impor
um bloqueio aos assírios. [45]

A erupção do vulcão Thera fornece um
possível marcador de tempo para a
região. Uma grande erupção, teria
enviado uma nuvem de cinzas
diretamente sobre a Anatólia e enchido o
mar na área com pedras-pomes
flutuantes. Esta pedra-pomes apareceu
no Egito, aparentemente via comércio.
Escavações atuais no Levante também
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

podem ser adicionadas à linha do tempo.
A data exata da erupção vulcânica tem
sido objeto de forte debate, com datas
que variam entre 1628 e 1520 aC. A
datação por radiocarbono colocou-a
entre 1627 aC e 1600 aC com um grau
de probabilidade de 95%. [46] [47] [48] O
arqueólogo Kevin Walsh, aceitando a
datação por radiocarbono, sugere uma
possível data de 1628 e acredita que
este seja o evento mais debatido na
arqueologia mediterrânea. [49]

Veja também
Cronologia egípcia
d d â
Lista de dinastias mesopotâmicas
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Cronologia cronológica curta
Cronologia do Império Assírio

Notas
1. [1] Gurzadyan, VG, Sobre os Registros
Astronômicos e Cronologia Babilônica ,
Akkadica, v 119–120 (2000), pp. 175–
184.)
2. Warburton, DA, a queda de Babylon em
1499: uma outra atualização, em
Akkadica, v 132, 1 (2011)
3. Kuhrt, A. (1997). Oriente Próximo
Antigo c. 3000-330 aC . Londres:
Routledge. p. 12. ISBN 0-415-16763-9 .
4. Potts, DT (1999). A arqueologia de
El C b id C b id U i it
Elam . Cambridge: Cambridge University
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Press. p. xxix. ISBN 0-521-56496-4 .
5. Ak Akkermans, PM M .G .; Schwartz,
GM (2003). A arqueologia da Síria. De
caçadores-coletores complexos a
sociedades urbanas primitivas (cerca de
16.000 a 300 aC) . Cambridge: Cambridge
University Press. p. 13
6. van de Mieroop, M. (2007). Uma
história do antigo Oriente Próximo, ca.
3000 a 323 aC . Malden: Blackwell p. 4.
ISBN 0-631-22552-8 .
7. Sagona, A .; Zimansky, P. (2009).
Turquia Antiga . Londres: Routledge. p.
251. ISBN 0-415-28916-5 .
8. Manning, interruptor; Kromer, B;
Kuniholm, PI; e Newton, MW 2001 Anéis
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

de árvores da Anatólia e uma nova
cronologia para as Idades do Bronze-
Ferro do leste do Mediterrâneo. Science
294: 2532-35.
9. Sturt W. Manning e cols. , Cronologia
Integrada de Radiocarbono de Anel-
árvore-Alta Resolução para Resolver a
Segunda Cronologia Mesopotâmica do
Segundo Milênio a. C., PlosONE July 13
2016
10. [2] Manning, Barjamovic, Lorentzen, o
curso do 14C que datar não funciona liso:
Anéis de árvore, radiocarbono, e impactos
potenciais de uma curva de calibração
Wiggle em datar a cronologia
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

mesopotâmica. Jornal de interconexões
egípcias antigas, vol. 13, pp. 70-81, 2017
11. Anat Anéis de árvores da Anatólia e a
cronologia absoluta do Mediterrâneo
oriental, 2220–718 aC Kuniholm, Peter
Ian, Kromer, Bernd, Manning, Sturt W,
Newton, Maryanne e outros. Natureza.
Londres: 27 de junho de 1996. Vol. 381,
Iss. 6585; pp. 780–783
12. Dendrocronological datando em
Anatolia: O segundo milênio BC "
13. Peter I. Kuniholm, Maryanne W.
Newton, Carol B. Griggs, & Pamela J.
Sullivan, Der Anschnitt, Anatólia Metal III,
Beiheft 18, 2005, pp. 41–47.
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

14. "Projeto de Dendrocronologia do Mar
Egeu" . Laboratório Cornell Tree-Ring. 11
de maio de 2016 . Recuperado
em 1 de fevereiro de 2018 .
15. Textos Cuneiform e a escrita da
história, Marc van de Mieroop, Routledge,
1999, ISBN 0-415-19532-2
16. [3] Iniciativa Biblioteca Digital
Cuneiforme
17. [4] Tradução da Lista de Reis
Sumérios
18. "Uma abordagem matemática a
determinados períodos dinásticos na lista
dos reis sumérios", Dwight W. Young,
Journal of Near Eastern Studies , vol. 47,
n. 2 (abril de 1988), pp. 123-129
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

19. [5] Lista Babilônica do Rei do Período
Helenístico
20. [6] Lista do Rei Assírio em Livius.org.
21. Duncan Macnaughton (1932). Um
esquema da cronologia egípcia . Luzac &
Co. Recuperado em 27 de outubro de
2012 .
22. "Crônicas mesopotâmicas" . Livius
21 de maio de 2017 . Recuperado em
1 de fevereiro de 2018 .
23. [7] Crônica Sincrônica em Livius.org
24. [8] Crônica P em Livius.org.
25. [9] Crônica real de Lagash em
Livius.org.
26 Crônicas mesopotâmicas Jean-
26. Crônicas mesopotâmicas, Jean
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Jacques Glassner, (2004) ISBN 1-58983-
Detectar idioma Português

090-3
27. [10] Nomes do Ano da Mesopotâmia
28. [11] lista epônimo assíria 1
29. Os Eponyms do império assírio 910–
612 BC, por Alan Millard. Arquivos do
Estado dos Estudos da Assíria 11,
Helsinki: Neo-Assyrian Text Corpus
Project, 1994. xvi + 153 pp., 20 placas
30. Gojko Barjamovic, Thomas Hertel e
Mogens T. Larsen, altos e baixos em
Kanesh: Chronology, história e sociedade
no período velho de Assyrian (Leiden:
Nederlands Instituut para Nabije Oosten,
2012)
31. Gurzadyan, VG, a tabuleta de Venus e
refraction, Akkadica , v. 124 (2003), pp.
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

13-17.
32. Mitchell, Wayne A., "Observações
Astronômicas Antigas e Cronologia do
Oriente Próximo", JACF , v.3 (1990)
33. Anat Anéis de árvores da Anatólia e a
cronologia absoluta do Mediterrâneo
oriental, 2220–718 aC Kuniholm, Peter
Ian, Kromer, Bernd, Manning, Sturt W,
Newton, Maryanne e outros. Natureza.
Londres: 27 de junho de 1996. Vol. 381,
Iss. 6585; pp. 780–783
34. Dendrocronological datando em
Anatolia: O segundo milênio BC "
35. Peter I. Kuniholm, Maryanne W.
Newton, Carol B. Griggs, & Pamela J.
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Sullivan, Der Anschnitt, Anatólia Metal III,
Beiheft 18, 2005, pp. 41–47.
36. Recent Desenvolvimentos recentes na
cronologia do Oriente Próximo e datação
por radiocarbono, Michael G. Hasel,
Instituto de Arqueologia da Southern
Adventist University, Origins Vol 56 2004,
pp. 6–31.
37. New Novos usos para técnicas
antigas de laboratório, Jason A. Rech,
Arqueologia do Oriente Próximo,
dezembro de 2004; 67,4. pp. 212-219.
38. Matthiae, P. (2007). A destruição da
antiga Síria Ebla. Em Matthiae, P., Pinnock,
F., Nigro, L. e Peyronel, L. (eds.) Da
cronologia relativa à cronologia absoluta:
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

O segundo milênio aC na Síria-Palestina.
Contribuições do Centro Linceo
Interdisciplinar "Beniamino Segre" N. 117.
Roma. pp. 5–32
39. Wilson, Moira A .; Carter, Margaret A .;
Hall, Christopher; Hoff, William D .; Ince,
Ceren; Wilson, Moira A .; Savage, Shaun D
.; McKay, Bernard; Betts, Ian M. (8 de
agosto de 2009). "Datando cerâmicas de
argila de fogo usando a cinética de
rehidroxilação de lei de poder a longo
prazo" . Proceedings da Royal Society .
465 (2108): 2407-2415. Bibcode :
2009RSPSA.465.2407W . doi : 10.1098 /
rspa.2009.0117 .
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

40. YvesGallet e outros, impacto possível
do campo magnético da terra na história
de civilizações antigas, letras da terra e
da ciência planetária, vol. 246, iss. 1–2,
pp. 17-26, 15 de junho de 2006
41. "Cópia arquivada" . Arquivado desde
o original em 14 de outubro de 2013 .
Retirado em 30 de outubro de 2015 .
Batalha de Cades - Perspectiva Hitita
42. [12] Tratado entre o Egipto e o
Império Hitita
43. Gadd, CJ "Selos do estilo indiano
antigo encontrado em Ur." Proceedings of
the British Academy 18 (1932): 191-210.
44. Henri Frankfort, a civilização de Indus
e o Oriente Próximo. Bibliografia Anual de
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

Arqueologia Indiana para 1932, Leyden,
VI, pp. 1-12, 1934
45. Urbanismo na Idade do Bronze Final
Chipre: LC II na Retrospectiva, Ora Negbi,
Boletim das Escolas Americanas de
Pesquisa Oriental, fevereiro de 2005, Iss.
337; pp. 1-45
46. Friedrich, Walter L; Kromer, B;
Friedrich, M; Heinemeier, J; Pfeiffer, T;
Talamo, S (2006). "Erupção de Santorini
Radiocarbono Datado de 1627 a 1600 aC"
Ciência . Associação Americana para o
Avanço da Ciência. 312 (5773): 548. doi :
10.1126 / science.1125087 . PMID
16645088 . Retirado 10 de março de
2007
2007 .
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

47. Manning, Sturt W; Ramsey, CB;
Kutschera, W; Higham, T; Kromer, B; Steier,
P; Wild, EM (2006). "Chronology for the
Aegean Late Bronze Age 1700–1400 BC"
Science . Associação Americana para o
Avanço da Ciência. 312 (5773): 565–569.
Bibcode : 2006Sci...312..565M . doi :
10.1126/science.1125682 . PMID
16645092 . Retirado 10 de março de
2007 .
48. Manning, SW (2003). "Clarifying the
"high" v. "low" Aegean/Cypriot chronology
for the mid second millennium BC:
assessing the evidence, interpretive
frameworks, and current state of the
debate" (PDF) In Bietak M; Czerny E
debate (PDF) . In Bietak, M; Czerny, E.
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

The Synchronisation of Civilisations in the
Detectar idioma Português

Eastern Mediterranean in the Second
Millennium BC III. Proceedings of the
SCIEM 2000 – 2nd EuroConference,
Vienna 28th of May – 1st of June 2003 .
Viena, Áustria. pp. 101–137.
49. Walsh, Kevin (2013). The Archaeology
of Mediterranean Landscapes: Human-
Environment Interaction from the
Neolithic to the Roman Period .
Cambridge University Press. p. 20. ISBN
978-0521853019 .

Referências
Newgrosh, Bernard (2007). Chronology
at the Crossroads: The Late Bronze Age
in Western Asia . Troubador Publishing.
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East
ISBN 1-906221-62-6 .
Detectar idioma Português

Bryce, Trevor (2005). The Kingdom of
the Hittites (New ed.). Imprensa da
Universidade de Oxford. ISBN 0-19-
928132-7 .
van de Mieroop, Marc (2006). A History
of the Ancient Near East ca. 3000 – 323
BC . Wiley-Blackwell. ISBN 1-4051-
4911-6 .
Leick, Gwendolyn (2003).
Mesopotamia: The Invention of the City
. Pinguim. ISBN 0-14-026574-0 .
Gasche, H.; Armstrong, JA; Cole, SW;
Gurzadyan, VG (1998). Dating the Fall
of Babylon: A Reappraisal of Second-
Millennium Chronology . University of
h d h l f h
Ghent and the Oriental Institute of the
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

Detectar idioma Português

University of Chicago. ISBN 978-
1885923103 .

Links Externos
Cuneiform Digital Library Initiative
Chronicles at Livius.org
Electronic Text Corpus of Sumerian
Literature

Retrieved from "
https://en.wikipedia.org/w/index.php?
title=Chronology_of_the_ancient_Near_East&oldid
=852090792 "

Última edição feita 3 meses atrás …
Conteúdo disponível sob CC BY-SA 3.0, salvo
https://en.m.wikipedia.org/wiki/Chronology_of_the_ancient_Near_East

indicação em contrário.
Detectar idioma Português