You are on page 1of 4

Quem são os curdos?

Os curdos são a maior etnia do mundo sem território próprio no qual


possa falar a sua língua, tocar a sua música sem medo. São 36
milhões e vivem espalhados pelo mundo da Ásia Central à Europa e
Estados Unidos. A maioria dos curdos são muçulmanos sunitas que
se organizam em clãs. Os curdos têm sido oprimidos e vitimas da
politica mundial e desde o rompimento do Império Otomano foi-lhes
prometido o seu próprio país mas ainda hoje não viram a promessa
cumprida. Os curdos são muito diferentes da maioria dos povos
muçulmanos em certos aspectos: Respeitam muito as mulheres,
dão-lhes liberdade e a maioria deles casa-se apenas com uma,
embora tenham permissão para se casarem com quatro.

Familia curda.

Etnia

Os persas, curdos e falantes de outras línguas indo-europeias no


Irã são descendentes das tribos arianas que começaram a migrar
da Ásia Central para o atual Irã no segundo milênio a.C. A
classificação dos curdos como arianos é principalmente baseada
em dados linguisticos e históricos e não prejudica o facto de haver
uma complexidade de elementos étnicos incorporados neles. Em
vários estudos realizados, foi concluído que os judeus curdos são
próximos dos muçulmanos curdos (semelhanças genéticas).

Religião

O Iazdânismo é basicamente o grupo de religiões monoteístas


praticadas entre os curdos (Alevismo, larsanismo e lazidismo). O
principal nas religiões iazdânis é acreditar em sete entidades
angélicas que protegem o mundo (Tradição chamada “Culto dos
Anjos”). A religião original dos curdos era o Iazidismo, uma religião
muito influenciada pelas crenças judaica, zoroastriana, cristã e
islâmica

No entanto, há certas diferenças entre o Iazdânismo e o


Zoroastrismo, como por exemplo, a crença na reencarnação. A
maioria dos iazidis vive no Curdistão iraquiano, nas vizinhanças de
Mosul e Sinjar. A religião Iarsã é praticada no oeste do Irã. O
Cristianismo e o Judaísmo ainda são praticados por poucos.

Atualmente, a maioria dos curdos é oficialmente muçulmana.

Práticas místicas e participações em ordens sufistas são também


uma forma de expressão dos curdos. Há também uma minoria
curda que é xiita, vivendo principalmente nas províncias iranianas
de Ilam e Kermanshah e no Iraque central. Os alevitas são outra
minoria religiosa entre os curdos, encontrados principalmente na
Turquia.

Diz-se que os curdos "abraçaram o Islã suavemente", o que


significa que a sua fé tende a não ser tão verdadeira quanto em
outras áreas. Uma consequência disso, por exemplo, são as
grandes liberdades que as mulheres curdas tem, elas não cobrem
os rostos, os seus hijab são menos restritivos, e não se vestem com
vestidos pretos como o xador iraniano ou a abaya árabe.
Curiosidades

- População

São mais de 36 milhões de curdos que vivem entre as fronteiras da


Turquia, Síria, Iraque e Irã.

- Como é a vida curda?

. A vida nas montanhas é saudável mas dura, especialmente para


as mulheres, cujo trabalho parece nunca acabar. Desde o nascer do
sol começam a amassar e cozer pão, mungir os animais, fazer
iogurte e manteiga e trazer água do ribeiro. A alimentação
montanhesa é simples: pão, leite, queijo, iogurtes e legumes no dia-
a-dia; para as ocasiões especiais tem arroz envolto em folhas de
videira, kebabs, carneiro, guisados de galinha e de cabra, tomates,
feijão verde, cebolas, quiabos, tudo servido em recipientes que são
passados de mão em mão. Os homens comem primeiro, a seguir os
rapazes e só depois as mulheres e raparigas.

Na Primavera, os vales do Curdistão cobrem-se de anémonas e


tingem-se de túlipas, é também a altura em que o sangue corre
mais célere nas veias dos guerrilheiros Peshmergas.

Mulheres curdas.

- Gastronomia

A comida curda é semelhante à de todos os países do Médio


Oriente e pode-se encontrar nas barracas ao longo das ruas. Entre
os pratos mais típicos temos o doner kebab (carne de cordeiro
assada)
- Música

Há três tipos de artistas clássicos curdos: Os contadores de


histórias, os menestréis e os bardos. A música apresentada em
reuniões nocturnas é considerada clássica. Têm músicas que falam
de heróis curdos (Ex. Saladino), músicas que falam da melancolia
da separação, do amor.

Existe também a Lawje (música religisa).

http://www.youtube.com/watch?v=5gyNDtXpmFg