You are on page 1of 3

a) A aceitação acrítica das explicações tradicionais relativas

aos acontecimentos naturais.


b) A discussão crítica das ideias e posições, que podem ser
modificadas ou reformuladas.
01- (UEL- 2003 ) Zeus ocupa o trono do universo. Agora o c) A busca por uma verdade única e inquestionável, que
mundo está ordenado. Os deuses disputaram entre si, alguns pudesse substituir a verdade imposta pela religião.
triunfaram. Tudo o que havia de ruim no céu etéreo foi d) A confiança na tradição e na “imposição religiosa” como
expulso, ou para a prisão do Tártaro ou para a Terra, entre os fundamentos para o conhecimento.
mortais. E os homens, o que acontece com eles? Quem são e) A desconfiança na capacidade da razão em virtude da
“proliferação de óticas” conflitantes entre si.
eles?” (VERNANT, Jean-Pierre. O universo, os deuses, os
homens. Trad. de Rosa Freire d’Aguiar. São Paulo: 04-(Uel 2015) Leia o texto a seguir e responda à próxima
Companhia das Letras, 2000. p. 56.) questão.

O texto acima é parte de uma narrativa mítica. De onde vem o mundo? De onde vem o universo? Tudo o que
Considerando que o mito pode ser uma forma de existe tem que ter um começo. Portanto, em algum momento,
conhecimento, assinale a alternativa correta. o universo também tinha de ter surgido a partir de uma outra
coisa. Mas, se o universo de repente tivesse surgido de
alguma outra coisa, então essa outra coisa também devia ter
a) A verdade do mito obedece a critérios empíricos e surgido de alguma outra coisa algum dia. Sofia entendeu que
científicos de comprovação. só tinha transferido o problema de lugar. Afinal de contas,
b) O conhecimento mítico segue um rigoroso procedimento algum dia, alguma coisa tinha de ter surgido do nada. Existe
lógico-analítico para estabelecer suas verdades. uma substância básica a partir da qual tudo é feito? A grande
c) As explicações míticas constroem-se, de maneira questão para os primeiros filósofos não era saber como tudo
argumentativa e autocrítica. surgiu do nada. O que os instigava era saber como a água
podia se transformar em peixes vivos, ou como a terra sem
d) O mito busca explicações definitivas acerca do homem e
vida podia se transformar em árvores frondosas ou flores
do mundo, e sua verdade independe de provas.
multicoloridas.
e) A verdade do mito obedece a regras universais do Adaptado de: GAARDER, J. O Mundo de Sofia. Trad. de
pensamento racional, tais como a lei de não-contradição. João Azenha Jr. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
p.43-44.
02- (UFU) Sobre a passagem do mito à filosofia, na
Com base no texto e nos conhecimentos sobre o
Grécia Antiga, considere as afirmativas a seguir. surgimento da filosofia, assinale a alternativa correta.

I. Os poemas homéricos, em razão de muitos de seus a) Os pensadores pré-socráticos explicavam os fenômenos e


componentes, já contêm características essenciais da as transformações da natureza e porque a vida é como é,
compreensão de mundo grega que, posteriormente, se tendo como limitador e princípio de verdade irrefutável as
revelaram importantes para o surgimento da filosofia. histórias contadas acerca do mundo dos deuses.
II. O naturalismo, que se manifesta nas origens da filosofia, b) Os primeiros filósofos da natureza tinham a convicção de
já se evidencia na própria religiosidade grega, na medida em que havia alguma substância básica, uma causa oculta, que
que nem homens nem deuses são compreendidos como estava por trás de todas as transformações na natureza e, a
perfeitos. partir da observação, buscavam descobrir leis naturais que
III. A humanização dos deuses na religião grega, que os fossem eternas.
c) Os teóricos da natureza que desenvolveram seus sistemas
entende movidos por sentimentos similares aos dos
de pensamento por volta do século VI a.C. partiram da ideia
homens, contribuiu para o processo de racionalização da unânime de que a água era o princípio original do mundo por
cultura grega, auxiliando o desenvolvimento do pensamento sua enorme capacidade de transformação.
filosófico e científico. d) A filosofia da natureza nascente adotou a imagem
IV. O mito foi superado, cedendo lugar ao pensamento homérica do mundo e reforçou o antropomorfismo do mundo
filosófico, devido à assimilação que os gregos fizeram da dos deuses em detrimento de uma explicação natural e
sabedoria dos povos orientais, sabedoria esta desvinculada regular acerca dos primeiros princípios que originam todas as
de qualquer base religiosa. coisas.
e) Para os pensadores jônicos da natureza, Tales,
Estão corretas apenas as afirmativas: Anaxímenes e Heráclito, há um princípio originário único
denominado o ilimitado, que é a reprodução da aparência
a) I e II. sensível que os olhos humanos podem observar no
nascimento e na degeneração das coisas.
b) II e IV.
c) III e IV.
d) I, II e III. 5. (Ueg 2013) O ser humano, desde sua origem, em sua
e) I, III e IV. existência cotidiana, faz afirmações, nega, deseja, recusa e
aprova coisas e pessoas, elaborando juízos de fato e de valor
03- Assinale a alternativa que apresenta a “guinada de por meio dos quais procura orientar seu comportamento
atitude” que o texto afirma ter sido promovida pelos teórico e prático. Entretanto, houve um momento em sua
primeiros filósofos. evolução histórico-social em que o ser humano começa a
conferir um caráter filosófico às suas indagações e como o frio real. O frio é frio apenas para quem o sente,
perplexidades, questionando racionalmente suas crenças, também não existiriam um sentimento natural de pudor, ou a
valores e escolhas. Nesse sentido, pode-se afirmar que a verdade que Sócrates tanto procurava.
filosofia.
A partir do texto e do que vimos em sala de aula escolha
a) é algo inerente ao ser humano desde sua origem e que, a alternativa correta.
por meio da elaboração dos sentimentos, das percepções e
dos anseios humanos, procura consolidar nossas crenças e
opiniões. a) Os sofistas buscavam a construção de uma política de
b) existe desde que existe o ser humano, não havendo um ordem retórica, baseando-se normalmente nos interesses de
local ou uma época específica para seu nascimento, o que que defendia os vários, pontos de vista possíveis.
nos autoriza a afirmar que mesmo a mentalidade mítica é b) De acordo com os sofistas, todos nós poderíamos chegar
também filosófica e exige o trabalho da razão. a uma ética universal de caráter político.
c) inicia sua investigação quando aceitamos os dogmas e as c) O que importava na realidade para os sofistas políticos era
certezas cotidianas que nos são impostos pela tradição e pela
a construção de uma sociedade mais opulenta, mais rica..
sociedade, visando educar o ser humano como cidadão.
d) surge quando o ser humano começa a exigir provas e d) Os sofistas eram amigos de Sócrates e, por isso, buscavam
justificações racionais que validam ou invalidam suas a verdade universal dentro de cada homem.
crenças, seus valores e suas práticas, em detrimento da
08- É CORRETO afirmar que o mito no mundo atual
verdade revelada pela codificação mítica.

06- (Unb 2012) No início do século XX, estudiosos a) Ainda tem força para inflamar paixões, como no caso dos
esforçaram-se em mostrar a continuidade, na Grécia Antiga, artistas, políticos e esportistas, quando transformados
entre mito e filosofia, opondo-se a teses anteriores, que em modelos exemplares, pois não se apresenta mais
advogavam a descontinuidade entre ambos. com o caráter existencial que tinha o mito primitivo.
b) É utilizado para explicar o início da história de uma
comunidade ou como fundamento da origem do mundo e
A continuidade entre mito e filosofia, no entanto, não foi da espécie humana sobre a face da terra.
entendida univocamente. Alguns estudiosos, como Cornford c) Expressa a capacidade inicial do homem de
e Jaeger, consideraram que as perguntas acerca da origem compreender o mundo.
do mundo e das coisas haviam sido respondidas pelos mitos d) É a repetição dos atos dos deuses que foram executados
e pela filosofia nascente, dado que os primeiros filósofos no início dos tempos e que devem ser imitados e
haviam suprimido os aspectos antropomórficos e fantásticos repetidos, para que as forças do bem e do mal se
dos mitos. mantenham sob controle.
e) Surge como modelo explicativo para satisfazer a
curiosidade e as exigências da mente primitiva. Embora
Ainda no século XX, Vernant, mesmo aceitando certa desprovido de conteúdo, é passível de convencer a razão
continuidade entre mito e filosofia, criticou seus humana.
predecessores, ao rejeitar a ideia de que a filosofia apenas
afirmava, de outra maneira, o mesmo que o mito. Assim, a
discussão sobre a especificidade da filosofia em relação ao 09- (UEL) - Leia o texto a seguir:
mito foi retomada.
“Sim bem primeiro nasceu Caos, depois também Terra de
amplo seio, de todos sede irresvalável sempre dos imortais
Considerando o breve histórico acima, concernente à
que têm a cabeça do Olimpo nevado e Tártaro nevoento no
relação entre o mito e a filosofia nascente, assinale a
fundo do chão de amplas vias e Eros: o mais belo entre
opção que expressa, de forma mais adequada, essa
relação na Grécia Antiga. Deuses imortais.”

Fonte: HESÍODO. Teogonia. Tradução de Jaa Torrano. 3ª


a) O mito é a expressão mais acabada da religiosidade
ed. São Paulo: Iluminuras, 1995, p. 111.
arcaica, e a filosofia corresponde ao advento da razão
liberada da religiosidade.
Sobre o exposto acima, podemos afirmar que se trata de
b) O mito é uma narrativa em que a origem do mundo é
um texto:
apresentada imaginativamente, e a filosofia caracteriza-se
como explicação racional que retoma questões presentes no I. Do período cosmológico, que compreende as escolas pré-
mito.
socráticas, cujo interesse era perseguir a unidade que
c) O mito fundamenta-se no rito, é infantil, pré-lógico e
irracional, e a filosofia, também fundamentada no rito, garantia a ordem do mundo e a possibilidade do
corresponde ao surgimento da razão na Grécia Antiga. conhecimento humano.
d) O mito descreve nascimentos sucessivos, incluída a
II. De caráter ético, cuja narrativa revela a preocupação com
origem do ser, e a filosofia descreve a origem do ser a partir
do dilema insuperável entre caos e medida. a conduta dos homens e dos deuses.

III. De caráter cosmogônico, cuja reflexão busca tornar


concebível a origem das coisas e a força que as produziu.
07- Considere o texto abaixo: Os sofistas foram mestres da
oratória, que vendiam para os cidadão suas habilidades com IV. Anterior à cosmologia filosófica, cuja narrativa reflete
o discurso, fundamental para a política. Assim, defendiam a ainda a mentalidade mítica.
opinião de quem lhes pagasse bem. Acreditavam que a
verdade não era absoluta, mas é fruto das construções
humanas. Os principais foram Górgias, Protágoras e Hipías.
Para eles, como afirma a frase de Protágoras, ‘o homem é a Estão corretas apenas as afirmativas:
medida de todas as coisas’. Por isso não existiriam coisas
a) I e III b) III e IV c) II e IV d) I, II e III e)nenhuma das
respostas

10- Sobre a Reflexão Filosófica, coloque V nas


afirmativas verdadeiras e F nas falsas.

( ) Na origem, na raiz do perguntar, encontramos, portanto, a


ruptura, a cisão, a contradição. Não sei, preciso saber e
porque sei que não sei, pergunto, na expectativa de que a
resposta possa trazer-me

o conhecimento que não tenho e preciso ter.

( ) Essa dialética do perguntar e do responder, na qual o


conhecimento consiste, torna-se plenamente consciente no
homem, pois o homem, antes de conhecer, não apenas
ignora, mas sabe que ignora.

( ) A capacidade de perguntar, o direito de perguntar, quer


dizer, de romper o monólogo e instaurar o diálogo, implícito
na racionalidade humana, é historicamente uma conquista da
própria razão.

( ) A reflexão filosófica propriamente dita tem condições de


surgir no momento em que o pensar é posto em causa,
tornando-se objeto de reflexão.

( ) A reflexão filosófica é radical, porque é um movimento de


volta do pensamento sobre s i mesmo, para conhecer-se a si
mesmo, para indagar como é possível o próprio pensamento.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência


CORRETA.

a) V, V, V, F, V b) V, F, V, F, F.

c) F, F, V, V, V d) V, V, V, V, V.

e) nenhuma das respostas