Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas “Amor e Esperança” - Ano 10 - nº 98 - Dezembro/2009 Distribuição Gratuita

Luís Olímpio Guillon Ribeiro

Nesta edição:

Internet Diálogo em Família Reencontro no Natal O Sacrifício Mais Agradável a Deus O Que o Cristo Jesus “Não” Espera de Nós?
PROIBIDA A VENDA

Editorial

editorial

Muitos que possuem sensibilidade encontram, nos meses que antecedem o Natal, Doutrinária-espírita um clima favorável de energias renovadoras. É a aproximação de Nosso Mestre Ano 10 - nº 98 - Dezembro/2009 Órgão divulgador do Núcleo de Jesus à Terra. Quanto mais se aproxima o Natal, mais perto ele chega até nós. Estudos Espíritas Amor e Esperança Devemos aproveitar esta proximidade para vivenciar a verdadeira fraternidade e CNPJ: 03.880.975/0001-40 tentar colocar em prática todos os ensinamentos que Ele nos deixou. Não é o que CCM: 39.737 devemos fazer somente nesta época, mas sabemos que ela é mais propícia para Seareiro é uma publicação mensal, destinada a expandir a divulgação da isso. Fabiano de Cristo sai a arrebanhar corações generosos para doarem alimentos entre os interessados em âmbito àqueles que mais necessitam, tentando despertar esses mesmos corações para que mundial. Ninguém está autorizado a arrecadar materiais em nosso nome, a se pratique a verdadeira caridade ao longo de todo o ano. Infelizmente, ainda existem corações endurecidos. Alguns continuam fazendo artigos assinados refletem a opinião de vista grossa para o sofrimento alheio, concentrados em seu egoísmo, fazem questão seu respectivo autor. Todas as matérias podem ser reproduzidas, desde que de não ver as dificuldades encontradas por tantas pessoas. Muitas empresas, escolas, associações fazem festas de confraternização de fim de ano, mas notamos que existe um desvirtuamento. Pensa-se somente em comer, beber e ganhar presentes. Mesmo nas festinhas das escolas; os temas escolhidos muitas vezes não têm nada a ver com o nascimento de Cristo. Não se passa mais a simplicidade de como Jesus veio ao mundo numa manjedoura. Ensinar para os pequenos a importância que Jesus tem para a Humanidade, com todos os exemplos que Ele nos trouxe, nem pensar... Este é o lado ruim desta época do ano: as pessoas parecem enlouquecidas, precisam enfeitar suas casas, comprar comidas, bebidas, presentes para toda a família, ir às festas e confraternizações e cometer todo tipo de abuso, beber e comer em excesso e, quiçá se envolve com drogas. Que dirá daqueles que mal têm para se alimentar durante o ano todo e, justamente para “comemorarem o Natal”, se endividam comprando presentes caros para seus filhos. E o aniversariante? Alguém o convida para participar dos festejos? Reúne-se a família para fazer orações de agradecimento por termos tantas bênçãos recebidas durante toda a nossa vida? Muitos, que estão ligados às diversas religiões, também só se preocupam com a aparência. Qual o coral que se sairá melhor? Qual festa de confraternização será a mais concorrida? É, amigos! Ainda estamos longe de entender o significado real do Natal, mas, se já nos preocupamos com aqueles que têm menos e a levar esta responsabilidade para todos os dias do Ano Novo, aprendendo que cada um deve fazer sua parte da melhor maneira possível, aí, sim, estaremos nos ajustando aos desígnios do Mais Alto. Nosso Pai Celestial quer que sejamos felizes e só poderemos sê-lo quando não mais ficarmos indiferentes à dor alheia. Sabemos que nosso caminho a seguir é longo. Então vamos nos conscientizar de que devemos ensinar às nossas crianças, desde pequenas, o real valor do Natal. Contando-lhes histórias do nascimento e da vida de Cristo, para tentarmos mudar o entendimento desses espíritos que retornam, muitas vezes, sem nunca terem ouvido falar dEle. Equipe Seareiro
Grandes Pioneiros: Luís Olímpio Guillon Ribeiro - Pág. 3 Pegadas de Chico Xavier: A Mágoa Pág. 8 Tema Livre: O Sacrifício Mais Agradável a Deus - Pág. 9 Canal Aberto: O Que o Cristo Jesus “Não” Espera de Nós? - Pág. 11 Família: Diálogo em Família - Pág. 12 Clube do Livro: Sibéria, Berço da Renovação - Pág. 13 Kardec em Estudo: Recordação da Existência Corpórea - Pág. 14 Atualidade: Internet - Pág. 15 Livro em Foco: O Ligeirinho - Pág. 16 Contos: Reencontro no Natal - Pág. 17 Cantinho do Verso em Prosa: Caridade e Caminho - Pág. 18 Calendário: Dezembro - Pág. 19

Publicação Mensal

Doutrina Espírita e manter o intercâmbio

qualquer título. Conceitos emitidos nos

citada a fonte. Direção e Redação Rua das Turmalinas, 56 / 58 Jardim Donini Diadema - SP - Brasil CEP: 09920-500 Tel: (11) 2758-6345 Endereço para correspondência Caixa Postal 42 Diadema - SP CEP: 09910-970 Tel: (11) 4044-5889 com Eloisa E-mail: contato@espiritismoeluz.org.br Conselho Editorial Antonio Ceglia Ribeiro Cladi de Oliveira Silva Eduardo Pereira Fátima Maria Gambaroni Geni Maria da Silva Iago Santos Muraro Marcelo Russo Loures Nereide Conceição Grecco Ribeiro Reinaldo Gimenez Roberto de Menezes Patrício Rosangela Araújo Neves Ruth Correia Souza Soares Silvana S.F.X. Gimenez Vanda Novickas Wilson Adolpho Revisão gramatical A. M. G. Jornalista Responsável Eliana Baptista do Norte Mtb 27.433 Diagramação e Arte Reinaldo Gimenez Silvana S.F.X. Gimenez Imagem da Capa
http://www.febnet.org.br/ba/image/Imagens%20 Presidentes%20da%20FEB/DrLOGuillonRibeiro.jpg

ÍNDICE

Impressão Van Moorsel, Andrade & Cia Ltda Rua Souza Caldas, 343 - Brás São Paulo - SP - (11) 2764-5700 CNPJ: 61.089.868/0001-02 Tiragem 12.000 exemplares Distribuição Gratuita

2

desenvolvendo ainda mais a sua inteligência. reverenciando a Deus. ele pouco saberia ou poderia fazer. 1892 Escola Politécnica do Rio de Janeiro. resolveu transferir-se com os filhos para o Rio de Janeiro. deixando a Escola Militar. conseguiu matricular-se no 2º ano da Escola Politécnica do Rio de Janeiro. através de exemplos. para salientar e divulgar o Evangelho de Jesus em todas as expressões verbais. recebe e recebeu do Alto Espíritos que reencarnam para serem orientadores. Por esse tempo. E. enviou ao plano físico Espíritos de grande envergadura espiritual. em São Luís. por anos. A infância de Guillon foi muito difícil. suportou. entre esses. com a chegada da Codificação. colaborando para que o Cristianismo chegasse com maior influência sobre os povos. o menino Guillon contava sete anos de idade. A cada ano. quando despertou ao chamado do Mestre. sob a assistência do Plano Espiritual. Guillon era ótimo aluno. a não ser confortar o coração materno e os irmãos mais novos. O mundo. com seu carinho. como todas as crianças almejam tê-los. quando o senhor Luís Antônio vem a desencarnar. O calendário marcava o dia 17 de janeiro de 1875. na Praia Vermelha. onde os recursos para a sobrevivência viessem a ser melhores. Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança Luís Olímpio Guillon Ribeiro Vista aérea da cidade de São Luiz. destaca-se no Brasil o nome de Guillon Ribeiro! Reencarnou. ela conseguiu que Guillon fosse aceito na antiga Escola Militar. trazendo importante tarefa a realizar. como era natural na época.Grandes Pioneiros grandes pioneiros Após a reencarnação de Allan Kardec. A primeira preocupação de dona Olímpia foi a de não interromper os estudos de Guillon. Desse período em diante. Tudo parecia correr tranquilamente. sua mãezinha. Luís Olímpio Guillon Ribeiro reencarnou. tentando divulgar a compreensão sobre os processos reencarnatórios. seu pai. através de seus povos e de suas formas de crer. começouse a sentir que grandes transformações iriam acontecer à humanidade. Aproveitou os conhecimentos que esse curso lhe ofereceu e. Apesar do lar pobre. com o curso gratuito. 3 . Pouco tempo depois. 1920 Não encontrando uma outra forma de custear os estudos. Foi uma grande reviravolta na vida da família. Maranhão Escola Militar de Praia Vermelha. Dotado de bons princípios. vinda por seu intermédio à Terra. logo mereceu a admiração dos professores e dos colegas de estudos. com muitas dificuldades financeiras do casal. Como não havia possibilidades dele ir para escola particular. ou ter professores que o instruíssem em casa. a Espiritualidade Superior. Com a chegada da idade própria para a alfabetização do menino. no estado do Maranhão. Foram muitos os vanguardeiros de épocas remotas que. ele sentia as dificuldades pelas quais a família passava. o senhor Luís Antônio. onde ele recebeu os primeiros contatos com as letras e os números. o senhor Luís Antônio Gonçalves Ribeiro e a senhora Olímpia Guillon Gonçalves Ribeiro receberam-no com imensa felicidade. Isso colaborou ainda mais para que seu espírito amadurecido o fizesse compreensivo e atento às imposições de não poder ter brinquedos. conseguiu o curso gratuito no Seminário de São Luis do Maranhão. dona Olímpia. Embora sentindo imensa tristeza em seu íntimo. a vida militar. com sua brilhante inteligência. dignificaram a doutrina de Cristo para a Humanidade.

Mas o seu subconsciente o alertava de que sua vida teria outros rumos a serem tomados. para sentir a cultura de outros povos. embora após essa atitude. Trabalhava exausBezerrra de Menezes tivamente e. elogiou e agradeceu a colaboração do então doutor Guillon Ribeiro como um dos auxiliares do Senado. durante os intervalos das refeições. que sabia existirem e que o autor seria um renomado professor francês. Através dessas leituras. que até aquele momento vinha dos proventos obtidos pelos trabalhos domésticos que dona Olímpia fazia. Não conseguindo emprego com a licenciatura de Engenheiro Civil. mas como sua vida carnal fosse muito exigente. parecendo-lhe que forças ocultas o dirigiam. onde ficou até aposentar-se. voltassem a se impor e demonstrar profunda antipatia pela causa de abolir a escravatura no Brasil. dedicava-se. constando que esses trabalhos de revisão feitos por Guillon Ribeiro. ao máximo. durante uma sessão realizada no Senado Federal. O interessanRui Barbosa te é que ele não encontrava dificuldades para estudar esses idiomas. dedicara-se inteiramente à Doutrina Espírita. tanto que Rui Barbosa. que. Cumpria seu dever de responsabilidade como cidadão e companheiro. incentivava até mesmo aos que eram contrários a essa ideia. teimavam em ocupar sua mente. Inglaterra e aperfeiçoar-se na língua portuguesa.Garnier. suprira suas falhas ao escrevê-los. Ele não só leu “O Livro dos Médiuns” como devorou todas as obras de Allan Kardec. que chegavam a aplaudi-lo. Esse foi um dos marcantes acontecimentos na vida pública do doutor Guillon Ribeiro. Comparando as traduções feitas pelo doutor Travassos. embora não exercendo a profissão que gostaria. Todos o admiravam pelo seu caráter e serenidade em seu trabalho. Durante esse tempo. Conversando com os editores daquela casa e expondo sua pretensão sobre a doutrina. abandonando a vida pública. Estava próximo o despertar para a Doutrina Espírita. ano do nascimento de Guillon. Guillon Ribeiro era um observador nas atitudes verbais dos senadores. Ambos se completavam na lealdade. achou o pseudônimo de Fortunio. pela inteligência. desde 1875. eram referentes ao “Projeto do Código Civil”. por essa época. como recordações. Guillon Ribeiro. Assim pôde corresponder-se com jornais da Itália. em suas primeiras traduções. de autoria do Senador Rui Barbosa. Guillon notava que Rui Barbosa mudava sua expressão. Fizera profunda amizade com o senador Rui Barbosa. Resolveu procurar e pesquisar livros. Sempre procurando aumentar seus conhecimentos. Procurando o nome do tradutor. sem conhecer-lhe o nome. Bezerra de Menezes fora um grande político e que. por muitas vezes. Guillon Ribeiro chega à Editora B. que a todos cativava pela eloquência e objetividade em suas palavras. indicamlhe “O Livro dos Médiuns”. em seu discurso. Guillon Ribeiro conseguiu formar-se em Engenharia Civil. competência e dedicação. que toda obra kardequiana. sendo uma homenagem à sua insignificante pessoa no Senado Federal. verbalmente. Tivera notícias de que o famoso espírita Dr. até chegar a Diretor Geral da Secretaria do Senado.Precisando ajudar na manutenção da família. e sendo convidado para ocupar a vaga de 2º Oficial da Secretaria do Senado Federal. E foi informado. desde criança. Gostava de ouvir os discursos de Rui Barbosa. viu a veracidade que ele empregara em não deturpar as obras tão bem escritas 4 . perguntou aos editores quem era ele. Guillon empregou-se como redator do Jornal do Comércio e escrevia também para outros periódicos cariocas. França. Não que esse princípio sobre a vida após a morte não o interessasse. era muito discutido e levado mais por curiosidade. pertencia ao doutor Joaquim Carlos Travassos. em diversos locais pelos quais passava. Estava Guillon querendo desvendar os mistérios da vida e sua criação divina. como revisor. ao dedicar-lhe essa que considerou. a quem admirava pelos ideais abolicionistas. no Senado. ele não tivera tempo para aprofundarAllan Kardec se no assunto. Que seria? Haveria algo estranho que só mesmo essa discutida Doutrina Espírita poderia desvendar? Essas e outras questões ouvidas por ele. A maneira pela qual Rui Barbosa transmitia seus ideais abolicionistas. ele conheceu muitas pessoas que eram estudiosas do Espiritismo. foi praticamente obrigado a aceitá-la para poder sustentar-se e aos familiares. eram todos os senadores da época. o auxiliara na publicação de seus discursos. tomou consciência da doutrina e da seriedade do assunto. sua gratidão eterna ao maior estadista brasileiro. Dessa forma. muito Léon Denis responsável. Deixou.L. Dizia Rui Barbosa que. Dessa forma. Mas não era só Rui Barbosa que admirava seu procedimento de lealdade. do francês para a língua portuguesa. Conquistou várias posições. tão bem colocadas as teses doutrinárias pelo professor Kardec. apresentado em sessão de 14 de outubro de 1903. E um novo caminho abriu-se em sua mente. tão fáceis de entender. Curioso. pois pareciam-lhe familiares. no ano de 1921. em que. achou por bem estudar vários idiomas. E isso ficou registrado nos “anais do Senado Federal”. estudava.

A família ficou constituída de três meninos: Luís Antônio. entre muitos deles. Muitos que de lá saíram. por saber que um dia haveria o reencontro. que falara muitas vezes para os detentos da Casa de Correção sobre a reencarnação. Porém. pela primeira vez. Seu pensamento se fixara na máxima demonstrada por Kardec nas páginas de “O Evangelho segundo o Espiritismo”: “Fora da caridade não há salvação”. tornaram-se grandes amigos de Guillon.por Kardec. Guillon começou a sentir falta de uma companheira. Os presidiários. dependia muito de sua dedicação. para ele. Casaram-se no dia 11 de abril de 1910. numa cerimônia simples. Antônio Luís e Aloísio e de duas meninas: Olímpia Luísa e Mariana. eram poucos. Entre muitos. na Casa de Correção. E buscando a presença feminina para consorciarse. seguras. mas teve tempo de conhecer. após longo período de enfermidade. Voltou-se à leitura edificante das obras kardequianas. Amparado por seus familiares e amigos. estudando e trabalhando. que completaram a felicidade do casal. trabalhando com honestidade e alicerçando a fé em Jesus. Av. Soubera que muitos deles já haviam se transferido para o mundo espiritual. Sua grande preocupação era o de poder fazer o melhor para sua mãezinha que. relembrando já ter feito essa análise com o autor do livro. com o desprendimento da vida carnal de sua mãezinha. recuperar-se. veio a desencarnar. incentivando-os a se libertarem dos instintos destruidores e a se renovarem para o Bem. As primeiras visitas foram difíceis. Batuíra e tantos outros que continuavam a fazer crescer o Movimento Espírita. os foram cativando e. dona Olímpia. encontrou-a na figura de uma jovem. segundo os estudos feitos por ele sobre a reencarnação. Deveria começar nesse local. E abençoou o dia em que teve em mãos “O Livro dos Espíritos”. do destino e da dor”. Conj. que foi recebida de braços abertos por sua mãezinha. no Rio de Janeiro. E a Espiritualidade Superior começara a despertá-lo para a sua tarefa. ansiosos. Dessa feliz união nasceram cinco filhos. pelos trabalhos realizados em prol da doutrina. Guillon. aos poucos. após cumprirem as penalidades judiciais. que o ouviam falar sobre o Evangelho. Pesquisou todo o histórico da referida Casa Máter e ficou sabendo dos grandes espíritas que ajudaram a manter e divulgar a Doutrina de Jesus. destacou-se a figura ímpar do doutor Adolfo Bezerra de Menezes. A vida seguia seu curso e Guilon procurando entender cada vez mais o Espiritismo. doutor Dias da Cruz. tanto nessa como em vidas futuras. Para Guillon. aprendendo muito com todos eles. Procurou conhecer a Federação Espírita Brasileira. Após estudos contínuos sobre as obras doutrinárias. aos poucos. só se certifiInácio Bittencourt cara dessa experiência passada. o desencarne de sua mãezinha foi de extrema dor. Guillon emocionou-se e agradeceu. em sentida prece a Jesus. de alguém que lhe servisse de apoio nas horas da ausência de diálogos. E Guillon sentiu que encontrara o verdadeiro sentido da vida. Raimunda Portela. e que ele secou e consolou! Guillon conseguiu.SGAN 603. Passou a refletir com mais atenção sobre Dias da Cruz os problemas “do ser. F. Guillon Ribeiro Batuíra tornou-se verdadeiramente espírita e mais um aliado do Cristo. Desse dia em diante. dando sequência aos trabalhos realizaSede da Federação Espírita Brasileira . Guillon seguia seu rumo. por esse tempo. conseguiu. E quantas lágrimas Guillon viu rolar pelas faces desses apontados como marginais. Léon Denis. E seu pensamento voltou-se para os detentos. E o momento se aproximava para que ele pudesse sentir o quanto a Doutrina Espírita o confortaria diante do que estava por acontecer. Inácio Bittencourt. Aí entendeu a existência terrena e o significado da morte. que deixaram suas passagens gloriosas. um amigo. É que dona Olímpia Guillon Gonçalves Ribeiro. Mas suas palavras. dedicou-se inteiramente a dirigir Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança 5 . onde a dor moral era de consequências gravíssimas. Portanto. Sempre responsável em seus afazeres. após tentar se desvencilhar dos erros cometidos. vários desses vanguardeiros em idades avançadas. muitos detentos o esperavam. L2 Norte. fazê-los acreditar na reencarnação e na chance de melhoras. Brasília. que nada mais é que a libertação do espírito preso a um corpo carnal. DF dos na Federação. Muitos deles passaram a ver em Guillon. pessoalmente. ele resolveu praticá-las.

depois de um período. por ambos. E em 1937 tornou-se presidente da FEB. ele conseguiu uma pequena oficina gráfica. retorna na mesma função. órgão de divulgação doutrinária. Guillon Ribeiro escreveu várias obras e artigos que foram publicados no “Reformador” e em outros periódicos espíritas. São de sua autoria as seguintes obras: “Espiritismo e Política”. “O Além e a Sobrevivência do Ser”. sua Missão” e “A Federação Espírita Brasileira”. Ninguém quis ajudar porque achavam que ela não seria aceita. em 3 volumes e “Ensinamentos do Além e Advertências do Aquém”. Dias da Cruz fora tentado.e revisar a revista “Reformador”. procurava esclarecer todos os frequentadores da FEB da necessidade urgente em fazer crescer a doutrina. ricas em comentários. As dificuldades para a impressão Revista Reformador Editora FEB do Reformador eram cada vez maiores. em seu mandato na FEB. De Gabriel Dellane: “O Espiritismo perante a Ciência” e “A Alma é Imortal”. Fez ainda uma reunião de estudos que foram editados como: “Trabalhos do Grupo Ismael”. Foram muitas também Livro “O Evangelho segundo o Espiritismo”. Editora FEB para que fosse facilitada a leitura delas com a finalidade de preparar o terreno e espalhar as sementes do Evangelho de Jesus. ano de seu desencarne. de 1930 a 1943. Foram muitos anos de dedicação como diretor da FEB. também escrevia artigos elucidativos sobre vários assuntos pertinentes à doutrina. Guillon durante toda sua reencarnação. Ciúmes. “O Evangelho segundo o Espiritismo”.B.Livro “Obras Póstumas” Editora FEB 6 . montar uma oficina tipográfica para imprimir essa revista. “O Livro dos Médiuns”. várias delas vindas das línguas francesa. De J. traduzindo as obras estrangeiras. “A Mulher. embora a época fosse outra. chegando a ser nomeado Diretor Geral da Secretaria do Senado. Com sua inteligência e escrúpulos. “Xenoglossia” e “Psicologia e Espiritismo”. não Editora FEB só na parte material. De C. Com um português correto. E deu sequência ao seu trabalho. Suas palestras reuniam cente. inglesa e italiana. E ele próprio se comprometeu em Livro “O Livro dos Espíritos” traduzir as obras de Kardec. Bezerra de Menezes e do vice-presidente. De J. entrando em funcionamento no dia 4 de novembro de 1939. Ele. Com simplicidade. principalmente junto ao poder público que sempre queria deturpar suas ideias. para auxiliar nas dificuldades que os diversos povos estrangeiros tinham para o entendimento das obras espíritas. Guillon soube que. Picone Chiodo: “A Verdade Espiritualista” e “Espiritismo e Criminalidade”. Mas ele não desistia. E aí permaneceu até 1921. Mas Guillon não se deixava abater. EnfrenLivro “A Gênese” tou muitas dificuldades. “A Gênese”. e. calúnias. quando se aposentou. De Ernesto Bozzano: “A CriLivro “O Livro dos Médiuns” Editora FEB se da Morte”. Foram muitas as correspondências trocadas por ele. e também como diretor da Livraria. De Pietro Ubaldi: “A Grande Síntese” e de Luíz Gastin a obra “LivreArbítrio e Determinismo”. Guillon também foi combatido. como também em relação às suas tarefas doutrinárias. Dr.Arthur Findlay: “No Limiar do Etéreo”. mantida pela Casa Máter. Dois anos após. Junto de muitos espíritos reencarnados em sua época. Doutor Guillon Ribeiro exerceu o cargo de presidente da FEB em 1920/1921. De Arthur Conan Doyle: “A Nova Revelação”. “Animismo ou Espiritismo?”. porque os espíritas não estavam preparados para isso. por mais difíceis fossem as questões que lhe apresentavam. “O Céu e o Inferno” e “Obras Póstumas”. Editora FEB as obras por Guillon Ribeiro prefaciadas. De Léon Denis traduziu: “Joana D´Arc. muito rápido foi o seu sucesso no Senado. demonstrando com inteligência o conteúdo das obras. Guillon Ribeiro foi dinâmico. Ele não se alterava. O livro espírita era escasso e desvalorizado. desde a presidência do Dr. enfrentando todos os obstáculos. esclarecia e incentivava todas as leituras edificantes.Roustaing: “Os Quatro Evangelhos ou Revelação da Revelação”. procurou vivê-la corretamente. mas a ideia foi totalmente descartada. a Médium”. além dessas tarefas. Sua dedicação à Doutrina Espírita foi a da divulgação. em 4 volumes. no Senado. traduziu as edições pela FEB dos livros de Allan Kardec: “O Livro dos Espíritos”.

e de um astro o brilho empana. em 1943. que do céu promana. voa A nuvem. • Grandes Espíritas do Brasil – Zêus Wantuil. enviados à família e à FEB. 16ª ed. Foi ele recebido no plano espiritual por sua mãezinha. Livro da Esperança – Emmanuel*. Editora FEB.Tel.br/publique_222/web/ media/pezerat_IFICS2. antes me alegro.Emmanuel*. Já de outros mundos se achará no meio. Eloísa • http://www.Diadema . completava aos amigos. Livro de mensagens de Emmanuel* *Livro psicografado por Francisco Cândido Xavier 7 . pois a alma humana No sofrimento é que se aperfeiçoa. Por isso. logo após o seu desencarne. enaltecendo a figura de Guillon Ribeiro.br/albumfotos/praias-desao-luis_782882122. Muitas cartas. Extingue-o? A nuvem vai: passa.vivercidades. intitulado de “Crisol de Purificação”. Emmanuel – Emmanuel*. cuja vida fué y será ejemplo de sacrificio y amor al Espiritismo”. Pois bem. Era uma poesia de Leôncio Correia.. Cartas e Crônicas – Irmão X*. Quando a morte. das 10 às 17 horas Tratamento Espiritual: 2ª e 4ª. Isso sem falar das calúnias sofridas por ele. Deixou um grande vazio no seio familiar e profunda saudade no meio espírita. Foi publicado no Reformador no mês de dezembro. O Livro dos Médiuns – Allan Kardec O Evangelho segundo o Espiritismo – Allan Kardec. Livro da Esperança – Emmanuel*. telegramas e cartões vieram de todos os estados do Brasil. 1973.com. A jornada física de Guillon Ribeiro foi interrompida no dia 26 de outubro de 1943. sua esposa. Nessa obra. “Crisol de Purificação”. entre essas poesias ela encontrou a que Guillon gostava de ler para os filhos quando pequeninos. a cismar nela. Editora FEB codificados por Allan Kardec. Para ele não existiam problemas aos quais as mensagens do Alto não trouxessem consolo e esperança. às 15 horas Artesanato: Sábado. O Consolador .wikipedia. dona Raimunda Portela. intitulada Vida Eterna: Jamais se apaga a luz. • Imagens: • http://guiadolitoral. tentaram invalidar as traduções dos Livro “O Céu e o Inferno” livros básicos da doutrina.SP .org/wikipedia/commons/3/34/ Escola_militar_rio_de_janeiro_1888. 1969.nas de pessoas. Vida Futura – Roque Jacintho 3ª 4ª 5ª 6ª Rua das Turmalinas. 4ª e 5ª. pela sua comunicação simples. desferidas pelos que. Se. O Livro dos Espíritos – Allan Kardec Sabedoria de Paulo de Tarso – Roque Jacintho & J. às 19h45 3ª e 6ª. convida. às 20 horas 3ª e 6ª. e se irmana De novo ao astro a claridade boa. assim como todos os missionários.. acaso.org. descreveu a moral elevada de Guillon Ribeiro • A Gênese – Allan Kardec. colaborou para que seu desenlace fosse tranquilo e com preces fervorosas.. É benéfica a dor. em tom didático e vibrante. às 15 horas Domingo.Manahen. Guillon Ribeiro. como no material. E dona Raimunda. às 14h45 DIA 2ª LIVROS ESTUDADOS O Evangelho segundo o Espiritismo – Allan Kardec. pronunciadas pelos encarnados que acompanharam os momentos finais da vida terrena de Guillon. é eterna a vida. Os Mensageiros – André Luiz*. com 68 anos de vida produtiva e assistida pelos amigos espirituais. contava dona Raimunda. livre o espírito. sobre esses comentários feitos por Guillon. após a leitura da poesia: — Talvez foi essa poesia que o inspirou a deixar seu último escrito. A morte é uma ilusão.jpg Bibliografia Núcleo de Estudos Espíritas “Amor e Esperança” Reuniões: 2ª. A revista “La Idea”. encontrou entre seus escritos várias poesias. sem custo.jpg dizendo: “Um hombre de estudio y de trabajo.wikimedia. FEB. sofreu perseguições tanto no seu trabalho doutrinário. 1ª ed. Se sofre — o crente as dores abençoa Como uma esmola.: (11) 2758-6345 Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança Domingo O Evangelho segundo o Espiritismo – Allan Kardec. que me assusto. Os Mensageiros – André Luiz* O Evangelho segundo o Espiritismo – Allan Kardec. órgão da Confederación Espiritista Argentina. A Gênese – Allan Kardec. Seara dos Médiuns – Emmanuel*. que poderá acatála como renovadora e freio para com os erros humanos. demonstrando o quanto ela é proveitosa e “amiga” leal do homem. Deixou seu último trabalho. Das Leis Morais – Roque Jacintho Terapia Espiritual.jpg • http://upload.org/wiki/Ficheiro:Federacao_ espirita. dona Olímpia que também. junto a espíritos amigos.uol. enciumados. E dona Raimunda deixou que as lágrimas de saudade corressem pelo seu rosto. Livro da Esperança – Emmanuel*. aos amigos.jpg • http://pt. Ele também apreciava os poetas espíritas que traziam mensagens magníficas através da arte poética. Guillon escreve sobre a dor. às 10 horas Evangelização Infantil: ocorre em conjunto às reuniões Atendimento às Gestantes: 2ª. Porque sei que ao baixar meu corpo ao seio Da Terra.. 56 / 58 Jardim Donini . Dias após o seu desencarne.

pois a ajudaria muito nas despesas da casa.. que a vizinha seria muito feliz se tivesse uma máquina de costura. E veja que eu não estou caluniando não. esse cachorro deu bastante trabalho para o médium. a nossa vizinha morria de dó.. Com todo carinho. Chico ficou pensando. Durante muito tempo. Que tristeza. A irmã. espantado. a respeito da morte do cachorro. está atrapalhando o trabalho espiritual a ser realizado.. meu irmão. De imediato. Obediente ao Evangelho e ao seu guia espiritual. que uma luz desprendeu–se de seu coração. nem sei o que dizer. Chico os abrigava como se fossem da família consanguínea. ela o abraçou com tanta felicidade e tanta ternura. Quando a vizinha viu Chico chegar com o entregador e a máquina de costura. Aproximou–se. o animal pôs-se a lhe fazer festa. chegando do centro espírita. — insistia Emmanuel e recomendou: — Você vai dar à sua vizinha uma grande alegria. ao chegar. Chico comprou a máquina de costura comprometendo-se a pagá–la em longas prestações. ao abrir o portão apareceu. Mas o coração de Chico não guardava esse sentimento. Numa ocasião. viu que o animal estava morrendo.. esse fato estava interferindo em suas atividades mediúnicas.Pegadas de Chico Xavier pegadas de chico xavier O carinho que Chico Xavier tinha para com os animais era surpreendente. pois os animais retribuíam-lhe o afeto. Isso se repetiu por muitos anos. lá foi ele descobrir qual seria a alegria que poderia ocasionar à vizinha. depois das tarefas e do atendimento ao público. Que negocio é esse? — Pois é. O relacionamento entre ele e os bichos de qualquer espécie parecia-nos racional. como sempre ocorria. perguntou: — Como?. participando de tudo o que Chico fazia ou sentia. vendo–o nesse estado. Ao ouvir isso. Quando Chico conseguiu 8 . eu soube que a morte do cachorro aleijado não foi natural. Quando Chico chegou para almoçar ela falou: — Chico. não ela. foi ela mesma que contou. Seu aspecto era de que fora vítima de um atropelamento. não minhas. mas resolveu contar o que sabia.. Eu não consigo esquecer a morte trágica do animalzinho. uma das irmãs de Chico soube algo que deixaria o médium arrasado.. Chico. — Não sei como fazer. essa mágoa que você insiste em conservar em seu coração.. estranhou por não ouvir o latido do cachorrinho. encontrava–o todo sujo. enterrou o animalzinho no quintal de sua casa. o médium limpava o local. respondia Chico. ele.. Gatos ou cachorros apareciam em sua casa e lá faziam moradia. por ver você chegar tarde da noite. Mas à chegada de Chico. a ponto de Emmanuel lhe chamar a atenção. suspirou profundamente e morreu. — Lembre-se do Evangelho. que o envolveu da cabeça aos pés. Chico muito triste. recolheu–o em seu colo. ela resolveu apressar a morte do pobre animal. um cachorro arrastando a pata de trás e todo alquebrado. tratava do animal e depois de vê–lo tranquilo. que o olhou com muita ternura e abanando com dificuldade a cauda. Numa noite. achou que as lágrimas poderiam ser de desprezo pela vizinha. com seu minguado ordenado. que sua irmã teve com ela... costurando para fora. Chico passou a mão sobre a cabeça do cachorrinho. Quando Chico acendeu a luz. O cachorro estava muito debilitado em sua saúde.. não me diga uma coisa dessas. vindo do interior do quintal. só de tristeza pelo ato consumado. Chico alegrou-se. Após alguns meses. Chico comprou. e já com lágrimas correndo pela face. envenenado pela vizinha. é que se recolhia para dormir. ao chegar de seu trabalho da Fazenda Modelo. dizendo: — Chico. E Chico chorou..” As palavras são de Jesus. Porém. dando–lhe veneno num pedaço de carne. quando recomenda: “Fazei bem aos que vos aborrecem. cansado após tanto trabalho e de ter que cuidar daquele cachorro todo esquisito e doente. exclama: — Valha–me Deus. Todas as noites. vendo o cachorrinho pular entre suas pernas. levantando as mãos para o Alto. pois à noite o animal gemia muito e sentia muito frio. Descobriu por meio de conversas. Então.. — É preciso. Chico. como se fosse seu velho conhecido. cobertor e remédios para abrandar as dores. ao entrar em seu quarto.. A Mágoa Chico Chavier e sua cachorra Boneca Chico. Chico assustou–se: — O quê? Dar alegria a ela? Mas fui eu que sofri.

1ª ed. percebeu que seu coração estava livre daquela mágoa terrível. tanto como nós. a fim de encontrarmos o equilíbrio providencial nas provas e expiações do caminho. 1ª ed. de modo a permitirmos a manifestação dos impulsos de compaixão e misericórdia. faz-nos refletir o quanto o Cristo renunciou a favor dos homens. mas o sacrifício na sua exemplificação se verificou em todos os dias da sua passagem pelo planeta. equivocado. colocando-nos no seu lugar. nas palavras e. mas com isso o preceito ainda mais força ganha. primeiramente. Editora CEU. a vida de animais. o que nos cabe é a superação de nosso orgulho. O Evangelho segundo o Espiritismo . faz-se necessária a edificação dos nossos pensamentos. abnegação.blogspot. entre os homens. Jesus. sinceramente.bp. cumpriu aqui na Terra. Assim.bp. aos deuses. que significa sagrado ofício. O Consolador . Os povos antigos costumavam imolar os animais. E a nós. Metaforicamente. chorou agradecido. mas é exatamente Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança O Sacrifício Mais Agradável a Deus esse sacrifício que os torna superiores aos que ferem vocês. se faça presente. 2004.com/_ pz3IXZCU6Sk/Sn421KYbvdI/ AAAAAAAAA1A/DVMTuaUGz8s/ s320/perdao. no capítulo XII: “O sacrifício a que vocês se obrigam para amar aqueles que os ultrajaram e perseguem é penoso. e ver no agressor o mesmo doente espiritual que Jesus vê em nós.Allan Kardec.. até que o perdão. Editora Luz no Lar. o nosso semelhante. Como no trecho evangélico acima citado.” “Mas essa caridade séria. O cristão oferece a sua alma a Deus e essa alma deve estar purificada. uma vez que você vivenciará a caridade pelo sacrifício. Imgem:http://4. é imprescindível ter fé! Quando Emmanuel nos afirma que o Calvário representou o coroamento da obra do Senhor. Tradução de Roque Jacintho. A origem da palavra vem da prática de se oferecer. lutando contra os nossos vícios e desejando ao próximo o mesmo bem que almejamos. E Chico.Adelino da Silveira.” “Jesus espiritualizou o sacrifício. tentando entender os motivos que o levaram a agir de determinada maneira conosco. permitindo que a Centelha Divina. santificando todos os dias em que entre eles conviveu. nos altares. essa somente a fé pode inspirá-la. ocorra. em oferenda. vendo a presença de Emmanuel. Neves Bibliografia: Novo Dicionário Aurélio . antes de pedirmos perdão.com/_nYhWub9uCQY/Sop4f9kIVII/ AAAAAAAAAVg/EMy9CLpqick/s400/chico+e+a+cachorr. a melhoria nas nossas atitudes. Por exemplo: “Sim! há um grande mérito quando os sofrimentos e as privações tenham a finalidade de fazer o bem a seu próximo.Francisco Cândido Xavier. renúncia ao nosso “eu” egoístico. o sagrado ofício. 2004. limpar o nosso coração dos instintos. colocando o corpo em expiação como pagamento das faltas cometidas. renúncia em favor de outrem. você fará o sacrifício que é abençoado por Deus. pois precisamos nos modificar interiormente. Ainda hoje. ainda não consegue aceitar que nos apiedemos daquele que nos fez (ou faz) o mal. a Sua Missão. por consequência.” No capítulo X da obra citada.jpg Tema Livre tema livre Etimologicamente. no significado mais puro da palavra sacrifício. Este o sentido da palavra sacrifício. Erika Bibliografia: Adaptação do livro “Chico de Francisco” .se soltar daquele abraço tão afetuoso. disse Jesus que. compreendemos com mais clareza. ainda bem latentes.” “Se você suportar o frio e a fome para aquecer e alimentar aquele que necessita de agasalho e de alimento. Mas o ensinamento é claro. cabe vivermos cada dia da maneira mais digna e correta que pudermos. 1987. que só pode ser exercida com abnegação. muitas pessoas fazem promessas.” Para nós. por amá-los. pelo espírito Emmanuel. com a prática de Seus Atos. em agradecimento ou como culto. Imagem:http://4. e se o seu corpo disso se ressentir. com sacrifício diário de todo e qualquer interesse egoístico. Por isso. desprendimento. qual seja. muito maior do que o sacrifício material.Aurélio Buarque de Holanda. existente em cada um. pela receita que o havia curado.blogspot. para exemplificar o quão bendita e sagrada é a oportunidade da reencarnação. Editora Nova Fronteira. humanos ou não. Editora FEB.gif 9 . a palavra sacrifício se origina do latim sacrum officium. O nosso senso de justiça. E acrescenta. é um ato de altruísmo. no item “O sacrifício mais agradável a Deus”. como comumente denominamos. Jesus nos ensina que o sacrifício mais agradável ao Senhor é o que o homem faz do próprio ressentimento. perdoássemos.. determinadas passagens de “O Evangelho segundo o Espiritismo”. como alimento. esse esforço ainda é um sacrifício. para enxergarmos o outro como alguém necessitado de auxílio. Para que alcancemos esse estágio. 25ª ed.

Preço: R$ 15.com. sua concordância com o Espiritismo e sua aplicação às diversas situações da vida.109 páginas KARDEC. apesar de todas as dificuldades. do original francês Uma das cinco obras básicas da doutrina espírita.00 Para comprar o seu livro. revelada no seu dia a dia.com.CEP 09910-970 (11) 2758-6345 vendas@luznolar. Preço: R$ 14. Nova edição revisada. Preço: R$ 16.br Preços válidos até junho de 2010 ou até acabarem os estoques. nossas inclinações. 42 . NA INTIMIDADE Nesta obra você tem um encontro marcado com a figura humana de Allan Kardec.Diadema . Uma aventura imperdível na História.luznolar. entre em contato! Caixa Postal.SP .102 páginas para distribuidoras e livrarias Preços especiais CARLOS MAGNO O leitor vai conhecer a trajetória de Carlos Magno na reorganização da Civilização Ocidental. de acordo com os originais do tradutor.Livros sob medida para você! REENCARNAÇÃO Como entender nossa família.00 Série Grandes Vultos .125 páginas T RELANÇAMEN O! O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO Tradução. revelando que a evolução da humanidade se faz sob a orientação da Espiritualidade Superior. em versão de fácil leitura e entendimento. . tendências e hábitos? De onde viemos? Quem somos? Para onde vamos? Somente através da Reencarnação poderemos obter as respostas a estas inquietações íntimas.br www. Você perceberá que Kardec viveu integralmente cada uma das palavras do Espírito da Verdade. Páginas inspiradas pelos Espíritos de Irmão X e Lameira de Andrade. de Roque Jacintho.00 Série Doutrinária . Compre já o seu! Por apenas R$ 12.00 Série Grandes Vultos . Traz a explicação das máximas morais do Cristo.

não tem proprietários. Vale recordar que o Mestre. Espiritismo é vivência na prática da caridade e do amor. Outra prática. pelo também comprar livros espírito. por exemplo. e a outros. não se deve esquecer que ela é alimento espiritual para os pequeninos do Cristo e não apenas momentos de lazer e recreação. de que todos são igualmente importantes diante do Pai. Que não se enganem. cuja postura não é cristã e nem ética. de estudo. onde fazem valer suas próprias regras e agem como verdadeiros senhores feudais. Ela existe para evangelizar espíritos. do trabalho e do aperfeiçoamento. a outros. Irmão José. do outro lado. há ainda muita coisa a ser feita nesta seara.org. Vários querem ser venerados. mas em contrário.espiritismoeluz. que se colocam acima do bem.zip. cuidado! O Espiritismo em essência. dá a seus filhos tempo para se corrigirem. Quanto à evangelização infantil. o culto em torno de alguns irmãos movidos pelo orgulho. Ele é a ‘’voz do céu’’ e. A estes. ciência e filosofia. que se sentem intocáveis.net/ eletrônico. Uma doutrina cristã de amor. Assim. sobretudo. comum entre muitos médiuns. são meros joguetes das trevas. Agradecemos por todas as correspondências e e-mails recebidos. Nas maiores e menores. estão em terrível sofrimento Você poderá obter porque agiram como vós. Cada um dá aquilo que possui. vós que sois trabalhadores. nasceu o nosso Salvador. humildemente. se recusam a estudar as obras da Codificação e a seguir as orientações dadas pelos irmãos do Alto. espera-se que os trabalhadores da nova doutrina não se acomodem. Ele veio ao mundo para nos ajudar e mostrar o caminho para se chegar ao Pai. Ao mesmo tempo: religião. matérias sobre a irmãos. o que se vê na doutrina é o contrário: é o personalismo exclusivista. é a abertura de novas casas. Portanto. não vos esqueçais. Eles foram informações sobre o alertados.Canal Aberto canal aberto Este espaço é reservado para respondermos às dúvidas que nos são enviadas e para publicações dos leitores. Que não se iludam! O Pai. Por isso. Por vezes. images/jesus_natal_2001. mas permaneceram surdos e Espiritismo. grande número de companheiros que militaram na doutrina. assistir fraternalmente os mais necessitados. Contudo. os bons espíritos se afastam deles e estes ficam reféns da espiritualidade inferior. É serviço voluntário em nome de Jesus! Com oportunidades iguais para irmãs e irmãos. Passados mais de 2 mil anos. Muitos médiuns de cura. Infelizmente. na seara bendita de Jesus. Quando retornou a pátria celestial. pois lhes serão pedidas contas de seus atos. de alegria. justo e sábio que é. lhes disse que o maior entre eles era o mais simples de coração.jpg O Que o Cristo Jesus “Não” Espera de Nós? VISITE NOSSO SITE www. deixou para nós o Consolador Prometido. E receberão o que merecem. é simples e seus pilares são: o amor. espíritas e ler o Seareiro Imagem:http://espiritismo_mensagens. o Espiritismo. A eles. Numa manjedoura simples. Reservamo-nos o direito de fazer modificações nos textos a serem publicados. A uns foi dada a tarefa de trabalhar na divulgação da doutrina. de consolo e. o exercício de trazer as boas novas do Alto. Aqui. É sempre bom lembrar que o Espiritismo não é sacerdócio e nem uma religião de privilégios a quem quer que seja. a caridade e o desenvolvimento moral. como tal. eles esquecem que são falíveis. Devemos dar a Deus o que Dele é! Muitos companheiros trabalhadores se sentem na condição de ‘’donos’’ das casas de caridade e criam rituais e práticas exóticas que nada têm a ver com a doutrina. Irmãos que agem assim prestam um desserviço à doutrina. muito cuidado! Sem o concurso dos irmãos do Alto. que se dão através do estudo. encontrar cegos ante os avisos do Pai. deixemos de lado também a inveja e as disputas internas tão comuns nas casas. como dito anteriormente.br Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança 11 . que lavou os pés de seus discípulos. irmãos. Poderá Psicografia de Ricardo Santos. não vos enganeis. com base no amor. O Consolador Prometido não é uma religião para ser mercantilizada e não oferece a ninguém prerrogativas especiais. fé e coragem! O Cristo vos Doutrina e tirar dúvidas espera nessa seara de amor e serviço sobre o Espiritismo ao próximo. por e-mail. Portanto.

Em não havendo tal condição. O que deixaremos para que se lembrem de nós? A vida é maravilhosa! Uma equação que nos desafia constantemente. Nossas avós praticamente não tinham estudo. atendendo muitas necessidades. respeitando-se os devidos limites. sem ela. se necessário. Na verdade. transformando-nos em pessoas seguras. cria um clima de respeito. quando selecionada. no entanto. enfim. O que sai através das nossas palavras. seria melhor ouvir mais do que falar. atuar. Manter o tom mais baixo possível. espalharemos no nosso caminho e nos darão forças para superar tristezas e obstáculos naturais da caminhada. não basta estarmos presentes ou ausentes. também. artes.Família familia A Família é a célula de sustentação da sociedade e. sem gritos ou gestos agressivos. não permite que se passe pelo crivo da razão. Importante é saber quando falar. Buscar a boa leitura. Essa constatação se confirma em primeiro plano na ligação que existe com os familiares entre si e. É um compromisso que assumimos perante aquele a quem nos dirigimos. entendimento e crescimento. porque o Universo não para e nós somos parte dele! A palavra. Saber ouvir é uma virtude. certamente. O compromisso e a responsabilidade dentro da família nos darão o alicerce para a vida. na certeza de que haverá sempre alguém a se preocupar conosco e a nos esperar. algum ditado popular. Como é adorável viver a vida. Docilidade com energia. acrescentando uma pitada de diplomacia. alimentando ilusões ou fantasias. apenas para dar retorno imediato. devemos eliminar palavras obscenas. não é o desejado. Conduzir pelas palavras exige muita responsabilidade. Em nosso vocabulário. apreciar cada componente racional ou irracional na sua simplicidade. temos que SER. O momento mais adequado é aquele em que os ânimos estão mais serenos. às vezes. como seres. permitindo que o Sol nos ilumine todo dia. em contrapartida. nossa manifestação impensada poderá agravar a situação de quem nos ouve. ocorrerá que a expansão e abrangência dessa força serão tão grandes. sentindo-nos amadas. maneiras. será com certeza mais prudente. É comum lembrarmo-nos de alguma frase. preparo. mas. e muito. precisamos de bom senso. mas sabiam utilizar a palavra. histórias que ouvíamos de nossos avós ou de outras pessoas mais idosas. estar presente em cada momento. mesmo naqueles em que estejamos em repouso. sem qualquer imposição. isenta do propósito de ferir ou julgar alguém. nas palavras. não. Essa harmonia nos fará dividir as alegrias que. a ponto de atingir horizontes não delineados. tem uma força muito grande. enriquecendo o vocabulário. Bom seria se tivéssemos boas palavras que levassem ânimo e conforto àqueles que necessitam. Raciocina-se sobre o que está sendo dito e a resposta. realizações. experiência e treinamento. cabe a cada um de nós identificar nossas possibilidades de participação nesse todo. entre as famílias e a sociedade como um todo. a situação. normalmente. disciplina. posteriormente. formas. receitas. O resultado. imediata ou não. para adquirilas. Assim como a natureza não nos abandona nunca. frases. Deve-se primar pela sinceridade e. o melhor é adiar a conversa para outro momento. Firmar-se na decisão da resposta: o sim. sim e o não. nos confortando ou nos animando. a construção toda estaria em ruínas. pois aclara as situações e define soluções. A dúvida não resolve o problema e o adia desnecessariamente. já que nos enviam para um clima de desrespeito a nós mesmos e aos outros. Existir é deixar marcas que são lembranças. Com a firmeza do propósito em darmos apoio e sustentação não subordinados ao nosso personalismo. Despejar o verbo. Diálogo em Família 12 . Poderemos estar dando um impulso para que a pessoa se anime e vá em frente. descobertas. vem piorar.

A vontade de Deus é justa e soberana. onde o faz motivada pela importância dessa vida em sua evolução como espírito imortal. muitas vezes. praticando a caridade da cortesia e da tolerância.br rém. Editora IDEAL. A bondade de Deus nos leva a oportunidades de refazimento. na paz do cotidiano.br professora do primário e sentindo(11) 2758-6345 (com Cristiane) se incentivada. um ensinamento básico e exemplificado de Espírito que passa por toda uma renovação. Nosso tesouro está representado pelas pessoas com quem convivemos. conseguem realizar verdadeiros prodígios de tranquilidade e segurança. francamente inabordáveis por longos e longos meses de azedume ou de discussão. alguns simples minutos de diálogo afetuoso. quando a crise haja surgido. como: • Quantos anos são necessários para preparar uma nova reencarnação? • Somos hoje o resultado de nossas escolhas antes de nascer na Terra? Com ricos detalhes sobre o processo de preparação que antecede nossa vida. A cada um é dado conforme seus próprios desejos. Mantém o hábito de conversar frequentemente com os seres amados. diante da ideia de que o homem não tem fim.Sabe-se que uma criança.cancaonova. achava-se totalmenInforme-se através: CHICO te incapaz. não deixes o diálogo amigo tão-somente para os dias de aflição. “Todavia. dedicou-se de tal forma que seguiu a carreira de esCaixa Postal 42 .espiritismoeluz. Berço da Renovação Marise Ceban pelo espírito Sofia Editora CEAC 352 páginas 2ª edição – 2009 Os associados do “Clube do Livro Espírita Joaquim Alves (Jô)” tiveram a oportunidade de receber no mês de setembro de 2009 a obra “Sibéria. Imagem: http://blog. tendo sua letra elogiada pela www. na medida em que melhorarmos nosso relacionamento.org. vizinhos.Diadema . pelo espírito Emmanuel.” Emmanuel.Diadema . Vamos observar e valorizar mais a nossa palavra? Nereide Receba mensalmente obras selecionadas de conformidade com os ensinamentos espíritas. É preciso provocar o diálogo constante com os filhos. O entendimento de Deus sobre o aspecto filosófico e científico. escolhe narrar sua encarnação na Sibéria. recebendo críticas da mãe acerca de suas atitudes. Destaque para questões sobre temas. diante de desejo de crescer perante o Cristo. para correção dos vícios adquiridos. companheiro (a).SP Telefone (11) 4055-2955 Horário de funcionamento: 8 às 19 horas Segunda-feira a Sábado 13 . Distribuição permanente de edificantes mensagens. jornais e DVDs espíritas. Temos os 419 livros psicografados por Chico Xavier. que traz a ligação racional entre a origem e a eternidade do ser. Exemplo demonstrado através de passagens que descrevem a Lei Divina da Reencarnação e as maravilhosas oportunidades que ela nos permite. A mesma criança. e reconhecerás sem dificuldade que. Podemos nos deter mais na força de nossas palavras e procurar utilizá-las de maneira a fortalecer e encorajar. Clube do Livro Espírita “Joaquim Alves (Jô)” Bibliografa: Vida em Vida – Francisco Cândido Xavier.jpg Clube do Livro clube do livro Sibéria. Berço da Renovação”. Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança Praça Presidente Castelo Branco Centro .CEP 09910-970 . poE-mail: contato@espiritismoeluz. revistas. sempre acrescido. Vale a pena a leitura! Marcelo Banca de Livros Espíritas “Joaquim Alves (Jô)” Livros básicos da Doutrina Espírita. ninguém permanece em lugar errado por acaso. o espírito-autor. Sofia. estabelecendo desastre e sofrimento nos trilhos da experiência doméstica. Traz relatos de experiências como o desencarne e a percepção de que não se encontra mais no plano físico. Somente o amor poderá reverter quadros tão dolorosos. romances de diversos autores.org.com/manhaviva/files/2009/01/familia. Temos que enxergar aquilo de bom que há em cada ser.SP critor. amigos. consolar e confiar. O diálogo é fundamental. possibilitando aprendizado sem os mesmos enganos e sofrimentos.

. passamos por um torpor. o perispírito se desprende da matéria.. esta perturbação pode perdurar horas ou anos. A morte é causada pela desativação das funções vitais do organismo. ainda se julgavam encarnados. vem-lhe pouco a pouco. qual imagem que surge gradualmente de uma névoa. por nunca terem se dedicado ao serviço ativo no Bem e acreditado nada existir após a morte. Com Frederico Figner (Irmão Jacob). Dependendo da condição individual.jpg 14 . conservando sua individualidade e mantendo a aparência corpórea através do perispírito. propiciando o equilíbrio após o desencarne. nossa alma. e a memória profunda se encontra provisoriamente afastada. capítulo 11. retorna à pátria Espiritual. a recapitulação da meninice. segundo os ensinamentos doutrinários. a qual chamamos morte. permanecem em sono profundo durante anos. isto é.nº 77 . a ponto de nem atinarem sobre o próprio desenlace carnal. os sete anos de semi-inconsciência no ambiente fluídico dos pais. Ao passar pela experiência terrena. discorre sobre Espíritos que após o desencarne. com as responsabilidades e compromissos consequentes. o tema do desencarne é também abordado com profundidade em diversos momentos. ainda nas primeiras páginas do mesmo livro.Perdera toda a noção de rumo. em estado de sonolência. adquirindo uma nova identidade. À medida que nos afastamos da influência da matéria e vamos conseguindo nos desapegar. em “Nosso Lar”. logo que me desprendera dos últimos laços físicos. das vidas passadas. esta se faz mais evidente. vemos casos que se adequam à ilustração. assim. temporariamente. o que neste momento vai pesar na balança da nossa consciência é o bem que se plantou. estruturam em nós – a individualidade eterna – uma personalidade nova que incorporamos ao nosso patrimônio de experiências”. completa e inopinadamente. Em “Os Mensageiros”. retendo as mesmas pretensões criminosas.Kardec em Estudo kardec em estudo Recordação da Existência Corpórea O Livro dos Espíritos – 2ª parte – Capítulo VI Questão 305: A lembrança da existência corporal se apresenta ao Espírito. poderemos colher os frutos da paz interior que auxiliarão para um equilíbrio e despertar tranquilos. 1987. No capítulo 21. Editora FEB. temos o exemplo de um desencarne consciente. Por exemplo.. a consciência vai se restabelecendo e as ideias se aclarando. Mas. Revista Seareiro . O conhecimento do Espiritismo em muito pode auxiliar o delicado momento de transição.ano 9 . após a morte? “Não. Nas obras de André Luiz. o retorno da memória. Na transição para a vida espiritual. já no capítulo 22. ora transcrito: “. que se demorou no Umbral por 15 dias. em especial a questão 165 de “O Livro dos Espíritos”.geocities. livro que dá continuidade ao enredo de “Nosso Lar”. Da semente do Bem. à medida que nela fixa ele sua atenção” Ao morrermos fisicamente. há o seguinte esclarecimento: “A passagem pelo claustro materno. Alguns levam pouco tempo para dissipar a confusão mental em que se encontram.. “E a Vida Continua. em pleno sepulcro!”. ficando paralisadas nossas faculdades. Essa separação pode ser rápida e suave ou lenta e penosa. o autor relata a curiosa história da neta de Dona Laura.”.março/08 . Após. de forma imediata. mais fácil será o nosso desprendimento. Quanto mais desapegados do mundo material. o retorno à juventude e os problemas da madureza.. nos dificultando lembrar. o novo nome escolhido pelos familiares. mas muitos permanecem no desequilíbrio. na obra. favorecendo.com/ajudeseuproximo/passagem. neste instante inevitável para todos. o próprio André Luiz relata seu último desencarne. O que vai determinar o tempo é o estado moral da criatura. Presenciou seu desenlace carnal e se viu na companhia de sua filha. Cessada a força atuante. Cabe lembrar que levou uma vida dedicada a servir o próximo. deixarmos o invólucro da carne.Allan Kardec. fala-se sobre Espíritos que desencarnaram e ficaram em sono profundo por muito tempo e após acordarem dementados. 68ª ed. dormiu um sono para refazimento das energias e acordou relembrando os últimos acontecimentos.Última parte” Imagem: http://br. O receio do ignoto e o pavor da treva absorviam-me todas as faculdades de raciocínio.coluna Grandes Pioneiros “Irmão Jacob . No que tange às vidas pregressas. Rosangela Bibliografia: O Livro dos Espíritos .

a esperança e o amor.” Quando alguém nos confidencia algo. pois somos seres essencialmente sociais. diremos que Deus se esqueceu de nós.Menos novelas. “10 . Não temos o direito de tirar a esperança que alimenta o coração de uma criatura. chame a atenção sobre algo que não está certo.files. Há material que vale a pena ver. com isso. Assim. há as mensagens de auto-ajuda. Ninguém gosta do famoso “fofoqueiro”.Elogie três pessoas por dia. Dentre tudo. precisamos alimentar o otimismo e o ânimo. ele está depositando em nós confiança. não custa nada e não tem preço.Jamais prive uma pessoa de uma esperança. Peçamos sabedoria para solucionarmos as situações difíceis que nos são apresentadas e coragem para praticarmos sempre os ensinamentos vividos por Jesus. Jesus nos ensinou que deveríamos fazer aos outros aquilo que gostaríamos que fizessem para nós. é necessário reconhecer o que estamos fazendo.” Se transformarmos as nossas orações em lista de pedidos. peça sabedoria e coragem. erramos. com o aumento da utilização de e-mails e Internet. mais diálogo.Reconheça seus erros.Aceite sempre uma mão estendida. “3 .CNPJ: 03. se não formos atendidos.Saiba perdoar a si e aos outros. no passado. junta-se o útil ao agradável.” Devemos ter equilíbrio. além de esperança. deixemos os lamentos de lado e partamos para refazer o que destruímos. Exaltemos as qualidades das pessoas para que elas se sintam animadas a continuar melhorando. Se gostamos de ser perdoados. O diálogo é uma forte ferramenta para a união e entendimento da família.” Muitos vivem somente da esperança e. “11 . mas. Sorrir. mas será justamente o contrário. nunca estaremos satisfeitos e. É necessário conviver com o Internet Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança . imagens bonitas. pode ser que ela só tenha isso.” Por mais difíceis estejam os nossos dias. ajuda e nos torna mais simpáticos. à luz da Doutrina Espírita: “DICAS PARA VIVER BEM” “1 . .852-0 Sua doação é importante para o custeio da postagem do Seareiro e pode ser feita em nome do Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança ACEITAMOS SUA COLABORAÇÃO 15 . Devemos ter em mente que cada um está em um estágio evolutivo. São piadas. “8 . Saibamos honrála. estaremos estreitando os laços da verdadeira amizade.C/C 46. “5 . exaltando o respeito. por que não perdoarmos aqueles que erram? Novamente o diálogo ajuda muito nestas situações. a título de exemplo. para não errarmos mais. Sem percebermos. “2 . já está errando.Saiba guardar segredo. *** Na próxima mensagem que for repassar através do email. às vezes. Como realizar a reforma íntima sem analisar os nossos atos? “9 . “4 . sem ao menos pensar no que elas nos transmitem. fotos interessantes. assim como gostaria de ser tratado.wordpress. Achamos que seremos humilhados se aceitarmos ajuda. “6 .” O orgulho cria uma barreira entre nós e aqueles que nos querem bem.880. ao aceitarmos ajuda. “7 . Lemos e “deletamos”.” Não podemos viver isolados. comentar uma dessas mensagens recebidas. Todos nós erramos e. aumentou o número de mensagens que são repassadas. Devemos começar a olhar e reparar o que as pessoas levam dentro do coração e não dentro da carteira. Adolpho Imagem:http://escolaprof. somente porque temos um emprego mais remunerado ou por que moramos em lugares mais sofisticados. vão caminhando em sua jornada evolutiva. O Pai já nos proporciona o que Ele tem de melhor para a nossa evolução moral. coloque um comentário seu.Não reze para pedir coisas.Faça novos amigos. pois. tomando todo o cuidado para não humilhar e sim ajudar. ao utilizarmos as diversões que nos são oferecidas. Agindo assim. Utilize passatempos que possam ser realizados em conjunto.” Se.” Quem se julga perfeito.Sorria. achamo-nos superiores aos outros.Trate a todos.” Não devemos tecer elogios falsos. O respeito é algo que deve estar sempre em nossos atos. se precisar.975/0001-40 Banco Itaú S. Ao invés de frustrar os esperançosos. estaremos plantando também o amor. com certeza.A.com/2009/03/computador.Agência 0257 . transformaremos a “fria ferramenta” que é o computador em mais uma ferramenta de propagação dos ensinamentos de Jesus. Iremos aqui. vídeos.” Gentileza e educação cabem em todas as situações.jpg Atualmente. levemo-lhes o esclarecimento do Evangelho de Jesus pois.Atualidade atualidade maior número de pessoas para podermos pôr em prática os ensinamentos cristãos. como também há muito “lixo” que circula nesse meio.

virá a saber e a poder realizar grandes coisas. Mas não se engane pelas poucas palavras. onde quer que estejamos. “Somente aquele que se dispõe a fazer as coisas pequeninas que sabe e pode. as poucas palavras de Emmanuel escondem verdadeiras lições da Espiritualidade Maior. é uma seleção de pensamentos ditados pelo próprio Emmanuel ao nosso querido Chico Xavier. “O Ligeirinho”. é um lembrete da Espiritualidade sobre a importância em vigiarmos constantemente nossos atos e pensamentos e que Deus nos ampara sempre. Emmanuel sintetiza nossos hábitos infelizes quando agimos pela força e não pelo amor ao próximo. Trata-se de um livrinho com 40 pensamentos. sentimos necessidade de algumas palavras de conforto e que nos façam refletir.64 páginas 1ª edição – 1992 Atualmente nossas vidas tomaram tal velocidade que muitas vezes nem temos tempo para acalmar nossos pensamentos. Na correria do dia-a-dia. Comumente. são pensamentos rápidos.” Esta aí uma resposta para nossos questionamentos sobre não podermos fazer grandiosas obras do Bem em favor do nosso próximo. muitas vezes. Nessas poucas palavras. como sabemos. Iago O Ligeirinho 16 . esquecemos que somos responsáveis pela construção diária do amor na Terra. selecionamos dois pensamentos do livro em questão: “A força tiraniza. para ser aberto ao acaso – tanto que nem possui numeração de páginas e seu tamanho é para caber exatamente no bolso da roupa. endereçadas a todos os que buscam perseverar na prática diária do Evangelho. por falta disso ou daquilo. assim como tantos outros títulos de bolso que visam divulgar os ensinamentos edificantes de Jesus. O amor reina”.Livro em Foco livro em foco Francisco Cândido Xavier Espírito Emmanuel Editora GEEM . Emmanuel aqui nos lembra que as pequenas tarefas são igualmente valiosas e consistem em escolas para aqueles que desejam operar nas grandes empreitadas do Bem. pois. livro de bolso lançado em 1992 pela editora GEEM – Grupo Espírita Emmanuel. Como o próprio nome diz. A exemplo do poder de síntese desse elevado Espírito. O título desse livro não poderia ser mais acertado:“O Ligeirinho”.

mas. seus dedos examinavam cartas e jornais. tenho certeza que ela voltará. com a ansiedade de quem reencontra um tesouro perdido. carimbos e anotações. abraçando-o fortemente.” A senhora Maria José leu a carta. Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança 17 . Querido Jesus. depois avançava contra ela querendo bater e. sinto frio e tenho muita tosse..Contos contos Reencontro no Natal Maria José..... era uma mensagem do filhinho de oito anos. Separada do marido há dois anos. passou pela sala. Quando é de noite. como que recuperado. Naquela mesma noite. Então Jesus recebeu a minha carta e trouxe a senhora de volta?!. onde encontraria os amigos. Rapidamente.. mas tia Beatriz me disse que Papai Noel é o Senhor mesmo. pensava: “Hoje. a senhora Maria José voltou ao antigo lar. Muita gente acredita no Papai Noel. Escolheu a profissão e vencia as dificuldades sozinha.. os ideais mais lindos de mulher. Tia Beatriz e dona Cida cuidam de mim. porque havia bebido bastante. Não me espere mais. feliz e exclamando: — Ah! Mamãe!. um papel dobrado. Afinal. Formarei um novo lar. tomarei novo rumo em minha vida. no Natal. querido Jesus.. Eu e o papai ficamos muito tristes por ela ter ido embora.. mas quando bebe diz que não presto. não precisa mandar brinquedos nem doces. desquitou-se. mas não é como minha mamãe. junto. ela saiu e não voltou mais. O Senhor poderia encontrar a mamãe e trazê-la? Se o Senhor falar para ela que estou doente. Era uma folha simples com um endereço escrito com letras desajeitadas: “Para Jesus – No Céu”. Enquanto isso. também é separado e tão sofrido quanto eu”. deixou o único filho que tiveram e. onde o esposo surpreso a cumprimentou. engasgada de tanta emoção. Escolhia e separava todo o material.images. pois tenho novos compromissos.88. Enquanto trabalhava na separação da correspondência. traga a mamãe para mim. Soube que o Senhor é quem distribui presentes para todos. Ela se abaixou e o apanhou. disse: — Sinto muito. a mãe chega ao quarto do filhinho. Quase mecanicamente. que vai me levar para um orfanato ou para o hospital. A funcionária olhou o pequeno documento que agora estava completamente aberto e começou imediatamente a ler o seu conteúdo. Papai é bom para mim. embora estivesse embriagado. Chutava as cadeiras. pedindo uma coisa: Queria que o Senhor me trouxesse minha mamãe. até batia. funcionária dos correios de uma grande cidade. E o filhinho. batia a porta com força e a xingava muito. ergueu-se do leito. somente respondeu: — Ah! Meu filho!. como fazia toda manhã. muitas vezes. Mamãe chorava muito. como no ano passado. quando papai chegava em casa. capítulo “Reencontro no Natal . Afinal. Recompunha o rosto.Irmão X”. O Senhor sabe que ela nos deixou porque sofria demais. Meu filhinho!. Vou colocar esta carta na caixa do correio. Era véspera do Natal. ao vê-la. Estava entusiasmada com a festa marcada para a noite. Ela. sem envelope. Não queria que o Senhor me desse brinquedo. quando foi chamada ao telefone. Que felicidade mamãe!. caiu aos seus pés. mas continuo frequentando a escola. palavra por palavra: “Querido Jesus. separava a correspondência. De repente. Recebida alegremente pelas duas senhoras. Com ele. sem dormir de noite e tomando muitos remédios. certa noite. abraçada comigo. Por favor. Ele conhece toda a minha história. estou livre e posso aceitar compromisso com um outro rapaz. é compreensivo. conferia nomes.JPG Bibliografia: Adaptação do livro Os Dois Maiores Amores – Francisco Cândido Xavier / Autores Diversos.443687. com o peito se desfazendo em lágrimas de alegria e emoção. Silvana e Reinaldo Imagem: http://s3.com/huge. De noite.. Estou doente. como aquele carrinho que vi na loja. Atendendo a ligação.

No império do instinto bruto. estamos segurando dentro de nós. Editora Fonte Viva. O ódio aflora através das guerras e.Cantinho do Verso em Prosa cantinho do verso eM prosa Caridade e Caminho Alma querida. A ambição ruge no excesso. nem se aprimorando em suas carências. Mas. no entanto. Sob o medo que as domina. Reina a Divina Presença. Ouro e sangue. elevar o progresso material a níveis excepcionais. Em toda parte. A discórdia aflige o lar . Inventos. Em Cristo. troféus! . Mas a violência campeia. pratiquemos a caridade. Nunca existiu para os homens Tanta cultura brilhando. é difícil aceitar até que exista tal avanço. Se desejamos trazer o reino de paz e felicidade para dentro de nosso coração. sigamos! A voz do Céu nos confia A base do novo dia No campo renovador. Muitos pensando em ter muito. nos dias atuais?! Pessoas que se abrigam debaixo do mesmo telhado. duas ações humanas que parecem não se ajustarem para caminhar juntas. Auxiliando o próximo. este progresso maravilhoso só se deu no campo material. Maria Dolores (Mensagem recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier. O ódio incendeia povos. Caridade! Caridade! Sem o cansaço ou retrocesso Eis o caminho de acesso Ao Reino do Eterno Amor. não é possível entender os mecanismos dos novos aparelhos ou a utilização das novas tecnologias. a luz se condensa E aponta o Sol no porvir .. Moralmente não evoluímos na mesma intensidade. na noite de 15/04/1980) Progresso e caridade. Entremeiam-se ante os Céus! . pois. observa Na Terra que se aprimora A vida fulge por fora Nas trilhas da evolução. 18 . Wilson Imagem: fonte desconhecida Bibliografia: Uma Vida de Amor e Caridade – Izabel Bueno – Francisco Cândido Xavier – Espíritos Diversos. Seus ensinamentos estão à nossa espera para que possamos fazer deles um guia de conduta. 2002.. ainda reinando em nossos corações o orgulho e o egoísmo.. Nós ainda não encontramos a paz. infelizmente. A ciência evoluiu de uma forma que. E o que dizer dos nossos lares. Sob ruído e disfarce A dor é chaga a ocultar-se Por dentro do coração. obreiros De qualquer tempo e lugar. para elas. estaremos movimentando os recursos do Amor que. Altas conquistas em bando. 3ª ed. Desnorteando o progresso.. em reunião pública do Lar da Caridade (ex-Hospital do Pênfigo). pompa e luto. O homem conseguiu.. Mas sobrestando o tumulto... As criaturas se apartam... por egoísmo. mas Jesus reina com a sua paz inalterável.. palmas. com muito trabalho e usando a inteligência. há o egoísmo da posse de bens materiais que as motivam. mas que não conseguem estabelecer o mínimo de convivência. além do orgulho. para as pessoas de mais idade. por séculos. A ordem é “trabalhar” E o lema é “sempre servir”! . A treva espalha em surdina A guerra ativa no ar.. Quanto a nós outros. Poucos fazendo pouco pelo semelhante. Alma fraterna. não trocando experiências.

esperantista.Nasce em Sevilha. BA. a Cruzada dos Militares Espíritas. 1944 . o Sr.Nasce Yvonne do Amaral Pereira.Fundada a Federação Espírita do Estado de Mato Grosso. o Espírito mais perfeito que Deus concedeu ao mundo para servir de modelo aos homens.Nasce Joanna Angélica em Salvador.Allan Kardec recebe a revelação mediúnica de que Zéfiro era seu espírito protetor. DIA 10 1835 .Fundada no Rio de Janeiro. É uma das encarnações conhecidas de Joanna de Ângelis. sobretudo. Francisco Valdomiro Lorenz. Humberto de Campos.com/2008/12/natal. um dos maiores tribunos espíritas. médium notável.Fundado o Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicofísicas . 1855 . como receitista e curador. pesquisador de fenômenos mediúnicos. DIA 25 Comemora-se o nascimento de Jesus. fundador da revista Reformador e um dos fundadores da FEB. na Espanha. sendo o primeiro diretor de esperanto da FEB.Nasce na República Checa. o criador do Esperanto. destacando-se.IBPP. divulgadora da Doutrina dentro das corporações militares. DIA 13 1963 . 1884 .Fundada a Sociedade Espírita Santo Agostinho. que foi abadessa no convento da Lapa. Espanha. João Gonçalves do Nascimento.Nasce em Portugal. criador da metapsíquica e sábio francês.Fundada a Federação Espírita Pernambucana.RJ. inteligente e generoso. 1847 .A família Fox transfere-se para Hydesville. no Hospital-Colônia para Hansenianos em Pirapitingui. DIA 18 1903 . sendo eleito e empossado. a sede própria da Federação Espírita Brasileira. Maria Máximo. 1957 . com 12.Desencarna no Rio de Janeiro. 1874 .Desencarna em Barcelona.Nasce na Polônia. 1888 . Entre suas realizações. continua a produzir frutos. por Deolindo Amorim.wordpress. ”Perdoa-me” e ”Memórias do Padre Germano”. 1911 . Ditou diversas obras espíritas. Foi um dos unificadores do espiritismo e fundador da UME. DIA 08 1977 . em 1937. em Rio das Flores . Ceará. através do médium Chico Xavier. DIA 05 1934 . confisca todos os bens e destrói a biblioteca. Foi tradutor das obras de Kardec para o espanhol. em Santos .A polícia invade a sede da Federação Espírita Portuguesa.Desencarna em Campinas.Inaugurada no Rio de Janeiro. DIA 11 1761 . alegria e estimulando a fé. como primeiro presidente. Fundou o jornal ”La Luz del Porvenir”. Rio de Janeiro. médium e prestimosa colaboradora do Movimento Espírita. do Centro Espírita “Ismênia de Dezembro Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas Amor e Esperança 19 . em São Paulo. Augusto Elias da Silva. escritor.Fundado o Instituto de Cultura Espírita do Brasil.Desencarna no Rio de Janeiro. em Lisboa.000 volumes. Charles Richet. DIA 15 1859 . DIA 14 1956 . José Maria Fernandez Colavida. deputado estadual. Escreveu ”Reencarnação e Vida”. Foi espírita. que a todos acolhia e confortava. em Recife. presidido por Hernami Guimarães Andrade. Amália Domingo Soler. RJ.jpg DIA 04 1935 . DIA 07 1953 .Desencarna em Paris. destaca-se a fundação. Portador de inúmeras faculdades. desde então. 1904 .SP que. passando a morar na casa que seria palco dos memoráveis fenômenos de efeitos físicos. membro da Academia Brasileira de Letras (1920). Espírito edificante.Nasce em Icó. por Leopoldo Cirne.files. SP. espalhando a esperança. Ângelo Santoni. DIA 21 1916 .Desencarna no Rio de Janeiro. Imagem: http://ruydoulos. Lázaro Luiz Zamenhof. 1906 . Manuel Viana de Carvalho.Calendário calendario Jesus”. DIA 24 1872 . algumas com o pseudônimo: ”Irmão X”. SP. DIA 16 1945 . por Jésus Gonçalves. Clodoaldo Fernandes Viana.

Pode ser aberto pela ECT .Órgão divulgador do Núcleo de Estudos Espíritas “Amor e Esperança” Caixa Postal 42 Diadema .SP 09910-970 Destinatário FECHAMENTO AUTORIZADO .