You are on page 1of 24

CAVALCANTI, Margareth Rose Ramos de Macedo. AE: aprender a empreender . [S.l]: Sebrae.

Disponível em: <http://www.ead.sebrae.com.br/quero-empreender/ae-aprender-a-


empreender/>. Acesso em: 31 abr. 2014, 14:30:50 CAVALCANTI, Margareth Rose Ramos de
Macedo. IPGN: Iniciando um Pequeno e Grande Negócio. [S.l]: Sebrae. Disponível em:
<http://www.ead.sebrae.com.br/quero-empreender/ipgn-iniciando-um-pequeno-e-grande-
negocio/> Acesso em: 31 abr. 2014, 14:40:20 SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E
PEQUENAS EMPRESAS. As pequenas empresas do simples nacional. Brasília, 2011. Disponível
em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/10908ced6d
bb00ca24b1602ce01d29c6/$File/NT000470DE.pdf>. Acesso em: 31 abr. 2014, 16:22:01 ROSA,
Cláudio Afrânio. Como elaborar um plano de negócio. [S.l]. disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/e6d2c9b92e
e32c5a0bb40db876f6fbe4/$File/COMO%20ELABORAR%20UM%20PLANO_baixa.pdf> Acesso
em: 31 abr. 2014, 14:31:56 BRASIL. Lei n. 9.841, de 5 de outubro de 1999. Brasília, DF, 05 de
dez. 1999. Disponível em :
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/518E9BAA22
3CFD3003256D520059A12C/$File/NT00001B9A.pdf> Acesso em: 31 abr. 2014, 14:48:52
BARRETO, Adalberto. Guia do empreendedor. João Pessoa: Sebrae, 2005. Disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/C258A794EF
8D941F032570AC0061C83E/$File/NT00031C7A.pdf> Acesso em: 31 abr. 2014, 17:36:52
SOARES, Thiago Cunha. Intraempreendedorismo e o novo modelo econômico: novos tempos,
novos desafios. [S.l.]. Dísponivel em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/DA94F7A76B
3FAAD9832576F20046FD42/$File/NT00043D12.pdf> Acesso em: 31 abr. 2014, 14:41:01
MATOS, Antonio Carlos de. et al. Manual do jovem em empreendedor. [S.l.]. Disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/cb975d2c3a6
57cca8dc762e0cf6ac2c5/$File/NT000350A2.pdf> Acesso em: 31 abr. 2014, 14:47:14 POMBO,
Adriane Alvarenga da Rocha. O que é ser empreendedor. [S.l.]. Disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/A2EEEAD640
7D759003256D520059B1F8/$File/NT00001D9A.pdf> Acesso em: 31 abr. 2014, 14:51:26
PERFIL do microempreendedor individual 2012. Brasília: Sebrae, jul. 2012. (Série estudos e
pesquisas). Disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/a7151751f28
145b2dfddcb2cb8833d4f/$File/4304.pdf> Acesso em: 31abr. 2014, 18:12:02 POLÍTICAS
públicas municipais de apoio às micro e pequenas empresas. São Paulo: SEBRAE, 2005.
Disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/37A304763E
3A522B832575A800596AEE/$File/NT00040D5A.pdf> Acesso em: 01 abr. 2014, 14:04:49
EMPREENDEDORISMO no Brasil: relatório executivo. [S.l]. 2012. Disponível em:
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/9696c98c23d
137fd0d8af1300d9742b0/$File/4226.pdf> Acesso em: 01 abr. 2014, 14:13:36 TAXA de
sobrevivência das empresas no Brasil. Brasília: SEBRAE, 2011. (Coleção estudos e pesquisas)
Disponível em
<http://bis.sebrae.com.br/GestorRepositorio/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/4018b03a57
3db1e992393a1c09474018/$File/NT00046582.pdf> Acesso em: 01 abr. 2014, 14:20:28
REGULAMENTO

DESAFIO UNIVERSITÁRIO EMPREENDEDOR

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE, em consonância com


sua missão, sua visão e seus valores, objetiva institucionalmente promover atividades de
fomento à cultura empreendedora por meio de orientação, capacitação e apoio a novas ideias
e iniciativas. Nesse cenário o SEBRAE lança este Desafio, mediante a oferta de novos produtos
e soluções, a fim de mobilizar estudantes e professores universitários em prol da difusão do
empreendedorismo e da consolidação de novos negócios no país.

Este Regulamento constitui o documento oficial do "Desafio Universitário Empreendedor" -


Competição Nacional - para todos os fins e efeitos de direito. Caso verificadas divergências
entre informações constantes nos sítios, nos manuais, nos regulamentos específicos ou no
plano promocional, prevalecerá o estipulado neste Regulamento.

OBJETIVOS

Art. 1º O “Desafio Universitário Empreendedor” é uma competição nacional, de caráter


educacional, realizada pelo SEBRAE, com os objetivos de:

I estimular atitudes empreendedoras entre estudantes universitários de graduação e


professores universitários, com vistas a desenvolver competências para gerenciar pequenos
negócios e aprimorar habilidades corporativas a partir de jogos empresariais e outras soluções
educacionais;

II disponibilizar ferramentas pedagógicas complementares para o ensino do


empreendedorismo e gestão de negócios.

II
REQUISITOS PARA PARTICIPAÇÃO

Art. 2º Poderão participar desse Desafio:

I Estudantes universitários regularmente matriculados em qualquer curso de graduação,


bacharelado, licenciatura, tecnólogo e sequenciais autorizados pelo Ministério da Educação –
MEC, de qualquer Instituição de Ensino Superior – IES brasileira, credenciada e/ou autorizada
pelo – MEC, cuja matricula esteja ativa durante o ano da competição;

II Professores universitários vinculados a qualquer IES brasileira credenciada e/ou autorizada


pelo MEC, por inscrição própria ou indicação dos universitários regularmente inscritos nesse
Desafio;

§ 1º O professor poderá participar dos jogos e das atividades educacionais, que servirá para o
aperfeiçoamento profissional, mas sua pontuação não será computada para fins da
competição.

§ 2º Em razão de sua indicação pelos estudantes inscritos na competição, professor receberá


pontuação e eventualmente premiação.

§ 3º A IES não se inscreve na competição, no entanto ganha pontos e pode receber premiação
a partir da inscrição dos seus universitários nesse Desafio.

§ 4º O empregado, estagiário ou prestador de serviço do Sistema SEBRAE não poderão


participar da competição.

III

INSCRIÇÕES

Art. 3º A inscrição no “Desafio Universitário Empreendedor” é gratuita e poderá ser realizada


em qualquer período do ano. Será efetuada exclusivamente pela Internet, no sítio oficial da
competição, no endereço www.desafio.sebrae.com.br, por meio do preenchimento do
formulário de cadastro específico, e marcação do “Aceito” na tela de inscrição, em que o
participante declara conhecer e aceitar integralmente todas as cláusulas e condições
estabelecidas neste Regulamento.

§ 1º O login será o correio eletrônico do participante. A senha será aquela cadastrada no


momento da inscrição.
§ 2º Caso a IES não se encontre na lista apresentada na Plataforma, sua inclusão poderá ser
solicitada utilizando o ícone “Contato”, na página principal do Desafio.

Art. 4º A unidade federativa UF e a IES serão definidas pela localidade do campus da IES em
que o universitário estiver com a matrícula ativa e o professor vinculado.

§ 1º Nos casos de cursos à distância será considerada a unidade da Federação (UF) de


residência do participante.

§ 2º Ao se inscrever o professor poderá indicar todas as IES com as quais mantiver vínculo
profissional.

Art. 5º O universitário menor de dezoito anos que se classificar para as etapas presenciais
deverá apresentar prévia autorização dos responsáveis para realizar a viagem e a hospedagem.
Art. 6º O participante poderá inativar seu usuário e retornar à competição a qualquer
momento, desde que atenda os critérios previstos neste Regulamento e o faça a partir da
inativação/ativação de sua inscrição na plataforma;

IV

COMPETIÇÃO

Art. 7º A competição “Desafio Universitário Empreendedor” é composta de três etapas:

I Etapa 1 - Classificatória Estadual com Ranque Virtual;

II Etapa 2 – Semifinal Estadual Presencial;

III Etapa 3 – Final Nacional Presencial;

Art. 8º A classificação ficará disponível na Plataforma do “Desafio Universitário


Empreendedor” e será informada por correio eletrônico ou por telefone, a partir dos dados
informados no cadastro de inscrição, e o SEBRAE se obriga a utilizar ao menos um desses
meios para localizar o participante. O participante poderá visualizar:

I sua classificação nos ranques da Etapa 1 da competição (Ciclo e Acumulado) em relação aos
outros participantes de sua UF;

II a classificação da IES indicada no seu cadastro de inscrição.


Art. 9º O participante deverá manter os seus dados de inscrição atualizados via Plataforma
durante todo o período da competição, sob pena de não-pontuação, não-premiação.

Art. 10º O universitário deverá anexar os certificados a cada atividade educacional concluída.

Art. 11º A qualquer momento, a Coordenação Nacional do “Desafio Universitário


Empreendedor” poderá solicitar a comprovação das informações e da autenticidade dos
documentos inseridos no sítio do “Desafio Universitário Empreendedor”.

§ 1º O participante quando notificado pelo Sebrae terá o prazo de 5 (cinco) dias para
apresentar os documentos necessários à comprovação das informações e da autenticidade de
qualquer documento via plataforma do Desafio.

§ 2º As informações disponibilizadas pelo participante no cadastro de inscrição e os


documentos anexados na Plataforma serão auditados pelo SEBRAE durante todo o período da
competição podendo, confirmada eventual irregularidade, recusar os documentos
apresentados e as informações fornecidas, o que afetará a pontuação/classificação no ranque.

§ 3º Caso seja comprovada irregularidade nos documentos solicitados ou tentativa de burlar as


regras de pontuação, a Coordenação Nacional do Desafio aplicará penalidades que vão desde
advertência, perda dos pontos e até exclusão do participante da competição.

Art. 12º O SEBRAE poderá remover, inserir ou ajustar qualquer pontuação que tenha sido
computada por eventual falha no sistema.

Art. 13º Os universitários classificados das Etapas 1 e 2 terão até 5 (cinco) dias úteis para
apresentar a documentação comprobatória dos dados informados no seu cadastro via
Plataforma, ou diretamente no Sebrae/UF, caso lhes seja solicitado.

Art. 14º Caso aja alteração no nome do participante, da Unidade da Federação (UF) ou da IES,
este deverá encaminhar a documentação comprobatória para análise e validação, via
Plataforma, utilizando ícone “suporte ao usuário” na página principal do Desafio.

§ 1º O participante deverá notificar o suporte no prazo de até 3 meses antes do término do


Ano Ciclo, para que a mudança seja validada dentro do ciclo. As alterações informadas após
esse período somente serão contabilizadas para o Ano Ciclo seguinte.
Art. 15º A inserção de três ou mais certificados inválidos na plataforma, será penalizada com a
perda de ponto equivalente a pontuação que seria computada caso os certificados estivessem
validos.

AS ETAPAS PRESENCIAIS

Art. 16º As etapas presenciais poderão ocorrer em dias úteis, feriados ou finais de semana.

Art. 17º Os universitários classificados para as etapas presenciais deverão participar de todas
as atividades programadas.

Art. 18º Se por qualquer motivo não puder participar das etapas presenciais deverá comunicar
imediatamente sua ausência à Coordenação Estadual e Nacional, conforme o caso.

§ 1º Se o bilhete de passagem já tiver sido emitido o universitário ficará obrigado a ressarcir


imediatamente o valor ao Sebrae.

§ 2º O não-comparecimento, por motivos pessoais ou decisão da Coordenação Nacional,


ausência ou atraso a qualquer atividade destas etapas implicará automaticamente a
desclassificação do universitário, que deverá retornar imediatamente a sua cidade de origem.

§ 3º Caso o universitário vier a perder ou desistir do voo por qualquer motivo, o Sebrae não
fornecerá outro bilhete de passagem, não arcará com quaisquer custos decorrentes de
alteração do voo, nem com a emissão de novo bilhete.

Art. 19º O universitário poderá solicitar ao SEBRAE documento comprobatório do seu


comparecimento à competição presencial.

Art. 20º O Sebrae fornecerá deslocamento aéreo e/ou transporte local, alimentação para o
universitário, professor ou representante da IES participante das etapas presenciais, cuja as
regras estarão definidas no regulamento especifica de cada etapa.

§ 1º O SEBRAE não arcará com despesas outras, como por exemplo: de frigobar, bebidas
alcoólicas, telefone, internet, lavanderia, táxi, ou qualquer despesa pessoal.
Art. 21º A viagem deverá ser comprovada por meio da apresentação do bilhete de passagem
no início das etapas presenciais e 5 dias após o termino de cada etapa. Desistência e
desclassificação

Art. 22º Será considerado desistente pelo SEBRAE e automaticamente desclassificado da


competição o participante que:

a) Não for localizado pelo SEBRAE em até 5 dias após tentativa de contato.

b) Não encaminhar documentação comprobatória após a solicitação do SEBRAE , no prazo


previsto no Art. 11, § 1º.

c) Não puder, por qualquer motivo, participar das etapas presenciais;

d) Não atender aos critérios deste Regulamento, quanto à verificação da documentação.

ETAPA 1 - CLASSIFICATÓRIA ESTADUAL COM RANQUE VIRTUAL

Ano Ciclo Vigente

Janeiro a dezembro do Ano Corrente

Art. 23º Os universitários inscritos na competição deverão participar da Etapa 1 no Ano Ciclo
Vigente, para obter pontuação e eventual classificação para as etapas seguintes.

Art. 24º Essa Etapa fica aberta durante todos os Anos Ciclos da competição, mas a cada ano se
inicia um novo Ano Ciclo, compreendendo o período de 1º de janeiro até 31 de dezembro do
ano corrente.

§ 1º Excepcionalmente neste Ano Ciclo de 2016 será considerada a pontuação obtida a partir
do dia 01/10/2015 até 31/12/2016.

Art. 25º A Etapa 1 poderá ser jogada simultaneamente por inscritos em qualquer Ano Ciclo e
está dividida em dois ranques:

I Ranque Ciclo: é o somatório da pontuação obtida no Ano Ciclo vigente.


II Ranque Acumulado: é a pontuação acumulada em Anos ciclos anteriores, somada à
pontuação do obtida no Ano Ciclo vigente sempre que o participante jogar novamente a Etapa
1.

Art. 26º Nesta Etapa serão ofertados aos universitários os jogos e atividades educacionais à
distância e presencial conforme dispostos no capítulo V sobre JOGOS E ATIVIDADES
EDUCACIONAIS.

ETAPA 2 – SEMIFINAL ESTADUAL PRESENCIAL

Primeiro trimestre do ano subsequente ao Ano Ciclo

Art. 27º A Etapa 2 será presencial, com duração de até 5 dias e será realizada no primeiro
trimestre do ano subsequente ao Ano Ciclo vigente, em local a ser definido pela coordenação
estadual do Desafio.

Art. 28º Os universitários classificados para essa Etapa serão divididos em grupos que
participarão de metodologias vivenciais que definirão os campeões estaduais, e poderão
continuar jogando a Etapa 1, conforme disposto no Art. 23.

§ 1º Serão classificados os universitários mais bem colocados na Etapa 1, sendo 30 do Ranque


Ciclo e 10 do Ranque Acumulado, estes desde que tenham obtido no mínimo 50.000 pontos no
Ranque Ciclo.

Art. 29º Havendo desistência do universitário, o próximo universitário mais bem classificado
será convocado, respeitada a pontuação na data da publicação da lista dos classificados na
Etapa

ETAPA 3 – FINAL NACIONAL PRESENCIAL

Primeiro semestre do ano subsequente ao Ano Ciclo

Art. 30º A Etapa 3 terá duração de até 7 (sete) dias para universitários e até 2 (dois) dias para
professores e será realizada no primeiro semestre do ano subsequente ao Ano Ciclo, em
cidade a ser definida pela Coordenação Nacional do Desafio. Art. 31º Os universitários
classificados para essa Etapa participarão de uma metodologia vivencial a ser ministrada pelo
SEBRAE que definirá a Equipe Campeã Nacional do “Desafio Universitário Empreendedor, e
poderão continuar jogando a Etapa 1, conforme disposto no Art.

§ 1º Serão classificados para essa Etapa os 4 (quatro) universitários de cada UF mais bem
colocados na Etapa 2, totalizando 108 (cento e oito) participantes.

§ 2º Havendo desistência do classificado, o próximo universitário mais bem classificado será


convocado, respeitada a pontuação na data da publicação da lista dos classificados na Etapa 2.

Art. 32º O universitário classificado da Etapa 3 que não comparecer no horário determinado
para competição será automaticamente desclassificado e sua equipe ficará desfalcada, mas
permanecerá na competição desde que tenha comparecido pelo menos um participante.

Art. 33º Os universitários que participarem da Etapa 3 não poderão concorrer nas etapas
presenciais nos anos posteriores.

UNIVERSITÁRIOS

JOGOS E ATIVIDADES EDUCACIONAIS

PONTUAÇÃO E CARGA HORÁRIA

Jogos on-line

Art. 34º Os jogos on-line oferecidos aos participantes possuem caráter educacional em temas
como gestão empresarial, empreendedorismo, inovação e tecnologia. Os jogos geram
pontuação para os ranques Ciclo e Acumulado.

§ 1º Cada jogo pontuará o máximo de 100.000 pontos.

§ 2º Somente receberá pontuação no Ano Ciclo vigente o universitário que neste ciclo superar
o record obtido no Ranque Acumulado.
§ 3º Será computada para o Ranque Acumulado a maior pontuação do universitário obtida
considerando todos os Ciclos jogados (pontuação record).

§ 4º Ao alcançar a pontuação máxima em um jogo, o universitário não volta a pontuar, mas o


jogo continua disponível caso este queira continuar jogando.

Art. 35º Os jogos podem ter novas versões disponibilizadas, que ampliam os desafios. Nesse
caso, todos os universitários serão informados e poderão jogar e pontuar novamente. Quiz

Art. 36º O Quiz de Empreendedorismo é um jogo online. Oferece duas formas para gerar
pontos: respondendo às perguntas e criando novas perguntas.

§ 1º O participante pode totalizar 100 mil pontos com a participação no Quiz.

§ 2º Somente receberá pontuação no Ano Ciclo vigente o universitário que neste ciclo superar
o record obtido no Ranque Acumulado.

§ 3º Será computada para o Ranque Acumulado a maior pontuação do universitário obtida


considerando todos os Ciclos jogados (pontuação record).

§ 4º Ao alcançar a pontuação máxima em um jogo, o universitário não volta a pontuar, mas o


jogo continua disponível caso este queira continuar jogando.

§ 5º A pontuação no Quiz é contabilizada da seguinte forma:

I 50 mil pontos respondendo às perguntas. A pontuação não é cumulativa e será considerado


apenas o recorde obtido pelo participante.

II Os outros 50 mil pontos podem ser obtidos mediante proposição de novas perguntas que
são avaliadas por especialistas do SEBRAE.

a) As perguntas devem ser elaboradas com base na bibliografia definida na atividade e


submetidas para avaliação.

b) Cada pergunta aprovada pelo SEBRAE dá ao autor 5.000 pontos, até o limite de 10
perguntas.

III Os participantes podem curtir as perguntas de outros participantes, porém, esta ação não
pontua para a competição. Simulador Gerencial.

Art. 37º O Simulador Gerencial é um dos jogos online mais robusto, que simula um ambiente
empresarial onde os universitários, tomam decisões e desenvolvem a capacidade gerencial e
as habilidades empreendedoras.
§ 1º O simulador poderá ser jogado individualmente ou em grupos de até 5 participantes,
onde cada membro recebe a pontuação igualmente.

§ 2º O simulador opera em partidas, nas quais o participante) deve analisar o cenário e tomar
decisões visando obter os melhores resultados no jogo. Cada momento de decisão compõe
uma rodada.

§ 3º Cada partida tem a duração de quinze dias e é composta por oito (8) rodadas.

§ 4º Os participantes são responsáveis por enviar as decisões em tempo hábil. Caso isso não
aconteça, o próprio simulador enviará as decisões aleatoriamente.

§ 5º Cada jogador só pode participar de uma partida por vez, até o limite de dez partidas por
ano.

§ 6º O jogo gera no máximo 100.000 pontos por partida, que alimentam o ranque.

§ 7º Em cada partida, ao final das oito rodadas, os jogadores são ranqueados e a pontuação é
distribuída de acordo com a sua colocação, no quadro abaixo:

Colocação Pontos por Partida

1º 2º e 3º 4º e 5º

100.000 50.000 10.000

A CAPACITAÇÃO PRESENCIAL DO SEBRAE

Art. 38º A Capacitação Presencial do SEBRAE – Os universitários poderão pontuar por


participar presencialmente das seguintes atividades oferecidas mediante portfólio de soluções
do SEBRAE:

a) Cursos;

b) Palestras presenciais;

c) Oficinas;

d) Seminários, e outros;

§ 1º Cada SEBRAE/UF tem uma política de aplicação de preços nas capacitações presenciais
ofertadas. Alguns cursos podem ser feitos mediante taxas de participação ou ser gratuitos, a
critério da instituição estadual.

A CAPACITAÇÃO A DISTANCIA DO SEBRAE


Art. 39º Capacitação a Distância do SEBRAE – o participante terá acesso a um portfólio de
soluções, acessando o sítio www.ead.sebrae.com.br.

§ 1º Somente serão aceitos certificados de curso realizados pelo sitio do


www.ead.sebrae.com.br ou em sites parceiros indicados na plataforma do Desafio
Universitário Empreendedor.

§ 2º Somente serão aceitas pelo SEBRAE até duas capacitações à distância realizadas no
mesmo mês.

Art. 40º O universitário receberá pontuação das capacitações presencial e distancia de acordo
com a carga horária inserida por certificado, conforme quadro abaixo:

Quantidade de Horas Pontuação por Capacitação

Inferior a 13 horas 20.000

Igual ou superior a 13 horas (até 30 horas) 50.000

Igual ou superior a 30 horas 100.000

§ 1º O participante deverá indicar o tipo de capacitação realizada e inserir a certificação na


plataforma do “Desafio Universitário Empreendedor”, para que sua pontuação seja
contabilizada. Ele é responsável pela veracidade das informações inseridas na plataforma.

§ 2º O universitário que tiver uma atividade recusada pelo SEBRAE, deverá enviar ao suporte o
certificado, declaração ou documento similar e oficial do SEBRAE que contenha as seguintes
informações:

a) Nome do evento (cursos presenciais, oficinas, seminários e palestras);

b) Nome do participante;

c) Carga horária;

d) Data de realização ou conclusão.

§ 3º As capacitações realizadas só serão aceitas uma única vez e devem ser concluídos até a
data de inserção do certificado no sítio do “Desafio Universitário Empreendedor”.

PAPO DE NEGÓCIO
Art. 41º O “Papo de Negócio” - é uma mesa redonda virtual que possibilita ao participante
assistir a palestra e esclarecer dúvidas em tempo real com especialistas convidados pelo
Sebrae.

§ 1º O universitário recebe 20.000 pontos nos ranques Ciclo e Acumulado por participar do
“Papo de Negócios”.

§ 2º O evento é gratuito e tem data especifica para começar e finalizar, que será informada na
plataforma e na mídia especifica.

§ 3º Somente os “Papo de Negócio” disponibilizados na plataforma do “Desafio Universitário


Empreendedor” serão considerados para pontuação.

§ 4º O universitário que escolher participar do “Papo de Negócio” deve acessar a plataforma


do “Desafio Universitário Empreendedor” e realizar sua inscrição durante o período de
realização do evento, no item “Papo de Negócio”, disponível na plataforma.

§ 5º Os arquivos do evento ficam disponíveis, podendo ser acessados posteriormente a


realização de cada evento, mas não é contabilizado sua pontuação.

AS DISCIPLINAS DE EMPREENDEDORISMO

Art. 42º Disciplinas de Empreendedorismo” - São consideradas somente as disciplinas das IES,
cuja a ementa ou o nome tenha expressamente os seguintes termos:

a) Canvas;

b) Características do comportamento empreendedor;

c) Empreendedorismo;

d) Empreendedorismo corporativo;

e) Empreendedorismo de negócios;

f) Empreendedorismo social;

g) Ideias de Negócios;

h) Iniciação à atividade empresarial;

i) Inovação;

j) Modelagem de negócios;

k) Plano de negócio;
§ 1º O universitário recebe 100.000 por disciplina cursada, independente da carga horária.

§ 2º Para registrar a disciplina cursada na IES é necessário que o universitário insira a


Declaração de Conclusão ou o Certificado e a sua ementa na plataforma do Desafio.

§ 3º A declaração ou o certificado deve conter os seguintes dados:

a) Identificação do aluno;

b) Identificação da disciplina e da IES;

c) Identificação do curso de graduação;

d) Data de conclusão da disciplina;

e) A Ementa - Caso não conste na declaração a ementa da disciplina, ela pode ser inserida no
campo da comprovação de conclusão na plataforma.

§ 4º Somente será permitida a inclusão de uma Disciplinas de Empreendedorismo por


semestre, considerado o semestre de 01/01 a 30/06 e de 01/07 a 31/12.

§ 5º Os universitários que participam da “Disciplina de Empreendedorismo” podem pontuar se


a atividade for realizada até um ano antes do ano vigente da competição.

§ 6º Cada disciplina de empreendedorismo com o mesmo título e ementa será pontuada uma
única vez;

§ 7º A disciplina precisa estar concluída com aprovação até a data de inserção na plataforma.

§ 8º Os universitários devem solicitar à própria IES a emissão dos certificados de conclusão das
disciplinas.

AS PREMIAÇÕES EDUCATIVAS

Art. 43º As premiações educativas oferecidas pelo SEBRAE são divulgadas por meio da
plataforma do “Desafio Universitário Empreendedor”.

§ 1º A pontuação máxima, somando os pontos obtidos em cada um dos prêmios, será de até
50.000 pontos.

§ 2º Os prêmios são regidos por regulamentos específicos que definem os critérios de


participação.

A VIDEOTECA
Art. 44º A Videoteca – Possui uma coleção de vídeos educativos que fica à disposição de cada
participante para complementar sua capacitação.

§ 1º As pontuações obtidas na videoteca são contabilizadas nos ranques da seguinte forma:

Pontuação por vídeo assistido Pontuação máxima (até 50 vídeos assistidos)

100.000 pts 50.000 pts§ 2º A visualização de cada vídeo só é pontuada uma vez na
plataforma.

INDIQUE SEU AMIGO

Art. 45º O “Indique seu amigo” – O participante pode indicar um amigo o convidando para
participar da competição.

§ 1º O participante responsável pela indicação recebe 500 pontos.

§ 2º Somente serão contabilizados até 100 amigos indicados por ano.

§ 3º A pontuação do universitário que realizou a indicação só será incluída após a validação do


cadastro do participante indicado.

NOVAS MODALIDADES

Art. 46º Novas Modalidades – O SEBRAE poderá incluir, excluir ou substituir as atividades por
novas no ambiente da plataforma, sem alterar a pontuação durante a vigência deste
Regulamento e divulgá-las para o público-alvo, por meio de aditivos e similares.

CERTIFICAÇÃO

Art. 47º Os certificados de participação da Etapa 1 são disponibilizados pelo SEBRAE na


plataforma após o termino de cada Ciclo.

§ 1º A carga horária do certificado de participação da Etapa 1 vai considerar a realização das


atividades oferecidas no site do Desafio e definidas considerando os seguintes critérios:
Quantidade de Pontos Quantidade de Horas de Capacitação

400.000 pts 20 horas

850.000 pts 40 horas

1.300.000 pts 60 horas

§ 2º A carga horária mínima para emissão do certificado é de 20 horas.

Art. 48º Os alunos que participarem da Etapa 2 têm direito a certificados de participação de
até 24 horas.

Art. 49º Os alunos que participarem da Etapa 3 têm direito a certificados de participação de
até 40 horas.

Art. 50º O SEBRAE entrega em mãos os certificados de participação dessas duas etapas do
“Desafio Universitário Empreendedor”.

CRITÉRIOS DE DESEMPATE

Art. 51º Em caso de empate entre os universitários serão adotados os seguintes critérios de
desempate:

a) Maior pontuação no Ranque Ciclo;

b) Maior pontuação no Ranque Acumulado;

c) Tempo de permanência no “Desafio Universitário Empreendedor”.

d) Maior idade.

VI

PROFESSORES

PARTICIPAÇÃO
Art. 52º Os professores que participarem da competição poderão ser classificados nas quatro
categorias a seguir e poderão continuar jogando a Etapa 1, conforme disposto no Art. 15:

I Professores mais bem colocados nos ranques (ciclo e acumulado) por UF;

II Professor mais indicado do Brasil;

III Professores indicados dos campeões estaduais;

IV Professores indicados dos campeões nacionais.

Art. 53º O professor poderá acessar a plataforma pelo sítio do “Desafio Universitário
Empreendedor” interagir com os participantes e acompanhar a evolução da pontuação dos
alunos que o indicaram.

§ 1º Quando indicado, o professor deverá confirmar sua inscrição na Plataforma do Desafio


realizando o cadastro.

§ 2º O professor poderá acompanhar o seu próprio desempenho e a posição dos alunos que o
indicaram nos ranques.

PONTUAÇÃO

Art. 54º O professor ganhará pontos na competição por meio da indicação dos universitários
quando for escolhido como “professor indicado”.

§ 1º Cada indicação do universitário pontuará uma única vez para o professor, e para obter
mais pontos no Ano Ciclo seguinte novos alunos deverão indicá-lo.

§ 2º A indicação do professor poderá ser alterada pelo universitário a qualquer tempo. A


pontuação referente ao universitário será transferida para o novo professor indicado no
Ranque

CICLO

Critérios De Desempate

Art. 55º Serão adotados os seguintes critérios de desempate:

a) Maior número de alunos indicados no Ranque Ciclo;

b) Maior número de alunos indicados no Ranque Acumulado;

c) Tempo de permanência no “Desafio Universitário Empreendedor”.


d) Maior idade.

VII

IES

Art. 56º As IES cujos universitários participarem da competição poderão ser classificadas em
quatro categorias:

a) IES mais bem colocadas nos ranques (ciclo e acumulado) por estado; b) IES mais bem
colocadas nos ranques (Ciclo e acumulado) do Brasil; c) IES em que os campeões estaduais
estudem; d) IES em que os campeões nacionais estudem;

PONTUAÇÃO

§ 1º A IES ganhará pontos na competição por meio da inscrição do universitário na plataforma.

§ 2º Cada inscrição do universitário pontuará uma única vez para a IES, e para obter pontos no
Ano Ciclo seguinte novos alunos deverão se inscrever na competição.

§ 3º A inscrição do universitário poderá ser alterada a qualquer tempo através do suporte


quando este matricular-se em outra IES. A pontuação referente ao universitário será
transferida para a nova IES indicada no Ano Ciclo vigente desde que observe o disposto no Art.
6º § 2º.

CRITÉRIOS DE DESEMPATE

Art. 57º Serão adotados os seguintes critérios de desempate:

a) Maior número de alunos inscritos no Desafio no Ranque Ciclo;

b) Maior número de alunos inscritos no Desafio no Ranque Acumulado;

c) IES que tiver aluno mais bem colocado no Ranque Acumulado;

d) Aluno inscrito no “Desafio Universitário Empreendedor” há mais tempo;

VIII

PREMIAÇÕES
UNIVERSITÁRIOS

Art. 58º Na Etapa 2 – Estadual Presencial: Semifinais Estaduais serão premiados os quatro
campeões de cada UF, os quais receberão, cada um, os seguintes prêmios:

a) Participação na Etapa 3 – Final Nacional;

b) Smartphone

c) Troféu.

Art. 59º Na Etapa 3 – Nacional Presencial: Final Nacional serão premiados os universitários
integrantes das três melhores equipes colocadas, cada um com os seguintes prêmios:

I Campeões:

a) Prêmio em dinheiro no valor de R$ 20.000,00 brutos para cada integrante da equipe; b)


Troféus.

II - 2º lugar:

a) Prêmio em dinheiro no valor de R$ 10.000,00 brutos para cada integrante da equipe;

b) Troféu.

III - 3º lugar:

a) Prêmio em dinheiro no valor de R$ 5.000,00 brutos para cada integrante da equipe; b)


Troféu.

Art. 60º Outros prêmios poderão ser entregues presencialmente pelo SEBRAE em cerimônias
estaduais e nacional.

Art. 61º As datas e o local das cerimônias para entrega dos prêmios serão confirmadas pela
Coordenação Estadual ou Nacional do Desafio.
PROFESSORES

Art. 62º Na Etapa 1 - Ranque Virtual: Classificatória Estadual: serão premiados os professores
em cada unidade da Federação da seguinte forma, desde que alcance o mínimo de 10 pontos
de indicação no Ano Ciclo vigente:

I - 1º colocado em cada unidade da Federação dentro do Ranque Ciclo, totalizando até 27


professores:

a) Smartphone;

b) Troféu,

II - 1º colocado em cada unidade da Federação dentro do Ranque Acumulado, totalizando até


27 professores:

a) Smartphone;

b) Troféu.

Art. 63º Na Etapa 2 – Estadual Presencial: Semifinais Estaduais serão premiados os professores
indicados pelos universitários vencedores, totalizando até 108 professores, sendo 4 por UF, os
seguintes prêmios:

a) Smartphone;

b) Troféu.

Art. 64º Na Etapa 3 – Nacional Presencial: Final Nacional serão premiados os professores com
maior número de indicações nos ranques Ciclo e Acumulado no Brasil, cada um os seguintes
prêmios:

a) Prêmio em dinheiro no valor de R$ 5.000,00 brutos;

b) Troféu.

Art. 65º O professor que for premiado por mais de uma Unidade da Federação ou ranque não
recebe cumulativamente a premiação, exceto o troféu, que poderá ser entregue pelo
SEBRAE/UF.
IES

Art. 66º Em todas as etapas da competição a IES será premiada com troféus, distribuídos
conforme abaixo:

a) A IES com maior número de universitários inscritos em cada UF no Ranque Ciclo, totalizando
27 IES.

b) A IES com maior número de universitários em cada UF no Ranque Acumulado, totalizando


27 IES.

c) As quatro IES cujos universitários vencedores estaduais em cada UF estiverem matriculados,


totalizando 108 IES.

§ 1º O Sebrae convidará um representante da IES para receber o troféu na cerimônia da Etapa


3, que deverá ser indicado pela IES por e-mail ou ofício e encaminhar a documentação
solicitada em até 3 (três) dias após a solicitação do SEBRAE, para receber o bilhete de
passagem e a reserva de hospedagem para participação no evento de premiação.

§ 2º A IES não receberá o troféu nas situações em que:

a) Seu representante não seja indicado e a documentação não seja enviada no prazo
estabelecido no § 1º.;

b) Não seja reconhecida e/ou autorizada pelo MEC.

IX

PENALIDADES

Art. 67º Será desclassificado qualquer participante que:

I Invadir, fraudar, burlar, violar ou de qualquer forma comprometer os Regulamentos e/ou os


sistemas do “Desafio Universitário Empreendedor” e/ou induzir outros a fazê-lo, ainda que por
falha nos Sistemas por qualquer meio, inclusive pela divulgação nas redes sociais ou em
qualquer ambiente a qualquer tempo.

II Incorrer em comportamento desrespeitoso com qualquer participante ou com a equipe de


Coordenação Estadual e Nacional do Sebrae, mesmo que ocorra fora do ambiente da
competição ou do SEBRAE, e ainda que tal aconteça em ambiente privado, como e-mail
pessoal, grupos fechados de redes sociais, telefones, dentre outros.
III Vier a ser favorecido ou a favorecer ou a prejudicar os participantes pelo fornecimento de
sua senha pessoal.

DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 68º Os regulamentos específicos das Etapa 2 e Etapa 3 estarão disponíveis na plataforma
do Desafio antes do início de cada etapa.

Art. 69º O SEBRAE não se responsabilizará por nenhum dano que venha a ocorrer ao
participante das atividades promovidas durante as etapas da competição, nem dentro ou fora
do ambiente da competição por atos próprios ou de terceiros, cabendo apenas ao Sebrae
aplicar as punições previstas neste Regulamento.

Art. 70º As regras de pontuação aqui expostas podem ser alteradas pelo SEBRAE a qualquer
momento, até o encerramento de cada Etapa desde que comunicadas previamente ao
participante a data de sua vigência e o teor das mudanças.

Art. 71º Para receber os prêmios pagos em dinheiro o participante deverá possuir conta
corrente em seu nome.

Art. 72º Parágrafo único. Os prêmios em dinheiro estarão sujeitos à incidência, dedução e
retenção de impostos.

Art. 73º O participante autoriza a utilização dos seus dados cadastrais, autorização de uso de
sua imagem pelo SEBRAE, parceiros e patrocinadores da competição para utilização em futuras
promoções do Desafio Universitário Empreendedor, por tempo indeterminado, tanto no Brasil
quanto no exterior, sem que caiba aos participantes individualmente ou em conjunto qualquer
remuneração ou indenização.

§ 1º No ato da entrega das premiações, os participantes deverão assinar o Termo de


Recebimento de Prêmios.

§ 2º Após o recebimento dos prêmios os participantes tornam-se responsáveis por estes.


§ 3º A garantia e a manutenção corretiva dos prêmios serão as fornecidas pelo fabricante.

Art. 74º Eventuais falhas nos Regulamentos ou no sítio do Desafio, duvidas, denúncias,
condições diversas e casos omissos deverão ser imediatamente reportados ao Suporte que os
encaminhará à Coordenação Nacional do Desafio Universitário Empreendedor para
deliberação e providências cabíveis.

XI

PLATAFORMA

Art. 75º A configuração mínima necessária do equipamento e da conexão para acesso ao


“Desafio Universitário Empreendedor” é a seguinte:

I Computadores e configuração mínima: microcomputador com processador Intel I3 3220 3.3


GHz; 4 GB RAM; 5 GB de espaço livre no disco rígido (HD); Windows Vista ou Superior / Mac OS
X "SnowLeopard" 10.6 ou Superior; placa de vídeo compatível com ShaderModel 2.0 com 64
MB VRAM; placa de som compatível com Windows / Mac OS X; browser com o plugin da
Unity3D, preferencialmente Internet Explorer a partir da versão 8, (Firefox 28 e versões
superiores e Google Chrome 32 e versões superiores); acesso à Internet;

II Conexão mínima: 2Mb.

§ 1º Não é de responsabilidade do SEBRAE a solução de quaisquer problemas técnicos que


ocorram durante a competição, tais como: incompatibilidade de placas, desempenho de
memória e máquina e problemas de comunicação ocasionados por quaisquer redes ou
quaisquer provedores de acesso.

§ 2º O participante do Desafio que utilizar máquinas conectadas em redes com configurações


técnicas especiais (firewall, Proxy e outras) deverão procurar o auxílio de suporte técnico local
para garantir o perfeito funcionamento do software.

XII

SUPORTE AO PARTICIPANTE

Art. 76º Estará disponível na Plataforma FAQ com perguntas e respostas mais frequentes sobre
a competição.
Art. 77º O Suporte aos participantes do Desafio será realizado à distância, por meio do ícone
“Contato” na Plataforma, para esclarecer dúvidas sobre a competição e a utilização da
plataforma, as atividades educacionais, jogos e disposições deste Regulamento, reportar
problemas no Sistema,.

§ 1º Os participantes recebem uma mensagem, indicando que a dúvida foi recebida e será
respondida pelo Comitê Gestor do Desafio.

§ 2º Esse atendimento não é realizado em tempo real, e sim off-line, com estimativa de
resposta até cinco dias úteis, dependendo da complexidade da demanda solicitada;

§ 3º Os questionamentos apresentados durante a noite, feriados nacionais e finais de semana


podem ser processados a partir do primeiro dia útil subsequente.

Art. 78º Fica eleito o Foro de Brasília-DF para resolução dos litígios que porventura resultarem
da competição Desafio Universitário Empreendedor, renunciando qualquer outro por mais
privilegiado que seja.

Li os termos e aceito.