You are on page 1of 2

Esboço de Mapa Mental História da Geografia

1. Surge na Alemanha (Prússia) no século XIX


1.1. O tema da organização, domínio do espaço era importante porque:
1.1.1. Falta de constituição de um Estado Nacional
2. Dois autores prussianos influenciados por Kant:
2.1. Alexander Rumboldt
2.1.1. Viajante
2.1.2. Geólogo
2.1.3. Botânico
2.1.4. Enciclopedista
2.2.Ritter
2.2.1. Cátedra
2.2.2. Historiador
2.2.3. Filósofo
3. Determinismo
3.1.Friedrich Ratzel
3.2.Contexto Unificação Alemã e Expansionismo Alemão
3.3. Livro Antropogeografia – funda a Geografia Humana
3.4.Espaço Vital
3.4.1. Os grupos humanos crescem como organismos vivos e se
expandem à custa de Estados vizinhos, ou morrerão
3.4.2. Oferece o equilíbrio entre natureza e sociedade
3.5.O território precisa atender às necessidades da sociedade.
3.6.A natureza, por sua vez, determina a condição social.
3.7.Os seguidores de Ratzel fundam a escola determinista e tornam-se mais
deterministas que ele próprio
3.7.1. Um exemplo disso é Huntington, que associa clima e
desenvolvimento
3.8.Outro desdobramento é a escola “ambientalista”
3.8.1. Determinismo atenuado
4. Possibilismo
4.1.Guerra Franco-Prussiana (1870) mostra a necessidade do estudo da
Geografia na França
4.2.Críticas de Vidal de La Blache à Ratzel:
4.2.1. Politização da Geografia alemã e o uso dela para justificar
o expansionismo alemão
4.2.2. Ênfase na ação humana, “Geografia é uma ciência dos
lugares, não dos homens”
4.2.3. Concepção fatalista e mecanicista na relação entre o
homem e a natureza.
4.3.Nova teoria: Possibilismo
4.3.1. A natureza oferece possibilidades
4.3.2. Gêneros de vida
4.3.2.1.Relação entre a população e os recursos
4.3.2.2.Justificativa para colonialismo
4.3.2.2.1. O espaço alemão fornece
possibilidades ao povo alemão,
então a invasão alemã é injusta.
4.3.2.2.2. A ação francesa na África e na
Ásia é justa, pois não se
desenvolveu tecnologia nessas
regiões para que se ofereçam
possibilidades para esses povos
(são povos atrasados).
5. Método Regional
5.1.A. Hettner e R. Hartshorne
5.2. O que determina a geografia não é o objeto, mas o método
5.3. Cabe à geografia estudar a “diferenciação das áreas” e a inter-relação
entre os fenômenos
6. Causas do movimento de renovação da Geografia
6.1. Alteração da base social
6.1.1. Entrada no capitalismo monopolista
6.2.O desenvolvimento do capitalismo havia tornado à realidade mais
complexa
6.3.O fundamento filosófico da geografia tradicional havia ruído
6.4.Problemas internos
7. A Geografia Pragmática, Quantitativa, Teórica, Teorética ou Geografia Nova
7.1.Mudanças de métodos
7.1.1. Estatísticas e dados
7.2.Influência da Economia Liberal e Escola de Chicago
7.3.Usada para planejamento
8. Geografia Crítica ou Radical (1960-1970)
8.1. Critica marxista à Geografia Tradicional (neocolonialista) e à Geografia
Pragmática (capitalista)
8.2. Objeto de estudo
8.2.1. Espaço
8.2.2. Há também uma desigualdade de acesso aos lugares na
DIT
8.3.Grande número de referenciais teóricos: Foucault, Adorno, Sartre, Mao
Tse-Tung, entre outros,
9. Geografia Humanista, da Percepção, Humanística, Pós-Moderna ou
Comportamental
9.1.Valorização da subjetividade da nossa relação com os lugares
9.2.Aproxima-se da Psicologia.