You are on page 1of 5

Teorias da Personalidade I para a Faculdade de Psicologia de Harvard.

Seu fracasso contribuiu


para que desconfiasse do seu método de observação literário.
Skinner – Behaviorismo Radical
Interessado por comportamento humano. Rotina de estudos bem
Introdução: Um dos maiores influentes da América. Muito além da rigorosa. Não se divertia muito. Lia muito Psicologia e Fisiologia.
Psicologia profissional. O impacto de Skinner provocou o aumento
Após receber seu PH.D. trabalhou cinco anos na Faculdade de
de programas comportamentais de treinamento, assim como livros
Medicina de Harvard, realizando pesquisas sobre o sistema nervoso
e classes baseadas em suas ideias. A popularidade do behaviorismo
dos animais.
é paralela ao aumento de instituições que usam técnicas de
modificação de comportamentos, mudando comportamentos Em 1936, aceitou um cargo de professor em Universidade de
específicos para atitudes globais. Os críticos de Freud revelavam as Minnesota, onde ensinou Psicologia Experimental e Introdução a
mesmas facetas da psicanalise, porém negavam. Os críticos de Psicologia. Observava com orgulho seus anos que continuaram os
Skinner, a seu ver, pensamentos não-científicos e inexatos que seu estudos na faculdade e que são importantes behavioristas.
trabalho tenta superar. Ambos contribuíram com visões
Comportamento do Organismo, 1938. Conhecido por um teórico
alternativas da natureza humana.
da aprendizagem, estabeleceu os fundamentos de próximas
Comportamentos observáveis das pessoas e dos animais. Skinner publicações. Obra de Skinner, vista como expansão, elaboração e
tinha aversão e desconfiança a explicações mentais, subjetivas, esclarecimento das suas ideias embrionárias de seu primeiro livro
intervenientes ou fictícias, levaram-lhe a propor formas distintas de importante.
observação, discussão e compreensão da personalidade.
Após nove anos em Minnesota, chefe em Departamento de
Psicologia. Três anos após em Harvard. Prosseguiu com pesquisa
no laboratório com animais, dirigiu sua inventividade para outras
História Pessoal: B.F. Skinner nasceu e cresceu em Susquehanna,
áreas. Caixa de ar. Opõem-se a muitas opiniões firmemente
em Pensilvânia. Seu pai em advocacia. Seu lar era quente e estável.
sustentadas sobre a educação das crianças, em estar em vidro.
Fascinação por invenções mecânicas contribuiu para seu interesse
em modificação do comportamento observável. Fez curso em Walden Two, 1948, comunidade utópica de princípios de
Hamilton College, enriqueceu seu interesse por literatura e artes, aprendizagem. Tentativa de generalizar suas descobertas no
voltou para casa tentando ser escritor. Após essa experiencia, foi laboratório a situações humanas complexas. Escrever foi resolver
para Nova Iorque em seis meses, após foi para Europa, depois foi um conflito interno. Escreveu vários livros sobre comportamento

1
humano e personalidade. Deu palestras, vários projetos de Watson
elaboração de livros, incluindo biografia cientifica.
Definiu como uma ciência puramente objetiva em ciência natural.
Objetiva o controle do comportamento. Há introspecção não é
parte essencial do seu método. Behaviorista trabalha para
Antecedentes Intelectuais:
conseguir um esquema unitário da resposta animal. Sem diferença
Estudou a natureza, não os livros. Esta posição contribuiu para entre animal e besta. Argumentava que não existia algo chamado
Skinner começar experimentação cuidadosa de laboratório e com consciência. Toda aprendizagem depende do meio externo. Tudo é
acumulação de dados comportamentais visíveis. Não engajar em condicionado, a despeito da constituição genética. Watson era
discussões, mas sim olhar dados. Francis Bacon. popular e persuasivo. Skinner foi atraído por esboços filosóficos e
por sugestões mais extremadas. Skinner criticava a negação da
Darwinismo
genética por Watson e sem base em dados reais.
Estudar comportamento humano é resultado de Darwin e
Pavlov
subsequentes teorias evolucionistas. Não somos essencialmente
diferentes dos outros animais, vários psicólogos. Os primeiros Comportamento condicionado em 1927. Demonstrando que
pesquisadores de comportamentos animais, descobrir as funções autônomas, podem ser condicionadas por outro estimulo
capacidades de raciocínio. Elevar animais a seres pensantes. diferente do alimento. Foi além da probabilidade prever um
Animais com personalidades complexas. Walt Disney determinado evento, mas não poderiam prever os resultados.
personificaram a ideia de que animais têm características Não só observava e estudava, como podia provoca-los. Outros
humanas. Behavioristas acreditam que os animais são parecidos estudiosos usam da probabilidade, Pavlov foi além, Skinner se
com a gente do que podemos admitir. Ou, animais são como nós. interessou para desenvolver experimentos em laboratórios com
Aceitar dadas as duas, a mais simples. Princípio de parcimônia. animais controlando as variáveis. Restringindo o meio ambiente
Lloyd Morgan. Edward Thorndike mostrou que embora houvesse de um animal, podia conseguir resultados quase perfeitamente
raciocínio, seus comportamentos deveriam ser explicados como replicáveis. Controlar diferenças individuais e se descobrir leis do
resultado de processos não cognitivos. Após comportamentos comportamento validas para a espécie.
humanos também poderiam ser compreendidos sem consciência.

2
Filosofia da Ciência Personalidade: Não existem o “eu” separado. Definida
como coleção de padrões de comportamento. Diferentes
Percy Bridgeman, Ernst Mach e Jules Henri Poincaré. Criaram sobre
situações resultam em diferentes padrões de resposta.
o pensamento explanatório, que não depende de subestrutura
Cada resposta é baseada em experiencias previas e
metafísica. Behaviorismo permite que questões sejam formuladas
históricas genéticas. Basear sua definição em um “eu” em
com clareza, que podem ser encontradas em resultados. Torna-se
comportamento. Budismo acredita que não o “eu”, sendo
ciência experimental. Skinner posição não teórica. Skinner afirma
que há comportamentos e sensações, não permanentes.
que as diferenças devem ser vistas apartir de dados e não
Não há o ego ou personalidade. Compreender as causas do
especulações abstratas. Com essa experiencia da filosofia e ciência,
comportamento. Budismo: motivação e ética.
forjou uma teoria sistemática para compreender o
comportamento humano. Muito influente.
Condicionamento e Reforçamento:
Condicionamento Respondente: É comportamento reflexo. Pode
Conceitos principais: Considerado um teórico da aprendizagem. responder automaticamente a um estimulo. Pavlov mudou o
Ultimas publicações lidam com problemas culturais. Exposição comportamento reflexo para condicionado. Estimulo neutro com a
desses problemas inclui aquelas variáveis que são pertinentes a chegada do alimento. Responder a um estimulo que previamente
compreensão das ideias de Skinner sobre a personalidade e não havia resposta. O comportamento respondente é facilmente
comportamento social. apreendido e manifestado, publicidade baseia nisso.
Analise Cientifica do Comportamento: Observação de Condicionamento Operante: É fortalecido ou enfraquecido pelos
episódios singulares. Os eventos passados são assumidos eventos que seguem a resposta. Controlado por suas
como dados suficientes para começar a prever eventos consequências. Depende do que acontece depois que o
futuros similares. Complexo. Fenômeno observável pode comportamento termina. É o processo de modelar e manter por
ser investigado. Comportamento é aquilo que se pode suas consequências um determinado comportamento. Leva em
observar o organismo fazendo. Analise comportamento é conta o antes e depois. Dado comportamento é seguido por
usando o isolamento das partes das simples, de um evento consequências, apresenta maior probabilidade de repetir-se.
complexo. Analise cientifica rigorosa. Posição extrema,
Reforçamento: É qualquer estimulo que aumenta a probabilidade
estudando o comportamento a ser estudado.
da resposta.

3
Reforçamento positivo: Causa uma ocorrência de um independente das contingências comportamentais. Ser autônomo
comportamento ou resposta desejada. Estimulo que incentiva o é iniciar um comportamento que é não causado, não nasce de
comportamento desejado. comportamentos antecedentes, e não externo. Não encontra
evidencia da existência desse ser, porem acredita-se nele.
Reforçamento negativo: Reduz ou elimina uma resposta.
Examinar as semelhanças entre os padrões de aprendizagens
Denominado adverso no sentido que constituem aquilo que os
humanos e animais. Se planejarmos certos tipos de aprendizagens,
organismos fogem.
a forma da curva resultante (e a quantidade de aprendizagem) será
Propõe que o comportamento seja compreendido como igual animais. Inexistência das maiores diferenças entre os seres
condicionado por uma combinação de reforços positivos e humanos e outras espécies.
negativos. Explicar comportamento se houver conhecimento
Liberdade: Outro rótulo para comportamentos que
suficiente dos reforços em jogo.
desconhecemos suas causas. Milton Erickson demonstrou através
Reforços primários: São recompensas físicas. da hipnose que podem produzir vários tipos de sintomas
psicopatológicos. Acredita que as mais repreensivas formas de
Reforços secundários: Associação de estímulos neutros com
controle são aquelas que reforçam o sentimento de liberdade,
reforços primários, de modo que, atuaram como recompensas.
porém restringe e controlam a ação através de meios mais sutis
Não se limita apenas a humanos. Chipanzés.
que não são facilmente descobertos pelas pessoas que controlam.
Ficções Explanatórias: Usam aqueles termos para descrever o
Dignidade: é uma ficção explanatória tão sutil quanto liberdade.
comportamento. Skinner afirma que é usado por pessoas que não
Aprovação ou negação se relaciona com as causas do seu
entendem o comportamento envolvido ou desconhecem os
comportamento. Não louvamos atos de caridade se sabemos que
reforços que precedem ou sucedem o comportamento. São os
são feitos apenas para reduzir o imposto de renda. Skinner sugere
tipos de explicações mais perigosas simplesmente porque tem
que deveríamos admitir a nossa ignorância e nos conter a tanto
aparência enganadora de serem satisfatórias, tendem a retardar a
louvor e censura.
investigação daquelas variáveis objetivas que podem produzir o
genuíno controle comportamental. Criatividade: O ato criativo ou poético. Utilização de um rotulo
metafisico para se esquivar o fato de não conhecermos as causas
Homem autônomo: Descrita por Skinner, como “agente secreto”.
especificas de um dado comportamento. Menospreza opiniões de
Uma pessoa interior, movida por vagas forças internas
que artistas produzem seus trabalhos espontaneamente. Não ter

4
consciência do que estra por detrás do comportamento. Não tem dos reforçamentos anteriores que levaram a comportamento. Não é
probabilidade de ocorrer que poetas e ou qualquer outra pessoa causal, nem arbitrário. É um processo continuo e legitimo que pode ser
esteja consciente de toda sua pré-história. A atividade criadora não descrito considerando o ambiente na qual o comportamento está inserido.
“vontade”, “inteligência”, “imaginação” ou “liberdade”, explicações desses
é diferente dos outros comportamentos, exceto que os elementos
termos não são funcionais. Não descrevem o que está acontecendo.
que a precederam e determinam são mais obscuros. Skinner Encobrem, ao invés de esclarecer as causas do comportamento.
acredita que se olhássemos novamente para este comportamento
ajudaríamos, onde não impediríamos a produção de novas Recompensa: Recompensar respostas corretas melhora a aprendizagem. É
mais eficaz que o controle aversivo (punição), uma vez que as recompensas
experiencias expressões artísticas. Aceitar uma explicação errônea
dirigem os comportamentos para um objetivo. É um modo bastante
somente porque ela nos lisonjeia é correr risco de perder a seletivo e eficiente de controlar o comportamento.
explicação correta – e afinal de contas, pode oferecer mais, á guisa
de satisfação.
Obstáculos ao crescimento
Controle do comportamento: Muitos psicólogos se preocupam com
a predição do comportamento. Skinner preocupado com controle. Punição: Informam apenas o que não fazer, ao invés de informar o que
Podemos fazer mudanças no ambiente, então podemos começar a fazer. Não capacita a pessoa ao melhor comportamento para uma dada
controlar o comportamento. situação. Impedimento para uma real aprendizagem.
Comportamentos punidos não desaparecem. Quase sempre voltam
disfarçados em outros e novos comportamentos. Trata-se de evitar
Crescimento Psicológico punições adicionais e represálias contra a punição original.
É minimizar condições adversas e aumentar o controle benéfico de nosso A punição reforça exclusivamente a pessoa que está punindo. Não satisfaz
meio ambiente. as exigências de longo alcance da pessoa que está punindo, nem beneficia
a pessoa que recebe punição.
Fazer melhor o uso de instrumentos disponíveis para prever, manter e
controlar o comportamento nosso próprio comportamento. Ignorância: Não conhecimento das causas do comportamento. Primeiro
passo para ultrapassar a ignorância é admitir. O segundo é mudar os
Analisa funcional: É a analise de comportamentos em termos de relações
comportamentos que a mantêm.
de causa e efeito. Trata do aspecto do comportamento como função de
uma condição que pode ser descrita em termos físicos. Descritas sem as
ficções explanatórias. Descrições precisas do comportamento ajudam a
fazer previsões exatas dos comportamentos futuros. Melhorar a análise