You are on page 1of 70

ENCONTROS DA LIGAÇÃO 2015

João Torres, Presidente Conselho Administração

Lisboa, 26 de novembro de 2015

Encontros da Ligação 2015 1
Tópico de segurança - Edifício Museu da Eletricidade

Piso 1
Salas dos Geradores

Encontros da Ligação, Nov2015 2
Encontros da Ligação 2015
Agenda

09H30 - Receção e café de boas vindas

10H00 - Abertura da sessão

1.º Painel | LIGAR À REDE BT E IP
2.º Painel | LIGAR À REDE MT

11H30 - Intervalo para café

3.º Painel | LIGAR À REDE AT
4.º Painel | LIGAR PRODUTORES DE ENERGIA
5.º Painel | QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA

13H30 - Encerramento

13H45 - Almoço

3

Encontros da Ligação 2015
Encontros da Ligação 2015
Alcino Santos Monteiro
Direção de Rede e Clientes Norte
09H30 - Receção e café de boas vindas

10H00 - Abertura da sessão

1.º Painel | LIGAR À REDE BT E IP
2.º Painel | LIGAR À REDE MT

11H30 - Intervalo para café

3.º Painel | LIGAR À REDE AT
4.º Painel | LIGAR PRODUTORES DE ENERGIA
5.º Painel | QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA

13H30 - Encerramento

13H45 - Almoço

4

Encontros da Ligação 2015
Ligar à rede BT
Canais de Atendimento
Site www.edpdistribuicao.pt

Telef. 808 100 100
EDP Distribuição
 Pedidos ligação à rede
 Assuntos de contador
 Agendar serviços
 Comunicar leituras
 Falar com um assistente

Encontros da Ligação 2015 5
Ligar à rede BT
Pedido de Ligação
Através dos canais de atendimento (call center, internet, lojas, agentes …)

Dados do requisitante (titular da
instalação).

Dados da Instalação e do Ponto
de Entrega de energia (indicação
de coordenadas geográficas).

Dados do Técnico instalador para
contacto, Telef, e E-mail.

O fornecimento de energia só após:
• encerramento de obras,
• liquidação encargos,
• certificação Certiel,
• contrato de fornecimento em
comercializador.
Encontros da Ligação 2015 6
Ligar à rede BT
Encargos de ligação

Encargos regulados pela ERSE
(valor a pagar para seguimento do processo)

1. Serviços de Ligação (35,74€)

2. Comparticipação nas redes (10,18€ x kVA) em função da Potência Requisitada
(PR) à rede.

Exemplo: PR = 6,9 kVA ……. 35,74+10,18x6,9 = 105,98 € + IVA

3. Elementos de rede para Uso Exclusivo (preços de mercado)

4. Elementos de rede para Uso Partilhado (preço regulado, aéreo 7,35€/m,
subterrâneo 19,97€/m)

Encontros da Ligação 2015 7
Ligar à rede BT
Soluções técnicas e repartição de encargos

Ligação ≤ 600 metros de distância a um Posto de Transformação de Distribuição

• Requisitante comparticipa nos elementos de ligação para uso partilhado, é de sua
responsabilidade construir o uso exclusivo (quando autónomo do uso partilhado).

• Operador da Rede de Distribuição (ORD) assume custos com instalação de novos PTD
(ou reforço dos existentes), assim como colocação de armários de distribuição.

Ligação > 600 metros de distância ao PTD mais próximo

• Requisitante cede espaço para instalação de novo PTD, caso necessário, suporta o
encargo de uso partilhado MT e 50% no estabelecimento do PTD, é de sua
responsabilidade construir o uso exclusivo.

• ORD assume os custos com elementos de rede para uso partilhado BT, e 50% do PTD.

Encontros da Ligação 2015 8
Ligar à rede BT
Soluções técnicas

Ligação BT > 200 kVA

• Em propriedade não horizontal (contagem única) a alimentação é por regra feita a
partir da rede de MT, mediante elaboração de estudo técnico-económico (simulador
da EDP D).

Cedência de espaço para PTD

• Condiciona a ligação, a sua cedência é gratuita e o local deve ter acesso fácil e direto a
partir da via pública, o ressarcimento a haver é por trabalhos da parte civil.

Encontros da Ligação 2015 9
Ligar à rede BT
Para mais informação ….. …. www.edpdistribuicao.pt
Ver em
Manual de Ligações à rede

Encontros da Ligação 2015 10
Ligar à rede BT
Simulador de Estimativa de orçamento

Site www.edpdistribuicao.pt

Site www.edpdistribuicao.pt

Encontros da Ligação 2015 11
Ligar à rede BT
Responsabilidades das partes
Limites da rede
O ponto de entrega é feito na Portinhola ou QC, instalada pelo requerente em local de
fácil acesso a partir da via pública.

Limite da rede, nos ligadores
de entrada do quadro de
Com portinhola colunas do lado da rede, no
Limite da rede, nos ligadores da Edifício Colectivo caso de não haver portinhola.
portinhola do lado da instalação Sem Portinhola (>400 A)
de utilização.

O ponto de fronteira define os limites entre a rede pública e particular, nos termos do RRD.

Encontros da Ligação 2015 12
12
Ligar à rede BT
Responsabilidades das partes
Acessibilidades
O Contador de energia e a Portinhola são instalados no exterior em local de acesso
permanente a partir da via pública.

A EDP Distribuição tem o direito de livre acesso aos locais das instalações
para ações em equipamento de sua propriedade.

Encontros da Ligação 2015 13
Ligar à rede BT
Construção por Terceiros

Site www.edp.pt/pt/fornecedores

O uso exclusivo não é orçamentado, é construção obrigatória pelo terceiro.

Encontros da Ligação 2015 14
Ligar à rede IP
Iluminação Pública - Câmaras Municipais

O que é considerado iluminação pública
Toda a iluminação instalada em domínio público municipal,
Tem como objetivo garantir a facilidade de circulação, o conforto e a segurança
de pessoas e bens.

A iluminação de fachadas de edifícios, monumentos ou obras de arte não se
enquadra na ligação à rede IP.

Que encargos e responsabilidade na iluminação pública
A repartição de encargos e responsabilidades de exploração e manutenção estão definidos no contrato
de concessão.
A gestão da iluminação pública é da responsabilidade exclusiva dos Municípios.

A iluminação pública de loteamentos
Nos loteamentos e urbanizações o estabelecimento da rede de IP a cargo dos promotores, carece de
parecer prévio da Câmara Municipal e da EDP Distribuição, sendo, depois de construída, integrada na
rede pública.

Encontros da Ligação 2015 15
Ligar à rede BT
Para mais informação …… …. www.edpdistribuicao.pt

Ver em
Manual de Ligações à rede

Encontros da Ligação 2015 16
Painel Ligar à rede BT e IP
Rede e contadores inteligentes para todos

Coordenador| António Leal Sanches
Diretor de Rede e Clientes Lisboa

António Dimas
Diretor Município de Lisboa

Manuel São Miguel Oliveira
Diretor de Operações Inovgrid

Convidados Paulo Cristino
Direção de Rede e Clientes Lisboa

17

Encontros da Ligação 2015
Encontros da Ligação 2015 18
Smart Grids

Encontros da Ligação 2015 19
Encontros da Ligação 2015
Maria Luísa Serra
Direção Comercial
09H30 - Receção e café de boas vindas

10H00 - Abertura da sessão

1.º Painel | LIGAR À REDE BT E IP
2.º Painel | LIGAR À REDE MT

11H30 - Intervalo para café

3.º Painel | LIGAR À REDE AT
4.º Painel | LIGAR PRODUTORES DE ENERGIA
5.º Painel | QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA

13H30 - Encerramento

13H45 - Almoço

20

Encontros da Ligação 2015
Ligar à rede MT
Resumo do processo

Condição prévia
Telf 808 100 100 Parecer técnico ao Projeto do Tipo B.
EDP Distribuição
Como pedir a ligação MT
Formalizar o pedido e enviar para o Gestor de Cliente da EDP
Distribuição ou mail box PLRMT@edp.pt.

Dados da Instalação
A constar da Requisição de Ligação, plantas à escala conveniente
com a localização do PTC, coordenadas geográficas e
caraterísticas técnicas das instalações.
O fornecimento de energia só poderá concretizar-se após:
 encerramento de obras,
 liquidação dos encargos de ligação à rede,
 licenciamentos e autorização de entrada em exploração,
 assinatura do Protocolo de Exploração,
Que potência requisitar  contrato de fornecimento com comercializador.
No mínimo 75% da potência instalada (soma da potência nominal dos transformadores, excluindo os de reserva,
quando licenciados como tal). No máximo a potência instalada.

Encontros da Ligação 2015 21
Ligar à rede MT
Protocolo de Exploração

Documento obrigatório nas ligações à rede MT/AT - define o ponto de fronteira e as
responsabilidades, e estabelece princípios orientadores:

• Repartição de responsabilidades técnicas entre as partes, nomeadamente em casos
de:

- manutenção programada de instalações;
- situações que conduzam à necessidade de efetuar manobras com a rede.

• Definição de canais de comunicação e dos interlocutores.

• Regras de acessibilidade à instalação elétrica de serviço particular e ao ponto de
ligação desta à rede de serviço público.

Potência instalada MT < 1 000 kVA elaborado protocolo simplificado
Potência MT ≥ 1 000 kVA protocolo de exploração elaborado, caso a caso, e assinado pelas
partes.
22

Encontros da Ligação 2015
Ligar à rede MT
Encargos

Serviços de ligação
• Requisitante encargos de 459,50€ (valor regulado) pago na abertura do pedido (ou
quando é dado o parecer de viabilidade a Projeto B de aumento potência sem obra).

Ligação < 2 000 kVA
• Requisitante encargos (a valores regulados) de comparticipação nas redes 10,33€ x
kVA de potência requisitada e elementos de ligação para uso partilhado.

• ORD encargos instalação de novas Subestações, reforço das existentes e a colocação
de painéis.

Ligação ≥ 2 000 kVA
• Requisitante encargos de comparticipação nas redes até 2MVA (valor regulado) e
acima de 2MVA (valor média de referência) e elementos de ligação para uso
partilhado (preços de obra).

• ORD encargos instalação de novas Subestações, reforço das existentes e a colocação
de painéis.

Encontros da Ligação 2015 23
Ligar à rede MT
Pontos de Receção de energia

• PT tipo aéreo – AI e AS para ligações em rede aérea até 250 kVA.

• PT Cabina Alta – para entrada em rede aérea, utilização mais frequente em zonas rurais e
para potências instaladas, tipicamente:

• Cabine alta do tipo CA1, até 250 kVA,
• Cabine alta do tipo CA2, de 400 a 630 kVA.

• PT Cabina Baixa – para entrada em rede subterrânea.

• Os PT em cabina podem estar associados a Postos de Seccionamento.

Os Postos de Seccionamento devem ficar localizados no limite da propriedade, em local de
fácil acesso a partir da via pública.

24

Encontros da Ligação 2015
Ligar à rede MT
Condições de Acesso, Medição e Contagem

O proprietário da instalação particular
• Deve garantir acesso livre e fácil aos técnicos da EDP D aos equipamentos de
contagem e medição, bem como aos elementos de rede que seja necessário
operar.

Equipamentos de medição e contagem
• São propriedade da EDP D, ficando o cliente fiel depositário destes,
nomeadamente para efeitos da sua guarda e restituição findo o prazo do
fornecimento.

Em PT com Potência instalada ≤ 250 kVA a medição de energia é feita do lado da BT.

Em PT com Potência instalada > 250 kVA, com transformadores em paralelo, ou com
posto de seccionamento (PS) separado do PT, a medição de energia é feita do lado da
MT (novas regras).

25

Encontros da Ligação 2015
Ligar à rede MT
Pontos de Receção de energia
Limites da rede - PT Cabine Baixa com PS anexo (contagem em BT)
Nova tipologia de ligação de PTC ≤ 250 kVA

M M

Para fazer face a eventuais aumentos de potência acima de 250 kVA, deve-se planear o PTC
de Cabine prevendo uma cela de reserva para a medição e contagem.

Encontros da Ligação 2015 26
Ligar à rede MT
Pontos de Receção de energia
Limites da rede - PT Cabine Baixa com PS anexo (contagem em MT)
Nova tipologia de ligação de PTC > 250 kVA

M M

O PS pode estar dentro ou fora do mesmo edifício liga-se eletricamente ao PTC através
de cabo isolado, o licenciamento é da EDP Distribuição.

Encontros da Ligação 2015 27
Ligar à rede MT
Simulador de Estimativa de orçamento
Site www.edpdistribuicao.pt

Encargos Devidos a Terceiros tais como indemnizações de proprietários e taxas de licenciamento
acrescem ao orçamento.

Encontros da Ligação 2015 28
Ligar à rede MT
Para mais informação …… ….. www.edpdistribuicao.pt

Ver em
Manual de Ligações à rede

Encontros da Ligação 2015 29
Painel Ligar à rede MT
A manutenção de instalações elétricas é um dever de todos

Coordenador| Miguel Santos
Direção de Rede e Clientes Lisboa

Afonso Santos
Gabinete de Projeto

Convidados Filipe Lopes
EDP Distribuição Gestor de Clientes

Convidados Ana Cristina Mendes
Direção de Rede e Clientes Lisboa

30

Encontros da Ligação 2015
Encontros da Ligação 2015 31
Encontros da Ligação 2015 32
Encontros da Ligação 2015
Domingos Baía Patrão
Direção Comercial
09H30 - Receção e café de boas vindas

10H00 - Abertura da sessão

1.º Painel | LIGAR À REDE BT E IP
2.º Painel | LIGAR À REDE MT

11H30 - Intervalo para café

3.º Painel | LIGAR À REDE AT
4.º Painel | LIGAR PRODUTORES DE ENERGIA
5.º Painel | QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA

13H30 - Encerramento

13H45 - Almoço

33

Encontros da Ligação 2015
Ligar à rede AT
Resumo do processo

Como pedir a ligação AT
Telef. 808 100 100 Contactar previamente o Gestor de Cliente da EDP Distribuição
EDP Distribuição para eventuais esclarecimentos e análise técnico-económica.
Formalizar o pedido para o Gestor de Cliente ou mail box
PLRAT@edp.pt.

Dados da Instalação
• Os indicados na requisição de ligação (caraterísticas
técnicas da instalação, necessidade de alimentação
alternativa)
• Planta topográfica com a localização e coordenadas
geográficas da instalação.

O fornecimento de energia só poderá concretizar-se após:
• encerramento de obras.
• liquidação dos encargos de ligação à rede,
• licenciamentos e autorização de entrada em exploração,
• assinatura do Protocolo de Exploração,
• contrato de fornecimento com comercializador.

Encontros da Ligação 2015 34
Ligar à rede AT
Soluções técnicas

Ligação em Antena

Subestação de Alta Subestação de Cliente
Tensão
Ligação em AT a 60 kV

Ponto de ligação - painel Ponto de entrega
Painel EDP
Painel REN EDP D Cliente

A ligação pode ser efetuada através de linhas aéreas, cabos subterrâneos ou em
ligação mista do tipo aéreo-subterrâneo.

Encontros da Ligação 2015 35
Ligar à rede AT
Soluções técnicas

Ligação em Pi (π)

Subestação EDP D Subestação EDP D
Rede AT a 60 kV

Ponto de ligação

Teleação PCAT
EDP D
Ponto de Fronteira
Cliente

Subestação de Cliente

Implica a instalação de um Posto de Corte (PCAT) junto da subestação de
cliente, com acesso fácil e direto a partir da via pública.
Os Serviços Auxiliares do PCAT devem possuir uma alimentação a partir da
rede de distribuição pública.

Encontros da Ligação 2015 36
Ligar à rede AT
Orçamento e condições

• Estudos para elaboração do orçamento.
• Linha de AT a 60 kV.
• Painel de saída na subestação (solução em antena).
• Posto de Corte (solução em PI).
• Serviços auxiliares c.a. do PC (solução em PI).
• Projeto da linha AT (no caso de execução pelo requisitante pode solicitar
projeto à EDP Distribuição).
• Encargos devidos a terceiros (indemnizações, licenças, taxas, …).
O orçamento poderá ser alterado, caso o traçado inicialmente previsto seja
alterado por fatos supervenientes não imputáveis à EDP Distribuição.

Encontros da Ligação 2015 37
Ligar à rede AT
Execução de Obra

Pela EDP Distribuição

• Painel de saída de subestações EDPD ou REN.

Pelo Requisitante ou EDP Distribuição

• Linha de AT e Projeto.

• Construção do PCAT.

• Alimentação dos Serviços Auxiliares c.a. do PCAT.

• Negociação e indemnização de proprietários de terrenos.

Licenciamentos de elementos da rede a integrar na RESP são sempre da
responsabilidade da EDP Distribuição.

Encontros da Ligação 2015 38
Ligar à rede AT
Estimativa de Orçamento www.edpdistribuicao.pt/PT/profissionais/Pages/profissional.aspx

A disponibilizar no site EDP D para consulta:
Caracterização da rede AT e Subestações.
Preços médios de referência:
• Painéis
• Linhas AT 60 kV
• Postos Corte AT
O Responsável Técnico do requerente consulta os
dados e faz a estimativa de custos.

Encontros da Ligação 2015 39
Ligar à rede AT
Para mais informação …… …. www.edpdistribuicao.pt

Ver em
Manual de Ligações à rede

Encontros da Ligação 2015 40
Painel Ligar à rede AT
A rede estruturante e dedicada a grandes consumos

Coordenador| José Ribeiro da Silva
Diretor Planeamento de Rede

Luís Alves
Empresa Electrolinhas

Convidados Armando Pires de Matos
EDP Distribuição Gestor de Clientes

Convidados Francisco Cravo Branco
Direção Planeamento de Rede

41

Encontros da Ligação 2015
42

Encontros da Ligação 2015
43

Encontros da Ligação 2015
Encontros da Ligação 2015
Lídia Tavares
Direção Comercial
09H30 - Receção e café de boas vindas

10H00 - Abertura da sessão

1.º Painel | LIGAR À REDE BT E IP
2.º Painel | LIGAR À REDE MT

11H30 - Intervalo para café

3.º Painel | LIGAR À REDE AT
4.º Painel | LIGAR PRODUTORES DE ENERGIA
5.º Painel | QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA

13H30 - Encerramento

13H45 - Almoço

44

Encontros da Ligação 2015
Ligar Produtores

Enquadramento SEN
Sistema Elétrico
Nacional

(1) (2) (2) (1) Operação de Logística
Produção Transporte Distribuição Comercialização Mercados Mudança de
Comercialzado
r

Potência

PRO PRE
PRO
Produção em Produção em
Regime Ordinário Regime Especial PRE
UPAC
Atividades:
(1) Em regime de mercado UPP
(2) Em regime de concessão

BT MT AT MAT Rede

45

Encontros da Ligação 2015
Ligar Produtores
Tramitação da ligação de uma instalação de produção à RESP (*)
Processo
Fase Pedido de Ligação
1. Processo inicia com o ORD.

2. Pedido de viabilidade
(capacidade de receção).

3. Objetivo, obter licença de
produção junto da DGEG.

4. Passos seguintes:

Fase Construção de elementos
* Não aplicável às UPP e UPAC < 1MW de ligação e ações a cargo do
Promotor
Encontros da Ligação 2015
Unidades de Pequena Produção (UPP)

Produção a partir de energias renováveis, vendida na sua totalidade à RESP,
baseada em uma só tecnologia de produção, cuja potência de ligação à rede seja
igual ou inferior a 250 kW.

D. Lei nº 153/2014 de 20 Out, Portarias nº 14 e
15/2015 de 23 Jan.

Na generalidade mantém os requisitos
definidos na anterior legislação da micro e
miniprodução.

Encontros da Ligação 2015 47
Unidades de Pequena Produção (UPP)

Esquema de ligação
Contador
UPP Produção
Ligação
partilhada

Rede
Contador
Consumo
Consumo com consumo
Notas:

1. O contador de produção, modem e cartão de comunicações é propriedade do produtor;

2. UPP com ligação na MT, devem ser acompanhados pela EDP Distribuição através do
Gestor da Direção Comercial;

3. A topologia de ligação das UPP terá de observar umas das soluções de ligação
referenciada e publicada no SERUP (www.dgeg.pt);

4. Proteções de Interligação nas ligações à Rede MT.

Encontros da Ligação 2015 48
Unidades de Produção para Autoconsumo (UPAC)

Produção a partir de energias renováveis ou não renováveis destinada ao
autoconsumo na instalação de utilização associada à unidade produtora, com ou
sem ligação à rede pública, e sem prejuízo do excedente de energia produzida ser
injetado na RESP.

No ato de registo de uma UPAC deve ser
indicada a pretensão de injetar energia
na rede e a respetiva potência de injeção.
A potência instalada na UPAC
não pode ser superior a duas
vezes a potência de injeção na
rede.

D. Lei nº 153/2014 de 20 Out, Portarias nº 14 e 15/2015 de 23 Jan.

Encontros da Ligação 2015 49
Unidades de Produção para Autoconsumo (UPAC)

Condições de acesso

Condições de Acesso
Potência Sem venda à
Com venda à RESP
RESP
Isenta de controlo
≤ 200 W
prévio
Registo prévio e certificado de
exploração
Mera comunicação
> 200 W ≤ 1,5 kW
prévia

> 1,5 kW ≤ 1 MVA Registo prévio e certificado de exploração

> 1 MVA Licença de produção e licença de exploração

Encontros da Ligação 2015 50
Unidades de Produção para Autoconsumo (UPAC)

ou equipamento
bidirecional
UPAC ≤ 1,5 kW UPAC > 1,5 kW
Contador
Consumo
Sem venda

Contador Venda
UPAC UPAC Produção

Rede Rede
Contador Contador Contador
Consumo Consumo
Consumo Consumo Venda

Com dois Contadores Com Contador bidireccional
Com venda (1)

Contador Contador
UPAC Produção UPAC Produção

Rede Rede
Contador
Contador Contador
Consumo Consumo Consumo
Consumo Venda
Venda

(1) Potência instalada na UPAC < 1 MW

Encontros da Ligação 2015 51
Produtores
Para mais informação …… e em …. www.edpdistribuicao.pt
Ver em
Manual de Ligações à rede

Encontros da Ligação 2015 52
Produtores
Para mais informação ….. e em …. www.edpdistribuicao.pt

EDP Distribuição
Telef. 808 100 100
DCM_PE@edp.pt

Fale connosco

Encontros da Ligação 2015 53
Painel Ligar Produtores
A produção descentralizada e o impacto na gestão do sistema

Coordenador| Aurélio Blanquet
Diretor Automação e Telecontrolo

José Medeiros Pinto
APREN Associação de Energias Renováveis

Convidados Jaime Guisado
Direção Despacho e Condução

Convidados António Amorim
Diretor Gestão de Energia

54

Encontros da Ligação 2015
55

Encontros da Ligação 2015
Encontros da Ligação 2015 56
Encontros da Ligação 2015
Nuno Melo
Direção de Despacho e Condução
09H30 - Receção e café de boas vindas

10H00 - Abertura da sessão

1.º Painel | LIGAR À REDE BT E IP
2.º Painel | LIGAR À REDE MT

11H30 - Intervalo para café

3.º Painel | LIGAR À REDE AT
4.º Painel | LIGAR PRODUTORES DE ENERGIA
5.º Painel | QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA

13H30 - Encerramento

13H45 - Almoço

57

Encontros da Ligação 2015
Qualidade de Serviço Técnica
O que é?

Qualidade de Serviço

Comercial Técnico
Relacionado com: Relacionado com:
• Aspetos de comunicação • Continuidade de Serviço
• Serviços prestados ao Cliente • Qualidade de Energia Elétrica

Regulamento da Qualidade de Serviço do Setor Elétrico - RQS

Encontros da Ligação 2015 58
Qualidade de Serviço Técnica
Continuidade de serviço

Indicadores gerais e indicadores individuais

Rede AT Rede MT Rede BT
Indicadores Gerais
SAIFI TIEPI SAIFI
• Desempenho global da rede
SAIDI SAIFI SAIDI
• Características da rede
MAIFI SAIDI
• Responsabilidade do ORD
END
MAIFI

Indicadores Individuais
• Desempenho da rede – Clientes
Instalação individual do cliente
Número de interrupções

Duração total das interrupções

Encontros da Ligação 2015 59
Qualidade de Serviço Técnica
Continuidade de serviço

- 90%

Evolução do TIEPI MT total (min.)

TIEPI MT – Tempo de interrupção equivalente da potência instalada na rede MT

Encontros da Ligação 2015
Qualidade de Serviço Técnica
Qualidade de Energia Elétrica
Os operadores das redes devem proceder à caracterização da tensão nas redes que
exploram, devendo efetuar medições das seguintes características da tensão:

Fenómenos contínuos Eventos de tensão
• Cavas de tensão;
• Frequência;
• Sobretensões (swells);
• Valor eficaz da tensão;

• Tremulação (flicker);

• Desequilíbrio do sistema trifásico de tensões;

• Distorção harmónica.

Em condições normais de exploração, as características da onda de tensão de alimentação nos PdE
devem respeitar:
• Em MAT, o disposto no Procedimento n.º 10 do MPQS;
• Em AT, MT e BT, o disposto na norma NP EN 50160.

Encontros da Ligação 2015 61
Qualidade de Serviço Técnica
Qualidade de Energia Elétrica – Divulgação de resultados
A EDP D publica desde 2014 na internet resultados de QEE das campanhas de monitorização realizadas a
nível nacional, em subestações AT/MT e em PTD.
Os resultados podem ser consultados na área da QEE no site www.edpdistribuicao.pt

1

2

Primeiro, selecionar a NUT III Depois, selecionar a Por fim, verificar a informação de
pretendida instalação pretendida fenómenos contínuos (1) e de
eventos de tensão (2)
Encontros da Ligação 2015
62
Qualidade de Serviço Técnica
Qualidade de Serviço Técnico no RQS

Artigo 10.º
1 – Os operadores das redes são responsáveis pela qualidade de serviço técnica,
perante os clientes ligados às redes independentemente do comercializador com quem
o cliente contratou o fornecimento.

Rede Cliente

Artigo 11.º
1 – As entidades com instalações elétricas ligadas às redes são responsáveis pelas
perturbações por si causadas no funcionamento das redes ou nos equipamentos de
outras instalações elétricas.

Encontros da Ligação 2015 63
Qualidade de Serviço Técnica
Qualidade de Energia Elétrica

Antes de ligar à rede de distribuição .…

Que equipamentos e sistemas?
Quais as suas características?
Quais as exigências de QEE?
Qual a QEE expectável?
….

Encontros da Ligação 2015
Qualidade de Serviço Técnica
Campanha “A Qualidade de Serviço Cabe a Todos”

A ERSE dinamiza o Grupo de Acompanhamento do Regulamento da
Qualidade de Serviço do setor elétrico.

A Campanha "A Qualidade de Serviço Cabe a Todos" pretende
criar uma rede de parcerias com instituições-chave do
Sistema Elétrico Nacional, no sentido de sensibilizar os
utilizadores das redes elétricas de que a melhoria da
qualidade de serviço deve contar com a contribuição de
todos, sendo uma responsabilidade global.

Durante o lançamento desta campanha (no dia 02 de junho de
2015) foi apresentada a primeira iniciativa que tem por
objetivo a sensibilização para a necessidade de Manutenção
de Postos de Transformação de Cliente.

Encontros da Ligação 2015 67
Qualidade de Serviço Técnica
Para mais informação ……
Ver em
Manual de Ligações à rede

e em www.edpdistribuicao.pt

Encontros da Ligação 2015 68
Painel Qualidade de Serviço
A qualidade de serviço é uma responsabilidade que cabe a todos

Coordenador| Ferreira Pinto
Diretor Despacho e Condução

Henrique Costa
Empresa Filkemp

Convidados Paulo Gomes
Direção Manutenção

Convidados Catarina Silva
Direção Planeamento de Rede

69

Encontros da Ligação 2015
A QEE depende de todos … Trânsitos de energia

Registo de cava de tensão Distorção harmónica

Encontros da Ligação 2015
no site www.erse.pt e www.edpdistribuicao.pt

Encontros da Ligação 2015 71
ENCONTROS DA LIGAÇÃO 2015

António Martins da Costa, Conselho de Administração Executivo

Lisboa, 26 de novembro de 2015

Encontros da Ligação 2015 72