You are on page 1of 4

UMA DESCULPA FRÍVOLA

"Enquanto o teu servo estava ocupado com outras coisas, o homem


desapareceu. 'Essa é sua sentença', disse o rei de Israel. 'Você mesmo
a pronunciou'" (1Reis 20.40).

Aqui está uma desculpa que condenou o homem que a deu. O homem
na história do profeta recebeu a ordem de vigiar um prisioneiro, e era
seu primeiro dever fazer isso, mas ele preferiu seguir seus próprios
desejos e cuidar de coisas particulares, e assim o prisioneiro
"desapareceu".

Um homem precisa estar muito enrascado mesmo quando ele não pode
forjar uma desculpa. Esta é uma desculpa muito comum para a perda da
alma. "Eu estava muito ocupado e não tive tempo para cuidar da
religião."

É claro que ele tivera a capacidade de ter cuidado do negócio do rei,


pois ele tinha cuidado do seu. Sua desculpa foi uma confissão de que
tinha sido voluntariamente desobediente.

I. É UMA DESCULPA QUE ALGUNS NÃO PODEM USAR.

1. Eles têm poucas coisas com que se ocupar. São pessoas nobres,
ou senhoras sem nenhuma ocupação, ou pessoas de muito lazer,
ou inválidos que não podem fazer nada para ganhar a vida, e,
portanto, têm muito tempo para a reflexão e a leitura.

2. Já fizeram todo o trabalho difícil, estão aposentados e acham


difícil passar o tempo.

3. Eles nunca estão ocupados, pois são ociosos a quem nada pode
provocar a trabalho. Só matam o tempo.
II. É UMA DESCULPA QUE PARA ALGUNS NÃO É VÁLIDA.

1. Não há necessidade nenhuma de estar tão ocupado. Muitas


pessoas fazem de si mesmos escravos com vistas a lucro,
quando podiam ganhar o suficiente para suas necessidades e
ainda ter lazer abundante para cuidar de suas almas.

2. Ter crido no Senhor teria diminuído o cuidado necessário da


vida, e assim a pressão de negócios estaria mais leve. O fato é
que nenhum homem pode arcar com o preço de perder sua alma,
porque assim ele impede a sua própria obra de vida.

3. Acha tempo para outras coisas necessárias - comer, beber,


vestir, conversar e dormir. E não tem tempo de alimentar sua
alma, de beber a água viva, de se vestir com a capa da justiça,
da retidão, de conversar com Deus e encontrar descanso em
Cristo?

4. Você tem tempo para diversão. Pense nas muitas horas


desperdiçadas em conversa fiada, em leitura que não é
proveitosa. Se lhe oferecem um feriado ou o entretenimento de
uma noite, você cria tempo se não o tem. Você tem, então,
tempo para assuntos de peso.
5. Você acha tempo para julgar os outros, questionar grandes
verdades, descobrir dificuldades e discutir ninharias. Você não
tem tempo para se examinar, estudar a Palavra, e buscar o
Senhor? Claro que tem; onde é que está?

III. É UMA DESCULPA QUE ACUSA A PESSOA QUE A FAZ.


1. Você apreciou muitas misericórdias em seu trabalho diário, pois
tem sido possível dar atenção ao seu trabalho; estas não devem
ter ganhado sua gratidão?

2. Você tem visto muitos problemas, enquanto está ocupado aqui


e ali; por que eles não o levaram a Deus?

3. Você tem capacidades para negócios, e estas deviam ter sido


usadas para Deus. Ele não lhas deu? Por que gastá-las em seu
próprio ganho de dinheiro egoísta?
IV. É UMA DESCULPA QUE FERIRÁ A LEMBRANÇA DE
ALGUNS.

 Ter trabalhado duro por nada: viver duramente e ainda


falhar, e morrer pobre por fim, será triste.

 Ter de deixar tudo quando você conseguiu acumular riqueza


será duro. Contudo tem de ser.
V. É UMA DESCULPA QUE NÃO RESTAURA A PERDA.

 Se você perdeu o tempo, certamente ele lhe foi confiado, e você


será chamado para prestar contas dele: mas não pode recuperá-
lo, nem repor a perda.

 Que terrível ter gasto uma vida em viagens ociosas, passeios,


lendo romances etc. e não reservado espaço algum para servir a
Deus e conhecer o Redentor.

 Homens fazem pior do que isso: pecam, levam outros a pecar,


inventam modos de matar o tempo, e depois dizem que não têm
tempo.

 Dão suas mentes a pensamento céticos, propagar ateísmo, minar


a Escritura, ou discutir contra o evangelho, e, contudo, não têm
tempo para crer e viver!

 Jovens usem o tempo enquanto lhes pertence.

 Idosos gastem bem o restante de seus dias.

 Cristãos cuidem bem das almas de suas crianças, para que não
escapem de sua influência enquanto estão ocupados para cá e
para lá.
 Crentes experientes cuidem de sua própria alegria no
Senhor, para que não o percam na multidão.
 Deus fala com frequência, e os homens não o ouvem porque
outras vozes os ensurdecem.

 Nero, quando Roma estava faminta, mandou navios para


Alexandria, não para trazer milho para as pessoas que passavam
fome, mas para buscar areia para a arena. Ele tocou violino
enquanto Roma estava em chamas. Não existem tantos que são
cruéis consigo mesmo?

 Não estão gastando em divertimento passageiro as preciosas


horas que deveriam ser usadas em buscar prazeres para a
eternidade?

 Seja qual for a negligência que ache entrada em seus estudos,


ou em suas buscas de prazer ou de negócios, que haja um ponto,
pelo menos, no qual você esteja sempre de olho, sempre vivo.
Isto é, na realização de seus deveres religiosos.

 Que nada o induza, mesmo por um dia, a negligenciar a leitura


da Bíblia.

 Você sabe o valor da oração; é preciosa acima de todo preço.


Nunca, nunca o negligencie.

 É triste pensar em como seus corações e tempo são tão tomados


com coisas terrenas, que não têm lazer para buscar a Cristo e as
coisas que pertencem à sua paz eterna.

 "Eu tenho apenas uma alma, e vou valorizá-la."


Muitos têm buscado sombras e entretenimento com sonhos.
Têm estado a entesourar o pó e a divertir-me com o vento.

Related Interests