You are on page 1of 29

Orquestra de Metais e Percussão

1
AURELIANO CRISPIM DA SILVA

CASADO- BRASILEIRO

R: MAJOR RICARDO GUIMARÃES, Nº 575 – PARQUE RIBEIRÃO – RIBEIRÃO PRETO SP.


CEL. (16) 9 9169-1405- E-mail: musicalturbo74@gmail.com

CURSOS EXTRACURRICULARES

· ESCOLA DE MUSICAL E ARTÍSTICA CONTRA PONTO

· CURSO DE REGENCIA WR. EDUCACIONAL

· CURSO DE CANTO CORAL WR. EDUCACIONAL

· PRÓ BANDAS. OFICINAS TÉCNICAS PARA MUSICO E MAESTRO

· ESCOLA DE MUSICA ORQUESTRA SINFONICA DE RIBEIRAO PRETO

· CORO SINFONICO PROFICIONAL DA ORQUESTRA SINFONICA DE RIBEIRAO


PRETO

· OFICINA CULTURAL CANDIDO PORTINARI. OFICINA DE TÉCNICA E


MUSICALIZAÇÃO PARA PERCUSSÃO

· CAPACITAÇÃO. TERRRITÓRIOS PARA EDUCADORES: DIALOGO, PERTENÇA E


PARTICIPAÇÃO REALIZADO PELA REDE MARISTA DE SOLIDARIEDADE EM
PARCERIA COM O CONSELHO TUTELAR MUNICIPAL DOS DIREITO DA
CRIANÇA E ADOLECENTE DE RIBEIRÃO PRETO

· CAPACITAÇÃO. ESCOLA DA INTELIGENCIA: LIDERANÇAS A EDUCAÇÃO


SOCIOEMOCIONAL TRANSFORMA REALIZADO PELO INSTITUTO ALGUSTO
CURY

· CAPACITAÇÃO. TERRRITÓRIOS PARA EDUCADORES: RELAÇÕES, CONFLITOS E


INTERVENÇOES POSSIVEIS REALIZADO PELA REDE MARISTA DE
SOLIDARIEDADE EM PARCERIA COM O CONSELHO TUTELAR MUNICIPAL DOS
DIREITO DA CRIANÇA E ADOLECENTE DE RIBEIRÃO PRETO

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

2
 Trabalho á 25 anos com Educação Infantil musica em Escolas, ONGs e Projetos
sociais.
Escaleta, Flauta doce, Coral infantil, Banda Marcial, Fanfarra, Percussão
Orquestra de Percussão e metal

 Escola Municipal Egydio Pedreschi Centro Educação Especial


Cargo: Professor de musica

 Educação Especial Banda marcial Irineu santa Catarina Cidade de Cravinhos


Cargo: Professor de musica

 E.E. GLETE DE ALCANTARA


CARGO: Professor de Banda marcial.

 E.E. Dr. Guimaraes júnior


CARGO: Professor de Banda marcial.

 EMEF. Professor Dr. Waldemar Roberto


CARGO: Professor de Banda Marcial

 Escola Estadual Aymar Baptista Prado


CARGO: Professor de flauta doce

 E.M.E.F PROF. RAUL MACHADO


CARGO: Professor de flauta doce

 E.E. Geraldo Correia de Carvalho


CARGO: Professor de FANFARRA

 Escola - Joao Palma Guião Doutor


CARGO: Professor de BANDA MARCIA

 E.E. Jardim Progresso


CARGO: Professor de XADREZ E CORAL INFANTIL.

 E.E. Prof. José Lima Pedreira De Freitas


CARGO: Professor de INFORMATICA.

3
 OCA ORGANIZAÇÃO E CIDADANIA ATIVA
CARGO: Educador social fanfarra, coral infantil, flauta doce, jogos.

Índice

01 – Introdução............................................................................................03

02 – Objetivos do Projeto............................................................................04

03 – Desevolvimento..................................................................................04

04 – Publico Alvo .......................................................................................05

05 – Instrumentos utilizados......................................................................05

06 – Justificativa........................................................................................06

07 – Finalizando........................................................................................06

4
ORQUESTRA DE METAIS E PERCUSSÃO

Música

“A arte que estimula a compreensão do mundo...”.

I – Introdução

O trabalho com arte musical é o espaço facilitador para que os educandos sejam
capazes de expressar a sensibilidade, percepção e imaginação, dando oportunidades
sobre suas atitudes pessoais e coletivas.

A arte musical tem a capacidade de estimular os educandos a realizarem


produções artísticas, fazendo o uso de material diverso, instrumentos e procedimentos
variados.

Segundo o PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais) do MEC, Volume VI:

“ o conhecimento da arte abre perspectivas para que o aluno tenha uma


compreensão do mundo na qual a dimensão poética esteja presente: a arte
ensina que é possível transformar continuamente a existência, que é preciso
mudar referencias a cada momento, ser flexível. Isso quer dizer que criar e
conhecer são indissociáveis e flexibilidade é condição fundamental para
aprender.”

A música trabalha de forma consciente, visa desenvolver no aluno


autoconfiança, conhecimento artístico e respeito pelas diversas e diferentes produções
musicais, facilitando ao mesmo tempo, meios apara abrir novos horizontes.

E segundo a lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, que determina que a música
deva ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica, determinado assim que todas as
escolas públicas e privadas do Brasil devem incluir o ensino de música em suas grades
curriculares. Sendo que “O objetivo não é formar músicos, mas desenvolver a criatividade, a
sensibilidade e a integração dos alunos”.

As Fanfarras, Bandas de Percussões e Bandas Márcias têm tomado parte


em importantes momentos da vida social do país, estando presente, ininterruptamente
na iniciação musical da juventude. A longevidade dessa formação musical se deve a
vários fatores, principalmente pela relativa facilidade de organização, pequeno
investimento e o grande efeito sonoro produzido por seus instrumentos.

II – Objetivos do projeto
5
 Formação da Banda de Percussão ou Fanfarra ou Banda Marcial de
instituição de ensino Publica ou Particular.

· Proporcionar aos alunos o contato com valores implícitos no ensino musical,


dentre eles; a concentração, a disciplina, o trabalho em grupo, o respeito
às diferenças e a apuração da sensibilidade.

· Promover o desenvolvimento de comunicação e interação nos jovens,


estimulando o desenvolvimento cognitivo, afetivo, sensorial e motor.
· Fomentar no jovem o sentimento de fazer parte de um grupo, com cada um
cumprindo seu papel por um denominador comum.

· Proporcionar aos educandos a apreciarem, desfrutarem e julgarem os valores


da música.

· Valorizar as culturas musicais, produzidas ao longo da nossa história e na sua


atualidade.

· Despertar talentos, respeitando as habilidades e competência década aluno;

· Representação da escola em: festividades, desfiles cívicos e competições.

III – Desenvolvimento:
O projeto que apresentamos será desenvolvido em três etapas:
1ª Etapa:
Explanação e apresentação do projeto (teoria e prática)

Inscrições dos alunos

Formação da equipe de apoio (pais, professores, comunidades)

2ª Etapa:
Serão ministradas aulas com os seguintes conteúdos:
· ORDEM UNIDA

Alinhamento

Marcha

Garbo

Cobertura

Uniformidade e instrumental

6
· NOÇOES BÁSICAS DE TEORIA MUSICAL

Melodia

Ritmo

Harmonia

Afinação

· PRÁTICA MUSICAL

Aplicada individualmente, em naipes e/ou em todo grupo.

3ª Etapa:

Formação da Banda de Percussão ou Fanfarra ou Banda Marcial

OBS: A atividade do grupo ficara durante o tempo determinado pela


instituição de ensino ao decorrer do ano.

IV – Público alvo

O projeto será desenvolvido com alunos, de ambos os sexos, matriculados na


instituição de ensino e que voluntariamente tenham interesse em participar das
atividades.

A capacidade de atendimento do projeto será estipulada pela instituição de


ensino aonde o projeto será implantado.

V – Instrumentos utilizados

Os instrumentos que serão utilizados variaram de acordo da categoria do grupo de


musica que a instituição implantar, sendo esses:

VI – Justificativa

Acreditamos que que um grupo como Banda de Percussão ou fanfarra ou Banda


Marcial é sem dúvida alguma, uma das melhores e mais simples sementes que se
pode plantar para um desenvolvimento eficaz da vida musical dentro de uma
instituição de ensino.
7
O impacto de nosso trabalho é algo que traz benefícios imensuráveis a nossos
jovens, tão carentes de cultura artística.

Por outro lado ainda, estaremos colaborando para “ocupar” de forma sadia, o
tempo ocioso de adolescentes que terão na fanfarra um objetivo de ser seguido. Lá
irão encontrar e conviver com outros jovens que estão protegidos dos vícios e da vida
criminosa, pois encontram na música uma nova maneira de enxergar o mundo.

VII – Finalizando

Há mais de 100 anos, o escritor e filósofo alemão Friedrich Nietzsche afirmou que
“Sem a música, a vida seria um erro.”

O projeto acredita na força da música como ferramenta de transformação social.


Na medida em que participa das aulas coletivas, o jovem socializa-se, adquire senso
de cidadania e responsabilidade, tem com novos valores e amplia, de maneira
definitiva seu horizonte cultural, enriquecido pelos infinitos dialetos contidos na
linguagem universal da música.

A importância das Bandas & Fanfarras

Educando para a vida

O primeiro aspecto importante da prática de uma banda ou fanfarra, seja para


crianças e jovens dentro de um ambiente escolar, seja para indivíduos de qualquer
idade e grupo, é a socialização prática. A disciplina cooperativa necessária à prática
musical de uma banda ou fanfarra leva seus participantes da ação para a interação em
grupo.

A primeira conseqüência pedagógica dessa característica é que cada integrante


passa a agir com mais autonomia, iniciativa própria e consciência de grupo. Esse
aprendizado é fundamental, tanto na continuação da prática musical, quanto para a
vida em sociedade.

Esse aspecto, por si só, já é motivo suficiente para a prática das Bandas e
Fanfarras, mas sua atuação na formação do individuo vai muito mais longe.

Educando para a música

Para muitos, dentre eles vários profissionais, vale o preconceito de que uma
banda ou fanfarra é uma entidade inferior dentro do universo da música. É claro que,
para ouvidos educandos com a herança melódica da nossa cultura, somada à
crescente complexidade timbrística e rítmica da música contemporânea, uma banda
ou fanfarra possa soar como algo demasiadamente. Esse, porém não é um critério
valido, nem para arte, nem para a vida. As limitações melódicas determinadas pela
natureza dos instrumentos utilizados permitem, por outro lado, que as melodias
trabalhadas sejam mais transparentes e explícitas do que num arranjo orquestral.
Essa transparência e simplicidade favorecem, pedagogicamente, o desenvolvimento
do conceito de melodia nos seus praticantes.
8
O sonho e a realidade

Finalizando, podemos dizer que, de todos os conjuntos musicais idealizados pelo


homem ao longo de sua história, é a orquestra sinfônica, sem dúvida, o mais complexo
e rico em timbres. Ela conta com a participação da grande maioria dos instrumentos
em uso hoje em dia, e possui um repertório vasto e de grande qualidade artística.

Assim sendo, seria um ideal a se conquistar que cada escola pudesse como
fruto de sua educação musical, formar uma orquestra. Esse ideal se defronta com uma
série de dificuldades técnicas e, principalmente, financeiras. O que fazer? Abandonar o
ideal? Com certeza não! Mas sim encarar a realidade.

Uma sociedade, ao cuidar da formação de seus membros, não tem a obrigação


de cultivar todos os aspectos até as suas últimas instâncias; mas tem, sim, a
obrigação irrefutável de plantar, em terrenos preparado, as sementes necessárias para
o desabrochar de uma sociedade justa e culturalmente fértil.

Uma banda ou fanfarra é, sem dúvida alguma, umas das melhores


e mais simples sementes que se pode plantar para um desenvolvimento eficaz da vida
musical dentro de uma sociedade. Um impulso de boa vontade e, em pouco tempo,
você terá uma banda e fanfarra germinando a alegria e a arte de seus integrantes e
convidados

Eu tenho algum instrumental que pode tar somando para contribuir

Instrumentos Quantidades

Trompete 3

Trombone 3

Lira 2

Pandeiro meia lua 1

Caixa 5

9
Bumbo 4

Estante de partitura 7

Prato A/2 2 par

FANFARRA OCA

10
11
12
13
14
15
16
17
BANDA MARCIAL DA ESCOLA ESTADUAL JOÃO PALMA GUIÃO

18
BANDA MARCIAL PROFESSORA GLETE DE ALCANTRARA

19
BANDA MARCIAL ESCOLA MUNICIPAL VALDEMAR ROBERTO

20
21
GRUPO DE FLAUTA DOCE DA ESCOLA ESTADUAL AYMAR BATISTA

22
FANFARRA ESCOLA RAUL MACHADO

23
TURMINHA DE SOPRO E PERCUSSÃO DA OCA IDADE 6 A 10 ANOS
24
BANDA MARCIAL GLETE

25
FESTA JUNINA DA OCA 2018

26
27
FANFARRA DA ESCOLA ESTADUAL GERALDO CORREIA DE CARVALHO

28
29