I - HISTÓRICO O Colégio Vera Cruz Recife, sendo uma escola católica, optou desde a sua fundação, na década de 30, por

uma filosofia cristã. Trabalhando para a formação de um ser humano melhor, capaz de construir um mundo melhor, tendo como base de ação os princípios do saber, da ética, do trabalho e do progresso. Para cumprir seus objetivos, os educadores do Colégio Vera Cruz reavaliaram suas práticas metodológicas e redefiniram suas ações pedagógicas. Neste momento diante das mudanças na nova Lei de Educação Nacional e diante de um mundo em contínua transformação, muitas inquietações e reflexões sobre o que, quando, como e para que ensinar e aprender envolve a todos os educadores, pais e sociedade. Uma análise da situação mundial e brasileira nos mostra a realidade de um mundo global em um Brasil pluralista onde a disparidade e, ao mesmo tempo, a independência entre paises e regiões tornam mais evidentes os desequilíbrios entre “excluídos” e “incluídos”gerando a violência, o egoísmo, a competitividade inescrupulosa. Embasada na nova lei Federal nº 11.114/2005 de 16/05/2005 e nº11.274 de 06/02/2006, que estabelece as Diretrizes e Bases da educação Nacional, dispondo sobre a duração de 9 (nove) anos para o Ensino Fundamental, com matricula obrigatória a partir dos 6 anos. O desafio de conciliar progresso e respeito humano num mundo que vive a globalização cultural e econômica, onde as pessoas experimentam o conflito de tornarem-se cidadãos do mundo sem perder suas raízes étnico-culturais, é uma tarefa árdua que cabe à escola exercer uma prática educativa planejada ao longo de vários anos na vida dos alunos. Dessa forma a escola como espaço de construção da cidadania quer colocar em relevância as discussões e reflexões sobre os direitos humanos, o preconceito, a ética, a solidariedade, o coletivismo, e a justiça social. O Colégio Vera Cruz, acredita numa educação que busque uma prática intencionalizada que contribua para a construção de uma humanidade renovada.

II – FINALIDADES E OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO A finalidade da educação é a promoção humana ou humanização, ou seja, uma contínua e crescente libertação da situação através da conscientização entendida como tomada de consciência dos fatores que limitam ou tolhem o ser humano: os naturais ou determinantes e os culturais ou condicionantes.Uma vez que a libertação é obra da liberdade e esta depende fundamentalmente da livre opção do sujeito humano, a ação do educador fica restrita à conscientização e à avaliação de seus efeitos. Lembremos, mais uma vez, que entendemos por conscientização, não a doutrinação ou ideologização, mas a ação pela qual se dá condições a alguém de realmente tomar consciência de qual seja a sua atual situação. Quanto à avaliação, é necessário encará-la com serenidade, pondo de lado os preconceitos e os sentimentos negativos que a sua simples menção desencadeia, em decorrência das experiências negativas a que nos submeteu o tecnicismo pedagógico. Uma ação tão normal e corriqueira foi, de fato, transformada em verdadeiro tormento! A verdade é que a avaliação é uma tarefa do nosso dia a dia. Estamos continuamente verificando a situação em que nos encontramos e julgando-a à luz de critérios (valores) para tomarmos as decisões que nos parecem mais acertadas O mesmo vale para a educação. O ato central da avaliação é, assim, uma análise da situação, um diagnóstico a respeito dos fatores nela implicados para, uma vez constatado o estado em que se encontram , estarmos de posse de uma base sólida para tomada de decisões sobre o que fazer para que o processo educacional não fuja, mas prossiga orientado para a sua finalidade: a promoção humana.Este que fazer resultante da avaliação da situação constitui exatamente o

que, em linguagem pedagógica, denominamos objetivo. Portanto, um objetivo educacional é, sim, uma meta a ser atingida. Mas não uma meta qualquer, fixada ao acaso, ao sabor da inspiração ou, pior ainda, copiado de algum elenco pré-fabricado - desgraçadamente, já houve até quem publicasse uma espécie de receituário de objetivos! Um objetivo educacional é, na verdade, a tradução concreta para o aqui e o agora, para uma determinada situação, da finalidade da educação, ou seja, da promoção humana. Assim sendo, a pergunta a ser feita para se obter um objetivo, deverá ser: "que fazer, dada esta situação, aqui e agora, para que o(s) educando(s) tenha(m) condições de se tornarem dela conscientes de modo a poderem transformá-la, libertando-se e tornando-se mais humano(s)? A pergunta é, aparentemente, muito simples, mas envolve o extremamente complexo aqui e agora da situação, dificilmente detectável em toda a diversidade e em toda a gama dos fatores com que, em cada sujeito humano, se apresenta.

III – FINALIDADE E OBJETIVO DA INSTITUIÇÃO

A escola é o lugar de concepção, realização e avaliação de seu projeto educativo, uma vez que necessita organizar seu trabalho pedagógico com base em seus alunos. Nessa perspectiva, é fundamental que ela assuma suas responsabilidades, sem esperar que as esferas administrativas superiores tomem essa iniciativa, mas que lhe dêem as condições necessárias para levá-la adiante. FORMAR O EDUCANDO COMO UMA PESSOA HUMANA COMPLETA E CRISTÃ. Proporcionar à criança e ao jovem uma educação integral, com a possibilidade de desenvolver suas potencialidades. Uma educação baseada nas virtudes cristãs e cívicas, na qual os valores naturais são assumidos na visão completa do homem redimido por Cristo e contribuem para a transformação da Sociedade. Levar o educando à compreensão dos direitos e deveres da pessoa humana, do cidadão, do Estado, da família e dos demais grupos que compõe a comunidade. Enfim formá-lo como pessoa humana, livre e capaz de usar a liberdade para construir um mundo melhor e participar na obra do Bem Comum; CAPACITAR O EDUCANDO PARA O FUTURO Preparar o educando para o futuro, fornecendo-lhe os conhecimentos básicos, para que se desenvolva progressivamente e de acordo com suas diferenças individuais. Ao mesmo tempo, colaborar para o desenvolvimento das suas aspirações e potencialidades, nos diferentes estágios de seu crescimento intelectual, oferecendo-lhe um amplo e fundamentado conjunto de conhecimentos durante o seu processo de escolarização. PREPARAR O EDUCANDO COMO CIDADÃO PARTICIPANTE DA SOCIEDADE E DO MEIO-AMBIENTE Levar ao educando os conceitos de respeito à dignidade e às liberdades fundamentais do homem. Transmitir-lhe os ideais de fortalecimento da unidade nacional e da solidariedade

internacional, de preparo do indivíduo e da sociedade para o domínio dos recursos científicos e tecnológicos que lhe permite utilizar as possibilidades e vencer as dificuldades do meio, contribuindo para a transformação social. Transmitir o conhecimento necessário para que o educando, no futuro, saiba como utilizar os recursos naturais não esquecendo de respeitar e preservar o meio-ambiente. Preparar o aluno para o exercício consciente da cidadania, procurando transmitir-lhe o sentido real de responsabilidade, de autoconfiança e de preservação dos valores morais e cívicos de nossa sociedade. O Colégio Vera Cruz acredita em quatro princípios como valores que governam a instituição: o saber, a ética, o trabalho e o progresso. Saber é a consciência que o homem tem do universo e das teorias criadas para explicar a natureza, a vida e os seus mistérios. O homem cria o saber, e este o transforma, propondo-lhe novos desafios. O saber é a luz que permite, ao homem, escolher seu caminho. Ética é a arte de bem proceder, caminho único para se alcançar o bem supremo: a felicidade. Para tanto, não deve o homem apenas deixar de fazer o mal, mas fazer o bem sempre que possível, como forma de evitar algum mal que resulte de não haver praticado o bem. Trabalho é a aplicação da forças e faculdades humanas (razão, sentimento e vontade), para alcançar determinado fim. O verdadeiro trabalho não se faz só com as mãos, mas também com a razão e o coração; enquanto trabalha, o homem transforma a natureza, a sociedade e, principalmente, a si mesmo. Progresso é movimento, marcha para frente, avanço, evolução, melhoria, civilização e desenvolvimento, do qual resulta a acumulação de bens materiais e crescimento intelectual e moral capazes de transformar a vida e de conferir-lhe maior significado. Em resumo, a essência do Colégio Vera Cruz baseia-se na construção do saber, na consciência ética, na força do trabalho e no progresso humano.