You are on page 1of 3

SINAIS DE ALERTA

Aqui estão alguns sinais de alerta que pais e professores devem de ter em atenção
quando suspeitam da existência de problemas nas competências de leitura e escrita nos
seus filhos ou alunos:

DURANTE A INFÂNCIA:

-- Atraso na aquisição da linguagem. Começou a dizer as primeiras palavras mais


tarde do que o habitual e a construir frases mais tardiamente.

-- Apresentou problemas de linguagem durante o seu desenvolvimento,


dificuldades em pronunciar determinados sons, linguagem ‘abebezada’ para além
do tempo normal.

-- Apresentou dificuldades em memorizar e acompanhar canções infantis e a rima


das lenga-lengas.

-- Dificuldade em se aperceber que os sons das palavras podem dividir-se em


bocados mais pequenos.

-- Entre muitos outros sinais (...).

NA IDADE ESCOLAR:

-- Lentidão na aprendizagem dos mecanismos da leitura e escrita.

-- Erros por dificuldades na descodificação grafema-fonema. Dificuldade em


compreender que as palavras se podem segmentar em sílabas e fonemas.
-- Bastantes dificuldades na leitura, com a presença constante de erros e
incorrecções, inventando palavras ao ler um texto.

-- A velocidade da leitura é inadequada para a idade. Dificuldades na leitura de


pseudopalavras.

-- Apresenta dificuldades na rima de palavras.

-- Escrita com múltiplos erros ortográficos e a qualidade da caligrafia é bastante


deficiente. Lacunas acentuadas na construção frásica.

-- Salta linhas durante a leitura, na leitura silenciosa consegue-se ouvir o que está
a ler, acompanha a linha da leitura com o dedo.

-- Demora demasiado tempo na realização dos trabalhos de casa (uma hora de


trabalho rende 10 minutos).

-- Utiliza estratégias e truques para não ler. Não revela qualquer prazer pela
leitura.

-- Distrai-se com bastante facilidade perante qualquer estímulo, parecendo que


está a "sonhar acordado".

-- Os resultados escolares não são condizentes com a sua capacidade intelectual.


Melhores resultados nas avaliações orais do que nas escritas.

-- Não gosta de ir à escola ou de realizar qualquer actividade com ela relacionada.

-- Apresenta "picos de aprendizagem", nuns dias parece assimilar e compreender


os conteúdos curriculares e noutros parece ter esquecido o que tinha aprendido
anteriormente.

-- Apesar das dificuldades na escola revela ser bastante imaginativo e criativo,


com um bom raciocínio lógico e abstracto, podendo evidenciar capacidades acima
da média em determinadas áreas que não exijam a leitura e a escrita (desenho,
pintura, música, teatro, desporto, etc.).
-- Entre muitos outros sinais (...).