You are on page 1of 4

VICE-PRESIDÊNCIA

REC. ESPECIAL Nº 61887/2018 (INTERPOSTO NOS AUTOS DO(A) APELAÇÃO
82242/2017 - CLASSE: CNJ-198) COMARCA CAPITAL

RECORRENTE(S): FERNANDO JORGE SANTOS OJEDA
RECORRIDO(S): EFRAIM RODRIGUES GONÇALVES
ESPÓLIO DE OSCAR HERMÍNIO FERREIRA FILHO
REPRESENTADO PELO INVENTARIANTE OSCAR
FERREIRA BRODA

Vistos etc.
Trata-se de recurso especial interposto com fundamento no
artigo 105, inciso III, alíneas “a” e “c”, da Constituição Federal, contra o acórdão assim
ementado (fls. 1.940/1.941-TJ):

“APELAÇÃO CÍVEL – AÇÃO DE RESOLUÇÃO DE CONTRATO DE
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS ATRELADO A MANDATO COM
CLÁUSULA “AD EXITUM” – CONTRATAÇÃO DE DOIS ADVOGADOS PARA A
PROPOSITURA E ACOMPANHAMENTO DE AÇÕES DESTINADAS À RECUPERAÇÃO
DA POSSE DE VÁRIOS IMÓVEIS RURAIS – REMUNERAÇÃO HONORÁRIA DE 15%
SOBRE O VALOR DE CADA ÁREA DEFINITIVAMENTE RECUPERADA – HONORÁRIOS

Chave de acesso: 16e9ddf3-17eb-4665-90c6-841ffe47a7ab
Acesso ao documento em: http://servicos.tjmt.jus.br/processos/tribunal/consulta.aspx
Documento assinado digitalmente por: MARILSEN ANDRADE ADDARIO:3406, em 05/11/2018 17:00:48
ADVOCATÍCIOS CONDICIONADOS À VITÓRIA FINAL DEFINITIVA – REVOGAÇÃO
UNILATERAL DO MANDATO EM RELAÇÃO A APENAS UM DOS ADVOGADOS
CONTRATADOS – ALEGAÇÃO DE INADIMPLEMENTO PELA DISPENSA UNILATERAL
IMOTIVADA – PRETENSÃO À RESOLUÇÃO DO CONTRATO E CONDENAÇÃO DO
MANDANTE AO PAGAMENTO DA INTEGRALIDADE DA VERBA HONORÁRIA
PACTUADA PARA AMBOS OS ADVOGADOS – PEDIDO CONDENATÓRIO APOIADO
EM CLÁUSULA CONTRATUAL QUE DETERMINA O PAGAMENTO INTEGRAL DA
VERBA HONORÁRIA “AD EXITUM” NO CASO DE REVOGAÇÃO DO MANDATO ANTES
DO TÉRMINO DAS AÇÕES – ASSISTÊNCIA LITISCONSORCIAL OPOSTA PELO
ADVOGADO NÃO DISPENSADO CONTRA O PEDIDO DE PERCEPÇÃO INTEGRAL DA
VERBA HONORÁRIA FORMULADO PELO SEU COLEGA RESILITÁRIO – PLEITO
ASSISTENCIAL PROCEDENTE – IMPOSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO DE
RESOLUÇÃO CONTRATUAL – CONTRATO JÁ EXTINTO PELOS EFEITOS DA
RESILIÇÃO UNILATERAL (REVOGAÇÃO) – CÓDIGO CIVIL, ART. 473 C/C ART. 682, I –
NÃO CONHECIMENTO DO PEDIDO RESOLUTÓRIO – PRETENSÃO À CONDENAÇÃO
DO MANDANTE AO PAGAMENTO DA INTEGRALIDADE DA VERBA HONORÁRIA
PREVISTA NA CLÁUSULA “AD EXITUM” DO CONTRATO EXTINTO –
IMPOSSIBILIDADE – PERDA DE EFICÁCIA DA CLÁUSULA DE ÊXITO EM

Fl. 1 de 4
VICE-PRESIDÊNCIA
REC. ESPECIAL Nº 61887/2018 (INTERPOSTO NOS AUTOS DO(A) APELAÇÃO
82242/2017 - CLASSE: CNJ-198) COMARCA CAPITAL

DECORRÊNCIA DA RESILIÇÃO – CONDENAÇÃO DO MANDANTE AO PAGAMENTO
DE HONORÁRIOS PELOS SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS PRESTADOS PELO
MANDATÁRIO NO PERÍODO DE VIGÊNCIA CONTRATUAL – POSSIBILIDADE –
RECEPÇÃO DA AÇÃO COMO AÇÃO DE ARBITRAMENTO DE HONORÁRIOS –
ATUAÇÃO DO ADVOGADO EM VÁRIAS AÇÕES E RECURSOS EXPRESSAMENTE
RECONHECIDA PELO MANDANTE – ARBITRAMENTO DA VERBA HONORÁRIA
ORIENTADO PELA TABELA DE HONORÁRIOS DA OBA/MT – UTILIZAÇÃO DA URH –
RECONHECIMENTO, EXCLUSÃO E PRESERVAÇÃO DOS DIREITOS DO ASSISTENTE
LITISCONSORCIAL – VITÓRIA TOTAL DO ASSISTENTE – APELO DO AUTOR
DESPROVIDO – APELO DO ASSISTENTE PROVIDO – APELO DOS RÉUS PROVIDO
PARCIALMENTE. 1. Resilição unilateral do mandato pelo mandante (revogação), tal qual a
renúncia do mandato pelo advogado, não significa inadimplemento contratual, não
derivando, portanto, as consequências deste (CC, art. 475), mas simples exercício de direito
potestativo legalmente previsto e que não se submete à prévia ocorrência de qualquer causa
legítima de justificação, bastando, e.g., que sobrevenha perda de eficácia da cola fiduciária
que unia mandante e mandatário (CC, art. 473 c/c art. 682, I). 2. Condicionado o
pagamento da verba honorária apenas no caso de vitória final definitiva (“ad exitum”),
com estipulação expressa do percentual de 15% sobre o efetivo proveito econômico da

Chave de acesso: 16e9ddf3-17eb-4665-90c6-841ffe47a7ab
Acesso ao documento em: http://servicos.tjmt.jus.br/processos/tribunal/consulta.aspx
Documento assinado digitalmente por: MARILSEN ANDRADE ADDARIO:3406, em 05/11/2018 17:00:48
demanda (recuperação definitiva de áreas de terras), para repartição paritária desse valor
entre os dois advogados contratados, sobrevindo, porém, resilição contratual em relação a
apenas um dos advogados, descabe a condenação do mandante ao pagamento da totalidade
dos honorários em favor do advogado resilitário, mesmo havendo cláusula contratual
prevendo essa possibilidade, sendo cabível, por um lado, a intervenção processual do
advogado não dispensado, como assistente litisconsorcial (CPC, art. 125), para defesa de
sua quota/parte pretendida pelo colega dispensado, e, por outro lado, o arbitramento da
justa verba honorária devida pelos serviços prestados em proveito do mandante durante o
período de vigência contratual, neste caso para que o mandante não enriqueça
indevidamente a troco do suor profissional do mandatário. 3. O arbitramento pode ser feito
imediatamente, estando a causa madura para tanto (CPC, art. 515, §3º), e pode ser
orientado pelo critério da aplicação da URH previsto na Tabela de Honorários Advocatícios
editada pela OAB. 4. Saindo-se o assistente litisconsorcial ao final plenamente vitorioso,
deve o autor responder integralmente pela sucumbência, e, no caso de acolhimento parcial
do pedido condenatório formulado contra os réus, deve ter aplicação a regra do art. do
CPC.(Ap 82242/2017, DES. JOÃO FERREIRA FILHO, PRIMEIRA CÂMARA DE DIREITO
PRIVADO, Julgado em 10/04/2018, Publicado no DJE 16/04/2018)”.

 

Fl. 2 de 4
VICE-PRESIDÊNCIA
REC. ESPECIAL Nº 61887/2018 (INTERPOSTO NOS AUTOS DO(A) APELAÇÃO
82242/2017 - CLASSE: CNJ-198) COMARCA CAPITAL

Os Embargos de Declaração nºs 37.409/2018 foram rejeitados
(fls. 2018-TJ).

Já os Embargos de Declaração nº 37.464/2018, foram acolhidos
exclusivamente para sanar erro material (fls. 2.013/2.014-TJ).

Alega-se violação aos artigos 408, 410, 475, todos do CC, além
de divergência jurisprudencial.

Recurso tempestivo (fl. 2.024-TJ).

Contrarrazões às fls. 2.073/2.077-TJ.

É o relatório.

Decido.

Não aplicação da sistemática de recursos repetitivos.

Não foi verificada a existência, no Superior Tribunal de Justiça,
de tema que se relacione às questões discutidas neste recurso e, por consequência, não

Chave de acesso: 16e9ddf3-17eb-4665-90c6-841ffe47a7ab
Acesso ao documento em: http://servicos.tjmt.jus.br/processos/tribunal/consulta.aspx
Documento assinado digitalmente por: MARILSEN ANDRADE ADDARIO:3406, em 05/11/2018 17:00:48
há aplicação da sistemática de recursos repetitivos, incidindo, in casu, o disposto no
art. 1.030, V, “a”, do CPC/15.

Passo ao exame dos demais pressupostos de admissibilidade.

Pressupostos satisfeitos.

A partir da provável ofensa aos artigos 408, 410, 475, todos do
CC, a parte recorrente defende que faz jus ao recebimento dos valores referentes à
cláusula penal, uma vez que trata-se de uma pena pecuniária, previamente estipulada
pelas partes,  no contrato de prestação de serviço de honorários advocatícios.

Observa-se que houve o devido prequestionamento da questão
acima mencionada, o que impede a incidência das Súmulas 211 do STJ, 282 e 356 do
STF.

Além disso, a tese recursal não pretende alterar o quadro fático
já reconhecido pelo acórdão, mas rever a moldura legal que lhe foi dada (não aplicação

Fl. 3 de 4
VICE-PRESIDÊNCIA
REC. ESPECIAL Nº 61887/2018 (INTERPOSTO NOS AUTOS DO(A) APELAÇÃO
82242/2017 - CLASSE: CNJ-198) COMARCA CAPITAL

da Súmula 7 do STJ), não incidindo, também, no caso concreto, nenhuma outra súmula
impeditiva.

Dessa forma, presentes todas as condições processuais
necessárias, dou seguimento ao recurso pela aduzida afronta legal.

Em interpretação conjunta do art. 1.034, parágrafo único, do
CPC/15 e Súmula 292/STF, fica dispensado o exame dos demais dispositivos
supostamente violados.

Publique-se. Cumpra-se.

Cuiabá/MT, 01 de novembro de 2018.

 

Desembargadora MARILSEN ANDRADE ADDARIO

           Vice-Presidente do Tribunal de Justiça

Chave de acesso: 16e9ddf3-17eb-4665-90c6-841ffe47a7ab
Acesso ao documento em: http://servicos.tjmt.jus.br/processos/tribunal/consulta.aspx
Documento assinado digitalmente por: MARILSEN ANDRADE ADDARIO:3406, em 05/11/2018 17:00:48

Fl. 4 de 4