You are on page 1of 2

UMA PESSOA AMASIADA PODE TOMAR SANTA CEIA?

“Pastor, eu moro com um homem há oito anos e temos dois filhos, mas
nunca oficializamos a nossa união. Nesse período, conheci o amor de
Deus e me converti ao cristianismo. Desde então, tento acertar a nossa
situação, casando no papel. O problema é que o meu companheiro não é
convertido e não quer se casar. Eu gostaria muito de participar da Santa
Ceia em minha igreja, mas me sinto indigna. O que eu faço? Uma
pessoa amasiada pode tomar a Santa Ceia”?

R: Esse é um tipo de pergunta que sempre ouço. Conheço


muitas pessoas amasiadas que, depois que se converteram, querem
mudar essa situação por saberem que não agrada a Deus. Quando o
casal conhece a Cristo e decide obedecê-Lo, a coisa é mais fácil: basta
que eles oficializem a união e pronto. Porém, o seu caso é diferente.
Então eu gostaria de fazer algumas considerações para que, juntos,
cheguemos a uma conclusão a respeito de você poder ou não participar
da Santa Ceia. Vamos lá:

1ª Consideração: Uma das principais marcas do verdadeiro


cristão é o seu desejo de abandonar as práticas que desagradam a
Deus, inclusive as questões mal resolvidas de quando ainda não
conhecia o Evangelho. E a Bíblia fala sobre isso: “Porque outrora vocês
eram trevas, mas agora são luz no Senhor. Vivam como filhos da luz”
(Efésios 5.8).

Quando as mudanças dependem apenas de nós, acredito que a nossa


responsabilidade de lutar contra o que está errado e assumir aquilo que
Deus espera, é maior. Mas o que acontece quando apenas uma pessoa
do relacionamento amasiado se converteu? Será que essa pessoa que
escolheu viver para Cristo deve ser responsabilizada pela negligência do
outro?

2ª Consideração: Um relacionamento onde apenas um dos dois


é convertido, infelizmente, trará dificuldades para aquele que se tornou
cristão. Então, precisamos olhar essa situação com muito cuidado. Você
afirmou que o seu companheiro não quer oficializar a união de vocês,
então, acredito que você deve se apoiar nesta passagem bíblica: “(...)
cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus” (Romanos 14.12).

Isso quer dizer que se você quer regularizar o casamento, mas o


seu companheiro não aceita isso, então você não pode ser culpada por
viver amasiada. Há quem diga que, nesse caso, o divórcio seria a
solução, contudo, a Bíblia é contra a separação e a aceita apenas em
questões muito particulares, o que não parece ser o seu caso. Assim,
minha irmã, você não precisa se sentir culpada por essa condição que
deseja resolver, mas não consegue, por não depender apenas da sua
vontade.

3ª Consideração: Desse modo, acredito que a igreja que você


freqüenta não deve te proibir de participar da Santa Ceia, pois não é
justo que você seja privada da comunhão com Deus por algo que você
não pode resolver. Você pode (e deve) usufruir de todos os benefícios
que os filhos de Deus têm. Sugiro, então, que você converse com o seu
pastor sobre essa questão. Tenho certeza que ele te ajudará!

4ª Consideração: Porém, isso não é tudo. Há algo que você


precisa começar a fazer o quanto antes: orar pela conversão do seu
parceiro e pedir a Deus que toque no coração dele para querer
regularizar a união de vocês. Outro conselho que deixo para você é:
evite brigar com ele por causa desse assunto. Em vez disso, siga essa
orientação bíblica deixada às mulheres para com os maridos não
crentes:

“Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, a fim de que, se alguns deles não


obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavras, pelo procedimento
de sua mulher, observando a conduta honesta e respeitosa de vocês”(1
Pedro 3.1,2). Deus dá à mulher sábia um grande poder para trazer seu
marido até a Sua presença.

__________________________________________________________

SE DESEJAR MAIS ESTUDOS ENTRE EM CONTATO COM NOSSO MINISTÉRIO

E-MAIL: pr.huperetes@hotmail.com

(47) 9 9664-1485 (WHATSAPP)

MARANATA!
MINISTÉRIO HUPERETES
PALAVRA, FOGO E PODER!
Pr. GELSON L. H. DA ROSA