You are on page 1of 107

MICRO REVESTIMENTO

ASFÁLTICO À FRIO

QUIM.: CARLOS AUGUSTO COSTA


Departamento Técnico
Conteúdo

✔ Definições
✔ Conceito
✔ Características
✔ Componentes
✔ Especificações
✔ Ensaios e projeto
✔ Aspectos técnicos / econômicos
✔ Execução.
Westvaco Corporation
MICRO REVESTIMENTO
ASFÁLTICO A FRIO COM
O EMPREGO DE
EMULSÃO MODIFICADA
POR POLÍMERO
'1(5(6 

'1(5(6 

Departamento Técnico Brasquímica


Definição: DNER-ES - 389/99

✔ Consiste na associação de agregado,


material de enchimento (filler),
emulsão asfáltica modificada por
polímero SBS, água, aditivos se
necessário, com consistência fluida,
uniformemente espalhada sobre uma
superfície previamente preparada.
Departamento Técnico Brasquímica
´0,&52 685)$&,1*µ

,17(51$7,21$/6/855<
685)$&,1*$662&,$7,21

5(&200(1'('
3(5)250$1&(*8,'(/,1(6

,66$$ 

Departamento Técnico Brasquímica


Definição: ISSA (a guide quality constrution)

✔ Micro revestimento é uma mistura


aplicada à frio, constituída de
agregados de graduação contínua e
emulsão asfáltica modificada por
polímeros, de ruptura rápida (quick
setting), para a reabilitação da
superfície de pavimentos asfálticos,
projetada para ser aplicada em
consistência fluida, com o uso de
equipamento especializado.
Departamento Técnico Brasquímica
Definição: ISSA (a guide quality constrution)

✔ Um processo (preponderantemente)
químico, modifica o estado da
mistura aplicada à frio em
consistência semi-líquida, para uma
mistura densa/coesa, proporcionando
a abertura (normalização) ao tráfego
ao período de 1 hora após a sua
aplicação.

Departamento Técnico Brasquímica


Conceito

✔ É uma mistura de agregado britado,


emulsão catiônica com polímeros,
água e aditivos misturados e
aplicados numa superfície
apropriadamente preparada
✔ Podem ser aplicados em múltiplas
camadas
✔ Utiliza-se para projetos de rodovias e
selagem de fissuras e trincas(*).
Westvaco Corporation
Por que ?

✔ Os métodos tradicionais de
tratamento de superfície falham em
não apresentar:
➩ Durabilidade adequada
➩ Características antiderrapantes
apropriadas.

Westvaco Corporation
Aonde ?

✔ Rodovias
✔ Vias urbanas de tráfego pesado
✔ Aeroportos
✔ Zonas residenciais
✔ Preenchimento de trilhas de
rodas.
Westvaco Corporation
Aonde não se Aplica

✔ Sobre rodovias com fissuras ativas


ou com mais de 3 mm de largura
✔ Rodovias sem base asfáltica ou
concreto de cimento (*)
✔ Rodovias com buracos ou onde
falhas da superfície já tenham
ocorrido com muita intensidade.

Westvaco Corporation
Fissura (ativa)

Departamento Técnico Brasquímica


Rodovia sem Base Asfáltica
Rodovia com Buracos
Características

✔ Espessuras:
➩ 6 a 20 mm por camada para aplicações
regulares(*)
➩ 38 mm para operações de
preenchimento de trilhas de rodas(*)
✔ Do ponto de vista da aplicação:
➩ 2 a 3 minutos de tempo de mistura
➩ 1 hora máxima para abertura ao tráfego
➩ 1/2 hora máxima para a cura.
Westvaco Corporation
Características

✔ Espessuras:
➩ No micro revestimento o tamanho maior do
agregado não é parâmetro determinante das
taxas de aplicação / espessura das camadas.
➩ Agregado tendendo a granulometria grossa
deve ser aplicado em camada mais espessa,
caso contrário não haverá suficiente imersão
da fração de agregado maior dentro da
argamassa, causando desprendimento do
mesmo pela borracha da caixa espalhadora ou
rejeição pelo tráfego.
Westvaco Corporation
Rejeição de Graúdos
Características

➩ Para camadas regulares ou


reperfilamento, admite-se a espessura
por camada de até 1,5 x a dimensão do
maior agregado componente do traço
➩ Para preenchimento de trilhas de
rodas, admite-se a espessura da
camada de até 38 mm, utilizando-se de
traço grosso.

Departamento Técnico Brasquímica


Características

✔ Desempenho a longo prazo


➩ Aderência
➩ Resistência ao trincamento
➩ Espessura consistente.

Westvaco Corporation
Aderência
Resistência ao Trincamento
Resistência ao Trincamento
Espessura Consistente
Componentes do Sistema

✔ Asfalto
✔ Água
✔ Emulsificante (emulsão)
✔ Polímero
✔ Agregado mineral
✔ Aditivo sólido (Filler mineral)
✔ Aditivo líquido.

Westvaco Corporation
Asfalto

✔ Penetração, viscosidade e ponto de


amolecimento são propriedades
básicas
✔ Representa de 60 a 64% do peso da
emulsão
✔ Pode ser pesado (40/90 dmm) ou
leve (>90 dmm).

Westvaco Corporation
Emulsões Catiônicas
+

+
Repulsão pela carga

+
+ +
+

+
+
Fase

+
+ + +
Aquosa +
Carga Positiva

+
+
+
✔ Grupos positivos do emulsificante
repelem-se em solução
✔ As partículas do asfalto são protegidas de
coalescer pela presença do emulsificante.

Westvaco Corporation
Emulsão Asfáltica
Polímero

✔ Utilidades dos polímeros:


➩ O asfalto é um material com uma
flexibilidade limitada
➩ Algumas características do asfalto
podem ser modificadas para ser mais
compatíveis com os agregados e
temperatura ambiente e sua
variabilidade.

Westvaco Corporation
Polímero

✔ Os polímeros modificam as seguintes


propriedade do asfalto:
➩ Penetração (redução)
➩ Ponto de amolecimento (aumento)
➩ Ductilidade a temperaturas baixas
(aumento)
➩ Tenacidade (aumento)
➩ Viscosidade a altas temperaturas
(aumento).

Westvaco Corporation
Polímero

✔ Os polímeros modificam as seguintes


propriedades da mistura asfáltica:
➩ Adesividade (aumenta)
➩ Velocidade de adesividade (aumenta)
➩ Exsudação (diminui).

Westvaco Corporation
Polímero - Látex
Borracha natural (polisopreno)

H3C H H3C H
C C C C
H2C CH2CH2 CH2

SBR (borracha de stireno/butadieno)


H H H H H H

C C C C C C
n n
H H H

Westvaco Corporation
Polímero - Utilidade do Látex

Melhorar a aderência entre o asfalto e o agregado


Glóbulo de
asfalto Látex

Agregado

Melhorar a elasticidade do asfalto no novo pavimento

Westvaco Corporation
Outros Polímeros

✔ SBS (Estireno Butadieno Estireno)


➩ Mistura-se diretamente com o asfalto
➩ É sólido e em forma de pó
➩ Requer um moinho de maior capacidade.
✔ E.V.A. (plastomero)
H H H H
EVA (Etileno
C C C C
de Vinil Acetato)
H H H O
H C C O
H H
Westvaco Corporation
Agregado Mineral
Conteúdo de Silício Varia Significantemente

Mármore
Pedra calcária

Basalto

Dolomita
Arenito

Granito
Quartzita
0 Concentração do Silício % 100

Westvaco Corporation
Superfície do Agregado

O C + Carga Calcária
O (Pedra calcaria)
Ca

H H
O - Carga
O Silício
Si Si Al (Granitos)
O O

A reatividade do agregado varia dependendo


da química da superfície e do teor de finos.

Westvaco Corporation
Mistura de Emulsão-Agregado
+ + + +
+ + Algum tempo + +
+ +
+
+ depois +
+
+ + + +
+ +
+
+ + + + +

+
+
+ + +

+
+ + +
+ +
+

+
+ + + +
+ +

+
+ + + +

+
+
+ + +
+
+ + +- + + +-
- - - -+ - - - - - -+ - +-

O equilíbrio entre a concentração A aderência do emulsificante à


do emulsificante interfacial e a superfície do agregado causa uma
solução se perturba pela diminuição das concentrações do
introdução do agregado carregado. emulsificante. Os glóbulos de
asfalto começam a flocular.

Westvaco Corporation
Características do Agregado

✔ O agregado deve ser 100% triturado.


Partículas arredondadas e grandes,
promoverão o desprendimento das
mesmas no pavimento
✔ O agregado deve ser duro e limpo
para assegurar vínculo forte entre ele
e o asfalto.

Westvaco Corporation
Características do Agregado

✔ Equivalente areia (DNER ME 054)


deve ser maior ou igual a 60%
✔ Resistência a abrasão (DNER ME
035) deve ser menor que 40%
✔ Material 100% britado (angularidade)

Westvaco Corporation / Departamento Técnico Brasquímica


Granulometria do Agregado

✔ Utilizam-se duas granulometrias:


➩ ISSA Faixa II:
y Média, usado em superfícies que
requerem este tamanho para
preencher vazios capilares, corrigir
trincas ou condições superficiais.
y Cria uma camada de tração para
tráfego médio e pesado.
y Ex: Aeroportos, etc.
Westvaco Corporation / Departamento Técnico Brasquímica
Granulometria do Agregado

➩ ISSA Faixa III:


y Mais grossa, dá o máximo coeficiente
de fricção e durabilidade.
y Este tipo é apropriado para uso em
rodovias e vias urbanas de tráfego
pesado

Westvaco Corporation / Departamento Técnico Brasquímica


Aditivo Sólido (Filler Mineral)

CaO + H2O Ca2+ + 2OH - (Cal)

CaSiO3 + H20 + 2 HCl Si(OH)4 + Ca2+ + 2 Cl (Cimento)


-

Al2(SO4 )3 2 Al3+ + 3 SO42- (Alum)

✔ Filleres são usados para criar a estabilidade da


emulsão (íons positivo); promoverem uma ruptura
mais rápida (mudança de PH); e impactarem o
desenvolvimento da coesão.

Westvaco Corporation
Aditivo Líquido

✔ Poderá ser utilizado na mistura de


micro quando:
➩ Agregados de alta reatividade não
permitirem tempo de misturação
(até 3 minutos) necessário para a
operação de espalhamento, ou;
➩ Agregados de baixa reatividade
prolongarem o tempo de ruptura /
cura da mistura.
Departamento Técnico Brasquímica
Aditivo Líquido

✔ Atua como retardador ou acelerador


do tempo de ruptura da emulsão
asfáltica
✔ Pode ser incorporado na emulsão
asfáltica ou na água de misturação
✔ Apresenta-se em estado líquido,
alcalino ou ácido.

Departamento Técnico Brasquímica


Componentes do Sistema
Especificações

✔ Materiais

✔ Faixas granulométricas.
Emulsões Asfálticas Poliméricas

DNER-EM ISSA-A
ESPECIFICAÇÕES
396/99 143/96

Viscosidade SSF, 25ºC, S 20-100 -

Sedimentação, 5 dias, % em peso, max. 5 5

Peneiramento # 0,84mm, % max 0,10 -

Carga da Partícula + +

Residual Asfalto + Polímero, % min. 62,0 62,0

Teste de Cimento - -

Departamento Técnico Brasquímica


Emulsões Asfálticas Poliméricas

DNER-EM ISSA-A
ESPECIFICAÇÕES
396/99 143/96

Ensaio Sobre o Residual - -


Penetração, 100g, 5A, 25ºC, 0,1mm 50-100 40-90
Ponto de Amolecimento, ºC, min. 55 57

Viscosidade Cinemática, 135ºC, Cst ≥ 650 SBS

Viscosidade Cinemática, 135ºC, Cst ≥ 550 SBR


Recuperação Elástica, 20Cm, 25ºC, % min. 75 SBS
Recuperação Elástica, 20Cm, 25ºC, % min. 60 SBR
Ductibilidade, 25ºC, 5Cm/min, Cm, min. 60

Departamento Técnico Brasquímica


Micro Revestimento a Frio

DNER-ES 389/99
ESPECIFICAÇÕES
ISSA-A 134/96 -
# Mm II III IV
1/2” 12,000 - - 100
3/8” 9,500 100 100 85 – 100
Nº 4 4,750 90 – 100 70 – 90 60 – 87
Nº 8 2,360 65 – 90 45 – 70 40 – 60
Nº 16 1,180 45 – 70 28 – 50 28 – 45
Nº 30 0,600 30 – 50 19 – 34 19 – 34
Nº 50 0,330 18 – 30 12 – 25 14 – 25
Nº 100 0,150 10 – 21 07 – 18 08 – 17
Nº 200 0,075 05 – 15 05 – 15 04 – 08

Departamento Técnico Brasquímica


Micro Revestimento a Frio

DNER-ES - 389/99
ESPECIFICAÇÕES
ISSA-A 134/96 -
# mm II III IV
% em peso do
Asfalto Residual 5,5 – 9,5 5,5 – 9,5 5,0 – 9,0
Agregado
% em peso do
Filler 0–3 0–3 0–3
Agregado
% em peso do
Polímero Min 3,0 Min 3,0 Min 3,0
Asfalto

Taxa Aplicação Kg / m2 5 – 11 8 – 16 15 – 30

Espessura mm 4 – 15 6 – 20 10 – 30

Departamento Técnico Brasquímica


Micro Revestimento a Frio

DNER-ES - 389/99
ESPECIFICAÇÕES
ISSA-A 134/96 -
# mm II III IV

Agregados Los Angeles (max) 30 30 40

Agregados Equiv.Areia (min) 65 65 60

Agregados Azul Metileno 0,8mx 0,8mx -

Classificação Traço Médio Grosso Grosso


Médio
Tipo Tráfego Pesado Pesado
Pesado
Urbano Urbano Urbano
Obra Local Rodovia
Aeroporto Rodovia Rodovia

Departamento Técnico Brasquímica


Micro Revestimento a Frio

DNER ISSA
MÉTODO ENSAIO SOBRE A MISTURA
ES-389/99 A-143/96

TB-100 Wet track abrasion test (1,0h, max) 500g/m2 538 g/m2

TB-100 Wet track abrasion test (6d, max) - 807 g/m2

Load well test and sand adhesion,


TB-109 538g/m2 538 g/m2
max.

TB-113 Tempo de misturação, 25ºC, min. - 120”

TB-114 Wet stripping test, min - 90 %

Departamento Técnico Brasquímica


Micro Revestimento a Frio
DNER ISSA
MÉTODO ENSAIO SOBRE A MISTURA
ES-389/99 A-143/96
TB-139 Wet cohesion, 30’ (set), min - 12 kg/cm

TB-139 Wet cohesion, 60’ (traffic), min 20 kg/cm

TB-147 Lwt – deslocamento lateral, max - 5%

TB-147 Lwt – deslocamento vertical, max 10 %

(AAA-BAA)
TB-144 Classif. Compatib (lig/agreg)
>11 pontos
Densidade aparente compac. Após
- 1.000 ciclos / 57 kg, max. Obs. 2,10
Schulte

Departamento Técnico Brasquímica


Aspectos Técnicos

✔ Ensaios laboratoriais

✔ Aprovação da mistura asfáltica.


Azul de Metileno (ISSA TB-145)
WTAT (ISSA TB-100)
WTAT (ISSA TB-100)
WTAT (ISSA TB-100)
Coesão (ISSA TB-139)
L.W.T. (ISSA TB-109/147-4)
Schulze B.R. (ISSA TB-144)
Schulze B.R. (ISSA TB-144)
Schulze B.R. (ISSA TB-144)
WET Stripping (ISSA TB-114)

3’x 100ºC

+
Schulze
30’ x 100ºC
Schulze B.R. (ISSA TB-144)
Projeto de Micro
Projeto de Micro
Aspectos Econômicos

75% do tempo
40% redução
Excelente na qualidade

Razoável

Deficiente
Falha
12% do tempo Total

Idade do Pavimento

Westvaco Corporation
Aspectos Econômicos

75% do tempo
40% redução
na qualidade
Excelente

Razoável
40% redução
na qualidade

Deficiente
Falha
12% do tempo
Total

Idade do Pavimento
Westvaco Corporation
Execução

✔ Equipamentos de segurança no
trabalho
✔ Equipamento específico / usina
✔ Equipe treinada
✔ Ações corretivas imediatas
✔ Proteção dos serviços / cura.

Departamento Técnico Brasquímica


( DNER-ES - 389/99 )

✔ Controle de qualidade (no campo)


✔ Emulsão asfáltica modificada por polímero
➩ Viscosidade SSF (ABNT MB 581)
➩ Ensaio de resíduo (ABNT NBR 6568)
➩ Ensaio de peneiramento (DNER ME 005)
➩ Ensaio de carga partícula (DNER ME 002)
➩ Ensaio de recuperação elástica (DNER ME
382) (no resíduo asfáltico)
➩ Ensaio de sedimentação (DNER ME 006)
➩ Ensaio de infra-vermelho no resíduo asfáltico
para determinação do teor de polímero.
Departamento Técnico Brasquímica
( DNER-ES - 389/99 )

✔ Agregados:
➩ Granulometria do traço (DNER ME 083)
➩ Adesividade (DNER ME 059)
➩ Equivalente de areia (DNER ME 054)
➩ Teor de umidade do agregado.

Departamento Técnico Brasquímica


( DNER-ES - 389/99 )

✔ Mistura asfáltica
➩ Por amostragem:
y Extração de betume / teor de ligante
(±0,3%)
y Granulometria após extração de betume
➩ Em escala:
y Verificar o consumo de agregado, de
emulsão asfáltica e “filler” por carga de
usina em relação à área aplicada: taxas de
materiais e espessura média obtida / m2.
Departamento Técnico Brasquímica
( DNER-ES - 389/99 )

✔ Verificação final da qualidade


➩ Acabamento da superfície
y Verificada visualmente, devendo se
apresentar desempenada com aspecto e
textura uniforme.
➩ Alinhamentos de eixo e bordo
y É verificada com a trena. Os desvios
detectados não devem exceder 5 Cm.

Departamento Técnico Brasquímica


( DNER-ES - 389/99 )

➩ Critérios de aceitação ou rejeição


y 7.4.1 - Materiais inspecionados em 7.2
y 7.4.2 - Quantidade de ligante e
granulometria dos agregados aplicados
y 7.4.3 - Os serviços rejeitados devem ser
corrigidos, complementados ou refeitos (*)
y 7.4.4 - Os resultados de controle estatístico
e relatórios devem ser associados à
medição dos serviços.

Departamento Técnico Brasquímica


Meio Ambiente
Meio Ambiente

✔ Monitoragem para preservação do


meio ambiente
➩ Na instalação do canteiro de obras
➩ Na estocagem do ligante e agregados
➩ Na manutenção dos equipamentos
➩ No refugo de materiais
➩ Na desmobilização do canteiro.

Departamento Técnico Brasquímica


( DNER-ES - 389/99 )

✔ Medição
➩ (DNER-ES - 389/99)
➩ Medido na pista, pela área em m2
➩ (ISSA - A143/96)
➩ Em tonelada / aplicada
✔ “Pagamento”
➩ De imediato à medição
➩ Moeda corrente.
Departamento Técnico Brasquímica
Execução

✔ Visualização das etapas


dos serviços.
Peneiramento

Departamento Técnico Brasquímica


Peneiramento dos Agregados
Usina de Micro

Departamento Técnico Brasquímica


Usina de Micro
Painel de Controle
Abastecimento da Usina
Aplicação
Caixa Espalhadora
Controle de Qualidade
Micro em Fase de Cura
Teste de Cura: Ao Sol (em fase
de coesão)
Teste de cura: Ao Sol (Coesão
final)
Solução de Greide
Greide Via Urbana
Expulsão da Água
Proteção para Tráfego
Proteção para Tráfego
Textura Faixa II
Textura Faixa III
Texas / Deptº Estadual
Via Urbana Texas
TSSPOL. + Micro (Texas)
Via Dutra – SP/RJ
DER – SP (Bebedouro)
Via Anhanguera - SP
Via Anhanguera - SP
Micro Sobre Base Imprimada
BR – 110 (Jeremoabo/BA)
Controle de Qualidade