You are on page 1of 3

RÔMULO VIGANÔR

REFLEXÃO DE PESQUISA 1.1

Reflexão de Pesquisa apresentado ao curso de Pós-


graduação em Educação Física Escolar da
Universidade Unyleya como requisito para
aprovação na disciplina As Modalidades Esportivas
e os Jogos no âmbito escolar.

ANCHIETA - ES
2018
REFLEXÃO BREVE - RELAÇÃOES EXISTENTES ENTRE JOGO,
ESPORTE E COMPETIÇÃO

Existe uma relação mútua e de grande valor entre jogos, esportes e


competições. Mesmo sendo parecidos, porém diferentes, podemos enaltecer a
cooperação, a objetividade e o descobrimento do conhecimento através de seus
movimentos. Para conhecimento dos mesmos e saber como se associam, como se
distinguem ou como podem ser tratados como ferramenta de pedagógica e de
aprendizagem, precisamos conhecer suas diferenças e dimensões. A principal
diferença entre jogo e esporte está em seus objetivos e suas regras. O jogo é uma
atividade recreativa, e suas regras podem ser criadas ou modificadas pelos próprios
participantes. O esporte é uma atividade física institucionalizada, com objetivos
lúdicos ou profissionais, e que possui regras definidas por instituições
regulamentadoras de cada desporto. Exemplos de jogos são: cartas, dominó,
xadrez, futebol de rua, queimada etc. seguindo a linhagem do esporte temos o
futebol handebol, voleibol dentre outras modalidades esportivas, algumas recém
criadas e outras de longa data de criação. O jogo naturalmente é praticado por
jogadores (amadores ou não) e o esporte por atletas, sendo estes de ponta ou
iniciantes. No jogo as regras são flexíveis e livremente estabelecidas ou modificadas
pelos jogadores. As regras do esporte são preestabelecidas para cada modalidade
esportiva, por suas instituições regulamentadoras como citado acima.

Devemos exaltar que tanto o jogo como o esporte são de extrema importância
e vivência na vida de um educando. A construção do cidadão também necessita de
algo cooperativo, uniforme e de movimentação espontânea ou atlética para o
descobrimento de algumas de suas potencialidades. A competição gera cooperação,
a cooperação gera desenvolvimento e necessidade de se compartilhar algo entre
dois ou mais indivíduos. A competição faz com que a cooperação cresça e a
necessidade de se compartilhar algo se torne de extrema importância e de grande
valia na vida de um ser humano. O esporte e o jogo, trabalhados de forma
cooperada, sendo competitiva ou amistosa, se tornam responsáveis pela construção
do conhecimento através do movimento. As atividades lúdicas/recreativas e
esportivas são objetos de transformação social, cognitivo e afetivo, de tal modo que
o indivíduo possa saber administrar o valor de uma vitória e a experiência por de trás
de uma derrota em situações distintas mas de grande valia. Assim ele aprende a
viver melhor em sociedade, dependendo um do outro, distribuindo deveres,
compartilhando saberes, compartilhando um caráter íntegro na formação do
cidadão. O cooperativismo então vivido numa competição se torna algo notável e de
aprendizado para o indivíduo, o fazendo absorver tais momentos na relação
esportiva ou recreativa, levando isso para sua vivência na sociedade.