You are on page 1of 4

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÔNIO

RITOS INICIAIS
- Entrada dos pais e padrinhos;
- Entrada do Noivo;
- Entrada dos Pajes e floristas;

Obs.: enquanto eles entram, canta-se um canto. Caso necessite canta-se dois. Porém
deve-se ter prudência e lembre-se o canto tem uma finalidade litúrgica.

- Entrada da noiva.
Obs.: toca-se a marcha nupcial.

ACOLHIDA
PR.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
AS.: Amém!
PR.: A graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito
Santo estejam convosco!
AS.: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

O padre ou o diácono que assiste o casamento acolhe a todos com as palavras seguintes
ou outras:
PR.: Sejam todos bem-vindos para esta celebração do testemunho e da confirmação do
amor. Amar é experimentar a plenitude do bem, misturada a um êxtase divino e
humano. Amar é sentir que a terra e o céu formam um paraíso sem contradições. É
acreditar que o sonho não é utopia distante, mas expressão da verdade concreta que
geramos no ventre da esperança. O amor não tem barreiras, invade qualquer limite
humano para se manifestar. Estamos aqui para testemunhar que o amor é presente; é
Deus se manifestando de forma humana e concreta. O amor é mistério que se revela. É
força que se rende, é luz que reflete. Hoje celebramos o amor em forma de entrega,
doação, ternura e graça. Celebramos, na fé, o amor de N. e N.

E continua:
PR.: N. e N., a Igreja participa da vossa alegria e vos recebe de coração, assim como a
vossos parentes e amigos, neste dia em que, diante de Deus, nosso Pai, ireis firmar entre
vós uma aliança de amor. Que o Senhor vos ouça neste dia de tanta felicidade e vos
mande o auxílio celeste, conservando-vos assim por muito tempo; que ele vos conceda
muitas graças, segundo o vosso coração, e realize todas as vossas aspirações.
AS.: Amém!

PR.: OREMOS (pausa): Ó Deus, que desde o princípio santificastes misteriosamente a


união conjugal para prefigurar no casamento o mistério do Cristo e da Igreja, dai a N. e
N. realizar em sua vida este grande mistério de amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo,
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
AS.: Amém!
LITURGIA DA PALAVRA
Pode ser escolhidas outras leituras que expressem o sentido do amor e do matrimônio.

I LEITURA (Gn 2,18-24)


Leitura do Livro do Gênesis. - O Senhor Deus disse: "Não é bom que o homem esteja
só. Vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele". Então o Senhor Deus formou da terra
todos os animais selvagens e todas as aves do céu e trouxe-os a Adão, para ver como os
chamaria; todo o ser vivo teria o nome que Adão lhe desse. E Adão deu nome a todos os
animais domésticos, a todas as aves do céu e a todos os animais selvagens, mas Adão
não encontrou uma auxiliar semelhante a ele. Então o Senhor Deus fez cair um sono
profundo sobre Adão. Quando este adormeceu, tirou-lhe uma das costelas e fechou o
lugar com carne. Depois, da costela tirada de Adão, o Senhor Deus formou a mulher e
conduziu-a a Adão. E Adão exclamou: "Desta vez, sim, é osso dos meus ossos e carne
da minha carne! Ela será chamada 'mulher', porque foi tirada do homem". Por isso, o
homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne. -
Palavra do Senhor.
AS.: Graças a Deus!

SALMO DE RESPONSORIAL 127(128)


Ref.: Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos.
1. Feliz és tu, se temes o Senhor e trilhas seus caminhos! Do trabalho de tuas mãos hás
de viver, serás feliz, tudo irá bem!
2. A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa; os teus filhos são
rebentos de oliveira ao redor de tua mesa.
3. Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor. O Senhor te abençoe de Sião,
cada dia de tua vida!

ACLAMAÇÃO (1Jo 4,16)


Aleluia, aleluia, aleluia!
Quem permanece no amor em Deus permanece, e Deus nele.

Na quaresma:
Louvor e honra a vós, Senhor Jesus.
Quem permanece no amor em Deus permanece, e Deus nele.

EVANGELHO (Mt 7,21.24-25)


PR.: O Senhor esteja convosco!
AS.: Ele está no meio de nós!
PR.: Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo escrito por Mateus.
AS.: Glória a vós, Senhor!
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: "Nem todo aquele que me diz: 'Senhor,
Senhor' entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática a vontade de meu Pai, que
está nos céus. Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as põe em prática é como
um homem prudente, que construiu sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as
enchentes, os ventos deram contra a casa, mas a casa não caiu, porque estava construída
sobre a rocha". – Palavra da Salvação.
AS.: Glória a vós, Senhor!

HOMILIA
RITO DO MATRIMÔNIO
PR.: Caros noivos N. e N., viestes a esta igreja para que, na presença do sacerdote (do
ministro) e da comunidade cristã, a vossa decisão de contrair matrimônio seja marcada
por Cristo com um sinal sagrado. Cristo abençoa com generosidade o vosso amor
conjugal. O Senhor, vai enriquecer e fortalecer-vos no amor, para que sejais fiéis um ao
outro.

DIÁLOGO

PR.: N. e N., viestes aqui para unir-vos em matrimônio. Por isso, eu vos pergunto
perante a Igreja: é de livre e espontânea vontade que o fazeis?

NOIVOS: Sim!

PR.: Abraçando o matrimônio, ides prometer amor e fidelidade um ao outro. É por toda
a vida que o prometeis?

NOIVOS: Sim!

CONSENTIMENTO
PR.: Agora, convido vocês, coros noivos N. e N., a se darem as mãos e firmarem a
sagrada aliança do matrimônio, manifestando publicamente o seu consentimento.

NOIVO: Eu, N., te recebo, N., por minha esposa e te prometo ser fiel, amar-te e
respeitar-te na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.

NOIVA: Eu, N., te recebo, N., por meu esposo e te prometo ser fiel, amar-te e respeitar-
te na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.

PR.: O Deus de Abraão, o Deus de Isaac, o Deus de Jacó, o Deus que abençoou os
nossos primeiros pais no paraíso confirme e abençoe em Cristo este compromisso
manifestado diante da comunidade. Ninguém separe o que Deus uniu!

PR.: Bendigamos ao Senhor!


AS.: Graças a Deus!

BÊNÇÃO E ENTREGA E DAS ALIANÇAS

PR.: A nossa proteção está no nome do Senhor!


AS.: Que fez o céu e a terra!
PR.: O Senhor esteja convosco!
AS.: Ele está no meio de nós!
PR.: Ó Deus, que fizestes várias alianças com os homens através de Noé, Abraão,
Moisés, prometendo-lhes proteção carinhosa e dando-lhes a missão de formar, no vosso
amor, o vosso povo, para o nascimento do vosso Filho Jesus Cristo, abençoai agora
estas alianças que N. e N. vão usar. Fazei que elas sejam o sinal da promessa mútua de
proteção, fidelidade, amor e uma lembrança contínua da missão que receberam de vós
de preparar um ambiente humano e cheio de amor para testemunhar a vossa presença no
mundo.
AS.: Amém!

O esposo coloca a aliança no dedo anular da esposa, dizendo:


N., recebe esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai e
do Filho e do Espírito Santo.

A esposa coloca a aliança no dedo anular do esposo, dizendo:


N., recebe esta aliança em sinal do meu amor e da minha fidelidade. Em nome do Pai e
do Filho e do Espírito Santo.

PR.: Irmãos e irmãs, rezemos com amor e confiança a oração que Jesus nos ensinou.
Que pela intercessão de Maria e José, o Senhor abençoe esta nova família.
AS.:

BÊNÇÃO NUPCIAL
Os esposos se ajoelham.
PR.: Ó Deus, que, criando o homem à vossa imagem, homem e mulher os criastes para
que, unidos num só coração e numa só carne, cumprissem na terra a sua missão:
abençoai agora estes vossos filhos, estendendo sobre eles vossa mão protetora.
Concedei a N e N. que, pelo sacramento do matrimônio, comuniquem um ao outro os
dons do vosso amor, e, sendo um para o outro um sinal de vossa presença, se tornem um
só coração e uma só alma. Concedei-lhes também que sustentem com seu trabalho o lar
hoje fundado (e eduquem seus filhos segundo o evangelho, a fim de participarem, no
céu, da vossa família).

BÊNÇÃO FINAL
PR.: O Deus todo-poderoso vos conceda a sua alegria e vos abençoe em vossos filhos!
AS.: Amém!
PR.: O Filho de Deus vos abençoe com solicitude na alegria e na tristeza!
AS.: Amém!
PR.: O Espírito Santo derrame, sem cessar, a caridade em vossos corações!
AS.: Amém!
PR.: E a todos vós aqui reunidos, abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e
Espírito Santo!
AS.: Amém!

Enquanto ´executada a “Ave-Maria”, os esposos, o assistente e as testemunhas assinam


o livro de registro dos casamentos paroquial.

Pode-se executar um canto de despedida.