You are on page 1of 4

O Poder da Disciplina – por Brian Tracy

Para você obter o que nunca teve, você precisa fazer o que nunca fez.
Por que algumas pessoas são mais bem-sucedidas do que outras? Por que algumas
pessoas ganham mais dinheiro, são mais felizes e conquistam muito mais coisas no
mesmo número de anos do que a grande maioria?
Eu comecei a vida com algumas poucas vantagens. Eu não me graduei no segundo grau.
Eu trabalhei em empregos simplórios. Eu tive educação limitada, perfil limitado e um
futuro limitado.
E eu comecei perguntando, “Por que algumas pessoas são mais bem-sucedidas do que
outras?” Essa pergunta transformou a minha vida.
Ao longo dos anos, eu li milhares de livros e artigos sobre o assunto de sucesso e
alcançar resultados. Parece que as razões para esses resultados têm sendo discutidos e
escritos a respeito por mais de dois mil anos, de todas as formas concebíveis. Uma
qualidade que a maioria dos filósofos, professores e especialistas concordam é a
importância da autodisciplina.
Há alguns anos, eu assisti a uma conferência em Washington. Era hora do intervalo e eu
estava comendo próximo à praça de alimentação. A área estava lotada e eu sentei
sozinho na última mesa, apesar de ser uma mesa de quatro lugares. Alguns minutos
depois, um senhor de idade e uma mulher jovem que era sua assistente vieram
carregando suas bandejas de comida, obviamente procurando por um lugar para
sentarem. Com pleno espaço na minha mesa, eu imediatamente me levantei e convidei o
senhor para juntar-se a mim. Ele hesitou, mas eu insisti. Finalmente, agradecendo assim
que eles sentavam, nós começamos a conversar no almoço. Descobri que seu nome era
Kop Kopmeyer e quando aconteceu, descobri imediatamente quem era. Ele era uma
lenda no campo de sucesso e realizações. Kop escreveu quatro longos livros, cada um
contendo 250 princípios de sucesso que ele derivou de mais de cinqüenta anos de
pesquisas e estudos. Eu havia lido os quatro livros de capa a capa, mais de uma vez.
Depois de conversarmos por algum tempo, eu lhe perguntei uma questão que muitas
pessoas nessa situação perguntariam, “De todos os um mil princípios de sucesso que
você descobriu, qual você pensa ser o mais importante?”
Ele me sorriu piscando os olhos, como se lhe tivessem perguntado isso milhares de
vezes e respondeu sem hesitar, “O princípio de sucesso mais importante foi dito por
Thomas Huxley há muitos anos. Ele disse, ´Faça o que tiver que ser feito, quando
você deva fazê-lo, quer você goste ou não.´”
Ele continuou dizendo, “existem outros 999 princípios de sucesso que eu encontrei na
minha leitura e experiência, mas sem autodisciplina nenhum deles funciona.”
A autodisciplina é a chave para a grandeza pessoal. É a qualidade mágica que abre todas
as portas para você, e faz tudo mais possível. Com autodisciplina uma pessoa comum
pode crescer tão longe e tão rápido quanto seus talentos e inteligência podem levá-lo.
Mas sem autodisciplina, a pessoa com cada benção de antecedentes, educação e
oportunidade irá apenas alcançar acima da mediocridade.

Extraído do livro "O Poder da disciplina" - Brian Tracy


Estabeleça metas financeiras claras

Uma das áreas mais importantes para o estabelecimento de metas é sua vida financeira.
Se fosse capaz de ganhar e acumular todo o dinheiro de que precisa, provavelmente
conseguiria concretizar mais depressa e com mais facilidade a maioria de suas metas
não financeiras. Se sua vida fosse ideal, quanto gostaria de ganhar por mês e por ano?
Quanto gostaria de poupar e investir por mês e por ano? Quanto gostaria de ter em
algum momento do futuro? Que bens imobiliários gostaria de ter no momento em que
se aposentar, e quando gostaria que isto acontecesse? A maioria das pessoas mostra-se
desalentadoramente confusa quando se trata de suas metas financeiras, mas o fato é que,
quando você passa a ter absoluta clareza a este respeito, sua capacidade de alcançá-las
aumenta consideravelmente. Se tiver clareza, seus sonhos se tornam realidade
Quando você tem absoluta clareza sobre o que quer, pode dedicar a maior parte do
tempo a pensar em suas metas. E quanto mais pensar nelas,mais rapidamente elas se
materializarão em sua vida.
Este processo de fazer a si mesmo perguntas sobre suas metas em cada parte de sua vida
permite que suas idéias se tornem mais claras, tornando-o uma pessoa mais focada e
bem definida. Como disse Zig Ziglar: "Você deixa de ser uma generalidade sem rumo
para se tornar alguém específico e com significado concreto."
Acima de tudo, você alcança o ponto em que se torna capaz de determinar qual o
principal objetivo de sua vida.
É este o trampolim para as grandes realizações e os feitos extraordinários.

Extraído do livro: Metas

B.Tracy é hoje um dos maiores COACH da atualidade no mundo


Qual a força que nos controla? Por que não fazemos o que sabemos que devemos
fazer?
Segundo Tony Robbins, tudo o que fazemos (ou deixamos de fazer) na vida é
controlado por dois desejos, nesta ordem: O desejo de evitar a dor e o desejo de obter
prazer.
Se você não está fazendo alguma coisa, é porque seu cérebro associa mais dor do que
prazer no ato de fazer essa coisa. Isso também é conhecido como procrastinação, que
seria exatamente o oposto de Personal Power (ou Poder Pessoal, a habilidade de agir e
produzir resultados).

Procrastinamos porque pensamos que agira vai ser mais doloroso do que ficar sem fazer
nada. Às vezes procrastinamos tanto que o processo se reverte: chega um ponto em que
temos que agir, pois não agir torna-se mais doloroso do que tomar uma ação.

Como controlar sua vida controlando dor e prazer

A necessidade de evitar dor é um mecanismo de sobrevivência dos seres humanos, é


algo biológico. Por isso, ela é um maior motivador para as pessoas do que a necessidade
de ganhar prazer. Por vezes o cérebro associa dor tanto a fazer algo como a deixar de
fazer. Nesses casos, acaba vencendo sempre aquela que achamos que é a maior dor.

Mesmo sendo algo biológico, é possível mudar. O caminho é alterar nossas associações
internas em relação a dor e prazer. Se não, mesmo que nos forcemos a fazer as coisas
que queremos, cedo ou tarde acabaremos nos sabotando. Quem já começou uma dieta
entusiasmado, perdeu muito peso e depois recuperou tudo sabe bem o que é isso.

É mudando nossas associações que a publicidade consegue alterar nosso


comportamento. Os comerciais mostram cenas de extremo prazer, qualidade de vida,
bem-estar e no final associam um produto àquela sensação. Isso em apenas 30
segundos, repetidas vezes. Com o tempo, nosso cérebro vai associando aquele produto à
sensação de prazer. Se essa associação for maior do que a dor em gastar dinheiro,
acabamos não pensando duas vezes quando vemos o produto na prateleira.

Nossa realidade é baseada no que focamos. Cada pessoa tem um mundo próprio dentro
da cabeça. Se aprendermos a mudar o foco, tirando-o da dor ou prazer imediato e
pensando na dor ou prazer a longo prazo, podemos mudar o que quisermos em nossas
vidas.

Assim, em vez de pensar na dor que terá ao tomar determinada atitude, pergunte-se qual
será o preço final se você não agir. O que acontecerá com seus sonhos, com suas metas,
com sua vida? Qual a dor maior: evitar comer uma banana-split ou acabar preso em uma
cama de hospital quando estiver velho por conta da quantidade de açúcar e gordura que
ingeriu durante a vida?

Use a dor e o prazer em vez de deixar a dor e o prazer usarem você!

Exercícios
1. Escreva quatro ações que você sabe que deveria estar fazendo agora mesmo
2. Liste a dor que você associa a cada uma das ações e que está impedindo você de
agir. Seja emocional, não apenas racional.
3. Liste o prazer que você ganha ao não fazer essas ações.
4. Para cada uma dessas ações, escreva um parágrafo respondendo o que vai lhe
custar se você não tomar essas ações. O que você vai perder na vida? Qual será o
preço a longo prazo?
5. Novamente, para cada uma delas, escreva todo o prazer que você obterá se agir.
Quais serão os benefícios? Como isso vai melhorar a qualidade da sua vida?
Como isso vai criar mais felicidade, sucesso, liberdade ou orgulho?

Fonte: Curso Personal Power 2 de COACH Tony Robbins

Related Interests