You are on page 1of 2

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO


PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIAS HUMANAS
MESTRADO EM CIÊNCIAS HUMANAS

Disciplina obrigatórias: 60h – 4 CRÉDITOS

ESTUDOS PÓS-COLONIAIS
Ementa: As lutas de libertação nacional e o estabelecimento, a partir dos
intelectuais das ex-colônias, de um amplo debate sobre colonialismo e a
resistência que atravessa disciplinas e temas diversos: história da ciência, crítica
literária, antropologia do colonialismo, estudos culturais, sociologia decolonial,
educação e comunicação popular. A disciplina aborda os clássicos que deram
origem a esses debates.

BHABHA, Homi. K. Nation e narration. London: Routledge, 1990.


BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Cia. das Letras, 2000.
CÉSAIRE, Aimé. Discurso sobre el colonialismo. Madrid: Akal, 2006.
FABIAN, Johannes. O tempo e o outro: como a antropologia estabelece seu
objeto. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.
FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Tradução: Renato da Silveira.
Salvador: EdUFBA, 2008.
FREIRE, José Ribamar Bessa. Rio Babel: a história das línguas na Amazônia.
Rio de Janeiro: EdUERJ/Atlântica, 2004.
FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 50 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,
2011.
GONDIM, Neide. A Invenção da Amazônia. Manaus: Valer, 2007.
GOODY, Jack. O roubo da história: como os europeus se apropriaram das idéias
e invenções do oriente. São Paulo: Contexto, 2008.
MATA, Inocência. A Literatura Africana e a crítica pós-colonial: reconversões.
Manaus: UEA Edições, 2012.
MARTÍ, José. Nossa América. São Paulo: HUCITEC, 1991.
MBEMBE, Achille. África insubmissa: cristianismo, poder e Estado na sociedade
pós-colonial. Portugal/Angola: Ed. Pedagoga/Ed. Mulemba, 2013.
MEMMI, Albert. Retrato do colonizado precedido do retrato do colonizador. Rio
de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.
OLIVEIRA FILHO, João Pacheco de. Os indígenas na fundação da colônia: uma
abordagem crítica. In: Fragoso, João; Gouveia, Fátima (orgs). O Brasil colonial.
Rio de Janeiro: Ed. Civilização Brasileira, 2014.
PRATT, Mary Louise. Os olhos do império: relatos de viagem e transculturação.
Tradução: Jézio Hernani Bonfin Gutierre. Bauru, SP: EDUSC, 1999.
SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. Tradução:
Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia de Bolso, 2007.
SCOTT, James. Los dominados y el arte de la resistência. México: Ed.
ERA/Txalaparta, 2003.
SHOHAT, Ella e Robert Stam. Crítica da imagem eurocêntrica: Multiculturalismo
e representação. São Paulo: Cosac e Naify, 2006.
SPIVAK, G. C. Pode o subalterno falar? Trad. Sandra Regina Goulart Almeida;
Marcos Pereira Feitosa; André Pereira. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2010.
TODOROV, Tzvetan. A conquista da América: a questão do Outro. 2 ed. Trad.
Beatriz Perrone-Moisés. São Paulo: Martins Fontes, 1999.
WOLF, Eric. A Europa e os povos sem história. Tradução: Carlos Eugênio
Marcondes de Moura. São Paulo: EDUSP, 2005.