You are on page 1of 2

O consumo de drogas é um grande problema de saúde pública no

mundo inteiro, sendo um assunto de grande debate. Quando analisamos,


mais especificamente, o uso de drogas por gestantes, percebemos que além da
dificuldade da saúde, essas mulheres estão inseridas em um contexto social de
alta vulnerabilidade, aonde muitas vezes, não possuem nenhum tipo de
assistência para acompanharem essa situação. A urgência do consumo de

drogas e as condições financeiras para suprir essa necessidade, colocam as


usuárias em diversas situações de risco, em que muitas vezes se submetem
para obtenção da droga (tráfico de drogas, sexo sem proteção, assaltos,
brigas, entre outras diversas situações). Dentre algumas das complicações que o
bebê pode apresentar devido à exposição ao uso de drogas pela mãe,
podemos mencionar: prematuridade, baixo peso ao nascer, diminuição do perímetro cefálico,
deslocamento de placenta, ocasionando, em alguns casos, o aborto. Para agravar a situação,
muitas dessas gestantes não chegam a realizar o pré-natal, a frequência e a
regularidade no acompanhamento do pré-natal permitem o desenvolvimento do
vínculo entre a gestante e o profissional de saúde, o que possibilita o
aprofundamento da relação com maior troca de informações, facilitando a
identificação de hábitos de vida prejudiciais à saúde.

O consumo de drogas é um grande problema de saúde pública no mundo inteiro, sendo um assunto de grande debate. Quando
analisamos, mais especificamente, o uso de drogas por gestantes, percebemos que além da dificuldade da saúde, essas mulheres estão
inseridas em um contexto social de alta vulnerabilidade, aonde muitas vezes, não possuem nenhum tipo de assistência para
acompanharem essa situação. A urgência do consumo de drogas e as condições financeiras para suprir essa necessidade, colocam as
usuárias em diversas situações de risco, em que muitas vezes se submetem para obtenção da droga . Dentre algumas das complicações
que o bebê pode apresentar devido à exposição ao uso de drogas pela mãe, podemos mencionar: prematuridade, baixo peso ao nascer,
diminuição do perímetro cefálico, deslocamento de placenta, ocasionando, em alguns casos, o aborto. Para agravar a situação, muitas
dessas gestantes não chegam a realizar o pré-natal, a frequência e a regularidade no acompanhamento do pré-natal permitem o
desenvolvimento do vínculo entre a gestante e o profissional de saúde, o que possibilita o aprofundamento da relação com maior troca
de informações, facilitando a identificação de hábitos de vida prejudiciais à saúde.

Este projeto propõe maneiras de auxiliar os indivíduos que compõem a nossa população mais carente, com foco no cuidado
com as gestantes dependentes químicas. Sendo assim, foram pensadas diversas formas de atuação, bem como atividades e
recursos para que o projeto tenha vida e possa ser colocado em prática. Dessa forma, o presente projeto é uma tentativa de
conscientizar as gestantes e ir trabalhando com elas a suspensão do uso da droga, uma vez que, por conta de suas condições
sociais não há da parte delas o menor entendimento da gravidade em relação aos tipos de drogas utilizados e seus diversos
efeitos. Além disso, o projeto conta com diversas atividades que promovem a reinserção dessas mulheres na sociedade, o
que pode auxiliá-las até mesmo com uma nova fonte de renda.
Destacamos a importância, portanto, de oferecer ações que tenham como principal foco a atenção à saúde dessas mulheres,
incentivando e facilitando o acompanhamento da gravidez por profissionais da saúde, e ações que também identifiquem os
contextos sociais no qual estão inseridas, facilitando a inserção da sociedade.

Por que o projeto deve ser realizado? Como sabemos, temos uma boa parte da população do nosso país carente, a maior parte dessas
pessoas, não tem instrução e nem acesso a informações, algumas não foram alfabetizadas, e pela situação de pobreza em que se
encontram, não criam expectativas de vida, e acabam sendo influenciadas pelo contexto social em que vivem, tendo contato com o tráfico
e as drogas.
Por que devemos realizar esse projeto? Por que ele acolhe e dá apoio à essas mulheres, que como já dissemos sofrem de abandono
social e também familiar. Este projeto visa contribuir com o desenvolvimento social, dando-lhes oportunidades para que possam viver com
dignidade, integra-las socialmente. Além disso, o projeto promove saúde física e mental, tanta para a mãe como para o feto. E conscientiza
a população carente.Outros benefícios serão para os voluntários do projeto, trazendo experiência aos profissionais, que na maioria das
vezes não conhecem a realidade social em que seus pacientes vivem. Dessa forma eles estarão mais próximos, e poderão conhecer e
compreender o porquê das pessoas terem chegado à situação em que se encontram, pois quando não se conhece o contexto muitas
vezes julgamos e não procuramos entender o outro. Um contato mais próximo, ajuda refletir sobre todos os caminhos que foram trilhados
para eles chegarem onde estão, possibilitando assim encontrar a maneira eficaz de ajudar, contribuindo com o desenvolvimento e a
qualidade de vida das participantes.

Pelo fato de serem usuárias de drogas, temos como intuito o levantamento de pesquisas em instituições filantrópicas que
fazem tratamentos em dependentes químicos como o CAPS ADULTOS II PIRITUBA JARAGUA e fazer um tipo de triagem
afim de identificar os indivíduos que maior se encaixem nos requisitos, que são mulheres grávidas, uma entrevista simples que
envolvem apenas algumas perguntas como: há quanto tempo é usuária de drogas? está grávida? há quanto tempo? faz
acompanhamento medico profissional ginecológico?. A coleta de informações será feita por um voluntário que não
necessariamente seja profissional, mas que tenha a desenvoltura de aplicar o questionário de forma sutil e o menos invasiva
possível.
O projeto em si conta com o envolvimento de 25 voluntários, divididos homogeneamente afim de equilibrar cada etapa da
aplicação tanto da entrevista quanto nas oficinas estas especificadas no cronograma do projeto.
É importante enfatizarmos que a capacidade do local, inicialmente é pequeno, por estar localizada na região Oeste de São
Paulo, sendo assim, se faz necessário certa organização do que diz respeito à equipe e aos funcionários, onde teremos certa
quantidade de participantes por fase e dias alternados de comparecimento à organização, deste modo, seremos capazes de
atender o maior número possível de participantes e manter a qualidade de nosso trabalho.

Related Interests