You are on page 1of 2

AVALIAÇÃO FINAL DE REDAÇÃO

Ensino Médio TURMA: 090 1º SEMESTRE NOTA:


DATA: ___/______/2017. VISTO DO Profº.

PROFESSOR: Silas Rodrigues Reis


ALUNO (A): Nº:

CONTEÚDO(S) DA AVALIAÇÃO:
 Narração;  Enredo ou momentos da narrativa;
 Elementos da narrativa;  Descrição;

1. Leia o crônica a seguir e responda o que se pede:


Cobrança
Moacyr Scliar

Ela abriu a janela e ali estava ele, diante da casa, caminhando de um lado para outro. Carregava um cartaz, cujos
dizeres atraíam a atenção dos passantes: "Aqui mora uma devedora inadimplente".
― Você não pode fazer isso comigo ― protestou ela.
― Claro que posso ― replicou ele. ― Você comprou, não pagou. Você é uma devedora inadimplente. E eu sou
cobrador. Por diversas vezes tentei lhe cobrar, você não pagou.
― Não paguei porque não tenho dinheiro. Esta crise...
― Já sei ― ironizou ele. ― Você vai me dizer que por causa daquele ataque lá em Nova York seus negócios ficaram
prejudicados. Problema seu, ouviu? Problema seu. Meu problema é lhe cobrar. E é o que estou fazendo.
― Mas você podia fazer isso de uma forma mais discreta...
― Negativo. Já usei todas as formas discretas que podia. Falei com você, expliquei, avisei. Nada. Você fazia de conta
que nada tinha a ver com o assunto. Minha paciência foi se esgotando, até que não me restou outro recurso: vou ficar
aqui, carregando este cartaz, até você saldar sua dívida.
Neste momento começou a chuviscar.
― Você vai se molhar ― advertiu ela. ― Vai acabar ficando doente.
Ele riu amargo:
― E daí? Se você está preocupada com minha saúde, pague o que deve.
― Posso lhe dar um guarda-chuva...
― Não quero. Tenho de carregar o cartaz, não um guarda-chuva.
Ela agora estava irritada:
― Acabe com isso, Aristides, e venha para dentro. Afinal, você é meu marido, você mora aqui.
― Sou seu marido ― retrucou ele ― e você é minha mulher, mas eu sou cobrador profissional e você é devedora. Eu
avisei: não compre essa geladeira, eu não ganho o suficiente para pagar as prestações. Mas não, você não me ouviu. E
agora o pessoal lá da empresa de cobrança quer o dinheiro. O que quer você que eu faça? Que perca meu emprego?
De jeito nenhum. Vou ficar aqui até você cumprir sua obrigação.
Chovia mais forte, agora. Borrada, a inscrição tornara-se ilegível. A ele, isso pouco importava: continuava
andando de um lado para outro, diante da casa, carregando o seu cartaz.
Após a leitura do texto narrativo acima, identifique os elementos da narrativa:
a) personagens;
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
b) Personagens protagonistas:
_______________________________________________________________________________________
c) Personagens Antagonistas:
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
d) Personagens Secundários:
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
e) tempo da narrativa;
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
f) espaço onde se passam os fatos na narrativa;
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
g) Qual o foco narrativo?

h) Quanto ao tempo predominante no conto, podemos dizer que é?


( ) psicológico ( ) cronológico

i) Use o número do parágrafo para resumir os momentos do enredo da crônica acima.


Momentos do enredo Parágrafo
Apresentação
Complicação
Clímax:
Desfecho
j) Qual o autor da crônica que você leu?
__________________________________________________________________________________

3. Leia o mito abaixo para responder a próxima questão:

A casa era grande, branca e antiga. Em sua frente havia um pátio quadrado. À direita havia um laranjal
onde noite e dia corria uma fonte. À esquerda era o jardim de luxo, úmido e sombrio, com suas camélias e
seus bancos de azulejo. O meio da fachada que dava para o pátio havia uma escada de granito coberta de
musgo. Em frente dessa escada, do outro lado do pátio, ficava o grande portão que dava para a estrada. A
parte de trás da casa era virada ao poente e das suas janelas debruçadas sobre pomares e campos via-se o rio
que atravessa a várzea verde e viam-se ao longe os montes azulados cujos cimos em certas tardes ficavam
roxos. Nas vertentes cavadas em socalco crescia a vinha. À direita, entre a várzea e os montes, crescia a
mata, a mata carregada de murmúrios e perfumes e que os Outonos tornavam dourada. (Sophia de Mello
Breyner Andresen)

Como se verifica nesse texto, o predomínio de adjetivações é comumente encontrado no texto de


base:
(A) narrativa (C) descritiva
(B) informativa (D) argumentativa

4. Marque a alternativa correta nas opções abaixo:


a) Considerando os elementos da narrativa, leia cada uma das citações a seguir e coloque, dentro dos
parênteses que as precedem, a letra V – se a afirmativa for verdadeira ou F – se a afirmativa for falsa.
a) ( ) O espaço é o lugar onde se passa a ação. Exemplo:
“No grande dia Primeiro de Maio, não eram bem seis horas e já o 35 pulara da cama afobado.” (Mário de
Andrade)

b) ( ) A personagem é a pessoa que participa da história. Exemplo:


“Nosso pai era homem cumpridor, ordeiro, positivo; e sido assim desde mocinho e menino, pelo que
testemunharam as diversas sensatas pessoas, quando indaguei a informação.” (Guimarães Rosa)

c) ( ) O tempo determina a ordem em que os fatos acontecem. Exemplo:


Nossa casa, no tempo, ainda era mais próxima do rio, obra de nem quarto de légua: o rio por aí se
estendendo grande, fundo, calado que sempre.” (Guimarães Rosa)
a) F – F –V
b) F – V – F
c) V – F – V
d) V – V – F