You are on page 1of 55

PLANO PEDAGÓGICO ANUAL 2019

EDUCAÇÃO INTEGRAL

“Ressignificando saberes, construindo para a vida: aprendendo a


partir das oito inteligências”.
1) Missão
Acolher e promover a vida de crianças, adolescentes e jovens, à luz da
evangélica opção pelos pobres e do jeito de ser calabriano.

2) Visão
Ser um agente de transformação social promovendo o desenvolvimento integral
do ser humano, envolvendo a família, a escola, a comunidade e o poder público,
buscando a excelência do cuidado infanto-juvenil.

3) Valores
Vida, pessoa humana, integridade, fraternidade, justiça, transparência, qualidade,
solidariedade, protagonismo, paz;

4) Causa estratégica
Acolher promovendo vidas.

5) Justificativa

Pautados pelo lema norteador do planejamento circunstancial 2018,


“Evolução e Transformação: Um Jeito Calabriano”, desenvolveremos as ações
pedagógicas para no ano vindouro buscando na mística e pedagogia calabriana o
estamento sólido para nos lançarmos à propostas que façam a convergência com
os valores de transformação e evolução com os quais somos brindados no
planejamento circunstancial.

Diante desse desafio, de desenvolvermos elementos da vanguarda


educacional sem nos afastarmos da tradição e orientação pedagógica calabriana
que nos anima e inspira, buscamos no referencial teórico de Howard Gardner, as
ferramentas para problematizar o fazer pedagógico, a luz do que nos orienta o
Projeto Político Pedagógico Calabriano:

2
Porto Alegre, 2019
A educação é necessariamente um processo de fazer, e
de agir; é importante que haja ações concretas e objetivas no
intuito do educando se projetar na própria vida e se inserir no seu
grupo social, buscando ultrapassar sempre mais os limites, e dar
passos mais qualificados e mais seguros. (Delegação, 2010).

Nesse trecho das orientações político pedagógicas para as atividades


calabrianas, podemos encontrar um itinerário educacional a ser observado. O
primeiro grande ponto de convergência entre as orientações institucionais e o
referencial teórico do autor, pode ser encontrado na afirmação de que a educação
é um processo, um fazer, um agir. Tal processo remete as circunstâncias,
pessoais e culturais de cada indivíduo e se dá no desenvolvimento de sua vida
como um todo. Não apenas no aspecto lógico matemático, mas, no continuo
processo de maturação, que envolve características, psicológicas, físicas,
cognitivas, existências e sócio culturais.

Os elementos que compõem a obra, Estruturas da Mente – A teoria das


inteligências múltiplas, pretende apresentar um visão do processo formativo e dos
mecanismos mentais que superem a lógica instrumental da educação, atrelada
apenas a coeficientes lógicos, estruturas de produção e finalidades econômicas.
Conforme nos sugere o autor, “Razão, inteligência, lógica e conhecimento não
são sinônimos”, e nossa tarefa enquanto ação pedagógica será justamente a de
desmistificar esses conceitos e oportunizar aos beneficiários da instituição
múltiplas experiências que permitam vivenciar diversos caminhos do aprender.

A luz desses pressupostos, entendendo que o campo das experiências da


teoria das inteligências múltiplas é o cenário das interações cotidianas, e segundo
as solicitações dos órgãos parceiros com os quais estamos vinculados,
projetamos ao longo de 2018 a execução de atividades de iniciação a cidadania e
o envolvimento nas iniciativas de políticas comunitárias e vínculos regionais.
Ainda conforme orientação institucional serão realizadas jornadas de reflexão
vocacional que interajam com as inteligências “intra” e “inter” pessoais, como
proposição de caminho educativo das noções existenciais.

3
Porto Alegre, 2019
Dessa forma, se compreendemos que as múltiplas experiências de nossos
beneficiários implicam caminhos de descoberta, somos conduzidos a pensar a
existência de muitas vias de aprendizado e como instituição muitos desafios
metodológicos em nossos caminhos do ensinar e aprender.

6) Objetivo Geral

Atender crianças e adolescentes matriculados nas Escolas Municipais de


Ensino Fundamental para execução de atividades complementares ao turno
regular por meio da política de Educação Integral do Município de Porto Alegre.

6.1 ) Objetivo Específico:

Desenvolver a educação na sua integralidade, em consonância com as


políticas da assistência e da educação a partir dos pressupostos da missão
institucional e da pedagogia calabriana, embasando a ação pedagógica de 2018
na “Teoria das Inteligências Múltiplas”, oportunizando a construção de saberes e o
desenvolvimento das temáticas vocacionais e sócio educativas, visando a
promoção da vida de nossos beneficiários.

7) Pressupostos metodológicos
O CPIJ embasa as suas propostas metodológicas no alicerce da mística
calabriana que nos convida a refletir sobre a paternidade universal de Deus,
expressa na frase “...Deus é Pai e somos todos irmãos”. Desse paradigma brota
uma espiritualidade ativa que permeou toda a pedagogia calabriana. Tal atitude
pode ser descrita em cinco gestos que carregam em si todo o simbolismo do agir
calabriano: Enxergar (adentrar a realidade do outro), Inclinar-se/ Ouvir (colocar-se
junto ao outro no mesmo nível), Sacudir suavemente (ajudar o despertar com
gestos efetivos e acolhedores), Reconhecer (reconhecer no outro sua dignidade
características, somos filhos de Deus, somo irmãos), Acolher (Na solidariedade de
irmãos, integrar e trazer próximo).
Desse firme estamento derivam nosso modo de pensar e agir pedagógico,
que preconiza o investimento na pessoa humana, buscando despertar o desejo

4
Porto Alegre, 2019
pelo saber e pelo aprender, em uma perspectiva crítica e problematizadora que
visa a promoção de caminhos para que a pessoa seja sujeito e construa sua
autonomia e cidadania.

Para a execução de tais ações pedagógicas, se requer de nós educadores


calabrianos a capacidade de voltarmos nosso olhar diferenciado para cada
beneficiário de obra, especialmente sob a ótica de que, se há múltiplos caminhos
de aprendizado, há que partir de nossa metodologia múltiplos caminhos que
proponham a acolhida e a promoção das crianças e adolescentes.

Em consonância com as orientações técnicas da Secretaria Nacional de


Assistência Social, entendemos que o fazer pedagógico deve englobar a
convivência social, direito de ser e a participação social. Dessa forma,
compreende-se que nosso modo de propor educação se dá em sinergia com as
propostas da educação integral que representam “a opção por um projeto
educativo integrado, em sintonia com a vida, as necessidades, possibilidades e
interesses dos estudantes”.1
Diante desses pressupostos, elencamos aqui alguns dos recursos
metodológicos que constituem o ação pedagógica da instituição: Rodas de
conversa, oficinas, exibição de vídeos, mediação de leitura, contação de histórias,
produções escritas, dramatização, jogos cooperativos e semi-cooperativos,
competições, palestras, seminários, audição de músicas, pesquisas, etc. Os
recursos citados não representam a totalidade dos recursos possíveis de serem
utilizados no cotidiano das atividades, contudo as escolhas dos meios que serão
utilizados para alcançar os objetivos devem derivar dos pressupostos
metodológicos descritos nesse documento, garantido assim a pluralidade e
diversidade de propostas pedagógicas nesse contexto educativo.

7.1) Metodologia Específica:

1 (http://educacaointegral.mec.gov.br/, acessado dia 06.02.2017 às 17:00)

5
Porto Alegre, 2019
Em sintonia com as orientações técnico-pedagógicas que embasem as
ações educativas no contexto da Educação Integral, segundo documento
orientador proposto pela SMED, nossas atividades se subdividem em 4 Eixos
norteadores:
 Letramento – consiste no conjunto de práticas que buscam habilitar
os Educandos na utilização da leitura e da escrita para a formação
do sujeito linguístico.
Sendo ofertadas práticas que contemplem a oralidade, a leitura,
compreensão/expressão escrita e a produção textual usando
recursos lúdicos (como a contação de histórias e dramatizações),
tecnológicos e midiáticos para tornar mais atraente a aquisição das
competências.

 Numeramento – consiste no conjunto de práticas relacionadas ao


pensamento lógico-matemático operando e contextualizando o
cotidiano. Sendo ofertadas práticas que contemplem resolução de
problemas matemáticos por meio de jogos de raciocínio lógico (ex:
xadrez, jogos de tabuleiro ou digitais, entre outros), dinâmicas de
expressão matemática, construção material de formas geométricas e
espaciais;
 Iniciação Científica – consiste no conjunto de práticas que visam
estimular o desenvolvimento da criatividade e do pensar
cientificamente como uma ferramenta que permeia todos as áreas
do conhecimento.
No eixo da Iniciação Científica serão contempladas:
- as Ciências Humanas (realidade sociocultural), por meio das atividades
desenvolvidas pelo educador de referência no que tange os temas transversais,
dinâmicas de convivência, valores, iniciação a cidadania e cultura vocacional,
bem como através das oficinas de relações humanas;
- as Ciências da Natureza (meio ambiente e sustentabilidade), através das
oficinas de educação ambiental, sustentabilidade e atividades relacionadas a
horta comunitária;

6
Porto Alegre, 2019
- as Mídias e Tecnologias Educacionais (robótica, a ética nas redes sociais,
as ferramentas tecnológicas aplicadas à vida prática, games, o bom uso da
Internet) através das oficinas de informática e iniciação tecnológica;

 Educação do Sensível – consiste no conjunto de práticas que


buscam considerar os processos de interrelações pessoais: cuidado,
percepção das sensações e emoções, do saber ser, saber ouvir,
saber falar, saber conviver, saber intuir e saber conhecer o seu
corpo e suas potencialidades.

No eixo da Educação do Sensível serão contempladas:

- Artes (Música, Artes Visuais, Dança, Teatro). Estimulando a cooperação, a


socialização, o sentido estético, a problematização conceitual, a oralidade e a
expressão por múltiplas linguagens;

- Esportes (Futebol, Handball, Vôlei, Basquete Karatê, Taekwondo, Jogos


Cooperativos, Recreação e Dinâmicas). Oportunizando a ética nas relações, o
comprometimento com as regras construídas ou pré-existentes (ex: jogos), a
noção do espaço corporal, a preservação da saúde, o cultivo de hábitos
saudáveis e valorização da vida

8) Avaliação

A avaliação deve se dar ao longo do processo de realização do plano, de


forma crítica e propositiva. Nos eventos e ao final de cada eixo pretende-se
realizar um momento específico de avaliação com os educadores e
coordenações, revendo ações e metodologias propostas, tomando decisões
conjuntas em vista da permanente qualificação do atendimento, do cumprimento

7
Porto Alegre, 2019
dos nossos objetivos e da concretização da missão institucional. Nesse sentido,
para envolver as crianças e adolescentes, a avaliação será realizada através da
construção de um portfólio semestral contemplando as diferentes aprendizagens
construídas por meio das temáticas desenvolvidas, a fim de darmos maior
visibilidade para as famílias e comunidade sobre as ações educativas realizadas
de acordo com o plano anual. Também de forma continuada e progressiva se
realizará os acompanhamento do desenvolvimento comportamental e pedagógico
dos educandos por meio das planilhas referencias dos parâmetros de
acompanhamento pedagógico (conforme anexo IV);

Conjuntamente a essas ações avaliativas, pretende-se realizar


assembleias com os educandos oportunizando um processo de escuta,
participação no planejamento das propostas educativas e na organização da
estrutura da instituição no que diz respeito a melhoria das atividades oferecidas
às crianças e adolescentes contribuindo assim para sua formação cidadã e a
consolidação dos processos de gestão democrática.

8
Porto Alegre, 2019
9) Eixos e temas mensais

Tema Sugestões Atividades externas


Mês Tema mensal Objetivos
Gerador (passeios, saídas
pedagógicas)

- Participar de atividades - Esportes com


corporais, reconhecendo e bastões e raquetes:
respeitando algumas de suas beisebol, tênis de
características físicas e de mesa, tênis de
desempenho motor, bem campo, pingue-
como as de seus colegas, pongue;
sem discriminar por
características pessoais, - Esportes sobre
físicas, sexuais ou sociais; rodas: hóquei, hóquei
Colônia de on-line, ciclismo;
Janeiro/
Férias - Desenvolver a observação e
Fevereiro análise do desempenho dos - Lutas: judô,
colegas, de esportistas, de capoeira, Karatê.
crianças mais velhas ou mais
novas; - Ginásticas: de
manutenção de
- Compreender conceitos de saúde (aeróbica e
regras e visualizar dos jogos musculação); de
para o cotidiano, fazendo a preparação e
reflexão sobre a importância aperfeiçoamento para
das diretrizes de convivência a dança; de
e exercitando a capacidade preparação e
de compor combinações; aperfeiçoamento para
9
Porto Alegre, 2019
os esportes, jogos e
- Reconhecer-se como lutas; olímpica e
elemento integrante do rítmica desportiva;
ambiente, adotando hábitos
saudáveis de higiene, - E-sportes (LoL);
alimentação e atividades
corporais, relacionando-os - Jogos de RPG e
com os efeitos sobre a contação de história
própria saúde e de coletiva.
recuperação, manutenção e
melhoria da saúde coletiva;

- Conhecer, valorizar,
respeitar e desfrutar da
pluralidade de manifesta-
ções de cultura corporal do
Brasil e do mundo,
percebendo-as como recurso
valioso para a integração
entre pessoas e entre
diferentes grupos sociais;

- Expressar-se com opiniões


pessoais quanto a atitudes e
estratégias a serem utilizadas
em situações de jogos,
esportes e lutas;

- Adotar atitudes de respeito


mútuo, dignidade e
10
Porto Alegre, 2019
solidariedade em situações
lúdicas e esportivas,
repudiando qualquer espécie
de violência (Fairplay);

- Reconhecer alterações
corporais, mediante a
percepção do próprio corpo,
provocadas pelo esforço
físico, tais como excesso de
excitação, cansaço, elevação
de batimentos cardíacos,
efetuando um controle
dessas sensações de forma
autônoma e com o auxílio do
Educador;

- Desenvolvimento de
pertença de grupo;

- Adaptar as rotinas
Institucionais;

- Vivenciar a aprendizagem
através da ludicidade.

Inteligências/ - Despertar para o sentido de


11
Porto Alegre, 2019
Março Intra e “cuidado”;
Interpessoal
- Realizar o exercício de
investigação dos
sentimentos, desejos,
motivações e projetos
pessoais;

- Compreender o conceito de
regra e diretriz de
convivência, saber construir e
criticar sistemas;

- Buscar observar suas


atitudes e encontrar qual
sentimento, pensamento ou
vontade dá origem a elas
(desde elementos simples
como o comer que tem
origem na fome, como o
vestir-se que tem origem na
cultura e códigos sociais por
exemplo);

- Comunicar o que pensa e


sente, tentando ser fiel em
sua tradução;

- Comunicar-se de forma
não-violenta, traçando
12
Porto Alegre, 2019
estratégias para comunicar o
que lhe desagrada sem
ofensas ou agressões;

- Exercitar a meditação ou
outra prática de observação
dos pensamentos;

- Experimentar diferentes
formas de comunicação;

- Vivenciar modalidades de
atividades Grupo X Individual
(atividades individuais,
atividades em grupos,
atividades em duplas,
atividades em grupos de
interesse, atividades de
especialistas).

- Exercitar a Oralidade; - Visita a Bibliotecas;


- Visita a tipografia;
- Compreender o sentido nas - Visita a gráficas e
mensagens orais e escritas imprensa;
de que é destinatário direto - Exercício estético
ou indireto, desenvolvendo caligráfico (Exemplo
sensibilidade para letras capitulares);
reconhecer a - Criação de jornal;
13
Porto Alegre, 2019
Abril - Linguagem intencionalidade, incluindo a - Fanzine;
percepção de figuras de
- Imagem em Ação;
linguagem, metáfora,
analogia, hipérboles e etc; - Fanfic.

- Ler autonomamente textos


de gêneros variados (Poesia,
quadrinhos, literatura, livro
didático, tutorial);

- Utilizar a linguagem, escrita


e oral para expressar e
descrever, ideias,
sentimentos, percepções,
desejos, frustrações, bem
como críticas a realidade
social;

- Desenvolver capacidade de
redigir de forma escrita e
também oralmente,
sequência de instruções e
orientações que norteiem
outros indivíduos;

- Capacidade de
compreender e seguir
instruções escritas, tais como
receitas, manuais, e
indicações técnicas básicas;
14
Porto Alegre, 2019
- Utilizar a linguagem oral
com eficácia compreendendo
e sabendo reproduzir a
linguagem formal;

- Produzir textos que


desenvolvam ideias com
introdução desenvolvimento e
conclusão;

- Revisar o próprio texto e


textos de outras, produzindo
opiniões e críticas
construtivas;

- Exercitar os passos da
revisão textual;

- Ao comunicar as ideias,
procurar entender se o
interlocutor compreende o
significa contido na
mensagem;

- Valorizar a leitura e a escrita


como forma de preservar o
conhecimento e disseminar
saberes;

15
Porto Alegre, 2019
- Exercitar a abertura para o
aprendizado de novas
línguas, dialetos e formas de
comunicação (línguas
estrangeiras, libras e etc.);

- Reconhecer e valorizar a
linguagem de seu grupo
social e as diferentes
variedades da língua
portuguesa, procurando
combater o preconceito
linguístico;

- Relacionar os sentidos de
uma obra literária ao seu
contexto de produção;

- Escutar, visualizar, encenar,


ler, transcrever, reproduzir de
diferentes formas e
interpretar de forma
contextualizada textos
sagrados de diferentes
crenças (histórias bíblicas,
parábolas, ensinamentos,
etc.) que despertem e
cultivem a relação com o
sagrado, a importância da fé
e dos diversos valores
16
Porto Alegre, 2019
humanos.

Maio
- Interagir com materiais, - Visitas de artistas
instrumentos e locais ao espaço de
procedimentos variados em atividades;
artes (Artes Visuais, Dança, - Promoção de
Música, Teatro), eventos tais como:
experimentando-os e sarau, show de
conhecendo-os de modo a talentos, exposição
utilizá-los nos trabalhos artísticas, mostra
pessoais; cultural;
- Convivência com produções - Reciclagem de
visuais (originais e papel;
reproduzidas) e suas
- Estético/Artístico concepções estéticas nas - Manufaturas de
diferentes culturas (regional, blocos artísticos;
nacional e internacional); - Produção de telas
de pintura a partir de
- Buscar e saber organizar papel reciclável;
informações sobre a arte em
contato com artista, - Oficina de cestaria e
documentos, acervos nos arte nativa;
espaços da escola e fora dela - Atividades de
(livros, revistas, jornais, expressão de
ilustrações, dispositivos, posicionamento
vídeos, discos, cartazes) e crítico sobre
acervos públicos (museus, expressões artísticas.
galerias, centro de cultura,
17
Porto Alegre, 2019
bibliotecas, fonotecas,
videotecas, cinematecas),
reconhecendo e
compreendendo a variedade
dos produtos artísticos e
concepções estéticas
presentes na história das
diferentes culturas e etnias;

- Exercitar as artes visuais no


fazer dos alunos: desenho,
pintura, colagem, escultura,
gravura, modelagem,
instalação, vídeo, fotografia,
história em quadrinhos,
produções informatizadas;

- Utilizar os elementos da
linguagem visual
representando expressando e
comunicando por imagens:
desenho, pintura, gravura,
modelagem, escultura,
colagem, construção,
fotografia, cinema, vídeo,
televisão, informática,
eletrografia;

- Experimentação, utilização
e pesquisa de materiais e
18
Porto Alegre, 2019
técnicas artísticas (pinceis,
lápis, giz de cera, papéis,
tintas, argila, goivas) e outros
meios (maquinas
fotográficas, vídeos,
aparelhos de computação e
de reprografia);

- Identificação e
reconhecimento de algumas
técnicas e procedimentos
artísticos nas obras visuais;

- Exercitar: Fala, escrita e


outros registros (gráfico,
audiográfico, pictórico,
sonoro, dramático,
videográfico) sobre questões
trabalhadas na apreciação de
imagens;

- Expressar-se enquanto
universo emocional
utilizando-se da metodologia
artística;

- Experienciar contato com


fontes vivas do universo da
arte (artística de rua,
cantores, folcloristas, ctgs,
19
Porto Alegre, 2019
repentistas, grafiteiros);

- Conhecer os diversos
períodos e movimentos de
expressão da arte no
decorrer do tempo;

- Elaborar registros pessoais


para sistematização e
assimilação das experiências
com formas visuais,
informantes, narradores e
fontes de informação;

- Despertar, cultivar e
fomentar o contato e a
reflexão sobre o sagrado,
através das diversas formas
de arte (músicas, desenhos,
mandalas, pinturas,
esculturas, poesia, teatro,
filmes, simbologias religiosas
calabrianas, etc.) – Obs.: O
educador(a) pode escolher
algum símbolo calabriano
que possa associar à
temática mensal escolhida, a
fim de compreender seu
significado trabalhando-o
através das artes;
20
Porto Alegre, 2019
- Construção dos fatos - Produção de
básicos das operações a elementos e figuras
partir de situações problema, 3D (Balinhas...);
para constituição de um
repertório a ser utilizado no - Relacionar
cálculo; regularidades
matemáticas e
- Iniciar o exercício de técnicas artísticas;
representações abstratas, a
partir de objetos concretos, - Trabalhar aritmética
Junho
para a redação de básica através de
expressões matemáticas; ações relacionadas a
tempo e espaço,
- Ampliar as noções (corridas
relacionadas as quatro cronometradas,
operações, e principiar o cálculo de espaços
exercício de frações, percorridos, altura
radiciação e potenciação (A alcançada);
- Lógico Matemático ser avaliado potencial
individual e de grupo de cada - Exercício de livros
turma); jogos;

- Ampliar os procedimentos - Jogos de RPG;


de cálculo – mental, escrito,
exato, aproximado – pelo - Jogos de CARD
conhecimento de GAME.
21
Porto Alegre, 2019
regularidades dos fatos
fundamentais, de
propriedades das operações
e pela antecipação e
verificação de resultados;

- Utilizar diferentes registros


gráficos – desenhos,
esquemas, escritas
numéricas – como recurso
para expressar ideias, ajudar
a descobrir formas de
resolução e comunicar
estratégias e resultados;

- Construir o significado das


medidas, a partir de
situações-problema que
expressem seu uso no
contexto social e em outras
áreas do conhecimento e
possibilitem a comparação de
grandezas da mesma
natureza;

- Construir as noções
abstratas relativas a
habilidade de representação
dos números na reta
numérica de proporções
22
Porto Alegre, 2019
decimais;

- Exercitar cálculos simples


de porcentagens e regra de
três;
- Relacionar conhecimento
entre os conhecimentos
matemáticos elementares as
noções de geometria;

- Representar figuras
geométricas relacionar as
proporções artísticas;

- Exercitar e perceber a
importância de atitudes que
levem em conta a verdade, a
honestidade e a partilha,
como valores que faz bem
para todas as pessoas e para
as relações sociais;

- Compreender e vivenciar
atitudes de equidade, justiça
e organização coletiva, como
valores importantes para a
vida em grupo e para o bem
comum;

- Compreender e exercitar
23
Porto Alegre, 2019
seus direitos e deveres,
tendo consciência de sai
liberdade e também de sua
responsabilidade na relação
consigo mesmo, com os
outros e com o meio
ambiente.

- Vivenciar atitudes de
Julho
cuidado e respeito com o
próprio corpo e com o corpo
dos colegas e demais
pessoas;

- Participação em atividades
competitivas, respeitando as
regras e não discriminando
os colegas, suportando
pequenas frustrações,
-Cinestésico/Corporal evitando atitudes violentas;

- Observar e analisar do
desempenho dos colegas, de
esportistas, de crianças mais
velhas ou mais novas;

- Expressar opiniões
pessoais quanto a atitude e
24
Porto Alegre, 2019
estratégias a serem utilizadas
em situações de jogos,
esportes e lutas;

- Apreciar de esportes e lutas


considerando alguns
aspectos técnicos, táticos e
estéticos;

- Refletir e avaliar-se quanto


a seu próprio desempenho e
dor demais, tendo como
referência o esforço em si,
prescindindo, em alguns
casos, do auxílio do
professor;

- Resolver problemas
corporais individualmente e
em grupo;

- Participar na execução e
criação de coreográficas
simples;

- Participar em danças
pertencentes a
manifestações culturais da
coletividade ou de outras
localidades que estejam
25
Porto Alegre, 2019
presentes no cotidiano;

- Conhecer e valorizar
danças e expressões
corporais pertencentes à
localidade;
- Acompanhar uma dada
estrutura rítmica com
diferentes partes do corpo em
coordenação;

- Participar em atividades
rítmicas e expressivas;

- Analisar movimentos e
posturas do cotidiano a partir
de elementos socioculturais e
biomecânicos;

- Conhecer os valores
olímpicos e pratica-los em
jogos e atividades esportivas;

- Participar de momentos de
atividades esportiva com
respeito, cooperação e
espirito de competição
saudável;

- Vivenciar atitudes de
26
Porto Alegre, 2019
cuidado e respeito com o
próprio corpo e com o corpo
dos colegas e demais
pessoas, reconhecendo a
dignidade e sacralidade de
cada pessoa;
- Valorizar e respeitar a
diversidade das
características do seu próprio
corpo e dos outros,
percebendo as suas
singularidades e
semelhanças,
compreendendo e superando
os preconceitos;

- Exercitar a autoconsciência
do próprio corpo e de suas
sensações (através de
relaxamento, exercícios de
respiração, yoga, massagem,
etc.), desenvolvendo também
a sensibilidade e
autopercepção.

- Ter contato com o conceito


de vocação e profissão;

27
Porto Alegre, 2019
- Relacionar seus desejos e
aspirações com metas e
planos para futuro;

- Elaborar um projeto de vida;


Agosto
- Existencial/Vocacional - Ter contato com o universo
do trabalho;

- Conhecer e/ou recordar o


sonho de São João Calábria
e de outras personalidades,
percebendo a importância da
perseverança e coragem
para alcança-los, bem como
compreendendo os efeitos
(benefícios, prejuízos, etc.)
na vida pessoal e da
sociedade;

- Refletir, partilhar e
expressar de diferentes
formas os seus sonhos e
desejos pessoais, bem como
sonhos e desejos coletivos
(Criar pequenos sonhos
coletivos voltados para o
próprio grupo, sala de
atividades ou espaço da
comunidade educativa,
28
Porto Alegre, 2019
transformando em projetos e
ações concretas);

- Refletir de diferentes formas


sobre o sentido da própria
vida e compreender-se como
um ser com um propósito
importante nesse mundo
(Filme: Escrevendo uma nova
história).

- Vivenciar atitudes e
Setembro
atividades de cuidado e
respeito com o meio
ambiente, percebendo a
importância da natureza para
a nossa vida;

- Vivenciar momentos de
contato com a natureza (flora
e fauna), despertando o
encantamento por sua
- Naturalista e Nativista beleza, diversidade,
curiosidades e pelo Seu
Criador (sempre respeitando
a diversidade de crenças e
compreensões religiosas e
29
Porto Alegre, 2019
cientificas);

- Compreender as atitudes
humanas (individuais e
coletivas) que ajudam a
cuidar ou a destruir a
natureza, refletindo sobre o
papel do ser humano no meio
ambiente;

- Conhecer a organização do
espaço geográfico e o
funcionamento da natureza
em sus múltiplas relações, de
modo a compreender o papel
das sociedades em sua
construção e na produção do
território, da paisagem e do
lugar;

- Identificar e avaliar as ações


dos homens em sociedade e
suas consequências em
diferentes espaços e tempos,
de modo a construir
referenciais que possibilitem
uma participação propositiva
e reativa nas questões
socioambientais locais;

30
Porto Alegre, 2019
- Compreender a
espacialidade e
temporalidade dos
fenômenos geográficos
estudados em suas
dinâmicas e interações;

- Compreender que as
melhorias nas condições de
vida, os direitos políticos, os
avanços técnicos e
tecnológicos e as
transformações socioculturais
são conquistas decorrentes
de conflitos e acordos, que
ainda não são usufruídas por
todos os seres humanos e,
dentro de suas
possibilidades, empenhar-se
em democratizá-las;

- Conhecer e saber utilizar


procedimentos de pesquisa
da Geografia para
compreender o espaço, a
paisagem, o território e o
lugar, seus processos de
construção, identificando
suas relações, problemas e
contradições;
31
Porto Alegre, 2019
- Fazer leituras de imagens,
de dados e de documentos
de diferentes fontes de
informação, de modo a
interpretar, analisar e
relacionar informações sobre
o espaço geográfico e as
diferentes paisagens.

Outubro
- Conhecer sobre a vida de
São João Calábria, sua fé,
coragem em acolher as
crianças e começar a Obra,
sua coragem para enfrentar
as dificuldades e não desistir;

- Exercitar a Oralidade;

- Compreender o sentido nas


mensagens orais e escritas
de que é destinatário direto
ou indireto, desenvolvendo
- Linguagem Aplicada sensibilidade para
(oral, mídias, gráfica...) reconhecer a
intencionalidade, incluindo a
percepção de figuras de
linguagem, metáfora,
32
Porto Alegre, 2019
analogia, hipérboles, etc;

- Ler autonomamente textos


de gêneros variados (Poesia,
quadrinhos, literatura, livro
didático, tutorial);

- Utilizar a linguagem, escrita


e oral para expressar e
descrever, ideias,
sentimentos, percepções,
desejos, frustrações, bem
como críticas a realidade
social;

- Desenvolver capacidade de
redigir de forma escrita e
também oralmente,
sequência de instruções e
orientações que norteiem
outros indivíduos;

- Capacidade de
compreender e seguir
instruções escritas, tais como
receitas, manuais, e
indicações técnicas básicas;

- Utilizar a linguagem oral


com eficácia compreendendo
33
Porto Alegre, 2019
e sabendo reproduzir a
linguagem formal;

- Produzir textos que


desenvolvam ideias com
introdução desenvolvimento e
conclusão;

- Revisar o próprio texto e


textos de outras, produzindo
opiniões e críticas
construtivas;
- Exercitar os passos da
revisão textual;

- Ao comunicar as ideias,
procurar entender se o
interlocutor compreende o
significa contido na
mensagem;

- Valorizar a leitura e a escrita


como forma de preservar o
conhecimento e disseminar
saberes;

- Exercitar a abertura para o


aprendizado de novas
línguas, dialetos e formas de
comunicação (línguas
34
Porto Alegre, 2019
estrangeiras, libras);

- Reconhecer e valorizar a
linguagem de seu grupo
social e as diferentes
variedades da língua
portuguesa, procurando
combater o preconceito
linguístico;

- Relacionar os sentidos de
uma obra literária ao seu
contexto de produção;
- Escutar, visualizar, encenar,
ler, transcrever, reproduzir de
diferentes formas e
interpretar de forma
contextualizada textos
sagrados de diferentes
crenças (histórias bíblicas,
parábolas, ensinamentos,
etc.) que despertem e
cultivem a relação com o
sagrado, a importância da fé
e dos diversos valores
humanos.

- Construir fatos básicos das - Produção de


35
Porto Alegre, 2019
operações a partir de elementos e figuras
situações problema, para 3D (Balinhas);
constituição de um repertório
a ser utilizado no cálculo; - Relacionar
regularidades
- Iniciar o exercício de matemáticas e
Novembro representações abstratas, a técnicas artísticas;
partir de objetos concretos,
para a redação de - Trabalhar aritmética
- Lógica e Matemática expressões matemáticas; básica através de
(Lógica da pesquisa, ações relacionadas a
para conhecer e/ou - Ampliar as noções tempo e espaço,
transformar minha relacionadas as quatro (corridas
realidade) operações, e principiar o cronometradas,
exercício de frações, cálculo de espaços
radiciação e potenciação (A percorridos, altura
ser avaliado potencial alcançada);
individual e de grupo de cada
turma); - Exercício de livros
jogos;
- Ampliar os procedimentos
de cálculo – mental, escrito, - Jogos de RPG;
exato, aproximado – pelo
conhecimento de - Jogos de CARD
regularidades dos fatos GAME.
fundamentais, de
propriedades das operações
e pela antecipação e
verificação de resultados;

36
Porto Alegre, 2019
- Utilizar diferentes registros
gráficos – desenhos,
esquemas, escritas
numéricas – como recurso
para expressar ideias, ajudar
a descobrir formas de
resolução e comunicar
estratégias e resultados;

- Construir o significado das


medidas, a partir de
situações-problema que
expressem seu uso no
contexto social e em outras
áreas do conhecimento e
possibilitem a comparação de
grandezas da mesma
natureza;

- Construir as noções
abstratas relativas a
habilidade de representação
dos números na reta
numérica de proporções
decimais;

- Exercitar cálculos simples


de porcentagens e regra de
três;

37
Porto Alegre, 2019
- Relacionar conhecimento
entre os conhecimentos
matemáticos elementares as
noções de geometria;

- Representar figuras
geométricas relacionar as
proporções artísticas;

- Exercitar e perceber a
importância de atitudes que
levem em conta a verdade, a
honestidade e a partilha,
como valores que faz bem
para todas as pessoas e para
as relações sociais;

- Compreender e vivenciar
atitudes de equidade, justiça
e organização coletiva, como
valores importantes para a
vida em grupo e para o bem
comum;

- Compreender e exercitar
seus direitos e deveres,
tendo consciência de sai
liberdade e também de sua
responsabilidade na relação
consigo mesmo, com os
38
Porto Alegre, 2019
outros e com o meio
ambiente.

- Compreender as diversas - Contações de


formas de celebração de histórias sobre
ciclos anuais, nas diversas temática natalina;
culturas e regiões
geográficas (Também, - Confecção de
podendo trabalhar suas mapas, maquetes,
diversas manifestações ao cenários e placas;
longo da história);
- Caça ao tesouro,
- Conhecer e discutir sobre esconde-esconde
Dezembro - Espacial/ Cultural as diversas manifestações e com pistas, campo
festejos populares relativos minado;
ao Natal e fechamento do - Confecção do
ciclo anual; presépio, encenação
e musicais.
- Ter contato com diferentes
universos informacionais
relativos as diversas culturas
e expressões étnicas;

- Exercitar a localização
através dos pontos cardeais
seguindo instruções simples;

- Conhecer e aplicar a rosa


39
Porto Alegre, 2019
dos ventos para localização e
descrição de pontos de
interesse;

- Realizar a construção de
mapas, maquetes e
desenhos esquemáticos
referenciando locais,
paisagens e pontos de
interesse;

- Reconhecer pontos em
mapas e globo através de
informações orais ou escritas.

40
Porto Alegre, 2019
10)Eixos temáticos transversais:

- VALORES:

Todo nosso processo educativo deve estar fundamentado em valores e


princípios que defendam e garantam a dignidade e a felicidade de cada ser
humano: respeito à vida, vínculo, afeto, interação, protagonismo, proximidade,
gentileza, compaixão, amizade, liberdade, senso crítico, sensibilidade, respeito,
paz, justiça social, cidadania, consciência política, democracia.

- SUSTENTABILIDADE:

A educação para o cuidado com o planeta e a sustentabilidade, como


desafios urgentes em nossa época, também devem perpassar toda a nossa
ação educativa, através do consumo consciente, da preservação, da
reciclagem e reaproveitamento de materiais, etc. Para tanto, além de
conscientização cotidiana dos educandos, buscaremos recordar as diversas
datas do calendário que fazem referência a alguma temática que envolva essa
dimensão, a saber: 22/03 – Dia da Água, 22/04 – Dia do Planeta Terra, 5/06 –
Dia do Meio Ambiente, 17/07 – Dia da Proteção à Floresta, 21/09 – Dia da
Árvore, 4/10 – Dia de São Francisco, 29/12 – Dia das Diversidade Biológicas,
entre outras datas;

- CULTURA VOCACIONAL:

A proposta pedagógica deve ser reflexiva e conduzir a construção de um


projeto de vida. Nesse sentido também comtempla-se os processos educativos
que oportunizem a auto avaliação e o escrutínio da vocação, entendida como
uma inclinação, uma tendência ou habilidade que leva o indivíduo a exercer
uma determinada postura diante daqueles que o cercam. A luz do espirito
calabriano, também compreendemos a necessidade de explorarmos as
diversas vocações religiosas, sempre pautados pelo diálogo inter-religioso e
ecumênico;

41
Porto Alegre, 2019
- INICIAÇÃO A CIDADÂNIA:

A via pedagógica elaborada pelo CPIJ visa dar condições plenas de


emancipação dos seus beneficiários como sujeitos de direito, conscientes de
seu papel na sociedade que atuam, e reconhecendo suas garantias e deveres
perante seus pares. Dessa forma, compreende-se que desde os pressupostos
pedagógicos à metodologia das atividades, o processo formativo deve ser
planejado de modo a oportunizar a participação nos processos decisórios e
estimular a vida política (entendida como capacidade/faculdade de
organização, relacionamento e gestão coletiva), educando de forma processual
e contribuindo para a formação de cidadãos atuantes.

42
Porto Alegre, 2019
11) Calendário anual 2017

Mês Datas Calendário Eventos CPIJ


08- Aniversário 41 anos do 08 – Aniversário CPIJ
CPIJ/Dia internacional da mulher
Março 30- Paixão de Cristo

1- Páscoa 10 à 13 – Páscoa
19- Dia do índio 19- Dia dos povos indígenas
Abril
21- Tiradentes
22- Descobrimento do Brasil
01- Dia do trabalhador 5 – Dia de Ação em Família
13- Dia das Mães/ Abolição
Maio
da escravatura
31- Corpus Christi
05- Dia mundial do Meio 9- Festa Junina
Ambiente Mostra de talentos
Junho 24- Dia de São João (Festa
Junina)
26- Dia de São Pedro
Julho 20- Dia do amigo
12- Dia dos pais Despertar vocacional
Agosto
24 Jornada de Formação Calabriana
07- Independência do Brasil Semana Farroupilha
Setembro
20- Revolução Farroupilha
08- Aniversário do Calábria - Semana calabriana
Outubro 12- Dia da criança - Semana da criança

02- Finados 23- Caminhada da PAZ


Novembro 15- Proclamação da república
20- Consciência Negra
25- Natal Mês Natalino
Dezembro
Festa de Natal e encerramento

43
Porto Alegre, 2019
Anexo I

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS EVENTOS INSTITUCIONAIS


Nome do evento:
Data:
Sede/núcleo:

Item/Avaliação Que bom? Que pena? Que tal?


1) Organização do
evento
(planejamento,
envolvimento
da equipe e
educandos)
2) Infraestrutura
(local, salas,
equipamentos,
alimentação,
materiais
disponíveis:
mesas, cadeiras,
etc.);
3) Atividades ou
propostas
desenvolvidas
(atendimento
dos objetivos, e
metodologias,
tempo, etc.);
4) Participação dos
educandos,
família e
comunidade
(quando se
aplicar);

Observações:

44
Porto Alegre, 2019
Anexo II

INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DOS EIXOS TEMÁTICOS


Eixo:
Data:
Sede/núcleo:

Item/Avaliação Que bom? Que pena? Que tal?

1) Temática do eixo e
objetivos
(desenvolvimento,
aplicação prática,
aprofundamento...);
2) Execução do
cronograma das
temáticas mensais;
3) Atividades internas
e externas
realizadas
(planejamento
diário, passeios,
saídas
pedagógicas...);
4) Recursos materiais;

5) Participação e
sintonia de trabalho
da equipe
(educadores e
coordenações);
6) Envolvimento e
participação dos
educandos;
Observações:

45
Porto Alegre, 2019
Anexo III

PORTFÓLIO SEMESTRAL
Sede/Núcleo: Centro de Promoção Da Infância e da Juventude
Nome do educando:
Nome do educador:
Data: Turma:
Turno:
Temática:
Mensagem do CPIJ: Ex: Conviver tem relação com bondade, com
generosidade. É comum o ser humano ter diferentes restrições em conviver
com outro dependendo da sua história de vida e até mesmo de sua cultura...
Sementes de bondade devem ser plantadas no universo do aluno, nossos
educandos precisam aprender a conviver com o próximo para combater essa
falta de bondade que geralmente se adquire no desenvolvimento do ser
humano. (RUBENS ALVES)
Auto avaliação do (a) educando(a):

Anexo IV
Parâmetros de Acompanhamento Pedagógico
Compreendendo que cada um dos educandos que participa do projeto
Educação Integral, possui diferentes experiências formativas e ações

46
Porto Alegre, 2019
pedagógicas que compõem sua rotina de atividades, entendeu-se enquanto
equipe de gestão pedagógica, que um grupo de diretrizes que orienta-se os
parâmetros de avaliação pedagógica deveriam ser convencionados, tendo em
vista a melhoria constante da realização de atividades e a aproximação de
cada um dos educandos, potencializando os saberes já desenvolvidos e
contribuindo para promoção das faculdades ainda não estabelecidas.

Desse modo foram coletados dados relacionados aos pressupostos


avaliativos de diferentes escolas da região em que se executam as atividades
do Centro de Promoção da Infância e da Juventude, dentre elas, uma escola
particular, uma escola estadual 2 e as sete escolas municipais atendidas pela
instituição. Da análise e consideração de todos estes instrumentos elaborou-se
uma tabela referencial de acompanhamento do desenvolvimento dos
educandos. Essa quadro é antes de tudo um instrumento norteador e não
resume em si todas as metodologias de acompanhamento e avaliação
desenvolvidas, mas, serve como uma diretriz que convenciona e orienta os
processos de acompanhamento dos educandos, tendo em vista estabelecer
parâmetros que indiquem quais as áreas pedagógicas que demandam maior
atenção e suporte, por parte do educadores e equipe técnica.

A Construção desses referenciais, tomou por base ainda, os PCN’s e o


documento de orientações para Educação Integral do Município de Porto
Alegre.

2 Apenas a título de referência, pois, foi através dos parâmetro das Escolas Municipais que construímos
efetivamente nosso plano de acompanhamento pedagógico;

47
Porto Alegre, 2019
Ciclo I – Faixa etária dos 06 aos 09 anos

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas


LETRAMENTO
EC R P EE
1 Conhece a ordem alfabética e as 26 letras “Bastão”
2 Conhece a ordem alfabética e as 26 letras “Cursiva”
3 Conhece a ordem alfabética e as 26 letras “Cursiva Maiúscula e
Minúscula”
4 Diferencia vogais e consoantes;
5 Escreve corretamente as palavras observando a ortografia;
6 Lê palavras, frases e textos;
7 Compreende e interpreta textos lidos;
8 Classifica os substantivos quanto ao gênero e número;
9 Identifica seu nome e letra inicial
10 Escreve seu nome de forma autônoma ou com auxílio de fichas
modelo
11 Lê frases curtas e texto simples
12 Distingue com clareza a grafia de letras e números

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

MATEMÁTICA
EC R P EE
1 Reconhece as figuras geométricas;
2 Desenvolve o pensamento lógico matemático (classificar,
quantificar e seriar);
3 Conta, nomeia e relaciona os numerais até 20;
4 Realiza adição e subtração simples;
5 Reconhece a condição de maior e menor de objetos e
numerais;
6 Compreende os conceitos de unidade e dezena;
7 Reconhece as horas;

48
Porto Alegre, 2019
8 Relaciona numerais e quantidades
9 Reconhece ordem crescente e decrescente
10 Compreende as noções de tempo: Ontem, Hoje, Amanhã, (dias)
11 Compreensão do significados das expressões relacionadas a
subtração e soma

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

TEMAS TRANSVERSAIS
EC R P EE
1 Demonstra hábitos e atitudes preservação do Meio Ambiente;
2 Pratica hábitos de higiene Pessoal;
3 Pratica os exercício de escolhas individuais ou em grupo de
forma consciente;
4 Compreende os aspectos básicos da geografia de sua região
(cidades, bairro, rua, características e locais da comunidades...)
5 Respeita e compreende o valos das diversas expressões
religiosas;
6 Reconhece as cores primarias e secundárias;
7 Conhece as principais expressões artísticas (música, pintura,
dança...)
8 Conhece a tradição, folclore e regionalismo locais;
9 Compreende o carisma calabriano e sua espiritualidade;
10 Conhece os seus direitos e deveres básicos como cidadão

49
Porto Alegre, 2019
FÍSICO
EC R P EE
1 Ouve com atenção as orientações para a realização das tarefas;
2 Compreende e respeita as combinações dos jogos e
brincadeiras;
3 Executa os movimentos de consciência corporal e espacial;
4 Analisa e planeja mentalmente estratégias de jogos;
5 Controla a velocidade de sua ação;
6 Sabe controlar a sua força durante a execução de um jogo ou
brincadeira;
7 Utiliza as habilidades motoras básicas de movimento;
habilidades primárias e secundárias: correr, quicar, pular, girar,
saltar, parar, equilibras e saltar;
8 Tem noções lateralidade (Esquerda e Direita);
9 Amarra corretamente o tênis;
10 Elabora e combina regras alternativas para jogos e brincadeiras;
11 Enfrenta desafios físicos em diferentes contextos

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

50
Porto Alegre, 2019
EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

ASPECTOS ATITUDINAIS
EC R P EE
1 Concentra-se para realizar as atividades;
2 Respeita e zela o espaço coletivo de atividades;
3 Cuida dos materiais de uso coletivo e individuais;
4 Emprega as técnicas aprendidas nas atividades;
5 Compreende e aceita a individualidade dos colegas e do grupo
no que refere a aprendizagem;
6 Respeita e tem postura educada em relação a todos os
colaboradores e colegas;
7 Mantém-se concentrado e atento na realização das atividades;
8 Tem atitudes de respeito, cordialidade, colaboração e amizade;
9 Sabe escutar, sem dispersa-se com o objetos e conversas
paralelas;
10 Segue instruções demonstrando compreensão ao realizar o que
foi solicitado;
11 Compreende a importância da Frequência

Ciclo II – Faixa etária dos 10 aos 13 anos

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas


LETRAMENTO
EC R P EE
01 Le textos de maneira autônoma
02 Expressa suas ideias oralmente, de acordo com o contexto
03 Identifica encontro consonantal, hiato e dígrafos nas palavras
04 Lê com entonação e ritmo;

51
Porto Alegre, 2019
05 Emprega as particularidades ortográficas tais como :ss/ç, m/n x/ch..
06 Emprega corretamente os acentos gráficos;
07 Classifica as palavras conforme a separação silábica
08 Produz e redigi textos coesos e coerentes;
09 Redige textos estruturados (introdução, desenvolvimento e
conclusão)
10 Interpreta e compreende textos, por escrito, formulando
respostas adequadas;
11 Utiliza o dicionário, compreendendo a organização alfabética
12 Compreende Antônimo e Sinônimo
13 Compreende plural e singular

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

MATEMÁTICA
EC R P EE
01 Lê e escreve números naturais até 99,999
02 Conhece as ordens e classes dos números
03 Reconhece e utiliza as unidades de tempo (hora e minuto)
04 Realiza de forma efetivas as quatro operações
05 Identifica os nomes dos termos das quatro operações;
06 Realiza cálculos mentais
07 Conhece as unidades de medida
08 Resolve histórias matemáticas
09 Reconhece figuras geométricas
10 Lê, escreve e compreende as frações como parte de um todo;
11 Formula hipóteses matemáticas para a resolução de desafios

52
Porto Alegre, 2019
EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

TEMAS TRANSVERSAIS
EC R P EE
01 Percebe-se integrante, dependente e agente transformador do
ambiente.
02
03 Conhece característica fundamentais do Brasil nas dimensões
sociais, materiais e culturais como meio para construir
progressivamente a noção de identidade nacional e pessoal e o
sentimento de pertença ao pais;
04 Conhecer e valorizar a pluralidade do patrimônio sociocultural
brasileiro, bem como os aspectos socioculturais de outros povos
e nações, posicionando-se contra qualquer discriminação
baseadas em diferenças culturais, de classe social, de crenças,
de sexo, de etnia, ou outras características individuais e sociais
05 Sabe utilizar diferentes fontes de informação e recursos
tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos;
06 Identifica os elementos e as interações entre eles, contribuindo
ativamente para a melhoria do meio ambiente;
07 Compreende a diversidade e as questões associadas ao
gênero, orientação e afetividade;
08 Compreendeu e alcançou os objetivos previsto no PPA

53
Porto Alegre, 2019
EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

FÍSICO
EC R P EE
01 Conhece o próprio corpo e dele cuida, valorizando e adotando
hábitos saudáveis como um dos aspectos básicos da qualidade
de vida e agindo com responsabilidade em relação a sua saúde
e a saúde coletiva;
02 Controla a velocidade de ação (freio inibitório)
03 Analisar e planejar mentalmente estratégias de jogos
04 Resolução de problemas corporais individualmente e em grupo
05 Compreende a importância de regras para a realização de
brincadeiras e jogos
06 Desenvolve as capacidades físicas equilíbrio e flexibilidade
07 Participa na execução e criação de coreografias simples
08 Desenvolve e vivencia de forma lúdica o gosto pela pratica
regular de atividades físicas e recreativas

EC -Em Construção R - Regular P -Pleno EE- Excede Expectativas

ASPECTOS ATITUDINAIS
EC R P EE
01 Compreende a cidadania como participação social e política,
assim como exercícios de direitos e deveres políticos civis e
sociais, adotando no dia-a-dia, atitudes de solidariedade,
cooperação, repúdio as injustiças, respeitando o outro e

54
Porto Alegre, 2019
exigindo para si o respeito;
02 Posiciona-se de maneira crítica, responsável e construtiva nas
diferentes situações sociais, utilizando o diálogo como forma de
mediar conflitos e de tomar decisões coletivas;
03 Questiona a realidade formulando-se problemas e tratando de
resolvê-los, utilizando para isso o pensamento lógico, a
criatividade, a intuição, a capacidade de análise crítica,
selecionando procedimentos e verificando sua adequação;
04 Compreende a importância e elabora um projeto de vida;
05 Respeita e vivência os valores, nos diferentes momentos da
vida;
06 É assíduo e pontual;
07 Respeita e tem boa convivência com todos os colaboradores do
CPIJ;

55
Porto Alegre, 2019