You are on page 1of 2

 

CURSO: Estruturas de concreto armado e Fundações

SEMINARISTA: Rodrigo Delalibera

MÓDULO: Estruturas de Fundações e Contenções I

Objetivo: Apresentar ao discente os conceitos do projeto de estruturas de


fundações de concreto armado, apresentado os critérios de dimensionamento e
verificação dos elementos estruturais.

Objetivos Específicos: Apresentar conceitos de projeto, verificações e


detalhamentos e elementos de fundações.

Ementa: Dimensionamento estrutural e verificações de sapatas corridas,


sapatas isoladas, sapatas excêntricas, sapatas associadas, vigas de equilíbrio e
radier, muros de arrimo.

Metodologia: Apresentação dos conteúdos teóricos, com exemplificação


numérica. Desenvolvimento de “estudos dirigidos”, com auxílio de softwares
(planilhas de cálculo, programas educacionais distribuídos no CD do INBEC).

Procedimentos:
SEXTA-FEIRA:
1. Apresentação do Curso.
2. introdução.
3 Sapatas Corridas.

SÁBADO:
- Matutino:
4. Sapatas Isoladas.
5. Sapatas Associadas.

- Vespertino:
6. Sapatas Excênctricas.
7. Vigas de equilíbrio.
8. Radier e muros de arrimo

DOMINGO:
5. Considerações finais
6. Avaliação (AV)
Recursos didáticos:
Notebook / Pendrive / Data-Show / Quadro Branco / Material didático impresso.
 

Avaliação:
A avaliação é composta por questões teóricas e/ou práticas, executadas
preferencialmente em sala de aula. Caso não haja tempo de se completar as atividades
avaliativas, estas poderão ser entregues (enviadas via e-mail), em comum acordo com
os alunos, até às 18:00 da terça-feira seguinte ao módulo, para que o professor possa
atribuir as notas e calcular as médias finais para registro no Diário de Classe e envio
dentro do prazo estipulado pela Coordenação do Curso e a Administração do INBEC.

Cálculo da Média Final (MF):

Aluno(a) com frequência 100%: MF = 6,0 + AV*

Aluno(a) com frequência 75%: MF = 5,0 + AV*

Aluno(a) com frequência inferior a 75%: MF = 0,0

(*) Valor máximo da Avaliação (AV): 4,0 (quatro)

Referências/Bibliografia:
FUSCO, P.B. Técnicas de armar as estruturas de concreto. São Paulo: Pini, 1995.
MOLITERNO, A. Muros de arrimo. São Paulo: Edgard Blucher Ltda. 1980.
CARVALHO, R. C.; PINHEIRO, L. M. Cálculo e detalhamento de estruturas de concreto
armado. 1ª ed. Editora Pini. v. 2.
Bibliografia Complementar
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMA TÉCNICAS (ABNT). Projeto de estruturas de concreto –
Procedimento. NBR 6118:2003. Rio de Janeiro, 2014.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). Cargas para o cálculo de estruturas
de edificações. NBR 6120:1980. Rio de Janeiro, ABNT, 1980.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Forças devido ao vento em
edificações. NBR 6123:1988. Rio de Janeiro, ABNT, 1988.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Aço destinado a armaduras para
estruturas de concreto armado. NBR 7480:2007. Rio de Janeiro, ABNT, 2007.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Ações e segurança nas
estruturas NBR 8681:2003. Rio de Janeiro, ABNT, 1984.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Concreto para fins estruturais –
Classificação por grupos de resistência. NBR 8953:1992. Rio de Janeiro, ABNT, 1992.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Concreto – Preparo, controle e
recebimento. NBR 12655:1996. Rio de Janeiro, ABNT, 1996.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Execução de estruturas de concreto
- Procedimento. NBR 14931:2003. Rio de Janeiro, ABNT, 2003.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Projeto de estruturas de concreto
em situação de incêndio. NBR 15200:2012. Rio de Janeiro, ABNT, 2004.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT) Projeto e execuções de fundações.
NBR 6122:2010. Rio de Janeiro, ABNT, 2010.