You are on page 1of 13
REVISTAVOCERH.COM.BR VOCCINGI PRODUTIVIDADE COMO FUNCIONA 0 ESCRITORIO DA MICROSOFT NA HOLANDA, REFERENCIA NO MUNDO STARTUPS PRE: O DESAFIO DE CRIAR PRATICAS. QUE AS EMPRE 3 PESQUISA DE RH PARA UMA OPERACAO HUSINESS PARTNER Ant QUE ACABOU DE NASCER MO E QUANDO USAR rn CONSUL STORES INTERNOS Pa TBS a especiauistaem WUT MERCADO CONTRATAR ESTRANGEIROS EW 18 CHREOS ESTA VIRANDO UMA SOLUGAO PAGA DA AREA VANTAJOSA PARA AS EMPRESAS 0S SALARIOS DO RH PESQUISA EXCLUSIVA VOCE RH-DELOITTE REVELA QUANTO GANHAM OS PROFISSIONAIS DE 18 CARGOS DA AREA QUE CUIDA DA GESTAO DE PESSOAS E SUGERE UM CENARIO PROMISSOR PARA QUEM PENSA EM FAZER CARREIRA EM RH TATIANA SENDIN lasirasto Marcelo Calenda O nove lider de RH Especialista em remuneragao Business partner Capa ergunte a um ca- ador de talentos qual é 0 profissio- nal mais req) sitado hoje em dia, Qualquer um dira que 0 executivo de re- cursos humanos estd entre os trés mais demanda- dos pelo mercado — e é um dos mais dificeis de achar. O resul- tado desse desequilibrio entre oferta e procura se reflete nos salarios. De acordo com a pes- quisa anual realizada pela con- sultoria Deloitte, a remuneragio do RH em geral mais do que do- brou nos iiltimos dois anos. De 2012 a 2013, apenas o salario do diretor de RH cresceu 18%. Mas, afinal, quanto ganha cada funcionario da area que cuida da gestao de pessoas? E qual a carreira financeiramente mais promissora dentro do RH? Para responder a essas pergun- tas, VOCE RH realizou, em parceria com a Deloitte, uma pesquisa que mapeou a remu- neragao de 18 cargos da area de recursos humanos — de analista avice-presidente. Fizeram parte da analise 118 empresas, de dez setores da economia, sendo 64% delas com faturamento acima de 200 mithdes de reais. Das companhias participan- tes, 42% tém um lider de RH com o cargo de vice-presidente ‘ou diretor (em inglés, conhecido como CHRO), “Cada vez mais © gestor de pessoas tem subido um nivel: quem era gerente vi- rou diretor, ¢ o diretor subiu a vice-presidente”, diz Roberta 20 VOCE RH JUL/AGO/SET 2013 Rebougas Yoshida, diretora da rea de consultoria ¢ gestdo de capital humano da Deloitte. Para ela, esse & 0 primeiro indicador de que os empresarios veem 0 RH hoje con vante — de suporte, como costumou ser descrita por muito tempo. Outro indicador é 0 nimero de vagas abertas no mercado. De acordo com Luiz Carlos Cabrera, sécio da Amrop Panelli Motta Ca- br especializada em busca de executivos de alto fa, consulto escalio, existem atualmente vagas em grandes corporacdes esperando um profissional ex- periente de r Nessas grandes companhias, onde 0 basico da gestao de pes- feito, 0 desafio do profissional é “maximizar a es- trutura que a em ponivel”, diz Marcelo Cuellar, headhunter da Michael Page. Para dar conta dessa tarefa, 0 executive de RH comega a rede- ‘ursos humanos, soas ja fi ssa tem di senhar sua Area, deixando-a mais robusta ¢ estruturada. Os cargos generalists comecam a dar es- paco a organogramas comple- x08, compostos de um CHRO, seguido por especialistas em re- crutamento e selecio, remunera- ao € beneficios, ¢ treinamento € desenvolvimento, além de consultores internos (os chama- dos business partners) ¢ centros de servigos. E nao sao apenas as grandes empresas que esto revirando suas estruturas. Nas companhias de médio porte, nas quais o cargo maximo da area de gestdo de pessoas era de gerente de RH, 0 CHRO ja comega a parecer. Fenémeno similar vem acontecendo nas empresas far liares e nos negécios embriona- rios, Se antes essas companhias mal contavam com uma area de RH, hoje estao contratando algu nalizar a gestao de pessoas. “As startups, assim como as compa- m para criar ou profissio- nhias familiares ¢ de pequeno (Ee NOS ULTIMOS DOIS ANOS, O SALARIO DOS CARGOS DE RH SUBIU 50,5%. SO O DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS: TEVE UM AUMENTO DE 18% DE 2012 PARA 2013 Diretor de recursos humanos Gerente de recursos humanos Supervisor de recursos humanos Avaista de recursos numanos Ls 2011-2012 m 2012-2013 i 1h 18% Th 14% 16h oh 1S