You are on page 1of 83

ELIEL BARBOSA

Dicionário de Alusões
(versão 1.2) 2019
AUTORES: ELIEL BARBOSA E BRUNA GUEDES
Este dicionário de alusões contém 1.405 alusões históricas, literárias, filosóficas, cinematográficas,
didáticas, cientificas, informacionais, casuais, artísticas, musicalisticas, sociológicas, poéticas,
jurídicas, teóricas... Etc. Além de citações, dados, documentários, agentes, títulos criativos,
conceitos, palavras boom (versos de efeito) entre muito mais, para ajudar você a ter um
conhecimento amplo de mundo e fazer uma redação nota máxima no Enem, Vestibulares e
Concursos Públicos, dos mais de 156 temas, cuidadosamente destacados:
• MORADORES DE RUA, SEM-TETO, MENDIGO.
• CULTURA, ACESSO A CULTURA.
• CENSURA, IDEOLOGIA, MANIPULAÇÃO, LIBERDADE DE EXPRESSÃO, IMPRENSA E PUBLICIDADE, MíDIA.
• EDUCAÇÃO, ESCOLA, LEITURA, ENSINO A DISTÂNCIA, EDUCAÇÃO ONLINE, ANALFABETOS FUNCIONAIS, COTAS.
• SAÚDE, SAÚDE PÚBLICA, VACINAÇÃO.
• AIDS E HIV.
• NATUREZA, LIXO E MEIO AMBIENTE, IMPACTO AMBIENTAL;
• ÍNDIO.
• JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOS, JUSTIÇA, VINGANÇA.
• ANIMAIS, MAUS TRATOS AOS ANIMAIS, BIOPIRATARIA.
• SISTEMA CARCERÁRIO, PRISÃO, CADEIA, SUPER LOTAÇÃO E PRECARIEDADE.
• DEPRESSÃO E SUÍCIDIO.
• TRABALHO ESCRAVO, TRABALHO.
• SOCIEDADE E COMPORTAMENTO, CIDADANIA, BRASILEIRO, A POSTURA DIPLOMÁTICA DO BRASIL.
• VIOLENCIA, TERRORISMO, SEGURANÇA PÚBLICA, CRIMINALIDADE, VIOLÊNCIA URBANA.
• CUNHO UNIVERSAL, OUTROS.
• TECNOLOGIA, CIÊNCIA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO, INTERNET, REDES SOCIAIS, TECNOVICIOS, GLOBALIZAÇÃO.
• POLÍTICA, CORRUPÇÃO, REFORMA POLÍTICA.
• PRECONCEITO.
• RACISMO, PRECONCEITO CONTRA NEGROS, NEGROS, AFRODESCENDENTES, NEGROS POBRES.
• ARTES, LIMITES ARTISTICOS E MODA.
• CONSUMISMO, ALIENAÇÃO, CONSUMO.
• BELEZA, ESTETICA, PADRÕES DE BELEZA E SEUS LIMITES, CORPO.
• BULLYNG.
• ABORTO, GRAVIDEZ, PARTO.
• DOENÇAS, DEFICIENTES, INCLUSÃO DE PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIENCIA, ACESIBILIDADE, AUTISTA.
• FAMILIA DO SÉCULO 21.
• NOTICIAS FALSAS, MENTIRA, PROPAGANDAS.
• MOBILIDADE URBANA.
• ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO, VELHO, IDOSOS, TERCEIRA IDADE.
• ASSÉDIO SEXUAL.
• MAIORIDADE PENAL, CRIMINALIDADE ENTRE OS JOVENS.
• POBREZA.
• EXPLORAÇÃO INFANTO-JUVENIL, PEDOFILIA.
• ADOÇÃO NO BRASIL.
• POLUIÇÃO SONORA.
• OBESIDADE.
• MULHER, IGUALDADE DE GÊNERO, MACHISMO, PAPEL DA MULHER NO SÉCULO XXI, VIOLÊNCIA DE GÊNERO.
• DESIGUALDADE SOCIAL, IGUALDADE, EXCLUSÃO SOCIAL, INCLUSÃO SOCIAL.
• COMIDA, FOME, ALIMENTO.
• HOMOFOBIA, LGBTFOBIA, GAYS, HOMOSSEXUALIDADE.
• ATIVISMO NAS REDES SOCIAIS, MANIFESTAÇÕES POPULARES, PROTESTO, GREVE.
• ADOLESCÊNCIA, JOVENS, CRIANÇAS, JUVENTUDE, GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA, VIOLÊNCIA INFANTIL, CASAMENTO
INFANTIL.
• CYBERBULLYING.
• DROGAS, DEPENDENTES QUÍMICOS, LEGALIZAÇÃO DA MACONHA, CIGARRO, TABAQUISMO.
• INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, RELIGIÃO, INTOLERÂNCIA.
• PRIVACIDADE, VAZAMENTO DE INFORMAÇÕES E DADOS, AUTORIAS.
• PRECONCEITO LINGUÍSTICO, VÍCIO DE LINGUAGEM.
• ESPORTE.
• XENOFOBIA, EMIGRAÇÃO, IMIGRAÇÃO, MIGRAÇÃO, REFUGIADOS.
• DIREITO, JUSTIÇA, LEIS, DEMOCRACIA, PROCESSO DE REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL, NACIONALISMO, O BRASIL DIANTE
DOS ESTRANGEIROS.
• REFORMA AGRÁRIA.
• ÁLCOOL.
• DENGUE, MOSQUITO
“Oi, sou Eliel Barbosa, redator e autor desse material, Todas as alusões foram cuidadosamente selecionadas,
classificadas, analisadas e organizadas para que você tenha um amplo conhecimento de mundo. Foram três anos para a
criação desse dicionário alusivo, que será futuramente atualizado para agregar ainda mais alusões e aprimorar a didática
de suas referências e menções. Espero verdadeiramente que ele ajude você a tirar uma nota máxima no Enem,
vestibulares ou concursos públicos, Bons estudos e ótimas redações! 😊”

▪ Alusões e Citações literárias ▪ Palavra Boom
▪ Fatos Históricos ▪ Constitucionalizastes Jurídicas e Leis
▪ Citações e Alusões Filosóficas, Sociólogas e ▪ Obras (Filmes, Quadros, Poemas, Músicas,
Frases Séries, Livros, Documentários, Pinturas...)
▪ Agentes e ONGs ▪ Outros, Conceitos Didáticos, Sociais e Gerais
▪ Dados e informações e Casos ▪ Aspecto Cientifico, Princípios, Mitos e Teóricos

ESTRELAS: As estrelas classificaram a intensidade das alusões, na qual uma estrela é
considerada fraca e cinco estrelas é rotulada como perfeita, dessa forma você poderá se orientar
em qual alusão fortificara uma argumentação mais consistente para sua redação. (As estrelas
foram determinadas por redatores nota 1000 e corretores qualificados)

= FRACA = BOA = REGULAR = ÓTIMA = PERFEITA

➢ MORADORES DE RUA, SEM-TETO, MEDIGO: “O bicho das ruas”, “A parte invisível da
sociedade”, “Não dê esmola, dê cidadania”
1. No livro "Capitães da Areia" o autor Jorge Amado, retrata a vida de meninos moradores de rua e suas
lutas diárias pela sobrevivência.
2. No poema “O bicho” de Manuel Bandeira, retrata um homem que vive em meio ao lixo e a imundície,
perdendo seu sentido de “humano” para passar a ser representado como um animal de rua, esse
homem era apenas um morador de rua faminto, que, assim como apresentado no poema “Não
examinava nem cheirava, engolia com voracidade.”
3. A Lei de Terras, de 1850, na qual apenas pessoas com uma razoável condição financeira obtinham a
posse de terrenos, marcou o início da propriedade privada no Brasil.
4. Carta Magna de 1988 estabeleceu o princípio da isonomia, isto é, de igualdade entre todos perante a
lei.
5. Em 1789, a Revolução Francesa apresentou ao mundo moderno as ideias de liberdade, igualdade e
fraternidade.
6. Segundo o terceiro presidente dos Estados Unidos, Thomas Jefferson, a aplicação das leis é mais
importante que a sua elaboração.
7. O filósofo espanhol Adolfo Vázquez afirmava, em linha gerais, que o aumento da frequência de um
determinado evento ocasionaria, erroneamente, sua naturalização. Dessa forma, um fenômeno
patológico, como a existência de uma grande população sem-teto, passe a ser tratado com
normalidade e indiferença.
8. A frase do escritor inglês Aldous Huxley: "Os fatos não deixam de existir só porque são ignorados.",
evidencia a perspectiva a qual os moradores de rua estão inseridos.
9. Segundo o filósofo suíço Jean Jacques Rousseau, "A propriedade privada introduz a desigualdade
entre os homens, e os diferencia entre os ricos e os pobres [...]".
10. Segundo o filósofo grego Aristóteles, a política deve ser articulada pelos homens a fim de alcançar o
equilíbrio social.
11. Conforme o mito da caverna de autoria do filósofo Platão: os indivíduos que não possuem pensamento
crítico perante a uma situação da realidade, estão presos em uma gruta em que apenas sombras da
realidade são aparentes.
12. “Vida, Liberdade e Propriedade''. De acordo com o pensador e filósofo inglês John Locke, esses seriam
os direitos naturais do homem.
13. Como disse o ex-presidente norte-americano John Kennedy, o conformismo é carcereiro da liberdade
e inimigo do crescimento.
14. O sociólogo Karl Marx via o coletivo como uma forma para suplantar o modelo individualista do
capitalismo.
15. O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, na obra “Modernidade Líquida”, discute acerca da
fragmentação das relações interpessoais, em que a individualidade se dá em detrimento do coletivo.
16. Secretaria Nacional de Assistência Social.
17. Associação Municipal de Apoio Comunitário(AMAP).
18. ONG Anjos da Noite: oferece cerca de 800 refeições por semana para pessoas em situação de rua,
que vivem no centro da cidade. Além disso, quando as temperaturas caem, arrecada cobertores e os
distribui.
19. No Brasil existe cerca de 101 mil moradores de rua, segundo dados do Instituto de Pesquisa
Econômica Aplicada (IPEA) de 2015.
20. Segundo dados da Fundação de Pesquisas Econômicas, somente em São Paulo, 15.905 pessoas
vivem nas ruas.
21. De acordo com a Secretaria Municipal do Rio de Janeiro, o número de moradores de rua aumentou em
150% nos últimos 3 anos.
22. Palavras Boom: “A Constituição Federal e um conto de fadas para moradores de rua dormirem
confortavelmente nas calçadas frias e molhadas do Brasil”
23. A Constituição Brasileira de 1988, garante o direito à moradia e dignidade da pessoa humana.
24. Segundo o Art. 6 da Constituição Federal de 1988, é direito fundamental do ser humano a moradia, no
entanto, na prática isso não acontece.
25. A Declaração Universal dos Direitos Humanos, tem cujo objetivo defender a dignidade das pessoas,
dentre outros direitos.
26. Filme/Drama “O Solista” de 2009 conta a história de Nathaniel Anthony Ayres, um genial aluno de
música que, em sua ascensão musical, começa a ter alucinações e acabam levando-o a tornar-se
morador de rua.
27. Em seu livro “Moradores de Rua: Uma Questão Social?” a escritora Camila Gioergetti promove uma
análise acerca do dualismo com que se trata a questão dos moradores de rua no país. De acordo com
a perspectiva dessa obra, a população em situação de rua é vítima constante tanto de um estigma, que
surge com a manutenção de preconceitos por parte da sociedade, quanto da exclusão social e são,
portanto, duas problemáticas que carecem de intervenções sociogovernamentais no país.
28. Na música "Massarrara", da banda Selvagens à Procura de Lei se refere à população de rua como
"netos de Pedro Bala", em uma alusão à obra “Capitães da Areia”, de Jorge Amado, a qual denuncia a
marginalização desse grupo.

➢ CULTURA, ACESSO A CULTURA: “Apartheid cultural”
1. A Semana de Arte Moderna foi um movimento de extrema importância para compreendermos o
declínio da República Velha. Além do impacto cultural, ela apresentou fortes críticas às oligarquias que
estavam no poder e que demonstravam desinteresse no desenvolvimento da cultura brasileira.

2. Semana de arte moderna: marca o boom das manifestações culturais brasileiras, sendo essas livro,
revistas, manifestações, arte e cultura.
3. Ditadura Militar (1964-1985): toda forma de manifestação artística e cultural sofreu duras restrições
pela censura militar.
4. Governo Sarney, 1985, nasce o Ministério da Cultura no Brasil, a fim de valorizar à tradição nacional e
conceder liberdade de expressão àqueles que tiveram suas canções e obras censuradas no período
militar.
5. Período joanino: esse período marcou diversos avanços a área da cultura. Isso porque muitos
investimentos foram feitos, o que podemos confirmar com a construção da Biblioteca Real, da
Academia Real de Belas Artes, da Imprensa Real.
6. Criado no governo de Getúlio Vargas, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional visa à
preservação da cultura material e imaterial no Brasil.
7. André Malraux (Escritor Francês): “A cultura, sob todas as formas de arte, de amor e de pensamento,
através dos séculos, capacitou o homem a ser menos escravizado”.
8. Como afirma Bernardo Novais da Mata Machado (Ex-secretário adjunto de Cultura): “os direitos
culturais são parte integrante dos direitos humanos, cuja história remonta à Revolução Francesa e à
sua Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão (1789), que sustentou serem os indivíduos
portadores de direitos inerentes à pessoa humana, tais como direito à vida e à liberdade.”
9. Segundo o poeta e pensador Glugiermo Ferrero: “A cultura ajuda um povo a lutar com as palavras, em
vez de fazer com as armas”.
10. Betinho (Sociólogo brasileiro): “Um país não muda pela sua economia, sua política e nem mesmo sua
ciência; muda sim pela sua cultura”.
11. Louis Bonald, filósofo francês nos diz que "A cultura forma sábios; a educação, homens", nessa
perspectiva, investir no ensino se torna algo essencial.
12. Albert Einstein (Físico): “Sem cultura moral não haverá nenhuma saída para os homens”.
13. Millôr Fernandes (Escritor): “Erudito é um sujeito que tem mais cultura que cabe nele”.
14. Segundo o filósofo grego Aristóteles: "A cultura é o melhor conforto para a velhice".
15. Segundo o filósofo chinês Confúcio: " A cultura está acima da diferença da condição social".
16. Para UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e Cultura), a cultura
confere ao ser humano a capacidade de refletir sobre si mesmo, através da reflexão, o homem
compreende valores e procura novos significados.
17. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).
18. Fundo Nacional de Cultura, Fundos de Investimento Cultural e artísticos, Plano Nacional de Cultura
(PNC), instituído pela Lei 12.343.
19. 42% dos brasileiros não praticam atividades cultuais com frequência, segundo dados do Panorama
Setorial da Cultura Brasileira.
20. Art. 215. O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da
cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.
21. Lei Rouanet, Lei nº 8.313, o objetivo da lei e incentivar a cultura, a lei autoriza empresas a deixarem de
pagar seus impostos e investirem na cultura.
22. Lei 8.313/1991, art. I, afirma que uma das finalidades do PRONAC, (programa nacional de Apoio à
Cultura), é “contribuir para facilitar, a todos, os meios para o livre acesso às fontes da cultura e o pleno
exercício dos direitos culturais”.
23. Livro "Dialética do Esclarecimento": Theodor Adorno e a teoria da "produção cultural".
24. A música “não deixe o samba morrer” cantada por Alcione, demonstra que a cultura é imprescindível
para a construção de um povo.
25. Vale-Cultura.
26. Apartheid cultural - as regiões mais periféricas estão distantes dos museus e teatros.
27. Cultura significa cultivar, e vem do latim colere, logo, e um maneira que o homem encontra de
transforma a natureza humana.
28. (Complexo de vira-lata) Criado pelo escritor Nelson Rodrigues, o termo “complexo de vira-lata” definiu
a falta de autoestima dos brasileiros. Tudo teria começado com a derrota da seleção brasileira na Copa
de 1950.

➢ CENSURA, IDEOLOGIA, MANIPULAÇÃO, LIBERDADE DE EXPRESSÃO, IMPRENSA E
PUBLICIDADE, MíDIA: “Fantoche social”, “Marionete sem cordas”
1. Barroco: poemas satíricos de Gregório de Matos e inquisição na Europa.
2. “O nome da rosa” é um romance do escritor italiano Umberto Eco, lançado em 1980 que o tornou
conhecido mundialmente: censura que a igreja fazia com algumas obras; desmonta a história de um
monge franciscano, que investiga uma série de assassinatos em um remoto mosteiro italiano. Isso
provoca uma guerra ideológica entre os franciscanos e os dominicanos, enquanto o monge lentamente
soluciona os misteriosos assassinatos.
3. Jorge Amado (escritor brasileiro) Capitães da Areia: “A liberdade é como o sol: o bem maior do
mundo’’.
4. Ditadura Militar.
5. Na idade Média (século V ao XV) a igreja católica, teve forte influência na manutenção de
pensamentos e ideologias, além disso aqueles que desrespeitavam ou questionavam as decisões
da Igreja eram perseguidos e punidos. a Igreja Católica criou o Tribunal do Santo Ofício (Inquisição) no
século XIII, para combater os hereges (contrários à religião católica).
6. Capitães da Areia, de Jorge Amado - Na época em que foi publicado, início do estado Novo, a ditadura
de Vargas censurou e queimaram todas as edições do livro, sofrendo uma forte repressão pelas
autoridades do país.
7. A imprensa já foi considerada o 4° poder durante o período imperial do Brasil.
8. Contexto de Era Vargas/Estado Novo: criação do Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP);
Censura.
9. De acordo com o conceito de “Habitus” do sociólogo francês Pierre Bourdieu, as visões sociais são
determinadas pelas agências, como a mídia.
10. Karl Marx acredita que só se transmite aquilo que a classe dominante deseja.
11. Segundo o pensador e ativista francês Michel Foucault, é preciso mostrar às pessoas que elas são
mais livres do que pensam para quebrar pensamentos errôneos construídos em outros momentos
históricos.
12. Segundo o filósofo Albert Camus: “quando o homem falhar em conciliar a liberdade e justiça, falhará
em tudo”.
13. ‘’Disciplina é liberdade’’ – Renato Russo
14. Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (CONAR).
15. A cobertura das manifestações de 2013 a respeito dos 20 centavos: não foi mostrada a realidade e
repressão nas ruas.
16. Segundo a Constituição federal de 1988, é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o
anonimato; é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,
independentemente de censura ou licença.
17. Segundo o artigo 18, da Declaração Universal dos Direitos Humanos: "todo ser humano tem direito a
liberdade de pensamento, consciência e religião".
18. Filme: Pra Frente Brasil, retrata a história de um rapaz que após ser confundido com um ativista
político, o pacato cidadão da classe média é preso e torturado por agentes federais durante a euforia
do milagre econômico brasileiro e da Copa do Mundo de 1970.
19. Livro Fahrenheit 451, de Ray Bradbury: Temas que envolvam a opressão, a censura e o cerceamento
da liberdade de expressão. Também pode ser usado como gancho para tratar sobre a importância da
leitura e do acesso à cultura e educação.
20. Filme 1984, retrata um homem que perde sua identidade vivendo sob um regime repressivo.
21. Cálice (Cale-se) de Chico Buarque.
22. A imprensa é um dos principais meios de influência da sociedade, além disso a ação dela garante
democracia e liberdade de expressão
23. Apesar de existirem leis e regras que regem a publicação de artigos e informações pela imprensa,
visando uma total imparcialidade não é isso o que acontece.
24. Liberdade x intolerância - querer ter o direito de se expressar e tirar a liberdade de expressão do outro
- o preconceito ás religiões de matriz africana - Charlie Hebdo.

➢ EDUCAÇÃO, ESCOLA, LEITURA, ENSINO A DISTÂNCIA, EDUCAÇÃO ONLINE, ANALFABETOS
FUNCIONAIS, COTAS:
1. As políticas educacionais adotadas por Getúlio Vargas, a partir de 1930, embora foram de grande
importância para o avanço da emancipação do ensino, como a criação de várias escolas e academias
para formar professores, bem como a fundação do Ministério da Educação, ainda apresentam
inúmeros obstáculos para o acesso de muitos brasileiros.
2. Só em meados do século XX o processo de expansão da escolarização básica no país começou, e
que o seu crescimento, em termos de rede pública de ensino, se deu no fim dos anos de 1970 e início
dos anos 1980.
3. Os Gregos antigos usavam tabletes de cera e faziam o papel de "gadgets" móveis para transferir
conhecimento muito antes da internet se quer ser pensada. Tais conhecimentos difundidos ajudavam o
enriquecimento cultural, filosófico e educacional dos que recebiam as tábuas de cera.
4. jesuítas: vieram colonizar os índios e foram os responsáveis pela a educação no período colonial;
usavam de peças teatrais para ensinar.
5. Em 1816 foram convidados artistas franceses ("Missão Artística Francesa")
como Lebreton, Debret, Taunay, Montigny que influenciariam a criação da Escola Nacional de Belas
Artes.
6. O ensino à distância não é invenção atual, já nos Estados Unidos do século XVIII isso era uma
realidade com o curso de método de escrita rápida oferecido pelo jornal de Boston.
7. A Revolução Técnico-Científico-Informacional permitiu o avanço nas tecnologias de informação e
comunicação, contribuindo para a difusão de conhecimento.
8. Os jesuítas foram os primeiros professores no Brasil. Na época da colonização, o ensino ficava a cargo
da Igreja Católica. A primeira escola primária brasileira foi fundada em Salvador, em 1549, pelo padre
Manuel da Nóbrega. E o primeiro mestre-escola do Brasil foi o jesuíta Rijo Rodrigues.
9. Movimentos estudantis - na década de 1950 surgiram as universidades e até mesmo durante a
Ditadura Militar.
10. Na Legislação de Justiniana (Império Bizantino), a legislação edificou o chamado “Instituto” que na
pratica e um Manuel destinado aos Estudantes para compreensão das Leis.
11. Vinda da corte portuguesa em 1808: trouxeram milhares de livros e fizeram a primeira biblioteca
(Biblioteca Nacional).
12. No ano de 1904, a publicação do Jornal do Brasil acerca da promoção de um curso de datilografia por
correspondência constituiu o marco da educação a distância no País.

13. Grécia: primeira escola com Pitágoras; filosofia; democracia.

14. Roma Antiga: educação restrita a elite.
15. Foi criado o Imperial Colégio de Pedro II, em 1837, e os primeiros liceus provinciais. O Colégio era o
único autorizado a realizar exames para a obtenção do grau de bacharel, indispensável para o acesso
a cursos superiores.
16. Dom João VI: em 1808 trouxe livros portugueses para o Brasil e fundou a primeira biblioteca.
17. Dom João, XVI: primeira universidade no Brasil.
18. Idade média: universidades.
19. Monastérios: monges copistas.

20. Como dizia a escritora Helen Keller: “O resultado mais sublime da educação é a tolerância”
21. Segundo o filósofo prussiano Immanuel Kant: “O homem não é nada além daquilo que a educação faz
dele”.
22. Em conformidade com as ideias do pensador Paulo Freire, somente a educação é capaz de mudar a
sociedade.
23. O educador Paulo Freire defende, no livro "A Educação do Oprimido", que o ensino é uma forma
libertadora cujo objetivo é despertar a criticidade do aluno, de modo a incentivá-lo na busca de sua
autonomia e consciência social.
24. Nelson Mandela (político e ativista social): “A educação é a arma mais poderosa que pode ser usada
para mudar o mundo”.
25. Segundo o filósofo grego Aristóteles: “Todos os homens têm, por natureza, direito de aprender”

26. Sêneca (Escritor): “A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida.”
27. Immanuel Kant (Filósofo prussiano): “É no problema da educação que assenta o grande segredo do
aperfeiçoamento da humanidade.”
28. Allan Kardec (Educador): “A educação, se bem compreendida, é a chave do progresso moral.”

29. Para o economista britânico Arthur Lewis, a educação nunca foi uma despesa, sempre foi um
investimento com retorno garantido.
30. Como já dito pelo pedagogo Paulo Freire, “a educação transforma as pessoas, e essas mudam o
mundo.”
31. O psicólogo suíço Jean Piaget, especialista em educação infantil, diz que o professor não ensina, mas
arranja modos de apropriar criança a aprender, criado situações-problemas para que eles mesmas
desenvolvam uma solução racional e coerente de resultados prósperos.
32. De acordo com a psicopedagoga clínica Tânia Maria de Campos Freitas, que cerca de 70% da
população possui algum tipo de distúrbio específico de leitura e escrita, tal fato evidencia-se como
grande causa da problemática relacionada ao tema: o abandono aos estudos.
33. Segundo o sociólogo francês David Émile Durkheim, a educação tem por objetivo suscitar e
desenvolver na criança estados físicos e morais que são requeridos pela sociedade política no seu
conjunto.
34. A concepção do filósofo francês Michel Foucault, a qual evidencia que o poder é a base inevitável de
todas as relações humanas. Seguindo essa ótica, o conhecimento se mostra como um instrumento de
poder, dado sua capacidade de promover intervenções socioespaciais.
35. Paulo Freire (Filósofo brasileiro): “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela
tampouco a sociedade muda”.
36. Coelho Neto (Escritor brasileiro): “É na educação dos filhos que se revelam as virtudes dos pais”.

37. O filósofo grego Aristóteles, afirma que a educação capacita o homem para a sociedade
38. Ramalho Ortigão (Escritor português): “O homem sem educação, por mais alto que o coloquem, fica
sempre um subalterno.”
39. O educador e filósofo brasileiro Paulo Freire já falava numa “cultura da paz”, evidenciando o papel da
educação na exposição de injustiças e no incentivo a colaboração.
40. Segundo o sociólogo William Outhwaite, níveis elevados de desigualdade reduzem tanto as
oportunidades quanto os incentivos para os indivíduos e famílias mais pobres, desestimulando-os em
particular de investir em educação.

41. Pitágoras (Filósofo): “Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos.”
42. Mark Twain (Escritor norte-americano): “O homem que não lê não tem mais mérito que o homem que
não sabe ler.”
43. A frase do educador Paulo Freire denota que quando a educação não é libertadora, o sonho do
oprimido é ser o opressor”.
44. Em "O Contrato Social", de 1762 o filósofo Jean Jaques Rousseau formula uma questão que se
tornaria clássica nas ciências sociais: por que o homem nasce livre e, por toda parte, encontra-se
acorrentado? Nos dias hodiernos, a ausência de um sistema de cotas para universidades faz com que
esse questionamento reflita fielmente a realidade de muitos jovens e adultos, que querem entrar em
uma universidade pública, mas se encontram acorrentados por empecilhos sociais, sejam eles em
função do sistema de educação pública ou das grandes desigualdades sociais.

45. "Saber é poder" é uma frase do ilustre pensador Francis Bacon.
46. De acordo com o filósofo grego Pitágoras, baseado na funcionalidade das políticas educacionais em
detrimento às corretivas, é mais eficaz para o âmbito governamental investir em ações que envolvam o
segmento educativo.
47. de acordo com o diplomata norte-americano Benjamin Franklin, ''Investir em conhecimento rende
sempre os melhores juros''
48. Afirmou Padre Antônio Vieira: "A boa educação é como moeda de ouro. Em toda parte, tem valor."

49. Antônio Lobo Antunes (Escritor português): “um povo que lê nunca será um povo escravo”.
50. Aristóteles (Filósofo grego): “A educação tem raízes amargas, mas os seus frutos são doces.”
51. Como afirmado pelo educador brasileiro Paulo Freire, a utilização de tecnologias na educação requer
uma pedagogia educacional mais crítica, pois esse meio exigirá dos docentes conhecimentos mais
específicos.
52. "A educação do homem começa no momento de seu nascimento". Essa célebre frase de Jean-
Jacques Rosseau, remete ao fato de que o processo de aprendizagem começa desde a concepção do
bebê, e é a partir desse período que a criança começa a desenvolver-se.

53. Segundo o filósofo e pedagogo norte-americano John Dewey - "A educação é um processo social"

54. Secretaria de Estado da Educação (SEDUC).
55. Conselho Nacional de Educação (CNE).
56. Associação Brasileira de Educação (ABE).
57. Movimento Brasileiro de Alfabetização (MOBRAL): foi criado em 1967, objetivando diminuir os níveis
de analfabetismo entre os adultos.
58. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

59. EAD (Educação a Distância)
60. Problem Based Learning (PBL)

61. Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).
62. Plano Nacional de Educação.
63. 731 mil crianças ainda estão fora da escola, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE).
64. O Censo da Educação mostrou que há 3 milhões de crianças entre 4 e 17 anos sem acesso à escola.
O número contraria o Plano Nacional de Educação, que prevê que todas as crianças até 17 anos
devem estar matriculadas.
65. Em ranking da educação com 36 países, Brasil fica em penúltimo, segundo dados da OCDE
(Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).
66. Prova da ascensão do ensino à distância, é que segundo o IBGE cerca de 936 mil pessoas optaram
por essa forma de educação, demonstrando o progresso da internet como meio educativo.
67. O Brasil ocupa o 53º lugar em educação, entre 65 países avaliados pelo Programa Internacional de
Avaliação de Alunos (PISA).
68. 73% dos brasileiros não são plenamente alfabetizados, segundo dados do Indicador de Analfabetismo
Funcional (Inaf).
69. O analfabetismo funcional de pessoas entre 15 e 64 anos foi registrado em 28% no ano de 2009,
segundo dados do instituto brasileiro de opinião pública e estatística (IBOPE).
70. Tragédia de Realengo: 7 de abril de 2011, 8h30, escola municipal Tasso de Silveira, atirador
Wellington Menezes de Oliveira (23 anos);
71. Dados da revista época apontam que em 2017, enquanto o ensino presencial crescia 2,3 %, o ensino à
distância subia 3,9 % positivos.
72. 95% dos alunos saem do Ensino Médio sem conhecimentos básicos em matemática e Língua
Portuguesa, segundo dados da ONG Todos Pela Educação em 2013.
73. O valor gasto pelo governo com educação no país representava 5,7% do PIB em 2012. A taxa, apesar
de parecer pequena, é superior ao gasto com educação por países como Estados Unidos, Reino
Unido, Suíça, Itália, Rússia, Alemanha, Canadá e Austrália no mesmo ano.
74. somente 12,74% da população possuía diploma superior, segundo Dados mais recentes, coletados em
2011 pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OECD).
75. Dos mais de 518 mil professores na rede pública no país, 200 mil dão aulas em uma área diferente da
que se formaram, segundo dado foi divulgado pelo Ministério da Educação.
76. Um levantamento inédito do governo federal sobre evasão escolar revela que 12,7% e 12,1% dos
alunos matriculados na 1ª e 2ª série do ensino médio, respectivamente, abandonaram os estudos entre
os anos de 2014 e 2015, de acordo com o Censo Escolar.
77. De acordo com a UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), em um estudo realizado em 2010,
constatou-se que os alunos ingressados pelo sistema de cotas tiveram menor índice de reprovação.
78. Palavras Boom: “Equivocada e pouco racional. Esta é a verdadeira adjetivação para a política
educacional do governo.”
79. Palavra Boom: “Uma tragédia. Essa é a conclusão da própria Secretaria de Avaliação e Informação
Educacional do Ministério da Educação e Cultura sobre o desempenho dos alunos do 3º ano do 2º
grau submetidos ao Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), que ainda avaliou estudantes
em todas as regiões do território nacional.”
80. A Constituição Federal de 1988, estabeleceu a universalização do ensino para todos os cidadãos.

81. Art. 205. A educação e direito de todos e dever do Estado e da família. Destarte, será promovida e
incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu
preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
82. A adoção da Lei 10.639/03, que instituiu a obrigatoriedade do ensino sobre história e cultura afro-
brasileira nos currículos do ensino fundamental e médio representou uma conquista brasileira.
83. Desde 2012, a Lei nº 12711 garante a reserva de 50% das matrículas por curso para estudantes que
tenham cursado o ensino médio integralmente em escolas públicas, com categorias subdivididas.
84. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) rege que o diploma não deve explicitar a modalidade
do curso.
85. No documentário "Take pills" retrata uma cena na qual um jovem autista que vicia em pílulas ilícitas
para enfrentar um vestibular, devido a um complexo de inferioridade produzido pelo meio
social.
86. No filme ''O primeiro da classe'' retrata a vida Brad Cohen, um menino que sofre com a Síndrome de
Tourette e por conta dessa doença, encontra muitas dificuldades de se inserir no colégio. Este filme
mostra uma situação que persiste na vida de muitos brasileiros: as dificuldades para se incorporar
crianças com distúrbios de aprendizagem nas escolas.
87. Filme/Livro A menina que roubava livros: os judeus não podiam ter acesso a escola, livros e educação
didática.
88. Durante seu regime carcerário, Nelson Mandela, importante ativista na luta pelo fim do Apartheid,
terminou seus estudos do curso de Direito por meio de correspondências, mostrando ao mundo a
possibilidade da formação acadêmica à distância.
89. As unidades de ensino devem adotar o modelo de "escola cidadã" - proposta por Paulo Freire -,
abrindo debates nas aulas de Sociologia e realizando palestras sobre essa adversidade mundial, para
romper com o individualismo e engajar as gerações futuras.
90. Desafios enfrentados pelas escolas brasileiras: Evasão Escolar, Dificuldade de Acesso, Acessibilidade
para pessoas com algum tipo de deficiência, Falta de Professores, Precariedade nas Instituições de
Ensino, falta de livros e materiais didáticos, Má formação do docente, desinteresse, violência escolar,
Falta de investimentos generalizados, Bullying.
91. O Governo criou uma plataforma chamada "MECflix", que seria a sala de aula na tela do computador,
sem custo nenhum, no intuito de trazer a educação para quem não pode ir até ela.

92. Erudito: Pessoa que tem sede de aprender, sempre.
93. Segundo teses liberais e meritocracias, os homens possuem as mesmas oportunidades para exercer
seus trabalhos e, com isso, adquirem uma certa ascensão social.

94. Mudanças no acesso ao ensino superior: ProUni, FIES, SISU e os vestibulares específicos
95. Constantes greves - UERJ - prejudicam a formação local.
96. Falta de investimentos - abrir novas vagas ou incentivar a pesquisa aos veteranos.
97. Ensino laico, baseado no laicismo é um tipo de educação elementar que se caracteriza por ser
um ensino desvinculado da educação da igreja, sem religião.
98. Segundo a Psiquiatra e criadora do Programa de Estudos em Sexualidade da Universidade de São
Paulo, Carmita Abdo, a melhor educação é aquela que se desenvolve no núcleo família.

➢ SAÚDE, SAÚDE PÚBLICA, VACINAÇÃO: “A fila pública da morte”, “Campo de concentração do
SUS”.
1. Revolta da vacina em 1924 no Brasil onde a população estava revoltada porque o governo impôs
vacinação obrigatória.
2. A Primeira Guerra Mundial foi importante para o desenvolvimento de cirurgias devido a quantidade de
feridos que voltaram da guerra.
3. Os médicos nazistas usavam os judeus de cobaias para fazer estudos e desenvolverem técnicas.

4. A Carta Magna de 1988 – documento de maior soberania no território nacional – declara a saúde como
um direito fundamental de todo cidadão.
5. O descobrimento da penicilina salvou milhões de vidas por Alexander Fleming.
6. O epidemiologista brasileiro Oswaldo Cruz também acreditava que o caminho para o combate às
doenças era por meio da medicina preventiva.
7. Ralph Waldo Emerson (Escritor): “A maior riqueza é a saúde”.

8. Segundo o filósofo Platão: “o importante não é viver, mas viver bem”
9. Segundo o pensamento de Jacques Bossuet, teólogo francês do século XVI: “a saúde depende mais
das precauções que dos médicos.”
10. Segundo o filósofo Aristóteles, a felicidade e a saúde são incompatíveis com a ociosidade.
11. Zygmunt Bauman afirma que algumas instituições, na era pós-moderna, configuram-se como “zumbis”.
Dentro dessa lógica, tais instituições perderam suas respectivas funções sociais, todavia, tentam
manter-se a qualquer custo. De maneira análoga, é possível observar que o Ministério da Saúde acaba
por falhar perante as ações e políticas públicas, no que tange o combate ao [...]
12. Arthur Schopenhauer (Filósofo alemão): “O maior erro que um homem pode cometer é sacrificar a sua
saúde a qualquer outra vantagem”
13. A célebre frase do filosofo médico francês Georges Canguilhem, diz que “Saúde é uma margem de
tolerância às infidelidades do meio”.
14. Confúcio (Filósofo Chinês): “O homem joga sua saúde fora para conseguir dinheiro; depois, usa o
dinheiro para reconquistá-la”
15. O Sistema Único de Saúde (SUS), foi criado em 1998 durante o governo de Fernando Henrique.

16. Segundo dados apresentados pelo Secretário de Ciência, Tecnologia e insumos estratégicos do
Ministério da Saúde, o Brasil tem o menor porcentual de investimento público em relação ao Produto
Interno Bruto (PIB), são apenas 4,7% em saúde, índice muito inferior aos gastos de outros países,
onde os percentuais de investimento variam de 7,6% a 9,0%.
17. O Brasil registrou 353 casos de febre amarela, com 98 mortes, no período de 1º de julho de 2017 a 6
de fevereiro deste 2018, segundo o Ministério da Saúde
18. Palavra boom: “A morte caminha livremente pelos corredores dos hospitais públicos brasileiros, com a
certeza de êxito.
19. Palavras Boom: “Será que é com novos impostos que a saúde melhorará no Brasil? Os contribuintes já
estão cansados de tirar dinheiro do bolso para tapar um buraco que parece não ter fim. A cada ano,
somos lesados por novos impostos para alimentar um sistema que só parece piorar.”
20. É dever do Estado promover a saúde pública para todos já que é um direito fundamental, assim consta
no Artigo 2 da lei 8080/9.

21. O Artigo 196 da Constituição Federal de 1988, declarou a saúde um direito de todo cidadão.
22. Livro A Peste, de Albert Camus: Embora seja claramente uma metáfora da Segunda Guerra Mundial,
se interpretado no sentido literal você poderá citar este livro em temas que envolvam saúde pública, a
importância do saneamento básico nos meios urbanos e o acesso da população à informação como
medidas profiláticas essenciais na prevenção e combate às epidemias.
23. Desde o início do século XIX, a pouca compreensão sobre a saúde é um fato que causa, não só muita
dificuldade aos governantes, sendo exemplo o caso da vacinação imposta pelo governo de Pereira
Passos, prefeito do Rio de janeiro daquela época, onde eclodiu uma revolta chamada “Revolta da
Vacina”, como também causa dificuldades a população entender a necessidade de cuidados a
enfermidades que não são muito divulgadas pela mídia.

➢ AIDS E HIV: “O grande vilão de ± 0,2 µm”
1. A AIDS (acquired immunodeficiency syndrome) teve origem no continente africano no começo do
século XX. Mas apenas na década de 1980 que a doença passou a ter maior notoriedade.
2. Leonardo Albertini (Poeta): “A Aids é uma doença que pode ser evitada. O preconceito, atitude que
deve ser exterminada.”
3. UNAIDS é o programa das Nações Unidas criado em 1996 e que tem a função de criar soluções e
ajudar nações no combate à AIDS.
4. 35 milhões de pessoas morreram por causas relacionadas à AIDS desde o início da epidemia,
segundo a UNAIDS (O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS).
5. Inicialmente chamada de “câncer gay”, a AIDS se transformou em epidemia global e provocou o que a
OMS chamou de “holocausto demográfico” em países mais pobres.
6. 76,1 milhões de pessoas foram infectadas pelo HIV desde o início da epidemia, segundo a UNAIDS (O
Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS).
7. 36,7 milhões de pessoas em todo o mundo viviam com HIV em 2016, segundo a UNAIDS (O Programa
Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS).
8. De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, foram notificadas 32.113 mil
pessoas vivendo com HIV e 39.113 vivendo com Aids no país em 2015.
9. O filme “A cura” (EUA, 1995) retrata a amizade entre dois meninos, um com Aids e o outro não, nos faz
refletir sobre questões complexas, como preconceito e isolamento, sem deixar de lado a leveza e
ingenuidade infantil.
10. O filme “Filadélfia” (EUA, 1993) retrata a vida de um Advogado que luta contra o preconceito e a
discriminação contra gays e doentes de Aids. Oscar de melhor ator para Tom Hanks. Com Denzel
Washington e Antônio Banderas.
11. O livro “Depois daquela viagem” a escritora Valéria Polizzi, retrata o Diário de uma adolescente que se
descobre portadora do vírus da Aids.
12. Diante da falta de informação sobre a doença e do preconceito amedrontador que a rodeava, surgiu o
Dia Mundial de Luta Contra a Aids. A data, comemorada no dia 1 de dezembro, foi estabelecida em
1987 pela Assembleia Mundial de Saúde, juntamente à Organização das Nações Unidas (ONU), como
uma forma de conscientizar a população sobre a doença.
13. A morte de famosos, entre eles o ator Rock Hudson, o cantor Fred Mercury e filósofo Michel Foucault.
No Brasil, o HIV matou também Cazuza, Lauro Corona, o trapalhão Zacarias, Leon Hirzman, Sandra
Bréa e Renato Russo, entre outros.
14. A exposição “A cultura em tempos de Aids” traz um O conjunto de imagens de 20 artistas cariocas
propõe ao expectador um contato com o imaginário artístico contemporâneo, onde a Aids exerce
influência fundamental.
15. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS);
16. As infecções provocadas pelo vírus HIV (Vírus da imunodeficiência humana) — foi descoberto só em
1983 pelo imunologista francês Luc Montagnier.

➢ NATUREZA, LIXO E MEIO AMBIENTE, IMPACTO AMBIENTAL: u, “Os três R’s da Sacola Plástica:
Recuse, reduza e Reutilize”
1. No Quinhentismo Brasileiro, as crônicas enviadas a Portugal se baseavam, em parte, na exuberância
da fauna e da flora da Mata Atlântica.
2. A Montanha Pulverizada, Carlos Drummond de Andrade “Esse poema retrata a realidade do mundo
atual, Drummond em sua época se preocupava com o meio ambiente, por isso, denunciou as atitudes
errôneas do homem.”

3. Natureza arcadista: sentimento bucólico, fuga à natureza.
4. Realismo: a apresentação de cenários urbanos como principais ambientações das obras, natureza não
mais vista como reflexo dos sentimentos, mas dando vazão ao ambiente social.
5. Romantismo: nacionalismo exaltado através – dentre outros elementos – da natureza.
6. Ao refletir sobre a importância da natureza na construção nacional, Gonçalves Dias foi muito feliz na
poesia, a Canção do Exílio ao declarar “Nossas várzeas tem mais flores, nossos bosques têm mais
vida" retrata um amor pela biodiversidade e pela natureza em geral.
7. A primeira conferencia oficial da ONU foi realizada em 1972 na Suécia. Foi nesta conferência que
surgiu o termo “desenvolvimento sustentável”, os países estavam em busca de novas maneiras de se
organizarem economicamente e ampliar os cuidados com o meio ambiente.
8. Quando as primeiras navios portugueses aportaram nas terras brasileiras, no ano de 1500, os
europeus ficaram atônitos com a beleza e diversidade da floresta, assim como descreveu Pero Vaz de
Caminha, em sua carta, ao rei D. Manuel.
9. Na idade média, Século XIV, o lixo era frequentemente atirado nas ruas pelas janelas, se acumulando
nas avenidas e propiciando um ambiente perfeito para proliferação de pragas urbanas, foi o que deu
início ao surto de peste negra.
10. Egito Antigo: egípcios tinham uma relação muito boa com a natureza, pois os elementos da natureza
representavam deuses para eles – conservação da natureza e meio ambiente.
11. Desde o início do século XVI, com a chegada oficial da colonização portuguesa no Brasil, cultiva se a
ideia de que nossos recursos naturais são infinitos.
12. Já dizia os Neomalthusianos que a degradação ambiental pode trazer crises.
13. Revolução industrial: poluição em massa – produção de lixo.
14. Sacola de plástico foram introduzidos na década de 1970, se tornaram muito populares, especialmente
através da sua distribuição gratuita nos supermercados e outras lojas.

15. Cristianismo: ideia de que a natureza surgiu para servir e ser aproveitada pelo homem.
16. Incêndio de Roma por Nero: o imperador queria construir uma estátua sua em um local em que já
havia outra, mas não deixaram e ele a incendiou. O fogo se espalhou e matou 1/3 de Roma.
17. O desmatamento da mata atlântica deu início por volta de 1500 com a chegada dos portugueses e,
consequentemente, com a exploração do Pau-brasil.
18. Provérbio africano:” trate bem a Terra. Ela não foi doada a você por seus pais. Ela foi emprestada a
você por seus filhos.”
19. Segundo o Co-fundador e diretor da fundação Greenpeace, Paul Watson, inteligência é a habilidade
das espécies para viver em harmonia com o meio ambiente.
20. Hans Alois, ambientalista e sociólogo alemão, afirmou que o sistema capitalista financeiro, desde a sua
origem, tem como uma de suas características a apropriação da natureza como meio para a obtenção
de lucros.
21. O ex presidente dos Estados Unidos, Franklin Roosevelt, afirmou que a nação que destrói seu território
está destruindo a si mesma.
22. O entendimento do historiador Caio Prado Júnior sobre a formação do Brasil, defendia que desde a
colônia havia um projeto claro e que iria se perpetuar caso o povo não se voltasse contra esse cenário.

23. O Filósofo húngaro István Mészáros já promulgava que: “Não existem freios possíveis à expansão
destruidora do capitalismo. A continuidade da expansão das forças produtivas do capital no atual
momento, passou a representar a destruição completa da natureza e, por conseguinte, da própria
espécie humana.”
24. Segundo as últimas palavras de koko, a gorila que aprendeu linguagem de sinal: “O tempo corre,
consertem a terra, ajudem a terra, a natureza os observa”
25. Escritor estadunidense defensor do "pensamento positivo" Norman Vincent Peale: “Mude seus
pensamentos e você mudará seu mundo.”
26. Segundo o naturalista Charles Darwin, na sua teoria da seleção natural: o melhor se adapta ao
ambiente e suas circunstâncias sobreviverá. No entanto, a ganância ascensão social e pelo dinheiro
tem levado à destruição da natureza.
27. Isaac Newton (Físico): “Toda ação gera uma reação de mesma intercidade”.
28. Mahatma Gandhi (pacifista): “Temos que nos tornar a mudança que queremos ver”.
29. James William (Filósofo americano): “O ser humano pode mudar sua vida, mudando sua atitude
mental”.
30. Teólogo alemão Albert Schweitzer: “Vivemos em uma época perigosa. O homem domina a natureza
antes que tenha aprendido a dominar a si mesmo.”
31. Segundo o filósofo Sigmund Freud, o homem busca o controle da natureza para obter riquezas.
32. Para o gênio do Renascimento italiano Leonardo da Vinci: “Nunca o homem inventará nada mais
simples nem mais belo do que uma manifestação da natureza.”
33. Filósofo inglês Francis Bacon: "Só se pode vencer a natureza obedecendo-lhe.”
34. Ex-ministra do Meio Ambiente e senadora (PT-AC) Marina Silva: “A natureza tem uma estrutura
feminina: não sabe se defender, mas sabe se vingar como ninguém.”
35. palestrante, autor e psiquiatra Roberto Shinyashiki: “Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é
alguém que acredite que ele possa ser realizado.”
36. professor e doutor em Teologia Jean Vieujean: “Se cada um varresse a calçada de sua casa, no fim do
dia a rua toda estaria limpa.”

37. escritor e letrista Paulo Coelho: “Tudo que vai contra a natureza é o mal, todo o resto é o bem.”
38. Augusto Cury (Escritor brasileiro): “Todos querem o perfume das flores, mas poucos sujam suas mãos
para cultivá-las”

39. Ministério do Meio Ambiente (MMA)
40. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEA)

41. World Wide Fund for Nature (WWF)
42. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA)

43. SOS Mata Atlântica e a Conexão Mata Atlântica
44. Entre 500 bilhões e 1 trilhão de sacolas plásticas são consumidas em todo o mundo anualmente. No
Brasil, cerca de 1,5 milhão de sacolinhas são distribuídas por hora, segundo o Ministério do Meio
Ambiente.
45. De acordo com a Organização Não Governamental “SOS Mata Atlântica”, essa floresta, atualmente,
corresponde a menos de 15% do seu território original.
46. Na Irlanda, em 2002 foi criada a PlasTax um imposto que cobra 0,15 € ao consumidor por cada saco
distribuído, O resultado da iniciativa irlandesa foi a angariação de cerca de 23 milhões de euros para
serem investidos em projetos ambientais e uma redução no consumo de 90%.
47. Mais de 90% dos municípios brasileiros (ou 5.040 deles) sofrem algum problema ambiental, sendo que
as incidências mais citadas são queimadas, desmatamento e assoreamento de corpos
d'água. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).
48. O brasileiro produz cerca de 61 Milhões de Toneladas de Lixo por ano, segundo estudos realizados
pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).
49. Em 2002, uma baleia anã deu à costa da Normandia com cerca de 800 kg de sacos de plástico
encravados no estômago.
50. De acordo com pesquisas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Mata Atlântica
perdeu mais de 50 % de sua área desde a chegada dos portugueses em 1500.

51. Desastre em Mariana em novembro de 2015 – rompimento da barragem da Samarco.
52. Aproximadamente 23% de todas as mortes prematuras no mundo são causadas por problemas de
degradação ambiental, com número estimado em 12,6 milhões de mortes no ano de 2012, segundo
dados da ONU (Organização das Nações Unidas).
53. Lei da Área de Proteção Ambiental – número 6.902 de 27/04/1981. “sendo que 90 % delas devem
permanecer intocadas e 10 % podem sofrer alterações para fins científicos”.
54. O livro "Capitalismo e Colapso Ambiental" retrata sobre o caos socioambiental no qual a sociedade
está imersa e, consequentemente, proporciona reflexões acerca de problemáticas ambientais
instauradas na contemporaneidade.
55. Filme: Uma Verdade Inconveniente, O cineasta Davis Guggenheim acompanha Al Gore, o ex-
candidato à presidência dos EUA, no circuito de palestras para conscientizar o público sobre os
perigos do aquecimento global, e pede uma ação imediata para conter seus efeitos destrutivos ao meio
ambiente.
56. Filme: Avatar
57. O Hino Nacional Brasileiro, escrito por Joaquim Osório Duque Estrada, enfatiza a evidente beleza das
terras do Brasil “Teus risonhos lindos campos têm mais flores, nossos bosques têm mais vida”.

58. Analogia: Lei da Conservação de Massas – Lavoisier, sobre a questão da reciclagem dos resíduos
produzidos: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.
59. Exemplos: Rompimento da barragem de Mariana (2015), Vazamento de óleo na Bacia de Campos,
Baía de Guanabara e em Araucária (2011-2000-2000), Acidente com o Césio-137 em Goiânia (1987),
incêndio na Vila Socó (1984), vazamento de barragem em Cataguases (2003), rompimento de
barragem em Miraí (2007), incêndio na Ultracargo (2015).
60. Silvicultura é a área de conhecimento que se destina à recuperação de florestas em todos os aspectos
ligados ao ecossistema como irrigação, renovação de espécies em extinção, equilíbrio dos ciclos de
renovação de nutrientes, reflorestamento.
61. No século XIX surge as primeiras preocupações no que tange ao ambiente, pois foram percebidos os
primeiros sinais de distúrbios ambientais.
62. Lema da OPA (Organização para Proteção ambiental): “Só protegemos o que amamos, só amamos o
que conhecemos.”
63. Ações Antrópicas, são as alterações realizadas pelo homem no planeta Terra. A ação antrópica na
natureza sempre aconteceu, desde os tempos antigos até hoje em dia. Pois sempre quando utilizamos
algo do meio ambiente, o alteramos de alguma maneira.

64. American Of Life.
65. Meio ambiente que se tornou poluído por causa das fábricas e o consumo em massa.
66. Adaptado do Greenpeace:
“Quando a última árvore tiver caído,
Quando o último rio tiver secado,
Quando o último peixe for pescado,
O homem vai entender que dinheiro não se come.”

67. Protocolo de Kioto: redução da emissão de gases estufa.
68. Rio +20.
69. O fotógrafo brasileiro, Sebastião Salgado, retrata em suas fotografias, muitas vezes, paisagens,
animais e biodiversidades, como na famosa mostra "Amazônia". Ele, porém, não se limita ao registro
de imagens, procura também através de seu instituto, o Instituto Terra, auxiliar no reflorestamento da
Mata Atlântica.
70. Os 5’s [Seiri (Utilização), Seiton (arrumação), Seiso (limpeza), Shitsuke (Disciplina) Seiketsu
(higiene).];
71. Hipótese de Gaia. também denominada como hipótese biogeoquímica, é uma hipótese da ecologia
profunda que propõe que a biosfera e os componentes físicos da Terra (atmosfera, criosfera,
hidrosfera e litosfera) são intimamente integrados de modo a formar um complexo sistema interagente
que mantém as condições climáticas
72. As florestas são importantes biomas que contribuem para a vida no planeta, pois fornece para os seres
vivos uma grande porção de oxigênio (O2), visto que este elemento é de vital importância.
73. Biologia – impactos ambientais: transformação de ecossistemas, prejuízo à fauna, flora e aos habitats.
Além da contaminação de solos, rios, lagos e mares.

➢ ÍNDIO:
1. Romantismo: 1 Geração Romântica/Indianista – Índio como herói nacional no mundo literal opondo a
realidade, mito do “Bom selvagem”, idealização do índio.

2. José de Alencar – Iracema.

3. “A Cidade e as Serras”, do Eça de Queirós: imposição de civilização aos índios.
4. Modernismo: 2º Fase/Fase heroica: valorização indígena: Macunaíma de Jose de Alencar.
5. Quinhentismo – Literatura Jesuítica: catequização dos índios.
6. Livro “O Guarani’’ de José de Alencar.
7. Período Colonial brasileiro, forte presença do eurocentrismo, doutrina que caracterizava os índios
como bárbaros, selvagens, incivilizados e preguiçosos.
8. Racismo: A supremacia da cultura portuguesa sobre a indígena durante o período colonial configurou-
se racismo. Porém, esta foi velada pela caracterização apenas do mesmo crime cometido contra os
negros durante o mesmo período.

9. Funai (Fundação nacional do Índio) e SPI (Serviço de Proteção ao Índio).
10. ONG IPAM Amazônia: O IPAM Amazônia criou uma possibilidade incrível para os povos indígenas
daquela região. Uma das ONGs contempladas pelo prêmio do Google, eles construíram uma
plataforma que ajuda as comunidades a se adaptarem às mudanças climáticas.

11. Museu indígena do Rio de Janeiro expulsou índios que viviam no local.
12. 100% dos suicídios que acometem a sociedade indígena, diz respeito aos jovens que não se inserem
na sociedade geral, segundo dados da FUNAI.

13. Museu indígena do Rio de Janeiro expulsou índios que viviam no local.
14. Música “Índios” da Legião Urbana.
15. Índio didático: As populações indígenas são caracterizadas pelo ponto de vista dos livros adotados nas
escolas, de acordo com um olhar europeu estereotipado. Nesse contexto, o antropólogo Everaldo
Guimarães Rocha fez um estudo baseado nesta alegação comprovada pelos relatos presentes em
‘’Caramuru’’, no qual afirma que os nativos foram definidos como primitivos, selvagens e cruéis.

16. Um povo sem três letra R, L, F: Reconhecimento, Localidade e fundamentação dos Direitos (satírica da
ideologia de que os índios não tinham três letras em sua linguagem popular, sendo elas R, L, F, que
respectivamente são Rei, Lei e Fé).

17. Estereótipo de que o índio não pode usufruir dos bens civilizatórios.
18. 19 de abril dia do índio
19. Estereótipo de que o índio não pode usufruir dos bens civilizatórios.

20. Literatura Informativa: mostrava a discrepância das culturas dos povos.
21. Existem cotas para promover a integração dos índios, mas essa é uma maneira pontual de mascarar o
problema.

➢ JUSTIÇA COM AS PRÓPRIAS MÃOS, JUSTIÇA:
1. Código de Hamurabi (cerca de 1750 a.C) 1º código de leis escrito que se sustentava no dilema da Lei
de Talião: “Olho por olho, dente por dente”.
2. Platão (Filósofo grego): “O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar
segundo as leis”
3. Martin Luther King (Pastor): “A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar”.

4. O filme V de vingança retrata um cenário de um homem mascarado, com a máscara do “Guy Fawkes”,
que busca inconstantemente vingança e justiça de um governo opressor e corrupto.
5. Anime Death Note, onde kira tenta fazer justiça por conta própria
6. Êxodo 22:2 “Se o ladrão for pego roubando e for ferido a modo que morra, aquele que o ferio não será
culpado pelo sangue” Até deus afirmava que bandido bom é bandido morto.
7. Programas jornalísticos de televisão que fazem discursos como “Bandido bom é bandido morto” e
“direitos humanos para humanos direitos’’ (Brasil Urgente – Datena).

8. Super-heróis: Batman, Demolidor, Flash, Super-man

➢ ANIMAIS, MAUS TRATOS AOS ANIMAIS, BIOPIRATARIA: “Um latido de socorro”
1. No Egito antigo, os animais eram tão admirados que representavam deuses, como Anúbis, deus da
morte que possuía cabeça de cachorro.
2. Zoomorfismo (Egito): culto religioso que confere às divindades a forma de animais.
3. Antropozoomorfismo (Egito) é a característica atribuída aos seres cujo corpo é parte humano e parte
animal, exemplo: anubis.
4. Médico, psiquiatra e escritor sueco Axel Munthe: “O animal selvagem e cruel não é aquele que está
atrás das grades. É o que está na frente delas.”
5. Filósofo prussiano Immanuel Kant : “Podemos julgar o coração de um homem pela forma como ele
trata os animais.”
6. Segundo o filósofo prussiano Karl Marx: o capitalismo priorizaria lucros em detrimento de valores.

7. Segundo filósofo alemão Arthur Schopenhauer, “quem é cruel com os animais não pode ser um bom
homem”.
8. A célebre frase do filósofo e jurista inglês Jeremy Bentham: “Não importa se os animais são incapazes
ou não de pensar. O que importa é que são capazes de sofrer.”
9. Escritora estadunidense Alice Walker: “Os animais existem por suas próprias razões. Eles não foram
feitos para humanos, assim como negros não foram feitos para brancos ou mulheres para os homens.”

10. Filósofo alemão Arthur Schopenhauer: “O homem fez da terra um inferno para os animais.”
11. O gênio do Renascimento italiano Leonardo da Vinci: “Chegará o dia em que todo homem conhecerá o
íntimo de um animal. E, neste dia, todo crime contra um animal será um crime contra a humanidade.”

12. Filosofia: “Racionalidade” humana.
13. ONG Vira-lata é dez: A ONG Busca promover campanhas de castração e programas educativos que
visam à conscientização quanto à posse responsável; conhecimentos e esclarecimentos no tratamento
e respeito aos animais.
14. Filme: Terráqueos, O filme mostra como funcionam as fazendas industriais e relata a dependência
da humanidade sobre os animais para obter alimentação, vestuário e diversão, além do uso
em experimentos científicos. Compara o especismo da espécie humana com outras relações de
dominação, como o racismo e o sexismo. Faz estudo detalhado das lojas de animais, das fábricas de
filhotes e dos abrigos para animais, assim como das fazendas industriais, do comércio de peles e
de couro, das indústrias da diversão e esportes, e finalmente, do uso médico e científico. Utiliza-se
de câmeras escondidas para detalhar as práticas diárias de algumas das maiores indústrias do mundo,
todas visando o lucro com a exploração dos animais.
15. Biopirataria no filme ‘’Tarzan’’
16. Filme “Rio” de 2011, retrata o tráfico de animais.

17. Música “Atirei o Pau no Gato, mas o gato não morreu”.
18. Ecologia - Seres humanos: desenvolvimento de ferramentas contra predadores, diminuindo a
resistência ambiental.

➢ SISTEMA CARCERÁRIO, PRISÃO, CADEIA, SUPER LOTAÇÃO E PRECARIEDADE: “Prisão
Medieval”
1. Em meados do Século XV até o Século XVIII, o sistema de punição era do tido como “exemplar”. O
indivíduo muitas vezes era morto, mutilado e suas partes do corpo eram expostas em praça pública, a
exemplo desse sistema, temos a condenação de Joaquim José da Silva Xavier, mas conhecido como
Tiradentes.
2. O massacre do Carandiru ocorreu no Brasil, em 2 de outubro de 1992, quando uma intervenção
da Polícia Militar do Estado de São Paulo, para conter uma rebelião na Casa de Detenção de São
Paulo, causou a morte de 111 detentos.
3. Em 2004 as penas superiores a dois anos representavam 64% do universo dos reclusos. Em
novembro de 2008 encontravam-se no sistema prisional português: 10988 reclusos, dos quais 10152
homens e 653 mulheres.

4. Victor Hugo (Romancista): “Quem abre uma escola fecha uma prisão.”
5. Na obra “História da loucura”, de Michel Foucault, retrata que os leprosos, os contaminados com
doença venérea, e os loucos são excluídos, estereotipados, e sofrem com o descaso da sociedade e
das autoridades competentes que acabam não acreditando que a ressocialização seja possível, essa
ideologia se aplica aos presos brasileiros que não recebem uma docilizarão corporal deixando eles
supliciados e não aptos a reinserção no meio social, para produção econômica.
6. Segundo a especialista em presídios brasileiros, Fiona Macaulay, as facções criminosas que dominam
as penitenciárias, se alimentam das falhas do Estado.

7. Ativista Mahatma Gandhi: “Temos que nos tornar a mudança que queremos ver”.

8. Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN).
9. Brasil atingiu a marca de 726,7 mil presos, desta população 40% aguarda por julgamento atrás das
grades, segundo dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen).
10. O Brasil é o quarto país do mundo em número de presos e o único desses quatro em que o número só
aumenta, Número de detentos no País dobra em 10 anos e atinge 607 mil presos, segundo dados do
Ministério da Justiça.
11. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, aproximadamente, 2%
da população economicamente ativa brasileira está nas prisões. Dados de 2007
12. 20% dos presos brasileiros sejam portadores de doença, segundo a pesquisa do Portal ODM
(Objetivos de Desenvolvimento do Milênio).
13. Palavras Boom: “O sistema carcerário brasileiro é frequentemente comparado a uma “bomba relógio”
prestes a explodir. A superlotação de presídios em todos os estados da federação, a extrema violência
e as condições insalubres às quais os detentos são submetidos indicam que a bomba já explodiu e
continua explodindo diariamente.”
14. Lei nº 7210, Art. 40 - Impõe-se a todas as autoridades o respeito à integridade física e moral dos
condenados e dos presos provisórios.
15. Na obra “Memorias do Cárcere”, o autor Graciliano Ramos, preso durante o regime do Estado Novo,
relata os maus tratos, as péssimas condições de higiene e a falta de humanidade vivenciada na rotina
carcerária.
16. No livro “Diário de um detento”, o autor Jonecir, ex-detento, narra à realidade dentro das prisões
abordando as superlotações, a precariedade da saúde e a insegurança de um preso.
17. Música “Diário de um detento” do grupo de Rapper Racionais Mc’s explicita bem como é a vida de um
detento.
18. No seriado americano “Orange Is New Black”, o sistema carcerário é retratado de forma dura.
19. Thomas More, em seu livro “Utopia”, descrevia um governo que cria ladrões para depois puni-los, esta
análise pode ser aplicada à relação entre o governo e o sistema penitenciário brasileiro.
20. Morte de mais de 100 detentos chamou atenção para a guerra de facções criminosas dentro de
presídios brasileiros e expôs a fragilidade do sistema penitenciário nacional.

➢ DEPRESSÃO E SUÍCIDIO: “Enforque esse problema”
1. A geração byroniana do romantismo, (Século XIX: Década de 50 e 60) foi inspirada no escritor Lord
Byron e é marcada pelo pessimismo, inadequação à realidade, desgosto de viver, atração pela morte,
escapismo e irracionalidade.
2. O ultrarromantismo (segunda geração romântica: Décadas de 1840 e 1850) a busca pela morte era um
contexto muito enfatizado e idolatrado como característica primordial para almejar um objetivo ou se
desprender do mundo que tanto os faz sofrer, denominada “Mal do Século”, os poetas exaltavam a
morte como estratégia de fuga da realidade.
3. Na obra literária da segunda fase do romantismo, “Fragmento de Hora de Delírio” de Junqueira Freire
demostra um pessimismo e uma interpretação da morte muito subjetiva quando ele aclama em seu
poema “Por isso, ó morte, eu amo-te e não temo: [...] Leva-me ao nada, leva-me contigo”.
4. Parnasianismo: Augusto dos Anjos nutria simpatia pela doutrina budista – negação da vida material e
tinha obsessão pela temática da morte.

5. Simbolismo: pensamento pessimista nas obras.
6. Necrológio dos desiludidos do amor, de Drummond.
7. Suicídio de Vargas (1954)
8. Para o escrito Augusto Cury, uma pessoa quando pensa em suicídio, ela quer matar a dor, mas nunca
a vida.
9. CVV (Centro de Valorização da vida)
10. Depressão afeta 322 milhões de pessoas no mundo, segundo dados divulgados pela Organização
Mundial da Saúde (OMS).
11. Desde de 2012 cerca de 800 mil pessoas entre 15 e 29 anos morrem anualmente devido ao suicídio,
segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde).
12. Em 16 anos, o número de mortes relacionadas com depressão cresceu 705% no Brasil, segundo
dados do sistema de mortalidade do Datasus.

13. Palavra boom: O suicídio e uma solução permanente para um problema temporário.
14. “O Suicídio”, Émile Durkheim – nesse livro o autor fala um pouco sobre os tipos de suicídios e ainda
retrata a coercitividade da sociedade e exterioridade para com os indivíduos. “Quando a sociedade é
perturbada por crises ou mudanças repentinas, a pressão moral perde força, os indivíduos não se
ajustam a suas posições, o valor das forças sociais permanece indeterminado, sem regulamentação as
ambições são superexcitadas, causando o sofrimento e, consequentemente, crescimento do suicídio.
O desenvolvimento da indústria e ampliação indefinida do mercado fortalece o desencadeamento dos
desejos e a busca desenfreada por conquistas, o que consequentemente, favorece a ampliação das
taxas de suicídios’’.
15. O livro “A história da Melancolia” (Editora Artmed, 2016) retrata que na antiguidade, casos de
depressão e loucura estavam associados a mitos e superstições. A Igreja Católica criava rumores
associando essa a possessões demoníacas, em que “os demônios entravam na mente dos homens e
os tornavam loucos. A melancolia também é relacionada aos setes pecados capitais, em que a “acídia”
(que pode significar ócio e preguiça) é a causa das tristezas profundas.
16. Na França, o berço do romantismo, o livro “O sofrimento do jovem Werther” de Johann Wolfgang,
retrata a vida do protagonista que encontrando no suicídio uma forma de livrar-se das dores de um
amor não correspondido.
17. Sequência de livros: Por lugares incríveis, os treze porquês, as vantagens de ser invisível, uma história
meio que engraçada, Como eu era antes de você e quem é vai ser Alasca?

18. Baleia azul: jogo Russo.

19. Suicídio da escritora brasileira Ana Cristina Cesar.

20. Conatus pode se referir ao instintivo "desejo de viver".
21. Lorde Byron: valorizava a morte.

➢ TRABALHO ESCRAVO, TRABALHO:
1. “Aqui vai haver a abolição da escravatura, mas a estrutura básica da sociedade não vai mudar” -
Machado de Assis [1880].
2. Escravidão no Brasil: Desde a colonização, quando negros oriundos da África desembarcaram no
Brasil de forma forçada, começou-se a apropriação de sua liberdade. Embora a opressão se manifeste
de diferentes maneiras, está sendo ocultada diante à sociedade atualmente.
3. É comum referir-se ao calvinismo como a religião do capitalismo, pois essa crença defendia que o
trabalho deveria ser valorizado e que o comércio não deveria ser condenado, além de concordar com a
cobrança de juros.
4. Desvalorização dos trabalhadores domésticos: herança da escravidão – negras escravas cuidavam
dos afazeres domésticos gratuitamente; depois da abolição da escravatura estes não tinham para onde
ir e se submeteram à baixos ou até mesmo nenhum salário.

5. Como dizia o filantropo estadunidense Benjamin Franklin, o trabalho dignifica o homem.
6. O filósofo alemão Hegel defende em sua obra “Fenomenologia do Espírito” que, pela mediação do
trabalho, a consciência-de-si se torna consciência-para-si, autoconsciência, ou seja, que o trabalho
forma, educa, a consciência. E com isso e pelo trabalho o homem vai se aperfeiçoando. Causando a
libertação do homem.

7. Em suma o filósofo alemão Hegel defendia que o trabalho é a essência do homem.
8. De acordo com sociólogo polonês Zygmunt Bauman, a modernidade líquida é caracterizada pela
insegurança e constante mudança no cenário social. De fato, as empresas exigem cada vez mais a
especialização profissional para o exercício de um cargo, uma vez que estão substituindo a mão de
obra fixa por contratos temporários.
9. O pesquisador-chefe do relatório, professor Kevin Bales, disse em nota que "leis existem, mas ainda
faltam ferramentas, recursos e vontade política".
10. Confúcio (Filósofo Chinês): “Escolhe um trabalho de que goste, e não terás que trabalhar nem um dia
na tua vida.”
11. Tomas Edison (Empresário): “A maioria das grandes descobertas foram resultado de 99% de trabalho
duro e 1% de genialidade.”
12. Agentes: OIT (Organização Internacional do Trabalho), Comissão Nacional para a Erradicação do
Trabalho Escravo (CONATRAE), ONU (Organização das Nações Unidas) e Ministério do Trabalho
(TEM).
13. Mais de 40 milhões de pessoas foram vítimas da escravidão moderna em 2016, sendo que 71% eram
mulheres e meninas, desse total, cerca de 25 milhões de pessoas foram submetidas a trabalho
forçado, segundo a OIT (Organização Internacional do trabalho).
14. Entre 1995 e 2015, foram libertados 49.816 trabalhadores que estavam em situação análoga à
escravidão no Brasil, segundo o Ministério do Trabalho.
15. Operação da Policia Rodoviária Federal, resgatou 19 trabalhadores, além de 7 menores em condições
análogas à de escravos em carvoarias do interior de São Paulo, 21 de janeiro de 2014, segundo o
Ministério Público do Trabalho.
16. 95% dos trabalhadores libertados são homens, 83% têm entre 18 e 44 anos de idade e 33% são
analfabetos, no Brasil, segundo o Ministério do Trabalho.
17. A punição para o trabalho escravo no brasil é determinada no artigo 149 do Código Penal. “Reduzir
alguém a condição análoga à de escravo, quer submetendo-o a trabalhos forçados ou a jornada
exaustiva, quer sujeitando-o a condições degradantes de trabalho, quer restringindo, por qualquer
meio, sua locomoção em razão de dívida contraída com o empregador ou preposto.”

18. O artigo 23 dos direitos humanos, diz que todos devem ter proteção contra o desemprego.
19. Filme: Tempos Modernos (1936)
20. Projota: “eles camuflaram o chicote, mudaram o nome de escravo para trabalhador”.
21. Reificação: é quando o trabalhador perde seu valor como humano, ele vira um objeto, uma peça que
pode ser trocado, logo ele é substituível.
22. Os trabalhadores migrantes e os povos indígenas são particularmente vulneráveis ao trabalho forçado.

➢ SOCIEDADE E COMPORTAMENTO, CIDADANIA, BRASILEIRO, A POSTURA DIPLOMÁTICA DO
BRASIL:
1. O conto machadiano “A causa secreta”, por meio do personagem Fortunato, aborda um tema universal
e atemporal: a falta de empatia, o comportamento sádico.
2. Policarpo Quaresma, personagem de Lima Barreto, é um patriota exaltado que sonha com um Brasil
ideal. Entretanto, tendo em vista o país hodierno, essa idealização está longe de se concretizar.
3. Desde a primeira fase do Romantismo, os poetas já buscavam a construção de uma identidade
nacional, retratando em suas obras a extensão do território brasileiro, suas belezas e suas
diversidades tendo como personagens principais o índio, o branco europeu e o negro, que trouxeram
para o país suas culturas, crenças e religiões, evidenciando a mestiçagem do povo.
4. Desde a Revolução Francesa, entende-se que os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade são
fundamentais para uma sociedade justa e igualitária.
5. Desde o surgimento do Iluminismo na França, entende-se que uma sociedade só progride quando um
indivíduo se mobiliza com o problema do outro.
6. Desde o Iluminismo e, posteriormente, a Revolução Francesa, o caráter participativo acentuou-se
expressivamente nas sociedades mundiais.
7. Livro A Morte de Ivan Ilitch, de Liev Tolstói: Apesar de toda a subjetividade do livro, a forma como
todos os "amigos" do protagonista Ivan Ilitch, e até mesmo sua esposa, trataram sua morte
(preocupando-se mais com suas posses e o cargo de trabalho que deixaria vago quando morresse)
pode ser usada como gancho para uma crítica ao individualismo e falta de senso de coletividade.

8. O intelectual alemão Max Weber defende como tese que os processos e fenômenos sociais são
dinâmicos e mutáveis, os quais necessitam ser interpretados para que se extraia deles o seu sentido.

9. Para o sociólogo francês Émile Durkheim, um fato social configura um conjunto de valores
estabelecidos em uma sociedade que, dotado de exterioridade em relação ao indivíduo, norteia seu
comportamento na conjuntura nacional.
10. O intelectual alemão Max Weber defende como tese que os processos e fenômenos sociais são
dinâmicos e mutáveis, os quais necessitam ser interpretados para que se extraia deles o seu sentido.

11. Para o sociólogo francês Émile Durkheim, um fato social configura um conjunto de valores
estabelecidos em uma sociedade que, dotado de exterioridade em relação ao indivíduo, norteia seu
comportamento na conjuntura nacional.
12. O intelectual alemão Max Weber defende como tese que os processos e fenômenos sociais são
dinâmicos e mutáveis, os quais necessitam ser interpretados para que se extraia deles o seu sentido.

13. Para o sociólogo francês Émile Durkheim, um fato social configura um conjunto de valores
estabelecidos em uma sociedade que, dotado de exterioridade em relação ao indivíduo, norteia seu
comportamento na conjuntura nacional.
14. Durkheim, com o fato social, dizia que o indivíduo é fruto do meio em que está inserido.
15. De acordo com o pensador Vygotsky, o indivíduo é fortemente influenciado pelo meio em que está
inserido.
16. Conforme Michel Foucault, em seu estudo sobre temas proibidos, a sociedade moderna tende a tornar-
se tabu assuntos que causam desconforto a população.
17. Segundo a escritora Virgínia Woolf, de tudo o que existe, nada é tão estranho que as relações
humanas com sua extraordinária irracionalidade, porém, para uma evolução humana é necessário a
substituição de ideários antigos pelo pensamento racional e humanitário proposto pelo movimento
iluminista do século XVIII.
18. Fazendo uso da sociologia baumaniana, o indivíduo vive hoje em um mundo volátil, o que caracterizou
a obra ''Modernidade Líquida''. Essa nova modernidade tem como principal perfil o individualismo
humano e, por conseguinte, a dificuldade em compreender a importância de respeitar e de garantir os
direitos do cidadão à todas as pessoas.
19. Segundo o matemático Platão, as opiniões dos seres humanos sobre a realidade são quase sempre
equivocadas, ilusórias e, sobretudo, passageiras, já que eles mudam de opinião de acordo com as
circunstâncias. Como agem baseados em opiniões, sua conduta resulta quase sempre em injustiça,
desordem e insatisfação, ou seja, na imperfeição da sociedade.
20. Segundo o sociólogo Émile Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e pensar.

21. Pierre Bordieu, na Teoria do Habitus, afirma que a sociedade incorpora uma determinada estrutura
social, de modo a naturalizá-la e reproduzi-la.
22. Karl Marx, pensador alemão, acredita que os indivíduos devem ser analisados de acordo com o
contexto de suas situações sociais, já que produzem suas existências em grupo.
23. De acordo com o teórico político e filosofo inglês Thomas Hobbes, é dever do Estado garantir a ordem
social.
24. Para o revolucionário socialista Karl Marx, as condições materiais de uma estrutura social condicionam
as relações entre os seus componentes. Desta forma, o arcabouço de dispositivos legais vigentes deve
nortear os atores sociais em busca de um convívio harmônico.
25. O filósofo inglês Francis Bacon, em um de seus conceitos, afirma que o comportamento humano é
contagioso – torna-se enraizado e frequente à medida em que se reproduz.
26. A ética moral tem como objetivo universalizar comportamentos para certa sociedade. Para Sócrates, o
ser moral é orientado pela razão para buscar a felicidade ao contrário do ser passional, definido pelos
gregos, como um barco sem vela ou leme e solto no mar turbulento.
27. Como diz o escritor Oscar Wilde, “o primeiro passo é o mais importante na evolução de um homem ou
nação".
28. O sociólogo Pierre de Bourdieu defendia a teoria do Habitus, que demonstra como ações podem ser
incorporadas como verdades ao contexto de uma determinada sociedade.
29. Segundo o teórico político Jean-Jacques Rousseau, a desigualdade é a fonte primeira de todos os
males sociais e a origem primordial dos problemas da sociedade.
30. Segundo o sociólogo Émile Durkheim, nosso egoísmo é, em grande parte, produto da sociedade.

31. De acordo com o pensamento do sociólogo Émile Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de
pensar e agir.
32. Segundo a Escola de Frankfurt, os meios de comunicação utilizam das artes para controlar o agir e
pensar das pessoas.
33. O físico e teórico Stephen Hawking, ponderava que mesmo a sociedade sendo entrelaçada por
dificuldades, sempre existe algo que o mundo possa fazer, e triunfar; onde há vida, há esperança para
desenraizar os problemas surgidos.
34. Parafraseando o filósofo inglês Thomas Hobbes, a intervenção estatal é necessária como forma de
proteção aos cidadãos de maneira eficaz.
35. É importante ressaltar a moral para o filósofo norte-americano Noam Chomsky, baseia-se nas
condições éticas como fruto das ações individuais, visto que é comum à moralidade brasileira
restringir-se às ações corretivas.
36. Conforme defende o sociólogo Zygmunt Bauman na sua obra "Amor Líquido”, as pessoas buscam não
se envolver nas relações e nos problemas sociais, só se preocupam com si mesmo.
37. Como disse o importante filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau, "O homem nasce bom, mas a
sociedade o corrompe".
38. O psicólogo Goldberg diz que o Homem trata os espaços públicos como lugares a serem ocupados por
quem chegou primeiro.
39. John Locke, a sociedade constitui o Estado com intuito de garantir seus direitos, dentre eles a vida, a
liberdade e a propriedade.
40. Os conceitos de Sérgio Buarque de Holanda, a qual diz respeito a uma sociedade baseada em
arranjos incompletos e que apresenta soluções a curto prazo.
41. Em conformidade com a frase do filósofo John Locke, que dizia que o homem e o lobo do próprio
homem, apresenta que as consequências sócias são respostas das atitudes irresponsáveis de um
indivíduo para com outrem.
42. “A história da humanidade é a história da luta...”. Adaptando a famosa frase de Karl Marx, chegamos a
um dos maiores obstáculos para a construção de uma sociedade justa e igualitária: a igualdade
universal.
43. Tanto Bourdieu (1977) quanto Michel Foucault (1979) argumentam que é mais fácil e mais eficaz
dominar as pessoas em suas mentes do que tentar controlar seus corpos. Entre as formas não físicas
de controle social estão várias técnicas de persuasão e gestão de pessoas, de monitoramento e
registro de suas crenças, atividades e contatos.
44. De acordo com o sociólogo Émile Durkheim, a sociedade pode ser comparada a um “corpo biológico”.

45. Segundo o filósofo suíço J. J. Rosseau na qual “O homem é o produto do meio em que vive, da
sociedade e da educação”.
46. O sociólogo alemão Max Weber trata que todo ato de conduta do indivíduo está relacionado com os
estímulos dentro do contexto social.
47. Em seus estudos, o sociólogo alemão Max Weber defende que o processo de entendimento da
realidade social seria possível por meio da compreensão das ações dos indivíduos.
48. A antropóloga americana Ruth Benedict, ao afirmar que “a cultura é a lente pela qual a sociedade
enxerga” demonstra que os valores adquiridos no convívio social são bases para a discriminação.
49. De acordo com o filosofo inglês John Locke “As experiências que uma pessoa passa pela vida é que
vão formando seus conhecimentos e personalidade”.
50. A tese do Ex-Presidente da África do Sul Nelson Mandela, “É preciso que uma nova era comece”.
51. O filósofo George Santayana já afirmava que: “Aqueles que não conseguem se lembrar dos erros
passados estão condenados a repeti-los”.
52. Esse hábito, característico da hipermodernidade, cultura dos excessos, nas palavras do filósofo
francês Gilles Lipovetsky, configura-se uma sociedade exacerbada em seus próprios exageros
individuais.
53. Em conformidade com o filósofo alemão Arthur Schopenhauer, o qual diz que os limites do campo da
visão de uma pessoa determinam seu entendimento a respeito do mundo que o cerca, o que legitima a
ideia de que essa medida reflete o momento histórico e o avanço científico do momento.
54. Segundo o pensador contemporâneo Izzo Rocha: “A inversão de valores é a maior produção de todos
os tempos da televisão brasileira”.
55. Maquiavel (Historiador): “Não há nada mais difícil ou perigoso do que tomar a frente na introdução de
uma mudança”.
56. Como dito pelo crítico de cinema Gary Giddins, há dois meios para socialização, no primeiro é o
contato da criança com a família, no segundo as escolas, amigos, comunicação de massa empenham
esse papel.
57. Em seu livro A República, Platão idealizou uma sociedade capaz de alcançar a perfeição, desde que
seu governo coubesse exclusivamente aos filósofos, porque somente eles disporiam do conhecimento
verdadeiro e imutável.

58. Consoante ao poeta Cazuza, "Eu vejo o futuro repetir o passado"
59. Louis Bonald (Filósofo): “Sociedade sem preconceitos é sociedade sem escrúpulos”.

60. De acordo com Sergio Buarque de Holanda, o brasileiro é suscetível às influências estrangeiras.
61. De acordo com o sociólogo Pierre Bourdieu, o processo de socialização é dividido em Habitus primário
e secundário, que se caracterizam pela assimilação de valores no ambiente domiciliar/familiar e em
outros grupos como a escola e o ambiente de trabalho, respectivamente.
62. Relativismo: O relativismo é o conceito de que os pontos de vista não têm uma verdade absoluta ou
validade intrínsecas, mas eles têm apenas um valor relativo, subjetivo, de acordo com diferenças na
percepção e consideração.
63. (Liberalismo) Para os liberais, todo indivíduo tem direitos humanos inatos. O governo tem o dever de
respeitar tais direitos e deve atuar principalmente para resolver disputas quando os interesses dos
indivíduos se chocam. De acordo com a filosofia política liberal, a sociedade e o governo devem
proteger e promover a liberdade individual, em vez de impor constrangimentos; a pluralidade e a
diversidade devem ser encorajadas e a sociedade deve ser igual e justa na distribuição de
oportunidades e recursos.
64. Etnocentrismo: visão de mundo característica de quem considera o seu grupo étnico, nação ou
nacionalidade socialmente mais importante do que os demais.
65. Antropologia Social/Cultural: A antropologia é a ciência que tem como objeto o estudo sobre o homem
e a humanidade de maneira totalizante, ou seja, abrangendo todas as suas dimensões.

➢ VIOLENCIA, TERRORISMO, SEGURANÇA PÚBLICA, CRIMINALIDADE, VIOLÊNCIA URBANA:
“Cultura da violência do crime e do medo”, “Reféns do medo e da violência”
1. Parafraseando Drummond, para retirar as pedras da violência do meio do caminho, o Poder Público
pode criar programas de educação profissionalizante nas prisões e favelas que insiram os cidadãos ao
mercado de trabalho.
2. Ao longo da história humana, a violência foi apresentada como um espetáculo, como na Roma Antiga
em que as lutas entre gladiadores no Coliseu seriam para entretenimento da sociedade da época.

3. Roma antiga: Era Uma das cidades mais violentas que se tem notícia ao contrário da romantização do
Império romano a cidade era muito perigosa, tinha muitos esfaqueamentos, ruas estreitas era bastante
perigoso andar a noite sozinho.
4. Os Gregos antigos disciplinavam seus cidadãos dizendo-lhes o que roubasse ao outro seria castigado
pelas divindades e com isso quase não havia roubos na Grécia.
5. Roma Antiga: violência urbana - casos de esfaqueamento, ruas estreitas que dificultavam flagrar as
violências.
6. EUA 1920: Os Estados Unidos foi marcado pela violência urbana, época em que a lei seca foi inserida,
com proibição da venda de bebidas alcoólicas no país começou um tráfico enorme de bebidas e quem
liderava era as máfias, e os EUA ficou marcado pela criminalidade.
7. Jean-Paul Sartre (Filósofo): “A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma
derrota”.
8. Dito por João Paulo II: “A violência destrói o que ela pretende defender: a dignidade da vida, a
liberdade do ser”.
9. A falta de segurança pública de qualidade de acordo com o filósofo suíço Rousseau, é uma ruptura do
contrato social.
10. Segundo Rodrigo Pimentel, ex capitão do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais), formado
em sociologia e inspirador do personagem "capitão Nascimento" do filme Tropa de Elite, cuja temática
são os conflitos militares em favelas do Rio de Janeiro, o principal fator-causa dos conflitos de
segurança pública é a dominação territorial visando o comércio ilegal.
11. Tendo em vista o ideal de Locke, cuja base é o governo como provedor de direitos sociais, incluindo
educação, saúde e segurança, é notável a falha governamental em suprir os direitos básicos dos
cidadãos.

12. O juiz Renato Cunha disse: “a lei é falha, assim como sua aplicação.”
13. “É melhor prevenir os crimes do que ter de puni-los. O meio mais seguro, mas ao mesmo tempo mais
difícil de tornar os homens menos inclinados a praticar o mal, é aperfeiçoar a educação."- Cesare
Beccaria.
14. Em 1651 o filósofo Thomas Hobbes publicou em seu livro "Leviatã" que a função do Estado, em
relação à segurança pública, é garantir a paz e a organização de toda a sociedade.

15. Friedrich Schiller (Filósofo): “A violência é sempre terrível mesmo quando a causa é justa”
16. Arnold Schwarzenegger (Ator e Produtor): “A primeira e principal obrigação do governo é a segurança
pública”.
17. Segundo o ex ministro da defesa Raul Jungmann, o sistema de segurança do Brasil está "falido".

18. Martin Luther King (Ativista social): “A violência cria mais problemas sociais do que resolve”.

19. Ministério dos Direitos Humanos (MDH).

20. Secretaria de Segurança Pública.
21. Conselhos Comunitários de Segurança (CONSEGs).
22. Pode-se citar a situação na qual o Rio Grande do Norte vivenciou, quando PMs adotaram a campanha
"segurança com segurança" para protestar contra os salários atrasados, falta e debilidade dos
materiais do trabalho, dessa forma, aderiram à greve.
23. Dados fornecidos pelo site g1 mostram que, em média, 60 mil pessoas são assassinadas por ano no
Brasil.
24. Tragédia de Realengo: 7 de abril de 2011, 8h30, escola municipal Tasso de Silveira, atirador
Wellington Menezes de Oliveira (23 anos)
25. Foi no ano de 1945, há 70 anos, que as bombas atômicas norte-americanas foram. lançadas contra as
cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki. Além de toda a devastação e os milhares de inocentes
mortos, os estadunidenses queriam provar que possuíam uma bomba atômica que estavam dispostos
a usá-la caso se fizesse necessário.
26. O Brasil registrou, em 2015, 59.080 homicídios. Isso significa 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes,
segundo os dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).
27. O Brasil aparece como o 11° país mais inseguro do mundo. Segundo pesquisas da ONG Social
Progress Imperative.
28. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, o Governo gasta apenas 1,5% do PIB para a
defesa da sociedade, refletindo, assim, na despreocupação da administração com a segurança.

29. Dados publicados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) afirmarem que a cada 100
assassinatos registrados, em 2015, 72 foram executados por tiro.
30. Em 5 anos, violência no Brasil mata mais que a guerra na Síria, visto que, entre 2011 e 2015, o Brasil
teve um total de 278.839 assassinatos, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública
(FBSP).
31. A sensação de insegurança, que atinge 70% dos brasileiros, é a maior do mundo, segundo relatório
divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU).
32. Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança pública, o número de homicídios cresceu mais de
40% nos últimos dois anos, sendo os civis inocentes e policiais em operação as principais vítimas
dessa violência.
33. Além disso, desde o começo de 2017, ao menos 12 crianças morreram vítimas de balas perdidas e
disparos de armas de fogo na região metropolitana do Rio de Janeiro.
34. São Paulo responde por 1% de todos os homicídios do planeta, segundo dados da estatística faz parte
do Relatório Global sobre Assentamentos Humanos, do Programa das Nações Unidas para
Assentamentos Urbanos (UN-Habitat).
35. De acordo com o general Walter Braga Netto e sua equipe, seriam necessários R$ 3,1 bilhões de
reais, para que ocorra uma mudança significativa na segurança pública.
36. Segundo especialistas da Secretaria de Segurança, o plano nacional de segurança pública atual é
semelhante ao de 2002, uma vez que há reformas, apesar de que não foram concretizadas até hoje.
37. Palavra Boom: “Desabamento de shopping em Osasco. Morte de velhinhos numa clínica do Rio. Meia
centena de mortes numa clínica de hemodiálise em Caruaru. Chacina de sem-terra em Eldorado dos
Carajás, fatos esses que retratam a realidade violenta da sociedade contemporânea”
38. Palavras Boom: “Madrugada de 11 de agosto. Moema, bairro paulistano de classe média. Choperia
Bodega - um bar da moda, frequentado por jovens bem-nascidos.”
39. Palavras Boom: “Um assalto. Cinco ladrões. Todos truculentos. Duas pessoas mortas: Adriana Ciola,
23, e José Renato Tahan, 25. Ela, estudante. Ele, dentista.”
40. Poucos sabem, mas os art. 5º “caput” e 144 da Constituição dispõem que o direito à segurança pública
é dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, a ser exercida para a preservação da ordem
pública e da incolumidade das pessoas
41. Segundo a Constituição Federal de 1988: o terrorismo é um crime inafiançável e insuscetível, por eles
respondendo os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se omitirem.
42. Art. 144: A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a
preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.
43. O Brasil, atualmente possui o Código Penal de 1940, aliado à Constituição Cidadã, como legislações
para atuar na esfera penal da segurança e combate à violência.
44. Filme: Tiros em Columbine, Michael Moore tenta descobrir por que a busca da felicidade americana
está cheia de violência, explorando os acontecimentos que resultaram na tragédia na Columbine High
School em 1999.
45. Filme Tropa de Elite e Tropa de Elite 2: o filme retrata fielmente o tratamento extremamente agressivo
da polícia quanto a adolescentes cujo possuem envolvimento com drogas; o Capitão Nascimento
declara, "bandido bom é bandido morto" quando vai em um restaurante e é aplaudido pela morte de
alguns presos.
46. No livro, “Reflexos da violência”, o autor Carlos Motta mostra como são feitos os treinamentos policiais,
baseado na extrema brutalidade e violência nas abordagens, gerando ainda mais o ideal de que
violência deve ser combatida com violência.
47. Livro Laranja Mecânica, de Anthony Burgess: Pode ser usado em diferentes contextos. Apesar do ar
futurístico empregado na obra, a violência exacerbada presente no livro pode ser comparada
diretamente à violência urbana que vemos diariamente nos jornais dos dias de hoje.

48. Música “O calibre” de Os Paralamas do Sucesso.
49. Filme: Ônibus 174, O sequestro de um ônibus em plena zona sul do Rio de Janeiro, filmado e
transmitido ao vivo por quatro horas, mobilizando o país. Ao mesmo tempo, mostra a vida do
sequestrador, um menino de rua sobrevivente da Chacina da Candelária.
50. Filme: Hunger, leva-nos até 1981 e mostra-nos a vida na prisão de Maze, Belfast, Irlanda do Norte, que
conduziu a uma greve de fome levada a cabo pelos prisioneiros políticos do IRA, iniciada por Bobby
Sands.
51. Violência - retratada em um episódio dos Simpsons quando vieram a copa - falando sobre o medo do
Brasil
52. BATMAN: Quando pequeno presenciou a morte dos pais, e cresceu com o sentimento de fazer justiça,
tantos nos filmes quantos nos gibis têm essa discussão de estar certo ou errado, de um ponto ele pode
ajudar na criminalidade ou ele também não é um criminoso como quem está punindo?

53. ERA DAS MÁFIAS: Al Capone, máfia italiana.
54. Generalização/estereótipos por trás de islâmicos e terroristas.

55. Questão religiosa por trás dos ataques terroristas.
56. Em tal configuração social, a cidade do Rio de Janeiro reflete um fenômeno que se estendeu por todo
o Brasil: o problema na segurança pública.
57. A recente intervenção federal decretada pelo Presidente Michel Temer mostra um retrato da sociedade
Brasileira em que a segurança é tratada de forma errônea ao pensar que basta reforçar o policiamento
que a segurança aumentará. O problema é ainda mais complexo, pois envolve a péssima qualidade da
educação e também a não ressocialização praticada pelos presídios.
58. Teoria das janelas quebradas (James Wilson e George Kelling): (resumo enxuto) pequenas desordens
evoluiriam para crimes de cada vez maior escala, apontando a sensação de impunidade como latente
fomento à atividade criminosa.

➢ CUNHO UNIVERSAL, OUTROS: “Vidas novas, atitudes velhas”
1. De acordo com o poeta Vinicius de Moraes, não importa quão longa seja a caminhada, o importante é
dar o primeiro passo.
2. Recorrendo à poesia de Caetano Veloso “Enquanto os homens exercem poderes, a sociedade padece
da mais pura omissão”.
3. Na mitologia grega, Sísifo foi condenado por Zeus a rolar uma enorme pedra morro acima
eternamente. Todos os dias, Sísifo atingia o topo do rochedo, contudo era vencido pela exaustão,
assim a pedra retornava à base. Hodiernamente, esse mito assemelha-se à luta cotidiana... ... Dessa
forma, a realidade distanciar-se-á do mito grego e os Sísifos brasileiros vencerão o desafio de Zeus.

4. O Quilombo de Palmares introduziu no Brasil o ideal de que se todos se unir para conquista de um
bem comum do coletivo, é possível superar qualquer problemática, nesse contexto histórico, o
quilombo dos palmares se edificou com uma grande resistência negra na repressão e escravização
negra, contando com a união dos negros em colônias onde todos se ajudavam.
5. O filósofo David Hume elaborou a teoria do princípio da causalidade. Esse princípio dizia que
A "causa" geralmente é seguida do "efeito".
6. Consoante ao imperador, francês, Napoleão Bonaparte, “as verdadeiras conquistas, as únicas, na qual
nunca nos arrependemos, são aqueles que fazemos contra a ignorância.”
7. De acordo com a perspectiva filosófica de São Tomás de Aquino, todos os indivíduos da sociedade
possuem a mesma importância.
8. Segundo o escritor Franz Kafka, a solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela
dignidade humana.
9. De acordo com o sociólogo austro-americano Peter Berger toda realidade social é produto de uma
construção humana.
10. O pensamento do sociólogo alemão Jürgen Habermas traduz a constante reinvenção da razão para
que, por intermédio da comunicação entre indivíduos, velhas construções sociais sejam rompidas.

11. Segundo o sociólogo francês Émile Durkheim, o coletivo é capaz de influenciar as ações individuais.

12. O Arquiteto italiano Giorgio Gaviraghi em seu circuito mundial do curso “Desafios Globais e
Enfrentamentos Locais” ressaltou: "Devemos criar habilidades para gerar desenvolvimentos”. Nessa
máxima, o cientista destaca a necessidade das pessoas em buscar eficiência em suas atividades a fim
de contribuir para o progresso da sociedade em torno de si e, consequentemente, cada indivíduo ao
realizar sua própria parte, colaborara para o desenvolvendo da espécie humana.
13. Para o filósofo inglês Locke, o homem é uma tábua em branco que se preenche com experiências e
influências.
14. O filósofo francês Michel Foucault alerta que nos tornamos quem somos devido a tudo aquilo que nos
cerca.
15. Segundo o pensador e ativista francês Michel Foucault, ao defender que apesar de pensamentos
errôneos criados em outros períodos históricos, a sociedade é capaz de mudar isso.
16. “Todo ser humano detém a propriedade de si mesmo: sobre esta ninguém mais pode ter qualquer
direito.” – John Locke (filósofo inglês).
17. A Modernidade Líquida de Zygmunt Bauman, explica a queda das atitudes éticas pela fluidez dos
valores, a fim de atender aos interesses pessoais, aumentando o individualismo.
18. Hans Jonas sustentar que a sobrevivência humana depende de nossos esforços para cuidar de nosso
planeta e seu futuro. (Frase: "Atuar de forma que os efeitos de suas ações sejam compatíveis com a
permanência de uma vida humana genuína".)

19. Confúcio (Filósofo Chinês): “Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros”.
20. Immanuel Kant (filosofo): “Age de tal modo que a máxima de tua ação possa sempre valer como
princípio universal de conduta’’.
21. A citação do filósofo francês do século XX, Jean-Paul Sartre, revela a necessidade do ser humano
considerar, previamente, os resultados de suas ações.
22. Já dizia o filósofo alemão contemporâneo Hans Jonas “ser ético é realizar uma ação pensando nas
demais pessoas ou em outras gerações”.
23. Segundo a filósofa Hannah Arendt, com o conceito “a banalidade do mal”, afirma que o pior mal é
aquele visto como algo cotidiano, corriqueiro.
24. Segundo o filósofo iluminista Jeremy Bentham, quando um crime não é correspondido com uma
punição assertiva, verifica-se a banalização do delito.
25. Segundo o sociólogo Émile Durkheim, o fato social é um fenômeno caracterizado por ações e
pensamentos exteriores e coercitivos ao indivíduo.
26. Sob a perspectiva filosófica de John Stuart Mill, “Sobre seu próprio corpo e mente, o indivíduo é
soberano”.
27. Conforme o físico Albert Einstein, uma pessoa é inteligente quando resolve um problema, mas sábia
quando previne.
28. “Mudar é difícil, mas é possível” Essa frase é do escritor Paulo Freire mostrando que a mudança não é
fácil, porém com os meios corretos torna-se realidade.
29. Augusto Comte mostrou que a sociedade deve ver para prever e prever para prover, desta maneira
análoga à realidade atual, percebe-se que caso não haja uma provisão, o problema persistirá.
30. De acordo como filósofo Grego e pré-socrático, Heráclito, nada é permanente exceto a mudança.

31. Freud, o pai da psicanálise já dizia: "Somos feitos de carne, mas somos obrigados a viver como se
fôssemos de ferro".
32. Segundo o filósofo alemão Friedrich Nietzsche: "O autoengano é o que transforma o ser humano em
um monstro".
33. Confúcio (Filósofo Chinês): “Se querer prever o futuro, estude o passado”.

34. Como dizia o filósofo pré-socrático Heráclito, o pensamento retrógrado ainda é efetivo.
35. Como afirma o escritor Oscar Wilde “A insatisfação é o primeiro passo para o progresso de um homem
ou nação”.

36. Embasado no pensamento do filósofo Aristóteles: “O homem é um animal racional”.
37. Platão (Filósofo): “O conhecimento imposto à força não é absorvido por muito tempo”.
38. Mahatma Gandhi (Pacifista): “O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente”.
39. Segundo o filósofo marxista Gramsci: “é preciso ser pessimista na análise e otimista na ação”.
40. Segundo o físico Isaac Newton, “para toda ação, existe uma reação”.
41. A frase de Isaac newton a qual ele diz; “construímos muitos muros e poucas pontes”.
42. Sob a perspectiva do filósofo francês Edgar Morin, todos os indivíduos de uma sociedade
compartilham os mesmos problemas mediante o alcance da industrialização.

43. Parafraseando o escritor Paulo Freire, a estratégia é a premissa da vitória.
44. “Para mudar o mundo, primeiro é necessário mudar a forma de nascer” A célebre frase do especialista
obstetra francês Michel Odent.
45. Consoante o historiador brasileiro Sérgio Buarque de Holanda, é na história colonial que está a raiz
dos diversos problemas nacionais.

46. O Pensador Gabriel Contino já afirmava: “só se muda o futuro com a mudança do presente”.
47. A frase do guitarrista Jimi Hendrix é fato, para ser ver mudanças é preciso que as pessoas mudem sua
cabeça.

48. Ministério do Desenvolvimento Social.
49. ONG Desaparecidos do Brasil: Trabalha para o avanço da conscientização da sociedade, a prevenção
dos casos de desaparecimento, ajuda psicológica às famílias, orientação e ajuda nas buscas dos
desaparecidos, além do registro e divulgação dos casos através das comunidades e sites
relacionados.
50. Palavra Boom: “...Sendo assim, cada vez mais democrático será o país, e o "Ordem e Progresso" sairá
da bandeira nacional para se tornar um lema efetivo na vida dos brasileiros.”

51. Palavra Boom: “...Fazendo o Brasil caminhar para um desenvolvimento retrogrado de sua...”
52. Palavras Boom: “Os pilares fundamentais de um regime democrático são: liberdade, igualdade,
equidade e justiça.”
53. Na obra “A metamorfose”, o escritor Franz Kafka denuncia como os princípios de uma sociedade
capitalista que restringem os valores do ser humano aos bens que ele produz e às
aparências.

54. “Que país é esse?”, de Renato Russo.
55. “Diabo Velho” em Tupi, anhanguera costumava dobrar as populações indígenas com um truque bem
canalha: Ao se aproximar dos grupamentos de índios ameaçava tocar fogo nos rios, acontece que ele
ia se abaixando lentamente, fingia encher um cantil com água do rio, só que já estava cheio com
cachaça, preenchido anteriormente. Depois fazia uma pequena demonstração do que faria com aquela
água e punha fogo no líquido, apavorando os índios. Hodiernamente, nota-se que essa realidade ainda
persiste na sociedade sobre forma de [...] enganando as pessoas e se beneficiando com sua falta de
conhecimento.
56. “Mas todos acreditam no futuro da nação” – paradoxo de comportamento de Freud.
57. O geógrafo Milton Santos afirmou que a globalização possui um lado perverso, uma vez que, na
sociedade contemporânea, os miseráveis são culpados pela própria miséria.
58. Segundo à primeira lei da termodinâmica, a entropia (grau de desordem) tende a aumentar, atingindo,
com o tempo, seu valor máximo.
59. Resiliência: Capacidade de o indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças ou resistir à
pressão de situações adversas.
60. A metacognição é a capacidade do ser humano de monitorar e autorregular os processos cognitivos.

61. Discernimento é a faculdade de escolher o certo, ter critério ou juízo; ou efeito de se distinguir com
raciocínio sobre as coisas.

➢ TECNOLOGIA, CIÊNCIA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO, INTERNET, REDES SOCIAIS,
TECNOVICIOS, GLOBALIZAÇÃO: “A droga contemporânea a disposição de todos”, “Escravos
do Celular”, “Um novo grito no Brasil: ciência ou morte?”
1. "Na infância bastava sol lá fora e o resto se resolvia". Nesse verso citado pelo poeta Fabrício
Carpinejar, nota-se uma grande ironia da vida. Pois, as crianças da atualidade preferem trocar um belo
dia de sol para brincar, pela viciante tela do vídeo game, da televisão ou do computador.
2. Belle époque: época ocorrida antes da 1°Guerra Mundial onde houve grandes invenções tecnológicas
como: o telefone, o telégrafo sem fio, a bicicleta, o automóvel e o avião.
3. Fim da Guerra Fria.
4. Com o intuito de desvendar a criptografia nazista e, por consequência, vencer a 2°Guerra Mundial, o
matemático Alan Turing criou uma máquina que hoje, após aperfeiçoamentos, é conhecida como
computador.
5. Em sua carreira, Alan Turing antes de ver sua invenção dar certo enfrentou críticas e até boicotes, por
ela ainda está em fase experimental e não dá o resultado esperado em curto prazo, contudo seu
invento foi determinante para a derrota do Nazismo Alemão e sua máquina evoluiu e hoje a chamamos
de computador.
6. A guerra fria foi o auge do desenvolvimento dos meios de comunicação, desenvolvimento tecnológico
e bélico.
7. Globalização: com o advento do meio técnico-científico-informacional após a Guerra Fria nos anos 80,
a globalização consolidou-se firme e permanece até hoje.
8. Revolução Técnico Cientifica e informacional do Século XX.
9. Desenvolvimento tecnológico: desenvolvimento da bomba atômica, tanques de guerras, aviões, armas,
computador (para decodificar mensagens nazistas).

10. Steve Jobs (Fundador da Apple): “A tecnologia move o mundo”.
11. George Bernard Shaw (Dramaturgo e jornalista irlandês): “A ciência nunca resolve um problema sem
criar pelo menos outros dez”.
12. O filósofo Francis Bacon, um grande amante do progresso industrial, revela que a tecnologia não serve
somente para aumentar o conhecimento, mas para melhorar a vida do homem na terra.
13. Albert Einstein (Físico): “Tornou-se chocantemente óbvio que a nossa tecnologia excedeu a nossa
humanidade.”
14. Já era dito por Joseph Krutch, escritor norte-americano, que "a tecnologia tornou possível a existência
de grandes populações. Grandes populações agora tornam a tecnologia indispensável."
15. Arnold Toynbee (Historiador): “Tornamo-nos deuses na tecnologia, mas permanecemos macacos na
vida”.
16. Como afirma o filósofo Bauman, "na era da informação, a invisibilidade é equivalente à morte",
pontuando que a exclusão ao acesso à internet, deixa o indivíduo à mercê da sociedade.
17. Roberto Campos (Economista): “Mais importante que as riquezas naturais são as riquezas artificiais da
educação e tecnologia”

18. Segundo o filósofo ateniense Sócrates, uma vida sem ciência é uma espécie de morte.

19. UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).
20. MCTI (Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação).

21. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTC).

22. Em todo mundo já são mais de 7 Bilhões de celulares ativos, segundo calcula a TeleGeography.
23. De acordo com o Ministério da Ciência e Tecnologia, o número de pesquisadores no Brasil é de 1,33 a
cada 1000 habitantes.
24. Só no ano de 2016, o orçamento do MCTC, Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações, sofreu
um corte de 23,4%.
25. Palavras Boom: “O corriqueiro adágio de que o pior cego é o que não quer ver se aplica com perfeição
na análise sobre o atual estágio da mídia: desconhecer ou tentar ignorar os incríveis avanços
tecnológicos de nossos dias, e supor que eles não terão reflexos profundos no futuro dos jornais é
simplesmente impossível.”
26. Palavras Boom: “Após a queda do muro de Berlim, acabaram-se os antagonismos Leste-Oeste e o
mundo parece ter aberto de vez as portas para a globalização. As fronteiras foram derrubadas e a
economia entrou em rota acelerada de competição.”

27. Filme: Babel.
28. Filme “A Rede Social”

29. Filme Matrix.
30. Conforme a série televisiva "Big Bang: a teoria", o brilhante astrofísico indiano, Rajesh, abandona seu
país de origem rumo aos Estados Unidos em busca de valorização científica e infraestrutura
tecnológica. Esse fenômeno conhecido como "fuga de cérebros" ocorre de forma progressiva no Brasil,
e a grande responsável é a União que oferece subsídios insignificantes aos cientistas para realização
de suas pesquisas.
31. Abrangência da internet – anonimato.

32. "World Wide Web" projetada por Tim Berners-Lee.
33. Criação do facebook por Mark Zuckerberg.
34. Marco Civil da Internet.

35. Monofobia: em geral é o medo de ficar sem comunicação, medo de ficar incomunicável, sozinho.

➢ POLÍTICA, CORRUPÇÃO, REFORMA POLÍTICA:
1. Pré-modernismo: autores desse período fizeram uma literatura engajada de denúncia dos problemas
sociais, políticos e econômicos do Brasil.
2. Arcadismo: cartas chilenas - obra satírica na qual um morador de Vila Rica ataca a corrupção do
Governador Luís da Cunha Menezes. Aponta as irregularidades de seu governo, configurando o
ambiente de Vila Rica ao tempo da preparação política da Inconfidência Mineira.
3. “Política não se discute” a célebre frase popular tem origem do período absolutista onde o poder está
concentrado nas mãos do rei, que foi escolhido por Deus para governar, logo, a forma de governo do
rei não pode ser contestado assim como sua política.
4. Voto do cabresto: abuso de autoridade, corrupção.

5. Nacionalismo de Vargas: valorização do país através da legislação nacionalista.
6. Para Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja
alcançado.
7. Como afirma o filósofo inglês John Locke o Estado deve garantir o direito à vida, à liberdade e à
propriedade privada.
8. “Age de tal modo que a máxima de tua ação possa sempre valer como princípio universal de conduta”
– imperativo categórico do filosofo Immanuel Kant.
9. O filósofo Platão parte do princípio que somente os sábios podem dirigir corretamente o Estado, pois
os mesmos possuíam a capacidade do discernimento, conhecimento e racionalidade.
10. Segundo o político inglês Clement Attlee, a democracia não é apenas a lei da maioria, mas a lei da
maioria que respeita os direitos das minorias.
11. Segundo o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, a falta de solidez nas relações sociais, políticas e
econômicas é característica da “modernidade líquida” vivida no século XX.
12. Charles de Gaulle (General): “Como nenhum político acredita no que diz, fica sempre surpreso ao ver
que os outros acreditam nele”.
13. Segundo o escritor português José Saramago, na falsa democracia mundial, o cidadão está à deriva,
sem oportunidade de intervir politicamente e mudar o mundo.
14. Consoante Aristóteles no livro "Ética a Nicômaco", a política serve para garantir a felicidade dos
cidadãos.
15. Palavras Boom: “As pessoas chegam ao ponto de uma criança morrer e os pais não chorarem mais,
trazerem a criança, jogarem num bolo de mortos, virarem as costas e irem embora”.

16. Jeitinho brasileiro.

➢ PRECONCEITO:
1. Albert Einstein (Físico): “É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.”.
2. Augusto Cury (Escritor): “A discriminação demora horas a ser construída, mas séculos para ser
destruída.”
3. Segundo o filósofo estadunidense Henry David, nunca é tarde para abrirmos mão dos nossos
preconceitos.
4. Jean Jacques Rousseau (Filósofo): “Prefiro ser um homem de paradoxos que um homem de
preconceitos.”
5. Segundo o sociólogo Pierre Bordieu, “a violência aos direitos humanos não consiste somente no
embate físico, o desrespeito está sobretudo na perpetuação de preconceitos que atentam contra a
dignidade humana ou grupo social”.

6. Nicolau Maquiavel (historiador): “Os preconceitos têm raízes mais profundas que os princípios”.
7. De acordo com o filósofo iluminista francês Voltaire ''Preconceito é opinião sem conhecimento''.
8. Voltaire (Filósofo): “Os preconceitos são a razão dos imbecis.”

9. Filme: Conduzindo Miss Daisy.
10. Livro Extraordinário, de R. J. Palacio: envolvam o combate ao preconceito e aceitação do diferente.

➢ RACISMO, PRECONCEITO CONTRA NEGROS, NEGROS, AFRODESCENDENTES, NEGROS
POBRES:
1. No escrito de Padre Antônio Vieira: “Oh Deus! Quantas graças devemos á Fé que nos deste, porque
só ela cativa o entendimento para que, á vista destas desigualdades, reconheçamos, contudo, vossa
justiça e providência! Estes homens não são filhos do mesmo Adão e da mesma Eva? Estas Almas
não foram resgatadas com o sangue do mesmo Cristo? Estes corpos não nascem e morrem como os
nossos? Não respiram o mesmo ar? Não os aquenta o mesmo sol? [...]” Denuncia o Racismo,
Desigualdade entre negros e brancos e o preconceito.
2. Desde a primeira fase do Romantismo, os poetas já buscavam a construção de uma identidade
nacional, retratando em suas obras a extensão do território brasileiro, suas belezas e suas
diversidades tendo como personagem o negro, que trouxeram para o país suas culturas, crenças e
religiões, evidenciando a mestiçagem do povo.
3. A literatura histórica que trata sobre o Brasil Imperial, nos revela sobre o perigo do século XX, ao qual
o processo de reurbanização carioca, que trazia o alargamento das ruas, reformas portuárias e
controle sanitário, foi igualmente responsável por expulsar a população negra ex-cativa do centro
urbano, desprovida de todo e qualquer amparo social pós-alforria, para áreas que hoje concentram
altos índices de criminalidade e onde a as forças de segurança pública não têm controle.
4. Modernismo: Durante o início da década de 30, motivados pelo desenvolvimento industrial e pela
necessidade de incorporação dos negros ao mercado de trabalho nas grandes metrópoles, a burguesia
brasileira careceu de desenvolver uma série de ideias que colocassem um lugar ao negro na cultura
nacional.
5. Romantismo - Castro Alves: “Poeta dos Escravos” OBRA: Vozes d'África, demonstra repúdio à
situação social na época da escravidão.
6. Ao ressaltar o termo “hárens do Sultão”, Castro Alves denuncia a condição submissa das escravas
perante ao seu Senhor, visto que as mesmas eram “usadas” sem a mínima consideração por parte de
quem as considerava como mero objeto de prazer.

7. Garoa do meu São Paulo, de Mário de Andrade.
8. O Mulato, Aluísio Azevedo.
9. Vidas Secas, de Graciliano Ramos: "Trabalhar como negro e nunca arranjar carta de alforria!".

10. Ku Klux Klan: uma organização que matava negros nos EUA nos anos 50.
11. Desde a colonização, quando negros oriundos da África desembarcaram no Brasil de forma forçada,
começou-se a apropriação de sua liberdade. Embora a opressão se manifeste de diferentes maneiras,
está sendo ocultada diante à sociedade atualmente.
12. Decorreu, inúmeras vezes, dos castigos físicos a que eram submetidos. A forma como se dava o
tráfico negreiro, em embarcações superlotadas e em condições desumanas, já representava um meio
de disseminação de doenças incapacitantes, que deixavam sequelas e não raro provocavam a morte.
O rei D. João V, por exemplo, em alvará de 03 de março de 1741, define expressamente a amputação
de membros como castigo aos negros fugitivos que fossem capturados. Uma variedade de punições,
do açoite à mutilação, era prevista em leis e contavam com a permissão (e muitas vezes anuência) da
Igreja Católica.
13. Revolução Francesa: Entre os anos de 1789 e 1799 houve agitado período na história francesa, que
trouxe à tona questões como a liberdade, a igualdade e a fraternidade, influências do Iluminismo.

14. O Haiti foi uma colônia francesa, o que fez com que no período da Revolução Francesa e dos ideais
iluministas os haitianos entendessem que a igualdade deveria ser estendida para além França. A
Revolução Haitiana uniu escravos e ex-escravos lado a lado para lutar pela condição da população
negra.
15. Século 19: com teoria da evolução os negros foram associados aos seres primitivos que habitaram a
terra.
16. O preconceito e a discriminação a esses povos resultaram na pobreza e barreiras de ascensão social.
Um exemplo disso, foi a Lei de Terras, criada para impedir que negros e pobres pudessem ter acesso
a latifúndios e enriquecimento.
17. Séculos XVIII e XIX - havia preconceito em nossa sociedade baseado “na crença de que negros eram
desprovidos de inteligência e até de alma”.
18. Imperialismo e darwinismo social: europeus invadiram a África e se achavam superiores a outras
etnias, portanto, tinham o direito de colonizar.

19. Apartheid na África e Nelson Mandela com luta pelos direitos dos negros.
20. Em 1689, houve a "Questão dos Moços Pardos", surgida com a proibição, por parte dos jesuítas, da
matrícula e da frequência dos mestiços. Como as escolas eram públicas, para não perderem os
subsídios que recebiam, são obrigados a readmiti-los.

21. Luta pelos direitos dos negros por Martin Luther King e Rosa Parks.
22. Florestan Fernandes (sociólogo brasileiro): “A democracia só será uma realidade se houver, de fato,
igualdade racial no Brasil e o negro não sofrer nenhuma espécie de discriminação, de preconceito, de
estigma e segregação, seja em termos de classe, seja em temos de raça. Por isso, a luta de classes,
para o negro, deve caminhar juntamente com a luta racial propriamente dita”.

23. Sociólogo brasileiro Paulo Moura: “o racismo é a causa da morte intelectual de qualquer nação”.
24. Martin Luther King (Pastor): “Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados por sua
personalidade, não pela cor de sua pele”.
25. É evidenciado pela pesquisa "A distância que nos une - Um retrato das Desigualdades Brasileiras" da
ONG britânica Oxfam que afirma que apenas em 2089, daqui a pelo menos setenta e um anos,
brancos e negros terão uma renda equivalente no Brasil.
26. Segundo pesquisa de 2014 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 76% dos mais
pobres são negros e marginalizados socialmente.
27. O livro de Renato Meirelles, "Um País Chamado Favela", traz uma pesquisa que aponta: 72% dos
moradores de favelas são negros.
28. Segundo a Constituição Federal de 1988: a prática do racismo constitui crime inafiançável e
imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei.
29. Lei Eusébio de Queirós, Lei do Ventre Livre, Lei dos Sexagenários - Lei Áurea: em 1888 a escravidão
foi abolida, que foi assinada pela princesa Isabel no dia 13 de maio daquele ano. Mas muitos escravos
ainda ficavam sob domínio de seus senhores por não ter para onde ir.

30. Afonso Arinos: 1° lei contra o preconceito racial no Brasil – 60 anos após a abolição da escravatura.
31. Otelo, de Shakespeare: Otelo é um negro e se casa com Desdêmona, uma jovem branca pertencente
a mais alta linhagem Veneziana, às escondidas. Depois, o pai da moça o acusa de dominá-la por
feitiçaria por ocorrer tal ato.
32. Filmes de faroeste: destruição de povos/culturas nativas pelos avanços dos colonizadores que eram
sempre da etnia branca. Briga maquiavélica entre o bem e o mal, o bem retratado com os mocinhos
brancos e mal pelos bandidos negros.
33. Livro Homem Invisível, de Ralph Ellison: envolva racismo e diferentes formas de preconceito.

34. Filme: Mississipi em Chamas.
35. Série: Todo mundo odeia o Chris.

36. Música “Todo camburão tem um pouco de navio negreiro”, de O Rappa.
37. Musica Sinhá - Chico Buarque e João Bosco.
38. “A carne mais barata é a carne negra” – Elza Soares.
39. “Boa esperança”, Emicida.
40. “Nego drama”, racionais mc’s.

41. “A mão da limpeza”, Gilberto Gil.
42. Luke Cage: personagem da Marvel e o primeiro herói negro a aparecer em histórias em quadrinhos.

43. Luke Cage (Seriado de televisão): "Escravidão sempre é bom para o patrão".
44. Michael Jackson: houve tentativas de impedi-lo de passar em redes de televisão e fazer show porque
era negro.

➢ ARTES, LIMITES ARTISTICO, MODA:
1. A Semana de Arte Moderna, também chamada de Semana de 22, ocorreu em São Paulo, entre os
dias 11 e 18 de fevereiro de 1922, no Teatro Municipal.
2. Nosso querido poeta Waly Salomão disse uma vez em uma entrevista que a “arte não tem nada a ver
com entendimento ou não tem quase nada a ver com entendimento”.
3. A chamada arte pré-histórica é o que podemos assemelhar com produção dita artística do
homem ocidental dos dias de hoje, feita pelos humanos pré-históricos, como gravuras rupestres,
estatuetas, pinturas e desenhos.
4. Após o início do Renascimento no século XIV, na Itália, a Arte ganhou um vasto espaço no mundo
moderno e, com grande relevância os Mecenas, que eram burgueses que financiavam os artistas, a
Europa iniciou um impactante processo artístico que refletiu em todo o mundo
contemporâneo.
5. O artista italiano Leonardo da Vinci considera que: a arte diz o indizível; exprime o inexprimível e
traduz o intraduzível.
6. Em sua obra "O que é arte?", datada do final do século XIX, o escritor russo Leon Tolstói define como
"boa arte" aquela que pode ser compreendida por todos, independentemente de idade e classe social.

7. Conforme a renomada estilista francesa Coco Channel “A moda não é algo presente apenas nas
roupas. A moda está no céu, nas ruas, a moda tem a ver com ideias, a forma como vivemos, o que
está acontecendo.”
8. Ernrst Fischer (Escritor): “A função da arte não é de passar por portas abertas, mas a de abrir portas
fechadas”.
9. Já no limiar da Idade Antiga, o filósofo Aristóteles afirmava que a função da arte era a de provocar
“catarse”, ou seja, despertar emoções no ser humano.
10. Friedrich Nietzsche (Filósofo):” A arte existe para que a verdade não nos destrua”.
11. Segundo o filósofo Platão, em seu diário socrático "A República", só é possível conhecer a realidade
quando nos libertamos das influências sociais e culturais. Logo, conclui-se que os preconceitos
enraizados na sociedade são obstáculos ao livre desenvolvimento dos artistas.
12. Importa lembrar, também, que Hobbes, em sua obra "O Leviatã", diz que vive-se em um contrato social
que deve ser monitorado e incentivado por um Estado forte. Nessa perspectiva, sabe-se que a arte
utiliza qualquer mecanismo necessário para que sua mensagem seja transmitida, sendo interessante
que os espectadores sejam advertidos sobre o conteúdo, principalmente por questões etárias ou de
afinidade.
13. IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).
14. Recentemente a exposição “Queermuseu”, em Porto Alegre, foi retirada de exibição por que continha
temática LGBT, crítica á símbolos religiosos e contestação á tabus. Grupos como o Movimento Brasil
Livre, foram às ruas boicotar a exposição afirmando que está feria a moral e os bons costumes da
família brasileira.
15. No ano de 2017, o "Museu da Arte Moderna de São Paulo" foi duramente criticado após uma
exposição cujo intuito era mostrar o homem como veio ao mundo, ou seja, nú, teve presença de
crianças, que interagiram com a obra viva. Apesar de não ter nenhum teor sexual, não ser direcionada
a crianças e as que estavam presentes estarem acompanhadas dos pais, a obra foi boicotada e durou
apenas um dia. Tal problema acontece, por não conseguirem distinguir atualmente a nú artístico do
erótico, haja em vista que obras Renascentistas, como "Davi" escultura feita por Michelangelo, são
altamente apreciadas e nunca relacionadas a algo sexual.
16. Christian Hopkins tem 20 anos e encontrou na arte da fotografia mais do que um hobby, uma forma de
encarar a sua doença de depressão aguda.
17. Palavra Boom: “A arte na cronologia da humanidade sempre teve diversos signos. Ora histórico, ora
político, ora entretenimento, ou até mesmo uma mero bem material. E a interpretação desses signos
dependem da ótica do interlocutor. Ou seja, a arte é mais uma, dentre outras, forma de diálogo.”

18. A Lei 13.278/2016, que inclui as artes visuais, a dança, a música e o teatro nos currículos dos diversos
níveis da educação básica.
19. O renomado pintor Van Ghog, só teve a sua credibilidade reconhecida centenas de anos mais tarde
durante a fase do Modernismo, enquanto em vida vendeu apenas um quadro - para seu irmão- e foi
chamado de louco.
20. Gustave Courbet, no ano de 1866, foi, injustamente, alvo de assíduas ondas de críticas, partidas de
conservadores, ao publicar sua obra “A Origem do Mundo”, que retrata a genitália feminina.
21. Já a arte contemporânea é muito mais transgressora, como a "performance La Bête" baseada na obra
"O Bicho" da artista brasileira Lygia Clark, em que um corpo nu exposto pode ser manipulado
assumindo várias formas.
22. Como se vê escrito logo ao entrar em uma das exposições do MAC (museu de arte contemporânea)
localizado aproximo ao parque Ibirapuera “A arte não vive a serviço da praticidade. Ao contrario ela
negocia com as coisas do mundo, questionando sua existência e negociando com suas formas de
materialização”.

➢ CONSUMISMO, ALIENAÇÃO, CONSUMO “Compro, logo existo”
1. Revoluções Industriais.
2. Desde o fim da Guerra Fria e a consolidação do modelo econômico capitalista, cresce no mundo o
capitalismo desenfreado.
3. Empresas multinacionais vieram instalar suas fabricas no Brasil, a partir do século XX como o incentivo
do governo e ganhou maior incentivo a partir do governo Dutra e Jk chegando aos dias de hoje.

4. Economia e consumismo da revolução industrial: produção em série e consumo em massa, além de ter
consolidado o capitalismo.
5. George Orwell (Escritor): “a massa mantém a marca, a marca mantém a mídia e a mídia controla a
massa”.
6. Zygmunt Bauman, importante sociólogo polonês, ao pronunciar a frase “Consumo, logo existo”,
demonstrou que, na sociedade pós-moderna, a condição indispensável à vida é o consumo.
7. O “super-homem”, idealizado pelo célebre filósofo Nietzsche, caracteriza o indivíduo capaz de livrar-se
das amarras sociais. Todavia, ao que tudo indica, poucos parecem entender essa lição no que se
refere ao crescente consumo na sociedade brasileira do século XXI.
8. A partir da mecanização da produção, o estímulo ao consumo tornou-se um fator primordial para a
manutenção do sistema capitalista. Assim, de acordo com o filósofo Karl Marx, para que esse incentivo
ocorresse, criou-se o fetiche sobre a mercadoria: constrói-se a ilusão de que a felicidade seria
encontrada a partir da compra de um produto.
9. Como definiu o filósofo francês Gilles Deleuze, o indivíduo é controlado a partir do seu consumo e da
tecnologia.
10. Segundo o sociólogo Jean Baudrillard “a sociedade já não consume coisas, mas somente signos”.
11. Três em cada dez brasileiros são consumidores conscientes segundo a Confederação Nacional de
Dirigentes Lojistas (CNDL).
12. Palavras Boom: “Para Marx a religião é o ópio do povo Raymond Aron deu o troco: o marxismo é o
ópio dos intelectuais. Mas nos Estados Unidos o ópio do povo é mesmo ir às compras. Como as
modas americanas são contagiosas, é bom ver de que se trata.”
13. Música “Geração Coca-Cola” do Legião Urbana: Quando nascemos fomos programados/ A receber o
que vocês/ Nos empurraram com os enlatados dos USA.

➢ BELEZA, ESTETICA, PADRÕES DE BELEZA E SEUS LIMITES, CORPO: “O limite é a morte”
1. Desde a Antiguidade Clássica, a busca pela beleza esteve presente na vida do homem. Os gregos
acreditavam que o corpo é tão importante quanto à intelectualidade do indivíduo.
2. A partir do século XX, o corpo passou a ser de fato um produto a ser comercializado, o corpo ganhou
dimensões sociais abrangentes, virou produto do capitalismo expostos pelas massas.
3. Os primeiros sinais de vaidade começaram na Pré-História. Os chefes, em geral os mais fortes do
grupo, enfeitavam-se com as garras e dentes dos animais ferozes que caçavam, a qual dariam mais
força ao guerreiro, além de "assustarem" o adversário.
4. Na Grécia a preocupação maior era com a saúde e a beleza do corpo. Os homens procuravam manter
a forma com exercício físico, massagens e banhos aromáticos. As mulheres usavam maquiagem leve
e os penteados eram elaborados com fitas e cachos.
5. O Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci é um desenho famoso que acompanhava as notas feitas
pelo artista por volta do ano 1490 num dos seus diários, expressa as proporções matemáticas do corpo
humano.
6. No Egito Homens e mulheres pintavam o rosto por acreditarem na relação entre espiritualidade e
aparência. A maquiagem se tornou parte da higiene diária, um verdadeiro ritual de beleza.
7. No século XIII as mulheres usavam corpete por baixo dos longos vestidos para afinar a cintura, mostrar
o decote e os quadris, pois além de ser uma maneira de ficarem bonitas e magras era uma maneira
também de atrair os homens.
8. Segundo Castilho apud Fernandes (2001) “Não existem indivíduos gordos e feios, apenas indivíduos
preguiçosos” e que este poderia ser o slogan desse mercado do corpo, dessa forma as pessoas
buscam qualquer estratégia para melhorar a aparência para se englobar ao slogan do corpo desejado
imposto pelos padrões sociais.
9. Segundo Daolio (1995), o controle sobre o corpo se faz necessário para a existência da cultura, apesar
de ser variável entre as sociedades ao longo do tempo. A sociedade destaca e valoriza determinada
formas do uso do corpo, assim os corpos vão se diferenciando uns dos outros, em consequência de
símbolos e valores que neles são colocados pela sociedade.
10. Foucault foi um filósofo que pensou o corpo. O autor refletia em sua obra sobre o fato de que nossos
corpos são moldados e dominados para servir aos propósitos do sistema no qual vivemos.
11. Para Platão, a beleza deve ser comparada ao amor, que se caracteriza pela insuficiência, ou seja,
amamos algo que desejamos e não o temos.
12. Segundo Kowalski e Ferreira apud Fernandes (2007), o corpo está sempre em transformação.
13. Para Kant, precisamos distinguir o sensório do prazer estético propriamente dito. O prazer estético
baseia-se em juízos reflexionantes, ou seja, uma apreciação que não se refere diretamente ao objeto,
mas à nossa subjetividade com relação ao mesmo.
14. Segundo a filosofia Viviane Mosé, a tortura física e emocional a que muitas pessoas se submetem para
entrar dentro de um padrão não é a valorização do corpo.
15. Para o filósofo grego Plotino, a beleza é elevação da alma. Acha que a arte é o esplendor da
inteligência, que transparece na sensível.
16. “Hoje nós não temos uma valorização do corpo, temos uma valorização da imagem do corpo” –
Viviane Mosé.
17. As vendas de cosméticos crescem aproximadamente 13% ao ano. Um estudo feito pelo Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE revelou que o brasileiro gasta mais com beleza do que
com comida. Segundo o levantamento.
18. Segundo uma matéria veiculada na revista Veja (2008) para Darwin a beleza é uma preservação da
espécie.
19. Caso da modelo e apresentadora Andressa Urach, internada por vários dias no hospital devido a uma
infecção na coxa causa pela aplicação em grande quantidade de hidrogel.
20. Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgias Plásticas e Estéticas, o Brasil, pela primeira vez,
passou os Estados Unidos e agora é o país com maior número de cirurgias estéticas no mundo.
21. O Brasil é o 2º maior mercado do mundo em produtos depilatórios, desodorantes, perfumes, produtos
masculinos e proteção solar, Segundo dados da A Associação Brasileira da Indústria de Higiene
Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC).
22. 76,9% dos brasileiros gastam entre R$ 20 e R$ 250 em beleza todo mês, Segundo matéria da Época
Negócios.

23. Existem mais de 600 mil salões de beleza no Brasil, Segundo dados do Sebrae de 2016.
24. Segundo a Fecomercio, gastos anuais com cabeleireiros, manicure e pedicure somam R$ 20,3 bi,
montante 18% maior do que o dispendido com educação.
25. Filme “O amor é sego”, A história gira em torno de Hal, que aceitou o conselho de seu pai moribundo e
namora apenas as formas da perfeição física feminina. Porém tudo muda após Hal ter um encontro
inesperado com um guru, Tony Robbins. Intrigado pela superficialidade de Hal, Robbins o hipnotiza
para que ele veja a beleza que existe mesmo em mulheres menos atraentes fisicamente.
26. Este livro “Ditadura da Beleza” de Augusto Cury, pretende retratar o cotidiano de mulheres que sofrem
caladas as consequências da ditadura da beleza. O autor tenta se opor a essa forma de opressão que
pode levar mulheres, adolescentes e até mesmo crianças à frustração. Segundo o autor, influenciadas
pela mídia e preocupadas em corresponder aos inatingíveis padrões de beleza que são apresentados,
milhares de mulheres mutilam sua autoestima - e, muitas vezes, seus corpos - em busca da aceitação
social e do desejo de se tornarem iguais às modelos nas passarelas, na TV e nas capas de revistas.

27. A obra de SHILDER (1999) afirma que um corpo é construído com a realidade externa. Esse contato
com a realidade pode ser aceito ou rejeitado pela sociedade.
28. A banda inglesa Pink Floyd, no clipe de sua clássica música Another Brick in the Wall, retirado do filme
The Wall (1992), mostra como nossos corpos são moldados durante o período em que passamos na
escola.

29. O Corcunda de Notre Dame.
30. A música “Pretty Hurts” do álbum autointitulado, Beyoncé, é uma música que explica como lutar pela
beleza pode ser mais doloroso e causar mais danos em longo prazo, podendo até mesmo suscitar
problemas psicológicos e físicos.
31. Barbie e incrível Hulk são brinquedos infantis que despertam na infância o desejo de lhe serem
semelhantes.
32. Pés de lírio e a denominação dada as mulheres chinesas que quebravam seus pés em nome da
beleza, porquê os pés pequenos eram sinais de um padrão estético e bonito.
33. Davi é uma das esculturas mais famosas do artista renascentista Michelangelo. O trabalho retrata
o herói bíblico com realismo anatômico impressionante, sendo considerada uma das mais importantes
obras do Renascimento. considerado até hoje modelo de perfeição das formas masculinas.
34. O Nascimento de Vênus é uma pintura de Sandro Botticelli. Na obra a ninfas e semideuses despidos.
As mulheres exibem longos cabelos, formas roliças e voluptuosas e até uma barriguinha pronunciada.

35. Photoshop.
36. A psicanalista Elia Borges, doutora em Saúde Coletiva da UERJ, afirma que em nossa
contemporaneidade temos corpos que têm modos fascista de se comportar, pois somos corpos e,
como tal, queremos na anular diante do poder do outro, diante da suposta forma de ser. Queremos, a
todo instante, nos transformar naquilo que não somos.

➢ BULLYNG:
1. Segundo o político e ativista social Nelson Mandela: “a educação e a arma mais poderosa que pode
ser usada para mudar o mundo”.

2. Lei Nº 13.185 (2015) promove refrear o bully
3. Livros: Caco e Tosco de Gilberto Dari Mattje, Bullying – Mentes perigosas nas escolas de Ana Beatriz
Barbosa, Extraordinário de R.J Palacio, todos contra Dante de Luís Dill.

4. Filmes: Depois de Lúcia, Elefante, as melhores coisas do mundo.
5. Dia 7 de abril: dia nacional de combate ao bullying e à violência nas escolas.
6. O jogo “bully” criado em 2006, pela Rockstar Games, retrata a vida de um jovem personagem chamado
Jimmy Hopkins que faz bullying com os colegas de sua escola nova.
7. Segundo a teoria da tábula rasa de John Locke, “O ser humano é como uma tela em branco que é
preenchida por experiências e influências”. Com base nisso, pode-se levar em consideração que as
práticas adotadas pelos jovens que praticam bullying nas escolas tem origem no cotidiano de sua
família, em discussões, desentendimentos entre outros.
➢ ABORTO, GRAVIDEZ, PARTO: “O aborto é uma pena de morte para quem não cometeu crime
algum”
1. Na trilogia “Os Caminhos da Liberdade” (1945 a 1949), Sartre faz seu personagem masculino se
posicionar diante do mesmo problema: sua namorada está grávida e ele deseja o aborto.
2. Na obra "Memória Póstumas", do Joaquim Maria Machado de Assis, cronista, contista, dramaturgo,
jornalista, poeta, novelista, romancista, realista, crítico e ensaísta expõe, com glória, que não teve
filhos e não transmitiu o legado da nossa miséria.
3. Em “O Sangue dos Outros” (de 1945), Simone de Beauvoir coloca uma de suas personagens diante do
dilema do aborto.
4. Nos séculos XVIII e XIX vários médicos, o clero e reformadores sociais conseguiram aprovar leis que
proibiam totalmente a prática do aborto. Durante o século XX o aborto induzido tornou-se prática legal
em muitos países do Ocidente, todavia com a oposição sistemática de grupos pró-vida, seja por via de
ações legais, seja por protestos e manifestações públicas.
5. Baixa Idade Média, ocorria a morte de crianças recém-nascidas pelas mães, as mães faziam isso para
polpa seus filhos do sofrimento ocorrido naquele período de crise, a essa pratica se dá o nome de
Infanticídio.
6. Segundo a Antropologia, remonta à Antiguidade. Há evidências que sugerem que, historicamente,
dava-se fim à gestação, ou seja, provocava-se o aborto, utilizando diversos métodos,
como ervas abortivas, o uso de objetos cortantes, a aplicação de pressão abdominal entre outras
técnicas em geral.
7. Em Roma o aborto não foi considerado crime. Havia os que o condenavam e as razões eram em nome
do bem comum, impiedade, ofensa aos deuses, à família, à natureza e não diretamente ao feto.
8. A cada dois dias, uma mulher morre vítima de aborto inseguro no Brasil. Todos os anos, ocorrem 1
milhão de abortos clandestinos, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).
9. Em 2013, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, realizou um levantamento sobre o
aborto no Brasil. A pesquisa revelou que mais de 8,7 milhões de brasileiras com idade entre 18 e 49
anos já fizeram ao menos um aborto na vida, sendo que, destes, ao mínimo 1,1 milhão de abortos
foram provocados. Devido à criminalização da prática, o IBGE estima que os dados estão ainda aquém
da realidade.
10. Uma em cada cinco mulheres até os 40 anos já abortaram no país, segundo a Pesquisa Nacional do
Aborto, desenvolvida pela Anis – Instituto de Bioética.
11. Palavras Boom: “O Jornal do Comércio, de Manaus, publicou um anúncio em que uma jovem de
dezoito anos, já mãe de duas filhas, dizia estar grávida, mas não queria a criança. Ela a entregaria a
quem se dispusesse a pagar sua ligação de trompas. Preferia dar o filho a ter que fazer um aborto.”

12. Mortalidade infantil: todos têm direito à vida, segundo a Constituição Cidadã.
13. Art. 124 - Provocar aborto em si mesma ou consentir que outrem lhe provoque. Decreto Lei nº 2.848 de
07 de dezembro de 1940.
14. Desde 1940 é considerado um delito pelo Código Penal e passível de prisão, para as mulheres que se
submetem e para quem o realiza.
15. Na série “La Casa de Papel” demostra a vontade da personagem Mónica Gaztambide em abortar uma
criança que teve em uma relação com um homem casado, após ele, Arturo Román, recusar criar e ser
pai de da criança, a drama enfatiza uma total perturbação psicológica na tomada de decisão do aborto,
fato esse que retrata a realidade de mães que após serem rejeitadas e não terem apoio de seu
companheiro na criação de um filho, tornam-se alvos fáceis para o processo abortivo.

16. Filme "O Renascimento do Parto 2" de 2018.
17. No primeiro livro, “a Idade da Razão”, Mathieu pede ao seu irmão o dinheiro para o aborto de Marcelle,
a justificativa de Jacques para recusar o empréstimo é totalmente montada numa questão individual e
livre. Mathieu não leva em consideração o que ela quer.
18. Em Palmeiras Selvagens, de William Faulkner, é mostrado o drama de um médico, Harry Wilbourne, e
sua amante Charlotte Rittenmeyer. Incompetente, desempregado, ele vive algum tempo às custas
dela, e acaba por matá-la, ao lhe provocar um aborto. Aqui, a protagonista recusa a maternidade e a
ação se desenvolve no ano de 1938.
19. Segundo Frederick Leboyer, médico francês, que na sua obra "Por um nascimento sem violência"
questionou o excesso de intervenções médicas em um momento que deveria ser natural, o nascimento
e o parto e assim que surgiu o conceito de parto humanizado.
20. O documentário brasileiro "O Renascimento do Parto", lançado em 2013, chama atenção para mais
uma violência sofrida pela mulher: o desrespeito e a violência obstétrica que muitas gestantes.
21. As mulheres que abortam são, em geral, casadas, já têm filhos e 88% delas se declaram católicas,
evangélicas, protestantes ou espíritas.

➢ DOENÇAS, DEFICIENTES, INCLUSÃO DE PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIENCIA,
ACESIBILIDADE, AUTISTA: “Uma rampa para o futuro”
1. Obra “Memoria postulas de Brás Cubas” demostrava a dificuldade da inclusão social das pessoas com
deficiência, na qual a personagem Eugénia é rejeitada pelo protagonista por ser “coxa”.
2. Desde a civilização medieval até os índios mais recentes, existia uma cultura de exclusão e abandono
de crianças que possuíam algum tipo de deficiência.
3. Esparta: os bebês e as pessoas que adquiriam alguma deficiência eram lançados ao mar ou em
precipício.
4. Aleijadinho ou Antônio Francisco Lisboa: Por volta de 40 anos de idade, começa a desenvolver uma
doença degenerativa nas articulações. Não se sabe exatamente qual foi a doença, mas provavelmente
pode ter sido hanseníase ou alguma doença reumática. Aos poucos, foi perdendo os movimentos dos
pés e mãos. Pedia a um ajudante para amarrar as ferramentas em seus punhos para poder esculpir e
entalhar. Demonstra um esforço fora do comum para continuar com sua arte. Mesmo com todas as
limitações, continua trabalhando na construção de igrejas e altares nas cidades de Minas Gerais.

5. Roma Antiga: tanto os nobres como os plebeus tinham permissão para sacrificar os filhos que nasciam
com algum tipo de deficiência.
6. Atenas: influenciados por Aristóteles – que definiu a premissa jurídica até hoje aceita de que “tratar os
desiguais de maneira igual constitui-se em injustiça” – os deficientes eram amparados e protegidos
pela sociedade.
7. 2°Guerra Mundial: pessoas com deficiência foram submetidas a “experiências científicas” na Alemanha
nazista de Hitler. Ao mesmo tempo, mutilados de guerra eram considerados heróis em países como os
EUA, recebendo honrarias e tratamento em instituições do governo. Além do extermínio em massa de
deficientes.
8. Índios – prática de exclusão das crianças e abandono dos que adquiriam uma deficiência. Assim como
os curandeiros indígenas, os “negro-feiticeiros” também relacionavam o nascimento de crianças com
deficiência a castigo ou punição.
9. Retroagindo historicamente, houve, na década de 1980, a Reforma Psiquiátrica que teve como fito a
reformulação no cuidado com o paciente com transtornos mentais, incluindo medidas mais
humanizadas e tratamentos menos agressivos. Entretanto, somente em 2001 é que o país teve a
promulgação de uma lei que consolidou a saúde mental como política de Estado. Como tais iniciativas
governamentais tiveram seu início tardiamente no Brasil, a sociedade ainda se encontra mergulhada
na desinformação e no despreparo para lidar com os autistas.
10. Segundo o sociólogo Norbert Elias a sociedade é uma teia composta por indivíduos interdependentes.
Apesar disso, muitas são as ocasiões em que os direitos individuais são ignorados pela sociedade e
pelo Estado, o que gera prejuízos sociais e contrapõe não apenas a teoria sociológica, mas também a
Constituição brasileira.
11. Segundo o pensador francês Michel Foucault, é preciso mostrar ás pessoas que elas são mais livres
do que pensam para quebrar pensamentos errôneos construídos em outros momentos históricos.
Assim, nos leva a refletir, acerca de uma mudança nos valores sociais sendo assim fundamentais para
romper barreiras.
12. Sebastião Barros Travassos (Escritor): “A maior deficiência não está no corpo do deficiente físico, mas,
na alma do preconceituoso.”
13. Paulo Freire (Filosofo brasileiro): “A inclusão acontece quando se aprende com as diferenças e não
com as igualdades.”
14. Thaís Frota (Arquiteta): “Se o lugar não permitir o acesso a todas as pessoas, esse lugar é deficiente.”

15. Segundo a ideologia do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, a modernidade é marcada pela falta de
solidez nas relações econômicas, políticas e humanas. Nesse sentido, os desafios de incluir pessoas
no corpo social é um sórdido reflexo dessa realidade e o problema permanece intrinsecamente ligado a
sociedade, seja pela passividade governamental, seja pela ausência de informações concisas.
16. Já dizia estadista alemão Goethe: "nada no mundo é mais assustador do que a ignorância em ação".

17. A frase do sociólogo Stefan Zweing, em que diz ser o Brasil o país do futuro, é contradita quando se
refere ao cenário de hoje, imerso em analogias como o Darwinismo Social, tornando tudo o que é
diferente incapaz de conviver em sociedade.
18. Sendo o individualismo o maior conflito da pós-modernidade, segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, a
parcela da população tende, de fato, a ser incapaz de tolerar o que é diferente.
19. Segundo o filósofo Habermas, a linguagem deve atingir o consenso, a saber, é preciso que o ouvinte
compreenda de forma racional o falante.

20. Mahatma Gandhi: “Para progredir não devemos repetir a história, mas sim fazer uma nova”.

21. TEA (Transtorno do Espectro Autista).
22. O CAPS que são os Centros de Atenção Psicossocial e as AMA que são os Amigos do Autismos, onde
é feito o tratamento que ajuda os autistas a aprenderem e criarem hábitos do dia-a-dia, tornando-os
mais independentes.
23. ONG Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD): Responsável por 12 centros de
reabilitação e uma unidade hospitalar de cirurgia ortopédica, a AACD está presente em sete estados e
atende mais de 250 mil pessoas com deficiência física. A entidade oferece serviços de Fisioterapia,
Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Psicologia, Pedagogia, Odontologia e outros.
24. ONG Federação Nacional das Associações Pestalozzi (Fenapestalozzi): Oferece cursos de
qualificação profissional e oficinas pedagógicas para pessoas com deficiência intelectual, além de
prestar assessoria para empresas interessadas em adotar uma cultura inclusiva e promover cursos,
palestras e debates sobre o tema.
25. ONG Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual: Oferece
serviços de proteção social, assessoramento, defesa e garantia de direitos para pessoas com
deficiência visual e suas famílias. A associação também capacita os deficientes visuais para o mercado
de trabalho, com cursos de Informática, Massagem, Telemarketing e outros.

26. ABRA (Associação Brasileira de Autismo).
27. ONG Fundação Bradesco: Sua missão é conseguir promover a inclusão social através da educação.

28. De acordo com o censo demográfico de 2010, 23,9% da população brasileira são classificados como
PcDs (pessoas com deficiência visual, auditiva, física ou intelectual).
29. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que 6,2% da população
brasileira tem algum tipo de deficiência.
30. Dados do Censo Escolar indicam crescimento expressivo em relação às matrículas de alunos com
deficiência na educação básica regular. Estatísticas indicam que no ano de 2014, 698.768 estudantes
especiais estavam matriculados em classes comuns.
31. Segundo o G1, dos 2 milhões de casos de autismo no país, apenas 488 estão matriculados no ensino
superior. De acordo com a Constituição Federal, artigo 208, é dever do Estado ''garantir a educação a
todos e atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na
rede regular de ensino público''.
32. Segundo a Organização das Nações Unidas, cerca de 70 milhões de pessoas possuem autismo no
mundo, essa proporção chega a 2 milhões no Brasil.
33. Palavra boom: “Biologicamente, o autismo é uma condição que afeta principalmente os homens, suas
principais características incluem a dificuldade de interação social e a expressão de emoções, podendo
ser confundido com retardo mental, síndrome de Touret ou hiperatividade; para essas pessoas os sons
são bem evidenciados e vão se acumulando na mente e os deixando perturbados, por isso, muitos
adquirem tiques como estalar os dedos ou bater palmas para ‘’organizar os pensamentos’’”.
34. LBI: Lei brasileira de inclusão de pessoas com deficiências.
35. O direito ao trabalho e à educação das pessoas com deficiência é garantido pela Constituição Federal
desde 1989 pela lei nº 7.853.

36. Direito de ir e vir garantido na Constituição: deficientes.
37. Através da Lei 839, de 1857, dom Pedro II fundou o "Imperial Instituto dos Surdos-mudos". Em 1957,
passou a denominar-se Instituto Nacional de Educação de Surdos. E assim sendo necessária a
inclusão de portadores de deficiência em escolas regulares.
38. Conforme o artigo 3° da Constituição de 1988, um dos objetivos fundamentais da República Federativa
do Brasil é promover o bem de todos, sem preconceito de origem, raça, sexo, idade e quaisquer outras
formas de discriminação.
39. Segundo a Constituição federal de 1988, todos tem o direito de ir e vir.

40. lei nº 12.764, de 21 de dezembro de 2012 da proteção aos direitos autistas.
41. De acordo com um trecho do escritor Antoine de Saint-Exupéry, em sua obra “O Pequeno Príncipe”, "
foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante". Dessa forma, a falta de cultivo da rosa
não a torna especial, do mesmo modo que a privação de incentivos e investimentos por parte da
população e seus governantes dificultam a inclusão.
42. Retratando o cotidiano de dois irmãos, que convivem em divergências, o filme "Gilbert Grape: aprendiz
de um sonhador" aborda os obstáculos na vida social de uma pessoa com autismo.
43. “Sobrevivência do mais apto” é uma frase que resume um conceito relativo à competição pela
sobrevivência ou predominância. Originalmente aplicada por Herbert Spencer no seu livro Principles of
Biology (Princípios da Biologia) de 1864.
44. No filme recente do cinema brasileiro "Nise, no coração da loucura" pode-se perceber que a mudança
de postura frente ao tratamento destinado as pessoas com deficiência é o caminho para sua melhora
gradativa. Sobretudo, o respeito e a capacidade de interagir sem preconceito.
45. No livro, “O cérebro autista” de Temple Grandin é abordado o cotidiano problemático de um indivíduo
com autismo. O portador do TEA (Transtorno de Espectro Autista) no Brasil é cercado de leis,
entretanto sofre preconceito e menosprezo por sua condição, principalmente acerca de educação e
trabalho.
46. A Netflix produziu a série Atypical, essa mostra a vida de um jovem autista. Embora seja uma obra de
ficção, ela retrata os desafios da inclusão dos que sofrem com a síndrome.

47. Filme: “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”.
48. Filme: “Uma Lição de Amor”.
49. Procurando Dory.
50. Glee
51. A importância da inclusão social celebrada no último dia 21 de março: "Dia Internacional da Síndrome
de Down". A data remete à luta para a inclusão das pessoas com a deficiência nas escolas, no
mercado de trabalho e nas relações sociais.
52. Contrariando o pensamento da maioria, o autista não somente pode ter uma interação social plena,
como em alguns casos trazem enormes contribuições a sociedade, como por exemplo Jacob Burnett,
que se tornou um grande nome na área Física e Serena de Jesus, lutadora de MMA.
53. 11 de outubro dia nacional da pessoa portadora de deficiência física.
54. Jogos Paraolímpicos ou Paralímpicos são o maior evento esportivo mundial envolvendo pessoas
com deficiência.
55. Stephen William Hawking é um físico teórico e cosmólogo britânico e um dos mais consagrados
cientistas da atualidade.
56. Turma da Mônica: “Um dos maiores clássicos infanto-juvenil, Turma da Mônica, de Maurício de Sousa,
retrata a vida de Lucca, uma criança cadeirante que é amada pela comunidade e incluída na roda de
amigos”.
57. 9 de abril ocorre palestras e eventos promovidos pelo Dia Internacional de Conscientização do
Autismo.
58. Funcionando como a segunda lei de Newton, a lei da inércia a qual afirma que um corpo tende a
permanecer em seu movimento até que uma força suficiente atue sobre ele mudando seu percurso. A
inclusão de pessoas é um problema persistente na sociedade. Com isso ao invés de funcionar como a
força suficiente, capaz de mudar o percurso deste problema da permanência para a extinção, a
combinação de fatores como inserção na educação e o preconceito em sociedade acabaram
contribuindo para a situação atual.
59. Charles Darwin (18e09-1882), naturalista inglês, desenvolveu uma teoria evolutiva que é a base da
moderna teoria sintética: a teoria da seleção natural.

60. A teoria de Darwin, onde quem prospera não é o mais forte e sim o mais adaptado.

➢ FAMILIA DO SÉCULO 21: “Família é onde existe amor”
1. No romance “Amar, verbo intransitivo” de Mário de Andrade (1927), narra a história do personagem
Felisberto Costa, um fazendeiro rico que contrata uma imigrante alemã de 35 anos para iniciar o seu
filho de 15 anos, Carlos, na vida sexual. Tudo para sustentar o ideal de família tradicional burguesa
paulistana que permeiam uma hipocrisia de família perfeita que a burguesia queria aparentar.

2. Realismo: casamentos forjados por dinheiro e para ascensão social.
3. Até séc. XVIII: casamento por arranjo e interesses, somente a partir do séc. XIX: casamento por amor.

4. Com a Revolução Francesa, surgiram os casamentos laicos no Ocidente.
5. Segundo o sociólogo Talcott Parsons, “a família é uma máquina que produz personalidades humanas”.

6. Martinho Lutero dizia que a família é a fonte da prosperidade e da desgraça dos povos, pois quando há
uma ação familiar sólida o jovem tende a partir de preceitos e ensinamentos, o qual o inibiram de
cometer determinados atos.

7. ANED - Associação Nacional de Educação Familiar.

8. Estatuto da Família criado em 2013.
9. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identifica 16% das famílias com formação não
tradicional.
10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) detecta 60 mil famílias homoafetivas pelo Brasil. A
maioria, 53,8%, é formada por mulheres.
11. Em 2015, os recentes do instituto, apontam 11,6 milhões arranjos familiares, segundo o Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
12. Lei de Organização e Proteção da Família - Decreto-lei 3200/41 | Decreto-lei nº 3.200, de 19 de abril
de 1941.
13. Engels, em seu livro “A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado”, faz uma ligação da
família com a produção material, utilizando-se do materialismo histórico dialético e relacionando
a monogamia(Monogamia é uma forma de relacionamento em que um indivíduo tem apenas um
parceiro durante a sua vida ou durante períodos) como "propriedade privada da mulher".
14. No Livro Laços de família (1960), de Clarice Lispector, composto por 13 contos centrados no
aprisionamento dos indivíduos pelos laços familiares. Os contos, em geral, tratam dos estereótipos e
preconceitos que vão se repetindo através das gerações.
15. "A instituição familiar é essencialmente dinâmica, e este dinamismo tornou-se muito visível na segunda
metade do século XX, não só no Brasil, mas em praticamente todo o mundo ocidental. A família
tradicional foi adquirindo contornos nunca antes imaginados. As novas configurações da família
levaram a sociedade, e inclusive os cientistas sociais, a anunciarem a falência desta instituição social.,
mas, não era o fim, e sim a prova da imensa capacidade criativa do ser humano de adequar-se a
novas necessidades e novos valores.” PARANÁ. Livro didático de Sociologia.
16. Conforme explicado por Gilberto Freyre, no livro “Casa Grande e Senzala”, as origens patriarcais da
concepção de família no Brasil remontam ao período colonial.

17. Filme “Lilo e Stitch”
18. Inúmeras crianças são criadas por parentes como Isaac Newton, que foi abandonado e criado pelos
avôs.
19. Novela Babilônia - rede globo - Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathalia Timberg). Juntas há
décadas, as duas têm um filho, Rafael (Chay Suede), neto biológico de Estela – sofreram preconceito
por ir contra as ''leis de Deus'' ''ateuzinho'' - Deve-se levar em consideração o Amor.
20. Famílias são instituições sociais que se transformam ao decorrer da história.
21. Casos de Família é um programa de televisão brasileiro produzido e exibido pelo SBT desde 18 de
maio de 2004.

22. Igreja Católica e seu modelo ortodoxo.
23. O Dia da Família é comemorado anualmente em 8 de dezembro no Brasil.
24. Inseminação artificial.
25. Mães solteiras que sofriam pela discriminação da sociedade.
26. Dificuldade que casais homossexuais têm de adotar uma criança.
27. O surgimento do divórcio quebrando o ideal de família.

28. O ideal de família como estereótipo: Mãe, Pai e filhos.
29. Família Margarina.
30. O termo "família" é derivado do latim famulus, que significa "escravo doméstico". Este termo foi criado
na Roma Antiga para designar um novo grupo social que surgiu entre as tribos latinas, ao serem
introduzidas à agricultura e à escravidão legalizada.
31. JANOSIK e GREEN, referem que a família é um "sistema de membros interdependentes que possuem
dois atributos: comunidade dentro da família e interação com outros membros" (STANHOPE, 1999,
p. 492).

➢ NOTICIAS FALSAS, MENTIRA, PROPAGANDAS:
1. Publicidade e propaganda: Hitler usava para se exaltar e o governo nazista.
2. “Sempre que alimentarmos alguma suspeita de que uma ideia esteja sendo empregada sem nenhum
significado, precisaremos apenas indagar: de que impressão deriva está suposta ideia? E se for
impossível atribuir-lhe qualquer impressão sensorial, isso servirá para confirmar nossa suspeita” - D.
HUME
3. Mark Twain (Escritor): “É mais fácil enganar as pessoas, do que convencê-las de que foram
enganadas”.
4. Segundo o Ministro da propaganda Joseph Goebbels, “Uma mentira quando repetida mil vezes acaba
se tornando verdade”
5. Santo Agostinho (Filósofo Medieval): “Muitos homens odeiam a verdade por amor daquilo que tomam
por verdadeiro.”
6. MCTIC: Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações”.
7. A dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, morreu após ser espancada por dezenas de
moradores de Guarujá, no litoral de São Paulo. Ela foi agredida a partir de um boato gerado por uma
página em uma rede social que afirmava que a dona de casa sequestrava crianças para utilizá-las em
rituais de magia negra.
8. Página da internet “E-farsa” tem como objetivo desvendar e desmascarar notícias falsas que são
vinculadas pelas redes sociais e meios de comunicação popular.
9. “Fact-Checking” é uma checagem de fatos, isto é, um confrontamento de histórias cm dados,
pesquisas e registros.

➢ MOBILIDADE URBANA: “Inchaço urbano”, “Imobilidade Urbana”
1. Governo de Juscelino Kubitscheck, plano de metas, indústria automobilística e a cultura do carro.

2. Na época da revolução industrial e o êxodo rural fez com que as cidades ficassem lotadas.

3. Industrialização do Brasil.
4. Governo JK: indústria automobilística - criou-se uma cultura, em que o carro é sinônimo de status
social.
5. Francis Bacon(filósofo inglês): “O homem deve criar as oportunidades e não somente encontrá-las.”

6. Karl Marx: afirma que o capitalismo priorizaria lucros em detrimento de valores.
7. George Bernard Shaw (dramaturgo): “É impossível progredir sem mudança, e aqueles que não mudam
suas mentes não podem mudar nada.”
8. O psicólogo Goldberg diz que o Homem trata os espaços públicos como lugares a serem ocupados por
quem chegou primeiro.

9. Ministério dos Transportes.
10. Ministério das Cidades.
11. Estatuto da Cidade (agentes: Engenheiro Civil, Urbanista, Geólogo, Geografo)
12. Automóveis, comerciais leves e veículos pesados já somam 1,215 bilhão em todo o mundo. Esse
número exclui tratores, máquinas de obras, motocicletas, e outros veículos de uso industrial, segundo
dados da Organização Mundial da Indústria Automobilística (OICA).
13. O país em 2012, terminou com mais de 50,2 milhões de carros e 19,9 milhões de motos segundo
dados do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).
14. A ideia da circulação irrestrita é relativamente recente. O primeiro automóvel chegou à São Paulo em
1901, logo, o carro virou símbolo de ascensão social devido à sociedade hierarquizada.
15. Na segunda fase da revolução industrial, evoluíram a circulação de mercadorias e de informação,
permitindo uma maior integração entre regiões do planeta, viabilizando um desenvolvimento dos meios
de transporte.
16. Após diversas manifestações populares em junho de 2013, o poder público sentiu-se pressionado e
criou o Plano Nacional de Mobilidade Urbana. Nesse plano, os municípios com mais de 20 mil
habitantes devem elaborar, até 2018, um projeto adequado para sua região, que vise a melhoria dos
transportes coletivos, equidade de acesso a esses transportes, maior segurança no deslocamento de
pessoas, integração física, tarifária e operacional entre os transportes e serviços de circulação urbana.

17. O Brasil possui taxas muito altas de acidentes de trânsito, chegando a ter 22,5 mortes a cada 100 mil
pessoas, mais do que a Índia (18,9), a China (20,5) e o dobro dos Estados Unidos (11,4). segundo
dados do Retrato da Segurança Viária 2014, do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV).

18. A baixa eficiência no uso do espaço urbano em transporte, ou seja, a escolha que as pessoas fazem
para se deslocar, é um dos principais aspectos que impactam a mobilidade. Segundo o Instituto de
Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP).
19. A trabalhadora doméstica Maria Sales é uma dessas milhares de pessoas que conhecem bem os
problemas no sistema de mobilidade urbana. A reportagem da Agência Brasil acompanhou a rotina da
trabalhadora. Atualmente, ela passa a maior parte da semana morando na casa onde trabalha. Se
precisasse sair de casa todos dias para ir ao trabalho, teria que percorrer diariamente cerca de 34
quilômetros para se deslocar da cidade de Santo Antônio do Descoberto (GO) até o trabalho, em
Águas Claras (DF).
20. Segundo a Cetesb(Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), de um levantamento de 2012,
mostram que se a frota inteira parasse por um dia na cidade, seria evitada a emissão de 535,4
toneladas de monóxido de carbono.
21. O maior engarrafamento do mundo aconteceu em Pequim, em agosto de 2010, um congestionamento
de 100 quilômetros paralisou uma estrada por nada menos que 12 dias.
22. Foi em 1970 que o número populacional urbano passou o rural, cerca de 55,9% da população urbano
para 44,1% rural, classificado por um forte êxodo rural.
23. A fim de instituir as diretrizes da Política Nacional da Mobilidade Urbana, foi criada a Lei nº 12.587.

24. O direito de ir e vir, com segurança, está assegurado pela constituição brasileira de 1988.
25. Capitulo “O Semeador e o Ladrilhador”, de Raízes do Brasil – Sergio Buarque de Holanda.
26. Fatores: (à má qualidade do transporte público no Brasil, ao aumento da renda média do brasileiro nos
últimos anos, à redução de impostos por parte do Governo Federal sobre produtos industrializados (o
que inclui os carros), à concessão de mais crédito ao consumidor, à herança histórica da política
rodoviarista do país.)
27. Washington Luis: lema "Governar é abrir estradas" foi seguido em seu mandato como Presidente da
República.
28. No dia 22 de setembro, em cidades do mundo todo, são realizadas atividades em defesa do meio
ambiente e da qualidade de vida nas cidades, no que passou a ser conhecido como Dia Mundial Sem
Carro.
29. Em São Paulo foi implantado o rodízio de carro: é uma maneira de melhorar o fluxo urbano, no entanto
não é uma medida efetiva.

30. Plano Diretor.

31. Leis de Newton: dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço.

➢ ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO, VELHO, IDOSOS, TERCEIRA IDADE:
1. Estatuto do idoso.
2. ONG Instituto Vivendo de Desenvolvimento Integral da Terceira Idade: Desde 1999, o VIVENDO
desenvolve ações educativas para pessoas acima de 50 anos, oferecendo aulas práticas e teóricas de
música, dança, informática básica e ativação da memória. A associação também promove oficinas
sobre cidadania, sexualidade, trabalho e violência.
3. ONG Lar dos Idosos São Vicente de Paulo: Formado por uma equipe de cuidadores, técnicas de
enfermagem e enfermeiras, presta assistência e proteção a sessenta idosos carentes residentes, que
contam com serviços de higiene pessoal, prescrição médica e exercícios físicos.
4. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2025 o número de idosos chegará
a 34 milhões.
5. Ao longo dos últimos 50 anos, percentual de idosos mais que dobra no Brasil: passou de 70 milhões,
em 1960, para 190,7 milhões, em 2010, segundo o censo demográfico do Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística (IBGE).
6. Número de idosos com 80 anos ou mais deve crescer 27 vezes de 1980 a 2060, segundo o Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
7. Já são 26,1 milhões de idosos no país, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios
(Pnad).
8. Projeções das Nações Unidas (Fundo de Populações) indicam que uma em cada 9 pessoas no mundo
tem 60 anos ou mais. O estudo aponta, ainda, que, em 2050, pela primeira vez, haverá mais idosos
que crianças menores de 15 anos.

9. Palavra boom: “O homem é um produto do meio em que ele vive”
10. O Estatuto do Idoso assegura no seu artigo 21, cursos especiais para idosos com conteúdo relativos
às técnicas de comunicação, computação e demais avanços tecnológicos, para sua integração com a
vida moderna.
11. Lei nº 10.741: Art. 2º- O idoso goza de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana.

12. Em “O curioso caso de Benjamin Button”, o personagem homônimo é portador de uma síndrome rara,
a leucodistrofia, responsável por um fenômeno peculiar. Nessa dramaturgia, Benjamin nasceu com o
aspecto de um velho, mas ficava cada vez mais novo com o passar do tempo. Apesar do caráter
ficcional, o rejuvenescimento mencionado pode ser associado com o que ocorre quando os indivíduos
da terceira idade superam os tabus sociais que são impostos à sua faixa etária.

13. No Japão e China os idosos são vistos como pessoas sábias e dignas de respeito.
14. O estudo do processo de envelhecimento é chamado gerontologia, enquanto o estudo
das doenças que afetam as pessoas idosas é chamado geriatria.

➢ ASSÉDIO SEXUAL:
1. #MeToo: a hashtag que expõe a magnitude mundial do assédio sexual.

➢ MAIORIDADE PENAL, CRIMINALIDADE ENTRE OS JOVENS: “prisão não reduz crimes", “A arma
da educação”
1. Capitães da Areia é um romance de autoria do escritor brasileiro Jorge Amado, escrito em 1937. A
obra retrata a vida de um grupo de menores abandonados, que crescem nas ruas da cidade
de Salvador, Bahia, vivendo em um trapiche, roubando para sobreviver, chamados de "Capitães da
Areia".
2. O Código Criminal do Império, herdado de Portugal, foi, sem dúvida, o mais rigoroso a ficar em
vigência e previa até mesmo a pena de morte a menores a partir de 14 anos. A menor idade penal em
vigor no país foi durante o Código Penal República, no século XIX, que punia logo aos 9 anos de
idade.
3. A proteção a menores começou em 1926, quando começaram a ser previstas as chamadas Casas de
Educação.
4. Karl Marx bem descreve a coletividade como fator educador do indivíduo, o seu ser social como
determinador da consciência humana.

5. Pitágoras (Filósofo): “educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos”.
6. Segundo o próprio Darcy, "Se os governantes não construírem escolas, em 20 anos faltará
dinheiro para construir presídios".

7. Michel Eyquem (jurista filósofo): “Aquele que castiga quando está irritado, não corrige, vinga-se”.

8. O Estatuto da criança e do Adolescente (ECA), foi criado no ano de 1990 no Brasil.

9. Convenção sobre os Direitos da Criança (CDC).
10. 192 mil jovens cumprem medidas socioeducativas, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça
(CNJ).
11. A cada mil brasileiros que entram no sistema de reabilitação prisional, 700 voltam a cometer um crime,
segundo o presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, ministro Cezar
Peluso.
12. Considerando um universo de mil crimes no Brasil, o atual sistema de punição, com maioridade penal
de 18 anos, garante que mais 695 crimes serão cometidos no futuro, segundo estatísticas de Sidney
Braga.
13. Os homicídios já são a causa de 36,5% das mortes de adolescentes por causas não naturais,
enquanto, para a população em geral, esse tipo de morte representa 4,8% do total. Somente entre
2006 e 2012, pelo menos 33 mil adolescentes entre 12 e 18 anos foram assassinados no Brasil. Na
grande maioria dos casos, as vítimas são adolescentes que vivem em condições de pobreza na
periferia das grandes cidades.
14. A redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos, é apoiada por 87% dos entrevistados em uma
pesquisa feita pelo Datafolha.
15. Segundo dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública, jovens entre 16 e 18 anos são
responsáveis por apenas 0,9% dos crimes no Brasil.
16. A cada mil crimes cometidos no Brasil, 991 são cometidos por maiores de 18 anos, enquanto 9 crimes
são cometidos por menores de 18 anos, segundo estatísticas de Sidney Braga.
17. Dados oficiais mostram que, dos 21 milhões de adolescentes que vivem no Brasil, apenas 0,013%
cometeu atos contra a vida, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).
18. A cada mil jovens brasileiros que entram no sistema socioeducativo, 200 voltam a cometer um crime,
segundo estatísticas de Sidney Braga.
19. O artigo 228 da Constituição diz que os menores de 18 anos são penalmente inimputáveis, ou seja,
não podem ser condenados à prisão como os adultos. Existe um debate se esse dispositivo seria ou
não cláusula pétrea – trecho da Constituição que não pode ser mexido.
20. Congresso Nacional, de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC 171/1993) que prevê a
redução da maioridade penal de 18 para 16 anos de idade.
21. No longa-metragem brasileiro “Cidade de Deus”, criado em 2002, retrata de forma clara a entrada de
crianças e adolescentes no mundo da criminalidade e se tornando futuros marginais.
22. Diversas entidades de Psicologia posicionaram-se contra a redução, por entender que a adolescência
é uma fase de transição e maturação do indivíduo e que, por isso, indivíduos nessa fase da vida
devem ser protegidos por meio de políticas de promoção de saúde, educação e lazer.
23. No Brasil, adolescentes a partir de 12 anos já são responsabilizados por atos cometidos contra a lei, a
partir do sistema especializado de responsabilização, por meio de medidas socioeducativas, incluindo
a medida de privação de liberdade, previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
24. O sociólogo Adalton Marques, mestre em Antropologia Cultural e pesquisador na área de segurança
pública, professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) fala da
influência frequente de uma espécie de “política de extermínio” por parte de um governo conservador,
cujas vítimas de ações enérgicas da polícia acabam sendo sempre os “3 Ps (pretos, pobres e
periféricos)”.
25. André Luís Callegari, doutor em Direito Público e Filosofia Jurídica, professor da Universidade do Vale
do Rio dos Sinos, em entrevista à revista do Instituto Humanitas Unisinos (IHU), declarou-se contra a
redução da maioridade penal, dentre outros fatores, também pela prática comum de se decidir esses
assuntos, oportunamente, com base em comoção social. “Os argumentos favoráveis são mais
emotivos e populistas”, ele diz.

➢ POBREZA:
1. Observa-se então, um mundo dividido entre a miséria e a abundância, a pobreza e o luxo onde,
segundo Karl Marx, a desvalorização do mundo humano cresce em razão direta da valorização do
mundo das coisas.
2. Papa Francisco (Papa): “Os direitos humanos são violados não só pelo terrorismo a repressão, os
assassinatos, mas também pela existência de extrema pobreza e estruturas econômicas injustas, que
originam as grandes desigualdades.”
3. Adam Smith (Filósofo): “A riqueza de uma nação se mede pela riqueza do povo e não pela riqueza dos
príncipes.”

4. Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
5. Cerca de 50 milhões de brasileiros, o equivalente a 25,4% da população, vivem na linha de pobreza e
têm renda familiar equivalente a R$ 387,07, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE).
6. Dentre a população brasileira de zero a 14 anos, 40,2% se encontra em situação de pobreza.
O percentual corresponde a mais de 17,3 milhões de jovens pobres no Brasil. É o que aponta um
levantamento da Fundação Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq).
7. Livro Vidas Secas, de Graciliano Ramos: Contexto em que pode ser usado qualquer tema que envolva
a desigualdade social, a fome e a pobreza, e a importância do acesso aos direitos básicos.
8. No filme PURGE (Uma noite de Crime) retrata a existência de um feriado nacional americano, onde as
pessoas podem sair as noites para matar e destruir legalmente, esse feriado tem como função purificar
a sociedade, entretanto ele e marcado pelo subjetividade de um pais que por meio da violência tenta
acabar com a classe pobre e moradores de rua, haja visto que eles não tem capacidade financeira
para de auto proteger, essa realidade e fortemente apresentada no Brasil, cujas classes mais pobres e
negligenciadas pelo governo, acabem por ficar sem proteção e perder suas vidas.
9. "Analisando essa cadeia hereditária, quero me livrar dessa situação precária, onde o rico fica cada vez
mais rico, e o pobre cada vez mais pobre, E o motivo todo mundo já conhece, é que o de cima sobe e
o de baixo desce". A música Xibom Bombom de As Meninas, dedica-se a um problema em pauta no
século XXI: a pobreza social.
10. Livro Jogos Vorazes, de Suzanne Collins: os temas que envolvam opressão de grupos minoritários,
fome, pobreza e também sobre os efeitos da guerra entre os homens.

11. Bolsa Família.
12. A teoria marxista/reformista aponta que o crescimento populacional elevado é associado à pobreza,
necessitando, portanto, de políticas públicas.
13. Conforme o pensamento marxiano, há, em todos os aspectos de uma sociedade, ligação com o
processo produtivo. Nesse contexto, em meio a um sistema capitalista desumano, o valor de cada
indivíduo é definido pela sua capacidade produtiva, isto é, por seu poder aquisitivo, segregando assim,
parte da população que de baixa renda.

➢ EXPLORAÇÃO INFANTO-JUVENIL, PEDOFILIA: “Pega alguém do seu tamanho”
1. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): pedofilia é uma forma doentia de satisfação
sexual. Trata-se de uma perversão que leva um adulto a se sentir sexualmente atraído por crianças.

2. “A internet hoje funciona como um veículo de aproximação entre o pedófilo e o menor de idade.
Antigamente aqueles pedófilos que não tinham coragem de se expor agora tem mais um canal
facilitador de comunicação”, diz Gisele Truzzi, advogada especialista em direito digital.
3. Paulo Freire (Filósofo): “Ninguém é sujeito a autonomia de ninguém”.
4. Brasil é primeiro lugar em exploração sexual infanto-juvenil da América Latina, segundo dados da
Organização das Nações Unidas (ONU).
5. A Organização Internet Watch Foundation (Reino Unido) recebeu cerca de 34 mil denúncias de
pornografia infantil na internet em 2008. Dos casos confirmados, cerca de 74% são relativos a sites
comerciais, ou seja, que vendem pornografia infantil. O mercado de compra e venda de pornografia
infantil é suspeito de movimentar cifras milionárias em todo o mundo.
6. Ao todo, 67,7% das crianças e jovens que sofrem abuso e exploração sexuais são meninas, contra
16,52% dos meninos. Os casos em que o sexo da criança não foi informado totalizaram 15,79%. A
maioria dos casos (40%) ocorrem com crianças entre 0 a 11 anos, seguidas por 12 a 14 anos (30,3%)
e de 15 a 17 (20,09%), levando em conta as denúncias do Disque 100. A maioria dos agressores são
homens (62,5%) e adultos de 18 a 40 anos (42%).
7. Em Americana, no interior de São Paulo, ao investigar a denúncia de uma mãe, a polícia descobriu que
um computador de uma escola particular, em Marília, continha arquivos relacionados à pornografia
infantil. Segundo a polícia, o computador era usado apenas pelo diretor da escola. Ninguém foi
preso.
8. Um levantamento do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), com base nos dados de
2011 do Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan), mostrou
que 70% das vítimas de estupro no Brasil são crianças e adolescentes.
9. A Organização das Nações Unidas (ONU) calcula que o tráfico de seres humanos para exploração
sexual movimenta cerca de U$ 9 bilhões no mundo e só perde em rentabilidade para a indústria das
armas e do narcotráfico.
10. A cada hora, 228 crianças, em especial meninas, são exploradas sexualmente em países da América
Latina e do Caribe, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU).
11. Dos 5.561 municípios brasileiros, em 937 ocorre exploração sexual de crianças e adolescentes. O
número representa quase 17% dos municípios de todo país, segundo dados da Organização das
Nações Unidas (ONU).
12. Brasil somou pelo menos 175 mil casos de exploração sexual de crianças e adolescentes entre 2012 e
2016, de acordo com o balanço de denúncias recebidas pelo Disque 100.
13. Em nosso país, a ONG SaferNet Brasil recebeu, de janeiro a setembro de 2009, 36.584 denúncias de
pornografia na internet. Deste total, importa destacar que 72% referem-se a materiais divulgados no
portal de relacionamentos Orkut, que possui milhares de álbuns de fotos privados em investigação
pelas autoridades (Senado Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal).
14. Segundo dados da associação italiana Telefono Arcobaleno, em 2008 foi identificado, por meio de
denúncias, o surpreendente número de 42.396 sites de pedofilia em todo o mundo mais que o dobro
do número registrado em 2003. A hospedagem desses sites concentrou-se na Alemanha, Holanda e
Estados Unidos. Importante destacar que em 2003 o Brasil ocupou a 4ª posição neste ranking.
15. O código penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou
apetite sexual da pessoa) praticado por adultos com criança ou adolescente menor de 14 anos.
Conforme o artigo 241-B do ECA é considerado crime, inclusive, o ato de “adquirir, possuir ou
armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo
explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.”
16. Obra literária “Lolita” de Vladimir Nabokov, conta a história do personagem Humbert que sentia uma
irreprimível atração por Lolita, filha de 12 anos de sua senhoria.
17. O filme 3096 dias retrata o sequestro de uma criança que é mantida em cativeiro por oito anos, onde é
abusada sexualmente e agredida.
18. No livro “As vantagens de ser invisível” do autor Stephen Chbosky, o personagem Charlie de 15 anos
que foi abusado sexualmente na infância por sua tia.
19. O Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, na quinta-feira (18), a
partir da aprovação da Lei Federal 9.970/2000. Nesta data, em 1973, uma menina de 8 anos foi
sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Seu corpo apareceu seis dias
depois, carbonizado. Os agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.
20. 18 de maio dia nacional do combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

21. Trabalho infantil (nas fábricas).
22. A pedofilia está entre as doenças classificadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) entre os
transtornos da preferência sexual. Pedófilos são pessoas adultas (homens e mulheres) que têm
preferência sexual por crianças – meninas ou meninos - do mesmo sexo ou de sexo diferente,
geralmente pré-púberes (que ainda não atingiram a puberdade) ou no início da puberdade, de acordo
com a OMS.
23. Efebofilia: é uma orientação ou preferência sexual no qual um adulto tem atração sexual primária por
adolescentes.

➢ ADOÇÃO NO BRASIL: “Jesus também tinha 2 pais”
1. Desde a Antiguidade, praticamente todos os povos — hindus, egípcios, persas, hebreus, gregos,
romanos — praticaram o instituto da adoção, acolhendo crianças como filhos naturais no seio das
famílias.
2. Na Roma Antiga, era exigida a idade mínima de 60 anos para a adotante e vedada a adoção aos que
já tivessem filhos naturais. A adoção chegou a ser usada pelos imperadores para designar os
sucessores. Depois, perdeu o caráter de natureza pública, limitando-se a ser uma forma de “consolo”
para os casais estéreis.
3. Na Idade Média, em parte por influência da Igreja, a adoção acabou caindo em desuso. Foi
ressuscitada na França, com a edição do Código Napoleônico (1804), que autorizava a adoção para
pessoas maiores de 50 anos. Mas a regulamentação legal não era a norma geral.
4. A Bíblia relata a adoção de Moisés pela filha do faraó, no Egito. O Código de Hamurabi (1728–1686
a.C.).
5. Na Babilônia, disciplinava minuciosamente a adoção em oito artigos, inclusive prevendo punições
terríveis para aqueles que desafiassem a autoridade dos pais adotivos (cortar a língua e arrancar os
olhos).
6. No Brasil, desde a Colônia e até o Império, o instituto da adoção foi incorporado por meio do Direito
português. Havia diversas referências à adoção nas chamadas Ordenações Filipinas (século 16) e
posteriores, Manuelinas e Afonsinas, mas nada efetivo — não havia sequer a transferência do pátrio
poder ao adotante, salvo nos casos em que o adotado perdesse o pai natural e, mesmo assim, se
fosse autorizado por um decreto real.
7. Associação Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção (Angaad).
8. Segundo dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), para cada criança na fila, há cinco famílias
querendo adotar.
9. Existem hoje cerca de 6.567 crianças em condições de serem adotadas e quase 35 mil famílias na lista
de espera do CNA.
10. Menino rejeitado por casais heterossexuais por ser “feio e negro demais” é adotado por casal
homossexual o garoto de quatro anos havia sido rejeitado por outros três casais heterossexuais, mas o
jornalista Gilberto Scofield Jr. e seu companheiro Rodrigo Barbosa, moradores do Rio adotaram o
menino da instituição Lar Mãe Dolores, na cidade de Capelinha (MG).
11. Em um colégio da Zona Sul do Rio, a professora de Ciências conversava com a turma sobre peixinhos,
reprodução e filhotes quando, de repente, Maria Clara levantou o braço e, do alto de seus quatro anos,
rebateu a explicação: "Tia, isso não é verdade! Não nasci da barriga da minha mãe. Nasci do coração
dela". Na mesma hora, sua melhor amiga também falou: "Eu também, professora!".
12. O Brasil tem 44 mil crianças e adolescentes atualmente vivendo em abrigos, segundo o Cadastro
Nacional de Crianças e Adolescentes Acolhidos (CNCA).
13. Segundo dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), 1226 crianças foram adotadas em 2016, em
contrapartida, 7158 crianças estavam aptas à adoção, mas não tinham o perfil que pais pretendentes
procuravam.
14. Por lei, essa destituição deveria durar, no máximo, 120 dias, mas, na prática, leva até cinco anos.
Enquanto se perde um tempo precioso à procura de parentes biológicos sem vínculo afetivo, a criança
envelhece nos abrigos", alerta a advogada Silvana do Monte Moreira, presidente da Comissão de
Adoção do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM).
15. Em 1990 com a aprovação do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA através da Lei n.º
8.069/90, os processos de adoção foram facilitados. O documento põe em evidência os interesses do
adotando (filho) e estabelece como principal objetivo o processo de adoção assegurar o bem-estar
deste conforme dispõe o artigo 43: “A adoção será deferida quando apresentar reais vantagens para o
adotando e fundar-se em motivos legítimos” (BRASIL, ECA, Art. 43, 1999).
16. A história legal da adoção no Brasil nos remete ao início do século 20. O assunto foi tratado pela
primeira vez em 1916, no Código Civil brasileiro. Depois da iniciativa, seguiram-se a aprovação de três
leis (3.133/1957, 4.655/1965 e 6.697/1979) antes da chegada, em 1990, do inovador Estatuto da
Criança e do Adolescente (Lei 8.069), alterado depois pela atual legislação.
17. A adoção é abordada na Constituição Federal em seu artigo 227 que estabelece como dever da família
da sociedade e do Estado assegurar às crianças e adolescentes seus direitos básicos. O § 6º deste
artigo além de proibir “quaisquer designações discriminatórias relativas à filiação” (BRASIL,
Constituição Federal, art. 227, § 6°, 1988), em casos de adoção, estabelece a equiparação dos direitos
dos filhos adotivos aos dos filhos biológicos.

18. Código Napoleônico – introdução da adoção na legislação.

19. Brasil: código de 1916.
20. EUA – século 19: abandono de crianças em metrópoles.

21. Código de Hamurabi.
22. Filme: Meu Malvado Favorito.
23. Livros: O filho de mil homens (valter hugo mãe), por um simples pedaço de cerâmica (Linda Sue Park),
O alfabeto dos pássaros (Nuria Barrios), Acabadora (Michela Murgia), Por que ser feliz quando se
pode ser normal? (Jeanette Winterson).
24. O Dia Nacional da Adoção é comemorado em 25 de maio.
25. Preconceito e racismo (Caso recente: Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank).

➢ POLUIÇÃO SONORA:
1. Alberto Vazques Figueroa em seu clássico “Tuareg” exalta que o personagem Gacel Sayad amava o
silêncio do deserto que fazia parte de sua personalidade e de sua forma de compreender o mundo.

2. Já em 1910 Robert Koch profetizou: "Um dia a humanidade terá que lutar contra a poluição sonora,
assim como contra a cólera e a peste".

3. O filósofo Schopenhauer já dizia que o ruído é o “assassino do pensamento”.

4. ABEMA (Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente).
5. O nível do barulho admitido nos grandes centros urbanos pela Organização Mundial da Saúde (OMS),
pode atingir até 50 decibéis, porém, o que é verificado normalmente chega a 90 e 100 decibéis.

6. Segundo um balanço do Centro Integrado de Operações (Ciop), são casos relacionados a perturbação
da paz e barulho excessivo que representam a maior parte das chamadas registradas pelo call center
190 e pela vide monitoramento: foram 31.724 ligações, ou 26,94% do total.
7. Dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde estimam que 10% da população mundial está
exposta a níveis de pressão sonora que potencialmente podem causar perda auditiva induzida por
ruído.
8. A poluição sonora é considerada crime ambiental, podendo resultar em multa e reclusão de 1 a 4 anos.
9. Lei dos Crimes Ambientais, nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998, que "Dispõe sobre as sanções penais
e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente."
10. Artigo 54, determina: "Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam
resultar em danos à saúde humana", pode resultar em pena de reclusão, de um a quatro anos, além
de multa.”
11. (Lei 7.347/85) garante o direito ao sossego público, o qual está resguardado pelo artigo 225 da
Constituição Federal.
12. É comemorado em 7 de maio o Dia do Silêncio.
13. As perdas auditivas induzidas por níveis de pressão sonora elevados levam à perda auditiva, que no
Brasil é grande, chegando a 6,8% da população, de acordo com a professora doutora do
Departamento de Fonoaudiologia da Unifesp-EPM, Ana Cláudia Fiorini, que proferiu palestra na 1ª
Conferência Municipal sobre Ruído, Vibração e Perturbação Sonora.
14. As resoluções CONAMA nº1 e nº2, de 8 de março de 1990. A primeira define critérios e padrões,
segundo as normas técnicas da ABNT, para o nível aceitável de emissão de ruídos em quaisquer
atividades industriais, comerciais, sociais ou recreativas, e a segunda instituiu o "Programa Silêncio -
Programa Nacional de Educação e Controle da Poluição Sonora".
15. Muitos pesquisadores, desde os trabalhos clássicos de Marshall MacLuhan, associam o crescimento
da violência com a irritação produzida pela agressão da poluição sonora. A poluição sonora começa
produzindo uma forma de “stresss” e depois evolui para patologias diversas e cansaço, quando o
indivíduo além de sofrer as consequências do excesso de ruído, passa a reagir de forma descontrolada
e agressiva.

➢ OBESIDADE:
1. Segundo a culinarista e chef, Bela Gil “Eu acredito que podemos transformar o mundo com a
alimentação”.
2. Filósofo Platão: “O importante não é viver, mas viver bem”.
3. O "super-homem", idealizado pelo célebre filósofo Nietzsche, caracteriza o indivíduo capaz de livrar-se
das amarras sociais. Todavia, ao que tudo indica, poucos parecem entender essa lição no que se
refere à crescente obesidade, tanto pelo lado dos que produzem estereótipos em relação aos gordos,
quanto pelo de quem sofre com preconceitos diariamente.
4. Zygmunt Bauman, importante sociólogo, ao pronunciar a frase "Consumo, logo existo", demonstrou
que, na sociedade pós-moderna, a condição indispensável à vida é o consumo. Nesse contexto,
inserem-se os "fast-foods" e os diversos alimentos industrializados e calóricos, consumidos
indiscriminadamente por muitas pessoas, as quais podem, além de desenvolver problemas de saúde
como diabetes e doenças cardíacas, enquadrar-se entre os indivíduos pouco aceitos: os obesos.

5. “O ornamento da vida está na forma como um país trata as suas crianças’’- sociólogo Gilberto Freyre.

6. Caso da estudante recifense Daniela Martins, que teve montagens de sua foto com piadas,
discriminação e comentários depreciativos devido ao seu sobrepeso, após postar a foto em uma rede
social.
7. Segundo uma pesquisa efetuada pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabolismo carca de
48,5% da população brasileira apresenta índices de gordura acima da média.
8. Longa-metragem americano “O amor é cego” a protagonista sofre com os desafios da luta contra o
sobrepeso.
9. A fantástica fábrica de chocolate: No filme A Fábrica de Chocolate, pode-se observar uma empresa de
doces que formula várias formas de atender aos desejos infantis, elaborando uma série de produtos
diferenciados. Da mesma forma, na realidade, as docerias e empresas de fast-food voltam-se
principalmente para o público jovem, o que incita o interesse dos menores e a ânsia por tais produtos -
fator que pode ser controlado pela família, mas em sua maioria, não é este o caso.

10. Documentário “muito além do peso’’.
11. Música ‘’Geração Coca-Cola’’ do Legião Urbana: ‘’Nos empurraram com os enlatados dos
Usa’’/’’Desde pequenos nós comemos lixo’’.

12. Fernando Botero, pintor de gordos e gordas.
13. Década de 2000, crianças se divertiam com brincadeiras saudáveis, como soltar pipa, jogar bola, jogar
bets, pique esconde, entre outros.
14. No anime japonês Naruto, o personagem Naruto Uzumaki está sempre em boa forma física, dispostos
/a batalhar e salvar a aldeia da Vila da Folha. Já o personagem Chouji Akimichi, um jovem gordo da
aldeia, está sempre comendo, indisposto e com medo na hora da luta.
15. Desde a pré-história a obesidade assumiu um papel preponderante na vida dos seres humanos, sendo
referida como símbolo de beleza e fertilidade.

➢ MULHER, IGUALDADE DE GÊNERO, MACHISMO, PAPEL DA MULHER NO SÉCULO XXI,
VIOLÊNCIA DE GÊNERO:
1. A literatura histórica que trata sobre o Brasil Imperial, nos revela sobre o perigo de, sobretudo as
mulheres, andarem desacompanhadas à noite nas ruas fluminenses, pelo eminente risco de serem
apedrejadas ou salteadas.
2. Desde a literatura barroca, século XXII, a figura feminina foi edificada quanto a um instrumento de
sedução, na poesia “À mesma Dona Ângela”, o autor Gregório de Matos se refere a elas “Sois anjo,
que me tenta e não me guarda”, “se a beleza hei de ver para matar-me com o pecado, antes olhos
cegueis”.
3. “Sou mais macho que muito homem” – a frase remetida a escritora modernista Patrícia Rehder
Galvão, mas conhecida como “PAGU” ficou internacionalmente conhecida por uma quebra de
paradigmas machistas de sua época onde o homem era melhor que a mulher pelo seu machismo, fato
esse que permeia a sociedade até os dias de hoje.
4. O romance Parque Industrial, de 1933 da escritora Patrícia Rehder Galvão, mas conhecida como
“PAGU”, traz como temas centrais a questão da desigualdade de gênero e da desigualdade social.
Critica uma hierarquia de gênero que sustenta que o homem, supostamente superior, fosse
sexualmente livre, enquanto as mulheres não.
5. Busca por padrões de beleza: realismo quando as mulheres eram vistas como desejo da carne.
6. Em pleno século XX, essa característica foi reforçada pelo “American way of life”, que vendia a imagem
da mulher perfeita como a dona de casa, mãe zelosa e esposa dedicada.
7. Os Cinistas, na antiguidade helenística, já defendiam a igualdade de gênero, isso no séc. IV a.C

8. Instauração do voto feminino em 1953 por Getúlio Vargas.
9. Revolução Francesa: Entre os anos de 1789 e 1799 houve agitado período na história francesa, que
trouxe à tona questões como a liberdade, a igualdade e a fraternidade, influências do Iluminismo.

10. Na Grécia antiga, a mulher era vista como uma criatura sub-humana, inferior ao homem, destinada
apenas a procriação.
11. Em 1789, por meio da Revolução Francesa, os Jacobinos apresentaram ao mundo moderno os ideais
de liberdade, fraternidade e igualdade.
12. A imagem do homem das cavernas puxando a sua mulher pelo cabelo ainda está enfatizada como
estereótipo na atual sociedade contemporânea.
13. A pílula anticoncepcional, criada na década de 1960, deu início a uma revolução sexual, a qual
conferiu certa autonomia às mulheres em relação a seu corpo e sua sexualidade.
14. Emancipação feminina: mulheres passavam a trabalhar nas fábricas porque seus maridos iam para a
guerra.
15. Revolução industrial e 2°Guerra Mundial: mulheres trabalhando.
16. Casamentos forçados que aconteceram na Roma Antiga e ainda acontecem na Índia.
17. Mutilação da genital feminina durante ditadura militar e ainda acontece em países da África e do
Oriente Médio.
18. A escritora nigeriana Chimamanda Adichie alega que o problema do gênero consiste em descrever em
histórias fictícias como devemos ser, ao invés de reconhecermos quem somos.
19. “O homem é definido como ser humano e a mulher, como fêmea.” – Simone de Beauvoir.
20. Ninguém nasce mulher, torna-se mulher” - Simone de Beauvoir.
21. Segundo Simone Beauvoir "Quando se respeita alguém, não queremos forçar a sua alma sem o seu
consentimento". O pensamento, remete à ausência de conhecimento da mulher.
22. ONG Casa da Mulher Catarina: realiza debates, cursos, oficinas e seminários relacionados a temas
como poder e política, combate ao racismo, direitos sexuais e reprodutivos e enfrentamento à violência
contra as mulheres.
23. Lei Maria da Penha.
24. “Nem toda feiticeira é corcunda, nem toda brasileira é bunda, meu peito não é de silicone, sou mais
macho que muito homem” – a música “Pagu” de Rita Lee e Zelia Duncan, reflete uma perspectiva do
machismo e da visão empregada as mulheres.
25. O filme “Eu não sou um homem fácil” retrata a história de um personagem que tem sua vida totalmente
alterada após bater com a testa em um poste, nessa nova realidade, os papeis de gênero se alteram
como um paradigma onde no mundo o sexo feminino e superior ao masculino, nesse contexto o
homem fica perdido em um mundo onde ele agora tem que submeter a um mundo feminista e
opressor.
26. A série estadunidense “13 reasons why” explora uma temática bastante discutida no cenário hodierno:
a questão da violência de gênero. Na obra, garotas são vítimas de inúmeras formas de agressão física
e psicológica, algo que extrapola a ficção e se faz incisivo no mundo real feminino.
27. Livro A Cor Púrpura, de Alice Walker: Qualquer tema que envolva racismo e machismo.
28. Livro Eu sou Malala, de Malala Yousafzai, retrata o combate à desigualdade de gênero.

29. Filme: Meninos não Choram.
30. Filme: Tomboy.

31. Filme: As Sufragistas.
32. Cultura do estupro: Atena (a deusa da sabedoria) escolheu Medusa para ser a sacerdotisa do tempo
dela. A mulher era de uma beleza tão grande que chamou a atenção de muitos, inclusive de Poseidon
foi o que teve a intenção de possui-la. Poseidon entrou no templo, disfarçado ficou atrás do altar até
quando não havia mais ninguém, a estuprou. Ao saber que seu templo havia sido violado, Atena tornou
Medusa imortal, depois escureceu e revestiu a pele da moça com escamas de réptil e seus cabelos
deram lugar a serpentes deixando Medusa com uma aparência horrível de um ser repugnante e tirando
toda a sua beleza. O resultado do estupro foi uma gravidez que Medusa teve que passar.

33. Arlequina e Coringa: romantização da agressão.
34. Acomete a história da cientista, Marie Curie que, apesar de ter possuído um intelecto excepcional,
esteve às sombras de seu esposo para alcançar credibilidade, sofrendo com os efeitos do machismo
em suas pesquisas.

35. Secretaria de Políticas para Mulheres.

36. Cultuar a beleza da mulher e tratá-la como objeto sexual.
37. Desigualdade de gênero: mulheres recebiam metade do salário de um homem.
38. Desenvolvimento da pílula anticoncepcional em 1956 que facilitou a emancipação feminina e o
empoderamento com o próprio corpo.
39. Movimentos feministas: luta pelo direito do divórcio, aborto.
40. O sinto de castidade feminino e uma forma de controle e aprisionamento da mulher pelo homem, o
qual se torna dono do órgão sexual da mulher como se a mesma fosse um objeto sexual particular do
homem.

➢ DESIGUALDADE SOCIAL, IGUALDADE, EXCLUSÃO SOCIAL, INCLUSÃO SOCIAL:
1. “Não é verdade que o Brasil esteja progredindo rumo a ser uma sociedade Igualitária”- Machado de
Assis [1880].
2. A desigualdade social se dava desde os tempos do Brasil Colônia, em que Portugal detinha os
recursos advindos do próprio Brasil, cuja relação de desigualdade dava-se entre os senhores e os
escravos.
3. A Revolução Francesa, ocorrida no final do século XVIII, teve como lema um princípio iluminista:
igualdade, liberdade e fraternidade.
4. De acordo com a socióloga brasileira Marilena Chauí, a democracia deve ser um sistema de direitos
igualitários para todos, sem ações que prejudiquem um grupo em prol de outro.
5. Jean-Jacques Rousseau divide a desigualdade social em sua obra, o “Discurso sobre a origem e os
fundamentos da desigualdade entre os homens” em dois tipos: A física ou natural, que é estabelecida
por fatores como força física, idade, condições de saúde e até mesmo a qualidade de espírito do
indivíduo; e a desigualdade moral e política, uma espécie de senso comum entre a sociedade, que
uma convenção autorizada e consentida pela maioria das pessoas.
6. Karl Marx: Para ele, a desigualdade social era um fenômeno causado pela divisão de classes e por
terem, nessas divisões, classes dominantes, estas se utilizavam da miséria gerada pela desigualdade
social como instrumento de manter o domínio estabelecido sobre as classes dominadas, numa espécie
de ciclo.
7. Segundo o pensamento do filósofo grego, Aristóteles, o qual diz que “a justiça é o princípio de
igualdade”.
8. Conforme João Carlos o problema da desigualdade social não é a falta de dinheiro para muitos, e sim
o excesso nas mãos de poucos.
9. Já dizia o Barão de Itararé "os homens nascem iguais, mas no dia seguinte já são diferentes".
10. A visão de Darcy Ribeiro sobre a elite brasileira, que por conta de todo o processo desigual da
colonização é dotada de uma perversidade descomunal.
11. De acordo com Rousseau, não há liberdade plena sem que haja igualdade sócio-econômica.
12. "A injustiça que se faz a um é uma ameaça a todos". Desse modo, o pensamento de Montesquieu,
filósofo francês, símbolo do ideal iluminista e defensor de uma justiça igualitária a todos.
13. O polímata brasileiro Rui Barbosa disse: "A escravidão do negro é a mutilação da liberdade do branco",
salientando que a desigualdade é prejudicial para a sociedade como um todo.
14. Aristóteles, filósofo grego, afirmava que os iguais devem ser tratados como iguais e os desiguais na
medida da sua desigualdade.
15. Segundo o sociólogo Zygmunt Bauman, a desigualdade no mundo não diminuiu apenas mudou a sua
natureza.

16. Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
17. IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que 1% mais ricos recebe 36 vezes mais
que os 50% mais pobres.
18. O índice de Gini vai de 0 a 1. Quanto mais próximo de zero, mais igualitária a distribuição de renda.
usado no Brasil para medir a desigualdade, ficou em 0,525 no em 2016.
19. Brasil está entre 10 países mais desiguais do mundo, aponta PNUD (Programa das Nações Unidas
para o Desenvolvimento).
20. Palavras Boom: “Predominam ainda no Brasil duas convicções errôneas sobre o problema da exclusão
social: a de que ela deve ser enfrentada apenas pelo poder público e a de que sua superação envolve
muitos recursos e esforços extraordinários. Experiências relatadas nesta Folha mostram que o
combate à marginalidade social em Nova York em contando com intensivos esforços do poder público
e ampla participação da iniciativa privada.”
21. Art. 5º - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos
brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à
igualdade, à segurança e à propriedade [...]
22. A obra “Casa Grande & Senzala” de Gilberto Freire, reflete a o quão estrutural é esta questão. Essas
desigualdades, que tem como raiz a concentração de renda nas mãos de poucos, repercutem numa
sociedade na qual uma elite usufrui das riquezas enquanto para a massa é relegada uma condição de
vulnerabilidade.
23. O documentário "Ilha das Flores" de Jorge Furtado explica o que acontece em um lixão de mesmo
nome onde porcos têm preferência em relação às pessoas que vivem na região na hora de catar os
restos de alimentos. A partir do incômodo e da indignação provocada, o curta-metragem retrata a
situação degradante de vida de seres humanos devido à desigualdade social.
24. Livro Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie, envolvam imigração, preconceito racial e
desigualdade de gênero.

25. Filme: Revolução dos Bichos.

➢ COMIDA, FOME, ALIMENTO: “Fome de mudança”, “subalimentação dos subdesenvolvidos”,
“Pratos vazios e Esperanças cheias”
1. No contexto da era modernista, Manuel Bandeira, um dos maiores escritores da literatura brasileira,
escreveu “o bicho”, poema este que, ainda hoje, mostra-se essencial para explorar um dos maiores
problemas sociais enfrentados pela humanidade: a fome
2. No poema de Victor Rodrigues, "Se a gente é o que come, quem não come nada some, por isso
ninguém enxerga essa gente que passa fome".
3. Grande fome (1315-1317): ocorreu na baixa idade média, devido ao aumento da população,
diminuição da produção agrícola, resultado da crise climática e aumento do preço dos alimentos.

4. Ao fim do século XVIII o economista Robert Malthus afirmou que a razão entre a produção de
alimentos e crescimento populacional seria tão grande na qual seria insustentável, ou seja, não haveria
comida para toda a população.
5. Na segunda metade do século XX ocorreu a Revolução Verde, na qual houve o aumento e a
modernização da produção agrícola com o objetivo de acabar com a fome mundial.
6. "Eu enterrei meus cinco filhos (...) E morreram tantos que todos achavam que era o fim dos tempos",
frase proferida por Agnolo di Tura, sobrevivente da crise que dizimou o século XIV, exprime seu
desespero e sua angústia frente à fome que se apossou dos anos 1300.
7. Há cerca de 5000 anos, o Império Inca se estabeleceu na América Latina e o critério de soberania para
eles era a alimentação total da população e, até hoje, acredita-se que ninguém teve esse direito
negado na época.
8. Revolução Verde do século XX: Foi um período de incentivo por parte dos Estados Unidos e da ONU
das políticas de ampliação da produção agrícola em países subdesenvolvidos através da
modernização das práticas no campo.
9. Consoante ao pensamento do filósofo alemão Arthur Schopenhauer de que os limites do campo da
visão de uma pessoa determinam seu entendimento a respeito do mundo que a cerca, ocorre porque
grande parte dos indivíduos, por não fazerem parte de um grupo de pessoas que se encontram em
estado de extrema pobreza e desnutrição, não se preocupam com o consumo sustentável, realizando,
muitas das vezes, a eliminação de alimentos que poderiam ser reaproveitados.
10. Os filósofos contratualistas, Thomas Hobbes, John Locke e Rousseau - estabelecem que o Estado
surge de um contrato, entre governantes e governados; em um Estado Democrático, cujos políticos
representam e são eleitos pelo povo, e atender as necessidades básicas do mesmo deveria ser a
principal pauta.
11. Em conformidade com o sociólogo Betinho, o "crime ético" da inanição decorre da perversa exclusão
social pela qual foram acometidos enormes contingentes populacionais no país. Nessa perspectiva, a
insegurança alimentar associa-se estreitamente à pobreza.
12. Em uma de suas frases Gandhi cita algo como todos os dias a natureza produz o suficiente para
acabar com a fome mundial o que falta é chegar até elas.
13. Segundo Enrique Dussel, filósofo argentino, a fome do oprimido é fruto de um sistema injusto.

14. Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).
15. Estado da Agricultura e Alimentação (SOFA).

16. Ministério da Fazenda.
17. Ministério do Desenvolvimento Social.
18. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
19. MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário).
20. Rede da Organização das Nações Unidas (ONU), "Save the Food", que atua em parceria com a
Embrapa e age contra o desperdício, para combater a insegurança alimentar.

21. Ministério da Pesca e Agricultura.
22. Instituto de Justiça Fiscal (IJF).
23. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), hoje, mais de 13 milhões passam
fome no Brasil.
24. De acordo, com o Pacto Internacional sobre os Direitos Econômicos, Sociais e Culturais, 795 milhões
de pessoas vão dormir com fome todas as noites, resultando 12,9% da população, isto é, homens,
mulheres, crianças e idosos.
25. Segundo a OMS, cerca de 30% das mortes diárias estão associadas com a fome e pobreza extrema.

26. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), pelo menos 1 pessoa em cada 2,1
milhões de moradias ficou sem comer durante um dia por não ter dinheiro para comprar
comida.
27. A Organização da ONU para a Agricultura e a Alimentação (FAO) lançou o Programa Anti-Fome. Com
ele, pretende reduzir a escassez de alimentos na África e na Ásia.
28. A partir de levantamentos da World Resource Institute(WRI) o Brasil desperdiça, diariamente 40 mil
toneladas de comida.
29. Palavra Boom: “Um povo do hemisfério norte costuma ingerir pela manhã, num estranho ritual, a
secreção de uma glândula de um mamífero, ao qual misturava-se líquido de cor terrivelmente negra;
figurava, ainda, nessa tétrica cerimônia, uma gosma que determinados insetos vomitavam, células
reprodutoras de aves e determinadas pastas gordurosas, isso tudo apesar de grotesco e depravante
para seu ideal, nada mais era que Queijo, Manteiga, Café, Mel e Ovos (José Carlos Rodrigues, 1986)”

30. A Declaração Universal dos Direitos Humanos - Artigo XXV - infere que toda pessoa tem direito a um
padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar, inclusive, alimentação.

31. Direito à alimentação previsto no art. 6º da Magna Carta.
32. O personagem Severino, do livro “Morte e Vida Severina” de João Cabral de Melo Neto, encara a
grande desigualdade social e morre de fome a cada dia durante sua jornada.
33. No filme "Tempos Modernos" de Charlie Chaplin, o protagonista encontra, em meio ao contexto de
fábricas buscando intensamente o lucro, uma menina órfã faminta que não tem moradia.
34. Exatos quarenta anos após a pintura de "Os retirantes", em que Candido Portinari denunciou a
realidade subumana da seca, da miséria, e sobretudo da fome.
35. Livro Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus: Temas que envolvam a pobreza, a fome, a
desigualdade social e o racismo.
36. No filme Jogos Vorazes é possível perceber a desigualdade social entre os distritos e a problemática
da fome entre os menos favorecidos.

37. Fome Zero em 2003.
38. A pintura realista “As respingadoras” do pintor francês Jean-François Millet, retrata um cenário de três
moças na miséria, e sem ter o que comer elas tomam a decisão de catar espigas, e como era de
costume da época, ela ficava atrás dos lavradores, e toda vez que os lavradores colhiam espigas de
milho, aquelas que caiam no chão eram destinadas a população que não tinham o que comer.
39. O indiano vencedor do prêmio Nobel em economia, Amartya Sen, escreveu em seu livro "pobreza e
fomes" que a causa da fome não está na falta de alimentos, mas associada à pobreza e
desigualdade.
40. O geógrafo Josué de Castro, em sua obra Geopolítica da Fome comprova que a desnutrição
populacional advém de fatores políticos, e que é de extrema importância a implementação da reforma
agrária no país, com o intuito de destinar as terras devolutas para a produção de insumos
alimentícios.
41. Contrapondo o pensamento malthusiano, a Escola Marxista afirma que o problema da fome no mundo
não é decorrente da falta de alimento, mas da sua má distribuição.
42. Conforme defendeu o geógrafo Milton Santos, o fenômeno da globalização foi responsável por
acentuar o hipercapitalismo e, consequentemente, a fome e a pobreza no mundo.
43. De acordo com Gary Garden, pesquisador do Instituto WorldWatch, a produção agrícola triplicou desde
1950. Nesse caso, a fome pode ser caracterizada, por exemplo, pelo desperdício intenso que ocorre
em nível de varejo e consumidor.

➢ HOMOFOBIA, LGBTFOBIA, GAYS, HOMOSSEXUALIDADE: “A idiossincrasia de Procusto”, “A
esperança de uma realidade melhor!”
1. Século XX, o governo nazista de Adolf Hitler, difundia perseguições aos homossexuais.
2. No Brasil, na década de 1980, houve uma epidemia de aids, que chegou a ser denominada pelo jornal
Notícias Populares (1983) como "peste-gay", pois nessa época a doença era comumente associada à
orientação sexual dos indivíduos.
3. O ato de se relacionar com pessoas do mesmo sexo deu início na Grécia Antiga, principalmente entre
os homens, dado que passavam a maior parte do tempo juntos.

4. Chegada dos portugueses ao Brasil – miscigenação.
5. Cegueira Moral, Zygmunt Bauman - Na obra o autor diz que a sociedade atual tem como fim último o
próprio eu. A indiferença para com o seu semelhante é algo extremamente presente na atualidade.
Trecho: “O mal não está confinado às guerras ou às ideologias totalitárias. Hoje ele se revela com mais
frequência quando deixamos de reagir ao sofrimento de outra pessoa, quando nos recusamos a
compreender os outros, quando somos insensíveis e evitamos o olhar ético silencioso".
6. Jovem Lozano de 17 anos, foi encontrado carbonizado em um canavial de cravinho no interior de são
Paulo, o rapaz foi morto pela mãe com ajuda do padrasto.
7. De acordo com o portal da Globo, cerca de 10% da população LGBT possui aids.
8. Atentado na boate de Orlando.
9. Palavra Boom: ““A vida oscila como um pêndulo, indo e voltando, entre a dor e o tédio”. Esse pêndulo
da frase do filósofo alemão Arthur Schopenhauer tem tendido, hodiernamente, ao lado da dor se
analisarmos o alijamento dos homossexuais do que concerne”
10. Palavra Boom: “A herança histórico-cultural é a principal responsável pela manutenção do preconceito
contra os homossexuais. Isso decorre do século V durante a idade média, a relação homo afetiva
devido a influência de fatores religiosos passou a ser bastante oprimida e vista como pecado. A
sociedade então, por tender a incorporar as estruturas sociais de uma época, conforme defendeu o
sociólogo Pierre Bourdieu, naturalizou-se esse pensamento e passou a reproduzir a ideia do
preconceito que, lamentavelmente, persiste até os dias atuais”
11. Palavra Boom: Na mitologia Grega, Zeus presenteou Pandora com uma caixa que quando aberta
liberou todos os males existentes na humanidade. De maneira análoga, o preconceito intrínseco nas
raízes históricas da sociedade e a falta de informação por parte da sociedade enquadram-se nesse
conceito mitológico de mal.

12. Artigo 5º da Constituição Federal reporta os Direitos Universais da Humanidade.
13. A obra “O Ateneu” de Raul Pompeia, foi uma das primeiras obras a abordar o homossexualismo, o
personagem Sérgio tem uma afeição ambígua por seus 3 amigos (Sanches, bento Alves, egbert), e os
3 amigos vão o oprimir.
14. João Mendonça, popularmente conhecido como Jailson Mendes ou “Pai de Família” ficou famoso após
virar um meme famoso da internet, devido aos seus bordões como “aí que delicia” em um filme adulto
homoafetivos, foi consequentemente levado a inúmeras ridicularizações e brincadeiras pela internet.
Contudo, Jailson tocou a frente e participou diretamente desse nova faze, e demostrou para todos um
ícone de representação LBGT que apesar de tudo, supera as dificuldades enfrentando seus medos e
suas barreiras, e apesar de todos ficarem jocosos com seu meme, Jailson e adorado e seguido por
inúmeras pessoas, criando fãs e adoradores.
15. Parada gay: evento de atração turística que traz benefícios à economia das cidades.

16. Fundamentalista e extremista, grupos que integram os “contra gay”.
17. Aumento das vendas no dia dos namorados na O Borticário em 2015 devido à propaganda com casais
homoafetivos.

18. Termos: homossexuais, homoafetivos e pederastas.
19. Mito de Procusto: a analogia do mito representa claramente a intolerância do homem em relação ao
outro.
20. Charles Darwin, teoria da Seleção Natural: “O ser humano é fruto de processos evolutivos. Sendo
assim, ainda que sejam da mesma espécie, há diferenças que nos permeiam”

➢ ATIVISMO NAS REDES SOCIAIS, MANIFESTAÇÕES POPULARES, PROTESTO, GREVE:
“Ativismo Sedentário”
1. Nas duas primeiras décadas do século XX, na Rússia, ocorreram inúmeras revoltas populares, entre
as quais a que ficou conhecida como Domingo Sangrento, que ocorreu em janeiro de 1905, quando
centenas de pessoas foram mortas, durante uma manifestação que reivindicava direito à greve,
melhores condições de vida e convocação de uma Assembleia Constituinte.
2. O manifesto denominado “Primavera Árabe”, onde um jovem tunisiano chamado Mohamed Bouazizi,
ateia fogo em seu corpo, afim de protestar contra as péssimas condições de vida no território onde
vivia, alavancou após sua morte diversos protestos que derrubaram do poder o ditador que ali estava.
3. Na Revolução Industrial no século XVIII, foi quando começaram os atos de reivindicação por parte dos
trabalhadores, que lutavam por melhorias nas condições desumanas de trabalho nas fabricas e pela
baixa remuneração.
4. Movimentos como Diretas Já e Caras Pintas, possuíam cunho político e visavam mudanças sociais.

5. Na década de 80, o movimento estudantil brasileiro se transformou em um importante foco de
mobilização à ditadura militar. O movimento viria a ser conhecido como "Diretas já", com
aproximadamente mais de 1.500.000 cidadãos participaram do protesto pedindo a volta do regime
democrático ao país, que anos depois essa transformação foi possível.
6. O Movimento negro, que aconteceu nos Estados Unidos em 1964, e que representou a luta da
população negra do país, a qual lutava por seus direitos civis.
7. A memorável luta da Ucrânia contra o presidente, denominada como revolução Ucraniana, foi
planejada por estudantes no ''facebook'' e comprova a força dessa geração, pois o movimento só teve
fim quando os objetivos do povo foram alcançados.

8. Primavera Árabe.
9. Impeachment da presidenta Dilma Rousseff.
10. Segundo o sociólogo Manuel Castells: “Não basta apenas criticar na internet, e preciso que o
movimento seja visível”.

11. Martin Luther King (Pastor): “Quem aceita o mal sem protestar, coopera com ele.”
12. Segundo Aristóteles o homem é um animal político, sendo a política tão antiga quanto à vida em
sociedade, dessa forma os movimentos populares, visando melhores condições de vida, são de
extrema relevância tanto quanto a política.
13. Segundo o pensamento marxiano, a história da humanidade é marcada pela luta de classes.

14. Para o sociólogo Émile Durkheim, as manifestações populares podem ser consideradas como fato
social, uma vez que para ele o coletivo é mais importante que o individual, pois garantem a coesão
social.
15. ''O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.” A frase de Martin Luther King já
ressaltava a importância das manifestações populares, para mudanças políticas e socioeconômicas na
sociedade.
16. O filósofo Mário Sérgio Cortella, em seu livro "Não Nascemos Prontos", ensina que o homem
insatisfeito é o que tem o poder de provocar mudanças ao seu redor.
17. O sociólogo Zygmunt Bauman já afirmava que: "uma sociedade que esquece a arte de questionar não
pode esperar encontrar respostas para os problemas que os afligem".
18. O contrato social, segundo Rosseau, legitima as manifestações populares que tem o intuito de
derrubar um Governo que não representa a sociedade em questão.
19. Gandhi, líder pacifista indiano, acreditava que devemos nos tornar a mudança que queremos ver.

20. Martin Luther King (protestante e ativista político): “toda hora é hora de fazer o que é certo”.
21. Segundo o dramaturgo Bertold Brecht: “o pior dos analfabetos é o analfabeto político.”
22. O ativista e sociólogo brasileiro Bentinho, defendia que somente a participação cidadã era capaz de
mudar o cenário de um país.
23. Como dizia o filósofo Nicolau Maquiavel: "Não há nada mais difícil ou perigoso do que tomar a frente
na introdução de uma mudança".

24. Segundo a frase da socióloga Maria da Glória Gohn: "antes lutavam para ter direito a ter direitos”
25. A frase atribuída ao presidente Washington Luís em 1926, " A questão social é caso de polícia",
exprime o descaso atual do Governo com os movimentos sociais, tornando-se caso de polícia e não de
política.

26. MPL (Movimento Passe livre).
27. Passeatas como “Orgulho LGBTS”, movimentos raciais ou de ideologias políticas estão sendo
organizados por internet.
28. Palavra Boom: “A história da humanidade mostra que muitas vezes é preciso baixar ao mais profundo
inferno antes de buscar a redenção. Sem o sangue copioso que correu das cabeças cortadas na
França revolucionária não se teria firmado a ideia de que não se constrói uma sociedade cidadã à base
da ação desenfreada de guilhotinas”
29. Manifestação é a ação de tornar público; ato de expressar um pensamento, ideia, ponto de vista.
Segundo o artigo 5º, inciso IV “é livre a manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato”.

30. Direito à reivindicações, movimentos e protestos: o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa
de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder.
31. No filme, “Tempos Modernos” de Charlie Chaplin, Carlitos é preso por policiais por estar em uma
reivindicação trabalhista. O cineasta mostra a relação dos oficiais, que em detrimento dos cidadãos e
com o discurso de defensores do Estado, prendem e agridem os ativistas.
32. A obra fictícia "Jogos Vorazes" retrata a insatisfação e a luta da população perante um governo
autoritário.

33. Manifestações dos 0,20 centavos ocorridas no Brasil em 2013.
34. O “slcktivism” e um termo inglês que significa ativismo preguiçoso.

➢ ADOLESCÊNCIA, JOVENS, CRIANÇAS, JUVENTUDE, GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA,
VIOLÊNCIA INFANTIL, CASAMENTO INFANTIL.
1. Gerações de crianças morreram devido à escravidão colonial, foram abusadas sexualmente e
vendidas por seus senhores.
2. Maomé, no seu terceiro casamento, casou-se com Aisha, uma garota de seis anos de idade. O islã,
religião que aceita Maomé como autoridade máxima, influencia demasiadamente nas leis e nos
costumes das sociedades em que o possuem como maioria, como por exemplo, os países da Europa,
Ásia e África.
3. Historicamente inferindo, na Grécia antiga o casamento e a maternidade infantil precoces para as
meninas eram incentivados. Também os meninos eram esperados se casarem antes de chegarem a
idade de 18 anos.
4. Em Esparta, antiga pólis grega, as crianças recém-nascidas com deficiência eram descartadas e
jogadas do alto de um monte chamado Taigeto.
5. De acordo com o pensamento Durkheimiano, o ser é aquilo que a sociedade faz dele, nesse sentido, o
grupo social que aborda sexualidade como tabu, consequentemente, terá jovens vulneráveis no que
diz respeito às consequências de uma gravidez precipitada.
6. As famílias então por tender a incorporar as estruturas sociais de sua época, como defendeu o
sociólogo Pierre Bourdieu, talvez hoje em dia não saibam lidar corretamente com essa situação pois a
estrutura antepassada de suas famílias tenha vivenciado essa realidade de maneira “natural”.
Deixando um legado negativo que deve ser mudado.
7. As ideias de Maquiavel a respeito de que as ações humanas são condicionadas pelo meio social onde
esses estão inseridos explica esse fato; porque a falta de conversa familiar a respeito do ato sexual, de
como se prevenir, ensino público de baixa qualidade e a falta de investimentos governamentais
voltados para a juventude são estímulos ao descaso no tocante à prevenção.
8. Parafraseando o ativista, Nelson Mandela a alma da sociedade é refletida na forma como ela trata
seus jovens, assim é preciso rever essa lei que incube direitos de adultos a crianças que deveriam ter
o direito de passar por todas as fases sem postergar o estágio de brincar, estudar e crescer como
cidadão.
9. "Se houver para a humanidade uma esperança de salvação e de ajuda, esta ajuda só pode vir da
criança, porque é nela que se constrói o homem." Segundo Maria Montessori, pedagoga que criou o
método educacional que leva seu nome, a educação é algo indispensável para a construção de adultos
com caráter.
10. “É na adolescência que se estabelece hábitos que serão levados pela vida adulta''. A frase do gerente
de estatísticas de saúde Marco Andreazzi, deixa nítido a relação que cuidado que uma nação deve ter
com questões referentes aos jovens.
11. A questão da gravidez na adolescência, no Brasil, seria, para o sociólogo Durkheim, um fenômeno
patológico, uma vez que foge à regularidade mundial, que delimita as condições normais.
12. Pode-se levantar a seguinte frase do Mestre Jesus: “A mulher gravida quando está para dar à luz sente
tristeza, pois é chegada a sua hora, mas depois já nem se lembra da dor pela alegria de haver nascido
um homem no mundo”.

13. Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e Adolescente (SGDCA).
14. ONG Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (Cedeca): atua na proteção de
crianças e adolescentes em situações como violências sexuais, crimes de homicídio, violência física e
violação dos direitos. Orienta e fornece apoio às vítimas e seus familiares através do atendimento
psicossocial e jurídico. Também promove ações de sensibilização e mobilização em torno da questão
da violência contra as crianças.
15. Associação Beneficente São Martinho: atende crianças e jovens em situação de rua ou que moram nas
ocupações no Centro do município. Oferece desde espaço para as crianças tomarem banho,
escovarem os dentes e trocarem de roupa, até café da manhã ou lanche e atividades culturais e
esportivas. Também levanta histórico dos atendidos para tentar reverter situação.
16. ONG Luta Pela Paz: A Luta pela Paz existe para apoiar jovens de comunidades afetadas pela
criminalidade e violência, seja criando oportunidades ou apoiando-os a acessarem as oportunidades já
existentes através dos esportes.
17. ONG Doutores da Alegria: É uma organização sem fins lucrativos que utiliza a arte do palhaço para
intervir junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social
em hospitais públicos e ambientes adversos.
18. O relato de vida da Sra. Sherry Johnson, uma americana que foi estuprada aos 8 anos, aos 10
engravidou e aos 11 anos de idade foi obrigada a casar com o seu estuprador, isso trouxe muitos
problemas a ela, Johnson relata que quando soube que ia casar, perguntou a sua mãe ''o que é
casar?”, e poucos dias depois estava casada com o seu estuprador.
19. De acordo com dados fornecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 7% das
gestantes brasileiras apresentam idade inferior a 19 anos.
20. De acordo com análise da Organização Mundial da Saúde, a taxa de gestação na adolescência no
Brasil ultrapassa a estimativa mundial e a da América Latina, fica com 68,4 nascimentos para cada
1000 meninas entre 15 e 19 anos.
21. De acordo com o Banco Mundial, a cada ano cerca de 15 milhões de garotas no mundo se casam
antes de completarem 18 anos.
22. Segunda a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014 houve 1,9 mil mortes de adolescentes nas
Américas, durante a gestação e no pós-parto.
23. De acordo com dados oferecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), desde
1980, o número de adolescentes entre 15 e 19 anos grávidas aumentou 15% levando-nos a inferir que
cerca de 700 mil meninas se tornam mãe a cada ano no Brasil.
24. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 7,3% das jovens de 15 a 17 anos têm,
pelo menos, um filho.
25. Segundo pesquisas realizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada cem gestações,
sessenta e cinco são de garotas entre 14 e 15 anos de idade.
26. Segundo dados do Instituto de Pesquisas da USP, o país se encontra em segundo lugar com maior
número de mães entre 15 e 19 anos de todo o mundo.
27. Segundo dados do DATASUS, 1 em cada 5 crianças brasileiras nasceu de mãe com idade entre 14 e
19 anos.
28. Conforme publicado pelo portal (G1) em 2017, 76% das mães que possuem entre 14 e 19 anos de
idade abandonam os estudos após a concepção.
29. O código universal dos direitos humanos define o casamento por menos de 18 anos como crime.

30. Lei Menino Bernardo.

31. Lei do Ventre livre 1871.
32. O filme brasileiro "Fala sério!", cuja direção é de Augusto Sevá, aborda de maneira clara e objetiva
uma temática extremamente delicada e em evidência no Brasil: gravidez na adolescência.
33. A obra "Capitães da Areia" de Jorge Amado fundamenta a antecipada vida sexual das crianças do
Brasil, com personagens vivenciando contextos que envolvem sua erotização e também a ausência
familiar como base de formação.
34. O filme Juno, que demostra o drama de uma adolescente de 13 anos grávida, mostra que a menina só
conseguiu lidar com a situação com a ajuda do pai, pois até então ela provava total ignorância a
respeito do sexo e da própria gravidez.
35. No filme "Preciosa", o autor narra a história de uma jovem que engravidou aos dezesseis anos de
idade, por isso, sofreu muito preconceito na família e na sociedade.
36. A obra intitulada "A cor púrpura", de Alice Walker, discorre a respeito da história de uma garota
chamada Celie, de 14 anos, que se casa precocemente e tem dois filhos.
37. A obra "Como estrelas na terra" relata a vida de uma criança de 9 anos que tem dislexia, mas a família
e a escola não a compreendem e, por isso, pouco se mobilizam para auxiliá-lo.
38. A novela ''Malhação Seu Lugar no Mundo'' foi uma das novelas mais recentes a abordar o tema da
gravidez na adolescência. Na novela, a personagem Krica descobriu estar grávida de Cleyton em seu
último ano de escola, o ano do vestibular, e dessa forma, teve que superar diversos obstáculos, como
a falta de tempo para conciliar estudo e realizações de exames frequentes, além da dificuldade de
entendimento dos pais de Krica.

39. Trecho da música da banda palavra cantada “criança não trabalha, criança dá trabalho”
40. No Iémen, uma criança de 8 anos chamada Nujood Ali foi vendida pelos seus próprios pais, por
estarem passando por dificuldades, a um homem de 24 anos em troca de 550 euros, segundo a revista
Época e, além disso, a jovem também foi abusada sexualmente na noite de núpcias pelo seu cônjuge.
Devido a pobreza presente em diversos países, muitas garotas são cedidas ainda criança e, em alguns
casos, sujeitas a desenvolver problemas físicos, pois, podem ser vítimas de violência física ao longo de
sua vida como esposa.
41. Cinderela: a madrasta da garota abusa da não presença de seus pais e obriga a menina a fazer todos
os trabalhos domésticos.
42. Rapunzel: “subordinada aos interesses pessoais doentios de uma bruxa, Rapunzel- Personagem de
um famoso conto infantil - tinha seus direitos e parte da sua liberdade privados. Não tão diferente
dessa obra literária, atualmente, parte das crianças e adolescentes sofrem abusos constantes e têm
suas dignidades e infâncias perdidas’’.
43. As famílias estão adotando tradições como as das tribos indígenas como o casamento entre jovens na
adolescência e isso tem provocado a destruição de sonhos de muitas jovens em todo o mundo.
44. Crianças no tráfico e nas favelas.
45. O casamento infantil nas religiões islâmicas possuí somente o sentido dos prazeres sexuais, como
afirma o trecho Sahih Bukhari 9.140 do Alcorão. Assim, o abuso sexual e a falta de compaixão com as
meninas são incompatíveis com a sociedade baseada nos valores judaico-cristãos.
46. Surge a proposta do ex senador e antropólogo, Darcy Ribeiro, de criação das CIEP's (Centros
Integrados de Escolas Públicas), que acolhem crianças e jovens de classes populares, em tempo
integral, oferecendo-lhes ensino e nutrição adequada, diminuindo, portanto, a oferta de mão de obra
aos aliciadores.

47. Na China imperial o casamento infantil era norma.
48. Segundo a Neurociência, a parte do lobo frontal, que é responsável pelo senso crítico, está ainda em
processo de desenvolvimento. Por conta disso, são levados pela influência da mídia e pelos hormônios
e acabam tendo relações sexuais sem saber das suas reais consequências.
49. Para Paulo de barros (pedagogo e professor da USP), nos dias de hoje está sendo muito comum se
deparar com menores gestantes em sala de aula. Assim, o que leva à conclusão de que eles estão
trocando seu papel de adolescente pelo de adultos responsáveis.
50. A teoria Neomalthusiana desenvolvida no contexto prós-II Guerra apontava que o maior número de
jovens necessita de investimentos considerados no ramo da educação e saúde por exemplo.
51. Teoria da tábula rasa de John Locke: "O ser humano é como uma tela em branco que é preenchida por
experiências e influências".
52. Baby Boom ou "Explosão de Bebês" é uma definição genérica para crianças nascidas durante
uma explosão demográfica. Em geral, a atual definição de baby boomer refere-se as pessoas nascidas
depois da Segunda Guerra Mundial, já que logo após a essa houve uma explosão populacional e
aumento importante da natalidade nos Estados Unidos.
53. Com base no documentário "meninas" produzido pela CINELUZ, infere-se que a maioria das
adolescentes param de estudar por causa da gravidez.
➢ CYBERBULLYING: “A ofensa é virtual, mas a dor e real”
1. Segundo o Filósofo Jean-Paul Sartre: “A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é
sempre uma derrota”.

2. Humaniza Redes.
3. Conforme os dados divulgados pela SanferNet, entre 2012 e 2014, os números de denúncias de
cyberbullying aumentaram em 500%.
4. No filme “Cyberbullying” a adolescente Taylor, ganhou um computador de aniversário e ao criar uma
rede social ela vira vítima de brincadeiras de mau gosto, que levem a jovem a sofrer bully virtual.

5. O Facebook foi criado em 2004 por Mark Zuckerberg, com o objetivo inicial de difamar sua ex-
namorada.

6. Lei Carolina Dieckmann.

➢ DROGAS, DEPENDENTES QUÍMICOS, LEGALIZAÇÃO DA MACONHA, CIGARRO, TABAQUISMO:
“A “viajem” em direção à morte” “Pago tudo que consumo, não o que ocasiono.”, "Saúde
drogada”
1. “Sigo fumo como uma rotina própria”. O trecho do poema Tabacaria de Fernando Pessoa caracteriza a
perda de autonomia deste sujeito diante do vício.
2. É sabido que a Política Antidrogas lançada há cerca de uma década no governo de Fernando Henrique
Cardoso não apresentou resultados animadores no tocante à diminuição do tráfico de substâncias
ilícitas.
3. O ato de fumar carrega uma bagagem cultural e histórica vasta, antes da colonização portuguesa no
território brasileiro, os índios que possuíam terras no Brasil, este grupo foi responsável pela criação
dos ícones mais populares do folclore brasileiro: a caipora; Este ser fantástico e mítico da cultura tupi-
guarani, tinha em sua boca uma bituca de tabaco, com a chegada dos portugueses, a sociedade
originária do Brasil foi substituída pela elite portuguesa, que incorporou em seus costumes elementos
da cultura indígena, como por exemplo: o tabaco.
4. Desde da chegada do homem branco à América o tabaco já era utilizado pelos índios em seus rituais
religiosos e nas suas confraternizações. Ao longo do tempo ele se tornou um produto de luxo,
tornando-se ícone de prestígio e glamour. Hoje, o consumo de tabaco que até tempo atrás era símbolo
de status se tornou sinônimo de condenação para a saúde humana.
5. Durante o século XX houve grande popularização do tabaco em consequência da forte influência
midiática, seja pelos filmes hollywoodianos ou por propagadas como a do cowboy da Marlboro,
gerando atualmente uma estimativa de acordo com a OMS de 1,2 bilhões de fumantes no mundo, e
mortalidade de cerca de 7 milhões por ano.
6. Durante a década de 1960 surgiu, nos Estados Unidos, um movimento cultural de protesto à Guerra do
Vietnã: o movimento hippie. Inspirados pelo lema "sexo, drogas e rock'n roll" os jovens passaram a
viver de forma despreocupada e buscando prazeres a qualquer custo.
7. "Se eu quiser fumar, eu fumo. Se eu quiser beber, eu bebo. Pago todo que consumo", frase essa dita
pelo cantor sambista Zeca Pagodinho.
8. No cenário de imediatismo atual, conceito proposto por Zygmunt Bauman, o tabaco serve como uma
válvula de escape para o estresse do cotidiano.

9. PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência).
10. Centros de Atenção Psico Social (CAPS).

11. Secretaria Nacional de Política sobre Drogas.
12. Segundo o Instituto Nacional do Câncer o tabagismo é a 3° causa de morte evitável no mundo.

13. Estudos econômicos revelaram que o tabaco gera uma despesa de 1,4 trilhões de dólares aos cofres
públicos de acordo com a OMS.
14. Uma pesquisa feita pelo Georgetown Câncer Center constatou que filhos de pais que fumam tem mais
chances de serem fumantes na adolescência.
15. O habito de fumar diariamente pode acarretar um aumento de 30% na incidência de câncer de pulmão
e problemas neurológicos segundo a própria OMS.
16. No que se refere ao consumo, pesquisas realizadas pela Folha De São Paulo, informa que o Brasil
ocupa atualmente a oitava colocação no ranking mundial de fumantes.
17. De acordo com dados do Ministério da Saúde, houve um aumento de 150% de pacientes internados
em centros de tratamento a dependentes químicos no Brasil em 15 anos.
18. De acordo com Célio Luiz Barbosa, coordenador geral dos Centros de Atendimento às Famílias da
Fazenda da Paz "Tratar a dependência química não apenas curar os efeitos que as drogas causam no
indivíduo, é organizar o indivíduo completo".
19. Segundo o Ministério da Saúde há 600 mil usuários no país e o Governo Federal mantém somente
8.800 vagas nos hospitais.
20. Em uma pesquisa feita pela Universidade Estadual de São Paulo (Unifesp), entre 2012 e 2013,
mostrou que 5,7% dos brasileiros sejam usuários de drogas, sendo equivalente a mais de 8 milhões de
pessoas.
21. Países como Holanda, onde a droga é liberada e sua venda autorizada em ambientes registrados e
credenciados, apresenta baixo gasto governamental na área da saúde destinada a prestação de
serviços auxiliares aos consumidores de entorpecentes, bem como, tal fato gera direta e indiretamente
diversos empregos e um aumento na arrecadação tributária conforme dados da revista ISTOÉ.
22. Segundo pesquisa feita pela Lenad (Levantamento Nacional de famílias dos dependentes Químicos),
em agosto de 2012, 1,5 milhões de pessoas consomem drogas ilícitas diariamente.

23. Em 2006, vigorou-se a lei de drogas, na qual fez uma classificação entre traficantes e usuários.
24. O tabaco em cigarros nicotinados tornou-se a droga mais consumida por volta do século 16, na
Inglaterra.
25. De acordo com o II Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), de 2012, o Brasil é
responsável pelo consumo de 20% do mercado mundial de cocaína e derivados.
26. Palavra Boom: Zumbis são, conforme descrição da ficção científica, seres "mortos vivos" que
apresentam uma evidente fragilidade mental, vagam sem rumo e sentido, apresentam uma sede
insaciável para consumo de carne humana e encontram-se em aglomerados. Apesar da descrição
voltada para a ficção a um tom de realidade quando se observa os aglomerados de usuários de
substâncias químicas nas ruas de grandes centros urbanos, principalmente em lugares denominados
Crackolândia.
27. Palavras Boom: “É um grave erro a liberação da maconha. Provocará de imediato violenta elevação do
consumo. O Estado perderá o precário controle que ainda exerce sobre as drogas psicotrópicas e
nossas instituições de recuperação de viciados não terão estrutura suficiente para atender à
demanda.”
28. O decreto da Lei Antifumo de 2011, Nº 8.262/2014 criado pelo governo proíbe o ato de tabagismo em
recinto coletivo fechado.
29. Uma série americana lançada pela empresa Netflix, ''os treze porquês'' mostra um pouco da vida de
um adolescente chamado Justin que vive com sua mãe e seu padrasto, ambos envolvidos com drogas,
que acaba fugindo de casa e virando morador de rua, alguns episódios depois é mostrado que ele se
tornou um morador de rua e seus amigos tentam retirá-lo desse vício para depor num julgamento, mas
mesmo com tantos esforços, o garoto continua fazendo uso de heroína.
30. No filme Wild (Livre, 2004), do diretor canadense Jean-Marc Vallée, a libertação do corpo está
relacionada à libertação emocional. A protagonista do filme, Cheryl, perdeu sua mãe para um câncer
de pulmão. Abalada por essa morte a jovem passa a incorrer em comportamentos autodestrutivos –
uma falta de consciência do próprio corpo – e se vicia em drogas.
31. Filme “Diário de um Adolescente”, retrata a vida de um jovem atleta que troca as quadras de basquete
pelas ruas de Nova York ao se tornar usuário de heroína.
32. O documentário "Fumante espero", de Adriana Dutra, revela a luta e história diária da autora e de
outros fumantes na tentativa de se libertar desse vício.
33. No clássico filme “Trainspotting” e mostrado através do protagonista toda uma mudança causada pelo
uso de entorpecentes.
34. Breaking Bad.
35. Em diversos filmes, sempre é passado a imagem de pessoas de alta classe fumando como forma de
relaxar depois de um dia de trabalho.
36. Crackolândia.
37. O famoso ex-Beatle, George Harrison, popularmente conhecido pela composição das músicas ''My
Sweet Lord'' e ''Here Comes The Sun'', também era muito conhecido por seu vício em cigarros, vício
esse que lhe causou um câncer e, consequentemente, sua morte anos depois.
38. O célebre Galileu Galilei apresentou sua teoria heliocêntrica às autoridades, porém foi negligenciada
pelo clero, notoriamente, de maior importância para a sociedade. Da mesma forma, os alertas das
doenças relacionadas ao tabagismo, pela ciência, foram ignorados pela maior influência das indústrias
sobre a sociedade.
39. As chamadas de Skyen, são locais na Dinamarca, onde as pessoas levam suas drogas e fazem uso
delas supervisionadas por médicos e enfermeiras, que fornecem gratuitamente seringas e agulhas
limpas, isso diminui os casos fatais de overdose, as pessoas deixam de usar na rua em público,
diminui a contaminação de doenças sexualmente transmissíveis, e quem quer parar de fumar lá
encontra ajuda e orientação.
40. Desde 2000 é proibida propaganda de produtos derivados do tabaco no Brasil. Tal medida buscou uma
diminuição do consumo desse produto.

41. Narcos.
42. O professor e psiquiatra Carl Hart, usou drogas muitos anos e atualmente tenta desmistificar o uso de
drogas e sua descriminalização, onde atua em projetos contra a política antidroga atual e luta para
conseguir investimentos necessários para programas de redução de danos. Com isso, tal grupo ganha
mais visibilidade e ajuda a melhorar a relação dos dependentes com a atual sociedade preconceituosa.

43. A fumaça do cigarro possui centenas de substancias tóxicas, tal como o monóxido de carbono. O CO2,
assim como o dióxido de carbono e o metano, é um gás estufa, ou seja, é um gás que quando jogado
na atmosfera, realiza inúmeras reações químicas e aumenta a radiação infravermelha refletida pela
superfície terrestre, causando assim, o chamado ''aquecimento global''.
44. Segundo Dr. Maurício, "Existe mais de 4.700 substâncias tóxicas no tabaco, a nicotina, enxofre,
monóxido de carbono, que geram dependências físicas no indivíduo, e que, o mais difícil no
dependente é a Síndrome da Abstinência que geram sintomas depressivos, distúrbios alimentares,
irritabilidade, ansiedade, estresse, que somente uma equipe multidisciplinar acompanharão o
tratamento".
45. Assim como explica o médico Drauzio Varella, a dependência química é desencadeada por uma série
de reações no cérebro humano.
46. De acordo com a neuropsicóloga Dra. Loruama Nogueira, as mais de 4700 substâncias tóxicas
presentes no cigarro afetam o hipocampo de forma crítica; assim, a cognição e o registro de memórias
a longo prazo são danificados.
47. Cabe pontuar que o tabagismo traz diversas doenças, como: pneumonia, câncer, doenças cardíacas,
entre outras.

➢ INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, RELIGIÃO, INTOLERÂNCIA:
1. Barroco: dualidade entre teocentrismo x antropocentrismo: Gregório de Matos denunciava as
atrocidades da igreja.

2. Poeta francês Victor Hugo: “a tolerância é a melhor das religiões”.
3. Quinhentismo: imposição da religião portuguesa, católica, que perdura até hoje.
4. Desde a chegada dos portugueses ao Brasil, indivíduos oriundos da África também embarcaram no
país. Com isso, diferentes culturas foram enraizadas graças à miscigenação e houve o surgimento de
pessoas adeptas a religiões de matrizes africanas.
5. Nero – Roma Antiga: perseguição aos cristãos - para alimentar o pão e o circo, os cristãos eram
colocados para lutar com tigres no coliseu.
6. Colônias no Brasil - miscigenação de povos e concomitante de religiões.
7. Descobrimento do Brasil: Eurocentrismo - catequese - missão civilizatória – catolicismo, indígenas.

8. Atos violentos fisicamente como o ocorrido com o a menina de 11 anos no Rio de Janeiro que saia do
terreiro de Candomblé e foi apedrejada por outras pessoas que seguravam bíblias de outra religião
diferente da dela em 2015.
9. Palavra Boom: “Quem assistiu ao filme A rainha Margot, com a deslumbrante Isabelle Adjani, ainda
deve ter os fatos vivos na memória. Na madrugada de 24 de agosto de 1572, as tropas do rei de
França, sob ordens de Catarina de Médicis, a rainha-mãe e verdadeira governante, desencadearam
uma das mais tenebrosas carnificinas da História.”
10. Segundo a Constituição Federal de 1988: é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo o
livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas
liturgias.

11. Constituição Federal Brasileira de 1988: prevê liberdade de credo; estado laico.
12. Filme: A onda.

13. Filme: Crash – No limite.
14. 7 de setembro: islamofobia – herança.

15. Reforma protestante - dificuldade da igreja católica em aceitar outras religiões – inquisição.
16. Falta de conhecimento para com as religiões africanas, macumba, Iemanjá cultuada por diversos
indivíduos Mulçumanos associar todos como radicais, terroristas, não compreender os costumes e
acreditar ser repressão às mulheres.

17. Adotar única religião como correta - fogem do campo ''ideológico'' e caminha para.

18. Imposição de uma religião a sociedade.

➢ PRIVACIDADE, VAZAMENTO DE INFORMAÇÕES E DADOS, AUTORIAS:
1. Segundo a Constituição Federal de 1988: é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações
telegráficas, de dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas
hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual
penal.
2. Segundo a Constituição Federal de 1988: são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a
imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de
sua violação.
3. Segundo a Constituição Federal de 1988 - Direito autoral: aos autores pertence o direito exclusivo de
utilização, publicação ou reprodução de suas obras, transmissível aos herdeiros pelo tempo que a lei
fixar.

➢ PRECONCEITO LINGUÍSTICO, VÍCIO DE LINGUAGEM:
1. Após a Semana de Arte Moderna (1922), assistimos à linguagem popular adentrar o mundo artístico.
Ao valorizar a linguagem coloquial, livre de regras gramaticais.
2. A obra “Pronominais” de Oswald de Andrade, descreve a forma correta que deve ser falado “Dê-me um
cigarro”. Mas, concomitantemente, destrói esse paradigma presente no bom negro e o bom branco da
Nação Brasileira, que em linhas gerais fala “Deixa disso camarada, me dá um cigarro”.

3. “Vício da fala” de Oswald de Andrade.
4. “Aula de Português” de Carlos Drummond de Andrade.
5. Pré-modernismo: autores que usavam de dialéticas dos outros estados para fazer seus poemas.
6. Modernismo: 1° fase – novos dialetos, valorização da língua popular.
7. Superioridade da raça ariana, creditada por Hitler durante a 2ª Guerra e a superioridade da língua de
quem pratica o preconceito linguístico.
8. Colonização do Brasil – influenciou no processo de Formação da língua portuguesa.
9. Impactos: período colonial - centralização do português.

10. Preconceito linguístico: influenciou no processo de Formação da língua portuguesa.
11. Capitães da Areia Jorge Amado: o personagem Professor tinha fascínio por livros, embora sua posição
social não permitia o acesso a esses digitais recorrendo-se a livros de papéis.
12. Bolacha ou biscoito?
13. Caso de um médico que debochou dos pacientes que falavam pelamunia; raôxis;
14. Partilha da África sem respeito às línguas nativas.
15. fenômenos como o rotacismo – distúrbios articulatórios que permitem a troca do “r” pelo “l” – também
são frequentes.

➢ ESPORTE:
1. Em 1894, o brasileiro Charles Miller trouxe para o país uma bola de futebol e o conjunto de regras da
Inglaterra. Nesse contexto, a prática deste esporte era restrita à elite, uma vez que as camadas pobres
da população e os negros podiam apenas assistir às partidas.
2. Desde a criação dos Jogos Olímpicos, na Grécia, a importância da prática de exercícios físicos nas
sociedades foi introduzida no mundo.
3. Ministério do Esporte.

4.
5. De acordo com a Constituição Federal Brasileira, “é dever do Estado fomentar práticas desportivas
formais e não-formais”.
6. Desafios: Falta de infraestrutura.

7. O esporte nas escolas criar o espírito de união e Livrar jovens da criminalidade.
8. Paraolimpíadas.

➢ XENOFOBIA, EMIGRAÇÃO, IMIGRAÇÃO, MIGRAÇÃO, REFUGIADOS:
1. A Hora da Estrela, Clarice Lispector - outro livro que fala sobre uma emigrante nordestina, que ao
mudar-se para o Rio de Janeiro possui uma vida completamente miserável, excluída da sociedade. A
protagonista, porém, não tem consciência dessa realidade em sua vida. (SPOILER) O momento de
epifania do livro é quando Macabea morre, pois é justamente nessa condição que a sociedade passa a
olhar para ela.
2. 2° fase - regionalismo, principalmente o nordestino, onde problemas como a seca, a migração, os
problemas do trabalhador rural, a miséria, a ignorância foi ressaltada.
3. Na Grécia Antiga, o preconceito contra os estrangeiros era muito frequente. Isso porque, na época,
esses imigrantes não eram considerados cidadãos, não podendo ter direitos como outros indivíduos.

4. Doutrina Bush: guerra ao terror – “o inimigo invisível pode estar em qualquer lugar, em qualquer
momento e te atacar a qualquer hora”.

5. 2° Guerra mundial: recebimento de refugiados.
6. Sócrates: “Não sou nem ateniense, nem grego, mas sim um cidadão do mundo”.
7. ONG Cáritas Brasileira: oferece acolhimento; orientação jurídica, acompanhamento das solicitações
de refúgio e encaminhamentos para instituições afins; atendimento psicológico individual e em grupo;
curso de português; e orientação e encaminhamentos nas áreas de trabalho, educação, saúde,
documentação, capacitação profissional, cultura e lazer e geração de renda. É parceira da Agência da
ONU para Refugiados (Acnur).
8. Aylan Kurdi, foi um menino sírio de três anos que apareceu afogado numa praia da Turquia que fugia
da guerra na Síria.
9. No filme Jogos Vorazes, a personagem Katniss protagoniza uma cena na qual é expulsa de um distrito,
pelos próprios moradores, por acreditarem que a moça levaria problemas à população pelo fato de ser
uma "rebelde".
10. Vidas Secas, Graciliano Ramos - narra a vida de uma família de retirantes nordestinos que fogem da
seca. Entretanto, a história tende a ser cíclica, tendo em vista que por mais que eles fujam, a seca não
tem fim. Aborda ainda a questão da zoomorfização do homem. Também mostra a manipulação de uma
classe superior para com Fabiano, o pai da família, que não possui estudos. Uma frase que é muito
famosa do livro: "Trabalhar como negro e nunca arranjar carta de alforria!".

11. Música “Faroeste caboclo” do Legião Urbana.
12. Filme: Persépolis.
13. Filme “Que horas ela volta?’’: empregada doméstica Val (Regina Casé), nordestina que migrou para
São Paulo – a mulher é fruto daquele velho Brasil xenófobo, contaminado pela segregação social.

14. Filme: Incêndios.
15. Na obra "Os sertões", retrata um Nordeste comandado por uma minoria despótica, milhares de
desempregados que lutavam, o clima era cruelmente seco.
16. Filme “Entre os Muros da Escola”

17. 7 de setembro: espalhou o terror e a xenofobia nos EUA e no mundo todo.
18. Eleições de 2014: nordeste foi alvo de chacota nas redes sociais por votar majoritariamente na Dilma.

19. Otelo, de Sheakespeare: a palavra “Mouro”, frequentemente utilizada na obra por Shakespeare para
apelar a Otelo, simboliza o exótico, algo “diferente do humano e inclusive, em ocasiões, maléfico”.
Rodrigo fala do “lascivo Mouro” como “um vagabundo sem raízes e sem pátria”. Desde sua
perspectiva, então, ser um "Mouro de Veneza" é representar um princípio de desordem selvagem
alojado na civilização metropolitana.
20. Trump: muralha nos EUA para evitar a entrada de imigrantes (construída com o dinheiro mexicano).

➢ DIREITO, JUSTIÇA, LEIS, DEMOCRACIA, PROCESSO DE REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL,
NACIONALISMO, O BRASIL DIANTE DOS ESTRANGEIROS:
1. Canção do Exílio de Gonçalves Dias, exprimia no romantismo o nacionalismo exacerbado.
2. De acordo o filósofo inglês Thomas Hobbes, em sua clássica obra Leviatã, é papel do Estado manter a
coesão e a harmonia social.
3. O Iluminismo defendia, de modo geral, a ideia de que o Estado deveria assegurar ao Homem o direito
de expressar sua consciência de forma autônoma, bem como os direitos inalienáveis à vida e à busca
da felicidade.
4. Conforme Platão, um Estado não pode progredir enquanto a prática da justiça não se estabelece na
sociedade.
5. O filósofo suíço Jean Jacques Rousseau afirma que o Estado tem dever de assegurar os direitos
fundamentais à vida.
6. Conforme Thomas Jefferson, mais importante do que a criação de uma lei é a sua aplicabilidade.

7. Como dito pelo filósofo Immanuel Kant, “A educação e as leis mudam o ser humano”.
8. Para Hans Kelsen, jurista e filósofo austríaco, “Os direitos individuais devem ser validados como
fundamentos da justiça”.
9. Segundo o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Clement Attle, a democracia não é apenas a lei da
maioria, mas a lei da maioria que respeitando a minoria.
10. Segundo Pierre Bordieu, aquilo que foi criado como mecanismo de democracia direta não pode ser
usado como instrumento de opressão simbólica.

11. O escritor Gilberto Dimenstein dizia que as leis brasileiras funcionam apenas na teoria.

12. A Constituição de 1988 garante que os cidadãos gozem de direitos imprescindíveis.
13. No artigo Nº3 da Constituição Brasileira de 1988 consta que um dos objetivos fundamentais da
República Federativa do Brasil é promover o bem de todo sem discriminação alguma.

➢ REFORMA AGRÁRIA:
1. Como analisou o filósofo alemão Friedrich Hegel, a história é dinâmica e as verdades a acompanham.
Ao estabelecer uma relação entre esse pensamento e o contexto brasileiro, pode-se confirmar uma
inconformidade entre ambos, pois, por mais que tenham se passado séculos desde a criação das
capitanias hereditárias no Brasil Colônia, a realidade da concentração fundiária ainda se faz presente -
retratada nas grandes parcelas de terras dos latifundiários.

2. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).
3. Palavras Boom: “O tema da reforma agrária está presente há bastante tempo nas discussões sobre os
problemas mais graves que afetam o Brasil. Numa comparação entre o movimento pela abolição da
escravidão no Brasil, no final do século passado e, atualmente, o movimento pela reforma agrária,
podemos perceber algumas semelhanças. Como na época da abolição da escravidão existiam
elementos favoráveis e contrários a ela, também hoje há os que são a favor e os que são contra a
implantação da reforma agrária.”

➢ ÁLCOOL:
1. O rei grego Alexandre, o Grande caiu inconsciente depois de beber muito e veio a óbito dias depois por
doença relacionada ao abuso de álcool.
2. Destarte, o uso exagerado de drogas lícitas por jovens fortalece as palavras do médico Dráuzio
Varella, que diz: " Não deixe sua vida acabar pelo álcool ".
3. Segundo a Organização Mundial da Saúde(OMS), cerca de 2,5 milhões de pessoas morrem todos os
anos devido ao uso abusivo de bebidas alcoólicas.
4. Conforme a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) divulgada pelo Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 55,5% de adolescentes entre 13 e 15 anos já experimentaram
bebidas alcoólicas.
5. Na série "Skins" é ilustrado como os familiares podem influenciar os adolescentes a utilizar os produtos
tóxicos, pois nela os adultos motivam os filhos a consumir as substâncias com a justificativa de que
elas não são nocivas, além de visibilizar o quanto o consumo dela é satisfatório.
6. Na cultura mediterrânea, o uso de drogas lícitas como o álcool era permitido para menores de idade
em cerimônias familiares comemorativas. Trazendo para o contexto atual, essas substâncias são
proibidas pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).
➢ DENGUE, MOSQUITO:

1. Na reforma sanitária, promovida por Oswaldo Cruz trouxe para a sociedade do Rio de Janeiro uma
“Brigadas mata-mosquito”, a qual agentes sanitários armados com venenos passam a invadir a casa
das pessoas para acabar com a proliferação dos mosquitos.