You are on page 1of 12

Lei Geral de Proteção de Dados

Lei Nº 13.709, de 14 de Agosto de 2018


Aspectos importantes da Lei nº 13.709

Informações retiradas da cartilha criada pelo FIESP

https://sitefiespstorage.blob.core.windows.net/uploads/2018/12/file-20181212135037-lei-geral-de-protecao-livreto-a5-web.pdf
Objetivo

A LGPD dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, com o objetivo de


proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade e o livre
desenvolvimento da personalidade da pessoa natural, estabelecendo regras e
limites para empresas a respeito da coleta, armazenamento, tratamento e
compartilhamento de dados, o que favorece o desenvolvimento econômico.
Quais empresas deverão se enquadrar?

Empresas de todos os setores e de todos os portes que


tratam de dados pessoais. A Lei vale para todas elas.
MOTIVOS PARA SE PREOCUPAR COM O
TEMA E A LEI

❖ A utilização de dados pessoais pelas empresas de todos os portes é crucial para o


desenvolvimento econômico e tecnológico; a inovação; a livre iniciativa; e a livre concorrência;
❖ O tratamento de dados pessoais somente poderá ser realizado se estiver em conformidade com
uma das bases legais previstas na Lei;
❖ Os titulares de dados pessoais passam a ter os seguintes direitos: i) confirmação da existência de
tratamento; (ii) acesso aos dados; (iii) correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados;
(iv) anonimização; (v) portabilidade; (vi) eliminação; (vii) informação a respeito do
compartilhamento de dados; (viii) possibilidade de receber informação sobre não fornecer o
consentimento e suas consequências; (ix) revogação do consentimento;
MOTIVOS PARA SE PREOCUPAR COM O
TEMA E A LEI

❖ A Lei apresenta relevantes princípios para nortear o tratamento de dados pessoais, como
finalidade (propósitos legítimos), adequação (compatibilidade), necessidade (mínima coleta) e
transparência;
❖ Empresas devem adotar medidas de segurança, governança e boas práticas;
❖ Será criada uma Autoridade Nacional de Proteção de Dados para fiscalizar o cumprimento da Lei e
aplicar sanções em caso de violação;
❖ A multa pelo descumprimento da lei pode chegar a R$50 MILHÕES de reais.
❖ Empresas deverão contar com a figura do Encarregado, responsável internamente por orientar os
funcionários e os contratados da entidade a respeito das práticas a serem tomadas em relação à
proteção de dados pessoais, bem como por orientar e avaliar o cumprimento da Lei. Este
profissional será nomeado como DPO - Data Protection Officer.
A importância do DPO no processo

O DPO funcionará na empresa ao mesmo estilo dos profissionais de compliance: com


autonomia e estabilidade, independência financeira e com liberdade para reportar
problemas de dados pessoais com o alto escalão da empresa.
Os profissionais estão se preparando da
aplicação da referida lei?
Propostas para que as empresas e
profissionais conheçam a nova lei

❖ Muita leitura na Internet;


❖ Busca por Fóruns e congressos ofertados por entidades parceiras de
indústrias;
❖ Discussões entre grupos de benchmarking;
❖ Realização de Cursos e Formações de capacitação
❖ Buscar apoio da área jurídica para orientações
Mercado de trabalho

Haverá uma grande valorização do DPO, pois “todas as empresas precisarão” desse
tipo de profissional. Apesar dos escritórios e empresas ainda estarem em fase de
investimento e implementação da nova área, em termos salariais, o profissional de
proteção de dados terá um salário similar com o que era pago no início do compliance
no Brasil, com valores que podem variar de R$ 12 mil até R$ 50 mil.

Fonte: https://www.jota.info/carreira/dados-dpo-carreira-direito-salarios-23102018
Certificação DPO
FORMAÇÃO DPO - DATA PROTECTION OFFICER
http://loja.itpartners.com.br/cursos-ao-vivo/formacao-dpo-data-protection-officer

Valor da Formação na IT Partners: R$ 3.900,00

Valores das certificações:

Privacy and Data Protection Foundation = $ 198.25

Privacy and Data Protection Practitioner = $ 229.75

ISO 27001 Foundation = R$ 950,00


Alunos:

- Alessandro
- Tatiana
- André

A partir de 16/02/2020