You are on page 1of 111

Introdução à Internet

Fornecedores de
acesso à Internet
Tipos de Serviços
disponíveis na
Internet
TIC_B3_D
Noção de Internet
Endereços IPv4
Usar a Internet para
Browser Internet
Explorer 8.0
obter e transmitir
Motores de Busca
Correio electrónico informação
Ferramentas de
Mensagens
Instantâneas
Criação de uma
página de Internet
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Índice
1. INTRODUÇÃO – USAR A INTERNET PARA OBTER E
TRANSMITIR INFORMAÇÃO ................................................................ 4
2. INTRODUÇÃO À INTERNET ............................................................. 4
2.1. Breve História da Internet ....................................................................................... 5
2.2. Dicionário da Internet .............................................................................................. 7
2.3. Fornecedores de acesso à Internet ........................................................................10
2.4. Endereços IP ................ ................. ................. ................. ................ ................. .....13
3. TIPOS DE SERVIÇOS DISPONÍVEIS NA INTERNET ..................... 15
4. NOÇÃO DE INTERNET ................................................................... 16
4.1. O que é a Web?................ ................ ................. ................ ................. ................. ..16
4.2. O que é o E-mail? ..................................................................................................17
5. BROWSER INTERNET EXPLORER 8.0.......................................... 19
5.1. A janela do Internet Explorer..................................................................................19
5.1.1. A barra de Menus do Internet Explorer ........................... 23
5.2. Os endereços das páginas web .............................................................................23
5.3. Tipos de Domínio Geral .........................................................................................25
5.4. Como navegar .......................................................................................................27
5.4.1. Navegação com separadores ......................................... 27
5.5. Favoritos ............................... .................. ................ ................. ................. .............30
5.6. Centro de favoritos .................................................................................................36
5.6.1. Favoritos ......................................................................... 36
5.6.2. Feeds ............................................................................. 36
5.6.3. Histórico ......................................................................... 39
5.7. Home Page................ .................. ................ ................. ................ .................. .......40
5.7.1. Definir a Home Page ...................................................... 40
5.7.2. Eliminar uma Home page ............................................... 41
5.8. Histórico de páginas Web ......................................................................................43

5.8.1. Eliminar
6. MOTORES DE BUSCA o histórico de navegação .................................. 46
.................................................................... 43
6.1. Pesquisar informação ............................................................................................48
7. GUARDAR TEXTO OU IMAGENS DE UMA PÁGINA WEB............ 53
8. CORREIO ELECTRÓNICO .............................................................. 55
8.1. Definição............................... .................. ................ ................. ................. .............55

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 2 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

8.2. Criar uma conta de correio electrónico ...................................................................56


8.3. Realizar o Login .....................................................................................................60
8.4. Aprender a gerir o correio electrónico ....................................................................60
8.4.1. Verificar o correio recebido ............................................. 60
8.4.2. Verificar as mensagens enviadas ................................... 61
8.4.3. Enviar uma nova mensagem .......................................... 62
8.5. Gestão de contactos ..............................................................................................64

9. FERRAMENTA DE MENSAGENS INSTANTÂNEAS ...................... 67


9.1. Download do Sapo Messenger ..............................................................................67
9.2. Instalação do Sapo Messenger ..............................................................................67
9.3. Iniciar o Sapo Messenger ......................................................................................69
9.4. Adicionar novo contacto.........................................................................................72
9.5. Janela de Conversa ...............................................................................................73
9.6. Corrector Ortográfico .............................................................................................74
9.7. Envio de Emoticons ...............................................................................................76
9.8. Cuidados a ter na recepção de mensagens ...........................................................78
10. CRIAÇÃO DE UMA PÁGINA DE INTERNET ............................ 85
10.1. Planear o Web site .................................................................................................85

10.1.1.
10.1.2. Quem
O que pretendo que visite
pretendo que o meuositemeufaça?
site?..........................
........................... 85
86
10.1.3. Que aspecto e tom utilizar? .......................................... 86
10.1.4. Como fazer com que os visitantes ao site regressem? . 87
10.2. Criar um site através de um modelo do Publisher ..................................................88
10.3. Descrição da janela do Publisher ...........................................................................92
10.4. Pré-visualizar o Web site no Web browser .............................................................93
10.5. Publicar o Web site no PC .....................................................................................93
10.6. Alojamento do Web site .........................................................................................94
10.7. Publicar o Web site na Internet ..............................................................................97
10.7.1. Download do FileZilla ................................................... 97
10.7.2. Funcionamento do FileZilla ......................................... 104
10.7.3. Copiar ficheiros para o servidor FTP .......................... 105
10.8. Aceder ao Web site através da Internet ............................................................... 105
11. CONCLUSÃO .......................................................................... 107
12. BIBLIOGRAFIA ....................................................................... 108
13. ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES..................................................... 109
3 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

1. Introdução – Usar a Internet para


obter e transmitir informação
A Internet é uma fonte inesgotável de informações, mas cheia de
segredos e perigos.

Neste manual será abordado as mais importantes ferramentas


disponíveis no acesso à Internet, que permitirá o utilizador navegar de
uma maneira simples, directa e sem correr grandes riscos.
No final deste manual o utilizador deve ser capaz de utilizar o internet
Explorer, motores de busca, correio electrónico, utilitário de mensagens
instantâneas e criar páginas de internet simples.

2. Introdução à Internet
(Nóbrega, 2004)A Internet é uma rede global de computadores e
dispositivos que comunicam entre si utilizando uma linguagem comum.
É semelhante ao sistema internacional de telefones - ninguém o controla
na sua totalidade, mas o sistema funciona graças às arquitecturas e
protocolos criados.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 4 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

2.1. Breve História da Internet

Figura 1 Noção de Internet

Para perceber como nasceu a Internet temos que recuar a 1957. A


União Soviética lançou para o espaço o primeiro satélite, o que causou
bastante agitação nos Estados Unidos. Parte da resposta americana ao

avanço tecnológico da União Soviética foi a criação do "Advanced


Research Projects Agency" (Agência de Projectos de Investigação
Avançada). No final dos anos 60, esta agência criou uma rede
experimental chamada Arpanet, que utilizava uma tecnologia chamada
'packet switching' (troca de pacotes) para o transporte de informação,
sendo esta tecnologia a base da transmissão de dados do que hoje
conhecemos por Internet.
A tecnologia 'packet switching' funciona da seguinte forma:
Quando um dos computadores desta rede quer enviar informação para
outro computador, divide essa informação em diversos pacotes, e em
vez de estabelecer uma ligação directa ao computador de destino, envia
os pacotes para o computador mais perto de si, com a indicação em
cada pacote do computador remetente e do computador destinatário. Os

5 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

pacotes viajam pelos computadores que estão ligados entre si, e cada
computador encarrega-se de enviar os pacotes pelo caminho mais curto
disponível até ao destino. A grande vantagem deste sistema era o facto
de ser à prova de ataque, porque se parte do sistema fosse inutilizado, a
rede era inteligente o suficiente para enviar a informação através das
linhas e computadores ainda disponíveis.
Naquela altura, apenas os organismos militares e as grandes
universidades estavam ligados entre si pela ArpaNet, mas a rede
cresceu, e com o tempo foi permitida a entrada de empresas. Outras
redes mais pequenas ligaram-se também a outros computadores desta
rede, e formaram um conjunto de redes de computadores ligadas entre
si, a que hoje chamamos de Internet.
Assim, a Internet não tem nenhum ponto central, nem é gerida por
ninguém, é apenas um conjunto de redes de computadores ligadas
entre si, que utilizam a mesma tecnologia para enviar e receber
informação.
Em 1972 foi inventado o 1º serviço da Internet o E-mail (correio
electrónico). Mas ainda demorou algum tempo até que a sua utilidade
fosse totalmente compreendida.
É de notar que o conceito de páginas web (a WWW, a face mais visível
e mais mediática da Internet) apenas foi inventado em 1993, e foi esta
tecnologia utilizada na Internet a responsável pela verdadeira explosão
do número de utilizadores, do número de computadores e das redes
ligadas. Até essa altura, os utilizadores da Internet apenas trocavam E-
mail, descarregavam ficheiros e utilizavam serviços baseados em texto.
Em 1992 nasceu no CERN - Laboratório Europeu de Física de
Partículas, na Suíça, a tecnologia que serviu de base para a criação das

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 6 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

páginas web. Um cientista chamado Tim Berners-Lee inventou uma


forma de disponibilizar páginas de texto com 'links' onde se podia clicar
para saltar para outras páginas. Lee desenvolveu este método de
navegação na informação porque queria ter a possibilidade de obter
mais informação sobre um dado termo ou tópico presente num texto.

Em 1993 Marc Andreessen e os seus colegas de trabalho no NCSA -


National Center for Supercomputing Applications (Centro Nacional para
Aplicações de Super-computação), criaram o primeiro browser -
programa para navegar nas páginas web, chamado Mosaic.
O resto da história é já conhecido por muitos: O Mosaic foi evoluindo, e
quando Marc Andreessen fundou uma pequena empresa chamada
Netscape para desenvolver um 'browser' mais robusto, o crescimento e
evolução da web tomou proporções verdadeiramente incríveis, e com o
crescimento da web, cresceu também, a um ritmo elevado, o número de
utilizadores de Internet.

2.2. Dicionário da Internet


Para utilizarmos a Internet correctamente é necessário termos a noção
de alguns termos técnico da área. Segue então a pequena lista com
descrição dos termos mais utilizados pelos cibernautas.
Arroba @ - A arroba usa-se nos endereços de correio electrónico para
separar o nome do utilizador do nome do domínio.
Domínio - É o nome da empresa ou marca que tem alojado um servidor.
Mais simplesmente, é o que vem a seguir à @. Exemplo: "dtim.org.pt".
Anexo ( attachment ", em inglês) - Esta palavra surge normalmente em
inglês e significa um ficheiro (documento, imagem, etc. ) preso a uma
mensagem de e-mail. O anexo pode ser aberto quando o utilizador
7 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

desejar.
Bit - É uma das medidas mais importantes da informática, serve para
medir quantidades de informação: 8 bits = 1 Byte. Um bit representa (1)
um ou (0) zero sendo a mais pequena quantidade de informação que
pode ser emitida. Para escrever um carácter utilizado na escrita corrente

são necessários 8 bits de informação, ou seja 8 0s ou 1s. A essa


quantidade chama-se Byte.
Browser - O browser é o programa que temos instalado no computador
e que nos possibilita aceder às páginas da internet.
Comércio Electrónico - É tudo o que se vende e compra através da
internet, normalmente feito através de um equipamento electrónico,
como por exemplo, um computador.
Download - Significa descarregar um ficheiro da internet para o nosso
computador.
Upload – Significa enviar um ficheiro que está armazenado no nosso
computador para a internet.
E-Mail (em português, correio electrónico) - Sistema de transmissão de
mensagens através do computador. É um dos avanços mais importantes
na comunicação informática.
Freeware - É um programa que se pode descarregar para o nosso
computador de forma gratuita.
FTP - Significa File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de
ficheiros), e é uma forma bastante rápida e versátil de transferirmos
ficheiros da internet para o nosso computador.
Error 404 File Not Found: Código de erro que indica que a página de
Internet solicitada não existe e não se pode continuar a navegação por

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 8 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

esse caminho.
Home page- Página que o browser mostra por predefinição logo que é
iniciado.
Protocolo - Regras que garantem a transmissão de dados entre
computadores e que asseguram a fiabilidade e a velocidade dos

mesmos.
IP - Protocolo da rede, que contém informação sobre os endereços,
assim como informação que permite enviar pacotes de dados ao router.
É um dos protocolos em que se baseia a Internet.
Caixa de correio – Repositório utilizado para armazenar as mensagens
de recebidas de correio electrónico.
Password - Palavra-chave utilizada para uma ligação (login) com o
sistema. A palavra-chave secreta por predefinição, serve para

comprovar a identidade do utilizador e garante a exclusividade de


acesso.
Protocolo - Regras que garantem a transmissão de dados entre
computadores e que asseguram a fiabilidade e a velocidade dos
mesmos.
Site - Designação geral de um grupo de páginas da internet que
apresentam na internet um produto, uma empresa, etc. Por exemplo o
site da Opel, que pode ser acedido através do endereço: www.opel.pt
Net – Abreviatura para Internet.
PC – Computador Pessoal
Modem – Dispositivo electrónico que serve para converter sinais
eléctricos digitais em analógicos e vice-versa. O termo analógico e

9 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

digital não é definido por não fazer parte do âmbito deste manual.
Blog – Um blog é um site onde todo o seu conteúdo está a ser alterado
constantemente. Muitos blogs fornecem comentários ou noticias sobre
determinados assuntos.
WWW – Significa World Wide Web, em português Rede de alcance

mundial.
HTTP - O HyperText Transfer Protocol é um protocolo de aplicação
responsável pelo tratamento de pedidos e respostas entre cliente e
servidor na World Wide Web.

2.3. Fornecedores de acesso à Internet


Para se ligar à Internet, quer se trate de um utilizador particular ou de
uma empresa que pretende oferecer os seus serviços através da
Internet, é necessário contratar os serviços de um fornecedor de acesso.
Um fornecedor de acesso é uma empresa que oferece um serviço
intermediário para a ligação do nosso computador à Internet, através do
telefone, cabo ou móvel (ISP ou Internet Service Provider) e facilita outra
série de serviços como: alojamento de páginas Web, conta de correio,
gestão de domínios e endereços, etc.
Quanto ao tipo de ligação a utilizar, a gama de opções é bastante vasta.
Assim sendo, um utilizador particular poderá eventualmente escolher

entre as seguintes opções:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 10 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

• ADSL

Figura 2 – ISP ADSL

• Cabo

Figura 3 – ISP Cabo

• Móvel

Figura 4 – ISP Móvel

11 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

 ADSL - É um formato de DSL, uma tecnologia de comunicação de


dados que permite uma transmissão de dados mais rápida através
de linhas de telefone do que um modem convencional (56Kbps)
pode oferece. Comparada a outras formas de DSL, o ADSL tem a
característica de que os dados podem ser transmitidos mais
rapidamente em uma direcção do que na outra, por exemplo a
largura de banda do download é superior ao upload.
 Cabo - Esta tecnologia, também conhecida por Cable Modem,
utiliza as redes de transmissão de televisão por cabo
convencionais para transmitir dados em velocidades que variam
de 70 Kbps a 150 Mbps, fazendo uso da porção de banda não
utilizada pelo sinal de TV por cabo.
 Móvel – Esta tecnologia permite-nos aceder à Internet através de
um simples telemóvel, computador ou outro equipamento com
uma placa de rede compatível com esta tecnologia. A grande
vantagem da Internet Móvel é a mobilidade, ou seja, pode ser
acedida em qualquer parte geográfica desde que exista cobertura
do ISP móvel.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 12 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

2.4. Endereços IP
Para se poder efectuar uma ligação à Internet, é necessário dispor-se de
um endereço IP que identifique de forma exclusiva o equipamento, quer
seja para funcionar como um cliente que pretenda, por exemplo, ligar-se
a servidores Web para navegar nas respectivas páginas (onde o

endereço é requerido para que o servidor devolva as páginas


solicitadas), quer seja para funcionar como um servidor com o qual os
clientes comunicam utilizando, evidentemente, o endereço adequado.
Um endereço IP é uma forma normalizada de identificar e localizar um
equipamento que esteja ligado à Internet, da mesma forma que um
número de telefone identifica uma linha na rede telefónica. O IP é
constituído por quatro séries de números (menores de 254) separados
por pontos. Da mesma forma, quando nos ligamos à Internet o
administrador do servidor Web ou o fornecedor dos serviços, atribui um
endereço IP ao seu equipamento.
Exemplo de endereços IP válidos:
 192.168.10.3
 205.123.144.70
 10.0.0.5
Exemplo de endereços IP inválidos:

 205.300.145.25 – Inválido porque um dos valores é superior a 254.



0.100.30.40 – Inválido porque o primeiro valor começa com o
número 0.
 255.255.255.255 – Inválido porque está reservado para broadcast.

13 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:
 Perceber a breve história da Internet
 Conhecer o dicionário da Internet
 Conhecer os tipos de acesso à Internet
 Perceber os conceitos básicos sobre os endereços IP
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios
propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos
exercícios com a designação “Introdução à internet” no portal.

Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos


mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 14 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

3. Tipos de Serviços disponíveis na


Internet
Quando liga o computador à Internet, através de um fornecedor de
acesso à Internet, nada de especial acontece. Para tirar partido da

ligação à Internet tem que usar um dos serviços disponíveis através


desta "rede das redes", ou seja, tem que utilizar um programa para ver
páginas web (programa a que se dá o nome de browser), ou um para
enviar e receber mensagens de correio electrónico, ou um para
conversar em tempo real com outras pessoas.

Com a rede telefónica acontece a mesma coisa, o facto do seu telefone


estar simplesmente ligado à ficha telefónica não lhe garante
automaticamente a recepção ou envio de chamadas, a menos que
marque o numero e que utilize as funcionalidades que o operador lhe
disponibiliza para a ligação.

Os principais serviços que pode utilizar através da Internet são:


- Web (páginas web),

- E-mail (correio electrónico),

- Mensagens instantâneas (Messenger),

- FTP (transferência de ficheiros),

15 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:
 Conhecer os principais serviços que pode utilizar na Internet.
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios

propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos


exercícios com a designação “ Tipos de serviços disponíveis na
Internet” no portal.
Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos
mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

4. Noção de Internet
4.1. O que é a Web?
A World Wide Web é um serviço de publicação de páginas que podem
referenciar outras páginas e percorrê-las para visualização. É conhecido
como navegar. As aplicações utilizadas para navegar são os browsers.
Graças à facilidade de utilização (uma pessoa que nunca tenha
navegado não demora mais de uma hora a estar totalmente
familiarizada com o funcionamento do browser) e ao aspecto agradável
da apresentação do conteúdo das páginas, a Web registou um
crescimento tão exponencial que é extremamente difícil encontrar algum
tema sobre o qual não existam informações publicadas na Web.
O protocolo utilizado para o intercâmbio de páginas Web é o HTTP
(Hyper text Transfer Protocol ), um protocolo bastante simples que a

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 16 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

única coisa que faz, na prática, é solicitar páginas ao servidor e entregá-


las ao cliente. Devemos salientar ainda que o protocolo HTTP também
possui métodos para enviar dados do cliente para o servidor.
Para além disso, apesar de ser este o processo básico para a maioria
dos servidores ou sites Web, podem existir ligações a serviços que não

utilizem o HTTP e que necessitem da utilização de outros protocolos


como, por exemplo, a transferência de ficheiros ou a transmissão de
áudio em tempo real.

4.2. O que é o E-mail?


O E-mail, também conhecido por correio electrónico, corresponde ao
envio e recepção de mensagens electrónicas através de um programa
apropriado. Para enviar uma mensagem a alguém que possui um

endereço de correio electrónico, basta utilizar um programa de E-mail


(por exemplo o Outlook Express que pertence ao pacote de programas
incluídos no Internet Explorer) e digitar o endereço do destinatário, o
assunto e o texto da mensagem.
Quando se efectua o envio da mensagem, ela demora, normalmente,
poucos segundos a chegar à "caixa" de E-mail do destinatário. Da
próxima vez que o destinatário se ligar à Internet e verificar a caixa de E-
mail, recebe a mensagem.
Para poder trocar mensagens de correio electrónico tem de ter uma
conta de e-mail válida. Mais à frente neste manual capitulo inteiramente
dedicado a este fim.
 Exemplo de uma conta de e-mail válida: mariadossantos@sapo.pt

17 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

o mariadossantos (Representa uma pessoa, mas poderia


representa um departamento de uma empresa. Este nome é
sempre único para “sapo.pt”).

o sapo.pt (Representa a entidade que gere a conta de e-mail


“mariadossantos”).


Exemplo de uma conta de e-mail não válida:
o Maria dos santos@netmadeira.com (Inválido derivado aos
espaços existentes no endereço)
o mariaconceição@gmail.com (Inválido derivado ao “ç” e ao
“ã”)

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:

Perceber o significado da Web.


 Perceber o significado do E-mail.
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios
propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos
exercícios com a designação “Noção da Internet” no portal.

Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos


mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 18 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

5. Browser Internet Explorer 8.0


(França, 2007)O browser é o programa que permite navegar na web e,
tal como outros, está instalado disco rígido do seu computador.
O Internet Explorer 8 dispõe de uma interface nova que mostra muito

mais do que cada página web que visita. A barra de ferramentas


Favoritos torna mais fácil adicionar websites ao seus favoritos, pesquisar
na web, limpar o histórico e aceder a outras tarefas e ferramentas que
utiliza mais.

5.1. A janela do Internet Explorer

Figura 5 Browser Internet Explorer 8

19 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Descrição dos botões da barra de ferramentas:


O botão anterior, permite voltar à página visitada
imediatamente antes daquela que está a ver.

Avançar coloca-o na página seguinte, mas este botão só


funcionará se tiver utilizado antes, o botão retroceder.

Barra de endereço

O botão actualizar, recarrega a página que está a ver


no momento.

O botão Parar, suspende o carregamento da página,


muito útil quando a página demora muito tempo a
carregar.

A caixa Pesquisa Imediata permite


procurar a Web a partir da barra
Endereço. Pode, também, efectuar
procuras através de diferentes
fornecedores de procura para obter
melhores resultados. Permite-nos
efectuar pesquisas utilizando um motor
de busca predefinindo.
Centro de favoritos

Adicionar um endereço aos favoritos

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 20 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

A navegação com separadores é uma nova funcionalidade do Internet


Explorer que permite abrir vários Web sites numa única janela do
browser. Pode abrir páginas Web ou hiperligações em novos
separadores e, para alternar entre eles, basta clicar no separador. Se
tiver muitos separadores abertos, pode utilizar Separadores Rápidos
para mudar facilmente para outros separadores abertos.

O botão Home Page, leva-o para a página


definida como inicial no Internet Explorer, aquela
que carrega quando abre o seu "browser"

21 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Os feeds, também conhecidos como Feeds


RSS, Feeds XML, conteúdo sindicado ou Web
feeds são conteúdos actualizados
frequentemente publicados por um Web site.
Normalmente, são utilizados por Web sites de

notícias e blogs, mas também podem ser


utilizados para distribuição de outros tipos de
conteúdo digital, incluindo imagens, áudio ou
vídeo. O Internet Explorer descobre e apresenta
feeds quando visita Web sites. Pode, também,
subscrever feeds para procurar e transferir
automaticamente actualizações que poderá
visualizar mais tarde.

Permite imprimir, pré-visualizar e configurar a


página que está a ser visualizada.

Permite ter acesso às opções das relacionadas


com a página, tais como: nova página, guardar
como, copiar o texto seleccionado, etc…

Permite eliminar o histórico de navegação, bem


como ver a integridade dos certificados
instalados no computador.

Dá-nos acesso às ferramentas da página

Fornece-nos tópico de Ajuda

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 22 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

5.1.1. A barra de Menus do Internet Explorer


Os menus que eram apresentados em versões anteriores do Internet
Explorer estão desactivadas no Internet Explorer 8, mas pode voltar
activá-las.

Para apresentar os menus temporariamente


No Internet Explorer  Prima a tecla ALT.
Para apresentar os menus permanentemente
No Internet Explorer  Botão Ferramentas  Barra de
Menus.

Para desactivar os menus, repita os passos acima indicados para


remover a marca de verificação

5.2. Os endereços das páginas web


A maior parte dos utilizadores presta pouca atenção aos endereços das
páginas web. É preciso notar que um endereço completo começa
sempre por http:// (por exemplo http://www.sapo.pt) mas hoje em dia
qualquer browser (incluindo o Internet Explorer) aceita que o utilizador
digite apenas www.sapo.pt, pois este adiciona automaticamente o http://.
Para perceber as várias "partes" de um endereço vamos tomar em conta
o seguinte endereço: http://www.sapo.pt/index.html

 http:// Esta é a primeira parte do endereço e também a mais


técnica. http (Hypertext Transfer Protocol) é o "protocolo" (serviço),

23 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

que queremos utilizar. Para simplificar vamos dizer que é uma


"ordem" ao browser para abrir o resto do endereço como uma
página web.

 www.sapo.pt Esta é a parte que indica o nome do "servidor", ou seja

o nome do computador onde estão alojadas as páginas web. A


terminação (.pt) indica que o endereço do computador está
registado em Portugal. Quando um endereço contém um nome
terminado em .fr (por exemplo www.yahoo.fr) significa que está
registado em França.

Um nome como ".com" (por exemplo cnn.com), ao contrário dos anteriores,


não indica o nome de um país, é uma designação que quer dizer
"comercial". A maior parte dos países utiliza endereços terminados em
siglas que significam nomes de países, mas os norte-americanos
utilizam normalmente o .com, o que o tornou muito vulgar.
 /index.html a barra (/) serve para separar o nome do servidor do
nome da página web, ou seja, index.html é o nome do ficheiro que
contém a página web.

Com esta explicação é fácil perceber que uma página web não é mais
que um ficheiro alojado num determinado computador (servidor).
Uma conversa "imaginária" entre a caixa de endereço e o computador
(relativa ao endereço http://www.sapo.pt/index.html) seria qualquer
coisa como:
"browser: eu quero que abra uma página web (http://) ela está num
servidor cujo nome é www.sapo.pt e o nome do ficheiro relativo à página
é index.html".

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 24 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Ao digitar, apenas, www.sapo.pt o browser, para simplificar, adiciona o


http:// e o endereço completo fica http://www.sapo.pt, aparecendo de
seguida a página. Então onde está o "index.html" no endereço? Da
mesma forma, e apesar desta última "componente" do endereço não
aparecer na barra endereço, o servidor sabe que, quando o nome do
ficheiro não é indicado, ele deve "apresentar" o index.html
automaticamente.

5.3. Tipos de Domínio Geral


Um domínio é um nome que serve para localizar e identificar conjuntos
de servidores na Internet. O nome de domínio foi concebido com o
objectivo de facilitar a memorização dos endereços na Internet. Se não
existissem domínios, teríamos que memorizar uma sequência grande de
números.
 Segundo o tipo de organização:
Domínio Significado Exemplo
.com Organização comercial www.yahoo.com
.edu Instituição de Ensino www.oxford.edu
.gov Entidade Governamental www.nasa.gov
.mil Instituição Militar www.nsp.navy.mil
.org Organização Não Lucrativa www.onu.org

 Segundo a área geográfica onde se localiza o computador:


Domínio Significado

25 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

.pt Portugal
.es Espanha
.fr França
.br Brasil

.uk Inglaterra (United


Kingdom)

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 26 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

5.4. Como navegar


Na caixa de Endereço digite a morada da página web que pretende
visitar e pressione a tecla "Enter"

Figura 6 - Barra de endereço

Se utilizar a pequena seta que se encontra no final da caixa Endereço,


aparece a lista de páginas web visitadas recentemente.

Figura 7 - Sites visitados

5.4.1. Navegação com separadores


Quer esteja a pesquisar na web, a comparar preços, ou apenas a ler
páginas sobre o seu assunto favorito, o Internet Explorer 8 permite-lhe
visualizar muitos websites diferentes ao mesmo tempo, todos dentro de
uma janela organizada.
Abra vários web sites numa única janela do Internet Explorer, com a
navegação com separadores.

Figura 8 – Navegar utili zando separadores

27 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 28 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Para saltar de uma página para outra, clique sobre o separador da


página que pretende visualizar.

Para fechar uma página clique sobre o da respectiva página.

Clique no botão para visualizar as imagens em miniatura de todos


os separadores abertos numa única janela.

Figura 9 - Miniaturas de todos os separadores abertos

Para abrir uma nova página


Clique sobre o botão Página  Nova página

29 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 10 - Abrir uma nova janela

Ou
Clique no botão que se encontra na área dos

separadores

Logo de seguida introduza o endereço na barra de endereço.

5.5. Favoritos

Favoritos – permite adicionar endereços de página para futura


utilização.
Os Favoritos do Internet Explorer são ligações para os sites que
visitamos com maior frequência. Quando um site é adicionado à lista de

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 30 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

favoritos, para acede-lo basta clicar no nome do favorito em vez de ter


que digitar novamente o endereço do site. No Internet Explorer 8,
quando estamos a visitar um site e quisermos adicioná-lo à lista de
favoritos, basta clicar no botão Favoritos, e depois em Adicionar a
Favoritos.
Podemos também adicionar um favorito pressionando as teclas
CTRL+D.

Para adicionar um endereço aos Favoritos


Depois de estar a visualizar a página que pretende
adicionar aos favoritos  clique no botão

Logo de seguida seleccione Adicionar aos favoritos,

Figura 11 - Botão Adicionar favoritos

Para que o endereço fique directamente na pasta favoritos, basta fazer


adicionar. Para organizar dentro de uma pasta clique no botão Nova
pasta

31 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 12 - Adicionar um endereço aos favoritos

Figura 13 - Criar uma nova pasta

Na opção nome, escreva o nome da pasta que pretende criar nos


favoritos  clique no botão Criar.
Surge a seguinte janela, pressione o botão Adicionar, para que o
endereço da pasta fique na pasta criada.

Figura 14 – Adicionar endereço

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 32 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Para organizar os favoritos:


Caso tenha adicionado os endereços aos favoritos sem
os organizar, pode fazâ-lo posteriormante. Para isso
clique no botão adicionar aos favoritos Clicar na seta
ao lado de Adcionar aos Favorito.

Logo de seguida seleccione Organizar os favoritos,

Figura 15 – Organizar favoritos

Surge a seguinte janela

Figura 16- Janela organizar favoritos

33 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

- Criar uma nova pasta dentro dos favoritos

- Move o endereço seleccionado para dentro de uma pasta.


Ao dar um clique neste botão surge a seguinte janela:

Figura 17 - Mover um endereço para dentro de uma pasta

Seleccione a pasta onde deseja colocar o endereço de clique no botão


Ok.

- Permite mudar o nome da pasta ou de um endereço de


uma pasta seleccionada.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 34 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 18 – Mudar o nome de uma pasta nos favoritos

Introduza o novo nome e pressione a tecla Enter.

- Elimina a pasta ou endereço seleccionado.


Após pressionar o botão Eliminar, surge a seguinte janela:

Figura 19 – Eliminar pasta dos Favoritos

35 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Confirme a eliminação pressionando o botão Sim.

5.6. Centro de favoritos


O novo centro de favoritos facilita a gestão dos seus websites favoritos,
do seu histórico de navegação e dos seus feeds RSS com apenas
alguns cliques.

5.6.1. Favoritos
Para activar o centro de favoritos:
Clique no botão .

Figura 20 - Centro de favoritos

5.6.2. Feeds
Os feeds, também conhecidos como Feeds RSS, Feeds XML, conteúdo

sindicado ou Web feeds são conteúdos actualizados frequentemente


publicados por um Web site.
Normalmente, são utilizados por Web sites de notícias e blogs, mas
também podem ser utilizados para distribuição de outros tipos de
conteúdo digital, incluindo imagens, áudio ou vídeo. O Internet Explorer

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 36 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

descobre e apresenta feeds quando visita Web sites. Pode, também,


subscrever feeds para procurar e transferir automaticamente
actualizações que poderá visualizar mais tarde.
Quando visualiza um página web pela primeira vez, o Internet Explorer
procura feeds. Se estiverem disponíveis, o botão Feeds muda de cor e

ouve-se um som.

Para subscrever Web feed:


Clique sobre o botão

Por exemplo a Página do Público, activa automaticamente o botão


feeds, depois de dar um clique sobre este surge a mensagem abaixo,

clique sobre a opção subscrever este Feed.

37 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 21 – Subscrever um Web feed


Clique em subscrever.
Quando subscreve Web feed um, define o intervalo em que o Internet
Explorer verifica se existem actualizações no Web site. Depois de ter
definido um intervalo, o Internet Explorer transfere automaticamente a
lista de Web feeds mais actualizada. Após esta pequena configuração
as notícias vão de encontro ao utilizador, sem ser preciso a consulta do
site portador das noticias.

Para visualizar um feed aceda ao centro de Favoritos e clique


sobre o separador Feeds.

Para eliminar um Web feed:


Clique com o botão direito sobre a página que pretende
eliminar o feed

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 38 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 22 - Eliminar um feeds

5.6.3. Histórico
No histórico ficam o registo de todas a páginas visitadas.

Para utilizar o Histórico:


Na barra de ferramentas, clique no botão Favoritos 

separador Histórico  Clique no dia em que visitou o

Web site  na lista de Web sites que visitou nesse dia,


clique no site que pretende visualizar.

Pode alterar o modo de apresentação dos Web sites visitados. Pode


ordená-los por data, nome do site, visitados mais frequentemente ou
visitados mais recentemente.

Para alterar o modo de apresentação do Histórico:


Clique na seta à direita do botão Histórico e escolha

uma opção na lista.

39 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 23 - Opões do Histórico


Para manter o Centro de Favoritos sempre aberto, clique no botão Fixar

o Centro de Favoritos.

5.7. Home Page


5.7.1. Definir a Home Page
Para fazer com que a página Web que está a ver
actualmente seja a home page:
Abra o Internet Explorer e vá para a página que deseja
utilizar como home page.

Clique na seta à direita do botão Home Page e, em


seguida, clique em Adicionar ou Alterar a Home Page.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 40 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 24 – Adicionar ou alterar a Home Page

Na caixa de diálogo Adicionar ou Alterar Home Page, efectue um dos


seguintes passos:
 Para fazer com que a página Web actual seja a única home page
clique em Utilizar esta página Web como a única home page.
 Para criar um conjunto de home pages ou adicionar a página Web
actual ao conjunto de separadores de home pages, clique em
Adicionar esta página Web aos separadores da home page.

 Para substituir a home page existente ou o conjunto de home pages


de separadores pelas páginas Web que estão actualmente abertas,
clique em Utilizar o separador actual definido como home page . Esta
opção está disponível apenas se tiver mais de um separador aberto
no Internet Explorer.

5.7.2. Eliminar uma Home page


Para eliminar uma Home Page:

Clique na seta à direita do botão Home Page 

Remover

41 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 25 – Eliminar uma Home page

Efectue um dos seguintes procedimentos:

o Para eliminar uma home page, clique na página e, em


seguida, clique no botão Sim.

Figura 26 – remover uma Home page

o Para eliminar todas as home pages, clique em Remover


Todas e, em seguida, clique no botão Sim

Figura 27 – Remover todas as home page

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 42 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

5.8. Histórico de páginas Web


À medida que navega na Web, o Internet Explorer armazena
informações acerca dos Web sites que visitou e as informações que são
pedidas com frequência (por exemplo, o nome e a morada).
A lista seguinte apresenta o tipo de informações armazenadas no

Internet Explorer:
 Ficheiros temporários da Internet

 Cookies
 O histórico dos Web sites visitados
 As informações que tenha introduzido em Web sites ou na barra
Endereço (estas são referidas como dados de formulários guardados
e incluem itens tais como o nome, morada e os endereços de Web
sites que tenha visitado anteriormente)
 Palavras-passe
 Informações temporárias armazenadas pelos suplementos do browser
Geralmente é útil ter estas informações armazenadas no computador
porque estas poderão melhorar a velocidade de navegação na Web ou
fornecer automaticamente as informações de forma a não ter de as
escrever repetidamente. Poderá eliminar essas informações se estiver a
limpar o computador ou a utilizar um computador público e não quiser
deixar para trás quaisquer informações pessoais.

5.8.1. Eliminar o histórico de navegação


 No Internet Explorer, clique em Segurança e, em seguida, clique em
Eliminar Histórico de Navegação.

43 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 28 – Eliminar o histórico de navegação

Logo de seguida surge a seguinte janela:

Figura 29 – Selecção do tipo de histórico de navegação

 Clique no botão Eliminar junto a cada categoria de informações que


deseja eliminar, clique em Sim e, em seguida, clique em Fechar.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 44 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:
 Conhecer os tipos de Domínios
 Conhecer a barra de menus do Internet Explorer
 Navegar utilizando os separadores
 Gerir os Favoritos
 Gerir os Feeds
 Gerir o Histórico
 Gerir a Home Page
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios
propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos
exercícios com a designação “Internet Explorer 8.0” no portal.

Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos


mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

45 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

6. Motores de Busca
Um Motor de Busca é uma aplicação, localizada numa página de
Internet (www), utilizada para extrair informação da rede. A procura da
informação é baseada em texto (chaves de pesquisa) introduzido pelo

utilizador no Motor de Busca e o resultado é uma lista de ligações para


documentos que incluem a chaves de pesquisa introduzida.
Os Motores de Busca são úteis para qualquer utilizador que pretenda
encontrar informação sobre um determinado assunto e que, no entanto,
não sabe onde procurar.
Os Motores de Busca são constituídos por três componentes:
 Spider (também conhecido por Crawler ou Bot); este componente
acede a todas as páginas de todos os Sites Web disponíveis para
pesquisa e lê-as, utilizando as ligações de hipertexto presentes em
cada página para aceder outras páginas.
 Um componente que cria um catálogo (ou Index) das páginas lidas.
Um componente que recebe o pedido de pesquisa do utilizador,
compara-o com as entradas do catálogo e que apresenta os
resultados ao utilizador.

Uma alternativa aos Motores de Busca é a análise de uma estrutura de


directórios organizada por tópicos. Geralmente qualquer motor de busca

inclui este tipo de estrutura:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 46 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 30 - Motor de Busca - Directórios

A estrutura de directórios não é mais do que uma organização da


informação (ligações) por tópicos. No exemplo anterior temos a
informação agrupada por Arte e Cultura, Computadores e assim
sucessivamente.
Alguns motores de busca como o Yahoo, AltaVista, Lycos e Google
efectuam a indexação de páginas da Internet e apresentam, geralmente,
uma grande quantidade de informação desnecessária para o utilizador.
No entanto, existem motores de busca que seleccionam que parte da
Web deve ser acedida e indexada. Como exemplo temos os motores de
busca que efectuam pesquisas tecnológicas (ex: pesquisa de
informação relativamente ao AS/400 – http://www.search400.com )

Exemplos de motores de busca ou de pesquisa:

47 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

 AltaVista - http://www.altavista.com

 Yahoo – http://www.yahoo.com
 Lycos – http://www.lycos.com
 Google – http://www.google.com

Os motores anteriores são ideais para efectuar procura de informação


que não está directamente relacionada com o nosso país.
Mas para efectuar a pesquisa de informação, como por exemplo dados
relativos ao escritor português Almeida Garret, a probabilidade de
encontrar informação é maior se a pesquisa for efectuada num motor de
busca português. Como exemplos de motores de busca portugueses
temos:
 Sapo – http://www.sapo.pt
 Clix – http://www.clix.pt
 Aeiou - http://www.aeiou.pt
 Terravista - http://www.terravista.pt

6.1. Pesquisar informação


Se pretende descobrir informação relacionada com o escritor Fernando
Pessoa, poderia utilizar um motor de busca, por exemplo, o Sapo.

Para pesquisar uma informação relacionada com um tema:


Aceder, através de um Browser, à página exemplo http://www.sapo.pt;
Introduzir a chave de pesquisa (Fernando Pessoa) e pressionar Enter

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 48 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 31 - Página http://www.sapo.pt

O motor de busca devolve uma página a indicar a existência (ou não) de


sites (ligações) da Internet com informação relativa a Fernando Pessoa:

49 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 32 - Resultado de uma busca

O utilizador deverá aceder a cada uma das ligações existentes na


página de resultados (figura anterior) até encontrar a informação

desejada. Caso não encontre a informação desejada, deverá utilizar


uma nova chave de pesquisa ou utilizar outro motor de busca.
Como exemplo imagine que pretende encontrar um site que fale sobre a
história da ilha da Madeira. Para isso podemos utilizar o motor de busca

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 50 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

da Google. No endereço do internet Explorer digite www.google.pt,


clicando depois na tecla enter do teclado.
Deve inserir a uma palavra ou frase chave, clicando depois no botão
Pesquisa do Google. A figura seguinte mostra o exemplo da frase de
pesquisa:

Figura 33 – Motor de busca Google

Após ter clicado no botão pesquisa do Google surge então uma nova
página com os resultados da pesquisa. Este resultado pode ser
verificado na figura seguinte:

51 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 34 – Resultado da pesquisa do Google


Cada uma das linhas azuis representa uma ligação a uma página que
contém a nossa frase chave. Em cada uma destas frases azuis, está
também referenciado uma pequena descrição do conteúdo da página.
Para poder seleccionar a página basta clicar na respectiva frase.
Sempre que a página não seja pertinente à sua resposta pode regressar
à página de resultados da pesquisa clicando no botão retroceder do
Web browser.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 52 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:
 Pesquisar informações na Internet
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios

propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos


exercícios com a designação “Motores de Busca” no portal.

Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos


mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

7. Guardar texto ou imagens de


uma página Web
Quando estamos a pesquisar informações na internet, por vezes temos
a necessidade de guardar alguma informação no nosso computador.
Existem imensas maneiras de guardar essa informação. Demonstro
alguns exemplos, sendo recomendado, o formando realizar este tipo de
tarefas como treino.

Para guardar uma imagem na Internet:


Clique com o botão direito do rato na imagem  Guardar Imagem Como
Na caixa de diálogo Guardar Imagem, procure a pasta na qual pretende
guardar o ficheiro  Guardar.

Para guardar uma página ou imagem sem a abrir:


Clique com o botão direito do rato na hiperligação do item que pretende

guardar  Guardar Destino Como .

53 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Copiar informações de uma página Web para um documento:


Seleccione as informações que pretende copiar  botão Página  Copiar.
Active o documento para onde pretende colocar a informação  Menu
Editar  Colar especial  Texto não formatado.

Criar um atalho para a página actual no ambiente de trabalho:


Clique com o botão direito do rato na página  Criar Atalho.

Utilizar a imagem da página Web como fundo do ambiente de trabalho:


Clique com o botão direito do rato na imagem da página Web  Definir
Como Fundo.

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:
 Guardar texto e Imagens de uma página Web.
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios
propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos
exercícios com a designação “ Guardar texto e imagens da Internet”
no portal.
Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos
mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 54 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

8. Correio electrónico
8.1. Definição
O E-mail, também conhecido por correio electrónico, é o serviço mais
utilizado na Internet e permite enviar e receber mensagens electrónicas

de forma rápida, barata e alguns casos gratuita.


Por cada carta que se envia pelos CTT é necessário pagar um selo.
Com o E-mail não é necessário pagar nada, para além da ligação à
Internet.
Tal como acontece nos outros serviços (web, irc, etc.) para utilizar o E-
mail é necessário um programa apropriado. Neste momento o programa
de E-mail mais popular é o Outlook Express da Microsoft, que vem
incluído no Internet Explorer.

Para enviar uma mensagem a outro utilizador basta saber qual é o seu
endereço de E-mail e para receber mensagens basta possuir um
endereço de E-mail. Os fornecedores de acesso Internet oferecem,
normalmente, um ou mais endereços de E-mail aos seus utilizadores.

Um endereço de E-mail tem este aspecto: joao@sapo.pt


 joao é o nome do utilizador.
 @ é símbolo que se chama arroba e que significa "em" (em inglês
at).
 sapo.pt é o nome do servidor onde o João tem a sua caixa de E-
mail.

55 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Se traduzirmos este endereço de E-mail para linguagem corrente


ficamos com "joao em sapo.pt". De notar ainda que os endereços de E-
mail não possuem acentos ou cedilhas.

Para enviar uma mensagem para joao@sapo.pt basta abrir o programa de

E-mail (por exemplo o Outlook Express), escolher a opção "nova


mensagem" (New Mail), digitar joao@sapo.pt no campo "Para:" e
escrever o texto da mensagem.
Ao pressionar "enviar" (Send) o programa de E-mail contacta o servidor
de E-mail do seu fornecedor de acesso que por sua vez se encarrega de
entregar a mensagem na caixa de E-mail do João.
Quando o João aceder à Internet e verificar a caixa de E-mail, irá
receber a mensagem.

Note que estamos a utilizar o conceito "caixa de E-mail", isto significa


que a cada endereço de E-mail corresponde uma "caixa" no servidor de
E-mail e que faz lembrar a caixa de correio que temos em nossas casas.

8.2. Criar uma conta de correio electrónico


Para podermos ter um endereço de correio electrónico, temos de criar
uma conta de correio electrónico. Podemos criar contas de correio
electrónico em vários sites na Internet. Em Portugal, um dos sites de
correio electrónico mais conhecidos é o www.sapo.pt . Tomemos como
exemplo este site para criarmos uma conta de correio electrónico:
Para criar um e-mail:
Acedemos ao site www.sapo.pt

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 56 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 35 – Portal do Sapo

Depois de o site estar devidamente carregado, devemos clicar em Mail


como mostra a figura anterior. Logo de seguida temos que clicar Criar
conta, como mostra a figura seguinte:

Figura 36 – Criação da conta de e-mail no sapo

57 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Depois irá aparecer um pequeno formulário, onde temos que preencher


os dados solicitados para a criação da conta de carreiro electrónico,
como mostra a figura seguinte:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 58 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 37 – Formulário da criação da conta de e -mail

59 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

8.3. Realizar o Login


Para poder realizar o login deve aceder ao endereço do sapo e depois
clicar em Mail.
Depois terá que digitar o seu e-mail e palavra passe, como mostra a
figura seguinte:

Figura 38 – Login no portal do Sapo

Neste caso já não clicamos em criar conta, porque já foi criada


anteriormente. Temos sim que digitar as nossas credenciais.
Se tudo correr bem, já temos acesso à nossa caixa de correio, onde
podemos gerir o nosso correio electrónico.

8.4. Aprender a gerir o correio electrónico


8.4.1. Verificar o correio recebido
Para verificar se existe correio por ler devemos clicar em Caixa de
entrada como mostra a figura seguinte:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 60 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 39 – Caixa de entrada da conta


Dentro da caixa de entrada, surge a seguinte imagem, onde os
envelopes fechados significam que o correio ainda não foi lido e
logicamente os envelopes abertos significam o oposto.

Figura 40 – Estado dos mensagens


Para ler a mensagem, basta clicar um única vez em cima da mensagem
pretendida e já está. Muito fácil…

8.4.2. Verificar as mensagens enviadas


Para verificarmos as mensagens enviadas, devemos clicar em enviados
como mostra a figura seguinte:

61 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 41 – Mensagens Enviadas

8.4.3. Enviar uma nova mensagem


Para poder compor uma nova mensagem deve clicar em Escrever como
mostra a figura seguinte:

Figura 42 – Escrever uma nova mensagem

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 62 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Logo de seguida surge o editor de texto para poder preencher os


campos relevantes como o do destinatário, assunto, etc. e finalmente
poder compor a mensagem, como mostra a figura seguinte:

Figura 43 – Formulário da nova mensagem

PARA: Devemos colocar o endereço do destinatário. Para colocar mais


do que um destinatário separá-los usando virgulas.
CC: Preenchemos este campo se quisermos dar conhecimento a
alguém sobre o envio deste e-mail. Neste caso ambos os destinatários
recebem o e-mail.
BBC: Quando enviamos um e-mail para mais do que um destinatário
usando o PARA, por omissão todos os destinatários sabem para quem

mais nos enviamos a mensagem, esta técnica de envio de e-mail deve


ser evitada, usando para isso o campo BBC que por omissão oculta os
endereços. Assim os outros destinatários ficam sem saber para que
mais o e-mail foi enviado.

63 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

ASSUNTO: Este campo deve estar sempre obrigatoriamente preenchido


para o destinatário poder verificar o tema do e-mail recebido.
CLIPE (Anexo): Serve para juntar ficheiros à mensagem, por exemplo,
documentos do Word, imagens, etc.

Por fim para enviarmos o e-mail basta clicar em Enviar como mostra a
figura seguinte:

Figura 44 – Envio da mensagem

8.5. Gestão de contactos


A gestão de contactos, existente em na maior parte das aplicações de
gestão de correio electrónico é bastante importante, porque é aqui que
serão guardados todos os contactos que iremos utilizar sempre que
enviarmos um e-mail para destinatários habituais.
Para acedermos aos Contactos devemos clicar em contactos como
mostra a figura seguinte:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 64 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 45 – Gestão de contactos

65 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Para criar um novo contacto basta clicar em Novo contacto e preencher


o formulário, como mostra a figura seguinte:

Figura 46 – Criação de um novo contacto


Nota: Não precisa preencher todos os campos do formulário.

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:

Conhecer a definição de Correio electrónico.
 Criar uma conta de Correio electrónico.
 Gerir o Correio electrónico.
 Gerir contactos.
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios
propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos
exercícios com a designação “Correio Electrónico” no portal.

Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos

mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 66 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

9. Ferramenta de mensagens
Instantâneas
As Ferramentas de mensagens instantâneas permitem termos
conversas online com uma ou mais pessoas. Este tipo de ferramenta

tem vindo a ganhar muita popularidade, pela simplicidade de utilização.


No mercado existem imensas ferramentas disponíveis. A grande
vantagem destas ferramentas é que qualquer pessoa com
conhecimentos básicos de informática consegue com toda a facilidade,
dominar e perceber este tipo de ferramentas.
Neste exemplo será utilizado o serviço do Sapo.
Em primeiro lugar temos uma conta associada ao tipo de ferramenta a
utilizar. Neste caso foi criado uma conta no portal da Sapo. Pode rever o
ponto 8.2 do manual.

9.1. Download do Sapo Messenger


Em segundo lugar temos que fazer o download do ficheiro do sapo
Messenger para o computador. O download pode ser feito através do
seguinte endereço: http://messenger.sapo.pt .

9.2. Instalação do Sapo Messenger


Para podermos instalar a ferramenta basta carregarmos num dos botões
de "Instalar" no site. Depois temos apenas que seguir os passos de

instalação da aplicação.
Para instalar o Messenger apenas tens de seguir 3 passos muito
simples e rápidos:

67 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

1ºPasso: Introdução da Instalação do Messenger

Figura 47 – Instalação do Sapo Passo 1

2ºPasso: Aceitação dos Termos de Utilização do Messenger

Figura 48 – Instalação do Sapo Passo 2

3º Passo: Aceitar a Localização da Pasta de Instalação do Messenger

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 68 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 49 – Instalação do Sapo Passo 3

Figura 50 – Instalação do Sapo Passo 4

Instalação Concluída!

9.3. Iniciar o Sapo Messenger


(2008)Depois de a instalação estar concluída com sucesso, basta

69 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

clicarmos no ícone do Messenger para iniciar a aplicação. Logo de


seguida irá aparecer uma caixa de Login onde termos que inserir o email
e password e configurar as opções de acesso.

Login

- Guardar Password:Não queres estar sempre a digitar a tua password


para entrar no SAPO Messenger? Tens sempre essa opção! Aproveita!
Quando desligares a aplicação e voltares a clicar no seu ícone para
entrar, a área de log in aparece com os teus dados já preenchidos,
sendo apenas necessário clicar em "Ligar".

- Ligar automaticamente: Para quê pôr sempre o teu email e password


de login quando podemos ter a vida facilitada e ter o SAPO Messenger a
ligar automaticamente? Se guardar a sua password, ao sair da
aplicação, quando voltar a clicar no ícone do Messenger a aplicação
ligar-se-á automaticamente.

- Ligar como Invisível: Quer entrar no SAPO Messenger mas totalmente


oculto? Em modo invisível pode ver quem está online sem ninguém se
aperceber que está realmente ligado.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 70 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 51 – Autenticação do Sapo Messenger


A opção "Guardar a Password" permite-te, tal como o nome indica
gravar a password associada a uma conta de email para aceder ao
Messenger. Basta indicar qual o e-mail de login, assinalar que quer
"Guardar a Password" e já está. Esta aparecerá automaticamente
sempre que fizer o login com o seu e-mail. Com esta opção activa se
desligar a aplicação e voltar a clicar no seu ícone para entrar, a área de
log in aparece com os seus dados já preenchidos, sendo apenas
necessário clicar em "Ligar". Se sair da aplicação e voltar a clicar no seu
ícone vai entrar automaticamente no Messenger sem ter de fazer mais
nada.

71 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

9.4. Adicionar novo contacto


Para adicionar manualmente um novo contacto deve clicar no botão com
o símbolo "Mais" no canto inferior esquerdo da aplicação ou ir ao Menu
"Contactos| Adicionar contacto", seleccionando qual o tipo de contacto
que deseja adicionar à sua lista de amigos, ou seja, se é um e-mail

SAPO, Telepac, Netcabo, MSN, Yahoo, ou um contacto de telefone


(para envio de SMS e realização de chamadas). Aparecerá uma janela
de adição de novo contacto onde deve indicar qual o contacto (endereço
de email ou telefone) e pode escolher qual o nome ou alcunha pela qual
o contacto vai aparecer na sua lista, incluir o contacto num grupo e
ainda escrever uma mensagem pessoal para o convite.

Figura 52 – Adicionar um Contacto

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 72 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 53 – Adicionar um contacto

9.5. Janela de Conversa


Para iniciar uma conversa deve clicar duas vezes no contacto disponível
na lista de contactos. Automaticamente abrir-se-à uma janela de chat
onde poderá começar a conversar com os seus amigos

73 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 54 – Janela de Conversa

9.6. Corrector Ortográfico


Agora com o Messenger acabaram-se as dúvidas de como se escrevem
palavras e os erros ortográficos. Com esta funcionalidade, à medida que
escreve, é alertado para as palavras com erros, que ficam sublinhadas a
encarnado. Se clicar com o botão direito do rato sobre a palavra
indicada, aparecerá uma lista de sugestões de correcção. Depois é só
clicar sobre a palavra correcta que queira escrever.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 74 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 55 – Corrector Ortográfico

Caso queira desactivar esta opção, basta clicar no botão do corrector


(último ícone no menu de topo da área de escrita de mensagens da
janela de conversação, com o símbolo “"abc"”) e escolher a opção
“"Desligar"”.

75 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 56 – Desligar o corrector Ortográfico

Uma vez desligada esta funcionalidade pode ainda corrigir apenas as


mensagens que desejar, escrevendo o texto na área para o efeito e
clicando na opção corrigir, no mesmo botão "“Corrector"”. Clicando nesta
opção, e texto escrito na área de escrita de mensagens será sujeito a
uma avaliação ortográfica e caso sejam detectados erros, estes serão
assinalados com um sublinhado encarnado. Clicando sobre a palavra
assinalada com o botão direito do rato, poderás ver as opções de
correcção da mesma.

9.7. Envio de Emoticons


Emoticons são imagens que tentam expressar emoções e acções
através de imagens. É possível enviar uma diversidade de emotions

com expressões de tristeza, alegria, sono, ou enviar umas flores, um


convite para um copo, etc. O envio é simples, sendo que se pode
escolher directamente o emoticon a enviar, clicando no botão existente
na janela de chat com um smile (o primeiro a contar da esquerda), ou
atrvés de comandos inseridos através do teclado.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 76 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

NOTA: As maiorias dos comandos são compatíveis com outros serviços


de messaging (sobretudo MSN), sendo que o envio de emoticons de
outras aplicações poderá ser lida pelo Messenger e convertida nos
emoticons existentes na aplicação.

Figura 57 – Emoticons do Sapo

77 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

9.8. Cuidados a ter na recepção de mensagens


“Tal como outras funcionalidades no mundo da Internet, também as
mensagens de correio electrónico podem apresentar os seus perigos.
Um dos perigos mais comuns é a propagação de vírus e consequente
infecção dos computadores de utilizadores domésticos e empresariais.

Os vírus são propagados de diversas formas, como por exemplo,


através de mensagens não solicitadas de correio electrónico contendo
anexos, que são enviados para os mais diversos destinatários. Estes e-
mails podem conter endereço de retorno, um envelope provocante ou
qualquer outro artifício que encoraja o receptor a abri-lo.

(webmaster2008.net, 2009)A este tipo de técnica de encorajamento dá-


se o nome de Engenharia Social, que se serve da natureza crédula e
curiosa para aliciar o cidadão menos atento.

Uma infecção por vírus pode ter consequências nefastas no seu sistema
informático. Estas consequências incluem por exemplo:

 Revelar informação

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 78 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Os vírus propagados por mensagens de correio electrónico em massa


(SPAM) podem ter como principal objectivo a recolha de endereços de
correio electrónico da lista de contactos do utilizador ou de ficheiros.

Alguns vírus também tentarão enviar ficheiros de uma máquina


infectada para outras potenciais vítimas ou até para o autor do vírus.

Estes ficheiros podem conter informação sensível.

 Instalar uma “backdoor”

Uma “backdoor” (“porta de fundos”, em português) pode ser usada por


um atacante remoto para conseguir acesso ao sistema, ou para
adicionar/modificar/apagar ficheiros no sistema. Estas “backdoors”
podem também ser manipuladas para descarregar e controlar
ferramentas adicionais para uso em ataques distribuídos de negação de
serviços (Distributed Denial of Service – DDoS) contra outros sítios de
Internet.

 Atacar outros sistemas

Os sistemas infectados por vírus são frequentemente utilizados para


atacar outros sistemas. Estes ataques envolvem, muitas vezes,
tentativas de explorar vulnerabilidades do sistema remoto ou ataques de
negação de serviços que consomem grandes volumes de tráfego na
rede.

 Enviar correio electrónico não solicitado em massa (SPAM) a


outros utilizadores

Há inúmeras participações de “spammers” utilizando sistemas


comprometidos para enviar e-mails em massa. Estes sistemas

79 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

comprometidos são, com frequência, computadores mal protegidos para


utilização “final” (ex.: sistemas domésticos e de pequenas empresas).

Que cuidados devo ter?

Uma utilização informada continua a ser a melhor forma de prevenir a

infecção do seu computador.


Aqui se apresentam algumas sugestões de prevenção.

 Corra e mantenha uma aplicação antivírus actualizada

Ter um software antivírus sempre activado e actualizado ajuda a


prevenir que as mensagens de conteúdo malicioso consigam infectar o
sistema. Use sempre o antivírus para examinar as mensagens e anexos
que lhe forem enviados.

Os fabricantes dos softwares antivírus publicam frequentemente


informação actualizada, ferramentas ou bases de dados de vírus para
ajudar na detecção e recuperação de código malicioso. Muitos pacotes
antivírus suportam actualização automática de definições de vírus. A
utilização destas actualizações automáticas é recomendável.

 Tenha o filtro anti-SPAM activado nas configurações do servidor


de e-mail

Figura 58 – Mensagens não solicitadas

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 80 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

A maioria dos servidores de correio electrónico possui a funcionalidade


de filtragem de SPAM. Embora não seja infalível, esta faz com que
muitos dos e-mails de srcem considerada suspeita sejam enviados
directamente para uma pasta própria. Verifique esta pasta com
frequência, dado que poderá dar-se o caso de alguma mensagem
legítima ser para ali encaminhada por engano.

Desconfie de mensagens de entidades que o informam que ganhou


prémios.

 Mensagens que avisam de perigos (reais?)

O utilizador pode receber na sua caixa de correio electrónico


mensagens de alarme acerca de vírus, fenómenos alarmantes ou
perigos para a saúde, entre outros, contendo informação que, à primeira
vista, parece verdadeira, mas muitas vezes não é. A estes e-mails dá-se
o nome de Hoaxes, ou embustes, e o seu propósito é fazer o cibernauta
reenviar aquela mensagem para o maior número de pessoas
conhecidas e, assim, apropriarem-se de moradas de e-mail, que depois
enchem de SPAM.

Consulte sempre fontes de segurança legítimas (como o seu servidor de


antivírus) antes de enviar este tipo de mensagens aos seus contactos, a
fim de se certificar que o seu conteúdo é legítimo.

 Não corra programas de srcem desconhecida

Desligue as opções que permitem abrir ou executar automaticamente


ficheiros ou programas anexados às mensagens.

Não descarregue, instale ou corra programas a menos que saiba que

81 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

este é da autoria de uma pessoa ou companhia em que confia. Os


utilizadores de e-mail devem suspeitar de anexos inesperados.
Certifique-se de que conhece a srcem de um anexo antes de o abrir.
Lembre-se também que não basta que a mensagem tenha srcem num
endereço que reconhece, dado que os computadores dos seus
contactos podem estar infectados.

Os utilizadores devem também acautelar-se contra URLs (Uniform


Resource Locator, isto é, o endereço de um recurso, que poderá estar
sob a forma de link na mensagem) nas mensagens de correio
electrónico. Os URLs podem conduzir a conteúdo malicioso que, em
certos casos, poderá ser executado sem intervenção do utilizador. Um
exemplo disto é o phishing, que utiliza URLs enganadores para levar
utilizadores a visitar “web sites” maliciosos.

Não envie informação confidencial por e-mail

O correio electrónico não é um meio seguro para enviar informação ou


dados que não deseja que sejam vistos por terceiros, dado que podem
ser interceptados no seu percurso.

Se desejar enviar informação confidencial, recorra a e-mails cifrados.


Existem várias soluções comerciais ou gratuitas (“freeware”) ao seu
dispor na Internet que codificam os seus dados do remetente para o
receptor.

 Use uma “firewall” pessoal

As “firewalls” filtram portos e protocolos desnecessários de Internet,


evitando ao utilizador correr programas ou páginas de Internet
potencialmente prejudiciais.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 82 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 59 - Firewall

Uma “firewall” pessoal não protegerá necessariamente o seu sistema de


um vírus propagado por correio electrónico, mas uma devidamente
configurada pode evitar que o vírus descarregue componentes
adicionais ou lance ataques contra outros sistemas.

Infelizmente, uma vez dentro do sistema, um vírus pode activar ou


desactivar uma “firewall” de “software”, eliminando assim a sua
protecção.

 Tenha filtros de “gateway” de correio electrónico

Dependendo das necessidades do seu negócio, é recomendável a


configuração de filtros no “gateway” contra ficheiros com extensões
específicas nos anexos de mensagens de e-mail. Esta filtragem deve
ser configurada com cuidado, já que poderá afectar também anexos
legítimos. Recomenda-se que os anexos fiquem em “quarentena” para
posterior exame e/ou possível recuperação.

 Desligue opções de execução de JavaScript, ActiveX ou


programas Java
 Caso o programa de correio electrónico permita, desligue o modo

83 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

de visualização de e-mails em formato html ” (webmaster2008.net,


2009)”

Objectivos a atingir:
Após este capítulo deverá ser capaz de:

Fazer o Download do Sapo Messenger.
 Fazer a instalação do Sapo Messenger.
 Gerir o Sapo Messenger.
 Conhecer os principais cuidados na recepção de
mensagens.
Para testar os conhecimentos adquiridos realize os exercícios
propostos para este capítulo, que se encontram na pasta dos
exercícios com a designação “Ferramentas de mensagens
Instantâneas” no portal.
Após concluir o exercício compare-os com a resolução dos
mesmos e em caso de dúvida volte a rever este capítulo.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 84 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

10. Criação de uma página de


Internet
Existem no mercado imensas ferramentas para criarmos página de
Internet. Neste caso será utilizado o Publisher, uma ferramenta que vem

integrada no pacote do Microsoft Office. É um software encarregue da


criação de todo o tipo de publicações, quer sejam comerciais quer
profissionais. Todas as publicações podem ser facilmente encontradas
através dos assistentes que estão incluídos neste programa.
Contém um grande número de publicações predefinidas, como por
exemplo, publicações rápidas, anúncios, boletins, calendários, etc.
No caso das publicações comerciais, o software permite criar e manter a
imagem da empresa, podendo ser utilizada em todos os tipos de
publicações. Assim todos os diferentes documentos de uma empresa,
currículos, envelopes, etiquetas, etc., terão o mesmo desenho no que
refere a cores, logótipos e aparência em geral.
Para além de todas as características o Publisher é capaz de criar com
grande facilidade página de Internet.

10.1. Planear o We b site


O seu Web site é uma extensão de si próprio, da sua empresa e da sua
marca. Antes de criar o Web site, tenha em atenção as seguintes
questões:

10.1.1. Quem pretendo que visite o meu site?


A resposta a esta pergunta depende de quem é o seu público-alvo:
potenciais clientes, potenciais angariadores de fundos ou voluntários

85 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

para a sua organização, membros de uma sociedade profissional, ou


pais e filhos envolvidos na equipa de natação local. Tem de conhecer o
seu público-alvo e focar-se nele.

10.1.2. O que pretendo que o meu site faça?


O seu Web site pode fornecer informações que o seu público-alvo
considere importantes. Questione-se acerca das informações essenciais
que o seu público-alvo tem de saber. No caso de uma organização sem
fins lucrativos, podem ser informações acerca de eventos actuais. No
caso de uma média empresa, podem ser as mais recentes notícias
sobre os processos e ferramentas da empresa.
Á medida que for planeando o site e as informações nele fornecidas,
considere qual a ferramenta de criação de conteúdos adequada às suas
necessidades. O Publisher é uma excelente ferramenta para criar,
publicar e gerir Web sites simples na Web.

10.1.3. Que aspecto e tom utilizar?


Pretende que o tom do seu Web site seja estimulante, sério ou
divertido?
Este pode ser um dos equilíbrios mais difíceis de alcançar. Por exemplo,
aquilo que é divertido para uma pessoa não é necessariamente divertido
para outra pessoa. Tem de conhecer os seus visitantes, escrever do
ponto de vista deles e utilizar de forma autêntica a mesma linguagem.
Considere também a sua marca. Se a marca da sua empresa
representar autoridade e anos de experiência, humor irreverente não
será consistente com a sua marca.

 Actualize o seu com frequência para que os visitantes saibam que


as respectivas necessidades estão em primeiro lugar.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 86 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

 Centre-se no objectivo do Web site, quer venda utensílios ou


divulgue informações sobre a junta de freguesia da sua localidade.
 Transmita a sua mensagem principal nos títulos e subtítulos.
 Escreva frases e parágrafos curtos para facilitar a procura e
melhorar a legibilidade.
 Inclua espaços em branco para ajudar os leitores a orientarem-se
enquanto lêem.
 Aperfeiçoe o texto do Web site, de modo a que este capte a
atenção dos visitantes, mantenha o interesse dos visitantes,
responda às perguntas deles, ultrapasse as reservas deles e os
faça agir.
Por fim, a execução constante de testes é importante. Envie versões
diferentes de material de marketing (por exemplo, folhetos, material de
marketing directo, etc.) para pequenos segmentos específicos do seu

público-alvo. Controle a eficácia das diferentes versões do material e vá


aperfeiçoando a sua mensagem.
É também aconselhável que todos os potenciais clientes consigam ver,
ler e apreciar o seu Web site da forma como foi concebido. Algumas
pessoas desactivam os gráficos, pelo que só vêem texto. Outras têm
ligação de acesso telefónico à Internet, pelo que a existência de gráficos
numa página Web aumenta o tempo de transferência da página.

10.1.4. Como fazer com que os visitantes ao site

regressem?
 Actualize com frequência as páginas do Web site para manter o
interesse.
 Envie boletins que complementem o material no seu Web site e

87 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

inclua hiperligações para o Web site.


 Ofereça incentivos baseados na Web; por exemplo, promoções
limitadas à Internet, protecções de ecrã, jogos ou outro material
transferível.
 Envie ofertas como data limite, tais como descontos, vales de
oferta ou convites para eventos ou seminários.
 Conceba o seu Web para que os visitantes o possam personalizar
e obterem exactamente de forma mais rápida e num único local: o
seu Web site.

10.2. Criar um site através de um modelo do Publisher


No Publisher podemos criar um Web site a partir de um documento
novo, ou a partir de um modelo, sendo este um componente integrado

no Publisher.
Quando abrimos o Publisher surge-nos a seguinte janela:

Figura 60 – Criação do Web site

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 88 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Nesta janela devemos clicar em Web sites para podermos criar um Web
site a partir de um modelo. Logo de seguida surge-nos a seguinte janela:

Figura 61 – Personalizar a estrutura do Web site

1. Web sites: Devemos escolher o modelo de Web site pretendido.


2. Personalizar: Podemos logo à partida definir as cores e tipos de
letra para o site.
3. Opções: Permite-nos escolher o tipo de barra de navegação, onde
está irá nos servir para navegarmos entre as diversas páginas do
site.
4. Criar: Após configurarmos as opções do site, devemos clicar em
Criar para o site ser criado automaticamente.
Logo de seguida surge uma nova janela, onde devemos escolher o tipo
de informações que desejamos mostrar no Web site.

89 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 62 – Criação das páginas do Web site


Cada item seleccionado representa uma página diferente dentro do Web
site. Devemos clicar no botão OK para avançarmos.
Neste momento já temos o Web site criado bem como as páginas do
mesmo. Como podemos constatar na imagem anterior e na seguinte foi
criado cinco páginas.

Figura 63 – Navegação entre as páginas do Web site

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 90 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Na figura anterior, o rectângulo vermelho representada a barra de


navegação, que deve ser utilizada para podermos navegar nas páginas,
quando estamos a elaborar o Web site.
Se reparar, em todas as páginas o menu do lado esquerdo que é
chamado de barra de navegação é sempre o mesmo em todas as

páginas. Esta barra de navegação servirá para o visitante do site poder


navegar de uma maneira muito fácil e simples no Web site.

91 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

10.3. Descrição da janela d o Publisher

Figura 64 – Estrutura do Microsoft Publisher


1. Barra de Ferramentas: é usada barra podermos inserir objectos
nas páginas, por exemplo imagens, tabelas, formas automáticas,
wordart, etc. Para isso basta clicarmos na ferramenta e desenha-
la na página.
2. Formatar Publicação: nesta secção podemos alterar as opções da
página, esquema de cores, esquemas de tipo de letra, etc.
3. Barra de Formatação: nesta barra podemos alterar a formatação
do texto existente na página.
4. Barra de Menus: podemos utilizar a barra de menus para
inserirmos objectos, gravar alterações da página, verificar
ortografia e gramática, etc
5. Conteúdo da página: devemos colocar nesta secção o texto e
imagens que pretendemos mostrar no Web site.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 92 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Nota: Não se esqueça de utilizar o menu de navegação existente no


Publisher para poder navegar entre as diversas páginas para fazer
alterações.

10.4. Pré-visualizar o Web site no Web browser


Sempre que quiser pré-visualizar o Web site no Web browser, de modo
a ver o seu resultado como Web site, deve clicar no menu Ficheiro
escolhendo depois Pré-visualização da Página Web, como mostra a
figura seguinte:

Figura 65 – Pré-visualizar o Web site


Deste modo pode pré-visualizar o resultado real do Web site.

10.5. Publicar o Web site no PC


Quando finalizar o Web site, deve guarda-lo num formato em que seja

possível o Web browser lê-lo e ser capaz de mostrá-lo aos visitantes.


Para isso deve publicar o Web site. Deve aceder ao menu Ficheiro e
clicar em Publicar na Web, como mostra a figura seguinte:

93 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 66 – Publicar o Web site


Se ainda não guardou as alterações feitas no Web site, aparecerá uma
janela onde deve colocar o nome do site e o local onde o irá guardar.
Após completar este procedimento pode navegar até à localização do

disco rígido, onde guardou o Web site e pode constar a existência de


uma pasta e um ficheiro com a extensão HTML, sendo estes os ficheiros
do Web site criado.

10.6. Alojamento do Web site


Neste momento o Web site criado, encontra-se apenas guardado e
disponível no nosso computador pessoal, ou seja, na pasta onde foi
guardado.
Neste momento, o Web site não pode ser visitado através da Internet,

pelo facto de não estar alojado num servidor de alojamento Web.


Quando um Web site está alojado num servidor de alojamento Web,
este pode ser visitado em qualquer parte do mundo, por todas as
pessoas que possuam um serviço de Internet.
No mercado de alojamento de conteúdo Web, existem imensas ofertas,

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 94 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

sendo na maioria serviços pagos. Neste caso será utilizado um serviço


de alojamento completamente gratuito.
Para aceder ao Web site do serviço de alojamento, tenho navegar até
ao endereço www.alojamentogratuito.com, como mostra a figura seguinte:

Figura 67 – Criação de uma conta no servidor de alojamento web


Para podermos criar uma conta neste serviço, temos que clicar em Criar
Conta como mostra na figura anterior. De seguida surge-nos um
pequeno formulário de inscrição:

95 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 68 – Formulário da criação da conta do Web site


Neste formulário devemos preencher obrigatoriamente todos os campos.
No final quando clicarmos no botão Registar será enviado
automaticamente um e-mail para a conta digitada no campo Email do
formulário anterior. Para concluirmos a inscrição, devemos aceder à
nossa caixa de correio e clicar no endereço contido no e-mail, para
activarmos a conta criada anteriormente.
Se tudo correr bem, irá surgir um relatório final com os dados da conta
acabada de criar. Este relatório deve ser muito bem guardado. Se
repararmos no relatório temos o endereço do Web site, no meu caso é:
http://tic_b3.alojamentogratuito.com. Se colocarmos o nosso endereço no Web
browser podermos constatar que já está activado mas sem o Web site

de construímos disponível. Afinal de contas o Web site encontra-se


apenas no nosso computador pessoal.
A imagem seguinte mostra o serviço de alojamento Web activado e
pronto a funcionar:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 96 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 69 – Conta criada com sucesso

10.7. Publicar o Web site na Internet


Para podermos publicar o Web site na Internet, temos que utilizar um
protocolo FTP (File Transfer Protocol). No mercado existem imensas

soluções gratuitas capazes de realizar esta tarefa. Como exemplo será


utilizado o programa FileZilla.

10.7.1. Download do FileZilla


Antes de podermos publicar o Web sites temos de efectuar o download
do programa para o nosso computador e de seguida proceder à
instalação do programa.
O download pode ser feito a partir do seguinte endereço: http://filezilla-

project.org, onde teremos que clicar em Download FileZilla Client como

mostra na figura seguinte:

97 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 70 – Download do Filezilla Client


Logo se seguida surge-nos a seguinte figura, onde devemos clicar em
FileZilla_3.3.2_win32-setup.exe.

De seguida surge-nos a janela do download propriamente dito, onde


devemos clicar em Executar para podermos realizar o download e logo
de seguida a instalação do programa FileZilla, como mostra a figura
seguinte:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 98 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 71 – Inicio da instalação do Filezilla Client


Após o download estar concluído surge-nos automaticamente a seguinte
janela, onde teremos que clicar em I Agree, logo após de termos lido os
termos de utilização do programa.
Após clicarmos no I Agree surge-nos a seguinte janela, onde temos que
clicar em Next para prosseguirmos, como mostra a figura seguinte:

Figura 72 – Instalação do Filezilla Client Passo 1


Na próxima janela devemos manter estes componentes seleccionados e
99 de 111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

clicar novamente em Next, como mostra a figura seguinte:

Figura 73 – Instalação do Filezilla Client Passo 2


Nesta janela, devemos manter o destino da instalação e clicar em Next,
como mostra a figura seguinte:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 100 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 74 – Instalação do Filezilla Client Passo 3


Nesta janela, devemos manter a localização dos atalhos do programa e

clicar em Next, como mostra a figura seguinte:

101 de
111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 75 – Instalação do Filezilla Client Passo 4


Por fim devemos clicar em Finish para concluirmos a instalação, como

mostra a figura seguinte:

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 102 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 76 – Instalação do Filezilla Client Passo 5


Assim, deste modo, o programa é iniciado automaticamente.

103 de
111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

10.7.2. Funcionamento do FileZilla


Se o programa não fosse iniciado automaticamente, poderia ser acedido
através do atalhos criados no Menu Iniciar > Todos os programas >
FileZilla FTP Client. Logo que o Filezilla é iniciado surge-nos a seguinte
janela, como mostra a figura seguinte:

1 2 3 4

6 7

Figura 77 – Estrutura de funcionamento do Filezilla client


1. Anfitrião: deve inserir o endereço do alojamento FTP, por exemplo:
ftp.alojamentogratuito.com .

2. Nome de utilizador: deve inserir o nome do utilizador, por exemplo:


alo_5257653
3. Palavra-passe: deve inserir a palavra secreta, criada no formulário
de inscrição do serviço de alojamento Web.
4. Ligação rápida: deve clicar para efectuar a ligação ao servidor.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 104 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

5. Comandos: secção de eventos do servidor.


6. Espaço físico do PC: espaço físico existente no seu computador
pessoal. É neste espaço que está alojado os ficheiros do Web site.
7. Espaço Virtual: espaço virtual existente no servidor. É neste
espaço que devemos colocar os ficheiros anteriores, de modo, a
que fiquem disponíveis na Internet.

10.7.3. Copiar ficheiros para o servidor FTP


Para copiar os ficheiros para o servidor FTP deve simplesmente
selecciona-los na área 6 da figura anterior e arrasta-los para a área 7 da
mesma figura. Na figura seguinte temos um exemplo final.

Figura 78 – Ficheiros do Web site

10.8. Aceder ao Web site através da Internet


Neste momento, qualquer pessoa em qualquer parte do mundo, desde
que possua um acesso à Internet pode aceder ao site, digitando apenas
no endereço Web do mesmo. Por exemplo http://tic_b3.alojamentogratuito.com . A
figura seguinte mostra o exemplo referido.

105 de
111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 79 – Web site

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 106 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

11. Conclusão
Após a conclusão da leitura do manual e das actividades sugeridas o
utilizador deverá ser capaz de realizar as diferentes operações no
computador:


Conhecer o mais importante vocabulário utilizado na Internet.
 Tipos de serviços disponíveis na Internet.
 Manipular as definições mais importante do Internet Explorer 8.0
 Utilizar correctamente o motor de busca Google.
 Utilizar o correio electrónico com segurança.
 Gerir contactos de correio electrónico.
 Instalar e utilizar ferramentas de mensagens instantâneas.
 Criar uma página de Internet.
 Instalar e utilizar um cliente FTP.
 Publicar uma página de internet na rede global.
Se tiver alguma dificuldade em realizar alguma destas operações, será
recomendável voltar a ler o manual, e sobretudo praticar as actividades
sugeridas ao longo do manual.

107 de
111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

12. Bibliografia
França, Elisabte. 2007. Internet. Noções básicas da Internet. Funchal :
DTIM, 2007.
Nóbrega, Duarte. 2004. Internet. Internet e Correio Electrónico.

Funchal : DTIM, 2004, p. 63.


2008. Sapo. www.sapo.pt. [Online] 28 de 05 de 2008. [Citação: 21 de 09
de 2008.] www.sapo.pt.
webmaster2008.net. 2009. Segurança na Net. webmaster2008.net.
[Online] 22 de 04 de 2009. [Citação: 14 de 03 de 2010.]
www.webmaster2008.net.

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 108 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

13. Índice de Ilustrações


Figura 1 Noção de Internet...................................................................... 5
Figura 2 – ISP ADSL ............................................................................. 11
Figura 3 – ISP Cabo.............................................................................. 11

Figura 4 – ISP Móvel............................................................................. 11


Figura 5 Browser Internet Explorer 8..................................................... 19
Figura 6 - Barra de endereço ................................................................ 27
Figura 7 - Sites visitados ....................................................................... 27
Figura 8 – Navegar utilizando separadores ........................................... 27
Figura 9 - Miniaturas de todos os separadores abertos ........................ 29
Figura 10 - Abrir uma nova janela ........................................................ 30
Figura 11 - Botão Adicionar favoritos ................................................... 31
Figura 12 - Adicionar um endereço aos favoritos ................................. 32

Figura 13 - Criar uma nova pasta ......................................................... 32


Figura 14 – Adicionar endereço ............................................................ 32
Figura 15 – Organizar favoritos ............................................................. 33
Figura 16- Janela organizar favoritos .................................................... 33
Figura 17 - Mover um endereço para dentro de uma pasta................... 34
Figura 18 – Mudar o nome de uma pasta nos favoritos ........................ 35
Figura 19 – Eliminar pasta dos Favoritos .............................................. 35
Figura 20 - Centro de favoritos ............................................................. 36
Figura 21 – Subscrever um Web feed ................................................... 38

Figura 22 - Eliminar um feeds .............................................................. 39


Figura 23 - Opões do Histórico ............................................................ 40
Figura 24 – Adicionar ou alterar a Home Page ..................................... 41
Figura 25 – Eliminar uma Home page ................................................... 42

109 de
111
Proibida a Reprodução Parcial ou Integral deste Manual sem autorização da DTIM

Figura 26 – remover uma Home page................................................... 42


Figura 27 – Remover todas as home page ........................................... 42
Figura 28 – Eliminar o histórico de navegação ...................................... 44
Figura 29 – Selecção do tipo de histórico de navegação ...................... 44
Figura 30 - Motor de Busca - Directórios ............................................... 47
Figura 31 - Página http://www.sapo.pt .................................................. 49
Figura 32 - Resultado de uma busca .................................................... 50
Figura 33 – Motor de busca Google ...................................................... 51
Figura 34 – Resultado da pesquisa do Google ..................................... 52
Figura 35 – Por tal do Sapo ................................................................... 57
Figura 36 – Criação da conta de e-mail no sapo ................................... 57
Figura 37 – Formulário da criação da conta de e-mail .......................... 59
Figura 38 – Login no portal do Sapo ..................................................... 60
Figura 39 – Caixa de entrada da conta ................................................. 61
Figura 40 – Estado dos mensagens ...................................................... 61
Figura 41 – Mensagens Enviadas ......................................................... 62
Figura 42 – Escrever uma nova mensagem .......................................... 62
Figura 43 – Formulário da nova mensagem .......................................... 63
Figura 44 – Envio da mensagem........................................................... 64
Figura 45 – Gestão de contactos .......................................................... 65
Figura 46 – Criação de um novo contacto ............................................. 66
Figura 47 – Instalação do Sapo Passo 1 ............................................... 68
Figura 48 – Instalação do Sapo Passo 2 ............................................... 68
Figura 49 – Instalação do Sapo Passo 3 ............................................... 69
Figura 50 – Instalação do Sapo Passo 4 ............................................... 69
Figura 51 – Autenticação do Sapo Messenger ...................................... 71
Figura 52 – Adicionar um Contacto ....................................................... 72
Figura 53 – Adicionar um contacto ........................................................ 73

Elaborado por: Sérgio Jorge Revisto por: Ana Isabel Portugal Validado por: Ana Isabel Portugal 110 de 111
Manual de TIC_B2_D Usar a Internet para obter e transmitir informação

Figura 54 – J anela de Conversa ........................................................... 74


Figura 55 – Corrector Ortográfico.......................................................... 75
Figura 56 – Desligar o corrector Ortográfico ......................................... 76
Figura 57 – Emoticons do Sapo ............................................................ 77
Figura 58 – Mensagens não solicitadas ................................................ 80
Figura 59 - Firewall ............................................................................... 83
Figura 60 – Criação do Web site ........................................................... 88
Figura 61 – Personalizar a estrutura do Web site.................................. 89
Figura 62 – Criação das páginas do Web site ....................................... 90
Figura 63 – Navegação entre as páginas do Web site .......................... 90
Figura 64 – Estrutura do Microsoft Publisher ........................................ 92
Figura 65 – Pré-visualizar o Web site.................................................... 93
Figura 66 – Pub licar o Web site ............................................................ 94
Figura 67 – Criação de uma conta no servidor de alojamento web ....... 95
Figura 68 – Formulário da criação da conta do Web site ...................... 96
Figura 69 – Conta criada com sucesso ................................................. 97
Figura 70 – Download do Filezilla Client ............................................... 98
Figura 71 – Inicio da instalação do Filezilla Client ................................. 99
Figura 72 – Instalação do Filezilla Client Passo 1 ................................. 99
Figura 73 – Instalação do Filezilla Client Passo 2 ............................... 100
Figura 74 – Instalação do Filezilla Client Passo 3 ............................... 101
Figura 75 – Instalação do Filezilla Client Passo 4 ............................... 102
Figura 76 – Instalação do Filezilla Client Passo 5 ............................... 103
Figura 77 – Estrutura de funcionamento do Filezilla client .................. 104
Figura 78 – Ficheiros do Web site ....................................................... 105
Figura 79 – Web site ........................................................................... 106

111 de
111