You are on page 1of 12

INSERIR NOMES E RGM???

Projeto Multidisciplinar – Ambiente Logístico


Transportadora Capivari LTDA.

CAMPINAS – SP
2019
Inserir nomes e rgm???

Projeto Multidisciplinar – Ambiente Logístico

Trabalho de Projeto, apresentado


ao Curso de Administração de
Empresas, como parte de requisitos
para a conclusão da disciplina Projeto
Multidisciplinar – Ambiente Logístico,
sob a orientação da Professor tutor

inserir nome do tutor

CAMPINAS – SP
2019
RESUMO
O objetivo do presente trabalho é conhecer o ambiente logístico empresarial através da
análise das práticas organizacionais envolvidas. Analisando a estrutura organizacional da
Transportadora Capivari Ltda. foi possível observar situações logísticas baseados nos
conceitos conhecidos teoricamente.

Palavras-chave: ambiente logístico, ambiente empresarial, práticas organizacionais, estrutura


organizacional., modelos logísticos.
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO
Conforme Ballou (ano???) a logística empresarial trata de todas as atividades de
movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição
da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que
colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço
adequados aos clientes a um custo razoável. Baseado nesta definição o presente projeto traz
uma análise do ambiente logístico da transportadora Capivari ltda. pretendendo apontar
aspectos de sua estrutura e práticas organizacionais relativas à gestão logística. Em campo,
dados foram coletados, analisados e estruturados na forma do presente trabalho adotando-se
como base teórica a consulta a manuais de gestão logística.
A transportadora Capivari surgiu nos anos 70 na cidade de Campinas às margens do
rio que lhe dá nome, desde então, ao longo de mais de 40 anos, foi se expandindo a nível
nacional na prestação de serviços de transportes a diversos segmentos de mercado.
2 DESENVOLVIMENTO
2.1 Empresa

2.1.1 Denominação e forma de constituição


Transportadora Capivari Ltda..

2.1.2 Dados e fatos relevantes da origem da organização


A organização em foco surgiu oficialmente em 1971 na cidade de Campinas, porém
sua idealização se iniciou na década de 1950 quando seu fundador, José Bigatto, adquiriu seu
primeiro caminhão.
1971: Constituição oficial da empresa por José Bigatto.
1984: Abertura da primeira filial em São Paulo.
2002: Abertura da segunda filial no Rio de Janeiro.
2009: Abertura da filial no Recife.
2014: Abertura de filial na Bahia e ampliação da filial de São Paulo.

2.1.3 Natureza e ramo de atuação


A Transportadora Capivari é uma sociedade limitada atuante no ramo de transporte
rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e
internacional.

2.1.4 Porte
A empresa estudada é de médio porte.

2.1.5 Filiais
A Transportadora Capivari possui seis filiais, a saber:
Cumbica – São Paulo/SP
Ribeirão Preto/SP
Rio de Janeiro/RJ
Contagem/BH
Salvador/BA
Jaboatão dos Guararapes/PE

2.1.6 Número de funcionários


O quadro funcional é constituído por 50 colaboradores na matriz.
2.1.7 Principais produtos/serviços
Atuante no ramo de transporte rodoviário a Transportadora Capivari oferece serviços
nas seguintes modalidades: transporte (inbound/outbound) municipal, intermunicipal e
interestadual de produtos em geral, milk run, transporte porto/aeroporto e aduaneiro, cross-
docking e distribuição de produtos.

2.1.8 Principais fornecedores


A transportadora tem como fornecedores a DPaschoal pneus, Shell combustíveis e
Scania caminhões.

2.1.9 Principais mercados e segmentos


A Transportadora Capivari atende a demanda das indústrias química, têxtil e de peças.

2.1.10 Principais concorrentes e aspectos relevantes


Os principais concorrentes são a Jade Transportes, sediada em Campinas desde 1984,
é uma empresa de médio porte com localização estratégica na rodovia Santos Dumont
próximo ao aeroporto de Viracopos e também possui filial em Salvador assim como a
Transportadora Capivari e, ainda, temos a Transportadora TNT, uma das maiores do país
atendendo mais de 5.000 cidades contando com 130 unidades próprias.

2.2 Operações da empresa

2.2.1 Compras

A função de compras tem como finalidade satisfazer as necessidades de


materiais ou serviços, planejá-las quantitativa e qualitativamente satisfazendo-
as no momento certo.
Para atuar no setor de compras a empresa sempre busca profissionais
que demonstrem conhecimentos sobre os suprimentos que a empresa utiliza
no desenvolvimento de suas atividades. Deve saber ouvir os argumentos do
fornecedor contra-argumentando, na busca de vantagens junto ao mesmo,
orientando-se sempre pelos valores da empresa que representam. Outro ponto
importante é saber gerir o sistema de gestão de compras, pois a empresa
utiliza um sistema ERP com módulo que possibilita fazer todo o controle de
suprimentos por meio de recursos que permitem o acompanhamento de
solicitações de compra, orçamentos e emissão de pedidos. Tudo isso vem a
contribuir para que as compras sejam eficazes gerando benefícios para a
empresa.
Na rotina da administração de suprimentos os profissionais lidam com a
barreira dos atrasos nas entregas, a pressão para atender as requisições
internas e ainda manter-se dentro do orçamento estipulado para a área
A transportadora Capivari conta com dois colaboradores responsáveis
pelas compras da empresa, são eles: o comprador e o assistente de compras.
Dentre suas funções destacam-se:
– Cadastramento de fornecedores;
– Pesquisa de preços;
– Definição quanto ao transporte do material;
– Avaliação de propostas;
O setor adota o seguinte fluxo de trabalho:
Recebimento da requisição de compras → Escolha dos fornecedores →
Consulta aos fornecedores → Comparação de preços → Análise das propostas
→ Escolha → Emissão do documento contratual → Diligenciamento →
Recebimento.
Para selecionar seus fornecedores a empresa se orienta pelos seguintes
passos:
1-) Levantamento e pesquisa de mercado
Recebida a requisição de compras para determinado material, é
necessário levantar e pesquisar fornecedores em potencial. Podem ser
utilizados os seguintes instrumentos:
– Cadastro de fornecedores do setor de compras;
– Guias comerciais e industriais;
– Catálogos de fornecedores;
– Revistas especializadas;
– Catálogos telefônicos;

2-) Análise e Classificação


São analisados os dados cadastrais do fornecedor e os tipos de materiais
a fornecer, sendo eliminados aqueles fornecedores que não satisfizerem as
exigências da empresa.
3-) Avaliação de Desempenho
Nesta etapa é feita a avaliação do fornecedor com relação ao
cumprimento do contrato. Caso seu nível de serviço fique abaixo do esperado,
será excluído do cadastro.

A operação logística presente, considerando as áreas de


Compras, Estocagem, Picking, Transporte, Sistemas de Gestão etc.
A finalidade pedagógica do PIM é demonstrar a sua
capacidade de análise de processos e como solucionar os grandes
desafios empresariais
Desenvolvimento – Detalhamento Apresentando a Empresa Esta parte do trabalho deve conter
informações relevantes sobre a organização escolhida para o desenvolvimento do projeto. Deve-se
relacionar, pelo menos, os seguintes itens em forma de títulos e/ou subtítulos: • Denominação
empresarial e forma de constituição; • Dados e fatos relevantes sobre a origem da organização –
elabore aqui um breve histórico cronologicamente ordenado da empresa; • Natureza e ramo de
atuação; • Informações sobre o porte da empresa; • Relação das filiais, caso existam; • Número de
funcionários; • Principais produtos; • Principais fornecedores, insumos, matérias-primas e serviços
fornecidos; • Principais mercados e segmentos desses em que se encontra o público-alvo;

Operações da Empresa Deve-se aqui descrever o processo de compras; assim como são selecionados
os fornecedores; se há critérios de avaliação e desenvolvimento desses etc.

Relata-se também nesta seção o processo de organização dos estoques; se há


mapeamento; se é informatizado; se utiliza equipamentos especiais
– e, se sim, quais –; se há constante qualificação de pessoal; se a
empresa gerencia a duração e volume dos estoques etc. Há ainda a

necessidade de descrever os tipos de picking – separação de pedidos – e do padrão utilizado; modelo


e tempo de separação de um pedido; se há ou não controle desse item etc. Quanto ao transporte, se
é terceirizado ou próprio; como é gerenciado; quais os tipos de veículos; se há algo especial etc.
Aponta-se ainda o tempo de entrega, de modo que se você ou seu grupo conseguir dados dos custos
será muito importante em seu projeto. Finaliza-se com a escolha de um concorrente para a
elaboração da seguinte análise de Strengths – forças –, Weaknesses – fraquezas –, Opportunities –
oportunidades – e Threats – ameaças – (Swot):
Quadro 1 – Análise interna. Empresa Pontos fortes: apontar forças internas nas ações e operações da
empresa, assim como equipamentos e pessoas Pontos fracos: apontar fraquezas internas, tais como
alguma deficiência verificada 1 2
Quadro 2 – Análise externa. Empresa Oportunidades: apontar forças internas nas ações
e operações da empresa, assim como equipamentos e pessoas Ameaças: apontar fraquezas internas,
tais como alguma deficiência verificada 1 2

Esses quadros devem ser elaborados com base em ações ligadas à logística, em algumas
das seguintes áreas: • Compras; • Recebimento; • Estoque; • Separação de pedidos; •
Equipamentos; • Transporte; • Controle de processos.