You are on page 1of 1

 Empodera Angola

 4 janeiro, 2019

Soluções Agrícolas de Fernando Maviuco

Soluções naturais para os desafios agronómicos e hortícolas que os produtores enfrentam


globalmente.

Revitalização do Solo
Existem muitos factores que influenciam a produção agrícola, mas um agribioma saudável é
fundamental para a cultura atingir o seu potencial genético. As soluções de solo Segundo o Maviuco
– resultado da pesquisa avançada em metabólico bacterianos e compostos enzimáticos específicos –
ajudam as plantas a estabelecerem-se. Com o uso excessivo de químicos a ter um impacto crescente
sobre a saúde do solo e a biodisponibilidade de nutrientes, é fundamental abraçar novas soluções
naturais que revitalizem e reconstituam os solos. A gama mundial inclui activadores do solo,
inoculantes microbianos e fertilizantes. A saúde do solo é essencial para a saúde das plantas ou
alimentos e estas tecnologias biodiscricionárias fomentam o desenvolvimento de micróbios
benéficos ao solo que auxiliam na decomposição de material residual da colheita, aumentam a
disponibilidade de nutrientes e fomentam o crescimento radicular.

Aumentar a produção;
Melhorar a qualidade das culturas

Face às constantes alterações e incertezas climatéricas e ambientais há nível do território nacional, é


preciso proporcionar um catalisador para o crescimento no momento certo pode fazer toda a
diferença. Formulada para promover o desenvolvimento da planta e aumentar o potencial de
produção tendo em conta os seguintes aspectos;

1.Escolha da área adequada ao plantio cultivo das culturas.


2. Preparo de solo utilizando técnicas de manejo adequadas às condições de clima e solo de
acordo com a recomendação do responsável técnico.
3. Realização de adubação adequada baseada em análise físico/química do solo.
4. Utilização de sementes e mudas produzidas em conformidade com a legislação pertinente.
5. Utilizar métodos de cultivo adequado a cada cultura, visando evitar perdas durante esta fase.
6. Controle das pragas priorizando o Manejo Integrado de Pragas, com uso de agro-tóxicos
registados para cultura, com menor toxicidade, ou outras práticas apropriadas.
7. Utilização de fertilizantes, inoculantes e afins, registados no MAPA e de acordo com as
recomendações técnicas específicas para cada cultura.
8. Elaboração de sistema de rastreabilidade, por meio de registo de dados sobre a cultura, de
forma que se possa identificar a origem da produção, desde a área plantada até a etapa final
de produção primária da cadeia agrícola, assim como todos os processos e procedimentos
aplicados no manejo da cultura.

Obrigado pela leitura.


Ass. de Fernando Maviuco

http://blog.empoderaangola.com/2019/01/04/150/