As aventuras do Bispo Leadbeater

03 de março de 2010 por administrador Armazenada na categoria Artigos, Conteúdo encontrado na Internet Deixe um comentário Trecho do capítulo "O Bispo e os garotos" do livro "Sexo, Magia e Perversão", de Francis King.

O pedófilo Leadbeater, fundador da igreja católica liberal, a igreja seria aplicada em qualquer outra desde o início do século XX. Parece que este "bispo" Eu perdi a profecia. Com exceção de Aleister Crowley e seus seguidores, não sei de ocultismo ocidental "ou" negro "ou" branco "- que os atos homossexuais utilizado como meio de obter poderes mágicos, quer seja material ou espiritual. É claro que tem havido, e ainda não há dúvida, muitos homossexuais ocultistas, mas a homossexualidade foi um pouco além do oculto, não parte dela (1). Eu não tenho nenhuma dúvida de que os meus leitores que estão familiarizados com a leitura oculto será surpreendido por esta declaração, porque eles vão estar ciente de que no final dos anos 20 e início dos anos 30 o escritor ocultista Dion Fortune (2) afirmou continuamente em conferências, artigos e livros que havia um grupo de ocultistas homens que se dedicaram a construir o que chamou de "um ser astral de poderes negro " através de técnicas homossexuais. Nunca, ou pelo menos na mídia impressa, foi tão longe como a nomeação dos membros desse grupo, mas depois de admirar suas referências freqüentes ao O. E. (Ie, Esotérico Oriental) Biblioteca crítico, neste contexto, é evidente que o que ela tinha em mente era um pequeno grupo de membros da Sociedade Teosófica, o mais notável deles um ex-padre anglicano chamado Charles Leadbeater, contra que H. N. Stokes, editor da O. E. Biblioteca crítico durante muitos anos desencadeou uma campanha virulenta.

Tão atraente era o jornalismo de Stokes ea fortuna, e à primeira vista, como provas contundentes contra Leadbeater, que os ocultistas até hoje, muitos estão convencidos de que ele e seus companheiros eram "magos negros, que obteve o seu poder escondido vampirizado rapazes (três .) Dadas as circunstâncias, acho que vale a pena examinar a relação entre Leadbeater e esses caras, as alegadas vítimas de suas atividades. Charles Webster Leadbeater nasceu em 1847 de pais expatriados Inglês. Ele passou a maior parte de sua juventude na América do Sul e parece ter tido um muito emocionante, uma vez ser sequestrado e quase morto pelos índios. Em 1879, após seu retorno à Inglaterra, foi ordenado como um sacerdote anglicano e assumiu uma paróquia em Hampshire. Nesta fase inicial de sua vida parecia tão preocupado com as questões que se tornariam os seus dois principais interesses na vida, até sua morte, mais de cinqüenta anos depois: o sobrenatural e meninos e jovens. Ele foi encarregado do coro da igreja, escola dominical supervisionado, cuidava dos meninos para trás e, como ele próprio experimentou diversos eventos inexplicáveis, no decurso das suas experiências com o mesmerismo. Em 1885, enquanto ainda um padre da Igreja da Inglaterra, conheceu Madame Blavatsky e foi convertido por ela para a Teosofia, credo pelo qual ele tinha sido atraído como um resultado da leitura do livro O Mundo Oculto sensacional do A. P. Trançada, alguns anos atrás. A Sociedade Teosófica, que agora era um membro Leadbeater, foi fundada em Nova York em 1875 por Madame Blavatsky, o coronel H. S. Olcott, William Q. Judge e outros. Nominalmente era uma sociedade letrada, e os seus objectivos: 1) Formar o núcleo da Fraternidade Universal da Humanidade, 2) Apoiar o estudo comparativo da religião, filosofia e ciência, 3) investigar as leis inexplicadas da natureza e os poderes latentes no homem. Na realidade, porém, era um corpo docente religioso sincrético (4), uma peculiar poutpourri oculto tradicional parte mais ocidental removido, sem citar, por Madame Bavatski dos escritos publicados pela Wizards of the século XIX, Eliphas Levi, Albert Pike e Mackenzie Kenneth (5) - eo budismo do sul. Inflamado por seu fogo missionário nova fé, cheio de entusiasmo por tudo o que era oriental, Leadbeater passou a maior parte dos próximos oito anos na Índia e no Ceilão. Como de costume, a atenção dedicada considerável para os problemas da juventude e conseguiu adquirir um protégé jovem chamado Jinarajadasa Sinhala que o acompanhavam em seu retorno à Europa em 1893. A partir desse ano, Leabbeater começou a ganhar algum destaque no movimento teosófico, cada vez mais escrever artigos de suas revistas, descrevendo suas experiências com a clarividência de panfletos, e em agosto 1895 tornouse secretário-adjunto da secção europeia da Sociedade Teosófica. 1900, Leadbeater reputação como escritor, conferencista e clarividente se espalhou para a América, e no outono do mesmo ano ele fez uma turnê de palestras de quatro meses pelos Estados Unidos. Americana teósofos (6) ficaram encantados com a sua personalidade e sua turnê foi tão bem sucedida que em 1902 ele foi convidado a voltar, desta vez por dois anos de visitas e palestras. Sem dúvida, sua amizade com Annie Bessant, o Teosofista líder desde a morte de Blavatsky, manteve em alta entre os americanos. Desde Leadbeater tinha apreendido em 1898, o Círculo de Lótus, um clube de Londres para os filhos dos teosofistas, e começou a transformá-la em uma organização internacional que se tornou, gozava de uma grande reputação como um perito em educação e vida criança

Teosofia. Como resultado, em sua segunda visita aos Estados Unidos, foi acompanhada por Basil HodgsonSmith, o jovem filho do presidente da Loja da Sociedade Teosófica Harrogate, e durante os sete meses de sua turnê de palestras do Ocidente, por Douglas Petit , um americano de quatorze anos de idade, deficientes físicos e mentais, filho de pais teosofistas. Quando Douglas voltou para casa de seus pais no final do passeio ficou claro que a sua admiração marcado para Leadbeater misteriosamente foi transformado ainda mais ardente na aversão por esse homem e tudo que ele fez. Quando a Sra. Petit tentou primeiro a questionar o seu filho sobre essa mudança de coração, foi encontrado no início confrontados com um muro de silêncio e aparente falta de entendimento. Alguns meses mais tarde, depois de rumores de que a moralidade sexual Leadbeater chegou da Inglaterra há anos, G. R. S. Mead e outros teósofos britânicos tinham suspeitado da natureza das relações entre Leadbeater e alguns de seus encargos jovem, ele retornou à questão Douglas, desta vez muito mais persistente, e desta vez contou a história toda. Alegou que a primeira noite que passou sozinho com seu guardião temporário, e que foi o caso de Leadbeater, foi introduzida na cama dele e lhe ensinou a prática da masturbação mútua. De acordo com Douglas, tinha havido tais atos de forma intermitente durante todo o tour pelo Ocidente. Sra. Petit foi profundamente afetado por esta confissão e à procura de conselhos, ele se virou para a amiga Helen Dennis, como ela, um teósofo e você está queimando Chicago nativa. Não tenho dúvidas de que a Sra. Dennis ouviu a história de sua amiga com mais interesse do que o normal, e ele notou que seu próprio filho, Robin, também tinha desenvolvido uma intensa animosidade para Leadbeater após uma breve estadia com ele Toronto. Inevitavelmente, Robin também foi questionada, ele também relatou uma história semelhante de masturbação mútua, embora neste caso parece que o incidente foi isolado. O mais prejudicial das alegações feitas foi a de que o Robin tinha sido ensinado sob o disfarce da religião. "De alguma forma", disse a mãe dela me fez acreditar que era teosófica ". Sra. Dennis foi uma figura de certa importância na Sociedade Teosófica, tendo exercido o cargo de secretário de correspondência da Seção Esotérica da América (7) e com a ajuda de seu assistente, Dr. Elizabeth Chichester, usou a sua posição para lançar uma campanha contra Leadbeater. Em 1906 adiantado, as grandes teósofos americanos, como Frank Knothe, presidente da Loja de Nova York, e Alexander Fullerton, um ex-sacerdote episcopal, tinha sido informado das acusações que haviam feito os meninos e tinha criado uma comissão informal para investigar. Em 1906 de janeiro, a Sra. B. Dennis escreveu a Annie Bessant formalmente notificada das acusações contra seu amigo. Ao mesmo tempo, Fullerton (8) escreveu uma nota similar Leadbeater si mesmo. defesa Leadbeater foi complexo e, surpreendentemente, não inclui a recusa absoluta da verdade das alegações de que os meninos. Alegou que tinha sido um incidente com Douglas, e este episódio solo havia ocorrido apenas depois que o menino tinha sido estimado para ajudar a combater os sentimentos estranhos que vinha experimentando desde o início da puberdade. No que diz respeito Robin estava em causa, Leadbeater, disse o menino havia sido corrompido por um outro menino, um Nevers, e que tudo que ele fez foi

dar as dicas menino em uma dieta adequada e incentivá-lo a usar a buzina exercício vigoroso meios para remover indesejados desejos sexuais. Leadbeater admitiu, no entanto, tinha avisado que após a quitação regular o uso Robin "(ou seja, masturbação) como um meio de reduzir a tensão sexual. Embora a maioria esta defesa foi bastante fraco, num primeiro momento parecia provável para ser eficaz, afinal, as provas apresentadas pelos meninos não pôde ser confirmada, e apesar dos rumores que circulavam em determinados sectores, membros da Sociedade Teosófica, Leadbeater ainda considerado como um homem de reputação ilibada. Leadbeater esperanças eram para ser acreditado, porém, muito diminuído pela descoberta de provas documentais contra ele sob a forma de uma carta a ele dirigida para Robin. Esta carta foi encontrada na casa de Toronto, onde tiveram ambos, e para a maior parte era inofensivo, um discurso um tanto divagar sobre a viagem astral, mas no meio da carta tinha uma passagem de criptografia (9). Esta passagem contida autoerotic óbvias implicações e ser decifrado ler: "Se não se necessita de ajuda com mais frequência esfregar. Mas não com muita freqüência ou ele não virá. Isso acontece quando você estiver dormindo, conte-me tudo. O sentimento de alegria é tão bom. Beijos, querida. " Neste momento o coronel Olcott, o presidente e reverenciado fundador da Sociedade, ele fun cionamento em seu olho famoso vagabundo "(10) fez uma análise preliminar das provas e estabeleceu um comitê de investigação. Depois de alguns reliberaciones, esta comissão, constituída pelo comitê executivo da seção britânica no meio, juntamente com alguns representantes francês e americano, citado peculiar russo que foi Vsevolod Solovyoff. Olcott escreveu que "um de seus olhos era extremamente desobediente e, ocasionalmente, usada para transformar em todos os sentidos, por vezes com surpreendente e muito desagradável rapidamente. Enquanto o olho permaneceu quieta au naughty colocar diante de vocês, bonito, simpático e gentil, mas não particularmente inteligente, você ganhou o seu respeito e sua confiança. Então, de repente, algo torto, o olho estava livre e começou a mover-se com desconfiança e rogues, ea confiança desapareceram em um instante. " O texto integral da descrição do divertimento Olcott, feito em Solovyoff, está no pp. 369 de sua Sacerdotisa moderno de Isis (Green Longmann & Co., 1895). Leadbeater a comparecer perante eles, em Londres. Para a surpresa de alguns de seus adversários, o réu aceitou o convite, e que por vezes tem sido chamado de "julgamento" teve lugar no dia 16 de maio de 1906. Em seu depoimento à comissão, Leadbeater fizeram a afirmação extraordinária de que sua análise lúcida das auras dos caras que ele saiba quando esses caras estavam com problemas, sexualmente falando, ou que precisam de conselhos. Assim, disse ele, não havia aconselhado apenas Douglas e Robin, mas vários outros meninos, que praticaram a masturbação. Essa frente negrito desmoronou quando, sob o questionamento de Olcott, Leadbeater caiu mal e admitiu que tinha feito, às vezes, um número do que ele chamou de "ações indicativo" e que suas recomendações não haviam sido limitado a rapazes que tinham atingido a idade da puberdade. Leadbeater já tinha apresentado voluntariamente a sua demissão da Sociedade Teosófica, e depois de ouvir essas confissões negativa, a comissão decidiu, por maioria de votos, ele concordou.

Por um tempo, Leadbeater retirou-se para o isolamento da ilha de Jersey, tendo o seu tempo com uma extensa correspondência, justificando o curso de ação que se seguiu e afirmando que seus adversários estavam sob a influência de "magia negra". Nove meses depois, em 17 de fevereiro de 1907, a situação foi transformado por morte, precedida de coma por um mês, o coronel Olcott. Seu sucessor foi nomeado Annie Bessant, que, mesmo antes de sua eleição para a presidência formal em junho daquele ano, tinha sido dedicada a preparar a reabilitação gradual de seu velho amigo Leadbeater. Para esse efeito contratou os serviços do Dr. Weller Van Hook, um popular americana teósofo, e convenceu-o a escrever três cartas abertas para circular entre os membros da Sociedade. Nessas cartas, Van Hook disse que não só os inimigos de Leadbeater eram também inimigos "dos professores e do futuro da religião no mundo, mas chegou ao extremo de afirmar que o mestre Koot Huomi tinha aparecido e tinha relataram que os ensinamentos sexual Leadbeater estavam corretas e concordou com o ocultismo princípios (11). A operação foi um sucesso renovado, e no início de 1909 Leadbeater pertencia, para todos os efeitos, de volta à empresa, mas não foi até o ano seguinte, quando foi reconhecida publicamente pela imprensa Teosófica. Por um tempo tudo parecia ir bem, mas apenas três anos após as novas alegações sobre a moralidade de Leadbeater trouxe uma nova reviravolta no teosóiicas fileiras. Desta vez foi ainda mais publicidade, e que as acusações e as defesas não se limitaram à comparação e apreciação das revistas teosóficas e comissões, mas que foram tornados públicos, os tribunais da Índia e Inglaterra. As alegações foram, de fato, um componente do primeiro ato de Annie Bessant tentativa tragicômica de promover um jovem indiano, 1. Kristnamurti, como Cristo retornou à Terra. Durante alguns anos, os teosofistas, em geral, e Annie Bessant, em particular, tinha sido uma antecipação de uma nova manifestação de Cristo, um evento que parece ser estimado originalmente para ser realizado circo 1950. Posteriormente, houve uma redução significativa do calendário, e por um breve prazo Annie Bessant esperava que o filho do Dr. Van Hook, Hubert, nascido em 1896, poderia ser o veículo através do qual o professor "no mundo" se manifesta em aa momento, mas no início de 1910, ela e Leadbeater estavam convencidos de que Krishnamurti era o veículo escolhido (12). Narayaniah Krishnamurti era o filho de um devoto da casta brâmane Teosofista, que em 1908 retirou parte de um oficial do Serviço Civil e tinha feito sua casa uma pequena cabana nos arredores do complexo principal Teosófica Adyar Alto Comando, Madras. Não demorou muito a atenção de Leadbeater foram desenhados por Krishnamurti e seu irmão, Nityananda, em suas próprias palavras, o tamanho ea cor marcante de suas auras astral, e de acordo com outra versão, que eu considero mais provável, pela visão dos meninos tomando banho. Uma coisa é certa, em qualquer caso: ou o físico ou o corpo astral de Krishnamurti Leadbeater produzido tal impacto que fez a crença de que existe, e nada mais do que lá era o veículo escolhido pelo professor dos professores . Em 1909 atrasado, Narayaniah tinha sido convencido a deixar os meninos mudasen de sua casa para um conjunto de salas adjacentes ao próprio Leadbeater, e depois, em 10 de fevereiro de 1910, assinou uma carta escrita pelo vice-presidente Sociedade Teosófica, dando a guarda dos meninos Annie Bessant. Ele veio a arrepender amargamente desta responsabilidade, quando, em 1911 adiantado, anti-séptico, um jornal local médica, publicou um artigo trazendo à luz todos os

escândalos antigos Leadbeater. Este artigo, Psychopathia Sexualis de Mahatma, chegou a sugerir que em uma encarnação anterior havia sido Leadbeater "Onã, filho de Guda e Sua e neto de Israel" (13). Durante os próximos dezoito meses, a ansiedade Narayaniah cresceu até que, em 24 de outubro de 1912, ajuizou ação para recuperar os meninos. declaração Narayaniah era tão vago quanto à natureza de "delito natural" que dizia ter testemunhado, o que levou muitos leitores do jornal com a crença equivocada de que Leadbeater foi acusado de sodomia; entre Aleister Crowley foi enganado, que, em um discurso em Manchester em 28 de junho de 1913, adotou um tom moral elevado e afirmou que o chamado, gíria francesa "petit Jesus" está sendo levado muito a sério, quando um Leadbeater maníaco sexual senil é dedicado a proclamar a sua juventude como Cristos futuro. " Tais afirmações revelam uma completa incompreensão da natureza das alegações. Como eu disse anteriormente, a maioria do que veio a acusar Leadbeater foi masturbação mútua. O julgamento, que havia sido transferido para o tribunal Madras alta, não começou até 20 de março de 1913 e quando, finalmente, a sentença em 15 de abril, ele não agradou a ninguém. Annie Bessant perdeu a guarda dos meninos, porque, embora ambas as provas Narayaniah como Luxman tinha caído em descrédito grande, ambos foram a imagem muito ruim durante o interrogatório, "o juiz Leadbeater havia denunciado como" um homem posse de idéias imorais "e declarou que desde Narayaniah não tinha tido conhecimento de que Krishnamurti era para ser criado como um" veículo de poderes sobrenaturais "no momento do guardião dos meninos Annie Bessant, foi à direita revogar o acordo. Por outro lado, foi condenada a Narayaniah, completamente irracional, a pagar custas judiciais de ambos os lados. Como ouvi Annie Besant recorreu da sentença e obteve a suspensão da execução da ordem do juiz de que os meninos foram retornadas imediatamente ao seu pai. Na Corte de Apelações não fizeram bem, no entanto, que não só confirmou a decisão do tribunal de grau inferior, mas a decisão foi revertida em custos. Ele fez um outro apelo mais comissão judiciária do Privy Council. Em 02 de maio de 1914 o Comitê Judicial emitiu um julgamento completo. Desta vez, Annie foi um sucesso completo "talvez seja significativo que Lord Haldane, o presidente da comissão, era um velho amigo dele, e foi escrito na sentença que a decisão do tribunal de Madras alta era inválido porque o tribunal havia ignorado tendo em conta os desejos e interesses dos meninos. A comissão sublinhou que Marayaniah poderia começar sobre a batalha legal, desta vez no Supremo Tribunal Inglês, mas Marayaniah percebeu que os filhos atingem a idade adulta bem antes que o caso poderia ser resolvido, de modo que Annie Bessant foi vitorioso. Dez semanas após o Conselho de Estado tomou a decisão começou a primeira guerra mundial e do interesse público nos atos da Sociedade Teosófica diminuiu. Durante os próximos quatro anos, o povo britânico tinha coisas mais importantes para pensar do que com a suposta igualdade de Krishnamurti Cristo. Era bom demais para durar! Depois da guerra, forjou uma nova tempestade, e desta vez era difícil saber se os inimigos de Leadbeater estava mais chateado com o comportamento sexual ou actividades de bispos da

igreja católica liberal. De fato, na mente dos oponentes de Leadbeater parece não ter qualquer distinção entre o homossexualismo eo catolicismo liberal. A Igreja Católica Liberal tinha aparecido como resultado de atividades da igreja de um inglês excêntrico chamado A. H. Mathew, um irregular e instável, cujo amor ao longo da vida dos animais parece ser a única constante da estrutura da sua personalidade. Nascido em 1852, cujo pai era católico e mãe Anglicana, Mathew foi batizado em ambas as igrejas. Talvez a influência precoce foi a causa da indecisão religioso fez, em primeiro lugar, um estudante de teologia anglicana, e depois, padre católico romano neste período de sua vida, seu amor pelos animais foi responsável por aterrorizar fiéis de St. Mary, Banheira, através da introdução de um tigre vive em seu púlpito, "mais tarde tornou-se uma unidade, em seguida, um padre da Igreja da Inglaterra, depois de um leigo católico e, finalmente, exarcebispo católico. Mesmo neste último período foi marcado por sua submissão a Roma, a retirada, inevitavelmente, algumas semanas mais tarde. Mathew antigo bispo católico foi consagrado em 28 de abril de 1908 pelo Arcebispo de Utrecht Cul. Do ponto de vista histórico, a validade da sua consagração parece inquestionável, e que, embora a Holanda tinha uma antiga igreja católica separadas de Roma desde 1739 e sua linha de sucessão episcopal poderiam ser seguidos sem qualquer interrupção até Antonion Cardeal Barberini. No entanto, a consagração foi evidentemente obtida por fraude, e que, enquanto o velho Católica Países Baixos, como Mateus si mesmo, estavam convencidos de que este último representa um grande e crescente Inglês católicos que queriam autonomia Roma, a realidade era bem diferente. Porque Mateus foi apenas a ferramenta inocente de um pequeno grupo de padres católicos irritado, excomungado e, eventualmente, financeiramente desonesto. Estes foram conduzidos por dois Monsigniori, Beale e Arthur Herbert Howarth, que tinha sido tanto em um momento ou outro, responsável pela paróquia na Diocese de Nottingham. Eles tinham boas relações com o bispo Bagshawe, que tinha sido bispo de Nottingham, até sua aposentadoria forçada em 1901. Bagshawe tem sido descrito como um santo, mas parece que a característica mais marcante foi senilidade e, apesar de ocasionais explosões de temperamento, uma vez excomungou todos os membros dessa organização alta e eminentemente respeitável Tory A Primrose League ", foi tolerante a ponto de loucura, e nomeou para cargos importantes sacerdotes que tinham sido expulsos de outras dioceses. Bagshawe era tão capaz de fazer os cegos ao comportamento de seus subordinados, era ultrajante que sua diocese passou a ser chamado pecatorum refugiurn, o refúgio dos pecadores. Brindle Bispo, sucessor Bagshawe, era um homem de caráter muito diferente, e lançou uma operação de limpeza, durante o qual Beale e Howarth demitido por alegado desvio de subsídios para as massas e outras irregularidades financeiras. Estes dois foram feitos para convencer os católicos e Mathew idade representa 17 sacerdotes e oito freguesias grandes. Ambas as freguesias como padres eram em grande parte imaginária, e os dois tnonsignori parecem não ter outra razão para se dedicar ao Mathew como a cabeça de um velho Inglês da Igreja Católica não existe mais o desejo de irritar seus superiores, o bispo eo cardeal Arcebispo de Westminster. Ao voltar da sua consagração Mathew Holland logo percebeu que ele tinha sido enganado. Até sua morte em 1919, dedicou o resto de sua vida de conforto para sua solidão escrevendo longos ensaios tentando provar a autoria baconiano de Shakespeare e sonhando com um National Catholic Church, sob sua liderança. Infelizmente para a sua própria

reputação, Mathew tentou implementar este último sonho e sacerdotes e bispos consagrados, era um homem com uma capacidade total para julgar os personagens de pessoas e muitos de seus sacerdotes eram obviamente inadequado para qualquer posição religiosa . Em 1914, consagrou Mathew F. S. Willoughby como bispo titular de São Pancrácio (14). Este estava convencido de que Mathew tinha sido submetido a perseguição religiosa na Igreja da Inglaterra por causa de suas opiniões teológicas anglo-católicos, na verdade, tinha sido forçado a abandonar sua vida após uma série particularmente desagradável de crimes sexuais contra coral de crianças. O motivo para tornar-se Bispo Willoughby parece ter sido financeira, uma vez que após a sua consagração foi disposta, aparentemente, para conferir o episcopado a qualquer pessoa disposta a pagar um suficientemente volumoso. Neste momento, mais um fato de os adeptos de alguns Mathew, eram membros da Sociedade Teosófica, ou um ou outro dos seus organizaciotes cobrir, de fato, por um curto período de tempo Mathew tinha um certo flerte intelectual com a Sociedade Teosófica que, aparentemente, ele esperava, com seu otimismo característico, incorporar em seu próprio movimento. Apenas dois meses antes para se dedicar ao Willoughby, Mateus escreveu para Reginald Farrell, um dos seus sacerdotes, que foi também teósofo: "Eu tinha tantas vezes uma espécie de visão mental da Sra. Bessant com as vestes da abadessa! É curioso, mas acho que alguma coisa está acontecendo na sua mente e você está vendo mais claramente a divindade do sistema católico e revelação, que é em si capaz de satisfazer as aspirações e desejos do soul. Ela seria uma nova Santa Teresa e Catarina de Siena, e durante algum tempo, quase um ano, eu sinto que é o destino. Mas vamos ver. " Desde então, ele viu Mathew! Por apenas um ano após a carta acima citada Mathew espera se tornar a Sociedade Teosófica foram completamente destruídos. Em vez disso, a Sociedade Teosófica assumiu sua igreja, deixando Mateus com exatamente três seguidores, um sacerdote e dois leigos mulheres. O resto dos antigos seguidores de Mathew eleito seu chefe, James Wedgwood, um dos fundadores de uma organização ocultista chamado o Templo da Rosa Cruz, proprietário do grau trigésimo terceiro do comasonería e antigo secretário-geral da secção de Inglês da Companhia Teosófica. Sob sua liderança teósofos em seu caminho como a antiga Igreja Católica Romana. Willoughby, que Mathew suspenso de suas funções como bispo, após uma série de artigos revelando que o tablóide revista John Buli, desde que o (Teosófica) velho de três bispos católicos, consagrando e Gauntlett Robert Bernard King (15) setembro 1915 e Wedgwoodse no ano seguinte. Logo após a consagração, Wedgwood transferido a gestão dos assuntos eclesiásticos na Inglaterra, o bispo rei e partiu para a Austrália para ver Leadbeater, que tinha sido naquele país desde 1913. Leadbeater foi também rapidamente fez um bispo, um evento que parecia considerar de grande importância, escreveu a Annie Bessant: "Wedgwood chegou e está de boa saúde. Sua consagração ao episcopado teve o resultado inesperado de colocar praticamente na cabeça do velho movimento católico que diz respeito

ao império britânico ... O resultado desse intenso desejo de oferecer o Mestre Universal Movimento como um veículo de sua força e como um canal para se preparar para sua vinda. Tomou, pois, antes de o Senhor Maitreya (16), e ele estava contente em aceitar a oferta e disse que achava que o movimento irá preencher um nicho no regime geral e que seria útil para ele ... Com sua permissão, Wedgwood me ungiu me como um bispo, no pressuposto de que eu sou livre para vestir a minha roupa normal, e eu não sou obrigado a realizar qualquer cerimônia religiosa ou tomar parte no trabalho ao ar livre, a menos que de outra forma adequada, mas atuou como intermediário entre o Senhor e este ramo da sua igreja. " A Igreja Católica Liberal, tinha adoptado este novo nome em 1918 - tem desfrutado algum sucesso e rapidamente caiu sob o controle de Leadbeater, que em 1920 publicou um volume longo e empolado, A Ciência dos Sacramentos, dedicada à liturgia da Igreja, em que ele ofereceu um monte de informações surpreendentes e conselhos, o uso de paramentos de Gothic Revival, foi recomendado, porque "uma torrente assustadora (força) é derramado pelo disco radiante das costas." Wedgwood aparentemente compartilhada amor Leadbeater para os meninos, mas não o ódio das mulheres (17), e poucos meses após a Scotland Yard começou a ter interesse em suas amizades com homens jovens, foi, na sua tentativa falhada seduzir a esposa de T. H. Martyn, um teósofos líder australiano. Em seguida, Martyn se tornou o líder da oposição australiana contra Leadbeater e práticas sexuais e religiosas. Não há dúvida de que Wedgwood era um homossexual ativo, parece ter sido viciado em que os americanos chamam de "comércio salão de chá" (18), as relações temporais realizados em mictórios públicos. Depois de um detetive particular para Wedgwood continuou durante duas horas, durante a qual visitou nada menos que dezoito "estações de conforto". Quando acusado de presente, Wedgwood deu uma explicação inteligente e interessante, que era verdade. disse que tinha ido em busca de um homem jovem, mas um jovem em particular - uma pessoa que havia conhecido em uma encarnação anterior e tinha desviado (como ele poderia descobrir uma revelação astral) da maneira correta e precisa ser resgatados! Martyn e seus aliados começaram a considerar uma igreja católica liberal tendo a frente Leadbeater de um grupo de pedófilos, a Sra. Martyn foi ainda dito que havia descoberto e um de seus filhos marcas em um abraço. As suas suspeitas, disse que tinha sido acordado antes, ele havia encontrado algumas manchas feitas por Leadbeater. A partir de 1922 toda a mídia australiana lançou uma campanha virulenta, com base em informações fornecidas por Martyn quase certamente contra Leadbeater, Wedgwood e a igreja católica liberal e o homossexualismo. Sendo a Austrália como era, a vulgaridade da campanha ultrapassou a capacidade de carga quase Leadbeater, o proprietário, um bispo movimentada com os meninos foi particularmente ofensivo. Como antes, o escândalo foi desaparecendo. Teosofistas seguido pais mandam seus filhos para instruí-los para Leadbeater e igreja católica liberal cresceu em força. Leadbeater foi tão longe para construir um teatro ao ar livre com vista para a baía de Sydney, pronto, foi

dito, o dia tornou-se Krisnamutir Cristo caminhando sobre a água apareceu para visitar o seu velho amigo e professor. Mas, oh, as coisas da vida! Isso não aconteceu. Como Krishnamurti decepcionar seus seguidores dizendo que ele havia cometido um grande erro e que, apesar das profecias de Annie Bessant e Leadbeater, a encarnação de Cristo não seria depois de tudo! Leadbeater morreu pacificamente em 1934. A reunião foi precedida por um gato gigante. Era um animal espiritual altamente desenvolvida na natureza e deviam ser reencarnado como um ser humano, membro da Sociedade Teosófica. Ou isso, pelo menos, era o que ele disse Leadbeater. (1) A exceção a isso parece ser esse personagem estranho Ralph Chubb, que conseguiu amalgamar o oculto, o amor por meninos e ao culto da natureza em especial incoerente. Consulte o Apêndice Ralph Chubb, o amor da juventude, e William Blake. " (2) o pseudônimo de Mrs. Violet Evans, por alguns detalhes de sua breve carreira interessante ver capítulos XVI e XVIII a magia da minha Ritual Magic in England (Neville Spearman, 1970). (3) Esta citação, que tomei a partir da edição (cicloslil) junho de 1948 de um compartimento oculto pequeno chamado Hermes, é particularmente interessante devido à sua associação da homossexualidade com os sanguessugas lendário vampiro. Estou convencido de que o vampirismo, na literatura do século XIX, como fantasia ocultista do século XX é simbólico (um nível inconsciente) da sexualidade em geral e proibido de contacto oral-genital, em particular. As conotações sexuais de contos e romances, como Drácula e Carmilla são óbvias. (4) Durante o período em questão, mais tarde, em anos consecutivos, as flores foram ainda mais estranha e exótica doutrina teosófica, em grande parte derivada da interpretação pessoal do hinduísmo de Annie Besant. (5) algumas informações sobre Levi e MacKenzie, ver Capítulos II e III do meu Ritual Magic in England (Neville Spearman, 1970). (6) ou, mais precisamente, aqueles que seguiram a liderança do Coronel Olcott e Annie Besant. A maioria dos teósofos americana havia rompido com o organismo parental, em Abril de 1895 e foram orientados, por um lado, William O. O juiz, então, desde a morte do juiz, da "Mãe Púrpura", Katherine A. Tingley, um ex-médium espírita. seguidores Katherine Tingley odiada Leadbeater, como todos os inimigos que eram associados de alguma forma com Annie Bessant. (7) Formalmente, a Seção Esotérica (às vezes chamado de Secção Oriental) era uma organização não-oficiais, os seus membros não tinha mais importância do que qualquer outro membro da Sociedade Teosófica. Na prática, porém, sempre exerceu grande poder e, mais tarde, após a morte do coronel Olcott, exerceu um controle efetivo sobre os negócios da Companhia.

(8) um elemento de indignação torcida comédia Fullerton, como ele mesmo parece ter tendências homossexuais, e em fevereiro de 1910 foi acusado de enviar cartas mail indecente, curiosamente, as cartas foram enviadas para Douglas Young Petit. Fullerton foi considerado incapaz de defesa e passou o resto de sua vida em uma casa para criminosos insanos. (9) Ou para ser mais preciso, um código alfabético. Esta foi simular uma forma mais natural, todas as consoantes eram representados pela letra anterior do alfabeto, todas as vogais, a vogal seguinte da série, e, i, o, u. Assim, a tecla da letra e poderia muito bem representar a vogal a. consonantal (10) Debernos a melhor descrição desse famoso olho (11) Koot Huomi foi um dos professores, aqueles seres quase certamente irá semisobrenaturales mítico, que teria vivido no Himalaia e sua missão confiada a Madame Blavatsky. Na mensagem de Von Hook está em causa, é evidente que nem havia uma divisão doutrinária da Grande Fraternidade Branca (como eram conhecidos coletivamente estes super-homens) ou linhas de telefone celeste tinha sido uma cruz, com apenas alguns meses antes colega Huomi Koot, Mestre Morya, foi informado que, apesar de Leadbeater Olcott foi, sem dúvida sincera, seus ensinamentos sexuais eram totalmente errado. (12), Arthur H. Nethercot, cuja biografia em dois volumes, parece destinado a ser o estudo definitivo sobre a vida de Annie Bessant, encontrei algumas discrepâncias entre a "concepção de Jesus como um avatar e Jesus como um mero professor besantiana entre outros professores. Eu não acho que esta discrepância tem existência real. Extremamente confusa cristologia Annie Bessant foi muito semelhante ao do Docetistas, ela pensou que Jesus apenas como um homem, no qual o "Cristo cósmico" tinha dito, quando do seu batismo no rio Jordão. Jesus, afirmava, havia permanecido "controlado" para a crucificação de Cristo, quando deu-se (temporariamente) o seu veículo, explicando o grito de Jesus na cruz: "Meu Deus, meu Deus, por que me desamparaste?" É Curiosamente, Mary Baker Eddy cargos muito semelhantes quanto à natureza de Cristo. (13) A referência ao "pecado de Onan, agora um termo obsoleto para a masturbação. Onan, você deve se lembrar, foi o personagem do Antigo Testamento que "derramou a sua semente no solo", assim despertando a ira do SENHOR. A maioria dos estudiosos estão convencidos de que em hebraico a passagem bíblica em questão não se refere à masturbação, mas para o coitus interruptus, a prática da separação do homem antes da ejaculação. (14) a Velha Igreja Católica, o nome de Mathew dada a sua pequena organização. (15) Dom King, astróloga profissional, era um teosofista até sua morte em 1953. Gauntlett renunciou ao episcopado em 1924, juntou-se aos israelitas britânicos e viajou muito, palestras destinados a provar que os brancos eram as dez tribos perdidas de Israel.

(16) O Senhor Maitreya, você deve se lembrar, foi o Cristo Vivo, que em breve será evidente, ou assim que acreditava, em Krishnamurti. Presumivelmente Leadbeater Wedgwood realizada antes do Senhor Maitreya através de uma visita rápida ao plano astral. (17) Leadbeater nunca gostei especialmente do sexo oposto, em 1916 e esta aversão alcançaram o ponto onde: a recusou) para apertar as mãos de mulheres, e b) se recusou a ficar em casa, onde marido e As mulheres compartilham a cama. (18) Literalmente, "o comércio no salão de chá."

Samael Aun Weor

Samael Aun Weor, presidido pelo Estrela de David em suas palestras Samael Aun Weor: gnosis falsos no serviço de Satanás demiurgo AutorMario Ignacio García Vives 1. Suas mentiras 2. Sua plagiarism 3. Suas reivindicações

1. Suas mentiras a. Suas idéias sobre o demiurgo Que tipo de gnosticismo é que ele reconhece o Demiurgo ou Deus criou o mundo como o único Deus, e não diz nada do Verdadeiro Deus Incognoscível? Tudo nos escritos de Samael Aun Weor é orientada para o demiurgo. Sua gnosis "que Deus apenas reconhece o demiurgo Jeová. Em seus livros, encontramos frases como você "Eu, Aun Weor, sou um profeta do Senhor", "Eu sou um servo do Senhor", "Este é o ensinamento abençoada da Grande Obra do Pai", e similares. Agora, descobrimos que ela trabalha para Samael. b. Suas idéias sobre si mesmo e alma Que tipo de gnose é este que apela para a auto destruição ao invés de aumentá-lo, e pretende transformar o homem em uma ovelha, em vez de um guerreiro? Especialmente no seu panfleto "Técnicas para a dissolução do" eu ", uma das suas mensagens de Natal, expressou claramente sua opinião sobre a necessidade de abandonar o ego e diminuir para zero. Samael ensina que devemos renunciar a si mesmo e se juntar ao Todo. Isso tudo é ninguém menos que Deus o criador ou o demiurgo. Em seus livros, encontramos frases como você está: "É necessário desintegrar o ego." "Nós precisamos da morte do ego ... a todos os níveis da Mente Cósmica." "Só eu posso, na ausência da essência da mente (Buddhata) Intimate despertar para se juntar e levar ao êxtase." "O self é a fonte do erro e sua conseqüência da dor." "Enquanto a dor que eu existo." "Eles cometeram o erro de fortalecer a si mesmo". "Quem não trabalha na dissolução do ego, em cada existência, vão se degenerar cada vez mais, até que finalmente deixa de ser nascido tornou-se um hanasmussiano perigoso." "As escolas que ensinam a dissolução do ego são brancos." "As escolas que ensinam a fortalecer a auto são negros." Que tipo de Gnosis é este que fala da alma e do espírito não menciona o prisioneiro no assunto? Tudo na obra de Samael se destina a purificar a alma para ser entregue ao demiurgo. Nada diz sobre a forma gnóstica para cancelar a alma para libertar o espírito nas correntes. c. Suas idéias sobre kundalini Que tipo de gnose é este, que se dedica à força de kundalini e não diz nada da sua missão sinistra no homem? Kundalini completar a tarefa de dissolver o ego, entregar o corpo espiritual ao demiurgo e se tornar sua vítima humana. Samael promover este crime contra o espírito e frases encontradas em seus escritos, como você, entre muitos: "Quando o ego é

dissolvido e cobra-se o fogo dentro do canal vertebral ..." "A Divina Mãe Kundalini, etc. Samael é o servo e admirador de Kundalini, o demiurgo no homem. d. Samael e da Loja Branca Que tipo de gnose é isso que adora os "mestres" da Loja Branca, os instrumentos de demiurgo sinistro e executores do espírito? Samael não é apenas um servo da Loja Branca, mas você quer se tornar um deles em seus livros, encontramos frases como você está: "Em nosso venerável Loja Branca são os professores de todas as raças ... Os Mestres Morya e KH são da raça amarela." "Sanat Kumara, o Ancião dos Dias, espera por você no seu trono." "Sanat Kumara dá-lhe um novo trono." "Nós, os mestres da Loja Branca". "Eu fui convidado para uma grande assembléia da Venerável Grande Loja Branca". "Os magos negros vou escrever um livro para combater e refutar este livro, que a Loja Branca enviou para a humanidade." "Saibam que eu sou Samael Aun Weor, sou seu Avatar, eu sou seu Buda Maitreya ...." Um verdadeiro gnóstico sabe que Maitreya é um dos principais demônios da Loja Branca, como são Morya e Koot Humi. Sanat Kumara é outro senão Satanás Kumara, o representante do demiurgo na terra. Notamos de passagem que a palavra demiurgo começa com "dem diabo". e. Enganosa termos extraídos da verdadeira gnose Em vários de seus livros verdadeiramente gnóstico Samael usa palavras para fazer as pessoas acreditarem é a sua verdadeira gnose. Termos como "Lúcifer Kristos", "Red Cristo", "Superman", "Lúcifer Nahuatl", "Christus Lúcifer", etc Esta Samael, consciente ou inconscientemente, confunde e engana quem vem para receber o seu desejo ensinamentos gnose autêntica. Também encontramos frases aparentemente gnósticas, como você está: "Realizar o mistério Hiperbórea", "O Segredo" é Cristo, o Senhor da Grande Rebelião ", etc Ninguém deve se deixar enganar por essas belas palavras. Nos escritos de Samael estas são apenas palavras e nada mais. Como vimos, o seu ensino pertence a Satanás e seus planos de demiurgo. Por ignorância ou intencionalmente Samael sempre foi um adversário da Gnose verdadeira e eterna. f. O maithuna técnica Maithuna é uma das armas mais formidáveis para lutar contra Satanás criou o universo e do homem, em busca de libertação e retorno do espírito. Esta técnica pertence-se a gnose pura, mas não da maneira descrita por Samael. Ele tenta colocar a serviço do demiurgo, utilizando esta técnica para purificar a alma e dissolver o eu. tarefa impossível. O maithuna é útil apenas para despertar e libertar o espírito eterno. Na gnose de Samael só

serve para desperdiçar o tempo valioso. É comum dentro do movimento gnóstico de Samael Aun Weor são explicadas as dificuldades para dissolver-me entre aqueles que maithuna prática. Inconscientemente ou não, maithuna Samael tentar pôr a trabalhar para o demiurgo e seus planos. Ele faz isso para purificar a alma, a dissolução do ego e se fundir com o demiurgo. É uma maneira de esconder e confundir as características que tem uma técnica verdadeiramente gnóstico. Samael erro com respeito a maithuna no que diz respeito ao parceiro tântrico, é muito grave. Um verdadeiro gnóstico sabe que o parceiro maithuna nunca deve ser sua esposa ou amado. Tantric O casal deve ser um representante Kaly, não Eva. Eva levaria para a melhoria da alma e do espírito de morte. Kaly levará à morte da alma e a libertação do espírito. Além disso, não Samael proporcionar a sua plena escritos técnicos. yoga sexual revela apenas a metade: o maithuna. A outra metade, a transmutação da ingestão de elixires, ele tem o cuidado de escondê-lo muito bem. A segunda metade produziria um verdadeiro horror ao demiurgo, não pode "digerir" e Samael não querer intrometer-se seu mestre. Samael não fala porque o Kalas demiurgo odeia. Aqui está as verdadeiras intenções de Samael: confundir e induzir em erro a conduzir eficazmente os seus seguidores como ovelhas, para a fusão com o demiurgo destrutivos e satânicos. Se fosse verdadeira gnose de Samael tentar libertar os espíritos acorrentados para permitir o seu regresso ao mundo do qual eles vêm. Se a gnose de Samael era uma verdadeira gnose que guia os seus discípulos para a frente de oposição contra o satan demiurgo final e sua criação. g. O anticomunismo de Samael Aun Weor Anti-comunismo é perfeitamente aceitável para um verdadeiro gnóstico. O comunismo é um instrumento de demiurgo e, portanto, será eternamente opostos pela verdadeira gnose. Surpreendentemente, nos escritos de Samael frases são como você: "O comunismo e o capitalismo são duas faces da mesma moeda, ao invés de lutavam entre si são complementares em um único objetivo: conseguir a destruição total dos valores eternos do ser humano." "Só a inteligência pode superar o monstro marxista que pretende engolir, mas não estamos dispostos a tomar sobre os nossos corpos das cadeias de uma nova escravidão". Neste Samael é certo. Temos de admitir que esta posição de Samael, uma exceção em toda a sua obra, é bastante oposição aos planos do demiurgo. 2. Sua plágio

a. O vice de demiurgo O costume principal do demiurgo é plágio, imitação, sem citar fontes. Todo o universo criado pelo demiurgo é um arremedo do mundo real, mas que o demiurgo não diz. Com poucos elementos, combinados e repetido muitas vezes, o demiurgo gastou toda a sua criação falho. Além disso, como plagiador é extremamente estúpido. Samael como um servo digno do demiurgo tem a mesma falha: cópia aos outros, sem nunca citá-los, como se ele fosse o legítimo criador dessas idéias e escritos. Como o demiurgo, cópia Samael e fagócitos não pode fazer o contrário. Uma vez perguntei a um grupo Samael instrutor por que este livro era tão cheio de plágio. O instrutor disse-me "não é plágio, todo conhecimento não pertencem ao seu autor, mas para a humanidade." Eu disse: "Eu concordo com isso, mas por que não citar o autor original?". O professor virou-se e saiu sem dizer uma palavra. Samael escritas são cópia de outros autores, de que deu tudo de direitos autorais. Claro, se não fosse o trabalho. b. Krumm-Heller Samael cursos de Krumm-Heller. Samael Krumm-Heller copiou tudo sobre o maithuna. A fórmula Maithuna está em dois livros de Krumm-Heller. No livro "Rosa-cruz, capítulo 12, a fórmula é em latim:" virilis inmissio membri em Seminis vaginam ejaculatio seno. No livro "Curso de Zodiac, a mesma fórmula é em castelhano. Samael tem a fórmula como uma descoberta de si mesmo sem revelar o que seu mestre teve Krumm-Heller. Não satisfeito com esta Samael copiado maioria dos títulos dos livros de Krumm-Heller por seus próprios. Krumm-Heller escreveu e publicou "Esotérico Curso de Magia Rúnica", "Rosa" esotérico "," Logos-mantra de magia, "A Igreja Gnóstica" eo "Curso de Zodiac", entre outros. Vários livros de Samael carregar esses títulos: "Tratado" magia rúnica esotéricos, "ardente Rosa", "Logos, mantram", teurgia, "A Igreja Gnóstica" eo "Curso de Zodiac", entre outros. "Simples coincidência? Ele também copiado Krumm-Heller ritual de iniciação, a Missa Gnóstica e os rituais do casamento. Não satisfeito, no entanto, após estes raptos Samael tratado Krumm-Heller denegrir o resto de seus dias. c. Gurdjieff Samael copiou muito de Gurdjieff, embora ele nunca disse. O problema é que você usou uma má tradução em três volumes, cheia de erros e esses erros foram transferidos também ao trabalho de Samael. Por exemplo, ele usa a palavra Kundartiguador, quando a tradução correta da palavra é Kundabuffer. A mesma palavra Hanasmussiano, tomou Gurdjieff. Tudo o que Samael escreve em "Técnica para a dissolução do eu, eus, auto-observação, auto-lembrança, etc, é copiado de Gurdjieff. Mesmo os títulos dos capítulos de "Contos de Belzebu a seu neto" de Gurdjieff, são usados por Samael como títulos para os capítulos de suas mensagens de Natal.

Ouspensky, o mais famoso discípulo de Gurdjieff, não escapou cópia cat-mania de Samael. Samael cópia de "Psicologia da evolução possível do homem", os elementos de seu livro revolucionário "Psicologia". Samael plagiou em "Fragmentos de um ensinamento desconhecido" os elementos de algumas das suas mensagens de Natal. A segunda versão do "casamento perfeito" de Samael, é tomado de "um novo modelo do universo" de Ouspensky. d. Outros plágio Um dos autores que Samael mais fez ataques e calúnias é Cherenzi Omar também é porque você copiou suas idéias? Samael repete a frase para se referir a kundalini é a "serpente ígnea de nossos mágicos poderes", e é precisamente este o título de um dos livros de Cherenzi. Se Samael odeia ele porque repetiu tanto suas frases? Encontramos também cópias do "Estâncias de Dzyan" por Blavatsky. Ele diz uma das estrofes: "Ouça, os Filhos da Terra, de seus instrutores, os filhos do fogo". Em "Rosa Ígnea" de Samael, encontramos o seguinte: "Filhos da terra! Escute seus instrutores, os Filhos do Fogo ". Como similares são as duas frases! O leitor que se preocupa em rever as obras completas de Samael verificar que todas as abduções são cotados menos de um por cento de todas as cópias lá. Existem muitos seqüestros mais: Plagiado "A Arte de Viver", de Krishnamurti, para escrever "ensino fundamental". Todo o conhecimento de Samael sobre a Cabala são copiados a partir do livro "A Cabala mística, Dion Fortune. O ritual funerário é copiado do "Livro Tibetano dos mortos." A Teurgia gnóstico é copiado do "Dogma e Ritual da Alta Magia" de Eliphas Levi. "O segredo de viajar através do ar de mistério" é copiado do verum Grimorium ". A convocação para os reis dos quatro pontos cardeais é copiado do "Grimório do Papa Honório". O Exorcismo "para os dias da semana" são copiados "Heptameron" por Pedro de Apone e Pietro de Abano. Mesmo o mago Aleister Crowley não foi salvo de ser seqüestrado por Samael, pois este cópiou muitos de seus rituais. Eu descrevi alguns dos produtos originais, imagine o que serão as suas contradições. Parte do que eu disse que tenho tido dos artigos "Por que eu saí", de Júlio Medina V., e "Por que deixei a gnosis", que recomendo vivamente a leitura. Escusado será dizer que os "gnósticos" de Samael tentaram denegrir V. Medina por todos os meios. 3. Suas reivindicações a. Quem foi Samael Samael era um homem humilde ou de um megalomaníaco que achava que ele era Deus? Leia seus livros, se tiverem paciência e encontrar frases como você: "Saibam que eu sou Samael Aun Weor, sou seu Avatar, eu sou seu Buda Maitreya", "Eu, Samael Aun Weor,

Buda Maitreya Kalki Avatar da Nova Era de Aquário "autoconferidos títulos e inúmeras outras. Além disso, o nome que você escolheu para ser chamado é bombástico. Ele nasceu como Victor Gomez e chamou a si mesmo Samael Aun Weor. Soa melhor. Ele leu uma frase da Bíblia: "Virá um anjo chamado Samael", e bateu-lhe que ele poderia muito bem ser o anjo e tornar-se famoso. Sua esposa, Arnold Garro, mudou seu nome para Master Litelantes. Parece ainda melhor. Outro se chamava Mestre Lakshmi (a deusa hindu do dinheiro), etc Para continuar. Samael fez o seu apelido que significa "anjo da morte e da intoxicação", e também Veneno de Deus "? Vem como nenhuma surpresa. Kundalini acreditava que tinha se tornado um Cristo, um membro branco da loja. Ansiosa por poder e reconhecimento, queria tornar-se Jesus Cristo. Dizem que certa vez passou três dias e meio morto, e depois disse que tinha sido ressuscitada, transformada em Jesus. No livro "O processo de Samael Aun Weor", escrito por um dos seus filhos, partilhar os seus últimos dias de doença e morte. Como evitado pelos médicos e medicado com ervas daninhas, uma condição simples é complicado e morreu. Samael disse que o sofrimento foi necessário, como Jesus sofreu, e que ressuscitou após a morte. Após sua morte, sua família e os discípulos esperaram em vão por alguns dias da sua ressurreição, então foi enterrado. Primeiro deve subir novamente em seu próprio corpo. Quando eles encontraram o corpo decomposto foi ressuscitado Samael disse, mas em outro corpo, e não seus próprios. Ainda esperando por você. Mesmo agora, há muitos que afirmam ser a reencarnação de Samael. Ele queria ser Jesus, queria ser um salvador do mundo, queria morto após invocou e pediu para resolver problemas, como um santo. Para justificar seu fracasso só conseguiu dizer antes de morrer: "Eu traí o chichimecas. Quando você ver seus filmes e vídeos Samael avisa que se comportou como um louco, um louco, um paranóico. Algumas de suas profecias: "Temos 1.000, 2.000 não", "antes de 2000 Hercóbulos colidirá com o planeta Terra e será o fim do mundo". Todas as suas "profecias" são semelhantes a estes. b. Esta não é a gnose Samael era um motor de busca, mas nunca poderia encontrar a verdadeira gnose. Nunca ocorreu a se rebelar contra o trabalho e as leis do demiurgo. Ele viveu e semeou a confusão ("conhecimento de causa?) Que confusão por toda parte. Desenvolveu uma falsa gnose do serviço de demiurgo, para enganar os incautos. A gnose "de Samael é um Synarchist religião mais a serviço do demiurgo Satanás, e é completamente oposta à verdadeira gnose imortal e eterno. Samael não menciona o Incognoscível ou o espírito nas correntes, sua devoção é o demiurgo e alma. Nunca se refere a Deus como criador ou a criação de satânico, pelo contrário, é perfeito e se comporta como um servo diante deles. Então, que tipo de "gnosis" é essa?

Conclusão Não deveria ter sido chamado Samael Aun Weor, Samael coisa certa teria sido ainda pior. Impresso artigo publicado no Samael Aun Weor: gnosis falsos no serviço de Satanás demiurgo Comentários sobre este artigo http://www.gnosisprimordial.com/?page_id=117
SAMAEL AUN WEOR [A VERGONHA DO ESOTERISMO MODERNO] SUMÁRIO - Biografia - Biografia Reencarnacionalista - Doutrina Gnóstica de Samael, Samael, o Plagiador - Os Movimentos de Samael - As Vantagens e os Perigos de Afiliação - Considerações Finais BIOGRAFIA A biografia deste personagem está muito incompleta. Como qualquer pessoa pouco conhecida nos meios esotéricos e culturais, qualquer pessoa de pouca formação e que operou sempre em pequenos grupos, inicialmente, a história da sua infância e meia idade são pouco conhecidas. Samael Aun Weor é o pseudónimo de Vitor Manuel Gomez Rodriguez. Usou também o pseudónimo de Kattan Umaña Tamines. Nasceu no dia 6 de Abril de 1917, em Santa fé de Bolgota, Colômbia. Seguem-se algumas notas biográficas de Oscar Uzcátegui (discípulo querido de Samael): "O seu pai era um homem de grande estatura, de descendência africana, de mãos largas e compleição robusta. A sua mãe descrevem-na como uma mulher vestida ao estilo do século passado, ou seja, de vestido largo, tocando os tornozelos, blusa de mangas largas, apreciadora de usar a sombrinha sobre a cabeça e de descendência árabe. "Os dias foram correndo, e este menino que era muito esperto para a idade, não gostava de brincar com os seus vizinhos, preferindo antes a meditação em flor de lótus, sentado sobre o telhado da sua velha casa. Na escola, comportava-se de uma maneira muito estranha, pois sempre pensou que os estudos intelectuais ensinados na escola não têm quaisquer relação com a verdadeira essência do homem. Por estas razões não era estranho observá-lo a bocejar nas salas de aula, sendo repreendido constantemente e puxando-lhe as orelhas. Suas notas oscilavam entre puros zeros. Isto foi se intensificando a tal ordem, até que aconteceu o que se esperava que acontecesse: foi expulso do colégio......Teve também uma madrasta que o maltratou bastante,

mesmo fisicamente, chegando a açoitá-lo de modo a deixar marcas para toda a vida. Tal situação foi-se agravando cada vez mais, que o motivou a sair de casa, jurando não regressar mais. Tinha 9 anos. Antes de o fazer, era um menino de coro de uma igreja sul-americana. Este ofício obrigou-o a aprender a recitar latim e versos cristãos nessa igreja." E é tudo quanto adianta Oscar Uzcátegui. Na primeira edição da revista Monsalvat, Valencia, outros dados são acrescidos: "Educado em bons modos, estuda nos claustros de um colégio de padre jesuítas e, aos 12 anos de idade, desiludido com a religião, sai do colégio. Motivado pela incansável vontade de buscar a Verdade, decide investigar os mistérios do Além e integra-se no inquietante mundo do espiritismo. Lê, entre outros, Luís Zea Uribe, Camilo Flammarion, Kardek, León Denis, etc. Acaba por descobrir a triste realidade destas práticas e retira-se. Tem agora 14 anos. Decide então pesquisar os problemas do Espírito à Luz da Ciência moderna. Insatisfeito, adere à Sociedade Teosófica aos 16 anos de idade. Esgota toda a literatura teosófica, mas o resultado é a desilusão e retira-se. Aos 18 anos, é-lhe concedida a honra de ingressar na escola Rosacruz Antiqua de Krumm-Heller. Estuda Eliphas Levi, Steiner, Max Heindel mas, uma vez esgotada toda a biblioteca rosacruz, retira-se novamente insatisfeito. Cansado de tantas teorias, decide entregar-se à meditação. Depois de terríveis esforços, obtém a dita de despertar no Altar da Iniciação e de Dialogar com seu íntimo. Então, toma conhecimento de que foi, numa outra reencarnação, um Hierofante Egípcio. Compreende que chegou a altura de abrir as portas da Gnosis à humanidade, mostrando-lhes a senda do "fio da navalha" e ensinando todos os seus perigos. Junto com sua esposa, empreende a difícil tarefa de dar o conhecimento gnóstico. Ninguém antes dele se atreveu a entregar publicamente a Chave da Iniciação. Desta maneira, nasceu o seu primeiro livro, intitulado "O Matrimónio Perfeito" Começou por escrevê-lo no chão, pois não tinha sequer dinheiro para uma mesa e terminou as últimas páginas numa caixa de madeira. A Publicação do Livro foi aprovada pessoalmente pelos Mestre Morya e Koot Hoomi, numa reunião transcendental na Loja Branca, celebrada nos Mundos Superiores da Natureza..... Faleceu na cidade do México no dia 24 de Dezembro de 1977 e foi cremado no dia 27 de Dezembro." Tudo isto parece muito maravilhoso, mas veremos, mais adiante, o mistério de toda esta farsa BIOGRAFIA REENCARNACIONALISTA Trataremos agora de ver algumas das muitas reencarnações de que nos fala o ousado Samael. Afinal, um pouco de sensasionalismo, só o ajudou na reputação. - Júlio César (teve como missão ajudar na criação da 4ª sub-raça da 5ª raça-raíz). - No livro "O Mistério do Áureo Florescer", diz que, depois de Júlio Cásar, viveu ainda mais 2 reencarnações em Roma. - No mesmo livro, conta uma grande história, em como reencarnou em Espanha, na época do Inquisidor Torquemada, e em como acabou por ser morto por ele,

na fogueira, vítima de uma grande injustiça. (Tudo isto, já sabemos, para despertar nos seus discípulos um sentimento de pena do mestre.) - No mesmo livro ainda, diz que reencarnou imediatamente com o nome de Simeon Bleler , e andou pela Nova Espanha e Inglaterra. - Teve uma reencarnação também em Espanha com o nome de Juan Conrado, marquês e terceiro grande senhor da província de Granada. - A seguir a esta reencarnação, teve outra no México com o nome de Daniel Coronado. Tudo isto, pode ser consultado no referido livro, junto com as suas magníficas sagas de que nos fala este Sr. - Foi Sacerdote numa ordem sagrada no Tibete, composta por 201 membros. - Reencarnou no antigo egipto como um grande sacerdote, no tempo do faraó KEFREN - Reencarnou na antiga Lua, quando era habitada, e teve por missão fazer o que Cristo fez no nosso planeta - ser crucificado para salvar a humanidade e preparar a 5ª raça. Estes e outros absurdos sem vergonha, podem ser estudados nas obras de Samael. Um dos exemplos mais aberrantes da sua conduta é dar-se ao luxo de nomear os mestres que estão de consciência desperta ou não, como se fosse alguma autoridade para isso. Podem fazer o download do livro, em espanhol, "O meu regresso ao Tibete", aqui. A divisa dos movimentos de Samael, é Thelema (vontade). É curioso observar que esta divisa nasceu das palavras de Aleister Crowley, fundador da Ordem de Thelema, de quem o ousado Samael dá-se ao luxo de mal falar descaradamente. Expressões como: "Amor é lei, Amor sob Vontade" e "Faz o que tu queres, Essa é a única Lei", também foram apropriadas deste ilustre mago. DOUTRINA GNÓSTICA DE SAMAEL A doutrina gnóstica divulgada por Samael, é, nada mais nada menos, do que uma grande salada de conhecimentos depenicada aqui e acolá, apropriada de inúmeras escolas e mestres. Com tal salada, o ousado Samael, deu a cara ao mundo e intitulou-se o mestre da salvação, o "Avatar da Era de Aquário", o Cristo vermelho, o Logos do planeta Marte, o Buda Maitreya, etc ,etc., o único eleito para divulgar ao homem as chaves da sabedoria oculta e da libertação do homem. Nas salas de estudo dos centros gnósticos, os ensinamentos outorgados ao aluno, distribuem-se por três etapas, ou "câmaras", a saber, 1ª câmara, 2ª câmara e 3ª câmara. A 1ª câmara, que se divide em câmara A e câmara B, consiste em transmitir as práticas esotéricas do centro, como são as runas, magia sexual, zodiacal, elemental e outras, e também se ensina a psicologia gnóstica de Samael, o estudo dos demónios particulares de cada um, a meditação etc. A 2ª câmara é uma extensão da 1ª, e a finalidade aqui é intensificar mais ainda o estudo e trabalho sobre si próprio, numa postura de mais responsabilidade. Criam-se também correntes de força ou egrégoras entre os alunos, dando as mãos e dizendo alguma oração ou mantram particular. Fazem-se meditações grupais para vários fins, como a eliminação dos defeitos psicológicos, a expansão de energia positiva pelo planeta, etc. Para cada aluno é atribuído um par de sandálias e uma veste apropriada. A 3ª câmara é um estágio mais organizacional, dedicado aos professores ou aspirantes a sê-lo.

O MATRIMÓNIO PERFEITO - O 1º GRANDE TRATADO Como estudámos na biografia de Samael, o seu primeiro livro, "O Matrimónio Perfeito", é o resultado de inúmeras investigações nos mundos ocultos e nasce como o livro que contém as chaves da verdadeira gnosis, apresentada ao mundo pela primeira vez. "Quando saiu à luz a primeira edição de : "O Matrimónio Perfeito", produziu um grande entusiasmo entre os estudantes de todas as escolas, lojas, religiões, ordens, seitas e sociedades secretas... O Matrimónio Perfeito constitui a síntese de todas as religiões, escolas, ordens, seitas, lojas, yogas, etc, etc." Samael Aun Weor, o Matrimónio Perfeito, 1993, RJ. Brasil, I.G.A. Neste livro, o ousado Samael deixa transparecer, inconscientemente, o futuro da filosofia gnóstica por ele criada: uma salada de ensinamentos variados, temperados com os seus conceitos extremistas e absolutistas. O livro trata dos assuntos mais diversos e deslocados da temática, como a tradição dos esquimós, o Edda germânico, o totetismo, um pouco do Egipto, os antigos maias, um pouco de psicologia sem nexo, e muitas interpretações de carácter sexual por todo o lado. É citada Blavastsky frequentemente (assim como em outros livros). É curioso observar que o autor, como Avatar que se intitula, não oferece nenhuma teoria nova. Dá-se ainda ao luxo de citar mestres espiritualistas, dos quais havia falado mal antes e, como vimos em sua biografia, se havia cansado de todas essas Lojas por onde passou. Curiosamente, não nos apresenta absolutamente nada de novo, a não ser todo o material apropriado em ditas lojas. O importante, é manter o título de Mestre da Salvação. No último capítulo, Samael, narra-nos a sua famosa iniciação no templo de Chapultepec. Isto é um vergonhoso plágio, linha por linha, da obra do Dr. Arnoldo Krumm-Heller, "Novela Rosacruz", editorial Kier, Argentina. Parte do livro é retirado dos ensinamentos do Dr. Krumm-Heller, principalmente, no concernente à magia sexual e igreja gnóstica. A parte psicológica é, na maioria, apropriada do livro "Tertium Organum" do Dr. P.D. Ouspensky. Citar todas as fontes bibliográficas seria um trabalho desnecessário, já que o carácter do livro não merece tal esforço, pois a maioria dos assuntos, são tão mundanos, que nem merecem a menor consideração. PSICOLOGIA E COSMOGONIA DE SAMAEL A psicologia e cosmogonia de Samael foram apropriadas, na totalidade, dos ensinamentos de Gurdjief e das obras do seu discípulo, P.D. Ouspensky, fundamentalmente. Leia-se, "Fragmentos de um ensinamento desconhecido" e "Psicologia da evolução possível ao homem" editora Pensamento, São Paulo. Encontra-se aí, minuciosamente detalhado, o estudo dos cinco centros da máquina humana, os "eus" ou "agregados psicológicos", os Sete Cosmos, o hidrogénio SI-12 e outros, o mundo das 48 leis e outras, colar de Buda, consciência de si, corpos invisíveis, impressões, estados e associações psicológicas, lei do três, lei do sete, lei do acidente, energia sexual e as oitavas, transmutação sexual, etc etc . Quanto à parte da Antropologia Espiritual, Samael foi beber directamente à obra de Gurdjieff, "Relatos de Belzebú a seu Neto". Aí fala-se detalhadamente sobre a evolução do homem, como o homem tinha uma cauda ou apêndice, kundabuffer (Samael inventou para 'kundartiguador'), a missão do

arcanjo Sakaki, etc. Expressões como "heptaparaparshinock", "triammazikamno" "Solionesius", "trogoautoegocrático" etc etc, são expressões inventadas por Gurdjieff e apropriadas pelo ousado Samael. Nota curiosa, em inúmeros livros, Samael fala do Mestre G. Por aqui se vê o medo de referir o nome completo, não vá o aluno descobrir as verdadeiras fontes do que aprende. Também alguma psicologia de Krishnamurti, serviu para alimentar a imaginação fértil do ousado Samael. Inclusivamente, Samael escreveu um livro intitulado: "Aos Pés do Mestre" Ainda referente à antropologia, Samael faz a salada mais completa. Não só apresenta os esquemas facultados por Gurdjief, como também cita o esquema evolutivo teosófico frequentemente, trabalhos diametralmente distintos, como outras teorias ainda. Vale tudo. O importante é impressionar. Mas, para não parecer tudo legítimamente copiado, Samael inventou um pouco a sua doutrina. Ao contrário dos ensinamentos de Gurdjief, em que as leis cósmicas, condensavam-se, por último, no mundo das 96 leis, na Lua, Samael esticou o esquema de Gurdjieff para os "círculos Dantescos", relatados por Dante Alighieri em sua "A Divina Comédia". RUNAS, MAGIA ZODIACAL, ELEMENTOTERAPIA, ETC Para impressionar mais ainda, práticas de carácter mágico são uma constante nos escritos de Samael. A grande maioria, são apropriadas dos ensinamentos de Krumm-Heller e de sua escola, Fraternitas Rosacruciana Antiqua. Leia-se, para o efeito, uma síntese dos trabalhos de Krumm-Heller, "Las Enseñanzas de la Antigua Fraternidad Rosa-Cruz", editorial SIRIO, Málaga, Espanha, assim como também outras obras do mesmo, quase todas editadas pela editorial Kier, Argentina: "As Plantas Mágicas", "Logos, Mantram, Magia", "Tratado de Magia Rúnica", "Tratado de Osmoterapia", "A Igreja Gnóstica", "O Tatwómetro" etc etc. Existem, claro, muitas outras práticas, oriundas das tradições mais diversas e das fontes mais duvidosas. Desde chamanismo e práticas índias da América Latina, com consumo de drogas para atingir estados alterados de consciência (Leia-se, o "Tratado de Medicina Oculta" do Sr. Samael) a mantrams da índia, etc, tudo vale. No seu livro, "Manual de Magia Prática", o Sr. Samael dá muitas práticas, para muitos fins. Nesse livro, existe três capítulos intitulados A Imaginação, A Inspiração, e A Intuição respectivamente. Em cada capítulo, termina assim o ousado Samael: "Eu, Samael Aun Weor", sou o Avatar da Imaginação, da Inspiração e da Intuição. O que não valem estas palavras, pronunciadas pela boca deste augusto colombiano, do qual, por ser tão importante, não se vê uma única referência à sua excelsa pessoa, em nenhum livro ou escola de espiritualidade neste planeta. Ainda referente à imaginação, inspiração e intuição, vale remeter o querido leitor para os trabalhos do ilustre alemão Dr. Rudolf Steiner, que, em cerca de 6000 conferências e inúmeras obras o que mais nos fala é sobre o desenvolvimento destas três qualidades como preceito para o conhecimento dos mundos espirituais. É triste observar como personalidades como este Samael se valem do trabalho dos outros que deram a vida para outorgar à humanidade conhecimentos e perguntas novas. MAGIA SEXUAL

Também a magia sexual é apropriada, mas de fontes tão diversas que não podemos fazer aqui um resumo. Mais uma vez, o Dr. Krumm-Heller e a F.R.A são as principais fontes. Também o Dr. Jorge Adoum ou Mago Jefa (membro da F.R.A) serviu para enorme referência. Leia-se, por exemplo, "As Chaves do Reino Interno" e "Do Sexo à Divindade", editora Pensamento, São Paulo. Depois, toda a classe de tradições tântricas hindus servem de muleta. OS MOVIMENTOS DE SAMAEL Samael fundou inicialmente a Igreja Gnóstica Cristã Universal, na Serra Nevada de Santa Marta. Mais tarde, fundou ainda, no México, a AGEACAC. Samael teve quatro filhos. Um faleceu recentemente. Outro é um dos líderes do Instituto de Caridade Universal e recebeu todo o apoio da mãe nesse empenhamento. Das duas filhas, uma continuou a obra do pai, junto de sua mãe., enquanto a outra seguiu um destino idêntico ao de Ernesto Barón, dissidente e fundador do C.E.G. Em 1993, afirmando-se a única capacidade para continuar a obra de Samael, rebeliou-se contra a própria mãe, Arnolda Garro Gomez ou Litelantes, (que Samael dizia ser um Espírito Superior do Karma) e, arrastando muitos professores consigo, assumiu a liderança da AGEACAC. Desde então, Litelantes, e seus seguidores, formaram o Instituto Gnóstico de Antropologia (I.G.A) sendo a presidente até o seu falecimento, a 5 de Fevereiro de 1998. Até aqui, são as palavras transmitidas ao criador desta página, pelo representante do I.G.A de Lisboa. Mas muito existe por explicar. Entretanto, muitas outras dissidências se produziriam. A Igreja Gnóstica Cristã Universal, tornou-se um centro independente. Nasceu um outro grupo recente, fundado por uma "criatura" que se intitula a reencarnação de Lakhsmi, e que recebeu ordens invisíveis de Samael para continuar o seu trabalho. Outra criatura igualmente ousada que se intitula do mestre eleito e grande Ser Espiritual funda a IGLESIA GNÓSTICA ESENIA DE LA ORDEN DE MELKISEDEK. E muitos ousados e tarados estão ainda para surgir. Outros centros vendem os mistérios da gnosis, por correspondência. Na Internet, pode-se aceder à maioria das páginas desses grupos. É curioso observar como a Igreja Gnóstica Cristã Universal afirma e reconhece na sua homepage que Samael foi beber directamente aos ensinamentos do Dr. Krumm-Heller, e após sua morte, foi o sucessor do seu trabalho. Maior blasfémia não se podia dizer. Basta, para esse efeito, consultar a Fraternitas Rosacruciana Antiqua, para se constatar, de imediato, que Samael não só foi um membro temporário dessa ordem, como também não tem o mínimo reconhecimento da mesma, a não ser o desprezo e a indignação. AS VANTAGENS E OS PERIGOS DE AFILIAÇÃO O maior perigo de pertencer a um destes grupos é a dependência psicológica que se cria, a subordinação total às exigências dos instrutores, a paralisia do pensamento e negação à conversa aberta sobre os temas em estudo e a perda total da vontade própria para pensar, sentir e querer. Samael, em muitos dos seus livros, começa assim os seus discursos: "Aqui estou eu, eu para falar, e vocês para escutar" E é assim mesmo que se procede nas salas de aula. O professor fala e debate, e você deve-se limitar a escutar e a acatar. Pode perguntar uma vez, duas ou até três vezes, mas sempre com um ar humilde. Se insistir em querer desenvolver um assunto que pensa estar pouco elucidado, e se o professor não puder ajudar, não insista mais, ou sujeita-se a graves repreensões, e ataques ofensivos de todo o género ao seu Ego. Samael e seus militantes, chamam o homem de "animal

intelectual" ou "porcos do intelecto" (leia-se "A Grande Rebelião"). E á assim que o aluno e o ser humano em geral é visto por estes grupos: seres com mil e um defeitos, mil e um demónios, e todo o contacto e convivências naturais do dia a dia devem-se evitar, pois podem ser armadilhas desses demónios. O que importa é a meditação interior sobre os nossos defeitos e a sua desintegração, dizem-nos. Em movimentos como "A Igreja Universal do Reino de Deus", em Portugal, as pessoas gritam desmazeladamente para que o Demónio saia do seu corpo e o liberte das doenças. Neste tipo de Seitas de Samael, a metodologia é mais subtil e mais serena. Deve o aluno fechar os olhos e tentar descobrir seus demónios interiores ou entidades que criou com os seus maus hábitos. Para falar, geralmente, deverá falar apenas do que viu dentro de si. Não espere ver os professores fazerem o mesmo ou falar sobre si durante as aulas. Eles dir-lhe-ão que estão num "outro nível" e estão sujeitos a "outras leis". Certamente que existe convivência entre alunos e professores, mas sempre com um notável distanciamento. Basta o aluno questionar melhor os ensinamentos que lhe oferecem, questionar sua integridade e suas fontes, assim como outras declarações absolutistas inerentes a estes movimentos, que o professor, prontamente, revelará a amizade que tinha pelo aluno. A sua frieza e distanciamento, obrigá-lo-ão a sair. Ensinam eles que meditar é "não pensar", de teorias anda o mundo farto. O comportamento que caracteriza muitos dos movimentos de Samael, encontra-se, como exemplo detalhado na secção do C.E.G. Este tipo de seitas, contudo, tem também algo de positivo. O estudo interior de cada um, a identificação com a mãe divina, a meditação, etc. O perigo reside em quando o aluno tem uma personalidade fraca e débil, sem se questionar sobre o que lhe incutem, uma forte auto-sugestão e, consequentemente, a dependência total. Pois, o aluno de pensamento claro e objectivo, raramente fica muito tempo neste tipo de seitas. Se ficar, não tem outro remédio senão tornar-se professor e anunciar a "boa nova" aos demais. CONSIDERAÇÕES FINAIS Pouco mais há a dizer deste personagem fantástico, de pouco mérito esotérico e de imaginação fértil. O conteúdo desta página são frases soltas, certamente. O fanatismo destes movimentos é de tal ordem que se torna difícil aceder a informações históricas sobre os mesmos. Contudo, deixa muito para reflectir. Muitos perguntam, como se justificam as fantásticas declarações deste falso profeta "new age"? Seria um ousado charlatão ou um doente mental? Será que não se apercebia que o conteúdo da sua doutrina era imensuravelmente contraditório, sem nexo, sem carácter de apreciação histórica, e que indignaria os diferentes movimentos onde foi beber? E, mais grave ainda, estaria a par das repercussões futuras dos seus trabalhos? Das centenas de milhares de pessoas em todo o mundo vítimas duma dependência doentia dos seus ensinamentos? Uns fazem crer que este homem, Samael Aun Weor, era um espírita e serviria de veículo físico para a intervenção de baixas entidades astrais instalarem um novo caos esotérico no planeta, e afastar o ser humano dos movimentos ocultistas tradicionais, fundados por grandes sábios que deram a carne e o sangue para presentear ao homem verdadeiras pérolas de Sabedoria.

Outros, levam a crer que este homem simplesmente era um verdadeiro frustrado por sua infância pobre e ignorante. E o excesso de orgulho levou-o a percorrer um caminho fácil, roubando a tudo e a todos para mais tarde ser venerado como um príncipe. Uma coisa é certa. Com o passar dos anos, toda a sua filosofia ditatorial, ruirá. Ruirá pelo excesso de autoritarismo sobre o aluno, pela incongruência dos seus ensinamentos, e pela capacidade de discernimento da alma humana, face a magníficos conhecimentos outorgados pelas escolas mais organizadas, mais credenciadas e menos manipuladoras. Haverá um dia em que os muitos alunos equivocados que se prendem nestas fileiras, olharão mais alto, e não quererão ver encarcerados os seus pensamentos e sentimentos mais nobres, dispostos nas mãos de ignorantes e fanáticos. Este documento é de livre distribuição. Divulgue-o como bem entender

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful