You are on page 1of 1
g1 CULTURA globoesporte gshow vídeos BUSCAR RAFAELACCEASRSLOSE NO PUBLICIDADE 31% 11% 12% 31% 31% ✕
g1 CULTURA globoesporte gshow vídeos BUSCAR RAFAELACCEASRSLOSE NO PUBLICIDADE 31% 11% 12% 31% 31% ✕

g1

BUSCAR RAFAELACCEASRSLOSE NO
BUSCAR
RAFAELACCEASRSLOSE NO
31% 11% 12% 31% 31% ✕
31%
11%
12%
31%
31%

'Like a prayer', de Madonna, chega aos 30 anos ainda tão popular quanto provocador

Lançada em disco homônino, faixa de 1989 é a hoje mais ouvida da cantora no Spotify

Madonna no clipe de 'Like a prayer', que completa 30 anos Foto: Reprodução

Luiza Barros

  Ouça este conteúdo
 

Ouça este conteúdo

  Ouça este conteúdo

0:00

0:00 06:34

06:34

0:00 06:34
Anúncio Inscreva-se e Pague em Abril UNINTER INSCREVER-SE
Anúncio
Inscreva-se e Pague em Abril
UNINTER
INSCREVER-SE

RIO - Há uma teoria entre os fãs de Madonna — até um pouco preconceituosa — de que quando a cantora de 60 anos fica morena é porque quer falar sério. Faça sentido ou não, o fato é que um dos maiores momentos da extensa carreira da loura aconteceu quando

ela surgiu com os cabelos negros e um visual sóbrio no clipe de “Like a prayer”.

RECEBA AS NEWSLETTERS DO GLOBO: email@email.com.br

RECEBA AS NEWSLETTERS DO GLOBO:

email@email.com.br

Já recebe a newsletter diária? Veja mais opções

CADASTRAR

Single lançado em 3 de março de 1989, a canção completa trinta anos de vida como uma das mais marcantes e populares de Madonna — de acordo com dados do Spotify, é a mais ouvida da cantora no serviço de streaming, com mais de 85 milhões de execuções (superando o chiclete “Material girl”, de 1985, e “4 minutes”, parceria com Justin Timberlake de

2008).

MMMaaadddooonnnnnnaaa --- LLLiiikkkeee AAA PPPrrraaayyyeeerrr (O(O(O ccciiiaaalll MMMuuu………
MMMaaadddooonnnnnnaaa --- LLLiiikkkeee AAA PPPrrraaayyyeeerrr (O(O(O ccciiiaaalll MMMuuu………

Embora seja uma canção pop brilhante, a música permanece no imaginário coletivo muito graças ao seu controverso videoclipe. De uma tacada só, Madonna incendiou os Estados Unidos ao abordar os vespeiros da religião e da intolerância racial. No vídeo de Mary Lambert, ela é uma garota que testemunha um crime cometido por supremacistas brancos. Um homem negro é preso no lugar e, após uma experiência religiosa que inclui um sonho em que beija um Cristo negro, ela toma coragem para falar com as autoridades e provar a inocência do rapaz. No meio disso, ela ainda dança diante de cruzes queimando em um campo, em uma referência à prática usada pela Ku Klux Klan para intimidar a população negra.

A ação toda transcorre em menos de seis minutos, mas até hoje o filme é

alvo de discussão entre acadêmicos e fãs apaixonados.

Professor da Escola de Culturas e Linguagens Modernas da Durham University, no Reino Unido, e co-editor do livro “Madonna’s drowned worlds” (inédito no Brasil), Santiago Fouz- Hernández defende que a ambiguidade presente tanto no vídeo quanto na letra da música (em alguns momentos, não se sabe se ela está falando em ajoelhar para rezar ou em sexo oral) é parte da mensagem de Madonna.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

parte da mensagem de Madonna. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE — Você pode interpretar a música como
parte da mensagem de Madonna. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE — Você pode interpretar a música como

— Você pode interpretar a música como uma conversa direta com Deus, sobre espiritualidade de forma mais ampla ou como uma carta apaixonada a um amante. O vídeo mistura essas mensagens de forma inteligente e ainda acrescenta outra controvérsia ao discutir raça. Era uma oportunidade de quebrar vários tabus de uma só vez — resume o professor, que também vê na obra uma intenção de modernizar e reclamar para si a religião. Nascida Madonna Louise Ciccone em uma família ítalo-americana, a cantora foi criada dentro da Igreja Católica.

SAIBA MAIS

time', Britney Spears parece presa ao próprio passado De sua fazenda no estado do Rio, Lenny
rebate: 'É claro que o rock não está morto' PUBLICIDADE — Ela queria mostrar que sexo

Ela queria mostrar que sexo e espiritualidade não eram incompatíveis

e,

mais importante, que a religião deveria se preocupar com compaixão e

tratar a todos igualmente, não com regras e proibições ao sexo. A reação ao videoclipe provou o ponto dela.

A reação, no caso, incluiu uma condenação do Vaticano e o rompimento

de um contrato com a Pepsi, que havia sido firmado pouco antes do lançamento do clipe, após campanhas que pediam o boicote ao refrigerante por sua associação com a cantora.

P olêmico até hoje

Professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e pesquisador do Laboratório de Análise em Música e Audiovisual da mesma instituição, Thiago Soares acredita que, se fosse lançado hoje, “Like a prayer” ainda seria igualmente polêmico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

seria igualmente polêmico. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE PUBLICIDADE — Ela questiona a branquitude do catolicismo,

— Ela questiona a branquitude do catolicismo, denuncia uma prisão

injusta de um homem negro, e ainda faz referência ao Ku Klux Klan, coisa que filme o mais interessante deste ano do Oscar tematiza — considera o acadêmico, em referência a “Infiltrado na Klan”, de Spike Lee — Vemos que ela estava extremamente conectada com as questões contemporâneas

— observa ele, ao ressaltar que, nos tempos atuais, seria impensável para um artista dessa magnitude se arriscar tanto.

“Se um vídeo assim fosse produzido agora, já viria com um conjunto de leituras morais. O clipe já seria compartilhado com alguém dizendo “olha que absurdo”.”

THIAGO SOARES Professor da UFPE

— Se um vídeo assim fosse produzido agora, já viria com um conjunto de

leituras morais. O clipe já seria compartilhado com alguém dizendo “olha que absurdo”. Essa opinião casada seria muito difícil de retirar da leitura central. Estamos reduzindo determinados objetos a leituras morais, o que é muito ruim para a formação do sujeito. É como o caso da peça em que uma travesti interpreta Jesus — ninguém está querendo dizer que Jesus é uma travesti, e sim que é uma metáfora para olharmos para as figuras excluídas de hoje — compara.

Mesmo assim, com “Like a prayer” Madonna criou um caminho para artistas pop que quisessem criar uma carreira duradoura, para além dos modismos ou vontades dos grandes estúdios. É o que defende a crítica musical Annie Zaleski. Ela lembra que, com o disco “Like a Prayer” como um todo (que ainda renderia outro vídeo marcante, “Express yourself”, de David Fincher), Madonna conseguiu se consolidar como uma artista “séria”, lidando com temas mais profundos e preparando o terreno para seus próximos atos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

para seus próximos atos. CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE PUBLICIDADE — Ela mostrou que se arriscar e

— Ela mostrou que se arriscar e seguir sua inspiração é uma boa escolha.

Veja o exemplo de Lady Gaga, que fez sucesso assim. “Like a prayer” provou que a música pop podia ter peso emocional e temático, e basta apenas olhar as obras extremamente pessoais lançadas nos últimos anos, como as de Taylor Swift e Ariana Grande, para ver que a ousadia de Madonna continua a ressoar. Madonna fez com que estrelas pop pudessem ser vulneráveis e tridimensionais. Ela era provocadora em um momento, sentimental no próximo, empoderada em outro, e, em alguns momentos, todas essas coisas ao mesmo tempo — defende.

Michael Jackson é removido das playlists da BBC Radio 2 MAIS LIDAS NO GLOBO 1 .

MAIS LIDAS NO GLOBO

Sérgio Roxo

Paula Ferreira

Johanns Eller

Amanda Pinheiro e Pedro Capetti*

Sérgio Roxo

com rejeição a temas nas redes sociais Sérgio Roxo MAIS DE MÚSICA VER MAIS Para comentar

MAIS DE MÚSICA

VER MAIS

Para comentar é necessário ser assinante

Os comentários são de responsabilidade excluisiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal

COMENTAR

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES • TERMOS DE USO COMENTAR COMENTÁRIOS CARREGAR MAIS COMENTÁRIOS Ofertas Mistral

COMENTÁRIOS

CARREGAR MAIS COMENTÁRIOS

DE USO COMENTAR COMENTÁRIOS CARREGAR MAIS COMENTÁRIOS Ofertas Mistral Alamos Malbec 2017 (Alamos - Catena Zapata)

Ofertas

ELETRÔNICOS CELULARES ELETRODOMÉSTICOS JOGOS Por tal do Assinante • Agência O Globo • Fale
ELETRÔNICOS CELULARES ELETRODOMÉSTICOS JOGOS Por tal do Assinante • Agência O Globo • Fale