You are on page 1of 3

PROJETO DE INCLUSÃO JURÍDICA NA MICROPIGMENTAÇÃO

Lei da Estética e o Profissional de Micropigmentação

Olá amigos, dando seguimento ao nosso Blog, hoje vamos analisar a


nova Lei da Estética e suas consequências para o Micropigmentador!!!

Como assim??? Vamos explicar...

A Lei nº13.643, de 13 de abril de 2018, regulamentou a profissão de Estética.


Seu artigo primeiro diz:

“Art. 1º - Esta Lei regulamenta o exercício das profissões de Esteticista, que compreende o
Esteticista e Cosmetólogo, e Técnico em Estética”.

Assim, todos que exercerem as atividades e tiverem cursos nas áreas de


Estética e Cosmetologia.

Os profissionais denominados Técnico em Estética, podem exercer essas


funções:

“Art. 5o Compete ao Técnico em Estética:


I - executar procedimentos estéticos faciais, corporais e capilares, utilizando como recursos de
trabalho produtos cosméticos, técnicas e equipamentos com registro na Agência Nacional de
Vigilância Sanitária (Anvisa);

Instagram: @maatjurmicro Whatsapp: 15 98180-5388 site: www.projetomaat.com.br


Facebook: MAAT- Inclusão Jurídica no Mercado da Micropigmentação
PROJETO DE INCLUSÃO JURÍDICA NA MICROPIGMENTAÇÃO
II - solicitar, quando julgar necessário, parecer de outro profissional que complemente a avaliação
estética;
III - observar a prescrição médica ou fisioterápica apresentada pelo cliente, ou solicitar, após
exame da situação, avaliação médica ou fisioterápica”.

Já quem fez graduação em Estética e Cosmetologia pode fazer esses


protocolos:

“Art. 6o Compete ao Esteticista e Cosmetólogo, além das atividades descritas no art. 5o desta
Lei:
I - a responsabilidade técnica pelos centros de estética que executam e aplicam recursos
estéticos, observado o disposto nesta Lei;
II - a direção, a coordenação, a supervisão e o ensino de disciplinas relativas a cursos que
compreendam estudos com concentração em Estética ou Cosmetologia, desde que observadas
as leis e as normas regulamentadoras da atividade docente;
III - a auditoria, a consultoria e a assessoria sobre cosméticos e equipamentos específicos de
estética com registro na Anvisa;
IV - a elaboração de informes, pareceres técnico-científicos, estudos, trabalhos e pesquisas
mercadológicas ou experimentais relativos à Estética e à Cosmetologia, em sua área de atuação;
V - a elaboração do programa de atendimento, com base no quadro do cliente, estabelecendo as
técnicas a serem empregadas e a quantidade de aplicações necessárias;
VI - observar a prescrição médica apresentada pelo cliente, ou solicitar, após avaliação da
situação, prévia prescrição médica ou fisioterápica”.

Assim, evidente que o graduado possui mais atribuições do que o Técnico, por
conta de ter formação mais ampla.

Mas e o Micropigmentador, onde se encaixa?

É sabido que o Micropigmentador se capacita por meio de Curso Livre. Mas,


atualmente não há uma legislação específica que atenda nossa profissão.
Assim, precisamos nos “adequar” às Leis que temos no momento, para nos
tornar regularizados e aptos para atuar.

Se, além da Micropigmentação, oferecemos ao nosso cliente serviços de


Estética, por óbvio que nosso CNPJ deve ser o de Estética. Isto porque, a Lei
acima citada, deixou claro que, quem não tem curso de graduação ou técnico,
mas comprova com certificação e trabalhos exercidos por 03 (três) anos da data
da publicação da Lei estará enquadrado na profissão – na categoria Técnico em
Estética (art.3º,parágrafo único).

Instagram: @maatjurmicro Whatsapp: 15 98180-5388 site: www.projetomaat.com.br


Facebook: MAAT- Inclusão Jurídica no Mercado da Micropigmentação
PROJETO DE INCLUSÃO JURÍDICA NA MICROPIGMENTAÇÃO

E quem, além de atuar, dá aula? Se analisarmos os artigos descritos acima,


vemos que só pode ministrar matérias de Estética (e a Micropigmentação é uma
delas) o GRADUADO em Estética e Cosmetologia!!! Portanto, àqueles que só
possuem cursos livres e dão aula, sugiro alterar seu CNPJ para Tatuador. Como
é possível colocar profissão secundária, aponte Professor Autônomo como tal.

(Foi isso que fiz no meu rsrsrsr)...

RESUMINDO:

- O MICROPIGMENTADOR PODE CONTINUAR ATUANDO;


- ELE PODE TER SEU CNPJ COMO ESTÉTICA OU TATUAGEM;
- QUEM TEM CURSOS LIVRES E ATUA EFETIVAMENTE DESDE 2015 TEM
DIREITO ADQUIRIDO E É CONSIDERADO, POR LEI, TÉCNICO EM
ESTÉTICA;
- PARA DAR AULA DE MÁTERIAS DE ESTÉTICA, SÓ OS GRADUADOS!!!

Assim, espero ter trazido um pouco de luz ao tema!!! Qualquer dúvida, conte
comigo!!! Até a próxima!!!

Bjoooo, Pri...

Instagram: @maatjurmicro Whatsapp: 15 98180-5388 site: www.projetomaat.com.br


Facebook: MAAT- Inclusão Jurídica no Mercado da Micropigmentação