You are on page 1of 18

\

2018-2019

Instalação e
Configuração de
Computadores
Material de apoio

Curso de Educação e Formação de Operador de Informática


1. Conceito de redes\Tipo\Topologias

Uma rede consiste no mínimo em dois computadores conectados entre si por


um meio de transmissão de forma a que possam partilhar recursos (dados,
aplicativos e periféricos).

Vantagens de uma rede de dados:


Acesso a recursos remotos e a especializados
Partilha de recursos dispendiosos
Uso de recursos diversificados (flexibilidade)
Acesso à informação
Transferências de dados
Maior disponibilidade e fiabilidade (recursos alternativos)

Rede de Dados fornece um conjunto de serviços, por exemplo:


Transferência de informação
Acesso a bases de dados
Correio eletrónico
Sessão interativa com um computador remoto
Execução de tarefas remotamente
Processamento distribuído
Controlo de processos industriais

Inconvenientes de uma Rede de Dados:


Problemas de gestão e manutenção
Segurança
Atualização de endereços

Componentes de uma rede de dados:


Infraestrutura de comunicação
Protocolos de comunicação
Aplicações

1
_________________________________________Tipos de redes

a) Ponto a Ponto

 Não existe servidor dedicado entre os computadores.


 Em média 10 computadores.
 Simplicidade (menor custo).
 Alguns Sistemas Operativos fazem a gestão sem ser necessário
software especifico, porém, o desempenho e segurança são menores.
 Cada computador atua como um servidor.
 Crescimento limitado. As questões de segurança, em redes com menos
de 10 computadores, não são essenciais.

b) Baseadas num Servidor

 Apresenta um computador dedicado, para garantir a partilha,


desempenho e segurança da rede.
 Os servidores podem ser de: arquivo, impressão, aplicativos, correio, fax
e de comunicação.
 Servidor potente para garantir bom desempenho.
 Vantagens : gestão centralizada, maior número de utilizadores, o
computador de cada utilizador pode ser mais simples ao nível das
especificações.
 Aplicação: Redes com muitos utilizadores; níveis de segurança
elevados; grande tráfego de dados\serviços.

______________________________________Topologias de rede

A forma como os computadores estão ligados entre si dá-se o nome de


topologia da rede.
Esta influenciará diversos pontos considerados críticos, como flexibilidade,
velocidade e segurança.
Da mesma forma que não existe "o melhor" computador, não existe "a melhor"
topologia. Tudo depende da necessidade e aplicação.

2
Topologia Linear\Barramento

Topologia em anel\ring

Topologia de rede Star\Estrela

3
Vantagens e desvantagens das diferentes topologias de rede

Topologia Vantagens Desvantagens

Lenta com tráfego


intenso
Económica
Difícil isolar problemas
Barramento Instalação simples
Uma avaria condiciona
Fácil de ampliar toda a rede

Falha num computador


Acesso idêntico para afeta toda a rede
todos os utilizadores
Difícil isolar problemas
Anel Desempenho uniforme
Reconfigurar rede
interrompe o
funcionamento
Fácil modificar

Gestão centralizada Se o ponto central falha


facilita identificação de toda a rede.
Estrela problemas
Mais cara
Falha num computador
não afeta a rede

4
____________________________________Equipamentos de uma rede

Repetidores

Usados para aumentar a extensão de uma rede.

O repetidor é apenas uma extensão (um amplificador de sinais) e não


desempenha qualquer função no controle do fluxo de dados. Todos os pacotes
presentes no primeiro segmento serão replicados para os segmentos
seguintes.

Ponte\Bridge

A ponte é um repetidor inteligente, pois faz o controle do fluxo de dados. Ela


analisa os pacotes recebidos e verifica qual o destino.

Hub

Apesar da rede estar fisicamente conectada como estrela, caso o hub seja
utilizado ela é considerada logicamente uma rede de topologia linear, pois
todos os dados são enviados para todas as portas do hub simultaneamente,
fazendo com que ocorram colisões. Somente uma transmissão pode ser
efetuada de cada vez.

5
Switch

Podemos considerar o switch um "hub inteligente". Fisicamente ele é parecido


com o hub, porém, opera a rede em forma de estrela. Os pacotes de dados são
enviados diretamente para o destino, sem serem replicados para todas as
máquinas. Além de aumentar o desempenho da rede, isso gera uma segurança
maior. Várias transmissões podem ser efetuadas por vez, desde que tenham
origem e destino diferentes.

Router

O router é um periférico utilizado em redes maiores. Ele decide qual rota um


pacote de dados deve seguir para chegar ao seu destino. Basta imaginar que
numa rede grande existem diversos segmentos. Um pacote de dados não pode
simplesmente ser replicado em todos os segmentos até encontrar o seu
destino, como na topologia linear, senão a rede simplesmente não funcionará
por excesso de colisões, além de tornar a rede insegura (imagine um pacote de
dados destinado a um setor a circular num setor completamente diferente).

Cabo Par Trançado

Esse é o tipo de cabo mais utilizado atualmente. Existem basicamente dois


tipos de cabo par trançado: sem blindagem (UTP, Unshielded Twisted Pair) e
com blindagem (STP, Shielded Twisted Pair). A diferença óbvia é a existência
de uma malha (blindagem) no cabo com blindagem, que ajuda a diminuir a
interferência eletromagnética e, com isso, aumentar a taxa de transferência
obtida na prática.

6
_____________________________________________Servidores

Existem vários tipos de servidores:


» Servidores de aplicação
» Servidores de arquivo e impressão
» Servidores de comunicação
» Servidores de correio
» Servidores de serviços de diretório

Servidores de arquivo e impressão – Os dados ficam armazenados no


servidor e quando precisam ser utilizados por um terminal, esses dados são
transferidos para a memória do terminal e usados localmente.

Servidores de aplicação – Possuem um servidor responsável por processar


os pedidos enviados pela cliente. Diferente do servidor de arquivos, somente o
que é requisitado é passado para a estação e não o conjunto de dados na
totalidade. Um bom exemplo seria a pesquisa em uma base de dados.

Servidores de correio – Um tipo de servidor de aplicação. O principio é o


mesmo o que muda é o tipo da aplicação.

Servidor de comunicação – Controla o acesso de utilizadores externos aos


recursos da rede.

Servidores de serviço de diretório – Responsáveis pela validação do


utilizador na rede. Normalmente redes são agrupadas em grupos lógicos
chamados domínios. O utilizador é confrontado com uma base de utilizadores e
baseado nisso é permitido o seu acesso no domínio e à utilização dos recursos
do mesmo.

7
____________________________________ Evolução das Redes

Problemas:

Não era producente

Havia duplicação de dados – possível perda de dados…

Era necessária uma Solução que:

Evitasse a duplicação de equipamentos;

Aumentar a eficiência da comunicação;

Permitisse configurar e gerir a rede.

Desenvolvimento

No início dos anos 80 ocorreu uma forte expansão

No meio dos anos 80 apareceram múltiplas implementações Hardware e


Software (concorrência).

Dificuldades de comunicação entre redes de diferentes fabricantes…

Solução: LAN - Local-area Network

Estabelece conjunto de regras para desenvolvimento de software e hardware.

Limitações a LAN:

Cada departamento numa grande empresa transformou-se numa espécie de


“ilha”.

A LAN era uma solução insuficiente…

Solução:

8
MAN – Metropolitan Area Network

Funcionou bem!

Apareceram os gestores de redes….

Mas as sucursais estavam isoladas


eletronicamente!!

A solução ainda era insuficiente…

Solução:

WAN – Wide-Area Network

Possibilitou a ligação entre áreas remotas.

Largura de Banda

Quantidade de informação transportada num canal de comunicação, por


segundo, medida em bits/s.

Alguns exemplos de Redes:

•2x64 kbps RDIS

•64 Kbps, .. ,2,4,8,16 Mbps Rede pública de telecomunicações

•10 Mbps Rede Ethernet convencional

•16 Mbps Rede Token Ring

•100 Mbps Rede Fast Ethernet

•155 Mbps Rede ATM

•1000 Mbps Rede Gigabit Ethernet

9
________________________________Arquitetura de uma REDE
Camada

Entidade base de uma arquitetura de rede que realiza um

conjunto de tarefas bem específicas e providencia um conjunto

de serviços às outras camadas que estão acima.

Vantagens da estruturação em camadas

Redução da complexidade do desenvolvimento;

Desenvolvimentos independentes;

Introdução de alterações numa camada sem afetar as outras.

Protocolo

Conjunto de regras que regulam a comunicação entre entidades homólogas


em sistemas diferentes.

A informação trocada é denominada PDU (Protocol Data Unit)

Podem existir um ou mais protocolos por camada.

Define os formatos dos PDUs e regras para a sua operação (PDU enviado,
dados entregues, fim)

Podem ser connection oriented (orientado à ligação) ou connectionless


(ausência de ligação)

Interface

Regula a comunicação entre entidades adjacentes num mesmo sistema.

Serviços

São fornecidos por uma camada à sua superior

A interface entre estas camadas é identificada pelo SAP (Service Access


Point)

Os dados entre camadas são trocados através do SAP e são denominados


SDU (Service Data Unit).

10
________________________________________Tipos de Tráfego
Tráfego de Voz:

Sensível a variações de atraso (jitter)

Tolerante a perda de informação (1-2%)

Processamento em tempo real

Atraso de transmissão limitado (500 ms a 600 ms no máximo)

Percentagem significativa de silêncio dos interlocutores (50%)

Duração média de uma chamada de voz é de 3 minutos

Tráfego de Dados:

Sensível à ocorrência de erros na rede;

Exigentes quanto a taxas de erros;

Insensível a variações de atraso (jitter);

Insensível a atrasos de transmissão;

Fortemente unidireccional e intermitente.

____________________________________________Modelo OSI

Reduz a complexidade

(um grande problema divide-se em sete pequenos


problemas)

Padroniza os interfaces

Facilita a engenharia modular

Garante uma tecnologia interoperável

Acelera a evolução

Simplifica o ensino e a aprendizagem

11
Camadas do Host:

Proporciona um entrega precisa de dados


entre computadores

Camadas de Rede:

Controlam a entrega física de mensagens


pela rede

______________________________________Arquitetura TCP\IP
TCP/IP

Transmission Control Protocol - Internet Protocol

12
Importância

A Arquitetura TCP/IP é suportada no conceito de Internet

A sua criação é explicada pelas seguintes observações:

Não existe tecnologia particular de comunicações que satisfaça todos


os utilizadores, por ex:

redes locais rápidas e pequenas,

redes públicas grandes e lentas

Os utilizadores desejam uma Integração universal

A Internet

Rede virtual,

composta por uma colecção unificada e corporativa de redes físicas

utilizando tecnologias dissemelhantes,

por forma a suportar um serviço universal de comunicação

Principais características

O serviço básico fornecido é o da transmissão e recepção de pacotes

Esquema de endereçamento universal que permite identificação única


das máquinas

As máquinas ligadas à Internet partilham um conjunto universal de


identificadores (nomes, endereços)

Serviços vs Camadas

13
FTP; HTTP; SMTP; DNS; Aplicação

TCP; UDP Transporte

IP Internet (Rede)

Internet; LAN; LANs e MANs Acesso à rede

______________________________________Endereçamento IP
Função?

Identificação dos Utilizadores

14
Classe de Endereços IP

Classe Nº de Máquinas (Hosts Máscara padrão

A 16.777.214 255.0.0.0

B 65.534 255.255.0.0

C 254 255.255.255.0

Atenção?

 IP da LAN ou WAN

 MAC Adress ou Endereço físico – Endereço encapsulado no próprio


equipamento

 Endereço Broadcast – é um endereço de rede que permite que a


informação seja enviada para todos os nós de uma rede – RESERVADO

15
_________________Modelo de programação Cliente-Servidor

Funções do Cliente:

 Inicia pedidos aos servidores;

 Espera e Recebe respostas;

 Normalmente conecta-se a um pequeno número de servidores de uma


só vez;

 Interage diretamente com os utilizadores por meio duma interface;

 Utiliza recursos da rede.

Funções do Servidor:

 Espera sempre por um pedido de um cliente;

 Atende os pedidos e, em seguida, responde aos clientes com os dados


solicitados;

 Pode comunicar com outros servidores para atender a uma solicitação


específica do cliente;

 Fornece recursos de rede.

Arquitetura Cliente Servidor

 É formada por duas partes, o servidor e os clientes.

 O Servidor fornece os dados e age como um SGBD (Sistema de Gestão


de Base de Dados).

 Os Clientes solicitam serviços/dados ao Servidor.

PC Cliente – PC Servidor

Servidor:

 Máquina potente que fornece serviços e dados aos clientes e gera as


permissões dos mesmos.

16
Cliente:

 Estação de trabalho que recebe e usa a informação proveniente do


Servidor.

Vantagens da Arquitetura Cliente-Servidor

 Funciona com vários clientes diferentes de capacidades diferentes;

 Maior facilidade na manutenção;

 Possui um conjunto variado de tecnologias disponiveis;

 Centralização de recursos evita problemas de redundância.

 Maior Segurança;

 Recursos centralizados (estão presentes no servidor);

 Rede Evolutiva (permite acrescentar novos dispositivos)

17