You are on page 1of 4

boletim bimestral

nº 40 | Jan | Fev | 2009

A
astenia diz respeito à sensação de fraqueza;

Astenia
debilidade; falta de forças. Deriva do grego
astheneia que significa “falta de vigor”. Hoje
em dia, o desgaste decorrente do esforço diário
leva a um estado quase permanente de agitação e
fadiga. O stress representa o conjunto de reacções
físicas e psíquicas do organismo a diversos factores
de agressão externa e às emoções que sentimos, que
vai exigindo uma série de mecanismos sucessivos de
adaptação. Todos nós precisamos de algum stress
para nos sentirmos motivados para as tarefas do dia-
a-dia, para além de representar também uma resposta
útil do nosso organismo, que responde fazendo “soar”
uma espécie de alarme ou mecanismos de defesa
quando estamos menos preparados para responder
a essas solicitações diárias. No entanto, seja em que
circunstância for, um stress intenso e prolongado tem
sempre consequências negativas, podendo surgir uma
fadiga que pode ser física, psíquica ou ambas e que
vem afectar significativamente a qualidade de vida do
indivíduo.

Cansaço, um sintoma comum


Cada vez mais, o cansaço é uma queixa frequente dos doentes que
procuram ajuda no Serviço Nacional de Saúde. Na verdade, trata-se de
um sintoma que pode estar associado a inúmeras patologias, a saber:

• Doenças cardiovasculares (insuficiência cardíaca, arritmias, etc.);


• Doenças auto-imunes (lúpus, polimiosite, etc.);
• Doenças pulmonares (enfisema, quadros infecciosos, etc.);
• Doenças endócrinas (hipotiroidismo, diabetes, etc.);
• Doenças musculares e neurológicas;
• Fibromialgia;
• Alergias;
• Anemia;
• Apneia do sono e narcolepsia;
• Abuso de álcool e outras drogas;
• Obesidade;
• Depressão e outros distúrbios psiquiátricos;
• Anorexia;
• Infecções (sida, tuberculose, entre outras);
• Tumores malignos.

Felizmente, a maior parte das pessoas que se queixam de cansaço não


se enquadra nos diagnósticos supra-citados. A tendência dos terapeutas,
nestes casos, é associar o cansaço às atribulações da vida moderna:

• Noites mal dormidas;


• Alimentação inadequada;
• Falta de actividade física;
• Problemas psicológicos, entre outros.

Não obstante, alguns desses pacientes mantêm a queixa, sendo


incapazes de concentrar-se no trabalho e executar as tarefas diárias,
devido à sensação de cansaço excessivo.
São os portadores da síndrome da fadiga crónica, que devem ser
devidamente acompanhados.

A Saúde com Produtos Naturais Tema desta Edição: Dr. Ricardo Leite
Como diagnosticar A evolução da doença é imprevisível. Às vezes desaparece em pouco mais de
seis meses, mas pode durar anos ou persistir pelo resto da vida. A ignorância
a síndrome da em relação às causas da síndrome, explica a inexistência de tratamentos
fadiga crónica específicos para seus portadores. Contudo, os sintomas são passíveis de
tratamentos paliativos, assim como é possível adoptar-se estilos de vida
A fadiga é um fenómeno complexo, que comporta a
mais apropriados e saudáveis.
compreensão de diversas áreas do conhecimento
(Biologia, Psicologia, Medicina, Sociologia, entre outras).
Não obstante, pode ser definida como um estado como prevenir
corporal resultante de um esforço físico ou mental, a fadiga
prolongado ou repetido, que irá reflectir-se em várias
funções psíquicas, físicas, levando o indivíduo a reduzir Regra geral, ao fim de um dia de trabalho, uma noite de sono deveria ser
sua performance, seja em quantidade ou em qualidade. suficiente para nos deixar preparados para enfrentar as tarefas quotidianas.
No caso da síndrome da fadiga crónica, diagnosticada Contudo, é cada vez mais comum ouvir queixas de pessoas que lamentam
mais frequentemente em mulheres do que em homens, o facto de que uma noite de sono não ser mais suficiente para recuperar as
a doença instala-se, normalmente, depois de um forças necessárias. Outros sintomas frequentes são: falta de concentração,
episódio de resfriado, gripe, sinusite ou outro processo dores e tensão muscular, dores de cabeça, ansiedade, entre outros.
infeccioso. A fadiga poderá implicar um consumo acrescido de energia. Desta forma,
Não há exames de laboratório específicos para é fundamental ter atenção especial com a alimentação e, se for caso disso,
identificar a fadiga crónica. De acordo com o recorrer a toma de suplementos vitamínicos e minerais. O descanso, a adopção
International Chronic Fatique Syndrome Study Group, de hábitos de vida saudáveis, bem como um excelente aproveitamento dos
tempos livres, constituem factores decisivos. Contudo, existem pormenores
o critério para estabelecer o diagnóstico é o seguinte:
da vida que podem ser desde já modificados. É fundamental ter uma atitude
considera-se portadora da síndrome toda pessoa com
mais positiva e dinâmica em relação à vida, para além disso observe os
fadiga persistente, inexplicável por outras causas, que
seguintes aspectos:
apresente, no mínimo, quatro dos seguintes sintomas,
por um período não inferior a seis meses:
• Tente obter um sono reparador, todas as noites (entre 7 a 8 horas);
• Tenha uma alimentação saudável;
• Dor de garganta; • Beba bastante água (entre 2 a 3 litros por dia);
• Gânglios inflamados e dolorosos; • Mantenha uma actividade física regular, adaptada à sua idade e forma
• Dores musculares; física;
• Dor em múltiplas articulações, sem sinais • Pratique técnicas de relaxamento;
inflamatórios (vermelhidão e inchaço); • Planeie criteriosamente os seus horários;
• Cefaleias; • Aprenda a lidar com o medo e com situações indesejáveis;
• Comprometimento substancial da memória recente • Procure manter ou estabelecer relações serenas com os familiares e
ou da concentração; com os amigos;
• Sono que não repousa; • Evite o consumo de álcool, tabaco ou outras drogas;
• Fraqueza intensa que persiste por mais de 24 horas • Procure corrigir as carências alimentares com suplementos.
depois da actividade física.

astenia
Adaptogénios
O termo adaptogénio tem a sua origem na Medicina Tradicional Chinesa,
tendo sido mais recentemente definido pelo cientista soviético Brekhaman,
um dos grandes impulsionadores dos estudos sobre estas substâncias. Na
verdade, um adaptogénio (termo derivado de adaptar) é uma substância de
efeitos complexos que aumenta a resistência não específica do organismo e
actua positivamente contra os efeitos de factores externos desfavoráveis. Por
isso, também são conhecidos como substâncias anti-stress. Para além disso,
exercem uma influência normalizadora no corpo, não estimulam nem inibem
as funções normais do organismo, mas antes exercem um efeito tonificante
generalizado.
O Panax ginseng (Ginseng) constitui uma das principais plantas pertencentes
ao grupo das adaptogénicas, destacando-se também as seguintes:
Eleutherococcus senticosus (Ginseng Siberiano), Lepidium meyenii (Maca),
Rhodiola rosea (Rodiola), Schisandra chinensis (Esquizandra), entre outras.
A raiz do Ginseng é constituída por ginsenósidos, sendo os principais
responsáveis pela actividade farmacológica da planta. Há aproximadamente
30 ginsenósidos, que são saponinas triterpénicas, diferindo pelo número de
oses. As quantidades de ginsenósidos variam com a idade e com o tipo de raiz.
De um modo geral, os adaptogénios podem ajudar as pessoas a tratar do
stress, uma vez que apresentam as seguintes propriedades:

• Melhoram a resistência imunológica (os adaptogénios podem ser


considerados imuno-estimulantes não específicos);
• Apresentam actividade anti-oxidante (podem estabilizar e neutralizar os
efeitos prejudiciais dos radicais livres);
• Aumentam a resistência não específica à influência prejudicial de vários
factores;
• Melhoram o metabolismo do açúcar;
• Aumentam a energia e a capacidade de resistência;
• Melhoram o tónus muscular;
• Aumentam a robustez;
• Permitem uma recuperação mais rápida;
• Útil na ansiedade;
• Permitem a obtenção de um melhor sono;
• Fornecem uma sensação de bem-estar;
• Melhor capacidade de trabalho físico e mental;
• Melhor estado funcional do sistema cardiovascular;
• Efeito normalizador sobre todas as funções do corpo.

Soluções Naturais
Como já foi referido, a astenia tem um forte impacto na qualidade de vida do
indivíduo, podendo no limite, impossibilitar o desempenho de tarefas triviais
domésticas ou profissionais. As mudanças bruscas no estilo de vida e a
exposição a um meio ambiente inadequado e complicado levam-nos a sentir
alguma ansiedade, sendo um factor indutor de stress. Passamos a ter uma
sensação de vulnerabilidade e os nossos mecanismos de defesa passam a
não responder às solicitações, aumentando as possibilidades de surgirem
doenças. Hoje em dia, sabe-se que a adopção de estilos de vida saudáveis,
assim como o consumo de suplementos alimentares e produtos à base de
plantas podem ser decisivos na manutenção da homeostase, essencial para
que o organismo seja capaz de se adaptar às condições do meio ambiente.

A Saúde com Produtos Naturais astenia


Dentro da DietMed
De seguida, toda a Linha DEPURALINA
destacam-se em pormenor:
os seguintes
®
Produtos:

Ginsenol® (20 ampolas bebíveis de 15 ml) Tónico Ginseng com Geleia Real Plus
Com Ginseng, Geleia Real e Vitamina C Em casos de fadiga. Fortificante, energético, reforça
Energia + as defesas do organismo.
Em casos de stress; Tonificante; Reforça as Composição: Extracto de Ginseng 40 g, Extracto de Guaraná
defesas do organismo; Em casos de 2 g (contendo pelo menos 10% de cafeína), Vitamina
fadiga; Aumenta as performances C 1200 mg, Geleia Real 500 mg, Vitamina B2 3
físicas e intelectuais. mg, excipiente q.b.p. 500 ml.
Composição: Extracto Concentrado Informação Nutricional por 30 ml
de Ginseng 150 mg (equivalente a 1500 (Dose Diária): Extracto de Ginseng 2,4 g,
mg de Ginseng, contendo Extracto de Guaraná 120 mg (contendo pelo
pelo menos 45 mg de menos 10% de cafeína), Vitamina C 72 mg (90%
ginsenósidos), Geleia DDR*), Geleia Real 30 mg, Vitamina B2 0,18 mg
NOVIDA
Real liofilizada 333 mg DE de (12,86% DDR*). * Dose Diária Recomendada.
(equivalente a 1000 mg de JANEIR Modo de Usar:
Geleia Real fresca), Vitamina O Adultos: 1 colher de sobremesa (10 ml) 3 vezes por
C 120 mg (150% DDR*) e dia, às refeições. Não deverá exceder essa posologia.
PRODU excipiente q.b.p. 1 ampola de 15 ml. Crianças com mais de 8 anos: 1 colher de chá (5 ml) 2
T
DO ANOO * Dose Diária Recomendada. vezes por dia, às refeições. Não deverá exceder essa posologia.
Modo de Usar: 1 ampola ao dia, de preferência depois Apresentação: Caixa com frasco de 500 ml.
do pequeno-almoço. Pode ser diluída em água ou sumo
de frutas. Não deverá exceder a posologia recomendada.
Apresentação: Caixa com 20 ampolas bebíveis de 15 ml. Chá Verde com Ginseng
(20 saquetas)
Usado tradicionalmente como
antioxidante. Reforça as defesas
Ginsenol® (60 cápsulas) do organismo.
Com Ginseng, Geleia Real e Vitamina C Composição: Chá Verde (Camellia Sinensis L.,
Energia + folhas) 95%, Ginseng (Panax ginseng C. A. Meyer,
Em casos de stress; Tonificante; Reforça raiz) 5%.
as defesas do organismo; Preparação: Colocar uma saqueta numa
Em casos de fadiga; Aumenta chávena e juntar água a ferver. Esperar 4 a 5
as performances físicas e minutos, retirar a saqueta e o chá está pronto
intelectuais. a beber. Não precisa de adicionar açúcar.
Composição: Extracto Concentrado Modo de Usar: Pode tomar 1 chávena depois do
de Ginseng 167 mg (equivalente a 670 pequeno-almoço, 1 chávena depois do almoço.
mg de Ginseng, contendo Apresentação: Caixa com 20 saquetas.
pelo menos 20 mg de
ginsenósidos), Geleia Real
NOVIDA
liofilizada 70 mg (equivalente DE de Dr. Reckeweg® R95
PRODU a 210 mg de Geleia Real fresca) JANEIR Com Medicamento Homeopático
DO ANO
TO
e Excipiente q.b.p. 1 cápsula. O (n.º de registo no Infarmed 199895)
Modo de Usar: 1 cápsula 2 Administração Oral – Xarope
vezes ao dia, de preferência depois das Composição: 100 g contêm: Acidum
refeições. Não deverá exceder essa posologia. phosphoricum D2 0,1 g, Alfalfa D2 0,5 g, Avena
Apresentação: Caixa com 60 cápsulas. sativa D2 0,5 g, Calcium phosphoricum D6 0,1 g,
China D2 0,1 g, Cinnamomum D2 0,1 g, Hydrastis
D2 0,1 g, Magnesium phosphoricum D6 0,1 g, Nux
vomica D3 1 g, Panax ginseng D2 0,1 g, Saccharum
20 g, Saccharum tostum 1,5 g, Ethanolum/Aqua
Magnésio 3000 mg purificata ad 100 g. Preparado segundo as normas da
Ampolas Forte Farmacopeia Homeopática Alemã.
Favorece o metabolismo Dosagem e Administração: Salvo outra indicação, a dose
nervoso, muscular e p a r a adultos é de 1 colher de sopa, 3 vezes por dia, antes das
imunitário. Em casos de fadiga. refeições. Crianças maiores de 6 anos, é de 1 colher de chá de acordo
Composição: Glicerofosfato de Magnésio com o acima mencionado. N.B. Não está prevista a utilização deste
3000 mg (100% DDR* de Mg, 375 mg) e produto em crianças menores de 6 anos.
excipiente q.b.p. 1 ampola de 15 ml. 1 colher de sopa = 15 ml = 2,7 g teor em glícidos
* Dose Diária Recomendada. 1 colher de chá = 5 ml = 0,9 g teor em glícidos
Modo de Usar: 1 ampola ao dia, de preferência Indicações de Bom Uso: Baseiam-se nas utilizações tradicionais de
depois do pequeno-almoço. Pode ser diluída cada um dos componentes homeopáticos. Entre elas incluem-se: efeitos
em água ou sumo de frutas. Não deverá exceder do stress quotidiano; remineralizante; anemia; anorexia; estados
essa posologia. de convalescença, especialmente após sindromas febris ou pós-
Apresentação: Caixa com 20 ampolas bebíveis de 15 ml. operatório; revigorante geral (aumenta a capacidade de trabalho e
concentração); alterações da libido e/ou impotência.
Note que os suplementos alimentares não devem ser utilizados Apresentação: Caixa com frasco de 250 ml.
como substitutos de um regime alimentar variado, assim como BIBLIOGRAFIA:
as indicações de bom uso referidas baseiam-se na utilização MARK H. BEERS. The Merck Manual of Medical Information: Home Edition. Merck & Company. April 2003.
2nd Ed. ISBN0911910352.
tradicional dos seus constituintes, bem como nas suas acções ROD R. SEELEY, TRENT D. STEPHENS, PHILIP TATE. Anatomia & Fisiologia. Lusodidacta. Lisboa.1997. 1ª
fisiológicas. Os Medicamentos Homeopáticos não possuem Ed. ISBN972-96610-5-7.
WALTER OSWALD, SERAFIM GUIMARÃES. Terapêutica Medicamentosa e suas Bases Farmacológicas. Porto
indicações terapêuticas aprovadas. Editora. 4.ª Ed. ISBN-972-0-06030-1.

astenia DietMed | R. da Capela, Ed Dietmed | Corvos à Nogueira | 3505-276 Viseu


dietmed@dietmed.pt | www.dietmed.pt