You are on page 1of 14

1

A comunicação e a incapacidade
de satisfazer desejos

(Camilo Cogiro)
2

>>>Comunicação

A comunicação é uma das características mais


marcantes das pessoas. Através da comunicação,
damos vazão a conhecimentos criativos e
exteriorizamos emoções e informações. A
comunicação é a forma final que usamos para
decifrar estímulos bioenergéticos. Também é uma
forma diversificada de Inter Contato que se
manifesta de diferentes formas, através de
palavras, sons, textos, gestos, expressões faciais e
tanto mais quanto conseguirmos interagir.

Existe algo que sustenta a existência, algo ligado à


natureza e ao todo, que faz a conexão do corpo
com o universo, do singular com o coletivo e
funciona como energia vital que estimula o sistema
nervoso. É uma concepção bioenergética que cria as
3

tensões fundamentais para a existência, que faz


parte do armazenamento e criação de ideias, que é
uma parte sensorial do ser e está ligada à instância
superior. As bioenergias interagem diretamente
com o físico e atuam no emocional das pessoas, são
energias ainda pouco conhecidas que são decifradas
de forma natural como comunicação e sentimento.
É uma forma de ligação do físico com o meio, com a
natureza, com o todo. A comunicação é a
interpretação das bioenergias, é a exteriorização de
ideias e fundamental para interagir. É a ação de
transmitir uma mensagem, enviar ou receber
alguma informação. A comunicação é característica
humana, serve para passar conteúdo e perpetuar
conhecimento.
4

Dentro da comunicação, estão as figuras


estilísticas, formas subjetivas de agregar mais
informação e multiplicar o sentido de um fenômeno
comunicativo. Dentro do diálogo, contínuo e
progressivo é possível agregar significado e re
significados ao que é dito e criar entrelinhas
comunicativas, chegando assim a uma comunicação
mais ampla, mais subjetiva, dialética e de interesse
humano. Nos dias de hoje, a informação e
comunicação são potencializadas pelos meios
tecnológicos. Qualquer conteúdo pode se tornar
global em questão de minutos, conversas
intercontinentais podem ser feitas em tempo real e
são uma realidade; a informação está cada vez mais
acessível para um número maior de pessoas.
Estamos na era da informação e comunicação. O
trajeto histórico da humanidade passa por diversas
descobertas e tendências. Agora, estamos na fase
de comunicação através de dispositivos e acesso a
5

informação, já não é tempo de grandes teorias


filosóficas, é tempo de comunicar, de tecnologia
que auxilia as pessoas a se aproximarem. Mas as
vezes a intenção, gera um efeito contrário.

>>>> Alienação tecnológica

Em uma sala de espera, observo o


comportamento das pessoas, sentadas, já
condicionadas a esperar.
Todas devem esperar que a sua senha de
atendimento seja chamada, em uma televisão
grande, dessas atuais. Até aí tudo bem, hoje em dia
a televisão e os sistemas informáticos permitem
algumas facilidades e devemos estar adaptados aos
avanços tecnológicos. Mas então, continuo minha
observação; são homens, mulheres e crianças.
6

Todos, ou a maior parte, estão distraídos e


acessando conteúdo através de telefones celulares
modernos.
Os adultos parecem se distrair através dos
dispositivos de tecnologias, e para entreter as
crianças, fornecem conteúdo digital para elas
também, através da tela dos celulares. Existe um
termo que inventei, e está presente em outros
textos, que é: Política Pessoal, nada mais que, no
que gastamos nossa energia, em que nos
empenhamos, em que nos interessamos e
interagimos em volta de qual assunto. Nos dias de
hoje, é política pessoal da maioria das pessoas estar
conectado na internet através de dispositivos
digitais. É algo que mudou radicalmente a interação
entre as pessoas, as pessoas estão alienadas por
motivo de uma invenção delas mesmas, as pessoas
estão se tornando reféns e condicionadas pela
conectividade digital, a comunicação eletrônica está
7

descaracterizando o contato presencial, está


tornando os relacionamentos impessoais e
digitalizados. O avanço tecnológico deve
reaproveitar dispositivos, para que a tecnologia
favoreça o contato entre as pessoas, e não limite o
contato. As pessoas se tornam cada vez mais
frustradas e insatisfeitas, pois o que deveria
aproximar realidades, na verdade tem afastado as
pessoas de uma forma real.

Contatos digitais, não preenchem o vazio


existencial que todos nós temos, não satisfazem
nosso desejo de interagir realmente, pode ser uma
porta de entrada para a retração coletiva e falta de
contato social. Isso mudou radicalmente a forma
das pessoas consumirem conteúdo, pulverizou
capacidades e criou um meio-termo perigoso de
falta de especialização real em áreas de
8

conhecimento. Devemos nos empenhar em fazer o


sentido inverso encontrarmo-nos presencialmente,
disfrutarmos dos espaços públicos e
reaproveitarmos capacidades e aptidões.

A tecnologia mudou nossa forma de ver o mundo,


e, assim como qualquer avanço também trouxe
coisas boas: acesso a informações diversificadas,
conhecimento de outras culturas e conteúdo. Mas
no campo relacional tem sido um desastre. Acentua
diferenças e desestimula o contato presencial e
necessário.

>>>>>>>>
9

>>>>>> Ambições sociais

Todos nós estamos ligados a algum grupo,


estamos inclusos a alguma coletividade e
compartilhamos ideias com outras pessoas. Todos
queremos ser aceitos e participar de alguma forma
da tomada de decisões dentro da nossa área de
alcance. São diversos os meios de similaridade e
afinidade: visual e estilística, ideológica, política,
religiosa e mais abrangente, cultural.

Temos a ambição de ser únicos no seio da


coletividade, buscamos comportamentos de
afirmação, que nos individualiza e nos caracteriza e
diferencia. É dualista, nos individualiza e ao mesmo
tempo nos torna coletivo, a individualização nos
difere e nos aproxima. É uma busca natural, nossos
10

critérios e nossos gostos nos ajudam a moldar o


que nós somos, o que nossa política pessoal faz de
nós. E aí também estão inclusas as biofrequências e
bioenergias, que nos sintonizam em meios que
partilham de padrões parecidos de manifestações
energéticas. Temos padrões energéticos individuais
e coletivos, a inteligência é individual e coletiva, a
criatividade é individual e coletiva e é o conjunto de
manifestações individuais que geram as dinâmicas e
a magia da humanidade.
11

>>>>> Satisfação e desejos

O desejo é uma vontade, um querer, as vezes


necessário, outras vezes não. O desejo é o que gera
as tensões necessárias para o avanço pessoal.
A satisfação completa de um desejo é algo
inalcançável, o desejo pode ser parcialmente
satisfeito ou suprimido. O ato de realização total de
um desejo pode ser experimentado, mas nunca vai
ser capaz de satisfazer uma vontade (desejo).
Tantos desejos físicos, ou até mesmo materiais são
inalcançáveis. As vezes o desejo é uma necessidade,
uma carência ou algo que está em falta para o físico
e psicológico. O desejo é um sentimento, algo que
projetamos e que temos vontade, os desejos estão
realmente ligados ao subconsciente, ao sentimento
de posse, de capacidade e de poder, nem sempre
12

estão alinhados com nosso crivo ético e moral. Os


desejos precisam ser domados, precisam ser
equalizados, precisam ser trabalhados, investigados
e em alguns casos reprimidos por substituição de
vontade e prioridades éticas e morais. Desejos
podem ser realizáveis, mas a satisfação real e total
da vontade de realizar um desejo físico ou material
nunca vai ser completamente suprida. Os desejos
fazem parte da busca eterna por “algo”, da
insatisfação necessária para o aperfeiçoamento
humano, da medida certa entre o moral e imoral,
da necessidade humana de julgar os atos e definir
linhas reais entre o aceitável
13

e o inaceitável. Os desejos são impossíveis de


satisfação completa, final e total, mas podem ser
domados. Estão ligados também às biofrequências
e bioenergias e podem ser também regulados e
equalizados. Surgem de acordo com o
desencadeamento de pensamentos e opções de
conduta e podem ficar adormecidos por anos.
Existem desejos subjetivos como: Felicidade,
realização profissional, harmonia familiar,
emocional. E outros mais concretos: Aquisição de
algo específico, algum ato físico ligado a
sexualidade, etc...

A busca humana é por algo inalcançável,


imensurável e infinito. É uma busca interna que se
exterioriza em valores, em materialidades, desejos
e vontades. Somos seres insatisfeitos que buscamos
aperfeiçoamento, entendimento, buscamos
dominar as forças naturais e entender formalmente
14

o sentido da existência e todos os mecanismos


necessários para a existência.

A insatisfação é necessária para darmos


continuidade a busca pessoal e coletiva de
evoluirmos enquanto pessoa e sociedade!