You are on page 1of 22

1. O mercado financeiro mundial funciona 24 horas por dia.

As bolsas de valores
estão articuladas, mesmo abrindo e fechando em diferentes horários, como ocorre
com as bolsas de Nova Iorque, Londres, Pequim e São Paulo. Todas as pessoas
que, por exemplo, estão envolvidas com exportações e importações de
mercadorias precisam conhecer os fusos horários para fazer o melhor uso dessas
informações.

Considerando que as bolsas de valores começam a funcionar às 09:00 horas da manhã e


que um investidor mora em Porto Alegre, pode-se afirmar que os horários em que ele
deve consultar as bolsas e a seqüência em que as informações são obtidas estão
corretos na alternativa:

A) Pequim (20:00 horas), Nova Iorque (07:00 horas) e Londres (12:00 horas).
B) Nova Iorque (07:00 horas), Londres (12:00 horas) e Pequim (20:00 horas).
C) Pequim (20:00 horas), Londres (12:00 horas) e Nova Iorque (07:00 horas).
D) Nova Iorque (07:00 horas), Londres (12:00 horas), Pequim (20:00 horas).
E) Nova Iorque (07:00 horas), Pequim (20:00 horas ), Londres (12:00 horas).

Comentário do portal

A questão faz relação entre a Geografia Física e a Geografia Humana, demonstrando a


importância de um investidor financeiro conhecer o funcionamento do sistema de fusos
horários para obter as informações das bolsas internacionais com maior agilidade.

O mapa, apesar de apresentar muitas falhas do ponto de vista cartográfico, é de


fundamental importância na resolução da questão. Além disso, é importante conhecer os
conceitos básicos de fusos horários, que cada faixa de 15º representa uma hora e que, a
leste, acrescenta-se uma hora e, a oeste, diminui-se uma hora para cada fuso.

Assim, o porto-alegrense vai receber as informações de acordo com a ordem e horários


da alternativa C.

2. I - A situação de um trabalhador

Paulo Henrique de Jesus está há quatro meses desempregado. Com o Ensino Médio
completo, ou seja, 11 anos de estudo, ele perdeu a vaga que preenchia há oito anos de
encarregado numa transportadora de valores, ganhando R$800,00. Desde então, e com
50 currículos já distribuídos, só encontra oferta para ganhar R$300,00, um salário
mínimo. Ele aceitou trabalhar por esse valor, sem carteira assinada, como garçom numa
casa de festas para fazer frente às despesas.

1
(O Globo, 20/07/2005.)

II - Uma interpretação sobre o acesso ao mercado de trabalho

Atualmente, a baixa qualificação da mão-de-obra é um dos responsáveis pelo


desemprego no Brasil.

A relação que se estabelece entre a situação (I) e a interpretação (II) e a razão para essa
relação aparece em:

A) II explica I - Nos níveis de escolaridade mais baixos há dificuldade de acesso ao


mercado de trabalho.
B) I reforça II - Os avanços tecnológicos da Terceira Revolução Industrial garantem
somente o acesso ao trabalho para aqueles de formação em nível superior.
C) I desmente II - O mundo globalizado promoveu desemprego especialmente para
pessoas entre 10 e 15 anos de estudo.
D) II justifica I - O desemprego estrutural leva a exclusão de trabalhadores com
escolaridade de nível médio incompleto.
E) II complementa I - O longo período de baixo crescimento econômico acirrou a
competição, e pessoas de maior escolaridade passam a aceitar funções que não
correspondem a sua formação.

Comentário do portal: Por causa do longo período de baixo crescimento econômico, o


aumento dos postos de trabalho não acompanhou o crescimento da população
economicamente ativa. Assim, muitas pessoas de maior qualificação passaram a aceitar
trabalhos que apresentavam menores rendimentos.

3. A falta de água doce no Planeta será, possivelmente, um dos mais graves


problemas deste século. Prevê-se que, nos próximos vinte anos, a quantidade de
água doce disponível para cada habitante será drasticamente reduzida.

Por meio de seus diferentes usos e consumos, as atividades humanas interferem no ciclo
da água, alterando:

A) a quantidade total, mas não a qualidade da água disponível no Planeta.


B) a qualidade da água e sua quantidade disponível para o consumo das populações.
C) a qualidade da água disponível, apenas no sub-solo terrestre.
D) apenas a disponibilidade de água superficial existente nos rios e lagos.
E) o regime de chuvas, mas não a quantidade de água disponível no Planeta.

Comentário do portal - Habilidade 9

Segundo a Organização Mundial de Saúde, para se manter razoavelmente a


qualidade de vida, é necessária a média de consumo de 80 litros de água/dia por pessoa.

Esse consumo varia muito, pois depende da disponibilidade de acesso à água e de


aspectos culturais, entre outros fatores. Nada menos do que 85% de toda a água doce
disponível no mundo são utilizados para irrigação; 10%, pelas indústrias; e
apenas 5% para o consumo humano. Assim, por meio de seus diferentes usos e
consumos, as atividades humanas interferem no ciclo da água, afetando
tanto qualitativamente quanto quantitativamente a disponibilidade desta.
A alternativa correta é a letra b.

1
4. Em 2003, deu-se início às discussões do Plano Amazônia Sustentável, que
rebatiza o Arco do Desmatamento, uma extensa faixa que vai de Rondônia ao Maranhão,
como Arco do Povoamento Adensado, a fim de reconhecer as demandas da população
que vive na região. A Amazônia Ocidental, em contraste, é considerada nesse plano
como uma área ainda amplamente preservada, na qual se pretende encontrar
alternativas para tirar mais renda da floresta em pé do que por meio do desmatamento. O
quadro apresenta as três macrorregiões e três estratégias que constam do Plano.

Estratégias:

I. Pavimentação de rodovias para levar a soja até o rio


Amazonas, por onde será escoada.
II. Apoio à produção de fármacos, extratos e couros
vegetais.
III. Orientação para a expansão do plantio de soja,
atraindo os produtores para áreas já desmatadas e
atualmente abandonadas.

Considerando as características geográficas da Amazônia, aplicam-se às macrorregiões


Amazônia Ocidental, Amazônia Central e Arco do Povoamento Adensado,
respectivamente, as estratégias

A) I, II e III.
B) I, III e II.
C) III, I e II.
D) II, I e III.
E) III, II e I.

Comentário do portal - Enem 2004 - Questão 5 - Habilidade 16

Questão de fácil compreensão. Os aspectos relativos aos usos da Amazônia estão


descritos de forma coerente conforme cada macrorregião. As áreas onde ainda existem
poucas ações do homem podem ser utilizadas para fins medicinais e de extrações
variadas. Já a Amazônia Central, por causa do uso desenvolvido da cultura da soja,
necessita de meio de transporte para escoamento da produção. Na área do arco do
povoamento adensado, a maior preocupação é planejar a expansão da agricultura para
lugares que já sofreram processo de desmatamentos ou queimadas.

5. Em certa cidade, algumas de suas principais vias têm a designação “radial” ou


“perimetral”, acrescentando-se ao nome da via uma referência ao ponto
cardeal correspondente. As ruas 1 e 2 estão indicadas no esquema abaixo, em que não
estão explicitados os pontos cardeais.

Os nomes corretos das vias 1 e 2 podem, respectivamente, ser:


A) Perimetral sul, radial leste.
B) Perimetral sul, radial oeste.
C) Perimetral norte, radial oeste.
D) Radial sul, perimetral norte.

1
E) Radial sul, perimetral oeste.

Comentário do portal - Enem 2000 - Questão 5 - Habilidade 14

Questão bastante fácil, mas que requer muita atenção para que não haja confusão. O
conteúdo abordado é orientação em relação aos pontos cardeais. O interessante é
desenhar a rosa-dos-ventos em todos os quatro sentidos possíveis do esquema. Observe
que, se você seguir a orientação original do esquema — fazendo com que a rosa-dos-
ventos indique o alto da página como norte —, as ruas serão respectivamente leste e sul,
alternativa não disponível na questão. Virando o desenho para a esquerda e colocando a
perimetral ao sul, você terá respectivamente os sentidos sul e oeste, o que corresponde à
alternativa B. Mesmo achando a resposta, seria interessante prosseguir com o
desenvolvimento da questão. Desenhando a rosa-dos-ventos nos outros dois sentidos,
você perceberá que o resultado não vai condizer com as alternativas apresentadas.
A questão trata também de conteúdos relativos a urbanismo. Não é necessário, porém,
dominá-los para a resolução da questão. A título de curiosidade, as vias perimetrais
passam pelos perímetros da região central, chamados de anéis periféricos. Já as vias
radiais assemelham-se ao raio de uma circunferência: partem do centro em direção aos
bairros.

6. A figura apresenta as fronteiras entre os países envolvidos na Questão Palestina


e um corte, no mapa, da área indicada.

A) de planície, propícia à atividade agropecuária.


B) estratégica, dado que abrange as duas margens do rio Jordão.
C) habitada, majoritariamente, por colônias israelenses.
D) que garante a hegemonia israelense sobre o mar Mediterrâneo.
E) estrategicamente situada devido ao relevo e aos recursos hídricos.

Comentário do portal - Enem 2001 - Questão 6 - Habilidade 21

O corte topográfico apresenta três áreas distintas: a Planície Costeira, em Israel, o Platô
Central, na Cisjordânia, e a Jordânia. A região de litígio a que a questão se refere é a
porção central do corte topográfico, correspondente à Cisjordânia.
Tendo isso claro, a comparação entre as alternativas e o corte topográfico é o melhor
método para chegar à alternativa correta.

1
A alternativa A pode ser eliminada, pois a região não apresenta relevo de planície. A
alternativa B também está incorreta, pois apenas a margem oeste do Rio Jordão se
encontra nessa área, enquanto a alternativa fala que as duas margens do Jordão estão aí
localizadas. Essa região é ocupada principalmente por palestinos, logo não prevalecem
as colônias israelenses, fato que torna a alternativa C incorreta. A alternativa D coloca a
área como uma garantia à hegemonia de Israel sobre o Mar Mediterrâneo, o que também
está incorreto, pois a região da Cisjordânia não conta com saída para o Mediterrâneo. As
características naturais da área, de relevo relativamente elevado e com acesso às águas
do Rio Jordão, tornam essa área de interesse estratégico tanto para palestinos como
para israelenses.

7. "Águas de março definem se falta luz este ano".

Esse foi o título de uma reportagem em jornal de circulação nacional, pouco antes do
início do racionamento do consumo de energia elétrica, em 2001.

No Brasil, a relação entre a produção de eletricidade e a utilização de recursos hídricos,


estabelecida nessa manchete, se justifica por que:

A) a geração de eletricidade nas usinas hidrelétricas exige a manutenção de um dado


fluxo de água nas barragens.
B) o sistema de tratamento da água e sua distribuição consomem grande quantidade
de energia elétrica.
C) a geração de eletricidade nas usinas termelétricas utiliza grande volume de água
para refrigeração.
D) o consumo de água e de energia elétrica utilizadas na indústria compete com o da
agricultura.
E) é grande o uso de chuveiros elétricos, cuja operação implica abundante consumo de
água.

Comentário do portal - Enem 2003 - Questão 6 - Habilidade 8.

O título da reportagem apresentada nessa questão traz uma boa dica para se
chegar à resposta correta. Há um destaque para o período chuvoso, que é decisivo para
o abastecimento de luz. Isso quer dizer que as barragens e reservatórios de água das
usinas hidrelétricas necessitam de um fluxo de água mínimo para que seja garantida a
geração de energia. Assim, a alternativa A é a correta, pois é a única que aponta a
relação entre a quantidade de chuvas e o volume de água necessário nos reservatórios
para a produção de energia elétrica.

8. A grande produção brasileira de soja, com expressiva participação na economia


do país, vem avançando nas regiões do Cerrado brasileiro. Esse tipo de produção
demanda grandes extensões de terra, o que gera preocupação, sobretudo:

A) econômica, porque desestimula a mecanização.


B) social, pois provoca o fluxo migratório para o campo.
C) climática, porque diminui a insolação na região.
D) política, pois deixa de atender ao mercado externo.
E) ambiental, porque reduz a biodiversidade regional.|

Comentário do portal - Enem 2004 - Questão 7 - Habilidade 13

1
Questão de nível médio de dificuldade. A produção de soja é usada pelos grandes
produtores — latifúndios monocultores — e é voltada para o mercado externo. Nela,
utiliza-se intensa mecanização, que acabou, na época de sua introdução na região, por
gerar o êxodo rural. O maior problema é o custo ambiental desse tipo de cultivo, que está
contribuindo intensamente para a diminuição da biodiversidade local.

9. A Lei Federal n.º 9.985/2000, que instituiu o sistema nacional de unidades de


conservação, define dois tipos de áreas protegidas. O primeiro, as unidades
de proteção integral, tem por objetivo preservar a natureza, admitindo-se apenas
o uso indireto dos seus recursos naturais, isto é, aquele que não envolve
consumo, coleta, dano ou destruição dos recursos naturais. O segundo, as
unidades de uso sustentável, tem por função compatibilizar a conservação da
natureza com o uso sustentável de parcela dos recursos naturais. Nesse caso,
permite-se a exploração do ambiente de maneira a garantir a perenidade dos
recursos ambientais renováveis e dos processos ecológicos, mantendo-se a
biodiversidade e os demais atributos ecológicos, de forma socialmente justa e
economicamente viável.

Considerando essas informações, analise a seguinte situação hipotética.

Ao discutir a aplicação de recursos disponíveis para o desenvolvimento de determinada


região, organizações civis, universidade e governo resolveram investir na utilização de
uma unidade de proteção integral, o Parque Nacional do Morro do Pindaré, e de uma
unidade de uso sustentável, a Floresta Nacional do Sabiá. Depois das discussões, a
equipe resolveu levar adiante três projetos:

— o projeto I consiste de pesquisas científicas embasadas exclusivamente na


observação de animais;

— o projeto II inclui a construção de uma escola e de um centro de vivência;

— o projeto III promove a organização de uma comunidade extrativista que poderá


coletar e explorar comercialmente frutas e sementes nativas.

Nessa situação hipotética, atendendo-se à lei mencionada acima, é possível desenvolver


tanto na unidade de proteção integral quanto na de uso sustentável:

A) apenas o projeto I.
B) apenas o projeto III.
C) apenas os projetos I e II.
D) apenas os projetos II e III.
E) todos os três projetos.

Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 7 - Habilidade 4

A alternativa correta é a letra "A", pois, analisando-se a situação hipotética sugerida no


enunciado, percebe-se que ela deverá atender os requisitos tanto da unidade de proteção
integral quanto da unidade de uso sustentável. Portanto, apenas o projeto I poderá ser
desenvolvido nessas duas propostas de unidades.

10. Leia o texto abaixo.

1
O jardim de caminhos que se bifurcam (....) Uma lâmpada aclarava a plataforma, mas os
rostos dos meninos ficavam na sombra. Um me perguntou: O senhor vai à casa do Dr.
Stephen Albert? Sem aguardar resposta, outro disse: A casa fica longe daqui, mas o
senhor não se perderá se tomar esse caminho à esquerda e se em cada encruzilhada do
caminho dobrar à esquerda. (Adaptado. Borges, J. Ficções. Rio de Janeiro: Globo, 1997. p.96.)

Quanto à cena descrita acima, considere que


I - o sol nasce à direita dos meninos;
II - o senhor seguiu o conselho dos meninos, tendo encontrado duas encruzilhadas até a
casa.

Concluiu-se que o senhor caminhou, respectivamente, nos sentidos:

A) oeste, sul e leste.


B) leste, sul e oeste.
C) oeste, norte e leste.
D) leste, norte e oeste.
E) leste, norte e sul.

Comentário do portal - Enem 2005 - Questão 8 - Habilidade 1

Como o Sol nasce à direita dos meninos e eles recomendaram ao Sr. Stephen que
seguisse à esquerda, este só pode ter tomado o sentido oposto ao nascer do Sol;
portanto, dirigiu-se primeiramente a oeste. Novamente indo à esquerda, ele rumaria em
sentido sul. Ao continuar seguindo as orientações dos meninos, iria finalmente para leste.

11. A tabela abaixo resume alguns dados importantes sobre os satélites de Júpiter.

Ao observar os satélites de Júpiter pela primeira vez, Galileu Galilei fez diversas
anotações e tirou importantes conclusões sobre a estrutura de nosso universo.
A figura abaixo reproduz uma anotação de Galileu referente a Júpiter e seus
satélites.

De acordo com essa representação e com os dados da tabela, os pontos


indicados por 1, 2, 3 e 4 correspondem, respectivamente, a:

A) Io, Europa, Ganimedes e Calisto.


B) Ganimedes, Io, Europa e Calisto.
C) Europa, Calisto, Ganimedes e Io.
D) Calisto, Ganimedes, Io e Europa.
E) Calisto, Io, Europa e Ganimedes.

1
Comentário do portal - Enem 2000 - Questão 9 - Habilidade 4.

Essa questão, como muitas outras, está baseada na capacidade de percepção e


interpretação. A tabela apresenta o nome dos satélites de Júpiter, sua distância média
em relação ao planeta e seu período orbital (tempo que os satélites levam para dar uma
volta completa em Júpiter). Dentre todas as informações apresentadas na tabela, a mais
relevante é a distância média até o centro de Júpiter. Quando se compara essa distância
com o esboço, nota-se que o satélite assinalado com o número 2 é o que está mais
próximo de Júpiter, logo corresponde a Io. Depois, vem o satélite de número 3, que
representa Europa. Os satélites 1 e 4 podem causar confusão, pois estão um de cada
lado do planeta e pode ser arriscado tentar mensurar a distância a olho. Por isso, em
uma situação parecida, aconselha-se o uso de uma régua. Você vai notar que o satélite 1
é o mais próximo e, portanto, corresponde a Ganimedes, enquanto o satélite 4
corresponde a Calisto. Colocando-se os satélites em ordem, temos: 1 - Ganimedes, 2 -
Io, 3 - Europa e 4 - Calisto.

12. Entre 8 mil e 3 mil anos atrás, ocorreu o desaparecimento de grandes mamíferos
que viviam na América do Sul. Os mapas a seguir apresentam a vegetação dessa região
antes e depois de uma grande mudança climática que tornou essa região mais quente e
mais úmida.

As hipóteses a seguir foram levantadas para explicar o desaparecimento dos grandes


mamíferos na América do Sul.

I Os seres humanos, que só puderam ocupar a América do Sul depois que o clima se
tornou mais úmido, mataram os grandes animais.
II Os maiores mamíferos atuais precisam de vastas áreas abertas para manterem o seu
modo de vida, áreas essas que desapareceram da América do Sul com a mudança
climática, o que pode ter provocado a extinção dos grandes mamíferos sul-americanos.
III A mudança climática foi desencadeada pela queda de um grande asteróide, a qual
causou o desaparecimento dos grandes mamíferos e das aves.

É cientificamente aceitável o que se afirma:

A) Apenas em I.
B) Apenas em II.

1
C) Apenas em III.
D) Apenas em I e III.
E) Em I, II e III.

13. Um grupo de estudantes, saindo de uma escola, observou uma pessoa catando
latinhas de alumínio jogadas na calçada. Um deles considerou curioso que a falta de
civilidade de quem deixa lixo pelas ruas acaba sendo útil para a subsistência de um
desempregado. Outro estudante comentou o significado econômico da sucata recolhida,
pois ouvira dizer que a maior parte do alumínio das latas estaria sendo reciclada.
Tentando sintetizar o que estava sendo observado, um terceiro estudante fez três
anotações, que apresentou em aula no dia seguinte:

I. A catação de latinhas é prejudicial à indústria de alumínio;

II. A situação observada nas ruas revela uma condição de duplo desequilíbrio: do ser
humano com a natureza e dos seres humanos entre si;

III. Atividades humanas resultantes de problemas sociais e ambientais podem gerar


reflexos (refletir) na economia.

Dessas afirmações, você tenderia a concordar, apenas, com

A) I e II
B) I e III
C) II e III
D) II
E) III

Comentário do portal - Enem 2003 - Questão 14 - Habilidade 17.

O enunciado desta questão é muito interessante, pois toma por base uma situação
cotidiana para explorar as temáticas social, ambiental e econômica. Dentre as três
alternativas apresentadas, a primeira pode levar o aluno a cometer um engano, uma vez
que a reciclagem de latas não interfere na produção de alumínio, pois a demanda desse
produto corresponde à oferta do mercado.

14. As sociedades modernas necessitam cada vez mais de energia. Para entender
melhor a relação entre desenvolvimento e consumo de energia, procurou-se
relacionar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de vários países com o
consumo de energia nesses países.

O IDH é um indicador social que considera a longevidade, o grau de


escolaridade, o PIB (Produto Interno Bruto) per capita e o poder de compra da
população. Sua variação é de 0 a 1. Valores do IDH próximos de 1 indicam
melhores condições de vida. Tentando-se estabelecer uma relação entre o IDH e o
consumo de energia per capita nos diversos países, no biênio 1991-1992, obteve-se o
gráfico abaixo, onde cada ponto isolado representa um país, e a linha cheia, uma curva
de aproximação.

1
* TEP: Tonelada equivalente de petróleo.

Fonte: GOLDEMBERG, J . Energia, meio ambiente e


desenvolvimento. São Paulo: Edusp, 1998.

Com base no gráfico, é correto afirmar que:

A) quanto maior o consumo de energia per capita, menor é o IDH.


B) os países onde o consumo de energia per capita é menor que 1 TEP não
apresentam bons índices de desenvolvimento humano.
C) existem países com IDH entre 0,1 e 0,3 com consumo de energia per capita superior
a 8 TEP.
D) existem países com consumo de energia per capita de 1 TEP e de 5 TEP que
apresentam aproximadamente o mesmo IDH, cerca de 0,7.
E) os países com altos valores de IDH apresentam um grande consumo de energia per
capita (acima de 7 TEP).

Comentário do portal - Enem 2000 - Questão 15 - Habilidade 2.

Para resolver essa questão, basta analisar o gráfico apresentado e recorrer a um


processo de eliminação ao analisar as opções de resposta. As noções de Geografia
apresentadas podem ajudá-lo a identificar alguns erros conceituais nas respostas.
Comparando-se as opções com o gráfico, pode-se observar que as questões (A), (B), (C)
e (E) estão erradas e, portanto, a questão correta é a letra (D). A grande armadilha dessa
questão é que a curva apresentada no gráfico mostra um IDH próximo a 0,8 para os
países de 1 TEP e 5 TEP, o que aparentemente torna a opção (D) incorreta. Mas o texto
da alternativa (D) menciona apenas a existência de países de 1 TEP e 5 TEP de
consumo per capita com IDHs próximos a 0,7. Se você observar o gráfico com atenção,
verá que existe um ponto que representa um país de 5 TEP de consumo per capita e IDH
próximo a 0,7 e pelo menos dois pontos que representam países de 1 TEP de consumo
per capita e IDH próximo a 0,7. São esses pontos que tornam a opção (D) correta.

15. O sistema de fusos horários foi proposto na Conferência Internacional do


Meridiano, realizada em Washington, em 1884. Cada fuso corresponde a uma

1
faixa de 15º entre dois meridianos. O meridiano de Greenwich foi escolhido para
ser a linha mediana do fuso zero.

Passando-se um meridiano pela linha mediana de cada fuso, enumeram-se 12 fusos para
leste e 12 fusos para oeste do fuso zero, obtendo-se, assim, os 24 fusos e o sistema de
zonas de horas. Para cada fuso a leste do fuso zero, soma-se 1 hora, e, para cada fuso a
oeste do fuso zero, subtrai-se 1 hora. A partir da Lei n.° 11.662/2008, o Brasil, que fica a
oeste de Greenwich e tinha quatro fusos, passa a ter somente 3 fusos horários.

Em relação ao fuso zero, o Brasil abrange os fusos 2, 3 e 4. Por exemplo, Fernando de


Noronha está no fuso 2, o estado do Amapá está no fuso 3 e o Acre, no fuso 4.

A cidade de Pequim, que sediou os XXIX Jogos Olímpicos de Verão, fica a leste de
Greenwich, no fuso 8.

Considerando-se que a cerimônia de abertura dos jogos tenha ocorrido às 20 h 8 min, no


horário de Pequim, do dia 8 de agosto de 2008, a que horas os brasileiros que moram no
estado do Amapá devem ter ligado seus televisores para assistir ao início da cerimônia
de abertura?

A) 9 h 8 min, do dia 8 de agosto.


B) 12 h 8 min, do dia 8 de agosto.
C) 15 h 8 min, do dia 8 de agosto.
D) 1 h 8 min, do dia 9 de agosto.
E) 4 h 8 min, do dia 9 de agosto.

Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 16 - Habilidade 1.

Essa questão é de fácil compreensão. O Estado do Amapá possui 11 fusos horários em


relação à cidade de Pequim, na China. Como está a oeste do Meridiano de Greenwich,
seu horário é atrasado em relação esse país. Para obter a resposta da questão, basta
diminuir 11 horas em relação ao horário de abertura das Olimpíadas. Portanto, se em
Pequim eram 20h08 do dia 8 de agosto de 2008, no Amapá eram 09h08 do dia 8 de
agosto (11 horas a menos). Assim, a alternativa correta é a letra A.

16. A China comprometeu-se a indenizar a Rússia pelo derramamento de benzeno de


uma indústria petroquímica chinesa no rio Songhua, um afluente do rio Amur, que faz
parte da fronteira entre os dois países. O presidente da Agência Federal de Recursos de
Água da Rússia garantiu que o benzeno não chegará aos dutos de água potável, mas
pediu à população que fervesse a água corrente e evitasse a pesca no rio Amur e seus
afluentes. As autoridades locais estão armazenando centenas de toneladas de carvão, já
que o mineral é considerado eficaz absorvente de benzeno.

Internet: (com adaptações).

Levando-se em conta as medidas adotadas para a minimização dos danos ao ambiente e


à população, é correto afirmar que

A) o carvão mineral, ao ser colocado na água, reage com o benzeno, eliminando-o.


B) o benzeno é mais volátil que a água e, por isso, é necessário que esta seja fervida.
C) a orientação para se evitar a pesca deve-se à necessidade de preservação dos
peixes.

1
D) o benzeno não contaminaria os dutos de água potável, porque seria decantado
naturalmente no fundo do rio.
E) a poluição causada pelo derramamento de benzeno da indústria chinesa ficaria
restrita ao rio Songhua.

Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 18 - Habilidade 8.

Questão de nível intermediário. Para respondê-la deve-se interpretar o texto e conhecer


as propriedades do benzeno. A alternativa correta é a "B", pois ao ferver a água,
o benzeno evapora-se mais rápido que a água, sendo um processo de eliminação.
Ressalta-se: o carvão mineral absorve mas não reage com o benzeno; a densidade do
benzeno é menor do que a da água, portanto, não decanta no fundo do rio; sua
contaminação não fica restrita ao Rio Songhua, pois este é afluente do Rio Amur.

17. A figura abaixo mostra um eclipse solar no instante em que é fotografado em


cinco diferentes pontos do planeta.

Três dessas fotografias estão reproduzidas abaixo.

As fotos poderiam corresponder, respectivamente, aos pontos:

A) III, V e II.
B) II, III e V.
C) II, IV e III.
D) I, II e III.
E) I, II e V.

Comentário do portal - Enem 2000 - Questão 19 - Habilidade 1.

Conceitos envolvidos: princípios da Óptica Geométrica.

Essa questão exige um esforço de abstração para se imaginar nos pontos marcados e ter
uma visão da Lua. É interessante, além dessa abstração, saber diferenciar eclipse total
de parcial. Como a primeira foto mostra um eclipse quase total, concluímos que foi tirada
muito próxima ao cone de sombra, entre os pontos III e IV. Como a Lua aparece à direita
1
do Sol, o ponto em questão é o III. Analisando a segunda foto, percebe-se que ela foi
tirada no cone de penumbra - quem está nesse cone vê um eclipse parcial - e o fotógrafo
deveria estar no ponto V (veja que a Lua está mais à esquerda que o Sol). A terceira foto
também mostra um eclipse parcial e foi tirada no ponto II (a Lua está mais à direita que o
Sol).

18. Em 2006, foi realizada uma conferência das Nações Unidas em que se discutiu o
problema do lixo eletrônico, também denominado e-waste. Nessa ocasião, destacou-se a
necessidade de os países em desenvolvimento serem protegidos das doações nem
sempre bem-intencionadas dos países mais ricos. Uma vez descartados ou doados,
equipamentos eletrônicos chegam a países em desenvolvimento com o rótulo de
“mercadorias recondicionadas”, mas acabam deteriorando-se em lixões, liberando
chumbo, cádmio, mercúrio e outros materiais tóxicos.

Internet: (com adaptações).

A discussão dos problemas associados ao e-waste leva à conclusão de que:

A) os países que se encontram em processo de industrialização necessitam de


matérias-primas recicladas oriundas dos países mais ricos.
B) o objetivo dos países ricos, ao enviarem mercadorias recondicionadas para os
países em desenvolvimento, é o de conquistar mercados consumidores para seus
produtos.
C) o avanço rápido do desenvolvimento tecnológico, que torna os produtos obsoletos
em pouco tempo, é um fator que deve ser considerado em políticas ambientais.
D) o excesso de mercadorias recondicionadas enviadas para os países em
desenvolvimento é armazenado em lixões apropriados.
E) as mercadorias recondicionadas oriundas de países ricos melhoram muito o padrão
de vida da população dos países em desenvolvimento.

Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 19 - Habilidade 16.

As alternativas não estão em conexão com o texto apresentado na questão. Contudo, a


alternativa "C" é a única coerente.

Devido ao rápido desenvolvimento tecnológico, os produtos eletrônicos tornam-se


rapidamente obsoletos. Uma das preocupações do desenvolvimento sustentável é a
produção de bens de consumo com maior vida útil.

19. Do ponto de vista ambiental, uma distinção importante que se faz entre os
combustíveis é serem provenientes ou não de fontes renováveis. No caso dos derivados
de petróleo e do álcool de cana, essa distinção se caracteriza

A) pela diferença nas escalas de tempo de formação das fontes, período geológico no
caso do petróleo e anual no da cana.
B) pelo maior ou menor tempo para se reciclar o combustível utilizado, tempo muito
maior no caso do álcool.
C) pelo maior ou menor tempo para se reciclar o combustível utilizado, tempo muito
maior no caso dos derivados do petróleo.
D) pelo tempo de combustão de uma mesma quantidade de combustível, tempo muito
maior para os derivados do petróleo do que do álcool.
E) pelo tempo de produção de combustível, pois o refino do petróleo leva dez vezes
mais tempo do que a destilação do fermento de cana.

1
Comentário do portal - Enem 2003 - Questão 20 - Habilidade 10.

Questão bastante fácil, que aborda a problemática ambiental ligada aos setores de
transportes e energia. Dominar os conceitos de fontes de energia renováveis e não
renováveis é fundamental para o estudante que pretende ter bons resultados em
qualquer concurso ou avaliação. Comparando o tempo de produção de petróleo com o de
álcool de cana, vemos que este pode ser renovado com facilidade e rapidez, enquanto o
petróleo depende de agentes naturais que atuam por milhões de anos em sua formação.
Caso todo o petróleo do mundo acabasse hoje, não haveria como gerar esse produto em
curto ou médio espaço de tempo. Isso revela que o petróleo não se renova com
facilidade, mas o álcool, sim.

20. O relatório anual (2002) da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento


Econômico (OCDE) revela transformações na origem dos fluxos migratórios. Observa-se
aumento das migrações de chineses, filipinos, russos e ucranianos com destino aos
países membros da OCDE. Também foi registrado aumento de fluxos migratórios
provenientes da América Latina.

No mapa seguinte, estão destacados, com a cor preta, os países que mais receberam
esses fluxos migratórios em 2002.

As migrações citadas estão relacionadas, principalmente, à:

A) ameaça de terrorismo em países pertencentes a OCDE.


B) política dos países mais ricos de incentivo a imigração.
C) perseguição religiosa em países muçulmanos.
D) repressão política em países do Leste Europeu.
E) busca de oportunidades de emprego.

Comentário do portal - Enem 2006 - Questão 21 - Habilidade 20.

Conhecimento sobre a estrutura econômica mundial e leitura e interpretação de mapas


são os dois quesitos necessários para responder a essa questão. A divisão entre o
mundo desenvolvido e os países pobres ou em fase de desenvolvimento fica clara no
mapa sobre os destinos de fluxos migratórios em 2002, evidenciando que o principal
motivador desse incremento no fluxo migratório para os países mais desenvolvidos é a
busca de uma oportunidade de trabalho e de consumo.
1
21. Os mapas a seguir revelam como as fronteiras e suas representações gráficas
são mutáveis.

Essas significativas mudanças nas fronteiras de países da Europa Oriental nas duas
últimas décadas do século XX, direta ou indiretamente, resultaram:

A) do fortalecimento geopolítico da URSS e de seus países aliados, na ordem


internacional.
B) da crise do capitalismo na Europa, representada principalmente pela queda do muro
de Berlim.
C) da luta de antigas e tradicionais comunidades nacionais e religiosas oprimidas por
Estados criados antes da Segunda Guerra Mundial.
D) do avanço do capitalismo e da ideologia neoliberal no mundo ocidental.
E) da necessidade de alguns países subdesenvolvidos ampliarem seus territórios

Comentário do portal - Enem 2006 - Questão 22 - Habilidade 21.

Esta é uma questão ambígua, pois tanto a alternativa C como a D estão direta ou
indiretamente relacionadas ao processo de mudança nas fronteiras dos países da Europa
Oriental nas duas últimas décadas do século XX.
A alternativa C aborda o processo de fragmentação das fronteiras de vários países da
Europa Oriental, que teve como principal causa o fim da União das Repúblicas
Socialistas Soviéticas. A maioria desses países vivia subordinada a um poder central e
era formada por grupos étnicos bastante diversificados (como a antiga Iugoslávia), que
possuíam o desejo de formar um país autônomo. Indiretamente, como se verifica na
alternativa D, a fragmentação das fronteiras também está relacionada ao avanço do
capitalismo e da ideologia neoliberal no mundo ocidental após o fim do modo de
produção socialista instalado nas repúblicas soviéticas.

22. Uma região industrial lança ao ar gases como o dióxido de enxofre e óxidos de
nitrogênio, causadores da chuva ácida. A figura mostra a dispersão desses gases
poluentes.

Considerando o ciclo da água e a dispersão dos gases, analise as seguintes


possibilidades:

1
I. As águas de escoamento superficial e de precipitação que atingem o manancial
poderiam causar aumento de acidez da água do manancial e provocar a morte de
peixes.
II. A precipitação na região rural poderia causar aumento de acidez do solo e exigir
procedimentos corretivos, como a calagem.
III. A precipitação na região rural, embora ácida, não afetaria o ecossistema, pois a
transpiração dos vegetais neutralizaria o excesso de ácido.

Dessas possibilidades,
A) pode ocorrer apenas a I.
B) pode ocorrer apenas a II.
C) podem ocorrer tanto a I quanto a II.
D) podem ocorrer tanto a I quanto a III.
E) podem ocorrer tanto a II quanto a III.

Comentário do portal - Enem 2001 - Questão 25 - Habilidade 13.

Devido à queima industrial de combustíveis, ocorre a liberação de gases venenosos


como o dióxido de enxofre e o óxido de nitrogênio na atmosfera. Essas duas substâncias
reagem com o vapor de água presente na atmosfera, formando ácido sulfúrico e nítrico.
Esses ácidos, em contato com a umidade, formam as chuvas ácidas que, em regiões
montanhosas, podem escoar pelas encostas, contaminando mananciais. Essa
contaminação poderá causar aumento na acidez da água e provocar a morte de toda a
flora e fauna aquática local. Em regiões rurais, esse tipo de fenômeno pode ocasionar um
aumento na acidez do solo. Sendo assim, os itens I e II podem ser considerados corretos
(alternativa C).

23. A energia geotérmica tem sua origem no núcleo derretido da Terra, onde as
temperaturas atingem 4.000 ºC. Essa energia é primeiramente produzida pela
decomposição de materiais radiativos dentro do planeta. Em fontes geotérmicas, a água,
aprisionada em um reservatório subterrâneo, é aquecida pelas rochas ao redor e fica
submetida a altas pressões, podendo atingir temperaturas de até 370 ºC sem entrar em
ebulição. Ao ser liberada na superfície, à pressão ambiente, ela se vaporiza e se resfria,
formando fontes ou gêiseres. O vapor de poços geotérmicos é separado da água e é
utilizado no funcionamento de turbinas para gerar eletricidade. A água quente pode ser
utilizada para aquecimento direto ou em usinas de dessalinização.

Roger A. Hinrichs e Merlin Kleinbach. Energia e meio ambiente. Ed. ABDR (com
adaptações).

Depreende-se das informações acima que as usinas geotérmicas

A) utilizam a mesma fonte primária de energia que as usinas nucleares, sendo,


portanto, semelhantes os riscos decorrentes de ambas.
B) funcionam com base na conversão de energia potencial gravitacional em energia
térmica.
C) podem aproveitar a energia química transformada em térmica no processo de
dessalinização.
D) assemelham-se às usinas nucleares no que diz respeito à conversão de energia
térmica em cinética e, depois, em elétrica
E) transformam inicialmente a energia solar em energia cinética e, depois, em energia
térmica.

1
Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 25 - Habilidade 8.

O grau de dificuldade da questão é intermediário. O texto apresenta uma das formas de


utilização da energia geotérmica (vapores de água de altíssima pressão e temperatura
existentes no interior da Terra). As usinas geotérmicas usam esses vapores em alta
pressão para movimentar turbinas (energia cinética). Em seguida, essa energia cinética é
transformada em elétrica. Da mesma forma, nas usinas termoelétricas, a energia térmica
é transformada em energia cinética e, posteriormente, em elétrica. A alternativa que
melhor responde à questão é a letra "D", pois as usinas termonucleares transformam
energia térmica, proveniente da fissão nuclear, em energia cinética e, posteriormente, em
energia elétrica.

24. Um dos insumos energéticos que volta a ser considerado como opção para o
fornecimento de petróleo é o aproveitamento das reservas de folhelhos piro betuminosos,
mais conhecidos como xistos piro betuminosos. As ações iniciais para a exploração de
xistos piro betuminosos são anteriores à exploração de petróleo, porém as dificuldades
inerentes aos diversos processos, notadamente os altos custos de mineração e de
recuperação de solos minerados, contribuíram para impedir que essa atividade se
expandisse.
O Brasil detém a segunda maior reserva mundial de xisto. O xisto é mais leve que os
óleos derivados de petróleo, seu uso não implica investimento na troca de equipamentos
e ainda reduz a emissão de particulados pesados, que causam fumaça e fuligem. Por ser
fluido em temperatura ambiente, é mais facilmente manuseado e armazenado.

A substituição de alguns óleos derivados de petróleo pelo óleo derivado do xisto pode ser
conveniente por motivos

A) ambientais: a exploração do xisto ocasiona pouca interferência no solo e no subsolo.


B) técnicos: a fluidez do xisto facilita o processo de produção de óleo, embora seu uso
demande troca de equipamentos.
C) econômicos: é baixo o custo da mineração e da produção de xisto.
D) políticos: a importação de xisto, para atender o mercado interno, ampliará alianças
com outros países.
E) estratégicos: a entrada do xisto no mercado é oportuna diante da possibilidade de
aumento dos preços do petróleo.

Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 26 - Habilidade 8.

Questão de fácil compreensão. Exige leitura atenta do enunciado e interpretação das


alternativas em relação às características da exploração do xisto no Brasil.

As alternativas "A", "B", "C" e "D" são falsas, pois a exploração do xisto provoca bastante
interferência no solo e subsolo. O uso desse recurso natural não implica investimento na
troca de equipamentos, os custos desse tipo de mineração são elevados, principalmente
na recuperação dos solos minerados, e o Brasil detém a segunda maior reserva de xisto,
portanto não precisa importar tal recurso.

25. O potencial brasileiro para gerar energia a partir da biomassa não se limita a uma
ampliação do Pró-álcool. O país pode substituir o óleo diesel de petróleo por grande
variedade de óleos vegetais e explorar a alta produtividade das florestas tropicais
plantadas. Além da produção de celulose, a utilização da biomassa permite a geração de

1
energia elétrica por meio de termelétricas a lenha, carvão vegetal ou gás de madeira,
com elevado rendimento e baixo custo.

Cerca de 30% do território brasileiro é constituído por terras impróprias para a agricultura,
mas aptas à exploração florestal. A utilização de metade dessa área, ou seja, de 120
milhões de hectares, para a formação de florestas energéticas, permitiria produção
sustentada do equivalente a cerca de 5 bilhões de barris de petróleo por ano, mais que o
dobro do que produz a Arábia Saudita atualmente.

José Walter Baptista Vidal. Desafios Internacionais para o século XXI. Seminário da
Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados,
ago./2002 (com adaptações).

Para o Brasil, as vantagens da produção de energia a partir da biomassa incluem

A) Implantação de florestas energéticas em todas as regiões brasileiras com igual


custo ambiental e econômico.
B) substituição integral, por biodiesel, de todos os combustíveis fósseis derivados do
petróleo.
C) formação de florestas energéticas em terras impróprias para a agricultura.
D) importação de biodiesel de países tropicais, em que a produtividade das florestas
seja mais alta.
E) regeneração das florestas nativas em biomas modificados pelo homem, como o
Cerrado e a Mata Atlântica.

Comentário do portal - Enem 2008 - Questão 27 - Habilidade 7.

Segundo o texto apresentado na questão, 30% do território brasileiro é formado por terras
impróprias para a agricultura, mas adequados ao plantio de árvores. Para essa finalidade,
são plantadas, no País, espécies como o Pinus e o Eucalipto, entre outras. A produção
florestal gera para o Brasil grande quantidade de biomassa, que pode ser utilizada como
energia, por meio das termelétricas. Sendo assim, a alternativa correta da questão é a
"C", que cita as vantagens da produção de energia por meio da formação de florestas
energéticas em terras impróprias para a agricultura.

26. No Brasil, verifica-se que a Lua, quando está na fase cheia, nasce por volta das
18 horas e se põe por volta das 6 horas. Na fase nova, ocorre o inverso: a Lua nasce às
6 horas e se põe às 18 horas, aproximadamente. Nas fases: crescente e minguante, ela
nasce e se põe em horários intermediários. Sendo assim, a Lua na fase ilustrada na
figura acima poderá ser observada no ponto mais alto de sua trajetória no céu por volta
de

A) meia-noite.
B) três horas da madrugada.
C) nove horas da manhã.
D) meio-dia.
E) Seis horas da tarde.

1
Comentário do portal - Enem 2006 - Questão 28 - Habilidade 1.

Considerando que a questão trabalha com números arredondados, devemos saber que o
intervalo de tempo entre dois nascimentos da lua atrasa em aproximadamente uma hora.
Ou seja, se ela nasce às seis horas da tarde quando está cheia e às seis horas da manhã
quando nova, para a fase crescente — apresentada na ilustração (a Lua parece ter a
aparência de um “C”, de crescente) — nasce por volta do meio-dia e atinge o seu ponto
mais alto no céu às seis horas da tarde.

27. Os mapas abaixo apresentam informações acerca dos índices de infecção por
leishmaniose tegumentar americana (LTA) em 1985 e 1999.

A partir da leitura dos mapas acima, conclui-se que

A) A o índice de infecção por LTA em Minas Gerais elevou – se muito nesse período.
B) o estado de Mato Grosso apresentou diminuição do índice de infecção por LTA
devido às intensas campanhas de saúde.
C) a expansão geográfica da LTA ocorreu no sentido norte-sul como resultado do
processo predatório de colonização.
D) o índice de infecção por LTA no Maranhão diminuiu em virtude das fortes secas que
assolaram o estado nesse período.
E) o aumento da infecção por LTA no Rio Grande do Sul resultou da proliferação do
roedor que transmite essa enfermidade.

Comentário do portal - Enem 2007 - Questão 31 - Habilidade 12.

A questão é de fácil compreensão. Deve-se, porém, prestar muita atenção na leitura dos
mapas. A leishmaniose é uma doença causada por parasitas do gênero Leishmania e
transmitida por insetos fêmeas do gênero Lutzomyia. Os mapas mostram a evolução da
doença no Brasil entre 1985 e 1999. Podemos notar um grande aumento no índice de
infecção no estado de Minas Gerais, que passou de Baixo para Alto. Sendo assim, a
alternativa correta é a letra A.

28. No mapa a seguir, descreve-se a disseminação do vírus da gripe no Brasil em


2007.

1
Folha de S. Paulo, Caderno Ciência, 9/6/2007 (com adaptações).

No mapa, a unidade da escala de tempo que descreve o movimento do vírus da gripe da


região Norte para a região Sul do Brasil é

A) ano.
B) mês.
C) hora.
D) minuto.
E) segundo.

Comentário do portal - Enem 2007 - Questão 32 - Habilidade 12.

A compreensão do mapa é essencial para responder corretamente a essa questão.


Podemos notar, ao observar o mapa, que o pico do vírus da gripe na região Norte do
Brasil se dá no mês de abril. Na região Sul, o pico do vírus da gripe ocorre no mês de
julho. Portanto, a unidade da escala de tempo que descreve o movimento do vírus da
gripe da região Norte para a região Sul é mensal, logo a alternativa B é a correta.

29. Chuva ácida é o termo utilizado para designar precipitações com valores de pH
inferiores a 5,6. As principais substâncias que contribuem para esse processo são os
óxidos de nitrogênio e de enxofre provenientes da queima de combustíveis fósseis e,
também, de fontes naturais. Os problemas causados pela chuva ácida ultrapassam
fronteiras políticas regionais e nacionais. A amplitude geográfica dos efeitos da chuva
ácida está relacionada principalmente com

A) a circulação atmosférica e a quantidade de fontes emissoras de óxidos de nitrogênio


e de enxofre.
B) a quantidade de fontes emissoras de óxidos de nitrogênio e de enxofre e a rede
hidrográfica.
C) a topografia do local das fontes emissoras de óxidos de nitrogênio e de enxofre e o
nível dos lençóis freáticos.
D) a quantidade de fontes emissoras de óxidos de nitrogênio e de enxofre e o nível dos
lençóis freáticos.
E) a rede hidrográfica e a circulação atmosférica.

Comentário do portal - Enem 2006 - Questão 32 - Habilidade 16.

1
A questão é de fácil compreensão. Trata-se de um problema ambiental muito conhecido e
que ocorre principalmente em áreas urbanas densamente povoadas e/ou áreas
industriais. Quanto maior a quantidade de fontes poluidoras, maior a produção de
poluentes que serão dispersos pela circulação atmosférica. Assim, a amplitude
geográfica dos efeitos da chuva ácida está relacionada à alternativa “A”.

30. Numa área de praia, a brisa marítima é uma conseqüência da diferença no tempo
de aquecimento do solo e da água, apesar de ambos estarem submetidos às
mesmas condições de irradiação solar. No local (solo) que se aquece mais
rapidamente, o ar fica mais quente e sobe, deixando uma área de baixa pressão,
provocando o deslocamento do ar da superfície que está mais fria (mar).

À noite, ocorre um processo inverso ao que se verifica durante o dia.

Como a água leva mais tempo para esquentar (de dia), mas também leva mais tempo
para esfriar (à noite), o fenômeno noturno (brisa terrestre) pode ser explicado da seguinte
maneira:

A) O ar que está sobre a água se aquece mais; ao subir, deixa uma área de baixa
pressão, causando um deslocamento de ar do continente para o mar.
B) O ar mais quente desce e se desloca do continente para a água, a qual não
conseguiu reter calor durante o dia.
C) O ar que está sobre o mar se esfria e dissolve-se na água; forma-se, assim, um
centro de baixa pressão, que atrai o ar quente do continente.
D) O ar que está sobre a água se esfria, criando um centro de alta pressão que atrai
massas de ar continental.
E) O ar sobre o solo, mais quente, é deslocado para o mar, equilibrando a baixa
temperatura do ar que está sobre o mar.

Comentário do portal - Enem 2002 - Questão 34 - Habilidade 9.

Questão fácil e clássica de climatologia. Para respondê-la, é importante ter conhecimento


da seguinte relação: quanto maior a temperatura, menor a pressão atmosférica e vice-
versa. Assim, áreas mais aquecidas apresentam pressão atmosférica mais baixa e
recebem correntes de vento de áreas de pressão atmosférica mais alta.

31. Por que o nível dos mares não sobe, mesmo recebendo continuamente as
águas dos rios?

1
Essa questão já foi formulada por sábios da Grécia antiga. Hoje responderíamos que:

A) a evaporação da água dos oceanos e o deslocamento do vapor e das nuvens


compensam as águas dos rios que deságuam no mar.
B) a formação de geleiras com água dos oceanos, nos pólos, contrabalança as águas
dos rios que deságuam no mar.
C) as águas dos rios provocam as marés, que as transferem para outras regiões mais
rasas, durante a vazante.
D) o volume de água dos rios é insignificante para os oceanos e a água doce diminui
de volume ao receber sal marinho.
E) as águas dos rios afundam

Comentário do portal - Enem 2004 - Questão 36 - Habilidade 9.

Questão muito fácil sobre o ciclo da água. A água dos rios evapora e retorna aos
continentes para abastecer novamente os rios.