You are on page 1of 10
yl ANO I/¥2 8 “MAIO = 1978 QVAKEG) PARNATBA — Praut Ota! Todo mundo sabe: Prefeitura Municipal de Paraiba... ‘Jd via 05 novos Mawoo gue a Pre Seitura comprov 2 A Kombi © © Susca, | Sabes o que j geet dizer com a sigia PM.e, 2 Views [Taguilo td quer dizer } outra cosa: Para meus Particurares | Haldar sat I & que voed se Sy engana... dalaalna! NACIONAL @ es LAN A ATUALIDADS PARNAT 2 Inovagio a0 Tz Parnaiba, (Pi. ) maio 1978 -Ne 8 Gr 3,00 FUNDADORES Reginaldo’ Ferreira de Costa Francisco José Ribeiro REDAGKO Reginaldo Ferreira da Costa 1“ prvuncagho EB PUBLICIDADE Handlia Fontenele DIAGRAMAGKO E ILUSTRAGAO Martins _-CORBESPONDENTES Teresina: José Cruz-da Rocha | Fortaleza: Maria.de Fatioa Oliveira Brasilia: Marialva Célia.Maria H. da Costa ‘COLABORADORES Boon, Francisco de-Canindé Correia, ‘De, Céndido de, Almeida Athayde, PA dua Santos, Olavo Rebelo, Fernando! Ferraz, Ana Alice, Iédo Loiola, Fer, nando José de.Holanda Mendes, Jer, _.- “feson-Ramos. iovagho é um jornal de _cir- culagio quizenal. As matérias assinadas séo de responsabili @ade dos respectivos autores" 0 nosso editorial traduzo pensamento dos que fazem 0 jornal.. PARNASBA-PIAUL Inovagho - LANCES Atualidades do Brasil ¢ do mundo. “tNovagho ‘ANO'I - Ne 8 AS MARAVILHAS DA ATUALIDADE PARNATBANA —— la, Aguia de Bronze 2a, A Mulher do Pote 3e, 0 acfalto das ruas e evenidas 4a. 0 funcionamento do Aeroporto San-' tos Dumont 5a. As lombades recentemente construi- gas sobre o asfalto num dos oruza— mentos da Praga Sto. Anténio. Um _ on frente ao Farque José Alexandre 6a. 0 funcionamento da Biblioteca Mu- nicipal Ja. A limpezs das Greassde lazer da 1a goa do Portinho Ga. Os trabalhos, magnificamente conclu dos de veforma Ga Praga Estudanto? Jalio Augusto ga. A-estrada Parnaiba —-Morros 2. Ma piana 0a, Os Saitua da linha” Parnaiba ~ luis Correia. — TRANSA. - SOM Ay. Presidente Vargas, n@ 216 Baificio da ACP [| FERNANDO CESAR SILVA SANTOS Cirurgido Dentista COR ~ 405 = CPF - 12474541349 /Rato X| Av. Presidente Vargas, 353 FONE:2550) ParNafpa - Prauf Parnaiba, (Pi.) maio, 1978 - “2 EDITORIAL REFLERQS POLfTICOS £ SOCIAIS D'UMA MA ADMINISTRACAD Se " 9 capitalismo é cruel," mais pungente ainda.é 0, embotamen to humano em relag&o aquilo quo denominamos "coisas do espfrito". i> Nés parnaibanos somos part{cipes do uma platéia.inconformada ' pela insensibilidade polftica, humana e administrativa, "Conhece~se ' uma adrinistragfo ineficiente,' através da alta rotatividade do“péssoal A’mé administragao acarreta insatisfagdo nos mais variados as- pectos de uma comunidade, Tomemos como exemplo uma empresa: Verifigando -se tal iniciativa, uma mé administragao contribui para-que os emprega dos procurem colocagio em empresas que melhor satisfagam seus interese ses. E quando esta anomalia ocorrer em uma comunidade? 0 homem nela | é insatisfeito, nos seus atos um rebelde, em seu pensamento a rebeldia eo despreso pela intelectualidade... Terceiro Polo Turfstico do Brasil, cidade mais autentice deste Estado oligarquico somos um povo de politicamente(em termos de munici- pio) d'uma cé opiniao, ee : Dentre o9-Esatdos brasileiros: somos caso-consumado em’ termos: de a oposic&a (M.D.8. )conseguir reeultads positivo,.pare-o cargo-sena torial. . Nossa_estrutura ‘sedimentadpelo nosso pionairismo~e..continua- da-pela-nossa autenticidade.-encontram=se em oscilagéo, : ~ Nosso-alerta eo. M08 local. Provevelnante;_oshomens-autenti. cos do-.partido, inconformados também, tenham’a formula de-salvagaa ”*' municipal para.o Movimento Democrético Brasileiro, Permanecendo o"“statuo quo" o MDS nao-progrédird-e “permanecera! como “um partido“de remificagdes encabegadas por. lideres.autenticos;.-Ci. taremos os Srs.. José Alexandre Saldas Rodrigues:e Elias Ximene’.do- ' Prada, . Poder n&o ‘significa status, Somos uma comunidade ‘insatisfeitat porém, ‘desejosos em ver nossa cidade acompanhar 0 desenvolvimento ‘das cidades médios~ brasileiros. Inovagho ANO. -.1 ne 8 Parnaiba,(pi.) maio 1978,