You are on page 1of 11
Tae EES ——— ANO I = Ne 11 —-UM JORNAL SE: CRONISTA SOCIAL - on OUTUBRO - 1978 9 Org 3,00 POBREZA f PRAGA © pobre em Parnafba nfo toma leite, néo come carne nem fei- jo, ndo se delicia mais do carna-' casinha guejo, ndo consegue uma da COHAB, (Péginas 11 ¢ 12) NESTA EDIGKO oan LIVRARTA - CINEMA - RADIO - JORMAL OPQUES INEXISTENTES - R. Brito EDITORIAL ~ Pag. 3 OPINIAO: EXISTE IMPRENSA EM PARD At’ BA?! - Bernardo Silva - Pag. 5 AS NACIONAIS - com R. Brito = 7 INTERNACIONAIS ~ com R. Costa-9 Neie o INFORME, A MARRETADA & Nos. SA, os LANCES e na pagina 6- SER VIgos. V CONGRESSO ESTUDANTIL Jim Bpomogiio: ACEP/CCEP De 19 a 22/10 -HAVERA GONFERENCIAS "AQ Partioipagio do Estudante na ork tica Brasileira” “A Reforma do Ensino" "Q MURO DA 7ERGONHA" i Mado comegou quando > prefed, tc municipal anunciou e iniciou og trabalhoa de "reforma"da Praga aa Graga, De inicio ama grande congru- Snola: destrufram totalmente o sors, to sob a alegagiio de que irtem faze 12 voltar as origens, conservendo ' tredigdeq, Erigiram no lugr = um unio sei o qué" (objeto nfo identifi, cudo) logo cognominado “forno de as ‘par tijolos", "pirémide" e outros ¢ adjetivos do género. A Praga da Craga, antigo lg. eradouro piblico trensformou-se em estacionamento:de veloulos. 0 moti- vo dos-erros é simples: a planta ' que deveria ser seguida pelo enge-! nheiro (?) responsdvel foi mal’ in +erpretada’ gragas aos assessores de proveta do senhor prefeito munici-' pal. (Leia o EDITORIAL na pag. 3).A gore, 08 fatos sendo analizudos e ' observada a barbaridade terian de desmanchar todo 0 servigo, 0 que nao devia'ser feito & frente do po~ vo para’ nio comprometer a boa ima-' gem do: prefeito O'nosso munic{pio sera: +30 rico para brincadeiras desse tipo? Sereftos obrigados a ficar calados e aplaudir nosso herdico prefoito. Te mos um compromisso sério com o nos— so leitor que ja est4 cansado de do magogias’ ¢* colunismo social. BS. ano t FUNDADORES Reginaldo Ferreira da Costa Francisco José Ribeiro CORRESPONDENTES Teresina: José Cruz da Rocha Fortaleza: Me. de F. Oliveira Brasilia: Mariolve e Célia Moria H, da Costa COLABORADORES Econ, Francisco de Canindg * Correia, Roberto Machadog Bri, to, Dr. Candido Athayde, Fer nando Ferraz, Ana Alice, Mar- tins, A. Menezes, Luciano, Pi dua Santos, Ayrton Alves e * Bernardo Silva. INOVAGRO - Parnaiba (Pf. ) outubro 1978 we a REDAGKO Olavo Rebelo e Reginaldo Costa DIVULGAGAO E PUBLICIDADE Handlia Fontenele TNOVAGKO 6 um jornal de circu- lagio quinzenal. Orgio do Mo vimento Social e Cultural Ing vagio. As matérias assinadas so de responsabilidade dos au tores discriminados. 0 EDITORIAL traduz o pensamon~ to das que fazem o jornal. LIVRARIA — CINEMA - RADIO = JORNAL: OPOOES “INEXISTENTES o wy Dé pena o estado deplorével por {que passa nossa cidade em matéria de ci- |mema, Néo 6 86 cinema néo, jornal diério | sem compromissos, claro; rédio (porque ' esee que af esta fica bem perto de um an to-falante de suburbio); livraria nem se }ee1e, 6 ponto de honra numa comunidede , [afinal uma nag&o se constréi com livros’ e homens, ¢ pelo que li neste mesmo jor- naleco sobre uma feira de livros realiza, da na Faculdade local, dizia o colege na | quela ocasi&o n&o foram vendidos mais ' que 8 livros, e pasmem, todos "best se-! \ller", Bem, mas estava falando sobre ci. nema que praticamente temos um tinico com um roteiro dos piores, tudo coisa de so gunda e un foko gue causa irritagio no expectador, s6 lamento pelo pessoal que n&o se conforma com aquilo.que lhes im-' poém. Quando seré que o cinema de arte vai ser mostrado no piiblico de bom gosto? Tante obra-prima espéran- do ser mostrads, por que nao tentar,apos | \ \ R, Brito to como Pasolini, John Huston, Cha= plin, Fellini etc, claro que faria sucesso. O que é bom sempre agrada, J& que comecei a malhar , entdo 14 vaiy nico se concebe maig numa cidade de mais de 100 mil babi tantes jornais com tanta subse=vién cia e caga a pequenos donativos. En decorréncia disso, os jornais de ca. pital vendem adoidados, sd que es-! ses jornais séio pano da mesma pega, opesar de bem impressos, de nada a dianta, do nojo pelo comprometimen to, até parecem-que silo impressos * no Karnak. Tord prostituigdo pior ' que a mental? £ isso mesmo que acon tece com os redatores da imprensa % marrom do Piaul, Qic’lamentdvel uso da impressio em "off-set". Déem =_nos uma Gréfice pelo menos ;} nfo vamos derrabeF governo de ningy ém, Nosso ideal é.ver uma sociedadd justa, humana e diga TNoVAGAO. 4aNOI - Neil OQ i SERVIGOS INovAGXO = OUTUBRO ~ 1978 FILME: CINE GAZETA BATALHA DOS GUARARAPES ~ bra sileiro, de Paulo ¢ Thiago. Com José Wil ker, Renée de Viel-' mond, Jardel Filho, Joel Barcelos, Jo fre Soares, Nildo Pa rente, Roberto Bon- fim, Tamara Taxman e Cristina Aché. De longe @ mais cara produgéo brasi- leira ~ 3 30 milnd~ es ate a tiragem da primeira cépia e me- is G$ 8 milndes na comercializagaio,com' mais 240 cépias pa ra exibigées simlté neas - totalizando , @uas horas © 20 minu tos de projegio. Bpico histértco, reconstitui, a par-! tir da tomada do Ar- raial do Bom Jesus , 1635, 0 rotrato poli. tico ¢ social do Bra sil-holandés - com ' Gnfase na corte sun tuosa do Principe ' Mauricio de Nassau , sua visio de estadis. ta e amigo das a¥tes @ na agdo espoliado— ra da COMPANHIA DAS fnDras OCIDEYTAIS - culminando: como su-' perproducéo na bata~ ha do titulo que -' reuniu 2 mil fig. « TRANSA SOM Instale em cua casa, loja ou eecritério Av. Pres. Verges, 216 29 ANDAR EDIF{cIo DA ACP TNOVAgKO Woste edigéio lan- amos em artigo e opinido, a vis&o do nosso mais recente! colaborador R. Brito. Convio to no seu ponto de vista le remos na pagina 2 sobre a triste situagio do laser e das comunioagdes em nossa oi dade © no nosso Estado. Ja na pagina 7 encontreremos ox celente artigo sobre o pano— rama politico brasileiro no smomento das Reformas Politi- ©8 do “Senador de Valonga". Bernardo Silva,en férias desde a 2a, edigiio do nosso jornal volta agora, a todo vapor com artigo de la. pagina e a interrogativa"'Exis te Jornalismo cm Porna{ba?!" DELICIEM-SE! soccvanccccecccacgaggcgecene ageceocccevecccepegveogacgen RECONEDACOE: cuRSOS PARAPSICOLOGIA om an— @amento no SENAI, Au las do Prof, Dr. Biu- ardd Ferreira de Oli veira. RELAQUES HUNANAS - po. ra o,més de outubro — no SESC. CORTE E COSTURA EB EN FERMAGEM — Centro So- oial Urbano (Bairro ' Pindorama). INGLES EB DATILOGRAFIA no SESC. MATEMATICA, CONTABILI DADE, ESTUDOS SOCIAIS B PORTUGUS no Curso COBRAO para quem pro- tende tentar Concurso para o Banco do Bra-' sil. FRACES - no Centro de Cultura Francésa no Campus Ministro Reis' Veloso. MATEMATICA - Curso VI SAO - 12 © 22 Graus a tarde. DATILOGRAFIA - Escola Remington do Datilo-' grafiz, no 1° and, do Baifico da Associagio Comercial na Av. Pro- sidente Vargas, no ' Convento dos Padres ' Gapuchinhos © no Cam sa Peroguial dos Pa adres Redentoristas, EDITORIAL Piging — 3