You are on page 1of 1

CIRCULAR

Assunto: Gripe H1N1

Prezados Pais e/ou responsáveis,

Tendo em vista as últimas notícias sobre a Gripe H1N1 em Fortaleza, o Colégio Dom
Quintino preocupado com a sua comunidade escolar, esclarece e orienta sobre os sintomas e
procedimentos de prevenção. Para que pedimos de todos, a máxima atenção aos esclarecimentos que se
seguem.
Os sintomas da gripe H1N1 são iguais aos das gripes que estamos acostumados: dores no
corpo, fraqueza, mal-estar, tosse, espirros e dor de cabeça. O que acontece é que os sintomas podem ser
mais fortes que os de uma gripe corriqueira, e os pacientes costumam sentir falta de ar e dificuldades
respiratórias.
Ela é transmitida por contato com a saliva ou secreções respiratórias de uma pessoa infectada.
Quem tocar locais contaminados e, em seguida, levar as mãos ao nariz, boca ou olhos também se
contamina. O vírus da gripe A pode ficar no organismo até dez dias após o início da infecção. O pico da
transmissão, contudo, acontece nos primeiros cinco dias de sintomas. Após a fase mais forte, o vírus
estará em pequenas quantidades e as chances de transmissão chegam a quase zero.
Como é a prevenção? Além da vacina (melhor forma de prevenir), a medida mais importante
é a higienização das mãos com frequência, com água e sabão ou álcool em gel. Além disso, é
recomendável manter os ambientes arejados, ventilados e limpos, e evitar locais fechados ou com grande
números de pessoas. Comer bem, se hidratar e praticar atividades físicas também ajuda a manter o corpo
saudável.
E atenção: ao notar quaisquer sintomas dos listados acima, não tragam a criança à escola,
antes de levá-la ao médico.
Vale lembrar que a escola é um espaço coletivo, e a medida citada é de grande valia para
evitar doenças em nosso ambiente. Lembramos também, a necessidade de uma comunicação imediata ao
colégio em caso de diagnóstico que confirme a patologia, para que a informação seja partilhada com toda
a turma. Vamos juntos construir o espaço escolar saudável que desejamos.

Atenciosamente,

Fortaleza, 20 de Março de 2019

À Direção
Colégio Dom Quintino