You are on page 1of 11

QSJ – Direito Processual Civil

Eduardo Francisco
1 - Ano: 2017- Banca: TRF - 2ª Região - Órgão: TRF - 2ª REGIÃO - Prova: Juiz Federal Substituto
Analise as assertivas e. em seguida, marque a opção correta:
I - Respeitados os parâmetros da Lei n° 9.307/96 ou, quando for o caso, de lei específica, as empresas
públicas, as sociedades de economia mista e até as autarquias podem submeter seus litígios à arbitragem. Já
a Administração Pública direta não o pode.
II-A arbitragem que envolva a Administração Pública será preferencialmente de direito.
III - A execução de sentença arbitral estrangeira envolvendo sociedade de economia mista e empresas
públicas não depende de homologação para ser executada no Brasil.
IV - Para o direito administrativo, não há distinção entre compromisso e cláusula compromissória.
a) Apenas a assertiva I está correta.
b) Apenas a assertiva II está correta.
c) Apenas a assertiva III está correta.
d) Apenas a assertiva IV está correta.
e) Todas as assertivas são falsas.
2
2 - Ano: 2016 - Banca: TRF - 3ª REGIÃO - Órgão: TRF - 3ª REGIÃO - Prova: Juiz Federal Substituto
Dadas as assertivas abaixo, assinale a alternativa correta.
Com base no disposto na Lei nº 9.307/96 e suas alterações posteriores, é possível afirmar que:
I – Do compromisso arbitral deverá constar, obrigatoriamente, o nome, profissão, estado civil e domicílio das
partes; o nome, profissão e domicílio do árbitro, ou dos árbitros, ou, se for o caso, a identificação da entidade
à qual as partes delegaram a indicação de árbitros; a matéria que será objeto da arbitragem; o local, ou locais,
onde se desenvolverá a arbitragem e onde será proferida a sentença arbitral.
II – Extingue-se o compromisso arbitral escusando-se qualquer dos árbitros, antes de aceitar a nomeação, a
menos que as partes tenham declarado, expressamente, aceitar substituto.
III – São requisitos obrigatórios da sentença arbitral: o relatório, que conterá os nomes das partes e um
resumo do litígio; os fundamentos da decisão, onde serão analisadas as questões de fato e de direito,
mencionando-se, expressamente, se os árbitros julgaram por equidade; o dispositivo, em que os árbitros
resolverão as questões que lhes forem submetidas e estabelecerão o prazo para o cumprimento da decisão,
se for o caso; a data e o lugar em que foi proferida.
3
IV – Para que haja a homologação da sentença arbitral estrangeira, deverá haver requerimento da parte
interessada, devendo a petição inicial conter as indicações da lei processual, conforme o art. 282 do Código
de Processo Civil, sendo dispensável a apresentação do original da sentença arbitral, desde que substituído
por cópia devidamente certificada, autenticada pelo consulado brasileiro e acompanhada de tradução oficial
e sendo dispensável a apresentação do original da convenção de arbitragem, desde que substituído por cópia
devidamente certificada, acompanhada de tradução oficial.

Estão corretas:
a) I, III e IV.
b) I e II.
c) II e III.
d) III e IV.

4
3 - Ano: 2015 - Banca: FUNIVERSA - Órgão: PC-DF - Prova: Delegado de Polícia
A respeito dos métodos alternativos de solução de conflitos, assinale a alternativa correta.
a) A sentença arbitral não admite controle judicial sobre sua validade.
b) Ao convencionar a arbitragem, as partes renunciam, em definitivo, ao direito de acesso à justiça.
c) A cláusula compromissória de arbitragem é a convenção por meio da qual as partes estatuem, prévia e
abstratamente, que eventuais controvérsias oriundas de certo negócio jurídico sejam dirimidas pelo juízo
arbitral.
d) A autocomposição, por sua rara ocorrência, tem cada vez mais perdido prestígio no ordenamento jurídico
brasileiro como método eficaz de solução de conflitos.
e) A mediação pressupõe a intervenção de um terceiro imparcial e equidistante, sendo, pois, espécie
heterocompositiva.

5
4 - Ano: 2013 - Banca: CESPE - Órgão: DPE-TO - Prova: Defensor Público
Assinale a opção correta acerca dos sistemas não judiciais de composição de litígios.
a) Na arbitragem, as partes podem escolher, livremente, as regras de direito que serão aplicadas, desde que
não haja violação aos bons costumes e à ordem pública.
b) As pessoas maiores de dezoito anos de idade e capazes podem celebrar arbitragem para dirimir conflitos
de interesses relativos a direitos patrimoniais, da personalidade, materiais ou imateriais.
c) O árbitro, embora livre para dirimir o conflito no caso concreto, não pode valer-se de regras internacionais
de comércio.
d) A negociação direta admite a presença de um terceiro mediador, que, para dirimir o conflito de interesses,
busca o entendimento entre as partes.
e) A conciliação consiste em forma de solução de conflitos na qual um terceiro neutro e imparcial auxilia as
partes a conversar, refletir, entender o conflito e a buscar, elas próprias, a solução.

6
5 - Ano: 2015 - Banca: FAURGS - Órgão: TJ-RS - Prova: Outorga de Delegação de Serviços Notoriais e
Registrais -Provimento

Assinale a alternativa que contém afirmativa INCORRETA sobre a arbitragem no Direito Brasileiro.

a) A decisão arbitral proferida por entidade não eleita pelas partes afigura-se nula de pleno direito,
possibilitando a interferência do Poder Judiciário para desconstituí-la, mediante requerimento da parte
prejudicada.

b) A convenção de arbitragem é uma das espécies de compromisso arbitral.

c) Nos contratos de adesão, a cláusula compromissória terá eficácia somente se o aderente tomar a iniciativa
de instituir a arbitragem ou concordar, expressamente, com a sua instituição, desde que por escrito em
documento anexo ou em negrito, com a assinatura ou visto especialmente para essa cláusula.

d) É possível a utilização de regulamentos corporativos como direito aplicável em um processo arbitral.

7
6 - Ano: 2015 - Banca: FAURGS - Órgão: TJ-RS - Prova: Outorga de Delegação de Serviços Notoriais e
Registrais -Remoção
Assinale a alternativa que contém afirmativa INCORRETA sobre a arbitragem no Direito Brasileiro.
a) A arbitragem obedecerá ao procedimento estabelecido pelas partes na convenção de arbitragem, que
poderá reportar-se às regras de um órgão arbitral institucional ou entidade especializada, facultando-se,
ainda, às partes, delegar ao próprio árbitro, ou ao tribunal arbitral, regular o procedimento.
b) O compromisso arbitral é uma das espécies de convenção de arbitragem.
c) Sobrevindo, no curso da arbitragem, controvérsia acerca de direitos indisponíveis, e verificando-se que de
sua existência, ou não, dependerá o julgamento, o árbitro, ou o tribunal arbitral, remeterá as partes à
autoridade competente do Poder Judiciário, suspendendo o procedimento arbitral.
d) É possível a aplicação de direito estrangeiro para a solução de um conflito submetido a processo arbitral.

8
7 - Ano: 2015 - Banca: PGR - Órgão: PGR - Prova: Procurador da República

EM RELAÇÃO A ARBITRAGEM, É CORRETO AFIRMAR QUE:

a) Há possibilidade de controle judicial, inclusive para rediscutir o decidido;

b) Os arbitrossão equiparados aos servidores públicos para efeitos penais;

c) A sentença arbitral trata-se de um título executivo extrajudicial;

d) É possível ser imposta compulsoriamente em qualquer contrato.

9
8 - Ano: 2015 - Banca: FCC - Órgão: TRT -6ª Região (PE) - Prova: Juiz do Trabalho Substituto

A cláusula de um contrato empresarial que faz compulsória a arbitragem para solução de litígios de natureza
patrimonial entre as partes é

a) ineficaz, se quaisquer das partes decidir pelo ajuizamento de uma ação.

b) válida, apenas se se tratar de contrato de adesão, porque coloca qualquer aderente em situação de
igualdade.

c) válida, se livremente pactuada, não implicando violação à garantia constitucional de inafastabilidade da


jurisdição.

d) nula, ainda que livremente pactuada, porque viola norma de ordem pública.

e) anulável, porque a lei proíbe a arbitragem compulsória em qualquer modalidade de contrato.

10
Gabarito

1–E
2–D
3–C
4–A
5–B
6–C
7–B
8–C

11