You are on page 1of 19

Gramática

Coesão textual
Outras Expressões, 11.º ano
Coesão textual

A coesão textual diz respeito a todos os meios pelos


quais, num texto, se processa a ligação entre os seus
componentes (palavras, orações, frases e parágrafos),
de modo que transmitam corretamente a ideia
apresentada.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

Tem por base:


-  a retoma de elementos referidos anteriormente;
-  a articulação da informação conhecida com a que se lhe
segue;
-  a progressão temática;
-  a utilização de conectores;
-  a relação temporal entre as situações expressas.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual
Referencial

Frásica

Coesão gramatical
Interfrásica

Coesão Temporal
textual
Sinonímia
(Por) Reiteração
Antonímia
Coesão lexical
Hiperonímia
(Por) Substituição
Hiponímia

Holonímia
Meronímia
Outras Expressões, 11.º ano
Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.1. Coesão referencial

Mecanismo que assenta na existência de cadeias de


referência ou anafóricas, constituídas por um elemento
linguístico – o referente – que é retomado por outro(s) –
correferente(s), cujo entendimento só é possível
atendendo ao significado do referente.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.1. Coesão referencial


A coesão referencial concretiza-se com recurso a:

Anáfora
Processo pelo qual os termos anafóricos retomam, no
decorrer do discurso, o antecedente já mencionado e respetivo
valor, mantendo-o ativo durante a progressão textual.

Ao sair da escola, encontrei o Luís e ele disse-me que o seu


médico o atendera rapidamente.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.1. Coesão referencial

Catáfora
Processo semelhante ao da anáfora, mas em que os
termos correferentes surgem antes do elemento linguístico
que indica o referente do discurso.

Após a consulta e o que nela lhe fora dito, o jovem


sossegou.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.1. Coesão referencial

Elipse
Processo em que o(s) termo(s) anafórico(s) ou
catafórico(s) não surge(m) lexicalmente realizado(s).
Subentende-se a presença de uma retoma, mas a cadeia
de referência é formada por espaços vazios no discurso.

O Armando foi à consulta e [-] sossegou.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.1. Coesão referencial

Correferência não anafórica


Processo que consiste na utilização de duas ou mais
expressões relativas ao mesmo referente, mas sem que
nenhuma delas dependa da outra, o que apenas
elementos extradiscursivos e contextuais permite detetar.

O pequeno gato aventurou-se no mundo. A cria ganhou


liberdade.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.2. Coesão frásica


Mecanismo que liga os diversos constituintes de uma
oração ou de uma frase simples, de modo a torná-los unos.
Serve-se de processos como:
a. ordenação das palavras e das funções sintáticas na
oração/frase;
b. concordância em género e/ou número de palavras;
c. regências;
d. presença de complementos exigidos pelos verbos.
Outras Expressões, 11.º ano
Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.2. Coesão frásica

Os meus vizinhos candidataram-se a um emprego em França.


Frase coesa:
• ordenação sintática corrente na língua portuguesa;

• concordância correta em género e número entre os elementos


lexicais;
•  respeito pela regência do verbo;

• presença do complemento exigido pelo verbo transitivo indireto.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.3. Coesão interfrásica

Mecanismo que liga frases simples, frases complexas e


parágrafos, garantindo a sua unidade semântica e
traduzindo as diversas dependências existentes entre si.
Recorre:
a. à coordenação (assindética e sindética);
b. à subordinação;
c. a conectores e organizadores do discurso;
d. à pontuação.
Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.3. Coesão interfrásica

Decidi sair cedo, mas não cheguei a horas porque fiquei


preso no trânsito.

No Natal, Lurdes ofereceu uma boneca à filha, dedicou


um poema à mãe e preparou toda a ceia com o marido.

A Mónica cresceu tanto que a roupa do inverno anterior já


não lhe serve.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.4. Coesão temporal

Mecanismo que coordena os enunciados de acordo com


uma lógica de ordenação temporal das situações. Os
acontecimentos são apresentados numa sequencialização
que respeita o conhecimento do mundo que é partilhado
pelos falantes.
Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.4. Coesão temporal

É conseguida através:
a. do uso correlativo dos modos e tempos verbais,
atendendo ao seu valor;
b. do recurso a advérbios e/ou locuções adverbiais;
c. da utilização de expressões preposicionais com valor
temporal;
d. do uso de datas e marcas temporais;
e. do recurso a articuladores indicadores de ordenação.
Coesão textual

1. Coesão gramatical

1.4. Coesão temporal

Tinha decidido sair cedo, mas não cheguei a horas


porque fiquei preso no trânsito.

Ontem, a mãe já tinha feito o bolo, quando chegámos a


casa.

Apanhámos imediatamente o avião, depois de ter sido


verificada a bagagem.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

2. Coesão lexical

Mecanismo que se baseia na repetição da mesma


palavra ao longo do texto ou na sua substituição por
outras que com ela se relacionam em termos de
hierarquia, equivalência ou oposição semântica, de modo
a constituir uma rede semântica adequada ao tema
desenvolvido.

Outras Expressões, 11.º ano


Coesão textual

2. Coesão lexical

2.1. Reiteração
(Repetição) 2.2.1. Sinonímia

2.2.2. Antonímia

2.2. Substituição 2.2.3. Hiperonímia


Hiponímia

2.2.4. Holonímia
Meronímia
Outras Expressões, 11.º ano
Coesão textual

2. Coesão lexical