You are on page 1of 12

Engenharia de Automação de

Sistemas Elétricos

Campinas - SP
1. Sumário

1. O Inatel...................................................................................................................................................3
1.1 Infraestrutura..............................................................................................................................3
1.2 ICC..............................................................................................................................................4
1.3 Prêmios.......................................................................................................................................4
2. Sobre o curso........................................................................................................................................5
2.1 Objetivo.......................................................................................................................................5
2.2 Público-Alvo................................................................................................................................5
2.3 Coordenação..............................................................................................................................6
2.4 Carga Horária.............................................................................................................................6
2.5 Conteúdo Programático.............................................................................................................6
2.5.1 Relação de Disciplinas por Módulo, Cargas Horárias e Créditos.................................7
2.6 Ementas......................................................................................................................................9
2.7 Corpo Docente.........................................................................................................................10
2.8 Controle de Frequência............................................................................................................10
2.9 Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)..................................................................................11
2.10 Certificação.............................................................................................................................11
2.11 Local e Horário.......................................................................................................................11
2.12 Inscrição.................................................................................................................................11

www.inatel.br/pos
1. O Inatel
Há mais de 50 anos, o Instituto Nacional de Te- Nossa Incubadora de Empresas já graduou mais
lecomunicações (Inatel) é um centro de excelência de 60 startups em Minas Gerais. O espaço prepara até
em Ensino, Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação de 20 projetos de alunos e ex-alunos simultaneamente.
tecnologias globais. Com forte presença em empre- Oferecemos todo o suporte a abertura de empresas.
endedorismo, projetos sociais e culturais, formamos Estamos entre os principais centros mundiais
profissionais com alto índice de empregabilidade no de pesquisa sobre a viabilidade do novo padrão 5G,
Brasil e no exterior. com previsão para 2020.
Quando se fala em pioneirismo, não ficamos Desde 2016, somos unidade da Empresa Brasileira
para trás: em parceria com a Ericsson e a Telefónica de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). A partir de
Open Future, o primeiro espaço de Crowdworking do então, empresas que desejam desenvolver seu projeto
Brasil está no Inatel. Também somos a primeira insti- em Sistemas de Comunicação Digital e Radiofrequência,
tuição de ensino a lançar o curso superior de Enge- área de atuação do Inatel - podem receber investimen-
nharia de Telecomunicações no Brasil. tos federais para Pesquisa e Desenvolvimento.

1.1 Infraestrutura

O campus do Inatel, em Santa Rita do Sa-


pucaí - MG, oferece estrutura completa para seus
diversos públicos, como alunos e egressos, pes-
O Teatro Inatel está
quisadores e empreendedores. entre os maiores de
Minas Gerais, e recebe
shows de diversos portes.

As instalações do
campus ocupam
75 mil m².

Biblioteca com
extenso acervo
físico e digital,
além de locais de
convivência e espaços
para estudos.

Mais de 40 laboratórios
tecnológicos, entre os
mais modernos do país. Ampla área esportiva.

www.inatel.br/pos
1.2 ICC

A faculdade ainda possui um centro de compe- • Ensaios e calibração de equipamentos


tências, o Inatel Competence Center (ICC), que desen- • Consultoria
volve soluções tecnológicas para o mercado brasileiro • Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação
e internacional. • Educação continuada
• Cursos de Extensão, presenciais e a distância
(EaD): www.inatel.br/pos
• Mestrado em Telecomunicações, no campus:
www.inatel.br/mestrado

1.3 Prêmios

Em menos de cinco anos, fomos reconhecidos


com prêmios nacionais de importantes segmentos:

Prêmio Nacional Prêmio da Sociedade de


Santander Universidades 2015 Engenharia de Televisão (SET)
Guia do Estudante 2013

Prêmio Nacional de Prêmio Nacional


Empreendedorismo Santander Universidades 2013
Inovador 2014 Guia do Estudante

Prêmio Tele.Síntese Prêmio Finep


“Destaques Inovadores” de Inovação
2013 2012

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 5

2. Sobre o curso

2.1 Objetivo

• Proporcionar visão ampla e multidisciplinar em au- • Conhecer as novas formas de manutenção de redes
tomação de sistemas elétricos de potência, abran- de subestação com o advento de novos protocolos
gendo usinas, subestações, redes de distribuição de como o protocolo GOOSE, Sampled Values e MMS;
energia elétrica, recuperação de falhas, segurança, • Conhecer os métodos atuais para garantir a dispo-
telecomunicações aplicadas ao sistema elétrico, sin- nibilidade, confiabilidade e segurança das redes de
cronismo temporal, dentre muitos outros temas; subestação.
• Modelar e analisar o comportamento dinâmico de • Avaliar, em situações reais, a viabilidade econômica
equipamentos para sistemas elétricos de potência, e técnica das possíveis alternativas de automação
como pré-requisito prévio à adoção de uma estraté- para usinas, subestações e redes de distribuição de
gia de controle; energia elétrica;
• Selecionar a instrumentação requerida para a auto- • Dominar os fundamentos das tecnologias e méto-
mação usinas, subestações e redes de distribuição dos empregados no campo da automação de siste-
dos sistemas elétricos de potência; mas elétricos;
• Projetar e implementar estratégias de controle para • Conhecer e operar sistemas de supervisão, proteção
equipamentos de sistemas elétricos de potência; e controle para aplicações em usinas, subestações e
• Avaliar os melhores métodos e tecnologias para im- redes de distribuição de energia elétrica.
plementação de uma rede confiável e segura na su- • Aplicar e conhecer as principais normas regulatórias
bestação e entre subestações. do setor, para aplicação no desenvolvimento de no-
• Desenvolver um projeto completo de uma vas soluções e conceitos para a área.
subestação.

2.2 Público-Alvo

O curso destina-se a profissionais graduados A contribuição do curso é fornecer uma visão


em Tecnologia ou Engenharia nas áreas de: Elétrica, sistêmica de diversos tópicos, alicerçada nos sistemas
Eletrônica, Telecomunicações, Controle e Automação, elétricos de potência, nas tecnologias de informação
Computação ou similares. O curso, porém, é mais reco- para automação desses sistemas e na integração dos
mendado para pessoas que já sejam da área do setor processos elétricos.
elétrico, preferencialmente engenheiros eletricistas,
de controle e automação e telecomunicações, que te-
nham interesse em atuar ou que já atuam na área de
automação de sistemas elétricos em: concessionárias
de energia (geradoras, transmissoras e distribuidoras),
órgãos de fiscalização e/ou regulamentação (ANEEL,
ONS, etc.), consultoras, indústrias e fabricantes.

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 6

2.3 Coordenação

Nome: Prof. Yvo Marcelo Chiaradia Masselli


Titulação: Doutor.

Graduado em engenharia de telecomunicações Universitário de Itajubá. Na mesma instituição perma-


– modalidade eletrônica pelo Instituto Nacional de neceu durante um ano como coordenador do curso de
Telecomunicações (2002). Foi professor, coordenador Sistemas de Informação e onze anos como professor.
técnico e vice-diretor do Centro de Educação Profis- Atua como professor adjunto no Inatel des-
sional de Itajubá. Mestre em Engenharia da Energia de 2008.
(2005), linha Eletrônica aplicada a Sistemas de potên- Possui publicações na área de automação e sis-
cia e Doutor na mesma linha pela Universidade Fede- temas inteligentes aplicados a sistemas elétricos de
ral de Itajubá. potência.
Atuou por cinco anos como coordenador do cur- Link para o currículo Lattes: http://lattes.cnpq.
so de Tecnologia em Automação Industrial do Centro br/5472065053345636

2.4 Carga Horária

O curso possui uma carga horária total de 368 horas. alunos um total de 400 horas, onde não está compu-
Além destas, são oferecidas duas disciplinas optativas tado o tempo para elaboração do Trabalho de Conclu-
com carga horária de 8 e 24 horas, totalizando 32 ho- são do Curso (TCC).
ras optativas. Com isso, são disponibilizadas para os

2.5 Conteúdo Programático

O curso de pós-graduação, latu sensu, em En- V) Sistemas de Supervisão, Proteção, Controle de


genharia de Automação de Sistemas Elétricos (CEASE) Sistemas Elétricos de Potência.
tem 368 horas de atividades presenciais e está organi- VI) Projetos, Implementação e Pesquisa em Siste-
zado em seis módulos distintos relacionados a seguir: mas Elétricos de Potência.

I) Introdução para Automação de Sistemas de Ao final de todos os módulos o aluno deve de-
Elétricos; senvolver, em conformidade com o regulamento do
II) Técnicas de Proteção, Controle Local, Medição e curso, um Trabalho de Conclusão do Curso.
Monitoramento de Sistemas Elétricos;
III) Técnicas de Redes e Telecomunicações para Sis-
temas Elétricos;
IV) Protocolos para supervisão, Controle e Proteção
de Sistemas Elétricos de Potência;

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 7

2.5.1 Relação de Disciplinas por Módulo, Cargas Horárias e Créditos

O curso é composto de três disciplinas no Mó- VI, cujas ementas são apresentadas na Seção 2.6 des-
dulo I, duas disciplinas no Módulo II, três disciplinas te documento e cujos programas detalhados estão
no Módulo III e duas disciplinas no Módulo IV, duas apresentados no Caderno de Disciplinas do curso.
disciplinas no Módulo V e duas disciplinas no Módulo

I: INTRODUÇÃO PARA AUTOMAÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS


Aulas
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
AS101 Usinas, Subestações, Redes de Distribuição de Energia e Sistemas 16 0 16 2
AS102 Nivelamento e Conceitos Básicos de Proteção de Sistemas Elétricos 16 8 24 3
AS103 Básico de Comunicação em Subestações 16 0 16 2
TOTAL DO MÓDULO 48hs 8hs 56hs 7

II: TÉCNICAS DE PROTEÇÃO, CONTROLE LOCAL, MEDIÇÃO E MONITORAMENTO DE SISTEMAS ELÉTRICOS


Aulas
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
Filosofias de Proteção e Conceitos de Medição em Sistemas Elétricos de
AS201 20 4 24 3
Potência
AS202 Nivelamento e Lógicas de Proteção e Controle 12 12 24 3
TOTAL DO MÓDULO 32hs 16hs 48hs 6

III: TÉCNICAS DE REDES E TELECOMUNICAÇÕES PARA SISTEMAS ELÉTRICOS


Aulas
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
AS301 Redes de Subestações 24 16 40 5
AS302 Redes e Telecomunicações para o Sistema elétrico de Potência 20 4 24 3
Redes de Comunicação de Alta Disponibilidade para Automação de
AS303 24 16 40 5
Subestações
TOTAL DO MÓDULO 68hs 36hs 104hs 13

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 8

IV: PROTOCOLOS PARA SUPERVISÃO, CONTROLE E PROTEÇAO DE SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA


Aulas
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
AS401 Protocolos de Comunicação SCADA 32 8 40 5
AS402 Norma IEC 61850 24 24 48 6
TOTAL DO MÓDULO 56hs 32hs 88hs 11

V: SISTEMAS DE SUPERVISÃO, PROTEÇÃO E CONTROLE DE SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA


Aulas
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
AS501 Sistemas de Supervisão, Proteção e Controle de Subestações 8 24 32 4
AS502 Sistemas de Supervisão Complementares para Subestações 12 4 16 2
TOTAL DO MÓDULO 20hs 28hs 48hs 6

VI: PROJETOS, IMPLEMENTAÇÃO E PESQUISA EM SISTEMAS ELÉTRICOS DE POTÊNCIA


Aulas
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
AS601 Metodologia Científica 7 1 8 1
AS602 Projetos e implantação de sistemas em subestações 4 12 16 2
TOTAL DO MÓDULO 11hs 13hs 24hs 3

DISCIPLINAS OPTATIVAS
AULAS
Sigla Disciplinas
T(h) P(h) C.H.T. N.C.
AS001 Automação de Usinas Hidrelétricas 8 0 8 1
AS002 Noções de Sistemas Inteligentes 16 8 24 3
TOTAL DO MÓDULO 24hs 8hs 32hs 4

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 9

2.6 Ementas

As ementas estão detalhadas por disciplina, em cada AS303: Redes de Comunicação de Alta Disponibili-
Módulo, conforme abaixo: dade para Automação de Subestações (40 hs): Aná-
lise de Desempenho em subestações. Recuperação
Módulo I: Introdução para Automação de Sis- de falhas. Segurança de Redes. Sincronismo temporal.
temas Elétricos (56h)
Módulo IV: Protocolos para Supervisão, Con-
AS101: Usinas, Subestações, Redes de Distribui- trole e Proteção de Sistemas Elétricos de Po-
ção de Energia e Sistemas (16hs): Introdução aos tência (88h)
sistemas elétricos de potência. Subestações de trans-
missão, distribuição e industriais. AS401 : Protocolos de Comunicação SCADA (40hs)
Protocolo DNP3. IEC60870-5-101 e IEC60870-5-104. Mo-
AS102: Nivelamento e Conceitos Básicos de Prote- dbus. Redes Industriais.
ção de Sistemas Elétricos (24hs): Conceitos básicos
de proteção de sistemas elétricos. Tópicos elementa- AS402: Norma IEC 61850 (48hs): IEC 61850. Mecanis-
res de cálculo para sistemas elétricos. mos de Comunicação (GOOSE, MMS,Sampled Values). Mo-
delagem dos dispositivos de automação de Subestações.
AS103: Básico de Comunicação em Subestações
(16hs): Elementos para comunicação em subesta- Módulo V: Sistemas de Supervisão, Proteção e
ções. Camadas físicas e lógicas. Controle de Sistemas Elétricos (84h)

Módulo II: Técnicas de Proteção, Controle Lo- AS501: Sistemas de Supervisão, Proteção e Con-
cal, Medição e Monitoramento de Sistemas trole de Subestações (32h): Sistemas supervisórios.
Elétricos (48h) Projetos de sistemas supervisórios. SCADA.

AS201: Filosofias de Proteção e Conceitos de Me- AS502: Sistemas de Supervisão Complementares


dição em Sistemas Elétricos de Potência (24 hs): Fi- para Subestações (16h): Oscilografia. Novas tendên-
losofia de proteção para sistemas de distribuição, ge- cias para automação do sistema elétrico.Medição sincro-
ração, transmissão e industriais. Proteção de Sistemas nizada de fasores.
Elétricos. Medição de Energia Elétrica.
Módulo VI: Projeto, Implementação e Pesqui-
AS202: Nivelamento e Lógicas de Proteção e Con- sa em Sistemas Elétricos (84h)
trole (24 hs) : Fundamentos de eletrônica digital. Lógi-
cas de Proteção e Controle. AS601: Metodologia Científica (8h): Pesquisa Biblio-
gráfica e Científica. Texto Científico.
Módulo III: Técnicas de Redes e Telecomunica-
ções para Sistemas Elétricos (104h) AS602: Projetos e implantação de sistemas em su-
bestações (16h): Projetos e implementação de siste-
AS301: Redes de Subestação (40 hs): Arquitetu- mas em subestações
ras de Redes. Instalação/configuração de redes locais

AS302: Redes e Telecomunicações para o Siste-


ma elétrico de Potência (24 hs): Redes Cabeadas.
Redes sem fio. Telecomunicações para o sistema elétrico.

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 10

Disciplinas Optativas (32h) AS002: Noções de Sistemas Inteligentes (24h): Ló-


gica Fuzzy. Redes neurais artificiais.
AS001: Automação de Usinas Hidrelétricas (8h):
Aspectos regulatórios Concepção do sistema de super-
visão e controle. Requisitos funcionais para um projeto
básico de automação de usinas. Visão geral da estrutura
física de uma Usina Hidrelétrica.

2.7 Corpo Docente

O corpo docente do curso é formado, em sua


maioria, por professores mestres e doutores, e está re-
sumido na tabela a seguir.

Docente Titulação Currículo Lattes


Alexandre Baratella Lugli Doutor http://lattes.cnpq.br/5881767597296521
Carlos Alberto Ynoguti Doutor http://lattes.cnpq.br/5678667205895840
Edson Josias C. Gimenez Mestre http://lattes.cnpq.br/3191917390407147
Estevan Marcelo Lopes Doutor http://lattes.cnpq.br/5251879405758178
Fábio Lollo Especialista http://lattes.cnpq.br/5924010862502297
Geraldo R. P. Rocha Especialista http://lattes.cnpq.br/0709600562124776
Guilherme Pedro Aquino Mestre http://lattes.cnpq.br/4326726035182582
João Paulo C. Henriques Mestre http://lattes.cnpq.br/1087198355857090
José Geraldo Paiva Mestre http://lattes.cnpq.br/1738307899361032
Ricardo Abboud Especialista http://lattes.cnpq.br/9042541907778115
Wanderson E. Saldanha Especialista http://lattes.cnpq.br/4147902049347499
Wellington Oliveira Especialista http://lattes.cnpq.br/2854880880280726
Yona Lopes Mestre http://lattes.cnpq.br/0051460077973814
Yvo Marcelo C. Masselli Doutor http://lattes.cnpq.br/5472065053345636

2.8 Controle de Frequência

O aluno deve frequentar pelo menos 75% (se- presença feito pelo professor da disciplina com assi-
tenta e cinco por cento) das atividades presenciais natura do aluno.
das disciplinas em que foi aprovado, com controle de

www.inatel.br/pos
Engenharia de Automação de Sistemas Elétricos 11

2.9 Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

O aluno deve desenvolver, sob orientação de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), conforme
um professor designado pela coordenação do curso, artigo específico do regulamento do curso.

2.10 Certificação

O certificado de conclusão do curso é emitido O certificado do curso é registrado pela Seção


pelo INATEL - Instituto Nacional de Telecomunicações, de Registros Acadêmicos do Instituto, onde é depo-
após o aluno ter completado todos os créditos com o sitada e controlada toda a documentação referente
aproveitamento mínimo definido no regulamento do ao mesmo.
curso e ter sido aprovado em seu Trabalho de Conclu-
são de Curso (TCC).

2.11 Local e Horário

SEL - Rodovia SP 340 - Campinas / Mogi Mirim, • As aulas são ministradas aos sábados (de 2 a 3 sábados
Km 118,5 - Prédio 11. por mês), das 08h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30
Campinas – SP
*Sujeito a alterações.

2.12 Inscrição

Para efetuar a inscrição no curso, é preciso pre- Mais informações em: https://selinc.com/pt/
encher o formulário de inscrição localizado no site: selu/courses/CEASE/
www.inatel.br/pos e enviar a documentação necessá-
ria para o e-mail: pos@inatel.br

www.inatel.br/pos
www.inatel.br/pos

35 3471-9292
pos@inatel.br

Instituto Nacional de Telecomunicações


Av. João de Camargo, 512 - Santa Rita do Sapucaí
Minas Gerais - Brasil - CEP 37540-000
fb.com/inatel