You are on page 1of 7

Curso: Engenharia de Controle e Automação NOTA

Disciplina: Fabricação Mecânica (OFICINA-USINAGEM)


ICET – Instituto de Ciências Exatas e Prof.: Fabio Miranda
Tecnologia - Campus Tatuapé Atividade: Lista de Exercícios para P1
Nome do aluno: RA: Turma:

Assinatura do aluno: Data da Prova:

QUESTÕES

1) Qual a importância dos meios lubrificantes? E quais os danos ao meio ambiente?

2) Um dono de uma indústria vê tempo e dinheiro e mandou aumentar a velocidade de corte da


produção, dê seu parecer técnico:

3) Uma empresa tem cinco lotes de materiais, como podemos classifica-los de acordo com a
usinabilidade?

4) Como se toma referência para zerar o anel graduado?

5) Do que consiste a operação de torneamento de superfície cilíndrica externa?

6) Para que serve a operação de facear?

7) Quantas rotações por minuto (RPM) deve-se empregar para desbastar no torno um tarugo de aço
1060 de 100 mm de diâmetro, usando uma ferramenta de aço rápido? Dados:
 ferramenta: de aço rápido e metal duro
 material: aço 1060
 vc = 15m/mim (dado de tabela, de acordo com as indicações acima)
 Øe = 100
8) Calcule o número de rotações por minuto para desbastar no torno uma peça de ferro fundido duro
de 200 mm de diâmetro com ferramenta de metal duro. A velocidade indicada na tabela para
ferramenta de aço rápido é de 18 m/min.
9) Qual a RPM para furar uma peça de aço 1020 com uma broca de aço rápido com 12 mm de
diâmetro, se a velocidade da tabela é de 25 m/min?
10) Calcule a RPM do rebolo de 240 mm de diâmetro para retificar uma peça de aço de 100 mm de
diâmetro, sabendo que a velocidade de corte é de 27 m/seg.
11) Qual fórmula é utilizada para se tornear cônico com inclinação do carro superior?

12) Uma eixo com L = 1350 mm, Vc=14m/min, Ø 95mm e avanço de 2 mm, deve ser torneado
longitudinalmente com 3 passes. Pede-se: RPM e o tempo de Corte.

13) Calcule o tempo de corte para tornear transversalmente todas as superfícies. Dados: Avanço =
0,4 mm e RPM = 112

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 1


14) Assinale a alternativa correta. Considerando-se : 3,14 e sabendo-se que uma peca esta girando a
uma rotacao de 300 RPM com diametro de 40mm, pode-se concluir que a quantidade de metros de
cavaco que devem ser retirados na superficie diametral dessa peca, ao tempo de 1,0 minuto, e de
A. 25,33m/min.
B. 25,45m/min.
C. 37,68m/min.
D. 37,94m/min.
E. 42,0m/min.
15) Assinale a alternativa correta. Precisando-se fixar um componente mecânico entre o corpo de um
parafuso e uma porca de 1/2" x 12, conclui-se que o número de voltas que a porca dará para fixar
este componente, sabendo-se que o comprimento para o aperto é de 42,2mm, é de
A. 20
B. 21
C. 44
D. 52
E. 73,5

16) De acordo com as informações sobre processos de fabricação - parâmetros de usinagem, enumere
a segunda coluna (B) de acordo com a primeira (A).

COLUNA A COLUNA B
1 avanço longitudinal ( ) mm/volta
2 velocidade de corte ( ) min
3 profundidade de corte ( ) mm2
4 seção do cavaco ( ) mm
5 tempo de usinagem ( ) m/min
6 potência consumida no corte ( ) cv

A alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo, é a

A. 135246
B. 154326
C. 264135
D. 351624
E. 415362

Responda as questões 17 e 18. Para uma peça ser usinada no torno mecânico, têm-se os seguintes
dados:
• material: aço 30-40kg/mm2
• ferramenta de corte: aço rápido
• velocidade de corte: 10m/min
• valor da constante: : 3,1416

17) Assinale a alternativa correta. De acordo com esses dados, conclui-se que a RPM, para
rosquear um parafuso de 3/4" x 11, é de, aproximadamente,
A. 220,17
B. 176,70
C. 167,17
D. 143,20
E. 120,70

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 2


18) Assinale a alternativa correta. Considerando-se esses dados, o deslocamento da ferramenta de
corte, por minuto, será de
A. 130,40mm/min.
B. 143,16mm/min.
C. 225,45mm/min.
D. 274,43mm/min.
E. 384,49mm/min.
19) Assinale a alternativa correta. Sobre tecnologia de corte, é correto afirmar:
A. A RPM é inversamente proporcional à velocidade de corte.
B. O passo de uma rosca é diretamente proporcional ao seu avanço.
C. A RPM é inversamente proporcional à resistência da ferramenta de corte.
D. Quanto maior o avanço por volta da peça, maior será o tempo de usinagem.
E. De um modo geral, a usinagem de torneamento de uma peça no torno mecânico, o fator RPM é
diretamente proporcional a resistência do material.
20) Assinale a alternativa correta. Para fazer a seguinte peça cônica, com diâmetro maior da peça =
50mm, diâmetro menor da peça = 20mm e comprimento da peça = 100mm, a inclinação do carro
superior de um torno mecânico paralelo deve ser
A. 20º
B. 10º 5´
C. 10º
D. 8º 30´
E. 7º 20’
21) Assinale a alternativa correta. Na afiação de uma ferramenta para tornear um aço duro, deve-se
manipular os ângulos da ferramenta,
A. aumentando o ângulo de fundo e reduzindo o ângulo de saída.
B. diminuindo o ângulo de cunha e aumentando o ângulo de saída.
C. aumentando o ângulo de saída e aumentando o ângulo de folga.
D. aumentando o ângulo de cunha e o de folga e reduzindo o de saída.
E. aumentando o ângulo de cunha e reduzindo o ângulo de saída e o de folga.
22) Analisando-se a ilustração

Conclui-se que a ferramenta e o equipamento necessário, para fabricação do rasgo Oblongo são
A. broca de centro e fresadora.
B. fresa de topo e fresadora.
C. fresa de topo e furadeira.
D. broca e mandrilhadora.
E. fresa e serra alternada.

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 3


23) O processo de fabricação que consiste na remoção (arrancamento) de partículas de material de
um bloco ou forma bruta, até atingir a forma desejada, efetuada com o auxílio de ferramentas
adequadas de material duro em máquinas especiais é chamado de:
A. fundição.
B. soldagem.
C. usinagem.
D. forjamento.
E. estampagem.
24) Para fabricação desta peça

Os equipamentos necessários para usinagem, em ordem sequencial de utilização, são


A. torno mecânico, furadeira radial e fresadora.
B. serra alternada, torno mecânico e furadeira radial.
C. serra alternada, fresadora, torno mecânico e furadeira radial.
D. fresadora, torno mecânico, furadeira radial e serra alternada.
E. fresadora, furadeira radial, torno mecânico e serra alternada.
25) A placa de três (3) castanha é aplicada na fixação de
A. seção circular e poligonal irregular.
B. prisma retangular e de peças octavadas.
C. peças de formato circular, prismático e irregular.
D. peças de formato sextavado e de peças quadradas.
E. peças de formato sextavado e de peças cilíndricas.
26) Dados: RPM = 240; Comprimento a ser torneado = 75mm e Avanço longitudinal =
0,13mm/volta. O tempo, para usinar uma peça no torno mecânico paralelo, baseado nos seguintes
parâmetros, é de...
A. 10”
B. 2’ e 40”
C. 2’ e 24”
D. 8’e 30”
E. 53’ e 10”
27) A operação que serve para preparar uma face de referência a fim de se poder marcar um
comprimento, ou ainda permitir furação sem o desvio da broca, é chamada de.

A. acabamento.
B. sangramento.
C. rosqueamento.
D. centralização.
E. faceamento.

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 4


28) Para verificar a perpendicularidade entre duas superfícies planas, na operação de fresamento, de
uma peça devemos utilizar o instrumento chamado de:
A. régua.
B. esquadro.
C. compasso.
D. goniômetro.
E. paquímetro.
29) A leitura da medida efetuada do Ø externo de uma peça com o paquímetro mostrado é de:

A. 31,85 mm.
B. 31,92 mm.
C. 31,94 mm.
D. 32,02 mm.
E. 32,04 mm.
30) A leitura da medida de uma espessura da peça, efetuada com o micrômetro mostrado é de:

A. 5,28 in.
B. 5,77 in.
C. 5,28 mm.
D. 5,32 mm.
E. 5,78 mm.
31) São ângulos essenciais às ferramentas de corte no torno mecânico:

A. Ângulo de incidência, ângulo de cunha, ângulo de ataque.


B. Ângulo complementar, ângulo suplementar, ângulo de cunha.
C. Ângulo obtuso, ângulo concluso, ângulo de ataque.
D. Ângulo raso, ângulo de incidência.
E. N.R.A.

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 5


32) São acessórios do torno mecânico:
A. Placa universal, placa lisa.
B. O fuso e o cabeçote fixo.
C. A vara e o barramento.
D. O carro transversal e a espera.
E. Todos citados nos itens anteriores.

33) Ao se distanciar da máquina o operador deve:


A. Deixá-la ligada.
B. Ficar observando de longe.
C. Desligar o automático.
D. Desligá-la. E) N.R.A.
E. Ficar observando de longe.

34) Como se dá o movimento ao eixo principal do torno?


A. Por acionamento do volante do cabeçote móvel.
B. Por engate do dispositivo do automático do carro longitudinal.
C. Por acionamento do motor através de polias, correias e engrenagens.
D. Por engate do dispositivo do automático do carro transversal.
E. N.R.A.

35) São características essenciais do torno mecânico:


A. A pintura e cabeçote divisor.
B. A bandeja e reservatório.
C. A distância máxima entre pontas e o furo do eixo principal.
D. O mangote e o carro superior.
E. Todas as respostas anteriores estão corretas.

36) São partes principais do torno mecânico:


A. Placa de arrasto e luneta fixa.
B. Barramento e cabeçote fixo.
C. Ponta rotativa e luneta móvel.
D. Arrastador.
E. N.R.A.

37) Em um torno o parafuso do carro transversal tem um passo de 4 mm e o anel graduado tem 80
divisões. Qual o valor de cada divisão?
A. 0,05 mm.
B. 0,5 mm.
C. 0,005 mm.
D. 5 mm.
E. 50 mm.,

38) A luneta móvel é utilizada para:


A. Prender a peça ao torno.
B. Prender a peça ao cabeçote móvel.
C. Evitar a trepidação e o afastamento da ferramenta do material.
D. Confeccionar furo de centro em materiais longos.
E. N.R.A.

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 6


39) Paquímetros com 10, 20 e 50 divisões no vernier têm respectivamente uma aproximação
(resolução) de:
A. 0,1; 0,3; 0,05 mm
B. 0,2; 0,5; 0,1 mm
C. 0,2; 0,4; 0,6 mm
D. 0,1; 0,5; 0,2 mm
E. 0,1; 0,05; 0,02 mm
40) O que são insertos?
A. Ferramentas para medir ângulos.
B. Calços reguláveis do porta ferramentas.
C. Pastilhas de metal duro para usinagem.
D. Parafuso de aperto do porta bits.
E. N.R.A.
41) São acessórios do torno mecânico:
A. Placa universal, placa lisa.
B. O fuso e o cabeçote fixo.
C. A vara e o barramento.
D. O carro transversal e a espera.
E. N.R.A.
42) Ordene, numerando de 1 a 6, a sequência correta de etapas do torneamento cilíndrico externo.
( ) Determinação da profundidade de corte.
( ) Montagem da ferramenta no porta-ferramentas.
( ) Fixação da peça.
( ) Execução do torneamento do diâmetro externo.
( ) Regulagem da rotação adequada do torno.
( ) Marcação do comprimento a ser torneado.
43) Durante os processos de usinagem, as ferramentas de corte estão sujeitas a vários tipos de
desgaste e avarias. Existem diversos mecanismos que atuam como causadores dos diferentes tipos de
desgaste e avarias. Ascondições de corte influenciam diretamente estes mecanismos. Uma determinada
ferramenta de corte foi analisada e observou-se um grande desgaste de flanco. Sabendo-se que essa
ferramenta de corte trabalha a baixas velocidades de corte, assinale a alternativa que associa uma causa
provável para esse tipo de desgaste à respectiva solução adequada.
A. Abrasão mecânica: aumento do avanço.
B. Difusão: aumento da velocidade de corte.
C. Aderência: uso de ferramenta com revestimento de nitreto de titânio.
D. Oxidação: uso de ferramenta sem revestimento de óxido de alumínio.
E. Craterização: aumento da temperatura.

44) O Aço é uma liga composta basicamente de Ferro (Fe) e de Carbono (C), sendo este o elemento
que confere a dureza à liga. No Aço comercial, o percentual de Carbono, na liga, varia, em peso,
comumente entre

A. 0,2% e 2,1%.
B. 2,5% e 5,0%.
C. 5,0% e 7,55%.
D. 20% a 25%.
E. Acima de 25%.

Fabricação Mecânica (Oficina – Usinagem) – Prof.º Fabio Miranda 7