You are on page 1of 9

PERGUNTAS & RESPOSTAS

O “Perguntas & Respostas” que durante anos foi publicado no JB News e


aqui reproduzido, está agora no “Blog do Pedro Juk” . Para visita-lo ou tirar
suas dúvidas clique http://pedro-juk.webnode.com/ ou http://pedro-
juk.blogspot.com.br
quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015
QUESTIONÁRIO
QUESTIONÁRIO
Em 28.11.2014 o Respeitável Irmão Cláudio Rodrigues, Loja Harmonia, 26,
REAA, GLMMG, Oriente de Belo Horizonte, Estado de Minas Gerais,
apresenta o que segue:
claudiorodrix33@gmail.com

Questionário para Elevação:


Eu gostaria, e muito, de auxiliar o meu querido Venerável Mestre Irmão
João Batista Pinto, entusiasta e comprometido com a nossa Ordem, de tal
sorte que submeterá o querido Irmão Aprendiz Douglas Dias Vieira de
Figueiredo a ser sabatinado com vistas à sua Elevação, que ocorrerá, com
certeza, em 11/12/2014, por se tratar de um Irmão probo e também
comprometido com a Ordem. A minha intenção é apresentar a sua
resposta, que será uma excelente Peça de Arquitetura, à minha Loja,
tendo em vista o farto e didático conhecimento que eu e os seguidores do
Informativo JB NEWS, sabemos, e reconhecemos, o Irmão ser possuidor.

Considerações:

Mano, tentando contribuir na instrução seguem as questões formuladas


recebidas e as minhas respostas, assim como algumas alterações nas
perguntas que penso serem mais viáveis em se tratando do verdadeiro
simbolismo do Rito Escocês Antigo e Aceito.

É oportuno salientar que nesse contexto podem existir contradições com


os diversos rituais adotados pelas Obediências brasileiras. Assim, o intuito
não é o de porventura desrespeitá-los, senão conduzir o estudante a uma
reflexão sobre qualquer dos temas abordados no questionário, levando-se
em conta a origem francesa do Rito, sobretudo em pontos distintos que
se coadunem com a sua autêntica doutrina.

Vale também aqui a pena mencionar que o Rito Escocês é uma das
práticas que compõem o corolário maçônico, daí a menção das suas
particularidades e, ao mesmo tempo, sugere-se o abandono da
equivocada ideia de que toda a Maçonaria é o Rito Escocês Antigo e
Aceito.

QUESTIONÁRIO
1 - O que simbolicamente significa o modo como é preparado o Candidato
no dia da sua Iniciação ao ser introduzido no Templo procedendo da
Câmara de Reflexão?
RESPOSTA
- Os “olhos vendados” associados às trevas, pela escuridão significam a
ignorância e o preconceito das coisas. O propósito iniciático maçônico
implica na busca da “Luz do Conhecimento”. Essa alegoria iniciática
significa também que morto estará o homem profano, agora pronto a
renascer para a Luz.
- Despojado dos metais significa o desapego das riquezas materiais e o
repúdio às vaidades que nada mais são do que uma simples manifestação
de exterioridade humana.
- O pé direito descalço com a respectiva perna desnuda até o joelho, o
braço esquerdo e o lado esquerdo do peito despido, figuradamente
representam a humildade e respeito pela Instituição. O pé desnudo
acentua o caminhar claudicante na infância simbolizando os primeiros
passos na senda iniciática. O lado esquerdo do peito se relaciona com o
coração e a sede visualizada dos bons sentimentos humanos. O peito
desnudo sugere ainda o cumprimento literal de um dos Landmarks da
Ordem no que assevera ser a Iniciação maçônica privativa do sexo
masculino.

2 - Sendo o formato da Sala da Loja no REAA.'. igual a um quadrilongo, o


que representam os seus limites nessa dimensão?
RESPOSTA:
- O quadrilongo é constituído simbolicamente por três quadrados
contíguos, sendo um quadrado para o Oriente, um quadrado e meio para
o Ocidente e meio quadrado para o Átrio.
- Para simbolizar a universalidade da Maçonaria, as dimensões da Loja
estão representadas por um segmento alegoricamente estabelecido sobre
o equador terrestre, cuja largura é de Norte ao Sul (ou vice-versa); o
comprimento do Oriente ao Ocidente (ou vice-versa); a sua profundidade
do pavimento (superfície) até o centro da Terra e a sua altura da
superfície (pavimento) ao céu (abóbada).

3 – Quantas e qual o significado das Colunas decoram as paredes Norte e


Sul da nossa Loja?
RESPOSTA:
- São doze Colunas em cujos capitéis juntos à base da abóbada estão
representadas as doze constelações do Zodíaco. Seis constelações ao
Norte partindo do extremo do Ocidente até a grade do Oriente – Áries,
Touro, Gêmeos, Câncer, Leão e Virgem e outras seis ao Sul partindo da
grade do Oriente até o extremo do Ocidente – Libra, Escorpião, Sagitário,
Capricórnio, Aquário e Peixes. Dentre outros, representam agrupadas a
partir de Áries de três em três os quatro Ciclos da Natureza, caminho
aparente em cuja eclíptica o Sol percorre no espaço de um ano
(Primavera, Verão, Outono e Inverno).
- Representa também a senda iniciática.

4 – Quantas Luzes dirigem uma Loja?


RESPOSTA:
- Três: o Venerável no Oriente, o 1° Vigilante a noroeste no extremo do
Ocidente e o 2° Vigilante ao Meio-Dia, ou Sul.
- O Venerável representa o pilar da Sabedoria, o Primeiro Vigilante o da
Foça e por sua vez o Segundo Vigilante o da Beleza. Esses pilares são
simbolicamente representados por três Ordens de Arquitetura grega
– o Venerável pela Coluna Jônica, o Primeiro Vigilante pela Dórica e o
Segundo Vigilante pela Coríntia.

5 – Qual é o número mínimo de Mestres necessários para a abertura de


uma Loja Justa e Perfeita e, em se tratando de uma Loja do REAA, quais
são esses respectivos cargos?
RESPOSTA:
– O mínimo de sete Mestres – Três que a governam, Cinco que a compõe e
Sete que a completam.
- No REAA eles ficam assim constituídos: Venerável Mestre, 1° e 2°
Vigilantes (formam as Três Luzes), o Orador e o Secretário (que somadas
às Três Luzes compõem das cinco Dignidades) e mais dois Oficiais – o
Cobridor Interno e o Mestre de Cerimônia.

6 – Na Câmara de Reflexão utilizada no REAA, dentre outros símbolos,


existe um Galo, uma Ampulheta e um Esqueleto humano (ou um crânio
com duas tíbias cruzadas). Qual é a interpretação simbólica de cada um
desses símbolos mencionados?
RESPOSTA:
– O Galo: é um dos símbolos da Vigilância, principalmente àquela quer
visa estarmos atentos para que principalmente as nossas próprias ações
se mantenham de acordo com as exigências da “Arte”. Símbolo também
associado à Perseverança desvenda que o Galo anuncia todas as
madrugadas escuras que se avizinha o raiar de um novo dia.
- A Ampulheta: simboliza que o tempo é implacável e não retrocede.
Sugere o aproveitamento sadio da vida.
- O Esqueleto (crânio e as tíbias cruzadas): Alerta para a consciência de
que a morte é implacável. Simboliza a efemeridade da vida e que se
quisermos bem aproveitá-la, devemos pensar na morte. É também um
símbolo que se traduz na Igualdade, já que o fim da vida terrena é
irremediavelmente igual para todos.

07 – Dê o significado alegórico relativo às portas em que fostes conduzido


a bater durante a cerimônia da vossa Iniciação?
RESPOSTA:
– Primeiro na porta do Sul ocupada pelo Segundo Vigilante, a virtude da
Sinceridade; segundo na porta do Ocidente no noroeste da Loja sustada
pelo Primeiro Vigilante, a Coragem; por fim na porta do Oriente tomada
pelo Venerável Mestre, a Perseverança.
- As portas simbólicas representam a aparência diária da marcha do Sol
associada à senda do Iniciando na Iniciação. No Painel da Loja essa
marcha está também representa por três janelas.
- Sinceridade, Coragem e Perseverança são qualidades virtuais
imprescindíveis àquele que busca a Luz.

8 – Quais são e onde estão representadas as outras quatro virtudes?


RESPOSTA:
- São quatro mais: a Justiça e a Prudência ao Oriente e a Temperança e a
Coragem no Ocidente. Suas reproduções alegóricas se apresentam
através de quatro Borlas que estão situadas simbolicamente nos quatro
cantos da Loja. Visualmente as Borlas aparecem apenas gravadas nas
quatro quinas da frisa (Orla Denteada) que contorna o Painel da Loja.

9 – Qual o significado da palavra Boaz no Grau de Aprendiz Maçom?


RESPOSTA:
– Dentre outros, significa o nome de uma das duas Colunas Vestibulares
localizadas no pórtico da Loja (ao Norte, ou à esquerda de quem entra).
Essa Coluna tem a sua origem na lenda da construção do primeiro Templo
de Jerusalém (Salomão).
- O nome Boaz que genericamente significa em hebraico “na força” é
também o nome do tetravô do Rei Salomão. Esse personagem bíblico é
mencionado no Livro de Ruth.

10 – O que representam as duas Colunas Vestibulares na entrada do


Templo (sala da Loja).
RESPOSTA:
– No REAA elas são também tratadas como Colunas Solsticiais, pois
marcam a passagem dos trópicos de Câncer ao Norte (Coluna B) e
Capricórnio ao Sul (Coluna J). O termo “solsticial” determina o limite dos
solstícios de verão e inverno associados à alegoria da evolução da
Natureza representada no Canteiro (Loja) – arcabouço doutrinário da
vertente francesa da Maçonaria.

11 – Quais são as comemorações patronais maçônicas relativas às datas


solsticiais?
RESPOSTA:
- Sob o ponto de vista do Hemisfério Norte do planeta Terra aquela
relacionada ao solstício de Verão em 24 de junho e a de Inverno em 27 de
dezembro.
- A referência ao Hemisfério Norte é porque se trata da Maçonaria
Simbólica, cujo arcabouço doutrinário e a decoração dos Templos foram
desenvolvidos na meia esfera Norte onde nasceu a Maçonaria.
- Como se trata de simbolismo, mesmo para as Lojas situadas no
Hemisfério Sul, simbolicamente toda a doutrina e decoração dos Templos
estão orientadas e mantidas como se estivessem situadas no Norte do
nosso Planeta.

12 – Além dos solstícios, quais outros pontos astronômicos são


importantes para a Maçonaria Simbólica?
RESPOSTA:
– Como as datas solsticiais correspondem aos ciclos do Verão e do
Inverno, entre eles existem também os equinócios que determinam a
Primavera e o Outono.
- Simbolicamente os equinócios estão representados pela linha imaginária
do equador e a passagem do Sol de um para o outro Hemisfério. O
equador imaginário no Templo fica na porção mediana entre as Colunas
B.'. e J.'. no sentido longitudinal da Sala da Loja. Essa linha imaginária
divide no Ocidente as Colunas do Norte e do Sul.
- Do mesmo modo que as datas solsticiais, as equinociais relativas à
Primavera e ao Outono também estão referendadas ao Hemisfério Norte
do Planeta.

13 – Sendo também as Colunas Vestibulares B.'. e J.'. relacionadas às


datas solsticiais, então quais são os patronos da Maçonaria a cada
relacionada?
RESPOSTA:
– Sob o ponto de vista do hemisfério Norte, a Coluna B.'. que se relaciona
ao solstício de verão, corresponde à data comemorativa a João, o Batista
em 24 de junho, enquanto que a Coluna J.'. relacionada ao solstício de
inverno corresponde à data comemorativa a João, o Evangelista em 27 de
dezembro.

14 – Qual o significado do Sinal do Aprendiz quando composto?


RESPOSTA:
- Quando composto na região gut.'. (estando à Ordem) ele lembra a
contenção das paixões.
- Ao ser desfeito na forma de costume (pelo Esq.'., pelo Nív.'. e pelo Pr.'.)
lembra simbolicamente o juramento do Grau e a pena aplicada. Daí
também ser ele conhecido como Sinal Penal.

15 – Dê uma das interpretações simbólicas relativas à Corda de 81 Nós?


RESPOSTA:
– Do período da Maçonaria Operativa, o REAA relembra o contorno que
limitava os Canteiros Operativos.
- Já na Moderna Maçonaria ela significa a união dos Irmãos, não só nos
limites do Canteiro como também na sociedade profana.
- As duas Borlas dela pendente nas suas extremidades junto à porta de
entrada da Sala da Loja implica que a Maçonaria é progressista e
acompanha a evolução da Ciência e das Artes, respeitadas as suas
tradições, usos e costumes, assim como os Landmarks da Ordem.

16 – Onde se situa na Loja a Espada Flamejante na Loja e qual a sua


finalidade?
RESPOSTA:
- Sobre uma almofada ou dentro de um escrínio ela fica depositada sobre
o Altar ocupado pelo Venerável Mestre.
- Tradicionalmente ela somente pode ser empunhada por um Mestre
Instalado e é usada nas cerimônias de Iniciação, Elevação e Exaltação
quando das tradicionais consagrações dos protagonistas.

17 - Dê um simbolismo para a Marcha do Aprendiz.


RESPOSTA:
- Se deslocando em linha reta (sobre o Equador do Templo) em direção ao
Oriente, dentre outros a Marcha significa a vereda dos justos.

18 – Qual o significado das três pancadas dadas na porta pedindo


ingresso no Templo?
RESPOSTA:
- Primeiro: lembram as três portas simbólicas (Sul, Ocidente e Oriente)
onde o Candidato pedira passagem por ocasião da sua Iniciação.
- Segundo: as três pancadas na porta ao pedir ingresso no Templo
lembram ao Aprendiz a seguinte máxima: “Batei e sereis atendido”, “Pedi
e recebereis”, “Procurai e encontrareis”.

19 Quais são os Ornamentos de uma Loja de Aprendiz, e quais são os


seus significados?
RESPOSTA:
- O Pavimento Mosaico, a Orla Denteada, ou Dentada e a Estrela
Flamejante, ou Flamígera.
- O Pavimento Mosaico como piso de todo o Ocidente do Templo com seus
ladrilhos alternados brancos e pretos traduz a diversidade e o
antagonismo das coisas. Implica que apesar das diferenças e de toda
essa diversidade, no solo do Mundo reside a mais perfeita harmonia
ditada pela Criação. No REAA o Pavimento tradicionalmente é disposto
em linhas oblíquas e os seus quadrados alternados brancos e pretos
regulam também a Marcha do Grau.
- A Orla Denteada que guarnece e circunda o Pavimento da Loja (vê-lo no
Painel da Loja) simboliza a União dos Irmãos em torno de um mesmo
ideal. O ideal do aperfeiçoamento maçônico é ditado pelas virtudes da
Justiça, da Prudência, da Temperança e da Coragem (as quatro Borlas nos
quatro cantos a Orla aparente no Painel).
- A Estrela Flamejante pendente do teto ao Meio-Dia sobre o Segundo
Vigilante representa no Grau de Aprendiz apenas a Estrela Hominal ou Luz
intermediária entre o Sol do Oriente (Venerável) e a Lua do Ocidente
(Primeiro Vigilante). Ornamento no Primeiro Grau Maçônico é objeto de
Estudo do Companheiro Maçom.
Observação – Alguns rituais inerentes ao Rito em questão no Brasil
mencionam no lugar da Estrela Flamejante a Corda de 81 Nós como
terceiro Ornamento da Loja de Aprendiz.
20 – Quais são os Paramentos da Loja e onde eles se situam?
RESPOSTA:
- O Livro da Lei, o Esquadro e o Compasso. Também conhecidos como as
Três Grandes Luzes Emblemáticas da Maçonaria, o Esquadro e o
Compasso que somente se apresentam unidos em Loja são depositados
sobre o Livro da Lei aberto. Todos esses Emblemas descansam sobre o
Altar dos Juramentos.
- Como uma tríade ou conjunto emblemático, para o Maçom o Livro da Lei
é o seu código de Moral e Ética; o Esquadro traduz a sua retidão de
caráter e o Compasso a justa medida que regem as suas ações.

21 – Onde se situa em Loja o Mar de Bronze?


RESPOSTA:
- Em alguns rituais do REAA o Mar de Bronze que serve para a ablução
(purificação pela água) durante a Iniciação, situa-se a noroeste da Loja.
Outros rituais, sempre com a mesma finalidade situam-no a sudeste e
outros ainda a sudoeste.
- Conforme o Ritual, essas três localizações inerentes a esse utensílio do
lendário Templo de Jerusalém decorrem das diversas interpretações de
localização conforme o grupo de exegetas.

22 – Além dos Ornamentos e Paramentos da Loja já mencionados,


existem ainda as Joias fixas e as Joias móveis. Quais são e onde se situam
as Joias fixas da Loja?
RESPOSTA:
- A Pedra Bruta, a Pedra Cúbica e a Prancheta do Mestre. Como um código
de moral, elas ficam inertes (fixas) para a eterna apreciação e
compreensão do Maçom.
- A Pedra Bruta é um elemento de estudo do Aprendiz e situa-se na
Coluna do Norte junto ao Primeiro Vigilante.
- A Pedra Cúbica situa-se junto ao Segundo Vigilante no Sul e é elemento
de estudo do Companheiro.
- A Prancheta é objeto de estudo e traçado do Mestre. Fica posicionada ao
Oriente próxima do Venerável Mestre e traz nela gravada os símbolos das
Paralelas Cruzadas e de um “xis”, ou a Cruz de Santo André.

23 - Quais são e onde se situam as Joias móveis?


RESPOSTA:
- Esquadro (Venerável); Nível (Primeiro Vigilante); Prumo (Segundo
Vigilante). Como Joias distintivas elas ficam apensas nos respectivos
colares das Luzes da Loja. São tidas como “móveis” porque são
transferidas de tempos em tempos aos sucessores legalmente eleitos.

24 - Quais são as ferramentas de trabalho do Aprendiz e seu significado?


RESPOSTA:
- No REAA, o Maço e o Cinzel.
- Objetos imprescindíveis para o Aprendiz que simbolicamente servem
para desbastar a Pedra Bruta.
- O Maço representa a Razão que determina o trabalho e o Cinzel a
inteligência que rege as ações aplicadas conforme as exigências da Arte.

25 – Em qual Coluna o Aprendiz toma assento? Descreva os seus limites


na Loja e as suas características.
RESPOSTA:
- Ele toma assento no Topo da Coluna do Norte correspondendo ao início
da escalada iniciática como a banda mais distante da Luz.
- A Coluna do Norte é todo o espaço no Ocidente à esquerda de quem
ingressa no Templo, cujo comprimento desse sítio vai desde o extremo do
Ocidente até o limite com o Oriente e a sua largura desde o Equador do
Templo (eixo) até o Topo do Norte (parede Norte) onde se localizam as
seis primeiras Colunas Zodiacais.
- No extremo do Ocidente (noroeste) da Coluna do Norte tem assento o
Primeiro Vigilante.

26 – No simbolismo do REAA quantos degraus devem existir na Loja?


RESPOSTA:
– Sete assim distribuídos: um para o Oriente, três para o Sólio, dois para
lugar do Primeiro Vigilante e um para o lugar do Segundo Vigilante.

27 – Ratificando, quem governa a Loja e onde os mesmos têm nela


assento?
RESPOSTA:
- Como um dos Landmarks da Ordem, uma Loja é dirigida por três Luzes –
o Venerável Mestre no Oriente que corresponde à Sabedoria (Ordem de
Arquitetura Jônica), o 1° Vigilante na Coluna do Norte no extremo do
Ocidente correspondente à Força (Ordem de Arquitetura Dórica) e por fim
o 2° Vigilante na Coluna do Sul ao Meio-Dia correspondente à Beleza
(Ordem de Arquitetura Coríntia).
- A Sabedoria, a Força e a Beleza representam respectivamente a
Salomão, Rei de Israel que teve a sabedoria de construir o Templo; a
Hiran, Rei de Tiro que com força auxiliou Salomão fornecendo homens e
madeira para a edificação e Hiran Abif, o artífice que com beleza adornou
o Templo.

28 – O que em encima o topo dos capitéis das duas Colunas Vestibulares


(B.'. e J.'.) situadas na entrada do Templo em Loja de Aprendiz? Dê
também a relativa interpretação simbólica.
RESPOSTA:
- Três Romãs maduras entreabertas sobre cada capitel.
- A Romã é em Maçonaria um dos símbolos da união entre os Irmãos. É
também o emblema da harmonia social, já que somente com as
sementes apoiadas umas sobre as outras é que o fruto toma a sua
verdadeira forma.
- Como complementos que embelezam as duas Colunas Solsticiais, as
Romãs ao topo lembram os bens produzidos pelas estações (os ciclos da
Natureza).

29 - Quantas viagens praticastes conduzido pelo seu guia durante a vossa


Iniciação no REAA.'.?
RESPOSTA:
– Três viagens simbólicas

30 – Somadas à vossa estada na Câmara de Reflexão à que se referem


essas viagens simbólicas?
RESPOSTA:
– Quatro provas. Nelas simbolicamente passei pelos quatro elementos
alquímicos da antiguidade – Terra, Ar, Água e Fogo.
- A prova da Terra (fecundação) denota quando estive encerrado na
Câmara de Reflexão.
- A prova do Ar (a infância), ou a primeira Viagem quando passei por
caminhos tenebrosos e fui conduzido e protegido pelo meu guia como
meu primeiro protetor.
- A prova da Água, ou a segunda Viagem quando representei a juventude
e tive como guia o Mestre que atendi com solicitude a voz da experiência.
Ao mesmo tempo representei nessa segunda Viagem os sentimentos de
insegurança por que passam os que atravessam o segundo ciclo da vida.
- Por fim a prova do Fogo quando representei a maturidade da vida e tive
como guia um amigo.

Finalizando devo ratificar que podem existir contradições em alguns


aspectos no que tange aos rituais do REAA em vigência nas Obediências
brasileiras. É sempre bom lembrar que não obstante o consulente
pertencer à constelação da Mui Respeitável Grande Loja de Minas Gerais,
de modo simplificado eu coloquei as questões e as respostas o mais
próximo possível do que preceitua o verdadeiro simbolismo do Rito
Escocês Antigo e Aceito.

T.F.A.
PEDRO JUK - jukirm@hotmail.com -
Fev/2015
Fonte: JB News – Informativo nr. 1.590 - Florianópolis (SC) – quarta-feira, 4
de fevereiro de 2015